Base de dados : LILACS
Pesquisa : D09.408.051.623 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 71 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 71 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1008499
Autor: Santana, Patricia Cristina de.
Título: Desenvolvimento de método colorimétrico para determinação de sulfato de neomicina empregando os conceitos de qualidade por design analítico (AQbD) / Development of a colorimetric method for determination of neomycin sulphate using the concepts of quality by analytical design (AQbD).
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 82 p. graf, tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Para efetivamente tratar uma infecção, é necessário que o antibiótico possua atividade antimicrobiana adequada e seja capaz de inibir o crescimento do microrganismo patogênico. O doseamento microbiológico é uma metodologia indicada para a análise do antimicrobiano de forma simples, quando comparado com outras metodologias. A Food and Drug Administration (FDA) tem encorajado uma abordagem proativa para introduzir inovações e benefícios associados ao processo de produção farmacêutica. A Qualidade por Design Analítico (AQbD) ajuda no desenvolvimento de métodos analíticos robustos e de baixo custo, que são aplicáveis durante todo ciclo de vida do produto. Os métodos microbiológicos tradicionais, de forma geral, apresentam baixa reprodutibilidade e alta incerteza. Desta forma, justifica-se o desenvolvimento de métodos microbiológicos alternativos para a análise de antimicrobianos empregando-se os conceitos de Qualidade por Design Analítico, com a finalidade de melhorar a reprodutibilidade e reduzir a incerteza final. O objetivo deste trabalho foi aplicar o conceito de Qualidade por Design Analítico (AQbD) no desenvolvimento de método colorimétrico para análise de sulfato de neomicina. O sulfato de neomicina é um antimicrobiano aminoglicosídeo amplamente empregado no tratamento de infecções cutâneas ou mucosas, tais como queimaduras, úlceras, e dermatites infecciosas. Métodos cromatográficos como a cromatografia líquida de alta eficiência em fase reversa, de pareamento iônico ou cromatografia iônica com derivatização (pré ou pós-coluna) são utilizados para a análise de aminoglicosídeos, inclusive sulfato de neomicina. Contudo, de acordo com as farmacopeias, o método microbiológico é o método analítico de escolha para a análise de sulfato de neomicina e outros aminoglicosídeos. A análise colorimétrica é um método amplamente utilizado para a detecção e quantificação de diferentes substâncias, incluindo o crescimento microbiano em estudos de eficácia terapêutica. Neste trabalho, propomos o uso de resazurina como marcador colorimétrico. O indicador sofre uma reação de oxido-redução na qual altera a coloração em resposta à redução química resultante do crescimento celular. O uso de microplacas para a análise colorimétrica é uma alternativa ao método realizado em tubos de ensaio. Uma alternativa ao uso de espectrofotômetros para a análise colorimétrica é o uso de aparelhos smartphones, pois são equipados com CPUs rápidas, câmeras de alta resolução e sensores de imagem. O processamento da imagem captada pela câmera do dispositivo é utilizado como um analisador colorimétrico. Portanto, a aplicação dos conceitos de Qualidade por Design Analítico (AQbD) possibilitou o desenvolvimento racional de método microbiológico colorimétrico para análise de sulfato de neomicina

o effectively treat an infection, the antibiotic must have adequate antimicrobial activity and be capable of inhibiting the growth of the pathogenic microorganism. The microbiological assay is an indicated methodology for the analysis of the antimicrobial in a simple way, when compared with other methodologies. The Food and Drug Administration (FDA) has encouraged a proactive approach to introducing innovations and benefits associated with the pharmaceutical production process. Analytical Design Quality (AQbD) assists in the development of robust, low cost analytical methods that are applicable throughout the product life cycle. Traditional microbiological methods, in general, have low reproducibility and high uncertainty. Thus, it is justified the development of alternative microbiological methods for the analysis of antimicrobials using the concepts of Quality by Analytical Design, in order to improve reproducibility and reduce final uncertainty. The objective of this work was to apply the concept of Quality by Analytical Design (AQbD) in the development of a colorimetric method for the analysis of neomycin sulfate. Neomycin Sulfate is an aminoglycoside antimicrobial widely used in the treatment of cutaneous or mucosal infections, such as burns, ulcers, and infectious dermatitis. Chromatographic methods such as reverse phase high performance liquid chromatography, ion-pairing or ion chromatography with derivatization (pre or post-column) are used for the analysis of aminoglycosides, including neomycin sulfate. However, according to pharmacopoeias, the microbiological method is the analytical method of choice for the analysis of neomycin sulphate and other aminoglycosides. Colorimetric analysis is a widely used method for the detection and quantification of different substances, including microbial growth in studies of therapeutic efficacy. In this work, we propose the use of resazurin as a colorimetric marker. The indicator undergoes an oxidation-reduction reaction in which it alters the coloration in response to the chemical reduction resulting from cell growth. The use of microplates for colorimetric analysis is an alternative to the method carried out in test tubes. An alternative to the use of spectrophotometers for colorimetric analysis is the use of smartphones because they are equipped with fast CPUs, high resolution cameras and image sensors. The image processing captured by the device's camera is used as a colorimetric analyzer. Therefore, the application of the concepts of Quality by Analytical Design (AQbD) allowed the rational development of a microbiological colorimetric method for analysis of neomycin sulfate
Descritores: Neomicina/classificação
Colorimetria/instrumentação
-Métodos de Análise/análise
Anti-Infecciosos/efeitos adversos
Antibacterianos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T615.19015, S232d. 30100022610-F


  2 / 71 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-906981
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos.
Título: Medicamentos tópicos para otite externa aguda / Topical medicines for acute external otitis.
Fonte: Brasília; CONITEC; mar. 2017. g, tab.
Idioma: pt.
Resumo: CONTEXTO: Otite externa aguda é uma inflamação que ocorre na orelha externa ­ pavilhão e canal auditivos. Essa condição clínica é caracterizada pelo acometimento da pele e do tecido subcutâneo, sendo a infecção bacteriana a principal causa. O paciente com essa doença tem inflamação no local, acompanhada de intensa dor e secreção. Além disso, experimenta dificuldades de audição, que deixam de existir com a cura da condição clínica. São alternativas terapêuticas para pacientes com otite externa aguda a assepsia (remoção de cerume e limpeza local), aplicação tópica de antibióticos, anti-inflamatórios esteroides e anestésicos, além da administração por via oral de analgésicos e antibióticos. Há no Brasil diversas apresentações farmacêuticas registradas para o tratamento da otite externa aguda. Contudo, nenhuma delas integra a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais ­ RENAME. PERGUNTA: Qual alternativa terapêutica é mais eficaz/efetiva e segura para o tratamento de pacientes com otite externa aguda? EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS: Evidências clínicas: foi realizada revisão sistemática para sintetizar as evidências disponíveis sobre eficácia/efetividade e segurança de alternativas terapêuticas para o tratamento de pacientes com otite externa aguda. Foram incluídos dois estudos que avaliam alternativas terapêuticas disponíveis no Brasil. Um dos estudos aponta que a utilização de ciprofloxacino 2 mg/mL se mostrou mais eficaz em curar a doença em menos tempo que a associação entre polimixina B 10.000 UI, neomicina 3,5 mg/mL, hidrocortisona 10 mg/mL. O outro estudo concluiu que tanto ciprofloxacino 2 mg/mL associado a hidrocortisona 10 mg/mL quanto polimixina B 10.000 UI, neomicina 3,5 mg/mL, hidrocortisona 10 mg/mL são semelhantes em resolver o quadro de dor entre seis e sete dias. Para ampliar a análise, nova seleção de estudos foi feita incluindo a avaliação de medicamentos com equivalentes classes farmacêuticas no Brasil. Foram incluídos doze estudos. Foi notada maior eficácia da utilização de quinolona em relação à associação entre não quinolonas e anti-inflamatório esteroide em relação à cura em sete a dez dias de acompanhamento. Avaliação de custo-efetividade: foi realizada avaliação de custo-efetividade em virtude da diferença na eficácia entre quinolona e a associação entre não quinolonas e anti-inflamatório esteroide. Os preços considerados para as alternativas foram os Preços Fabrica definidos pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos ­ CMED. Foi construída árvore de decisão para avaliar o desfecho de cura clínica em sete a dez dias. O custo foi representado pelo valor monetário do medicamento e a efetividade pela cura clínica em sete a dez dias. A razão de custo-efetividade incremental de quinolona em relação à associação entre não quinolonas e anti-inflamatório esteroide foi de R$ 136,25. Esse é o valor necessário para que o tratamento com quinolona proporcione uma cura clínica a mais em relação à associação entre não quinolonas e anti-inflamatório esteroide. Avaliação de Impacto Orçamentário: Compreendendo o período entre os anos de 2017 e 2021, foram consideradas as projeções populacionais calculadas pelo IBGE, as taxas de atendimentos de pacientes com otite externa aguda e a cobertura da atenção básica pelo SUS no Brasil. Considerando a perspectiva de financiamento pelo Componente Básico da Assistência Farmacêutica, além do impacto orçamentário total, foram calculados o impacto orçamentário médio por município e por habitante. O impacto orçamentário total em cinco anos para a potencial incorporação de quinolona foi de R$ 87.362.082,52 e para a da associação entre não quinolonas e anti-inflamatório esteroide foi de R$ 16.373.657,88. Os respectivos valores médios por município foram de R$ 15.684,40 e R$ 2.939,62. O impacto orçamentário médio por habitante foi de R$ 0,4148 para quinolona e R$ 0,0778 para a associação entre não quinolonas e anti-inflamatório esteroide. DISCUSSÃO: São escassos os estudos sobre alternativas terapêuticas disponíveis no Brasil. A avaliação por classes farmacêuticas deve se dar com cautela, haja vista a pequena quantidade de estudos disponíveis e a heterogeneidade entre eles. Por meio da evidência disponível, pouco se sabe sobre os efeitos atribuídos a cada princípio ativo. Para a seleção de medicamentos antimicrobianos, pode ser importante avaliar, em vez de uma infecção isolada, um conjunto de infecções para verificar os potenciais benefícios e riscos de se optar por um determinado medicamento. RECOMENDAÇÃO DA CONITEC: A matéria será disponibilizada em Consulta Pública com recomendação preliminar desfavorável à incorporação de medicamentos tópicos para o tratamento de otite externa aguda. CONSULTA PÚBLICA: Foram recebidas três contribuições técnico-científicas e 2 contribuições de experiência ou opinião. Todas as contribuições técnico-científicas continham argumentação técnico-científica contra a recomendação inicial da Conitec. As contribuições de experiência ou opinião também foram contra a recomendação inicial da Conitec. No geral, houve evidências com potencial de alteração desta recomendação. DELIBERAÇÃO FINAL: Por recomendar a incorporação da associação entre sulfato de polimixina B 10.000 UI, sulfato de neomicina 3,5 mg/mL, fluocinolona acetonida 0,25 mg/mL e cloridrato de lidocaína 20 mg/mL, apresentada em frasco com 5 mL, para otite externa aguda. DECISÃO: Incorporar a associação de sulfato de polimixina B 10.000 UI, sulfato de neomicina 3,5 mg/mL, fluocinolona acetonida 0,25 mg/mL e cloridrato de lidocaína 20 mg/mL, apresentada em frasco com 5 mL, para otite externa aguda no âmbito do Sistema Único de Saúde ­SUS. Decisão dada pela Portaria SCTIE-MS nº 15 publicada no Diário Oficial da União (DOU) nº 58, de 24 de março de 2017, pág. 107.(AU)
Descritores: Fluocinolona Acetonida/uso terapêutico
Lidocaína/uso terapêutico
Neomicina/uso terapêutico
Otite Externa/tratamento farmacológico
Polimixina B/uso terapêutico
-Brasil
Análise Custo-Benefício
Combinação de Medicamentos
Avaliação da Tecnologia Biomédica
Sistema Único de Saúde
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Relatório Técnico
Estudos de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 71 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-881174
Autor: Bahia, Eliene Bim.
Título: Dor em urgência odontológica: uso de anti-inflamatórios, corticoides e analgésicos em casos de pulpite aguda irreversível / Pain in dental emergency: anti inflammatory use, steroids and painkillers in cases of irreversible acute pulpitis.
Fonte: Bauru; s.n; 2016. 109 p. graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar o uso do cetorolaco de trometamina 10mg sublingual 30 minutos antes do procedimento de biopulpectomia em pacientes com pulpite irreversível com relação à dor antes do procedimento e nas 48 horas subsequentes, a quantidade de medicação consumida no pós-operatório e tempo esperado para sua utilização. Também foi avaliada a influência da anestesia intrapulpar, o uso da automedicação analgésica antes da procura pelo atendimento e diferença entre gêneros sobre os níveis de dor pré e pós-operatória. Propôs-se avaliar também a necessidade da presença do antibiótico na medicação intracanal, comparando o Otosporin® com hidrocortisona. Participaram da pesquisa 608 pacientes que procuraram o Setor de Urgência Odontológica da Faculdade de Odontologia de Bauru ou o Setor Odontológico do Pronto Socorro Central da Prefeitura Municipal de Bauru, sendo que 34 completaram de forma adequada o protocolo previsto. Foram divididos em 4 grupos que receberam cetorolaco ou placebo como medicação pré-operatória e Otosporin® ou hidrocortisona como medicação intracanal. Foram anotados os valores de intensidade de dor, em uma escala visual analógica, antes da medicação pré-operatória, antes do atendimento, após o atendimento, 1, 2, 4, 12, 24, 48 horas após e quando houve necessidade de medicação pós-operatória para alívio da dor. Também foi anotado se o paciente havia se automedicado e qual a droga utilizada, se houve necessidade de anestesia intrapulpar, a quantidade de medicação consumida pelo paciente no pós-operatório e o tempo esperado para seu consumo. Dos resultados observou-se que os pacientes que receberam cetorolaco como medicação pré-operatória tiveram uma redução significativa da dor em 30 minutos, quando comparado ao placebo. Foi observado que o tempo necessário para a ingestão de medicamentos pós-operatórios não demonstrou diferença significativa entre os grupos, assim como na quantidade de medicação ingerida. O tempo decorrido entre a primeira e a última dose de medicação pós-operatória também não demonstrou diferença estatística. Com relação a anestesia intrapulpar, 78% dos pacientes necessitaram desta técnica, mas devido ao pequeno tamanho da amostra obtida, não foi possível correlacionar o seu uso com a utilização da medicação pós-operatória. Para os pacientes que se automedicaram previamente, não houve diferença significativa em relação à dor inicial. Quando os gêneros foram comparados, não foi possível observar uma diferença estatística significante entre eles com relação aos parâmetros estudados. Também foram descritos no trabalho os motivos de não inclusão dos 574 pacientes que foram abordados durante a realização deste estudo. Com base nos resultados, conclui-se que o cetorolaco diminuiu expressivamente o nível de dor durante a espera pelo atendimento, porém com relação ao tempo esperado pelo paciente para tomar a primeira dose de medicação pós-operatória, a última dose, a quantidade de comprimidos e a frequência de ingestão não demonstrou a mesma diferença. Também não houve diferença no nível de dor inicial entre os pacientes que se automedicaram e os que não fizeram uso dessa prática. Devido ao pequeno número da amostra, não foi possível encontrar uma correlação entre o uso da técnica anestésica intrapulpar e medicação pós-operatória, sugerindo mais estudos futuros.(AU)

The aim of this study was to evaluate the use of ketorolac tromethamine (10mg sublingual taken 30 minutes before pulpectomy in patients with irreversible pulpitis) in pain reduction immediately before the procedure and the 48 subsequent hours, postoperative consumption of analgesic drugs and time for its use. The influence of intrapulpal anesthesia, the use of analgesic self-medication prior to the demand for care and gender difference on the levels of pre- and postoperative pain was also evaluated. It was also proposed assess the need for antibiotic presence in the intracanal medicament, comparing Otosporin® with hydrocortisone. A total of 608 patients who presented to Dental Urgency Sector from Dental School of Bauru (USP) or Emergency Dental Sector from Bauru City Hall were invited to participate, and 34 completed properly planned protocol. They were distributed in 4 groups that received either ketorolac or placebo as preoperative medication and Otosporin® or hydrocortisone as intracanal medication. The rates of pain intensity were recorded by means of a visual analogue scale before pretreatment medication, immediately before the appointment, 1, 2, 4, 12, 24, 48 hours after the appointment, and when there was taken post medication for postoperative pain relief. It was also recorded if the patient had self medicated and which the drug used and, if there was need intrapulpal anesthesia, amount of ketorolac and rescue medication (paracetamol 750mg) consumed by the patient postoperative time and the waitng time for consumption. The results showed that patients receiving Ketorolac as preoperative medication had a significant reduction of pain in 30 minutes compared to placebo. It was observed that the time required for the intake of postoperative drug showed no significant difference between groups, as well as the amount of medication intake. The time elapsed between the first and last dose of postoperative medication also showed no statistical difference. Concerning intrapulpal anesthesia, 78% of patients required for this technique, but because of the small sample size obtained it was impossible to correlate their use with the use of postoperative medication. For patients who practiced self medication previously, there was no significant difference with respect to initial pain. When genders were compared, it was not possible to observe a statistically significant difference between them regarding the parameters studied. Were also described in the study the reasons of non-inclusion of 574 patients that were addressed during this study. Based on the results, it is concluded that ketorolac significantly decreased the level of pain during the waiting time, but with respect to the time length for the patient to take the first dose of postoperative medication, the last dose, the number of tablets and taken frequency did not show the same difference. There was no difference in the initial level of pain among patients who practiced self medication and those who did not use this practice. Due to the small sample size, it was not possible to find a correlation between the use of the anesthetic technique intrapulpal and postoperative medication, suggesting more future studies.(AU)
Descritores: Anestesia Dentária/métodos
Antibacterianos/uso terapêutico
Anti-Inflamatórios não Esteroides/uso terapêutico
Hidrocortisona/uso terapêutico
Cetorolaco de Trometamina/uso terapêutico
Pulpectomia/métodos
Pulpite/tratamento farmacológico
Irrigantes do Canal Radicular/uso terapêutico
Odontalgia/tratamento farmacológico
-Dor Aguda/tratamento farmacológico
Combinação de Medicamentos
Neomicina/uso terapêutico
Medição da Dor
Polimixina B/uso terapêutico
Cuidados Pré-Operatórios
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta
BR28.1, B147a


  4 / 71 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-851840
Autor: Lamping, Roberta; Maekawa, Lilian Eiko; Nassri, Maria Renata Giazzi; Oliveira, Ségio.
Título: Análise comparativa do potencial antimicrobiano de três medicações utilizadas no canal radicular / Comparative analysis of antimicrobial potential of three root canal dressing
Fonte: JBE, J. Bras. Endod;5(20):376-380, mar.-jun.2005. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo do presente estudo foi analisar o potencial antimicrobiano das medicações NDP, Pred-Fort associado a rifamicina e Otosporin quando em contato com bactéria comumente encontrada no interior do canal radicular,Staphylococcus aureus (ATCC 25923), em meio de cultura sólido Mueller Huinton. A infusão bacteriana foi preparada utilizando meio TSB, correspondente à escala 0,5 de McFarland. Foram utilizadas Placas de Petri, já esterilizadas, para acomodação de duas camadas de meio de cultura. Na base foram colocados 10 mL de Mueller Huinton e esperou-se solidificar. A segunda camada, também de 10 mL, foi preparada utilizando infusão bacteriana, diluída em 1 x 10 a 6ª em meio de cultura TSB e 5 mL de meio sólido, resultando na concentração de 15 X 10 a 5ª UFC/mL, que foi colocada sobre a base. Feito isto, foram acomodados discos de papel previamente embebidos nas modificações testadas nesta pesquisa sobre o meio. As placas foram acondicionadas em estufa durante 24h, a uma temperatura de 36°C, para análise dos resultados. Essa análise foi definida a partir da mensuração do halo de inibição, em milímitros, causados pela medicações, cujos valores foram submetidos à análise estatística. Segundo os resultados, houve formação de maiores halos de inibição quando da utilização, em ordem decrescente, do Pred-Fort + Rifamicina, do Otosporim e , finalmente, do NDP.
Descritores: Anti-Inflamatórios
Cavidade Pulpar
Dexametasona/química
Neomicina/química
Polimixina B/química
Preparo de Canal Radicular/instrumentação
Staphylococcus aureus/imunologia
-Análise Estatística
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Estudo Comparativo
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  5 / 71 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Praetzel, Juliana Rodrigues
Texto completo
Id: lil-777180
Autor: ANTONIAZZI, Bruna Feltrin; PIRES, Carine Weber; BRESOLIN, Carmela Rampazzo; WEISS, Rita Niederauer; PRAETZEL, Juliana Rodrigues.
Título: Antimicrobial activity of different filling pastes for deciduous tooth treatment
Fonte: Braz. oral res. (Online);29(1):1-6, 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Guedes-Pinto paste is the filling material most employed in Brazil for endodontic treatment of deciduous teeth; however, the Rifocort® ointment has been removed. Thus, the aim of this study was to investigate the antimicrobial potential of filling pastes, by proposing three new pharmacological associations to replace Rifocort® ointment with drugs of already established antimicrobial power: Nebacetin® ointment, 2% Chlorhexidine Gluconate gel, and Maxitrol® ointment. A paste composed of Iodoform, Rifocort® ointment and Camphorated Paramonochlorophenol (CPC) was employed as the gold standard (G1). The other associations were: Iodoform, Nebacetin® ointment and CPC (G2); Iodoform, 2% Chlorhexidine Digluconate gel and CPC (G3); Iodoform, Maxitrol® ointment and CPC (G4). The associations were tested for Staphylococcus aureus (S. aureus), Streptococcus mutans (S. mutans), Streptococcus oralis (S. oralis), Enterococcus faecalis (E. faecalis), Escherichia coli (E. coli), and Bacillus subtilis (B. subtilis), using the methods of dilution on solid medium – orifice agar – and broth dilution. The results were tested using statistical analysis ANOVA and Kruskal-Wallis. They showed that all the pastes had a bacteriostatic effect on all the microorganisms, without any statistically significant difference, compared with G1. S. aureus was statistically significant (multiple comparison test of Tukey), insofar as G2 and G3 presented the worst and the best performance, respectively. All associations were bactericidal for E. coli, S. aureus, S. mutans and S. oralis. Only G3 and G4 were bactericidal for E. faecalis, whereas no product was bactericidal for B. subtilis. Thus, the tested pastes have antimicrobial potential and have proved acceptable for endodontic treatment of primary teeth.
Descritores: Antibacterianos/farmacologia
Bactérias/efeitos dos fármacos
Materiais Restauradores do Canal Radicular/farmacologia
Dente Decíduo/efeitos dos fármacos
-Análise de Variância
Bacitracina/farmacologia
Bactérias/crescimento & desenvolvimento
Clorexidina/análogos & derivados
Clorexidina/farmacologia
Combinação de Medicamentos
Fluprednisolona/farmacologia
Testes de Sensibilidade Microbiana
Neomicina/farmacologia
Pomadas
Polimixina B/farmacologia
Prednisolona/análogos & derivados
Prednisolona/farmacologia
Reprodutibilidade dos Testes
Rifamicinas/farmacologia
Estatísticas não Paramétricas
Fatores de Tempo
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 71 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-702422
Autor: Castillo S, Angélica del; Betancourt, Mónica; Miranda, Carlos; Palacios, Miguel; Agurto, Carla; Sánchez, Lily; Morales, Carlomagno; Bonilla, Saúl; Bartolo, Noemí; Vidurrizaga, Miriam.
Título: Eficacia, tolerancia y seguridad de una combinación de metronidazol, miconazol, centella asiática, polimixina y neomicina en cápsula blanda para uso vaginal en el tratamiento de la vaginosis bacteriana / Efficacy, tolerability, and safety of a combination including metronidazole, miconazole, Gotu kola, polymixin, and neomycin in soft vaginal capsules for the treatment of bacterial vaginosis
Fonte: Acta méd. peru;30(3):128-135, jul.-set. 2013. ilus, graf, mapas, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La vaginosis bacteriana (VB) es un síndrome polimicrobiano, en la cual la flora dominante de lactobacilos normales es sustituida por una flora polimicrobiana. La prevalencia de VB en Perú varía entre 27 y 43,7%. El Centro de Control y Prevención de Enfermedades (DCD) sugiere el tratamiento de VB en mujeres sintomáticas con metronidazol oral/gel o clindamicina crema. Se planteó en el presente estudio evaluar la eficacia, tolerancia y seguridad de la combinación de metronidazol, miconazol, centella asiática, polimixina y neomicina en cápsula blanda para el tratamiento de VB. Material y Métodos: El presente estudio de tipo abierto, observacional, prospectivo, permitió evaluar la eficacia, tolerancia y seguridad en la aplicación de la combinación de metronidazol, miconazol, centella asiática, polimixina y neomicina en cápsula blanda. Resultados: Se incluyó a 61 pacientes con edad promedio de 29.28 años (rango 18-48) de las cuales 93,4% tenía historia previa de flujo vaginal anormal. Se realizaron dos visitas durante el estudio, la primera para diagnóstico e inicio de tratamiento y la segunda de control post tratamiento. Tres pacientes no tuvieron segunda visita y 8 no tenían registrada toda la información para definir la respuesta terapéutica. La segunda visita se realizó a los 21 días en promedio. Los principales signos y síntomas en la primera visita de diagnóstico fueron flujo vaginal (100,0%), disconfort vaginal (85,2%), dispareunia (70,5%) y dolor abdominal bajo (57,4%), las cuales disminuyeron en forma significativa (p<0,05) a la segunda visita post tratamiento. La prueba de aminas resultó positiva en el 93,4% de los casos en la primera visita y en el 15,5% de los casos en la segunda visita (p<0,05). De la población inicial de estudio, solo 53 mujeres son evaluables para eficacia terapéutica...

Introduction: Bacterial vaginosis (BV) is a polymicrobial syndrome, in which the normal dominant flora consisting in Lactobacillus is replaced by polymicrobial flora. The prevalence of BV in Peru varies between 27 and 43.7%. The Centers for Disease Control and Prevention suggest therapy for BV in symptomatic women should include oral/gel metronidazole or clindamycin cream. We proposed in this study to evaluate the efficacy, tolerability and safety of the combination of metronidazole, miconazole, Gotu kola (Centella asiatica), polymixin, and neomycin in soft capsules, for the treatment of BV. Material and Methods: This investigation was an open, observational, and prospective study, which allowed us to evaluate the efficacy, tolerability and safety of the aforementioned combined therapy administered in soft capsules. Results: The study included 61 patients with a mean age of 29.28 years (range, 18-48) and 93.4% had a history of abnormal vaginal discharge. Two visits took place during the study, the first for making the diagnosis and initiating therapy, and the second was the post-treatment control. Three patients did not have a second visit and 8 did not record all the information required to define the therapeutic response. The second visit took place after 21 days on average. The main signs and symptoms at the first visit were vaginal discharge at diagnosis (100.0%), vaginal discomfort (85.2%), dyspareunia (70.5%) and lower abdominal pain (57.4%), which were significantly reduced (p <0.05) in the second visit after treatment. The amine test was positive in 93.4% of cases in the first visit and in 15.5% of cases in the second visit (p <0.05). From the initial population in the study, only 53 women are evaluable for efficacy. An overall response rate in 44 women (83.02%) was achieved with the soft capsule combination treatment. Adverse events were reported in only one case...
Descritores: Hydrocotyle asiatica (Homeopatia)/uso terapêutico
Metronidazol/uso terapêutico
Miconazol/uso terapêutico
Neomicina/uso terapêutico
Polimixinas/uso terapêutico
Vaginose Bacteriana/terapia
-Estudos Observacionais como Assunto
Estudos Prospectivos
Limites: Seres Humanos
Adolescente
Adulto
Feminino
Adulto Jovem
Meia-Idade
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  7 / 71 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-665417
Autor: Romeiro, Fernando Gomes.
Título: A eritromicina utilizada como tratamento da encefalopatia hepática em portadores de cirrose: estudo prospectivo, randomizado, duplo-cego e controlado / Erythromycin used as treatment of hepatic encephalopathy in patients with cirrhosis: prospective study, randomized, double-blind and controlled.
Fonte: Botucatu; s.n; 2011. 66 p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina de Botucatu para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A encefalopatia hepática (EH) é uma complicação da cirrose considerada como sinal de mau prognóstico na doença hepática avançada. As conseqüências da EH não são completamente reversíveis, por isso o tratamento deve ter rápido início de ação e ser altamente eficaz. Atualmente os antibióticos são os medicamentos mais eficazes na EH aguda, porém no tratamento da EH são utilizados apenas os de baixa absorção, que em geral demandam certo tempo para apresentar resultados. Além disso, esses antibióticos não são isentos de efeitos adversos. Análise comparativa da eficácia da eritromicina (ERY), usada pela primeira vez no tratamento da EH em portadores de cirrose. Ensaio clínico prospectivo, randomizado e duplo cego de pacientes adultos portadores de cirrose, internados por EH no período de agosto/2008 a outubro/2010 no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP. Após a admissão, os indivíduos receberam tratamento com ERY 250 mg ou neomicina (NEO) 1 grama. As medicações foram utilizadas por via oral e administradas de 6/6 horas até a alta hospitalar, prescrição de outro antibiótico ou óbito. Todos os pacientes foram avaliados diariamente por meio do índice de encefalopatia hepática (IEH). Foram realizadas dosagens diárias de amônia sérica e proteína C reativa (PCR), bem como exames de bioquímica hepática e renal. A análise estatística foi realizada por meio de testes de comparação entre os grupos (testes t de Student e Mann-Whitney), medidas de distribuição central e análise descritiva. 30 casos de EH foram avaliados (15 tratados com ERY e 15 com NEO). Os grupos foram homogêneos em relação a idade, IEH, grau de EH à admissão hospitalar, escala de coma de Glasgow, escore Meld e classificação de Child-Pugh modificada.(...)

Hepatic encephalopathy (HE) is one of the major complications in patients with hepatic cirrhosis, and is considered a sign of bad prognosis in this setting. The consequences of HE are not totally reversible, thus the treatment must to be effective in a short time to attain HE regression. Actually, antibiotics are the best options in acute HE treatment. However, the antibiotics used in HE are drugs of low absorption, which often spend a long time to obtain its effect. Nevertheless, these antibiotics are not free of adverse effects. Comparative analysis of efficacy of erythromycin (ERY) used by the first time as a treatment of HE. Randomized controlled trial of adult patients with HE and hepatic cirrhosis admitted from August 2008 to October 2010 in the hospital of the Botucatu Medical School - UNESP. After randomization, the patients received either ERY 250 mg or neomycin (NEO) 1 g. The drugs were administered orally q.i.d. until hospital discharge, prescription of another antibiotic or death. All subjects were evaluated diary and the hepatic encephalopathy index (HEI) was calculated every day. Serum ammonia, C reactive protein (CRP) and biochemical profile (hepatic and renal exams) were obtained diary of each patient. Statistical analysis was performed using tests for comparison between the groups (Student t test and Mann-Whitney test), Spearman's rank correlation, central distribution measures and descriptive analysis. 30 cases of HE were evaluated (15 treated with each drug). In the moment of admission, the groups were homogeneous with respect to age, HEI, HE grade, Glasgow coma scale, Meld score and Child-Pugh modified classification. The subjects that received ERY had a short time of hospitalization (p = 0.032) and a great degree in the alanine aminotransferase (ALT) levels (p = 0.026).(...)
Descritores: Cirrose Hepática/complicações
Encefalopatia Hepática/complicações
Eritromicina/administração & dosagem
Neomicina
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Meia-Idade
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  8 / 71 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-620051
Autor: Lazzarini, Rosana; Duarte, Ida; Marques, Andrea.
Título: Dermatite alérgica de contato a medicamentos de uso tópico / Contact dermatitis to topical medications
Fonte: Salud(i)ciencia (Impresa) = Salud(i)ciencia (En linea);18(5):424-427, ago. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Fundamentos: A dermatite de contato é uma dermatose comum e suas múltiplas causas dificultam o tratamento. Objetivos: Avaliar a freqüência de sensibilização aos medicamentos tópicos em um serviço universitário; estudar as características da população afetada e identificar os principais sensibilizantes. Métodos: Realizou-se um estudo retrospectivo dos pacientes com hipótese diagnóstica de dermatite alérgica de contato e que foram submetidos a testes epicutâneos. Avaliaram-se os que tiveram diagnóstico final de dermatite alérgica de contato a medicamentos tópicos. Resultados: Em um grupo de 889 pacientes submetidos a testes de contato, 98 (11%) tiveram testes de contato positivos e relevantes para medicamentos tópicos, pelo princípio ativo e/ou por outros componentes. Entre os testes positivos, 79 (57%) corresponderam aos princípios ativos e 60 (43%) aos excipientes, com alguns pacientes apresentando mais de um teste positivo. Entre os princípios ativos, a neomicina foi o mais freqüente. Conclusões: Entre os pacientes estudados, a sensibilização aos medicamentos tópicos ocorreu em 11% dos casos, com discreta preferência pelo sexo feminino. Houve elevada freqüência de dermatite alérgica de contato pela neomicina, agente de uso comum como automedicação e também como prescrição médica.
Descritores: Dermatite Alérgica de Contato/epidemiologia
Dermatite Alérgica de Contato/etiologia
Dermatite Alérgica de Contato/terapia
Neomicina/efeitos adversos
Neomicina/uso terapêutico
Testes Cutâneos/estatística & dados numéricos
Testes Cutâneos/métodos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud


  9 / 71 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-605100
Autor: Abad, María Eugenia; Larralde, Margarita.
Título: Antibióticos tópicos en infecciones bacterianas / Topical antibiotics in bacterial infections
Fonte: Dermatol. pediatr. latinoam. (Impr.);6(2):97-102, mayo-ago. 2008. graf.
Idioma: es.
Resumo: Los antibióticos tópicos ofrecen varias ventajas sobre los antibióticos sistémicos, tales como una menor capacidad de generar resistencia bacteriana, una concentración alta de la droga en el sitio de la infección, ausencia de efectos adversos y toxicidad sistémica y bajo costo. Los antibióticos locales son útiles en el tratamiento de las infecciones bacterianas superficiales menores, dermatosis o heridas secundariamente infectadas, eliminación del estado de portador nasal de S. aureus y tratamiento adyuvante de la antibiotioterapia sistémica en infecciones bacterianas superficiales más extensas. La dematitis de contacto alérgica y la resistencia bacteriana son los dos problemas principales en la antibioticoterapia tópica. El desarrollo de nuevos antibióticos con mecanismos de acción únicos es de importancia para la práctica diaria dermatológica

Topical antibiotics offer several advantages, such as decreased induction of bacterial resistance, high concentration of the drug in the site of infection, avoidance of systemic adverse effects or toxicity and low cost. Local antibiotics are useful in the treatment of minor superficial bacterial infections, secondarily infected dermatosis or wounds, elimination of S. Aureus from nasal mucosa, and adjuvant therapy when associated with systemic antibiotics for more extensive superficial bacterial infections. Contact allergic dermatitis and bacterial resistance are the two main problems in topical antibacterial treatment. Development of new antibiotics, with unique mode of action is crucial for dermatologists
Descritores: Ácido Fusídico/uso terapêutico
Antibacterianos/uso terapêutico
Impetigo
Mupirocina/uso terapêutico
Neomicina/uso terapêutico
Polimixina B/uso terapêutico
Sulfadiazina de Prata/uso terapêutico
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR338.1 - Biblioteca


  10 / 71 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-581777
Autor: Chaves M., Albin; Salazar Q., Longino; Solano S., Lucía; García C., Joaquín.
Título: Estudio comparativo entre fucidín y neomicina con bacitracina en infecciones de piel / Comparative study between fucidin and neomicina with bacitracina in skin infections
Fonte: Fármacos;1(1):44-51, 1985. ilus.
Idioma: es.
Resumo: En el presente estudio se pone en evidencia uno de los criterios que se deben aplicar a los cuadros básicos de medicamentos, cuando se solicita la inclusión de un nuevo producto medicamentoso para una determinada patología resuelta con un fármaco que ya está incluído. Se hace un estudio prospectivo, comparativo, al azar, abierto entre el unguento de Fucidín al 2 porciento como fármaco nuevo precedido de una vasta información sobre las importantes ventajas en el tratamiento de aquellos pacientes afectados de infecciones de la piel por estafilococos y estreptococos (Piodermitis, impétigo, paroniquia, foliculitis, hidroadenitis) y el unguento de Neomicina-bacitracina: Sulfato de Neomicina 5 mg. y bacitracina 500 u por g., incluído desde el inicio en el Cuadro Básico de Medicamentos. Se logra demostrar que ambos productos tienen gran eficacia para el tratamiento de las infecciones de la piel por cocos gram(+) y que no hay superioridad en la eficiencia del Fucidín, por lo que debe valorar el parámetro beneficio-costo y dejar en el Cuadro Básico de Medicamentos el fármaco que a igual beneficio menor costo.
Descritores: Bacitracina
Infecções Estafilocócicas/tratamento farmacológico
Infecções Estreptocócicas/tratamento farmacológico
Neomicina
Pele
Anormalidades da Pele
Dermatopatias
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: CR1.1 - BINASSS - Biblioteca Nacional de Salud y Seguridad Social



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde