Base de dados : LILACS
Pesquisa : D09.698.629.802.100 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 14 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 14 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-317000
Autor: Silva, Maria Elizabeth Rossi da.
Título: Diabetes Mellitus tipo 2 / Type 2 diabetes mellitus
Fonte: RBM rev. bras. med;58(n.esp):23:28:32:passim-26-30-32, dez. 2001. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Atualizaçäo no tratamento do diabetes mellitus tipo 2: dieta, exercícios, novas drogas, importancia da associaçäo de medicamentos para o controle adequado e prevençäo de complicaçöes crônicas.(au)
Descritores: Biguanidas
Acarbose
Insulina
Compostos de Sulfonilureia/efeitos adversos
Compostos de Sulfonilureia/farmacologia
Diabetes Mellitus Tipo 2/diagnóstico
Diabetes Mellitus Tipo 2/terapia
Tiazóis/farmacologia
Limites: Humanos
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  2 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-837153
Autor: Pereira, Omar Cléo Neves; Pereira, Paulo Vitor da Costa; Sybuia, Mauricio Fumio; Barili, Emerson; Santana, Rosangela; Previdelli, Isolde.
Título: A non-linear mixed-effects model to describe the effect of acarbose intake on postprandial glycaemia in a single rat / Um modelo não linear de efeitos mistos para descrever o efeito da ingestão de acarbose na glicemia pós-prandial em um único rato
Fonte: Acta sci., Health sci;39(1):1-7, jan.-jun. 2017.
Idioma: en.
Resumo: A non-linear mixed-effects model is proposed to assess the impact of acarbose over time on postprandial glycaemia in a single rat. The model is based on two compartments, one representing the entry of glucose in the blood and the other its exit. The rat was submitted to two treatments: ingestion of starch and ingestion of starch plus acarbose. The model showed great suitability, with inferences on the behavior of glucose levels in response to treatments and supplying a richer description than just the area under the curve. The marginal curves for the two treatments are similar during the first moments; however, after reaching the peak of glucose concentration, they progressively became separate due to acarbose treatment and reached the initial levels more quickly. The proposed model, albeit with a single sample unit, showed similar results to those with larger samples; in other words, acarbose significantly attenuates glycaemia after ingestion of starch.

Neste estudo, foi proposto um modelo não linear de efeitos mistos para verificar o impacto da acarbose ao longo do tempo na glicemia pós -prandial de um único rato. Adotou-se um modelo de dois compartimentos: um representando a entrada de glicose no sangue e outro, a saída. O rato foi submetido a dois tratamentos: ingestão de amido e de amido com adição de acarbose. O modelo proposto apresentou um ótimo ajuste, permitindo fazer inferências do comportamento da glicose para os tratamentos e fornecendo uma descrição muito mais rica do que simplesmente a área sob a curva. As curvas marginais para os dois tratamentos foram semelhantes nos primeiros tempos observados, porém, após o pico de concentração de glicose, elas se distanciaram progressivamente com o tratamento da acarbose atingindo os níveis iniciais mais rapidamente. O modelo adotado, com uma única unidade amostral, mostrou resultados similares a outros estudos com maior número de unidades amostrais, isto é, a acarbose pode atenuar consideravelmente a glicemia após ingestão de amido.
Descritores: Acarbose
Diabetes Mellitus
Glucose
Limites: Ratos
Responsável: BR513.2 - Editora da Universidade Estadual de Maringá


  3 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-480997
Autor: Gabbay, Mônica de A. Lima.
Título: Adjuvantes no tratamento da hiperglicemia do diabetes melito tipo 1: [revisão] / Adjunctive therapies to glycaemic control of type 1 diabetes mellitus: [review]
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;52(2):279-287, mar. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: Desde o Diabetes Control and Complications Trial (DCCT), a terapia insulínica intensiva tem sido direcionada para alcançar valores de glicemia e hemoglobina glicada (HbA1c) tão próximos do normal quanto a segurança permita. Entretanto, a hiperglicemia (especialmente a hiperglicemia pós-prandial) e a hipoglicemia continuam a ser um problema no manejo do diabetes tipo 1. O objetivo de associar outras drogas à terapia insulínica é diminuir a glicemia pós-prandial. A terapia adjunta pode ser dividida em três grupos, conforme seu mecanismo de ação: 1. Aumento da ação da insulina (metformina e tiazolidinedionas); 2. Alteração da liberação de nutrientes no trato gastrintestinal (acarbose e amilina); 3. Outros modos de ação [pirenzepina, fator de crescimento insulina-símile (IGF-1) e peptídeo semelhante ao glucagon 1 (GLP-1). Muitos desses agentes mostraram, em estudos de curto prazo, diminuição de 0,5 por cento a 1 por cento na HbA1c, diminuir a hiperglicemia pós-prandial e as doses diárias de insulina.

Since Diabetes Control and Complications Trial (DCCT), intensive therapy has been directed at achieving glucose and glycosylated hemoglobin (HbA1c) values as close to normal as possible regarding safety issues. However, hyperglycemia (especially postprandial hyperglycemia) and hypoglicemia continue to be problematic in the management of type 1 diabetes. The objective of associating other drugs to insulin therapy is to achieve better metabolic control lowering postprandial blood glucose levels. Adjunctive therapies can be divided in four categories based on their mechanism of action: enhancement of insulin action (e.g. the biguanides and thiazolidinediones), alteration of gastrointestinal nutrient delivery (e.g. acarbose and amylin) and other targets of action (e.g. pirenzepine, insulin-like growth factor I and glucagon-like peptide-1). Many of these agents have been found to be effective in short-term studies with decreases in HbA1c of 0.5-1 percent, lowering postprandial blood glucose levels and decreasing daily insulin doses.
Descritores: Glicemia/efeitos dos fármacos
Diabetes Mellitus Tipo 1/tratamento farmacológico
Hemoglobina A Glicada/metabolismo
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Insulina/uso terapêutico
Tiazolidinedionas/uso terapêutico
-Acarbose/metabolismo
Acarbose/uso terapêutico
Amiloide/metabolismo
Amiloide/uso terapêutico
Quimioterapia Combinada
Diabetes Mellitus Tipo 1/metabolismo
Trato Gastrointestinal/efeitos dos fármacos
Trato Gastrointestinal/metabolismo
Peptídeo 1 Semelhante ao Glucagon/análogos & derivados
Peptídeo 1 Semelhante ao Glucagon/metabolismo
Peptídeo 1 Semelhante ao Glucagon/uso terapêutico
Hiperglicemia/tratamento farmacológico
Hiperglicemia/metabolismo
Hipoglicemia/tratamento farmacológico
Incretinas/metabolismo
Incretinas/uso terapêutico
Fator de Crescimento Insulin-Like I/metabolismo
Fator de Crescimento Insulin-Like I/uso terapêutico
Metformina/uso terapêutico
Antagonistas Muscarínicos/metabolismo
Antagonistas Muscarínicos/uso terapêutico
Período Pós-Prandial
Pirenzepina/metabolismo
Pirenzepina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Spadella, Cesar Tadeu
Texto completo
Id: lil-463456
Autor: Macedo, Célia Sperandéo; Lerco, Mauro Masson; Capelletti, Sônia Maria; Silva, Reinaldo José; Pinheiro, Daniela de Oliveira; Spadella, César Tadeu.
Título: Reduction of podocytes number in late diabetic alloxan nephropathy: prevention by glycemic control
Fonte: Acta cir. bras;22(5):337-341, Sept.-Oct. 2007. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To determine podocyte number and GBM thickness in diabetic rats either under glycemic control or without glycemic control at 6 and 12 months after diabetes induction. METHODS: 100 wistar rats weighing 200-300g were divided into 6 groups: Normal group (N6 and N12- 25 rats); Diabetic group (D6 and D12- 25 rats), diabetic treated group ( DT 6 and DT 12- 25 rats) on insulin 1,8- 3,0 IU/Kg associated with acarbose (50mg to 100g of food) daily mixed in chow. Alloxan was injected intravenously in a dose of 42 mg/Kg of weight. Body weight, waterintake, 24-h diuresis, glycemia and glucosuria were determined before induction, 7 and 14 days after induction and monthly thereafter. Treatment started at day 14. Three groups were sacrificed at 6 months (N6,D6, DT6) and 3 groups at 12 months (N12, D12, DT12) with the renal tissue being prepared for electron microscopy. RESULTS: Glycemia in DT6¨and in DT12 was significantly different from that in D6 and D12 rats and similar to that in N6 and N12 animals. The number of podocytes in DT6 was not different from that in N6 and D6 (median = 11); the number of podocytes in DT12 (median = 11) differed from that in D12 (median = 8), but not from that in N12 (median = 11). GBM thickness in D6 (0.18 micrometers) was lower than in D12 (0.29 micrometers); while in DT6 (0.16 micrometers) it was lower than in D6 (0.18 micrometers). In DT12 (0.26 micrometers), it was lower than in D12 (0.29 micrometers). CONCLUSION: The control of hyperglycemia prevented GBM thickening in early and late (12 mo) alloxan diabetic nephropathy and podocyte number reduction.

OBJETIVO: Avaliar o número de podócitos e espessamento da membrana basal glomerular (MBG) em ratos diabéticos com e sem controle glicêmico com 6 e 12 meses da indução. MÉTODOS: 100 ratos Wistar com 200-300g compuseram 6 grupos: Normal (N6, N12 - 25 animais) Diabético (D6,D12 - 25 animais) e diabético tratado com insulina 1,8 a 3,0 U/Kg e acarbose misturada a ração (50g para cada 100g de ração) (DT6 e DT12 - 25 animais). Aloxana foi ministrada via endovenosa na dose de 42mg/Kg. Peso, ingestão hídrica e diurese de 24 horas e glicemia e glicosúria foram determinados antes da inoculação, 7 e 14 dias após e mensalmente. No 14ª dia foi iniciado o tratamento. Três grupos de animais (N6, D6 e DT6) foram sacrificados no 6° mês e três grupos (N12, D12 e DT12), no 12ª mês sendo o tecido renal processado para estudo à microscopia eletrônica. RESULTADOS: A glicemia dos animais DT6 e DT12 diferiram significativamente, dos ratos D6 e D12, e não diferiram dos grupos N6 e N12. O número de podócitos do grupo DT6 não diferiu de N6 e D6 (mediana=11); o número de podócitos de DT12 (mediana=11) diferiu de D12 (mediana=8) e não diferiu de N12 (mediana=11). O espessamento da MBG de D6 (0,18 micrômetros) foi menor que D12 (0,29 micrômetros); de DT6 (0,16 micrômetros) foi menor que D6 (0,18 micrômetros) e de DT12 (0,26 micrômetros) foi menor que D12 (0,29 micrômetros). CONCLUSÃO: O controle da hiperglicemia preveniu o espessamento da MBG na nefropatia diabética aloxânica precoce (6 meses) e tardia (12 meses), e a diminuição do número de podócitos.
Descritores: Diabetes Mellitus Experimental/patologia
Nefropatias Diabéticas/patologia
Membrana Basal Glomerular/ultraestrutura
Podócitos/efeitos dos fármacos
-Acarbose/administração & dosagem
Glicemia/efeitos dos fármacos
Glicemia/metabolismo
Modelos Animais de Doenças
Diabetes Mellitus Experimental/complicações
Diabetes Mellitus Experimental/tratamento farmacológico
Nefropatias Diabéticas/etiologia
Nefropatias Diabéticas/prevenção & controle
Membrana Basal Glomerular/efeitos dos fármacos
Hipoglicemiantes/administração & dosagem
Insulina/administração & dosagem
Podócitos/ultraestrutura
Ratos Wistar
Limites: Animais
Feminino
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-459829
Autor: Rodrigues, Antonio Carlos Lottelli; Schellini, Silvana Artioli; Spadela, César Tadeu; Gregório, Elisa Aparecida; Padovani, Carlos Roberto.
Título: Alterações vasculares na coróide de ratos diabéticos tratados e não tratados / Choroidal vessels alterations in treated and untreated diabetic rats
Fonte: Arq. bras. oftalmol;70(3):433-440, maio-jun. 2007. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Conhecer os efeitos do diabetes e o impacto de seu tratamento medicamentoso em curto e longo prazo sobre os vasos da coróide e membrana de Bruch. MÉTODOS: Foram estudados 30 ratos Wistar, divididos em 3 grupos experimentais: grupo controle (GC), grupo diabético (GD) e grupo diabético tratado (GT), estudados 1 mês (momento M1) e 12 meses (momento M2) após o início do experimento. O diabetes foi induzido por aloxana endovenosa, na dose de 42 mg/kg. O GT foi tratado com hipoglicemiante oral (acarbose) e insulina subcutânea. Após o sacrifício, os olhos foram preparados para exame ao microscópio eletrônico de transmissão, interessando a ultra-estrutura da membrana de Bruch e os vasos da coróide. RESULTADOS: O exame ultra-estrutural da coróide dos ratos diabéticos mostrou depósitos na membrana de Bruch, acúmulo de vesículas, glicogênio e corpos densos no citoplasma das células endoteliais. O grupo mais afetado foi de ratos diabéticos de 12 meses (GDM2). Os animais com menor intensidade de alterações foram os ratos tratados por 12 meses (GTM2). CONCLUSÃO: Os ratos diabéticos desenvolveram alterações degenerativas na membrana de Bruch e vasos da coróide. Estas alterações foram mais evidentes nos animais submetidos à doença crônica, mas também ocorreram agudamente. O tratamento a curto prazo não foi capaz de evitar os processos degenerativos. A longo prazo, o tratamento inibiu a progressão destes processos.

PURPOSE: To evaluate the diabetic alterations and the impact of short and long-term medical treatment on them. METHODS: Thirty Wistar rats were divided into 3 groups: control (GC), diabetic (DG), and treated diabetic (TG) and the observations were made 1 month (M1) and 12 months (M2) after diabetes induction. Diabetes was induced by intravenous alloxan (42 mg/kg). The treated group received acarbose orally and insulin by subcutaneous injection. Eyes were prepared for transmission electron microscopy, specifically for ultrastructure of the Bruch membrane and choroidal vessels. RESULTS: Ultrastructural examination of the diabetic rat coroid showed deposits in the Bruch membrane and accumulation of vesicles, glycogen and dense bodies in endothelial cell cytoplasm. The most affected group was that of the diabetics on month 12 (GDM2). The treated diabetics showed the least alterations on month 12 (GTM2). CONCLUSION: Diabetic rats develop degenerative alterations in the Bruch membrane and choroidal vessels. These alterations are more evident in animals submitted to chronic disease, but they are also present in acute disease. Degenerative processes were not avoided with short-term treatment. Long-term treatment inhibited the progress of these processes.
Descritores: Acarbose/uso terapêutico
Corioide/irrigação sanguínea
Diabetes Mellitus Experimental/patologia
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Insulina/uso terapêutico
-Lâmina Basilar da Corioide/ultraestrutura
Corioide/ultraestrutura
Diabetes Mellitus Experimental/induzido quimicamente
Diabetes Mellitus Experimental/tratamento farmacológico
Microscopia Eletrônica de Transmissão
Ratos Wistar
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Feminino
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-446420
Autor: Silva, Flávia Montenegro Libonati da; Silva, Márcia M. Montenegro Libonati da.
Título: Diabetes mellitus tipo 2 na terceira idade / Diabetes mellitus type 2 in third age
Fonte: J. bras. med;90(3):67-74, mar. 2006.
Idioma: pt.
Resumo: O diabetes mellitus é um crescente problema de saúde entre os idosos. O controle da hipertensão e da hiperlipidemia, a seleção cuidadosa de metas de controle glicêmico e a educação dos pacientes são as pedras angulares do tratamento desses casos. Não obstante, o cuidado do paciente diabético também deve englobar estratégias de promoção de qualidade de vida e bem-estar, o que não é apenas conseqüência da intensificação do cuidado. Faz-se necessária uma melhoria na natureza e qualidade do cuidado, e isto só poderá ser obtido quando os responsáveis pelo planejamento e organização dos serviços de saúde reconhecerem as características peculiares aos idosos diabéticos.
Descritores: /diagnóstico
DIABETES MELLITUS TIPO TEMEFOS/diagnóstico
/fisiopatologia
DIABETES MELLITUS TIPO TEMEFOS/fisiopatologia
/terapia
DIABETES MELLITUS TIPO TEMEFOS/terapia
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
-Acarbose
Insulina
Metformina
Compostos de Sulfonilureia
Limites: Humanos
Idoso
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  7 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Canella, Paulo Roberto Bastos
Reis, Rosana Maria dos
Sá, Marcos Felipe Silva de
Id: lil-436556
Autor: Penna, Ivan Andrade de Araujo; Canella, Paulo Roberto Bastos; Reis, Rosana Maria dos; Sá, Marcos Felipe Silva de; Ferriani, Rui Alberto.
Título: Ação de drogas que reduzem a resistência insulínica na síndrome nos ovários policísticos / Insulin resistance and Pcos: insulin-lowering agents
Fonte: Femina;34(4):255-261, abr. 2006. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A síndrome dos ovários policísticos (SOP)afeta entre 10 a 20 porcento da população feminina. Várias são as etiologias propostas para explicar a síndrome, que se caracteriza por irregularidade menstrual; hiperandrogenismo e ovários policísticos à ultra-sonografia. A resistência à insulina parece ter papel determinante sobre a fisiopatologia da SOP, devido a alterações moleculares nos receptores para insulina, que levam a não utilização da mesma, com consequente aumento compensatório da excreção pelas células pancreáticas. A resistência insulínica causa aumento dos níveis de androgênios circulantes e de hormônio luteinizante, reduz as proteínas carreadoras de esteróides sexuais e altera o perfil lipídico. A utilização de hipoglicemiantes orais leva à reversão do processo fisiopatológico com melhora clínica e laboratorial dos pacientes. São revistas, neste estudo, as ações descritas para as diversas drogas já testadas nesta síndrome
Descritores: Acarbose
Diazóxido/uso terapêutico
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Resistência à Insulina
Metformina
Síndrome do Ovário Policístico/complicações
Síndrome do Ovário Policístico/fisiopatologia
Síndrome do Ovário Policístico/tratamento farmacológico
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  8 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Spadella, Cesar Tadeu
Texto completo
Id: lil-394243
Autor: Spadella, César Tadeu; Macedo, Célia Sperandéo; Machado, José Lúcio Martins; Schellini, Silvana Artioli; Padovanni, Carlos Roberto.
Título: Estudo comparativo entre cinco diferentes tratamentos sobre as alterações clínicas e laboratoriais do rato diabético induzido pela aloxana / Comparative study among five different treatments on the clinical and laboratory changes of the alloxan-induced diabetic rats
Fonte: Acta cir. bras;20(1):46-54, jan.-fev. 2005. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVOS: Este estudo visa a analisar os efeitos, a longo prazo, de cinco diferentes tratamentos sobre o controle metabólico de ratos diabéticos aloxânicos. MÉTODOS: Foram analisados 7 grupos experimentais, com 50 ratos cada um, sendo: GN o grupo controle normal; GD o grupo controle diabético, sem tratamento; GI, GA e GIA os grupos tratados, respectivamente, com insulina, acarbose e associação insulina + acarbose; GTIL o grupo tratado com transplante de ilhotas de Langerhans; e o GTPD o grupo tratado com transplante pancreatoduodenal heterotópico. Parâmetros clínicos (peso, ingestão hídrica, ingestão alimentar e diurese) e laboratoriais (glicemia, glicose urinária e insulina plasmática) foram avaliados em todos os animais, no início do experimento, e após 1, 3, 6, 9 e 12 meses de seguimento. RESULTADOS: A exceção do GN, mortalidade foi observada em todos os grupos experimentais no seguimento de 12 meses (GD= 50 por cento; GI= 20 por cento; GA= 26 por cento; GIA= 18 por cento; GTIL= 4 por cento; GTPD= 20 por cento). Em GD, GI, GA e GIA os óbitos ocorreram por distúrbios metabólicos ou hidroeletrolíticos e/ou pneumonia, diarréia e caquexia; em GTIL e GTPD todos os óbitos ocorreram por falhas técnicas no pós-operatório até 72h. Animais dos grupos GI, GA e GIA tiveram melhora significativa (p < 0,05) de todos os parâmetros clínicos e laboratoriais observados em ratos diabéticos, sem diferença de efetividade entre os tratamentos. Porém, os resultados observados nestes grupos, biologicamente não foram comparáveis aos observados em GTIL e GTPD, onde observou-se correção completa, aos níveis normais, de todas as variáveis analisadas (p<0,01). CONCLUSÕES: Os tratamentos convencionais com insulina, acarbose e insulina + acarbose melhoraram o estado diabético grave dos ratos tratados, contudo, a eficácia dos tratamentos foi significativamente inferior à oferecida pelo GTIL e GTPD.
Descritores: Diabetes Mellitus Experimental/terapia
-Acarbose/uso terapêutico
Diabetes Mellitus Experimental/metabolismo
Diabetes Mellitus Experimental/mortalidade
Transplante das Ilhotas Pancreáticas
Insulina/uso terapêutico
Transplante de Pâncreas
Ratos Endogâmicos Lew
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.2 - Biblioteca Central


  9 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-385809
Autor: Mancini, Marcio C; Medeiros, Maria Magaly Albuquerque.
Título: Diabetes Mellitus / Diabetes Mellitus
Fonte: RBM rev. bras. med;60(NE):41:46:52:passim-44-50-54, dez. 2003. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os criterios atuais de diagnostico e as várias drogas disponíveis para tratamento do diabetes tipo 1 e tipo 2 bem como os novos análogos da insulina são discutidos.
Descritores: Acarbose
Biguanidas
Diabetes Mellitus
Diabetes Mellitus Tipo 1
Diabetes Mellitus Tipo 2
Dieta
Exercício Físico
Hipoglicemiantes/farmacologia
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Insulina
Limites: Humanos
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  10 / 14 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-333442
Autor: Morrison, E. Y; Wright-Pascoe, R; Aquart, A; Robinson, H; Banbury, M; Whitbourne, F; Callender, J; Less, L; Bailey, S.
Título: The efficacy of acarbose in type 2 diabetes mellitus in Jamaica
Fonte: West Indian med. j;49(4):285-289, Dec. 2000.
Idioma: en.
Resumo: The efficacy and tolerability of acarbose was studied in type 2 diabetic patients eating a typical Jamaican diet. The study was an open label parallel group study without placebo control. Of the 51 subjects recruited, five (9.8) did not complete the study and were excluded from further analysis. Six (13) of the remaining 46 had adverse side effects and did not complete the protocol. Of the remaining 40 (Gp A), acarbose was added to their previous regime of diet alone (n = 15), [Gp B], oral hypoglycaemic agents, OHAs (n = 17), [Gp C], or insulin (n = 8), Gp D]. In addition, during the run-in period all subjects had one session each with a dietitian and a diabetes educator. Over a 3-month period, significant reductions in average glucose (mmol) were observed in Gp B 10.5 +/- 1.1 to 8.4 +/- 0.9 (p < 0.027) and, from 11.0 +/- 1.0 to 8.7 +/- 0.7 (p < 0.01) in Gp C. Similarly, total glycosylated haemoglobin fell from 14.8 +/- 1.1 to 12.2 +/- 1.0 (p < 0.016) in Gp B, from 14.9 +/- 1.1 to 11.9 +/- 1.1 (p < 0.002) in Gp C, and from 14.1 +/- 1.4 to 11.8 +/- 1.4 (p < 0.02) in Gp D. Twenty-three per cent (23) of the patients experienced flatulence; 7.5, changes in bowel habits and 5, abdominal cramps and discomfort. Acarbose is effective as monotherapy and as combination therapy with oral hypoglycaemic agents or insulin. Side effects were common, but tolerable.
Descritores: Acarbose
Diabetes Mellitus Tipo 2/tratamento farmacológico
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
-Acarbose
Diabetes Mellitus Tipo 2/dietoterapia
Dieta
Quimioterapia Combinada
Flatulência
Hipoglicemiantes/efeitos adversos
Insulina
Jamaica
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde