Base de dados : LILACS
Pesquisa : D08.244.453.489.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 45 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 45 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-633090
Autor: Vivas-Reyes, Ricardo; Gueto Tettay, Carlos; Torres Castellar, Juan E.
Título: Estudio de análogos de la sulfonanilida que actúan como supresores de la expresión de la aromatasa / Study of sulfonanilide analogues acting as suppressants of the aromatase expression
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;43(4):593-599, oct.-dic. 2009. ilus, graf, tab.
Idioma: es.
Projeto: Universidad de Cartagena; . Colciencias. Programa de jóvenes Investigadores.
Resumo: Se realizó un estudio tridimensional cuantitativo de relación-estructura con nuevos análogos de la sulfonanilida que actúan como supresores de la expresión y actividad de la aromatasa en células de cáncer de mama, independientemente de la inhibición de la ciclooxigenasa-2 (COX-2). La superposición molecular de los ligandos en la plantilla fue llevada a cabo por el método Database Alignment. El mejor modelo estuvo constituido por la combinación de los campos estérico e hidrofóbico, los cuales arrojaron los siguientes parámetros: q² = 0,613 con siete componentes, R² no validado igual a 0,976, valor de F igual a 81,695; 0,347 y 0,047 para los errores estándar de predicción y estimación, respectivamente. Las contribuciones estérica e hidrofóbica fueron de 50,5 y 49,5% respectivamente. Los datos generados por el presente estudio podrían impulsar el diseño de nuevos y más potentes reguladores selectivos de la expresión de la aromatasa.

A three-dimensional quantitative structure-activity relationship study was performed with new Sulfonanilide analogue molecules acting as aromatase expression and activity suppressors in breast cancer cells independent of COX-2 inhibition. The molecular supression of the ligands in the grid was carried out by the DATA-BASE ALIGNMENT method. The best model formed by combining the esteric fields and hydrophobic fields yielded the following parameters: q² = 0.613 with seven components, not validated R² equal to 0.976, with an F value of 81.695, 0.347 and 0.047 for the standard errors of prediction and estimate, respectively. The contribution of esteric and hydrophobic fields was 50.5 and 49.5% respectively. data generated from this study may be used to design new and more potent selective aromatase expression regulators.
Descritores: Neoplasias da Mama
Dapsona/química
-Aromatase
Ciclo-Oxigenase 2
Inibidores de Ciclo-Oxigenase 2
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: AR1.2 - Instituto de Investigaciónes Epidemiológicas


  2 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1022620
Autor: Imran, Sana; Maryam, Javed; Nadeem, Asif; Iqbal, Madiha.
Título: Pretentious genomic selection signatures in CYP19A1 gene associated with silent estrous behavior in water buffalo in Pakistan
Fonte: Electron. j. biotechnol;32:35-40, Mar. 2018. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Background: Poor reproductive efficiency of river buffalos hampers the production capabilities of animals. Buffalos are mainly considered poor breeders owing to the constrained expression of estrus behavior. Failure to display heat signs is an indication of improper functionality of signaling peptides to trigger on a series of behavioral changes, which can be detectable by breeders for timely insemination of females. This might cause an animal to be a repeat breeder. Genomic variations underlying synthesis of signaling peptides can be a useful marker to select superior animals with better reproductive efficiency. In this context, the current study was designed to analyze the CYP19A1 gene in Nili-Ravi buffalo. Results: A total of 97 animals were selected and were divided into two groups on the basis of their heat score. PCR amplification and sequencing of the amplicons were performed using the specific sets of primer, and then, sequences were analyzed for novel variants. A total of 11 polymorphic sites were identified illustrating phenotypic variation in the heat score. Most of the loci were found homologous. Single Nucleotide Polymorphisms (SNPs) were analyzed for association with silent estrus. A three-dimensional protein model was also generated to locate the position of exonic SNPs. Conclusion: This study illustrated that polymorphic sites in the CYP19A1 gene provided potential markers for selection of buffalos with better estrus behavior.
Descritores: Estro/genética
Búfalos/genética
Aromatase/genética
Sistema Enzimático do Citocromo P-450/genética
-Paquistão
Seleção Genética
Cruzamento
Reação em Cadeia da Polimerase
Polimorfismo de Nucleotídeo Único
Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular
Inseminação
Limites: Animais
Feminino
Gravidez
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-883429
Autor: Florencio­Silva, Rinaldo; Sasso, Gisela Rodrigues da Silva; Girão, João Henrique Castello; Baracat, Maria Candida Pinheiro; Simões, Ricardo Santos.
Título: Androgênios e mama / Androgens and breast
Fonte: Reprod. clim;32(2):127-131, 2017.
Idioma: pt.
Resumo: O câncer de mama (BCA) é uma das neoplasias mais frequentes em mulheres de vários países, a exposição excessiva aos estrogênios é um dos principais fatores de risco. Os ovários são as principais fontes de produção estrogênica endógena; porém, na menopausa essa produção cessa e a síntese extragonadal, sobretudo nas células mesenquimais do tecido adiposo, passa a ser a principal fonte de produção estrogênica, pois essas células apresentam aromatase, enzima que converte androgênios em estrogênios. Apoiada por fortes evidências clínicas, a reposição androgênica tem sido recomendada para o alívio de sintomas decorrentes da síndrome da insuficiência androgênica feminina, tais como fadiga, alterações do humor e quadros de depressão; além disso, estudos experimentais têm sugerido a possibilidade de uma plausível proteção da reposição androgênica contra o BCA. Nesses estudos, em que atuou por meio de seus receptores, a testosterona apresentou efeitos antiproliferativos, pró­apoptóticos e inibiu a atividade dos receptores estrogênicos e do crescimento de tumores mamários; evidências clínicas também apoiam o papel protetor dos androgênios na mama. Entretanto, outros estudos indicam que esse papel protetor depende do nível de atividade da aromatase; assim, a testosterona pode exercer um efeito inibidor direto no crescimento tumoral ao ligar­se ao seu receptor, porém ter um efeito estimulador indireto através de sua conversão para estrogênios pela aromatase. A obesidade e a insulina, além de múltiplos outros fatores, alguns dos quais são fatores de risco independentes para BCA, podem resultar na superexpressão da aromatase e ter como resultado aumento na produção localizada de estrogênios, os quais são fatores estimulantes do BCA. Estudos sobre a administração de testosterona em mulheres são escassos e controversos e não existem estudos que forneçam dados em termos de segurança desse uso em longo prazo. Assim, nesta revisão pretendemos mostrar como os androgênios atuam na mama. Frente às evidências atuais, o uso de androgênios em mulheres com fatores de risco para câncer de mama não é recomendado.(AU)

Breast cancer (BCAA) is one of the most frequent malignancies in women in several countries, which excessive exposure to oestrogens is one of the main risk factors. The ovaries are the main source of endogenous estrogen production; however, at menopause this production sessate and extra­gonadal synthesis, especially in ectomesenchymal cells from adipose tissue, turns the main source of estrogen production, since these cells express aromatase, an enzyme that converts androgens to estrogens. Supported by strong clinical evidence androgen replacement has been recommended for the relief of symptoms caused by female syndrome of androgen insufficiency, such as fatigue, mood swings and depression; Furthermore, experimental studies have suggested the possibility of protection of androgen replacement against BCA. In these studies, acting through their receptors, testosterone showed antiproliferative, proapoptotic and inhibited the activity of estrogen receptors and growth of mammary tumors; Clinical evidence also support the protective role of androgens in the breast. However, studies indicate that this protective role depends on the level of aromatase activity; for instance, testosterone can exert a direct inhibitory effect on tumor growth by binding to its receptor, but have an indirect effect by stimulating its conversion to oestrogens by aromatase. Obesity and insulin, as well as multiple other factors, some of which are independent risk factors for BCA, may result in overexpression of aromatase, resulting in increased localized production of estrogens, which are inducible factors of BCA. Studies on the administration of testosterone in women are scarce and controversial, and there are no studies that provide data in terms of long­term use of safety. Thus, in this review we intend to show how androgens act in the breast. Given the current evidence, the use of androgens in women with risk factors for breast cancer is not recommended.(AU)
Descritores: Androgênios/administração & dosagem
Androgênios/efeitos adversos
Aromatase
Neoplasias da Mama
Estrogênios/administração & dosagem
Estrogênios/efeitos adversos
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  4 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-774521
Autor: Mora, N. H. A. P.; Silva, S. C. C.; Tanamati, F.; Schuroff, G. P.; Macedo, F. A. F.; Gasparino, E..
Título: Polymorphism C242T in the Cyp19 gene in meat sheep / Polimorfismo no gene cyp19 em ovinos de corte
Fonte: Braz. j. biol;76(1):205-208, Feb. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The objective of this study was to evaluate the frequency of C242T polymorphism on the aromatase gene and the allelic and genotypic frequency of these variants in sheep belonging to four breed groups. Blood samples were collected from 187 animals of four breed groups: Dorper, Santa Inês, Texel and White Dorper, originated from herds in the region of Maringá/PR, Brazil. The genomic DNA was extracted using alkaline extraction, with subsequent amplification of the fragments via PCR with specific primer. The samples resulting from amplification were subjected to digestion process using the Dpn II restriction enzyme and to polyacrylamide gel electrophoresis 10.0% and stained with silver nitrate. Three distinct genotypes were observed: homozygous (CC), heterozygous (CT) and homozygous for no cut (TT). The resulting data were analyzed using the POPGENE software with 5% significance. Genotypic frequencies among the breed groups were: Texel (CC - 0.426; CT - 0.511; TT - 0.064), Dorper (CC - 0.073; CT - 0.732; TT - 0.439), White Dorper (CC - 0.021; CT - 0.255; TT - 0.723) and Santa Inês (CC - 0.115; CT - 0.462; TT - 0.423).

Resumo O objetivo deste trabalho foi avaliar as frequências alélicas e genotípicas do polimorfismo do C242T no gene da aromatase em ovinos pertencentes a quatro grupos raciais. Foram coletadas amostras de sangue de 187 animais de quatro grupos raciais: Dorper, Santa Inês, Texel e White Dorper, provenientes de rebanhos da região de Maringá, PR - BR. O DNA genômico foi extraído utilizando o método de extração alcalina, com posterior amplificação dos fragmentos via PCR com primer específico. As amostras resultantes da amplificação foram submetidas ao processo de digestão com auxilio da enzima restrição Dpn II e submetido à eletroforese em gel de poliacrilamida de 10,0% e corado nitrato de prata. Foram observados três genótipos distintos: Homozigoto (CC), heterozigoto (CT) e homozigoto para não corte (TT). Os dados resultantes foram analisados utilizando o software POPGENE com significância de 5%. As frequências genotípicas entre os grupos raciais foram: Texel (CC - 0,426; CT - 0,511; TT - 0,064), Dorper (CC - 0,073; CT - 0,732; TT - 0,439), White Dorper (CC - 0,021; CT - 0,255; TT - 0,723) e Santa Inês (CC - 0,115; CT - 0,462; TT - 0,423).
Descritores: Aromatase/genética
Frequência do Gene
Polimorfismo Genético
Ovinos/genética
-Aromatase/metabolismo
Genótipo
Ovinos/metabolismo
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-747256
Autor: Spizzirri, Giancarlo.
Título: Aspectos genéticos relacionados ao transexualismo / Genetic aspects related to transsexualism
Fonte: Diagn. tratamento;20(2), jun. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: Transexual é quem não se identifica com o seu sexo de nascimento e que procura adequar ou passou por adequação para o gênero desejado, o que em vários, mas não em todos os casos, envolve transição somática por tratamento hormonal e cirurgia genital (cirurgia de redesignação sexual).O envolvimento de fatores genéticos no transexualismo é oriundo, sobretudo, de estudos familiares, casos de gêmeos em concordância para a transexualidade e a partir de pesquisas da genética molecular de certos polimorfismos do sistema de genes androgênicos e estrogênicos.O receptor androgênico (RA) é responsável pela diferenciação no córtex cortical e está associado com sua masculinização na adolescência.Foram identificados dois subtipos de receptores estrogênicos: o ER? e o ER?. O subtipo beta é claramente mais expressivo em várias regi-ões cerebrais. O receptor ER? está primariamente envolvido na masculinização, enquanto o ER? tem papel predominante na ?defeminiza-ção? dos comportamentos sexuais. Uma pesquisa com 29 mulheres transexuais identificou associação significativa com polimorfismos dos nucleotídeos CA no ER? (P = 0,03). Em 112 mulheres transexuais foi encontrada uma relação entre polimorfismos do gene longo do AR e transexualismo (P = 0,04). Duzentos e setenta e três homens transexuais, diferiam, significativamente, dos controles na repetição do tamanho médio do polimorfismo dos ER? (P = 0,002).
Descritores: Aromatase
Genética
Receptores Androgênicos
Receptores Estrogênicos
Transexualidade
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  6 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-716834
Autor: Barcelos, Ionara Diniz E. S; Donabela, Flavia Capello; Broi, Michele G. Da; Ribas, Cristiana Padovan; Meola, Juliana; Navarro, Paula Andrea.
Título: Mulheres inférteis com endometriose pélvica mínima e leve submetidas à estimulacão ovariana apresentam menor expressão do gene CYP19A1 em células do cumulus / Infertile women with minimal and mild endometriosis submitted tocontrolled ovarian stimulation present lower expression of the gene CYP19A1 in cumulus cells
Fonte: Reprod. clim;28(2):51-56, 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Menores taxas de gestação em portadoras de endometriose submetidas a técnicas de reprodução assistida podem estar relacionadas à piora da qualidade oocitária. A análise da expressão gênica em células do cumulus (CC) pode fornecer biomarcadores passíveis de predizer a qualidade gamética. O objetivo deste estudo foi comparar os níveis da expressão do gene CYP19A1 em CC de mulheres inférteis com endometriose mínima/leve (I/II) e controles inférteis. Método: Foram selecionadas pacientes com infertilidade por endometriose pélvica inicial e por fator masculino e/ou tubário (grupo controle), submetidas à estimulação ovariana controlada para injeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI). Imediatamente após a captação oocitária, CC foram isoladas e armazenadas. Foi realizada a quantificação da expressão do gene CYP19A1 nas CC por meio de PCR-Real Time. Resultados: Foram isoladas CC de 23 mulheres inférteis com endometriose I/II e de 41 controles. Observou-se expressão significativamente menor do gene CYP19A1 em CC de mulheres inférteis com endometriose I/II (0,56 ± 0,17) quando comparadas às controles (0,15 ± 0,04) (p = 0,043). Conclusões: A menor expressão do gene CYP19A1 em CC de mulheres inférteis com endometriose pélvica em estágios iniciais pode mediar a piora da qualidade oocitária, abrindo novas perspectivas no entendimento da etiopatogênese da infertilidade relacionada à doença.

Objective: Lower pregnancy rate in women with endometriosis submitted to assisted reproductive techniques might be related to poor oocyte quality. The analysis of the expression of the genes in cumulus cells (CC) might provide biomarkers that can predict gamete quality. The main objective of the present study was to compare the levels of the expression of the gene CYP19A1 in CC of infertile women with minimal and mild (I/II) endometriosis and infertile controls. Method: There were selected patients with infertility caused by initial pelvic endometriosis and by male/tubal factor (control group), submitted to controlled ovarian stimulation to ICSI. Immediately after the oocyte retrieval, CC were isolated and stored. Quantification of the expression of the gene CYP19A1 in CC was performed using PCR-real time.Results: CC were isolated from 23 infertile women with endometriosis I/II and 41 from control. Significant lower expression of the gene CYP19A1 in CC was observed in infertile women with endometriosis I/II (0.56 ± 0.17) when compared to control (0.15 ± 0.04) (p = 0,043). Conclusions: The lower expression of the gene CYP19A1 in CC of infertile women with pelvic endometriosis in initial stages might mediate the poor oocyte quality, opening new perspectives on the understanding of the etiopathogenesis of infertility related to the disease.
Descritores: Aromatase
Endometriose
Infertilidade Feminina
Oócitos
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  7 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-684532
Autor: Brazilian Journal of Medical and Biological Research; Vasconcelos, R.B.; Salles, L.P.; Oliveira e Silva, I.; Gulart, L.V.M.; Souza, D.K.; Torres, F.A.G.; Bocca, A.L.; Rosa e Silva, A.A.M..
Título: Culture of bovine ovarian follicle wall sections maintained the highly estrogenic profile under basal and chemically defined conditions
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;46(8):700-707, ago. 2013. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Follicle cultures reproduce in vitro the functional features observed in vivo. In a search for an ideal model, we cultured bovine antral follicle wall sections (FWS) in a serum-free defined medium (DM) known to induce 17β-estradiol (E2) production, and in a nondefined medium (NDM) containing serum. Follicles were sectioned and cultured in NDM or DM for 24 or 48 h. Morphological features were determined by light microscopy. Gene expression of steroidogenic enzymes and follicle-stimulating hormone (FSH) receptor were determined by RT-PCR; progesterone (P4) and E2 concentrations in the media were measured by radioimmunoassay. DM, but not NDM, maintained an FWS morphology in vitro that was similar to fresh tissue. DM also induced an increase in the expression of all steroidogenic enzymes, except FSH receptor, but NDM did not. In both DM and NDM, there was a gradual increase in P4 throughout the culture period; however, P4 concentration was significantly higher in NDM. In both media, E2 concentration was increased at 24 h, followed by a decrease at 48 h. The E2:P4 ratio was higher in DM than in NDM. These results suggest that DM maintains morphological structure, upregulates the expression of steroidogenic enzyme genes, and maintains steroid production with a high E2:P4 ratio in FWS cultures.
Descritores: Meios de Cultura/farmacologia
Estradiol/farmacologia
Folículo Ovariano/efeitos dos fármacos
Progesterona/farmacologia
Técnicas de Cultura de Tecidos
-Análise de Variância
Aromatase/genética
Meios de Cultura Livres de Soro
Enzima de Clivagem da Cadeia Lateral do Colesterol/genética
Expressão Gênica
Folículo Ovariano/anatomia & histologia
Fosfoproteínas/genética
Progesterona Redutase/genética
Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
Receptores do FSH/genética
/genética
STEROID ABNORMALITIES, RADIATION-INDUCED-ALPHA-HYDROXYLASE/genética
Limites: Animais
Bovinos
Feminino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-648078
Autor: Freitas, Victor Fernandes de; Zanatta, Lídia; Mazaro e Costa, Renata.
Título: Estrogênio e o sistema reprodutor masculino / Estrogen and male reproductive system
Fonte: Reprod. clim;24(3):87-91, 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: realizar uma revisão que demonstre a presença e a atuação do estrogênio sobre o sistema reprodutor masculino, propiciando um intercâmbio com o processo da infertilidade masculina. Material e métodos: A revisão foi baseada na pesquisa de artigos científicos no período relativo aos últimos 20 anos de produções científicas e publicações. Resultados: o desenvolvimento normal do sistema reprodutor masculino é fundamental nos mamíferos machos. Qualquer alteração nesse processo pode ocasionar um quadro de infertilidade. Acreditava-se que o desenvolvimento testicular e a manutenção da espermatogênese eram controlados, basicamente, pelas gonadotrofinas e pela testosterona. Contudo, evidências provenientes de diversas pesquisas com animais, incluindo relatos de casos em humanos, reforçaram a ideia de que o estrogênio tem papel importante na regulação do desenvolvimento e funcionamento testicular. O avanço das técnicas de Biologia molecular possibilitou a determinação da localização e ação do estrogênio, de seus receptores (ERa e ERb), assim como a determinação genética da enzima responsável pela conversão de androgênios em estrogênios, a aromatase. Conclusões: é possível relacionar a presença do estrogênio com a produção dos espermatozoides (número, maturação, motilidade e habilidade de fertilização), com a morfologia e fisiologia normal dos ductoseferentes e epidídimos e com a esteroidogênese das células testiculares. Contudo, há necessidade de mais estudos, muito embora já esteja evidente o envolvimento do estrogênio no processo reprodutivo masculino.

Objective: to make a review to demonstrate the presence and action of estrogen on male reproductive system, providing an exchange with the process of male infertility. Material and methods: the review was based on the research of papers published in a period covering the last 20 years of scientific productions and publications. Results: the normal development of male reproductive system is essential in male mammals. Any change in this process can cause infertility. It was believed that the testicular development and the maintenance of spermatogenesis were basically controlledby gonadotrophins and testosterone. However, evidence from studies with animals, including human case reports, reinforced the idea that estrogen has an important role in the regulation of testicular development and activity. The advancement of Molecular Biology techniques determined the location and action of estrogen, as well as its receptors (ERa and ERb), and allowed the genetic determination of the aromatase, enzyme responsible for conversion of androgens into estrogens. Conclusions: It is possible to relate the presence of estrogen to sperm production (number, maturation, motility, fertilization ability), to normal morphology and physiology of efferent and epididymis ducts, and to steroidogenesis in testicular cells. However, more studies are necessary, although the involvement of estrogen in male reproductive process be already apparent.
Descritores: Aromatase
Estrogênios
Infertilidade Masculina
-Células Intersticiais do Testículo
Células de Sertoli
Limites: Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  9 / 45 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-599669
Autor: Delgado Filho, V. S; Lopes, P. F. I; Podratz, P. L; Graceli, J. B.
Título: Triorganotin as a compound with potential reproductive toxicity in mammals
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;44(9):958-965, Sept. 2011. ilus.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: XV Simpósio Brasileiro de Fisiologia Cardiovascular, São Paulo, February 2-5, 2011.
Resumo: Organotin compounds are typical environmental contaminants and suspected endocrine-disrupting substances, which cause irreversible sexual abnormality in female mollusks, called "imposex". However, little is known about the capability of triorganotin compounds, such as tributyltin and triphenyltin, to cause disorders in the sexual development and reproductive functions of mammals, including humans and rodents. Moreover, these compounds can act as potential competitive inhibitors of aromatase enzyme and other steroidogenic enzymes, affecting the reproductive capacity of male and female mammals. In this review, we discuss the cellular, biochemical, and molecular mechanisms by which triorganotin compounds induce adverse effects in the mammalian reproductive function.
Descritores: Genitália/efeitos dos fármacos
Mamíferos/fisiologia
Compostos Orgânicos de Estanho/toxicidade
Compostos de Trialquitina/toxicidade
-Aromatase/efeitos dos fármacos
Sistema Endócrino/efeitos dos fármacos
Reprodução/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Feminino
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 45 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-594694
Autor: Marocchio, Luciana Sassa.
Título: Análise da expressão de receptores hormonais (androgênio, estrogênio alfa e beta) e da aromatase em carcinomas epidermóides de boca (CE) / Analysis of the expression of hormonal receptors (androgen, estrogen alpha and beta) and aromatase enzime in oral squamous cell carcinoma (OSCC).
Fonte: São Paulo; s.n; 2010. 68 p. ilus, tab, graf. (BR).
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Símbolo: BR.
Resumo: Das diversas neoplasias denominadas câncer de boca, mais de 95% tem o diagnóstico de carcinoma epidermóide (CE). O carcinoma epidermóide apresenta etiologia e patogênese complexas e não totalmente compreendidas determinando altos índices de morbidade e mortalidade. Por isso crescentes esforços têm sido empregados para a melhor compreensão dos eventos celulares, da susceptibilidade genética e dos fatores de risco que atuando em conjunto dão origem e atuam na progressão do carcinoma epidermóide de boca. Buscando novas facetas da carcinogênese oral e baseando-se no papel pró-carcinogênico que os hormônios esteróides desempenham nas neoplasias dos órgãos reprodutivos, alguns estudos passaram a avaliar o papel desses hormônios na patogênese e progressão do CE. O propósito deste trabalho foi avaliar a presença dos receptores de androgênio, estrogênio (alfa e beta) e da enzima aromatase em carcinomas epidermóides de boca (CE), através das técnicas de imuno-histoquímica, western-blotting e imunofluorescência, e comparar, com base no gênero (masculino e feminino), os resultados encontrados. Da amostra de CE utilizada, 30 eram pertencentes a pacientes do gênero feminino e 30 do masculino...

Oral squamous cell carcinoma (OSCC) is the main type of oral cancer presenting complex and not completely understood pathogenesis. OSCC implies quite significant mortality and morbidity rates and in spite of the vast amount of research and the advances in the field of oncology and surgery, the overall survival remains largely unchanged. Therefore, the identification of new pathways involved in the mechanisms of carcinogenesis can bring knowledge to the control and advent of new treatments. The role of androgens and estrogens in several endocrine-related malignancies is well known. The successful use of these hormones antagonists in the treatment of these neoplasms has prompted researches to investigate the presence of hormones receptors in other tissues and tumor types. The aim of this study was to asses through immunohistochemistry, western blot and immunoflorescence assays the expression, genderrelated, of androgen, estrogen alpha and beta receptors and aromatase enzyme in cases of OSSC. A total of 60 cases of OSCC (30 from males and 30 from females) were retrieved and submitted to immunohistochemical assay. Two OSCC cell lines were used for western blot and immunoflurescence techniques...
Descritores: Aromatase
Carcinoma de Células Escamosas/diagnóstico
-Patologia Bucal/métodos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica
BR97.1; T4.527



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde