Base de dados : LILACS
Pesquisa : D10.570.755.375.760.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Consiglieri, Vladi Olga
Id: lil-289823
Autor: Villanova, Janaina Cecília Oliveira; Consiglieri, Vladi Olga.
Título: Aspectos farmacotécnicos dos lipossomas: produçäo, caracterizaçäo e estabilidade / Pharmaceutical aspects of liposomes: manufacture, characterization and stability
Fonte: RBCF, Rev. bras. ciênc. farm. (Impr.);36(2):179-200, jul.-dez. 2000. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O tamanho, a carga e a rigidez dos lipossomas dependem da composição da bicamada lipídica e do método empregado na preparação das vesículas. De acordo com suas características, lipossomas podem permanecer na circulação sangüínea por um curto espaço de tempo (alguns minutos) ou por muitas horas (alguns dias) caso sejam estáveis e não sejam reconhecidos por macrófagos. Para sua utilização como veiculadores de fármacos, os lipossomas devem ser preparados de forma a apresentar reprodutibilidade e homogeneidade na produção lote-a-lote, na estabilidade e nas características de liberação do fármaco. Nesta revisão, estão descritos os métodos mais comumente empregados na preparação das vesículas e são discutidos os principais aspectos relacionados à estabilidade e aos processos industriais
Descritores: Glicerofosfolipídeos
Bicamadas Lipídicas
Lipossomos/farmacocinética
Vesículas Revestidas/metabolismo
-Química Farmacêutica
Estabilidade de Medicamentos
Esterilização/métodos
Liofilização/métodos
Controle de Qualidade
Solubilidade
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-103650
Autor: Oliveira, M. M; Alves, M. F; Brigante, A. A.
Título: Differences in phospholipid composition of autotrophic and heterotrophic Euglena gracilis
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;23(12):1237-41, 1990. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: We have determined the phospholipid composition of E. gracillis under different environmental conditions. Half of the phosphoglycerides was phosphatidylcholine, regardless of growth conditions, but differences were noted in the distribution of the remaining lipids. Autotrophic, green, light-grown euglenas had 31% more amino-containing lipids (phosphatidylethanolamine and phosphatidylserine) than the heterotrophic, white, dark-grown cells. In contrast, dark-grow cells had 47% more anionic lipids, such as the ones belonging to the "phosphatidynositol cycle" (phosphatidylinositol, phosphatidylinositol-phosphate phosphatidylinositol-bis-phosphate and phosphatidic acid) plus cardiolipin. The results suggest an adaptation of some biosynthetic and degradative phospholipid pathways to autotrophic and to heterotophic growth
Descritores: Adaptação Fisiológica
Euglena gracilis/química
Glicerofosfolipídeos/isolamento & purificação
-Autorradiografia
Cromatografia em Camada Delgada
Escuridão
Euglena gracilis/fisiologia
Luz
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde