Base de dados : LILACS
Pesquisa : D06.472.699.327.935.531.500.200 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 8 [refinar]
Mostrando: 1 .. 8   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 8 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1122175
Autor: Jericó, Márcia Marques; Bento, Fernando Mathias; Silva, Ricardo Duarte; Cardozo, Felipe Braz de Siqueira; Ponce, Fabiano de Granville; Soila, Rogério Márcio; Furtado, Priscila Viau; Machado, Fabrício Lorenzini Aranha.
Título: Adrenal function evaluation in critically ill dogs with low doses of synthetic ACTH / Avaliação da função adrenal em cães portadores de doenças críticas com baixa dose de ACTH sintético
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);57(2):e167299, mai. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The hypothalamus-pituitary-adrenal axis function may be impaired in patients with critical illnesses, especially cases of sepsis, named critical illness-related corticosteroid insufficiency (CIRCI). This study examined the function of the hypothalamic-pituitary-adrenal axis in normal dogs (n = 10) and dogs with critical diseases (n = 16), through determinations of endogenous ACTH (adrenocorticotropic hormone), basal cortisol and cortisol after stimulation in low doses of synthetic ACTH (1.0µg/kg/IV). The stimulation test with ACTH dose tested was verified as effective for evaluation of adrenal function in healthy and sick dogs. Ill dogs differed from healthy dogs by presenting higher basal cortisol values. Eight sick dogs presented a decrease in endogenous ACTH, basal cortisol, or Δ-cortisol. No significant differences were found between the control groups and critically ill dogs for the values of endogenous ACTH, cortisol after stimulation or Δ-cortisol. We concluded that the stimulation test with low-dose ACTH was effective for evaluation of adrenal function, as well as the fact that a considerable portion of critically ill dogs studied here, especially with sepsis, had evidence of inadequate corticosteroid response to stress.(AU)

A função do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal pode estar comprometida em pacientes com doenças críticas, em especial casos de sepse, sendo nomeada de Insuficiência Corticosteroide Relacionada à Doença Crítica (ICRDC). O presente trabalho analisou a função do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal em cães normais (n=10) e cães portadores de doenças críticas (n=16), por meio de determinações de ACTH (hormônio adrenocorticotrófico) endógeno, de cortisol basal e de cortisol após estímulo com baixa dose de ACTH sintético (1,0µg/kg/IV). Constatou-se que o teste de estimulação com ACTH na dose testada se mostrou eficaz para avaliação da função adrenal em cães sadios e doentes. Os cães doentes diferiram dos sadios ao apresentar valores maiores de cortisol basal. Oito cães doentes apresentaram diminuição do ACTH endógeno, do cortisol basal ou do Δ-cortisol. Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos Controle e Criticamente enfermos para os valores de ACTH endógeno, cortisol após estimulação ou Δ-cortisol. Concluiu-se que o teste de estimulação com baixa dose de ACTH mostrou-se eficaz para avaliação da função adrenal, assim como, uma parcela considerável da população de cães críticos aqui estudados, em especial com sepse, apresentaram evidências de resposta corticosteroide inadequada frente ao estresse.(AU)
Descritores: Cosintropina/administração & dosagem
Hormônio Adrenocorticotrópico
Sepse/complicações
Glucocorticoides/uso terapêutico
Sistema Hipotálamo-Hipofisário/fisiopatologia
-Doença Catastrófica
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-842069
Autor: Martins, Renata C. B; Jericó, Márcia M.
Título: Uso de baixa dose de ACTH sintético no teste de estimulação da função adrenal para o diagnóstico e controle do hiperadrenocorticismo canino: avaliação da eficácia diagnóstica / Use of low-dose of synthetic ACTH in the adrenal stimulation test for diagnosis and monitoring of canine hyperadrenocorticism: evaluation of diagnostic efficacy
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(3):241-247, Mar. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O teste de estimulação com ACTH é o teste de escolha para realizar o controle dos valores de cortisol endógeno em pacientes sob tratamento para o hiperadrenocorticismo canino, podendo ser utilizado também para diagnosticar a doença. Os protocolos atuais utilizam doses que variam entre 5ug/kg a 250ug/animal por administração intravenosa ou intramuscular. Não se constatam estudos com doses menores que as de 5ug/kg em pacientes portadores de hiperadrenocorticismo. No presente estudo, foi testada a dose de 1ug/kg/IV; comparada à dose consagrada de 5ug/kg/IV, em grupos de animais suspeitos de HAC (HAC Diag), animais portadores de HAC e em tratamento (HAC Control) e animais sadios (Sadios). Na dose de 1ug/kg/IV, os valores basais de cortisol dos Sadios foram iguais à média 2,40ug/dL(+/-1,57ug/dL), dos HAC control foi de média 1,53ug/dL(+/-0,93,ug/dL) e dos HAC diag foi média 3,37ug/dL(+/-1,57ug/dL). Os valores pós-ACTH na dose de 1ug/kg foram de média 11,43ug/dL(+/-2,46ug/dL) para animais sadios, 2,67ug/dL(+/-1,39ug/dL) para o grupo HAC Control e média 16,56ug/dL(+/-7,62ug/dL) para o grupo HAC Diag. Os valores basais de cortisol na dose de 5ug/kg foram 0,89ug/dL(+/-0,23ug/dL) para o grupo HAC Control; média 3,08ug/dL(+/-1,99 ug/dL) para o grupo HAC Diag. Os valores pós-ACTH na dose de 5ug/kg foram de média 3,71ug/dL(+/-1,57ug/dL), para o grupo HAC control e média 22,52ug/dL (+/-8,75ug/dL) para o grupo HAC diag. Analisando-se os resultados obtidos, constatou-se que as doses 1 e 5ug/kg de ACTH sintético não diferem entre si, promovendo o mesmo tipo de variação nos valores de cortisol (ANOVA; p=0,225). Também, que a dose de 1ug/kg de ACTH foi igualmente eficaz na elevação dos níveis de cortisol nos três grupo testados (Sadios, HAC Control e HAC Diag; ANOVA, p<0,05). E, pelo teste de Dunn observamos que o grupo HAC control apresenta Δ-cortisol (delta =diferença entre cortisol após estimulo e o cortisol basal) significativamente menor que o dos grupos diagnóstico (p<0,05) e animais sadios (p<0,05). Concluiu-se que a dose de 1ug/kg de ACTH sintético pode ser utilizada com eficácia para a realização do teste de estimulação com ACTH.(AU)

ACTH stimulation is the gold standard test to monitor levels of endogen control of patients under treatment for canine hyperadrenocorticism and it may also be used to diagnose the disease. Current protocols use doses ranging from 5ug/kg to 250ug per animal by intravenous or intramuscular administration. There are no studies with doses inferior to 5ug/kg in adrenopatic patients. In the present investigation, the dose of 1ug/kg/IV was tested; compared with the recommended dose of d 5ug/kg/IV in groups of dogs under clinical suspicion of HAC (HAC Diag), animals under treatment for HAC (HAC Control) and healthy animals (Healthy). Under the dose of 1ug/kg/IV, average results for baseline cortisol values were equal to 2.40ug/dL(+/- 1.57ug/dL) for healthy, 1.53g/dL(+/-0.93ug/dL) for HAC Control and 3.37ug/dL(+/-1.57ug/dL) for HAC Diag. Post-ACTH values in the dose of 1ug/kg were average 11.43ug/dL(+/-2.46ug/dL) for healthy animals, 2.67ug/dL (+/-1.39ug/dL) for HAC Control and 16.56ug/dL(+/-7.62ug/dL) for HAC Diag group. Basal cortisol values at a dose of 5ug/kg were 0.89ug/dL (+/-0.23ug/dL) Control group for HAC; average 3.08ug/dL (+/-1.99ug/dL) for HAC Diag group. Baseline cortisol under the dose of 5ug/kg were average 3.71ug/dL(+/-1.57ug/dL) for HAC Control and 22.52g/dL(+/-8.75ug/dL) for HAC diag. Based on the present results, it was found that both doses of 1 and 5ug/kg of synthetic ACTH do not differ, providing the same kind of change in cortisol values (ANOVA, p=0.225). Also, the dose of 1ug/kg of ACTH was equally effective in raising levels of cortisol in the three groups tested (Healthy, HAC and HAC Control Diag; ANOVA, p<0.05). Through the Dunn test it was observed that HAC Control presented HAC-Δ cortisol (delta = difference between cortisol after stimulation and basal cortisol) significantly lower than HAC Diag (p<0.05) and healthy animals (p<0.05). Therefore the dose of 1ug/kg of synthetic ACTH can be effectively used to perform the ACTH stimulation test effectively.(AU)
Descritores: Hiperfunção Adrenocortical/prevenção & controle
Hormônio Adrenocorticotrópico/administração & dosagem
-Cosintropina
Diagnóstico
Doenças do Sistema Endócrino/veterinária
Hidrocortisona/análise
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Czepielewski, Mauro Antônio
Texto completo
Id: lil-696904
Autor: Moraes, Rafael Barberena; Friedman, Gilberto; Viana, Marina Verçoza; Tonietto, Tiago; Saltz, Henrique; Czepielewski, Mauro Antônio.
Título: Aldosterone secretion in patients with septic shock: a prospective study / Secreção de aldosterona em pacientes com choque séptico: estudo prospectivo
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;57(8):636-641, Nov. 2013. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To assess serum levels of the main factors that regulate the activation of the zona glomerulosa and aldosterone production in patients with septic shock, as well as their response to a high-dose (250 µg) adrenocorticotropic hormone (ACTH) stimulation test. SUBJECTS AND METHODS: In 27 patients with septic shock, baseline levels of aldosterone, cortisol, ACTH, renin, sodium, potassium, and lactate were measured, followed by a cortrosyn test. RESULTS: Renin correlated with baseline aldosterone and its variation after cortrosyn stimulation. Baseline cortisol and its variation did not correlate with ACTH. Only three patients had concomitant dysfunction of aldosterone and cortisol secretion. CONCLUSIONS: Activation of the zona glomerulosa and zona fasciculata are independent. Aldosterone secretion is dependent on the integrity of the renin-angiotensin-aldosterone system, whereas cortisol secretion does not appear to depend predominantly on the hypothalamic-pituitary-adrenal axis. These results suggest that activation of the adrenal gland in critically ill patients occurs by multiple mechanisms.

OBJETIVO: Avaliar os níveis séricos dos principais fatores que regulam a ativação da zona glomerulosa e a produção de aldosterona em pacientes com choque séptico, assim como sua resposta ao teste de cortrosina em alta dose (250 µg). SUJEITOS E MÉTODOS: Em 27 portadores de choque séptico, foram aferidos níveis basais de aldosterona, cortisol, ACTH, renina, sódio, potássio e lactato, bem como realizado teste de cortrosina. RESULTADOS: Renina se correlacionou com níveis basais de aldosterona e sua variação após teste de cortrosina. Cortisol basal e sua variação não se correlacionaram com ACTH. Apenas três pacientes apresentaram disfunção concomitante da secreção de aldosterona e cortisol. CONCLUSÕES: Ativação das zonas fasciculada e glomerulosa são independentes. Secreção de aldosterona é dependente da integridade do sistema renina-angiotensina-aldosterona, enquanto secreção de cortisol não parece predominantemente dependente do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal. Esses resultados sugerem que a ativação da adrenal em pacientes críticos ocorre por múltiplos mecanismos.
Descritores: Aldosterona/sangue
Hidrocortisona
Renina/sangue
Choque Séptico/metabolismo
Zona Glomerulosa
-Hormônio Adrenocorticotrópico/administração & dosagem
Cosintropina/administração & dosagem
Cosintropina/metabolismo
Sistema Hipotálamo-Hipofisário
Estimativa de Kaplan-Meier
Sistema Hipófise-Suprarrenal
Estudos Prospectivos
Sistema Renina-Angiotensina
Choque Séptico/mortalidade
Choque Séptico/fisiopatologia
Zona Fasciculada
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-660284
Autor: Souto, Selma B.; Baptista, Pedro V.; Barreto, Filomena; Sousa, Pedro F.; Braga, Daniel C.; Carvalho, Davide.
Título: Ovarian intratumoral 21-hydroxylase deficiency in a postmenopausal hirsute woman / Deficiência de 21-hidroxilase ovariana intratumoral na virilização da mulher pós-menopausa
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;56(9):672-676, Dec. 2012. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Virilising ovarian tumours are a rare cause of hyperandrogenism in women, accounting for less than 5% of all ovarian neoplasms. It occurs most often in - and postmenopausal women. We report a case of a 64 year-old woman with signs of virilisation that had started 3 years before. Blood hormone analysis revealed increased levels of testosterone, and 17-hydroxyprogesterone. The tetracosactin test revealed 21-hydroxylase deficiency. Radiological imaging demonstrated a nodule in her left ovary. The patient was submitted to bilateral laparoscopic oophorectomy, and histopathological examination revealed a luteoma of the left ovary. Postoperative serum testosterone level and 17-hydroxyprogesterone returned to normal levels in one month. Virilism regressed within six months. Our patient also showed an elevation in 17-OHP serum levels. Normalization of 17-OHP after oophorectomy suggests a case of intratumoral 21-hydroxylase deficiency. To our knowledge, this is the first description of ovarian intratumoral 21-hydroxylase deficiency in a postmenopausal woman. Arq Bras Endocrinol Metab. 2012;56(9):672-6.

Tumores ovarianos virilizantes são uma causa rara de hiperandrogenismo em mulheres, contabilizando menos de 5% de todos as neoplasias ovarianas. Esses tumores ocorrem mais comumente em mulheres em peri ou pós-menopausa. Relatamos aqui o caso de uma mulher de 64 anos de idade com sintomas de virilização que começaram 3 anos antes. O perfil hormonal revelou níveis aumentados de testosterona e de 17-hidroxiprogesterona (17-OHP). O teste de tetracosactin demonstrou deficiência de 21-hidroxilase. Exames radiológicos mostraram um nódulo no ovário esquerdo. A paciente foi submetida à ooforectomia laparoscópica bilateral e o exame histopatológico revelou um luteoma no ovário esquerdo. A concentração sérica de testosterona e de 17-hidroxiprogesterona após a cirurgia retornou aos níveis normais em um mês. A virilização regrediu em 6 meses. Nossa paciente também revelou uma elevação dos níveis séricos de 17-OHP. A normalização da 17-OHP após a ooforectomia sugere um caso de deficiência de 21-hidroxilase intratumoral. Esta é a primeira descrição de deficiência de 21-hidroxilase intratumoral em uma mulher na pós-menopausa. Arq Bras Endocrinol Metab. 2012;56(9):672-6.
Descritores: Hiperplasia Suprarrenal Congênita/patologia
Hirsutismo/etiologia
Luteoma/complicações
Neoplasias Ovarianas/complicações
-Cosintropina
Hirsutismo/patologia
Luteoma/patologia
Neoplasias Ovarianas/patologia
Pós-Menopausa
Testosterona/sangue
Limites: Feminino
Humanos
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Czepielewski, Mauro A
Texto completo
Id: lil-604158
Autor: Moraes, Rafael Barberena; Czepielewski, Mauro A; Friedman, Gilberto; Borba, Evandro Lucas de.
Título: Diagnosis of adrenal failure in critically ill patients / Diagnóstico de insuficiência adrenal em pacientes críticos
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;55(5):295-302, June 2011. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: In the last two decades there was important evolution on the knowledge of the function of the hypothalamic-pituitary-adrenal axis. In the last decade, the expression "relative adrenal insufficiency" (RAI) was created, and more recently "critical illness-related corticosteroid insufficiency" (CIRCI) was used to designate those patients in which cortisol production was not sufficiently increased in stress situations. Patients with CIRCI have elevated hospital morbidity and mortality. Currently, there is a wide discussion about diagnostic criteria for this dysfunction. Besides basal cortisol, some publications now study the role of other tests, such as cortrosyn test - either in low (1 μg) or high doses (250 μg); free cortisol, salivary cortisol, metyrapone test and others. With this review, we aimed at summarizing the results of the most influent papers that intended to define diagnostic criteria for CIRCI. We also suggest an approach for CIRCI diagnosis and make it clear that the decision about steroid therapy in septic shock patients is matter apart from RAI.

Nas últimas décadas, houve uma importante evolução no conhecimento sobre a função do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal. Na última década, foi cunhada a expressão "insuficiência adrenal relativa" (IAR) e, mais recentemente, a expressão "insuficiência adrenal relacionada à doença grave" (CIRCI) foi utilizada para designar aqueles pacientes nos quais a produção de cortisol não era suficientemente elevada em situações de estresse. Pacientes com CIRCI apresentam elevada morbidade e mortalidade em hospitais. Atualmente, há uma ampla discussão sobre os critérios de diagnóstico para essa desordem. Além do cortisol basal, algumas publicações analisaram o papel de outros testes, tais como o teste de estímulo com ACTH (cortrosina), com doses baixas (1 mg) ou altas (250 mg), cortisol livre, cortisol salivar, teste da metirapona e outros. O objetivo desta revisão foi resumir os resultados dos artigos mais importantes que buscaram definir os critérios de diagnóstico para a CIRCI. Também sugerimos uma abordagem para o diagnóstico da CIRCI e deixamos claro que a decisão sobre a terapia com esteroides em pacientes em choque séptico é uma questão separada da IAR.
Descritores: Insuficiência Adrenal/diagnóstico
Cuidados Críticos
-Insuficiência Adrenal/tratamento farmacológico
Hormônio Adrenocorticotrópico/metabolismo
Arginina Vasopressina/metabolismo
Estado Terminal
Hormônio Liberador da Corticotropina/metabolismo
Cosintropina
Hidrocortisona/análise
Hidrocortisona/deficiência
Metirapona
Hipófise/fisiopatologia
Esteroides/administração & dosagem
Esteroides/fisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-568082
Autor: Casanova-Cardiel, Luis Javier; Flores-Barrientos, Oscar Israel; Schabib-Hany, Muslim; Miranda-Ruiz, Rogelio; Castañón-González, Jorge Alberto.
Título: Prueba de cosintropina en tuberculosis activa grave / Cosyntropin test in severe active tuberculosis
Fonte: Cir. & cir;76(4):305-309, jul.-ago. 2008. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: BACKGROUND: Frequency of adrenal insufficiency in patients with tuberculosis varies from 0 to 58%; however, all published series excluded severely ill patients. Our objective was to investigate adrenal insufficiency with the low-dose cosyntropin test in patients with severe active tuberculosis. METHOD: From two large university affiliated hospitals, 18 patients with tuberculosis and criteria of sepsis or severe sepsis according to SCCM/ACCP criteria, defined by the present authors as severe active tuberculosis, participated in the study. A low-dose ACTH test with 10 mg of ACTH was performed. After ACTH test, all patients received a stress dose of hydrocortisone (240 mg/day) during their entire hospitalization along with four antituberculous drugs. Abnormal response was considered when elevation of serum cortisol was <7 microg/dl with respect to basal level, 60 min after ACTH administration. RESULTS: Adrenal insufficiency was found in seven patients (39%); no clinical or laboratory data were associated with the presence of abnormal adrenal response. Except in one patient with HIV infection, all the signs and symptoms improved after antituberculous and hydrocortisone treatment. The increment in serum cortisol value post-ACTH test was lower in patients with hypoalbuminemia. CONCLUSIONS: Adrenal insufficiency is frequent in severe active tuberculosis. The efficacy and security of supplemental steroid treatment in severe active tuberculosis should be established by a randomized clinical trial.
Descritores: Cosintropina
Hidrocortisona/sangue
Insuficiência Adrenal/diagnóstico
Tuberculose Pulmonar/complicações
-Antituberculosos/uso terapêutico
Cosintropina/administração & dosagem
Quimioterapia Combinada
Etambutol/administração & dosagem
Hidrocortisona
Hidrocortisona/uso terapêutico
Infecções por HIV/complicações
Insuficiência Adrenal/tratamento farmacológico
Insuficiência Adrenal/etiologia
Isoniazida/uso terapêutico
Pirazinamida/administração & dosagem
Rifampina/uso terapêutico
Sepse/tratamento farmacológico
Sepse/etiologia
Sepse/fisiopatologia
Tuberculose Miliar/complicações
Tuberculose Miliar/tratamento farmacológico
Tuberculose Miliar/fisiopatologia
Tuberculose Pulmonar/tratamento farmacológico
Tuberculose Pulmonar/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 8 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-154757
Autor: Lewi, D. S; Kater, C. E; Moreira, A. C.
Título: Estímulo do eixo hipófise-adrenocortical com o hormônio liberador de corticotrofina (CRH) na síndrome de imunodeficiência adquirida: evidência de ativaçäo do sistema imune-neuroendócrino / Stimulus of hypophyseal-adrenocortical axis with the corticotropin releasing hormone (CRH) in acquired immunodeficiency syndrome: evidence for activation of the immune-neuroendocrine system
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);41(2):109-18, mar.-abr. 1995. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Portadores de AIDS podem apresentar alteraçöes primárias e/ou secundárias do eixo hipotálamo-hipofisário-adrenocortical (EHHA), com manifestaçöes clínicas que väo de crises addisonianas a quadros de hipercortisolismo. Objeto. Avaliar o EHHA de 20 pacientes de AIDS e 17 controles normais, mediante testes de estímulo com ACTH exógeno (cosintropina, 250µg IV em bolo, com dosagem de cortisol basal e 60min após) e, subseqüentemente, teste de estímulo com hormônio liberador de corticotrofina ovino sintético (oCRH, 1µg/kg IV em bolo, com dosagens de ACTH e cortisol basais e a intervalos de 15-30min durante duas horas). Resultados. Diferente dos voluntários normais, pacientes de AIDS apresentaram estado de hipercortisolismo basal e após estímulo, tanto com cosintropina como com o CRH; cortisol (em µg/dL, média + or - cosintropina - basal 22,5 + or - 7,1 x 10,6 + or - 3,6 (p < 0,01) e após estímulo, 36,0 + or - 12,8 x 28,3 + or - 7,6 (p< 0,05); teste de oCRH - basal 19,7 + or - 9,0 x 10,1 + or - 3,4 (p < 0,01) e no pico de resposta, 27,5 + or - 8,9 x 18,3 + or 0 5,1 (p < 0,05). Além disso, a secreçäo de ACTH encontrava-se também significantemente mais elevada nos pacientes de AIDS após o teste de estímulo com o CRH; ACTH (em pg/mL) nos pacientes com AIDS x normais: teste de oCRH - basal 42,2 + or - 33,5 x 28,9 + or - 12,7 (NS) e no pico de resposta, 104,7 + or - 62,2 x 59,3 + or - 17,6 (p < 0,05). Conclusöes. Pela condiçäo de estresse continuado, os pacientes de AIDS apresentam estado de hipercortisolismo e de hipersecreçäo de ACTH, revelando resistência ao mecanismo de feedback negativo. Este fenômeno pode ser explicado pela interaçäo do sistema imunológico com o EHHA, com ativaçäo deste eixo pela liberaçäo de linfocinas circulantes que estimulariam, diretamente, hipotálamo e hipófise a produzir CRH e ACTH, respectivamente
Descritores: Hormônio Adrenocorticotrópico
Hidrocortisona
Sistema Hipófise-Suprarrenal/fisiopatologia
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/fisiopatologia
Sistema Hipotálamo-Hipofisário/fisiopatologia
-Hormônio Adrenocorticotrópico/sangue
Sorodiagnóstico da AIDS
Cosintropina
Hidrocortisona/sangue
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 8 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
ANTONIUK, SERGIO ANTONIO
Id: lil-119082
Autor: Antoniuk, Sergio Antonio.
Título: Sindrome de West: urgencia em Pediatria / Syndrome of West: urgence in Pediatrics
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);67(5/6):205-6, maio-jun. 1991.
Idioma: pt.
Descritores: Emergências
Espasmos Infantis
-Clonazepam/uso terapêutico
Cosintropina/uso terapêutico
Eletroencefalografia
Nitrazepam/uso terapêutico
Prednisona/uso terapêutico
Espasmos Infantis/tratamento farmacológico
Tomografia Computadorizada por Raios X
Limites: Lactente
Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR3.1 - Biblioteca Central



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde