Base de dados : LILACS
Pesquisa : D08.811.913.696.620.682.700.125.387 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-537752
Autor: Aidé, Susana; Lattario, Fernanda; Val, Isabel Cristina C; Almeida, Gutemberg; Carvalho, Maria da Gloria C.
Título: O papel do gene p16 e do gene Dapk no controle do ciclo celular e na via carcinogênese vulvar / The role of p16 and Dark genes in cell cycle control and in the pathways of vulvar carcinogenesis
Fonte: DST j. bras. doenças sex. transm;20(3/4):204-211, 2008.
Idioma: pt.
Resumo: O câncer vulvar é o quarto tipo de câncer mais comum nas mulheres e representa 4,8% dos cânceres do trato genital inferior. O carcinoma de células escamosas é responsável por 80 a 90% de todos os cânceres de vulva. O carcinoma escamoso vulvar e suas lesões pré-malignas parecem desenvolver-se por dois caminhos distintos, baseados em características etiológicas e histopatológicas, tendo assim uma etiologia heterogênea. Um dos caminhos está relacionado com a infecção pelo HPV, e o outro, com as desordens epiteliais, tais como líquen escleroso e hiperplasia epitelial. O HPV é um importante fator causal das neoplasias do trato genital inferior. Ele está presente em cerca de 90% dos cânceres do colo uterino e 30 a 40% dos cânceres de vulva. O tipo mais prevalente é o 16, seguido pelos tipos 18, 45, 31 e 33. O estudo das alterações genéticas e epigenéticas, por meio da análise de metilação e imunoexpressão gênica, tem demonstrado uma grande versatilidade para o monitoramento molecular de pacientes com câncer, o que impulsiona pesquisas de métodos diagnósticos e terapêuticos do câncer. Nesta atualização pretendeu-se demonstrar as funções dos genes p16 e DAPK e as recentes pesquisas sobre a expressão destes genes nas vias da carcinogênse vulvar.

Vulvar cancer is the fourth commonest kind of cancer in women and it represents 4.8% of cancers in the lower genital tract squamous cell carcinoma is responsible for 80-90% of all vulvar cancers. Squamous cell carcinoma and it's premalignant lesions seem to develop in two distinct pathways, based on etiological and histopathological characteristics, thus forming a heterogeneous etiology. Whereas one of the pathways is related to HPV infection, the other is related to epithelial disorders such as: lichen sclerousus and epithelial hyperplasia. HPV is an important contributing factor of neoplasia in the lower genital tract. It is found in 90% of cervical cancers and in 30-40 % of vulvar cancers. The most prevalent kind is 16, followed by 18, 45, 31, and 33. The study of genetic and epigenetic alterations by means of methylation and genic immunoexpression has demonstrated great versatility to the monitoring ofpatients with cancer, which boosts researches of diagnostic and therapeutic methods for cancer. This update intends to demonstrate the role of p16 and DAPK genes as well as the recent researches regarding the expression of these genes in the pathways of vulvar carcinogenesis.
Descritores: Genes p16
Papillomaviridae
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Líquen Escleroso Vulvar
Neoplasias Vulvares
-Carcinogênese
Ciclo Celular
Proteínas Quinases Associadas com Morte Celular
Metilação de DNA
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde