Base de dados : LILACS
Pesquisa : D08.811.913.696.445.735.270.762 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 7 [refinar]
Mostrando: 1 .. 7   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 7 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-732356
Autor: Chaves, Thaís C.; Turci, Aline M.; Pinheiro, Carina F.; Sousa, Letícia M.; Grossi, Débora B..
Título: Static body postural misalignment in individuals with temporomandibular disorders: a systematic review
Fonte: Braz. j. phys. ther. (Impr.) = Rev. bras. fisioter;18(6):481-501, 09/01/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: The association between body postural changes and temporomandibular disorders (TMD) has been widely discussed in the literature, however, there is little evidence to support this association. OBJECTIVES: The aim of the present study was to conduct a systematic review to assess the evidence concerning the association between static body postural misalignment and TMD. METHOD: A search was conducted in the PubMed/Medline, Embase, Lilacs, Scielo, Cochrane, and Scopus databases including studies published in English between 1950 and March 2012. Cross-sectional, cohort, case control, and survey studies that assessed body posture in TMD patients were selected. Two reviewers performed each step independently. A methodological checklist was used to evaluate the quality of the selected articles. RESULTS: Twenty studies were analyzed for their methodological quality. Only one study was classified as a moderate quality study and two were classified as strong quality studies. Among all studies considered, only 12 included craniocervical postural assessment, 2 included assessment of craniocervical and shoulder postures,, and 6 included global assessment of body posture. CONCLUSION: There is strong evidence of craniocervical postural changes in myogenous TMD, moderate evidence of cervical postural misalignment in arthrogenous TMD, and no evidence of absence of craniocervical postural misalignment in mixed TMD patients or of global body postural misalignment in patients with TMD. It is important to note the poor methodological quality of the studies, particularly those regarding global body postural misalignment in TMD patients. .
Descritores: Heparina/farmacologia
Poli dA-dT/antagonistas & inibidores
Polidesoxirribonucleotídeos/antagonistas & inibidores
RNA Polimerase II/antagonistas & inibidores
Sarcosina/análogos & derivados
Transcrição Genética
-Catálise
Detergentes/farmacologia
Poli dA-dT/metabolismo
RNA Polimerase II/metabolismo
Sarcosina/farmacologia
Triticum
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Souza, Paulo Henrique Couto
Texto completo
Id: lil-732256
Autor: Carli, João Paulo De; Silva, Soluete Oliveira da; Linden, Maria Salete Sandini; Busin, Carmen Silvia; Paranhos, Luiz Renato; Souza, Paulo Henrique Couto.
Título: Evaluation of Cellular Proliferative Activity in Patients with Oral Lichen Planus and Hepatitis C through AgNOR Method
Fonte: Braz. dent. j;25(6):461-465, Nov-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The objective of this study was to evaluate the cellular proliferative potential of oral lichen planus (OLP) lesions from patients without hepatitis C virus (HCV) by means of AgNOR method, as well as the cellular proliferative potential of the normal oral mucosa from patients with HCV, treated or untreated by interferon and ribavirin. A cross-sectional study was developed to investigate four groups: 10 HCV+ patients without clinical signs of OLP who had never been treated for HCV infection - Group 1; 10 HCV+ patients that were under interferon and ribavirin treatment - Group 2; 15 patients with reticular OLP lesions histopathologically confirmed, without HCV - Group 3; and 15 blood donors without HCV infection and no clinical signs of OLP GROUP 4 Control Group. The cytological material of all groups was collected by the liquid-based cytology technique. Then, the sedimented material from each patient was filled with the Nucleolar Organizer Regions impregnation by silver method (AgNOR). The count of NORs was performed on 100 epithelial cell nuclei per patient using the Image Tool(tm) software. The Tukey HSD test was used to compare the median value of NORs among the groups and showed that the oral mucosa of HCV+ patients previously treated with anti-HCV drugs (GROUP 2), presented a higher average number of NORs in relation to others (p<0.05). The anti-HCV treatment may be related to increased cell proliferation of oral mucosa, indicating a possible relationship between OLP and HCV+ patients treated with interferon and ribavirin.

O propósito deste estudo foi avaliar o potencial proliferativo celular das lesões de líquen plano bucal (LPB) de pacientes sem vírus da hepatite C (VHC) por meio do método AgNOR, comparando-o ao potencial proliferativo celular da mucosa bucal normal de portadores de VHC, tratados ou não com interferon e ribavirina. Um estudo transversal foi realizado para investigar 4 grupos: 10 pacientes VHC+ sem sinais clínicos de LPB que nunca haviam sido tratados para a infecção por VHC - Grupo 1; 10 pacientes VHC+ que estavam sob tratamento com interferon e ribavirina - Grupo 2; 15 pacientes com LPB reticular histopatologicamente confirmado, sem VHC - Grupo 3; e 15 doadores de sangue sem infecção por VHC e sem sinais clínicos de LPB (Grupo 4 - Grupo de Controle). O material celular de todos os grupos foi coletado pela técnica da citologia em base líquida. Então, o material sedimentado de cada paciente foi submetido ao método da impregnação das regiões organizadoras nucleolares pela prata (AgNOR). A contagem das NORs foi realizada em 100 núcleos celulares epiteliais por paciente por meio do programa Image Tool(r). O teste Tukey HSD foi utilizado para comparar o valor médio de NORs entre os grupos e mostrou que a mucosa bucal dos pacientes VHC+ previamente tratados com fármacos anti-VHC (Grupo 2) apresentou maior número médio de NORs por núcleo em relação aos outros (p<0,05). O tratamento anti-VHC pode estar relacionado ao aumento da atividade proliferativa celular da mucosa bucal, aventando uma possível relação entre LPB e pacientes VHC+ tratados com interferon e ribavirina.
Descritores: Genes
RNA Polimerase II/metabolismo
Fatores Genéricos de Transcrição
Transcrição Genética
Fatores de Elongação da Transcrição
Fatores de Transcrição/metabolismo
-Núcleo Celular/metabolismo
Detergentes/farmacologia
Genes/efeitos dos fármacos
Células HeLa/metabolismo
Heparina/farmacologia
Histonas/genética
Fígado/metabolismo
Plasmídeos
Regiões Promotoras Genéticas
Sarcosina/análogos & derivados
Sarcosina/farmacologia
Moldes Genéticos
Timo/enzimologia
Fatores de Transcrição/isolamento & purificação
Transcrição Genética/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Bovinos
Seres Humanos
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, U.S. Gov't, P.H.S.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-691568
Autor: Oliveira, Ana Carolina Ayupe de.
Título: Biogênese, estabilidade e localização sub-celular de RNAs não-codificadores longos expressos em regiões intrônicas do genoma humano / Biogenesis, stability and sub-cellular localization of long non-coding RNAs expressed in intronic regions of the human genome.
Fonte: São Paulo; s.n; 2011. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Trabalhos recentes indicam que a maior parte do transcriptoma de células de mamíferos é composto por RNAs não-codificadores de proteínas (ncRNAs). Nosso grupo tem identificado e caracterizado ncRNAs longos (>200 nt), sem splicing, expressos em regiões intrônicas de genes codificadores de proteína. Contudo, a biogênese, processamento e localização sub-celular desta classe de RNAs permanecem desconhecidos. Este trabalho teve como objetivos i) investigar a contribuição da RNA Polimerase II (RNAP II) na transcrição de ncRNAs intrônicos, ii) avaliar a meia-vida destes ncRNAs em relação a mRNAs, e iii) verificar a distribuição sub-celular de ncRNAs intrônicos. Os resultados obtidos indicaram que ncRNAs intrônicos são predominantemente transcritos pela RNAP II a partir de regiões promotoras funcionalmente semelhantes as que controlam a transcrição de mRNAs. Ensaios de estabilidade revelaram que, em média, ncRNAs intrônicos possuem meia-vida igual ou maior (3,4h a 4,2h) do que mRNAs (3,1h). A maior parte dos ncRNAs intrônicos possui estrutura cap 5', sugerindo que sejam estabilizados para desempenhar papéis na biologia da célula que não dependam de um rápido turnover. A maior parte dos ncRNAs intrônicos é exportada para o citoplasma, indicando que devam exercer alguma função biológica neste compartimento. Em conjunto, este trabalho fornece informações novas a respeito da biogênese, estabilidade e localização sub-celular ncRNAs intrônicos expressos em células humanas, contribuindo para avançar o conhecimento sobre esta classe de transcritos celulares.

Recent studies have shown that most of the mammalian transcriptome is comprised of non-coding RNAs (lncRNAs). Our group has identified and characterized long (>200 nt), unspliced lncRNAs expressed in intronic regions of protein coding genes. However, the biogenesis, processing, stability and subcellular localization of members from this RNA class remain unknown. The aims of this work were i) to investigate the contribution of RNA Polymerase II (RNAP II) to the transcription of intronic, ii) to evaluate the half-life of these ncRNAs relative to mRNAs, and iii) determine their subcellular distribution. Our results indicate that intronic ncRNAs are predominantly transcribed by RNAP II from promoter regions functionally similar to those that control the transcription of mRNAs. Stability assays revealed that intronic ncRNAs have an average half-life equal or greater (3.4h to 4.2h) than mRNAs (3.1h). The majority of intronic ncRNAs have 5' cap modification suggesting that these transcripts are stabilized, possibly to exert roles in the biology of the cell that does not depend on a rapid turnover. Although intronic ncRNAs do not encode proteins, most of these transcripts are transported to the cytoplasm which indicates that they may perform some biological function in this compartment. Altogether, this study reveals with novel information regarding the biogenesis, stability and subcellular localization of intronic ncRNAs expressed in human cells, thus contributing to advance the knowledge on this class of cellular transcripts.
Descritores: Origem da Vida
Genoma Humano
RNA Polimerase II/análise
RNA Polimerase II/genética
RNA Polimerase II/química
Estabilidade de RNA
-Fatores de Transcrição
Transcrição Genética
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.88, O48b. T24702-Q


  4 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-477423
Autor: Ferreira, Ludmila R. P; Dossin, Fernando de M; Ramos, Thiago C; Freymüller, Edna; Schenkman, Sergio.
Título: Active transcription and ultrastructural changes during Trypanosoma cruzi metacyclogenesis
Fonte: An. acad. bras. ciênc;80(1):157-166, Mar. 2008. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: The differentiation of proliferating epimastigote forms of Trypanosoma cruzi , the protozoan parasite that causes Chagas' disease, into the infective and non-proliferating metacyclic forms can be reproduced in the laboratory by incubating the cells in a chemically-defined medium that mimics the urine of the insect vector. Epimastigotes have a spherical nucleus, a flagellum protruding from the middle of the protozoan cell, and a disk-shaped kinetoplast - an organelle that corresponds to the mitochondrial DNA. Metacyclic trypomastigotes have an elongated shape with the flagellum protruding from the posterior portion of the cell and associated with a spherical kinetoplast. Here we describe the morphological events of this transformation and characterize a novel intermediate stage by three-dimensional reconstruction of electron microscope serial sections. This new intermediate stage is characterized by a kinetoplast compressing an already elongated nucleus, indicating that metacyclogenesis involves active movements of the flagellar structure relative to the cell body. As transcription occurs more intensely in proliferating epimastigotes than in metacyclics, we also examined the presence of RNA polymerase II and measured transcriptional activity during the differentiation process. Both the presence of the enzyme and transcriptional activity remain unchanged during all steps of metacyclogenesis. RNA polymerase II levels and transcriptional activity only decrease after metacyclics are formed. We suggest that transcription is required during the epimastigote-to-metacyclic trypomastigote differentiation process, until the kinetoplast and flagellum reach the posterior position of the parasites in the infective form.

A diferenciação de formas epimastigotas (proliferativas) do Trypanosoma cruzi, parasita protozoário causador da doença de Chagas, em formas metacíclicas tripomastigotas (infectivas e não proliferativas), pode ser reproduzida em laboratório incubando-se as células em um meio quimicamente definido que imita a urina do inseto vetor deste parasita. Os epimastigotas têm um núcleo esférico, o flagelo se projeta da metade do corpo do protozoário e o cinetoplasto (organela que possui o DNA mitocondrial) possui formato de disco. Os tripomastigotas metacíclicos têm um núcleo alongado com o flagelo emergindo da extremidade posterior da célula associado ao cinetoplasto esférico. Neste trabalho descrevemos as mudanças morfológicas que ocorrem durante essa transformação e caracterizamos uma nova forma intermediária do parasita usando reconstrução tridimensional de cortes seriados, visualizados por microscopia eletrônica de transmissão. Essa nova forma intermediária é caracterizada pela compressão do cinetoplasto contra o núcleo alongado, indicando que a metaciclogênese envolve movimentos ativos do cinetoplasto associado à estrutura flagelar em relação ao corpo celular. Como tripomastigotas metacíclicos transcrevem menos que as formas epimastigotas proliferativas, verificamos a presença da RNA polimerase II e medimos a atividade transcricional durante o processo de diferenciação. A presença da enzima e a atividade transcricional permanecem inalteradas durante todas as etapas da metaciclogênese, desaparecendo apenas quando as formas metacíclicas são formadas. Sugerimos que a diferenciação requer uma atividade transcricional, necessária para uma intensa remodelação da célula, que acontece até o cinetoplasto e o flagelo atingirem uma posição posterior do corpo do tripomastigota metacíclico.
Descritores: Trypanosoma cruzi/crescimento & desenvolvimento
-Imagem Tridimensional
Microscopia Eletrônica
RNA Polimerase II
Transcrição Genética
Trypanosoma cruzi/citologia
Trypanosoma cruzi/genética
Trypanosoma cruzi/ultraestrutura
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-464450
Autor: Nakaya, Helder Takashi Imoto.
Título: Identificação e análise de expressão de RNAs intrônicos não codificadores humanos / Identification and expression analysis of human intronic noncoding RNAs.
Fonte: São Paulo; s.n; 9 mar. 2007. 146 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Nesse trabalho, nós mostramos estudos em larga-escala de RNAs não codificadores antisenso que são transcritos em regiões intrônicas de genes humanos. Alguns destes transcritos intrônicos possuem níveis de expressão correlacionados ao grau de diferenciação tumoral de câncer de próstata, apontando para uma relevância biológica destas mensagens em doenças complexas como o câncer. Nós também avaliamos a existência de um mecanismo comum de regulação de transcrição, compartilhado por mRNAs codificadores de proteína e RNAs intrônicos, através de análises de perfís de expressão de uma linhagem tumoral de próstata estimulada por andrógeno. A análise de ESTs e mRNAs depositados em bancos públicos de seqüência revelou mais de 55 mil RNAs Totalmente Intrônicos Não-codificadores (TIN), transcritos dos íntrons de 74% de todos os genes RefSeq únicos. Guiados por esta informação, nós desenhamos uma plataforma de oligonucleotídeos contendo sondas senso e antisenso para cada um de 7.520 transcritos TIN selecionados aleatoriamente, além de sondas para os genes codificadores de proteína correspondentes. Nos identificamos assinaturas intrônicas e exônicas de expressão tecido-específicas em fígado, próstata e rim.Os RNAs TIN antisenso mais altamente expressos eram transcritos de íntrons de genes codificadores de proteína enriquecidos na categoria “Regulação da transcrição...
Descritores: Expressão Gênica
Genoma Humano/genética
Neoplasias da Próstata/genética
Obesidade
Processamento Alternativo/genética
RNA Polimerase II/antagonistas & inibidores
-Androgênios
Origem da Vida
Hibridização de Ácido Nucleico/métodos
Íntrons
Reação em Cadeia da Polimerase/métodos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 574.88, N163i


  6 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-445288
Autor: Albuquerque, P; Baptista, A. J; Derengowsky, L. da S; Procópio, L; Nicola, A. M; Arraes, F. B; Souza, D. P; Kyaw, C. M; Silva-Pereira, I.
Título: Paracoccidioides brasiliensis RNA biogenesis apparatus revealed by functional genome analysis
Fonte: Genet. mol. res. (Online);4(2):251-272, 30 jun. 2005. tab.
Idioma: en.
Resumo: The RNA biogenesis machinery of Paracoccidioides brasiliensis was assessed by comparative analyses of PbAESTs (P. brasiliensis assembled expressed sequence tags (ESTs)) with sequences from Saccharomyces cerevisiae MIPS database. PbAESTs related to almost all categories of S. cerevisiae RNA biogenesis were found. Two of the 12 S. cerevisiae RNA Pol II core subunits, Rpb3 and Rpb7, were found, probably reflecting the growth phase from which the cDNA libraries used in ESTs generation were constructed, as well as the low abundance of some of these transcripts. We have also found orthologs to TATA-box-binding protein (TBP), and at least one subunit of each TBP-associated factors (TFII) in P. brasiliensis transcriptome, except TFIIB. Genes associated to the chromatin remodeling complex, as well as transcription factors probably involved in the control of genes associated to a sexual cycle and virulence, were also identified. With respect to the pre-mRNA processing, 65 PbAEST orthologs to S. cerevisiae basal splicing machinery and 21 orthologs of 5'- and 3'-end formation processes were found. Components involved in RNA interference were detected, suggesting that this gene expression regulation mechanism is probably used by P. brasiliensis. Twelve PbAESTs related to Pol I and Pol III machineries were assigned as S. cerevisiae orthologs. Finally, 25 and 10 PbAESTs associated to rRNA and tRNA processing, respectively, were detected. Taken together, our results enable us to depict, for the first time, a global view of transcription and RNA processing in P. brasiliensis.
Descritores: Origem da Vida
Etiquetas de Sequências Expressas
Fatores de Transcrição/genética
Paracoccidioides/genética
-Fatores de Transcrição/fisiologia
Genoma Fúngico
Paracoccidioides/fisiologia
Reprodução
RNA Fúngico/genética
RNA Polimerase II/genética
RNA Polimerase II/fisiologia
Saccharomyces cerevisiae/genética
Saccharomyces cerevisiae/fisiologia
Transcrição Genética/fisiologia
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 7 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-436931
Autor: Dossim, Fernando de Machado.
Título: Organização nuclear da RNA polimerase II e da transcrição em Trypanosoma cruzi / RNA polymerase II nuclear organization and transcription in Trypanosoma cruzi.
Fonte: São Paulo; s.n; 2005. [102] p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Curso de Microbiologia e Imunologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A geração de um mRNA maduro nas células de eucariotos é um processo altamente regulado que envolve etapas como iniciação, elongação, capping, splicing, poliadenilação e transporte da mensagem para o citoplasma. A organização espacial do núcleo necessária para acomodar estes processos já há algum tempo tem sido alvo de vários estudos. Os processos de iniciação de transcrição e capping, elongação, terminação, e processamento dos mRNAs estão acoplados e são dependentes do domínio carboxi- terminal (CI'D) da subunidade maior da RNA polimerase 11 (RNA Pol 11), que tem como papel recrutar de maneira regulada as diversas maquinarias necessárias para estes processos. Citologicamente, este acoplamento é percebido, pois os componentes destas maquinarias se localizam nos mesmos sítios no nucleoplasma. Nos protozoários tripanossomatídeos, organismos causadores de diversas doenças parasitárias, a transcrição gera mensagens policistrônicas e a maturação destes transcritos se dá pela adição em 5' de uma seqüência de 30-40 nucleotídeos chamada de spliced leader (SL), evento que leva o nome de trans-splicing, e por poliadenilação na porção 3' de cada gene, gerando os mRNAs maduros. A regulação dos níveis dos mRNAs se dá principalmente pelo controle da estabilidade e tradução das mensagens, não sendo conhecidas seqüências promotoras de genes transcritos pela RNA pol II, exceto aquela dos genes SL. Assim, existem também evidências de que os proCessos de transcrição e processamento dos RNAs não sejam acoplados, como é observado na maioria dos eucariotos já estudados. Devido a estes peculiares mecanismos, nesta tese estudamos a organização nuclear da RNA Pol II e da transcrição no T. cruzi. Observamos que a distribuição da RNA Pol II no núcleo de formas epimastigotas de T. cruzi não é homogênea, acumulando-se numa região central do núcleo próxima do nucléolo. Outras regiões do núcleo também contêm RNA Pol II distribuída em micro-regiões. A concentração da RNA Pol II é dependente do...
Descritores: RNA Polimerase II
Transcrição Genética
Trypanosoma cruzi
Responsável: BR1.2 - Biblioteca Central
BR1.2; 9562



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde