Base de dados : LILACS
Pesquisa : D08.811.464.263.200.800 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-690717
Autor: Souza, Fernando Henrique Carlos de; Cruellas, Marcela Gran Pina; Levy-Neto, Mauricio; Shinjo, Samuel Katsuyuki.
Título: Síndrome antissintetase: anti-PL-7, anti-PL-12 e anti-EJ / Anti-synthetase syndrome: anti-PL-7, anti-PL-12 and anti-EJ
Fonte: Rev. bras. reumatol;53(4):352-357, ago. 2013. tab.
Idioma: pt.
Projeto: FAPESP; . FAPESP.
Resumo: OBJETIVOS: Devido à escassez de trabalhos na literatura, realizamos análise de uma série de pacientes com síndrome antissintetase (SAS) do tipo anti-PL-7, PL-12 e EJ. MÉTODOS: Estudo de coorte, retrospectivo, envolvendo 20 pacientes com SAS (8 com anti-PL-7, 6 com PL-12, 6 com EJ), em acompanhamento em nosso serviço, entre 1982 e 2012. RESULTADOS: A média de idade dos pacientes ao início da doença foi de 38,5 ± 12,9 anos, e a duração da doença de 4,5 ± 6,4 anos. Setenta por cento dos pacientes eram brancos e 85% eram mulheres. Sintomas constitucionais ocorreram em 90% dos casos. Todos apresentavam fraqueza muscular objetiva dos membros; ao diagnóstico, 30% encontravam-se acamados e 65% com disfagia alta. Envolvimento articular, pulmonar e fenômeno de Raynaud ocorreram, respectivamente, em 50%, 40% e 65% dos casos; mais da metade dos pacientes apresentava pneumopatia incipiente, opacidade em vidro-fosco e/ou fibrose pulmonar. Não houve casos de envolvimento neurológico e/ou cardíaco. Todos receberam prednisona e, como poupadores dessa medicação, diferentes imunossupressores, dependendo da tolerância, efeitos colaterais e/ou refratariedade da doença. De relevância, os pacientes com anti-EJ apresentaram maiores taxas de recidiva. Dois pacientes evoluíram para óbito ao longo do seguimento, e um paciente teve neoplasia mamária na ocasião do diagnóstico da doença. CONCLUSÕES: A SAS (anti-PL-7, PL-12 e EJ) afetou predominantemente mulheres brancas. Embora os autoanticorpos descritos no presente estudo estejam mais relacionados com o acometimento pulmonar comparativamente ao articular, nossos pacientes apresentaram uma porcentagem significativa de ambos e com percentagem alta de miopatia. Além disso, houve menor taxa de mortalidade.

OBJECTIVES: Due to the scarcity of studies in the literature, we conducted an analysis of a series of patients with the anti-PL-7, PL-12 and EJ types of antisynthetase syndrome (ASS). METHODS: We conducted a retrospective cohort study of 20 patients with ASS (8 with anti-PL-7, 6 with PL-12, 6 with EJ) monitored in our department between 1982 and 2012. RESULTS: The mean patient age at disease onset was 38.5 ± 12.9 years, and the disease duration was 4.5 ± 6.4 years. Of all the patients, 70% were white and 85% were female. Constitutional symptoms occurred in 90% of cases. All patients presented objective muscle weakness in the limbs; in addition, 30% were bedridden and 65% demonstrated high dysphagia at diagnosis. Joint and pulmonary involvement and Raynaud's phenomenon occurred in 50%, 40% and 65% of cases, respectively, with more than half of the patients presenting incipient pneumopathy, ground-glass opacity and/or pulmonary fibrosis. There were no cases of neurological and/or cardiac involvement. All patients received prednisone or other immunosuppressants depending on tolerance, side effects and/or disease refractoriness. Importantly, patients with the anti-EJ type of ASS demonstrated higher rates of recurrence. Two patients died during follow-up, and 1 patient had breast cancer at the time of diagnosis. CONCLUSIONS: ASS (anti-PL-7, PL-12 and EJ) was found to predominantly affect white women. Although the autoantibodies described in the present study are more related to pulmonary than joint involvement, our patients showed a significant percentage of both types of involvement and a high percentage of myopathy. We also observed a low mortality rate.
Descritores: Alanina-tRNA Ligase/imunologia
Anticorpos/sangue
Glicina-tRNA Ligase/imunologia
Miosite/sangue
Miosite/imunologia
Treonina-tRNA Ligase/imunologia
-Estudos de Coortes
Estudos Retrospectivos
Limites: Adolescente
Adulto
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Taga, Eulazio M
Aoyama, Hiroshi
Id: lil-94849
Autor: Taga, Eulazio M; Taga, Maria S. L; Aoyama, Hiroshi.
Título: Threonyl-tRNA synthetase from bovine liver: purification and kinetic properties in the ATP-pyrophosphate exchange reaction
Fonte: An. acad. bras. ciênc;58(2):189-97, 1986. tab.
Idioma: en.
Resumo: Treonil-RNA sintetase (E.C. 6.1.1.3) foi purificada quase à homogeneidade de fígado bovino cerca de 500 vezes com um rendimento de 48%. Duas bandas de pesos moleculares 90.000 e 82.000, respectivamente, foram obtidas por eletroforese em gel em presença de dodecil sulfato de sódio. A enzima tem um ponto isoelétrico de 5,2 por eletroforese em gel de poliacrilamida contendo anfoline. Utilizando-se a reaçäo de intercâmbio ATP-PPi foram determinadas as condiçöes ótimas de ensaio e os valores aparentes de Km. através da mesma reaçäo foram também observados efeitos de cátions divalentes e diaminas em substituiçäo ao Mg2+ e efeitos de reagentes sulfidrílicos
Descritores: Aminoacil-tRNA Sintetases/isolamento & purificação
Fígado/enzimologia
Treonina-tRNA Ligase/isolamento & purificação
-Difosfato de Adenosina/metabolismo
Bovinos
Cromatografia
DEAE-Celulose
Eletroforese em Gel de Poliacrilamida
Ponto Isoelétrico
Cinética
Métodos
Peso Molecular
Treonina-tRNA Ligase/metabolismo
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde