Base de dados : LILACS
Pesquisa : D08.244.286 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-731254
Autor: Vieira, Vanessa Diniz; Vilela, Vinícius Longo Ribeiro; Feitosa, Thais Ferreira; Athayde, Ana Célia Rodrigues; Azevedo, Sérgio Santos; Souto, Diego Vagner de Oliveira; Silveira, Gian Libânio da; Melo, Lídio Ricardo Bezerra de.
Título: Sheep gastrointestinal helminthiasis in the Sertão region of Paraíba State, Northeastern Brazil: prevalence and risk factors / Helmintoses gastrintestinais de ovinos no Sertão do Estado da Paraíba, Nordeste do Brasil: prevalência e fatores de riscos
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;23(4):488-494, Oct-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: In this study, we aimed to establish the prevalence and risk factors relating to gastrointestinal helminthiasis, and to characterize the sanitary management practiced among sheep herds in the Sertão region of the state of Paraíba, northeastern Brazil, based on factors that condition the ways of controlling these parasites in these herds. The research was carried out between April and July 2012. We visited 54 farms, where fecal and blood samples were individually collected from 465 animals. On each farm, a questionnaire was applied to gather information on variables relating to potential risk factors. The prevalence of sheep gastrointestinal helminthiasis in the region was 75.9%. At least one animal tested positive for this helminthiasis on 53 (98.1%) of the 54 farms evaluated. The eggs per gram of feces (EPG) analysis showed the following infection burdens: 51.8% with mild infection, 27.1% moderate infection, 9.9% heavy infection and 11.2% fatal infection. Among the sheep farms visited, anthelmintics were used on 81.5% (p <0.05). The most relevant risk factor in this study was the farm area, because it defines the area available for grazing animals. Properties with many animals and little pasture area, which are the most abundant type in the Sertão region of Paraíba, tend to have high prevalence of gastrointestinal helminthiasis, because the animals are more prone to reinfection. The Sertão region of Paraíba presents high prevalence of gastrointestinal helminthiasis among sheep, and the farm area is the most relevant risk factor for the development of these parasites.

Objetivou-se determinar a prevalência e os fatores de risco para as helmintoses gastrintestinais, caracterizando o manejo sanitário sob fatores condicionantes das formas de controle dessas parasitoses em rebanhos de ovinos da região do Sertão da Paraíba. A pesquisa foi desenvolvida no período de abril a julho de 2012. Foram visitadas propriedades, utilizando-se 465 animais, sendo coletadas individualmente amostras de fezes e sangue durante as visitas. Em cada propriedade, foi aplicado questionário para a coleta de informações acerca de variáveis que atuariam como possíveis fatores de risco. Observou-se que a prevalência das helmintoses gastrintestinais de ovinos na região do Sertão da Paraíba foi de 75,9%. Pelo menos um animal foi positivo para essas helmintoses, em 53 (98,1%) das 54 propriedades avaliadas. A análise de OPG (Ovos Por Gramas de Fezes) demonstrou que 51,8% dos animais apresentaram infecção leve, 27,1% infecção moderada, 9,9% infecção pesada e 11,2% infecção fatal. A utilização de anti-helmínticos ocorreu em 81,5% das propriedades (p <0,05). O fator de risco mais relevante neste estudo foi a área da propriedade, porque delimita a área de pastejo do animal. Propriedades com muitos animais e pouca área de pastejo, que são as mais abundantes no Sertão da Paraíba, tendem a apresentar alta prevalência de helmintoses gastrintestinais, pois os animais estão mais propensos à reinfecção. A região do Sertão da Paraíba apresenta uma elevada prevalência de helmintoses gastrintestinais em ovinos, e a área das propriedades é o fator de risco mais relevante para o desenvolvimento dessas parasitoses.
Descritores: Genes Supressores de Tumor/fisiologia
/fisiologia
TUMOR SUPPRESSOR PROTEIN PDIPETALONEMA INFECTIONS/fisiologia
-Aneuploidia
Apoptose/fisiologia
Caspase 9
Inibidores de Caspase
Ciclo Celular/fisiologia
Divisão Celular/fisiologia
CYCLIN-DEPENDENT KINASE INHIBITOR PABORTION APPLICANTS
Ciclinas/metabolismo
Grupo dos Citocromos c/metabolismo
Proteínas de Fluorescência Verde
Regulação Neoplásica da Expressão Gênica/genética
Regulação Neoplásica da Expressão Gênica/fisiologia
Genes Dominantes/fisiologia
Genes cdc/fisiologia
Genes myc/fisiologia
Homozigoto
Proteínas Luminescentes
Pulmão/patologia
Linfoma/metabolismo
Linfoma/patologia
Camundongos Knockout
Camundongos Transgênicos
MICE, INBRED CABDOMENABDOMINAL INJURIESBL
Mutação/genética
Neoplasias Experimentais/metabolismo
Neoplasias Experimentais/patologia
Ploidias
/metabolismo
PROTO-ONCOGENE PROTEINS C-BCL-TEMEFOS/metabolismo
Limites: Animais
Humanos
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Research Support, U.S. Gov't, P.H.S.
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde