Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.644.276.374 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1294 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 130 ir para página                         

  1 / 1294 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Crema, Eduardo
Texto completo
Id: lil-796938
Autor: Borges, Marisa de Carvalho; Takeuti, Tharsus Dias; Terra, Guilherme Azevedo; Ribeiro, Betânia Maria; Rodrigues-Júnior, Virmondes; Crema, Eduardo.
Título: Comparative analysis of immunological profiles in women undergoing conventional and single-port laparoscopic cholecystectomy / Perfil imunológico de mulheres submetidas à colecistectomia laparoscópica convencional e por portal único
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;29(3):164-169, July-Sept. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Surgical trauma triggers an important postoperative stress response characterized by significantly elevated levels of cytokines, an event that can favor the emergence of immune disorders which lead to disturbances in the patient's body defense. The magnitude of postoperative stress is related to the degree of surgical trauma. Aim: To evaluate the expression of pro-inflammatory (TNF-α, IFN-γ, IL-1β, and IL-17) and anti-inflammatory (IL-4) cytokines in patients submitted to conventional and single-port laparoscopic cholecystectomy before and 24 h after surgery. Methods: Forty women with symptomatic cholelithiasis, ranging in age from 18 to 70 years, participated in the study. The patients were divided into two groups: 21 submitted to conventional laparoscopic cholecystectomy and 19 to single-port laparoscopic cholecystectomy. Results: Evaluation of the immune response showed no significant difference in IFN-γ and IL-1β levels between the groups or time points analyzed. With respect to TNF-α and IL-4, serum levels below the detection limit (10 pg/ml) were observed in the two groups and at the time points analyzed. Significantly higher postoperative expression of IL-17A was detected in patients submitted to single-port laparoscopic cholecystectomy when compared to preoperative levels (p=0.0094). Conclusions: Significant postoperative expression of IL-17 was observed in the group submitted to single-port laparoscopic cholecystectomy when compared to preoperative levels, indicating that surgical stress in this group was higher compared to the conventional laparoscopic cholecystectomy.

RESUMO Racional: O trauma cirúrgico induz resposta de estresse pós-operatório significativo, evidenciado pelos níveis elevados de citocinas, podendo favorecer o surgimento de distúrbios imunológicos. A magnitude de estresse está relacionada ao grau do trauma cirúrgico. Objetivos: Avaliar a expressão das citocinas pró-inflamatórias (TNF-α, IFN-γ, IL-1β, IL-17) e da anti-inflamatória (IL-4) no pré e pós-operatório de pacientes submetidas à colecistectomia laparoscópica por dois métodos: convencional e por portal único. Métodos: Quarenta mulheres com colecistolitíase sintomática foram operadas, sendo 21 por procedimento laparoscópico convencional e 19 por portal único. As citocinas TNF-α, IFN-γ, IL-1β, IL-4, e IL-17 presentes no plasma foram quantificadas pelo método de ELISA em dois momentos: no pré-operatório e após 24 h da operação. Resultados: A avaliação da resposta imune não mostrou diferença estatisticamente significante das citocinas IFN-γ e IL-1β na comparação entre os grupos e tempos analisados. Em relação às citocinas TNF-α e IL-4 os níveis séricos estavam abaixo dos níveis de detecção (10 pg/ml) em ambos os grupos e tempos analisados. Observou-se que as operadas por portal único apresentaram expressão significativa da IL-17A do período pré para o pós-operatório (p=0,0094). Conclusões: A expressão aumentada da IL-17A no pós-operatório do grupo de portal único pode indicar que o estresse cirúrgico foi maior em comparação ao da colecistectomia laparoscópica convencional.
Descritores: Colecistectomia
Colelitíase/cirurgia
Colelitíase/imunologia
Citocinas/sangue
-Colelitíase/sangue
Estudos Transversais
Estudos Prospectivos
Colecistectomia Laparoscópica
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1294 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1290635
Autor: Souza-Machado, Adelmir.
Título: Perfil clínico e imunológico das manifestações alérgicas respiratórias em pacientes infectados com HTLV-1 / Clinical and immunoligical profile of respiratory allergic manifestations in patients infected with HTLV-1
Fonte: Salud(i)ciencia (Impresa) = Salud(i)ciencia (En linea);14(4):209-211, jun. 2006.
Idioma: es.
Resumo: Objective: To review the main characteristics of HTLV-1 infection and its influence upon the immune response type 2 in atopic individuals. Methods: This review was made by means of bibliographic rising of data files obtained through Medline and Lilacs from 1980 to 2005. Results: The HTLV-1 is a retrovirus which functionally alters the cells of the immune system. The antiviral immune response and its modulatory responses are mainly regulated by means of the tax gene. The HTLV-1 has a tropism for CD4+ T-lymphocite, promotes proliferation of this group of cells spontaneously and increases IFN production. The HTLV-1 infection, polarizes the immune response towards a type 1 response and reduces IL4 production, IgE and the immediate skin reactivity. The allergic and parasitic diseases are predominantly characterized by immunologic manifestations type 2, enhanced IL4 and activation of mast cells and eosinophils. The HTLV-1 infected individuals show a strong type 1 immune response therefore are susceptible to acquire helminthic infestation, but may inhibit allergic manifestations. Conclusions: The immune response against HTLV-1 with increased IFN production is unable to eliminate the virus, but promotes enough disturbances to suppress immune response type 2 in atopic individuals

Objetivos: Revisar as principais características da infecção pelo HTLV-1 e sua influência sobre a resposta imune tipo 2 em indivíduos atópicos. Métodos: A revisão foi feita a partir de estudos identificados em base de dados MedLine e Lilacs no período de 1980 a 2005. Resultados: O vírus HTLV-1 é um retrovírus que altera funcionalmente células importantes do sistema imune. A resposta imune antiviral e suas conseqüências moduladoras são reguladas principalmente através do gene viral tax. O HTLV-1 tem tropismo por linfócitos T CD4+ e CD8+, promove a proliferação espontânea destas células e a elevada produção de IFN. Na infecção pelo HTLV-1, a polarização Th1 da resposta imune reduz a produção de IL4, IgE e a reatividade cutânea imediata. As doenças alérgicas e parasitárias caracterizam-se por manifestações imunológicas predominantemente do tipo 2 com elevação de IL4 e ativação de mastócitos e eosinófilos. Indivíduos infectados com o vírus HTLV-1 por apresentarem forte resposta imune do tipo 1 são mais susceptíveis a infestações por helmintos mas podem atenuar as manifestações alérgicas. Conclusão: A resposta imune contra o HTLV-1 com elevada produção de IFN é ineficaz para a eliminação do vírus, mas promove alteração suficiente para supressão da resposta imune tipo 2 em um subgrupo de indivíduos atópicos
Descritores: Asma
Retroviridae
Vírus Linfotrópico T Tipo 1 Humano
Rinite
Citocinas
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  3 / 1294 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133762
Autor: Carballo, Mariela Carolina Santos; Pinto, Luís Claudio Santos; Brito, Marcus Vinicius Henriques.
Título: The role of adiponectin in ischemia-reperfusion syndrome: a literature review / O papel da adiponectina na síndrome de isquemia e reperfusão: revisão de literatura
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eRW5160, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Adiponectin, among other diverse adipokines, is produced in greater quantity and has an effect on the adipose tissue and other tissues in the body. Adiponectin plays three main roles: regulatory metabolic and sensitizing function of insulin in the liver and muscles; it acts as an anti-inflammatory cytokine and in vascular protection, besides important cardiac protection in the presence of ischemia-reperfusion syndrome. Since many situations resulting from traumatic accidents or pathologies are due to cell damage caused by ischemia-reperfusion syndrome, it is relevant to study new therapeutic alternatives that will contribute to reducing these lesions. The objective of this study is to carry out a literature review on the role of adiponectin in ischemia-reperfusion syndrome.

RESUMO A adiponectina, em meio a outras diversas adipocinas, é a produzida em maior quantidade e exerce efeitos no próprio tecido adiposo e em outros diversos tecidos do organismo. Dentre suas funções, a adiponectina apresenta três principais papéis: função metabólica regulatória e sensibilizadora da insulina no fígado e nos músculos atua como citocina anti-inflamatória e vasculoprotetora, além de exercer importante fator cardioprotetor na presença da síndrome de isquemia e reperfusão. Visto que inúmeras situações decorrentes de acidentes traumáticos ou patologias recaem no dano celular causado pela síndrome de isquemia e reperfusão, observa-se a importância de estudar novas alternativas terapêuticas que venham a contribuir para a diminuição dessas lesões. O objetivo do presente estudo é realizar uma revisão de literatura sobre o papel da adiponectina na síndrome de isquemia e reperfusão.
Descritores: Traumatismo por Reperfusão
Adiponectina/metabolismo
Isquemia/metabolismo
-Tecido Adiposo
Citocinas
Síndrome Metabólica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1294 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133777
Autor: Savioli, Felicio.
Título: Is there a rationale for heparin use among severe COVID-19 patients? / Há uma justificativa para o uso de heparina nos pacientes graves com COVID-19?
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eED5758, 2020.
Idioma: en.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Heparina/uso terapêutico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Anticoagulantes/uso terapêutico
-Citocinas/metabolismo
Estado Terminal
Sepse/tratamento farmacológico
Trombose Venosa/metabolismo
Coagulação Intravascular Disseminada/tratamento farmacológico
Pandemias
COVID-19
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1294 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1287097
Autor: Targhetta, Vitor Pedro; Amaral, Mariana Abrantes; Camara, Niels Olsen Saraiva.
Título: Through DNA sensors and hidden mitochondrial effects of SARS-CoV-2
Fonte: J. venom. anim. toxins incl. trop. dis;27:e20200183, 2021. graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: The COVID-19 pandemic brought attention to studies about viral infections and their impact on the cell machinery. SARS-CoV-2, for example, invades the host cells by ACE2 interaction and possibly hijacks the mitochondria. To better understand the disease and to propose novel treatments, crucial aspects of SARS-CoV-2 enrolment with host mitochondria must be studied. The replicative process of the virus leads to consequences in mitochondrial function, and cell metabolism. The hijacking of mitochondria, on the other hand, can drive the extrusion of mitochondrial DNA (mtDNA) to the cytosol. Extracellular mtDNA evoke robust proinflammatory responses once detected, that may act in different pathways, eliciting important immune responses. However, few receptors are validated and are able to detect and respond to mtDNA. In this review, we propose that the mtDNA and its detection might be important in the immune process generated by SARS-CoV-2 and that this mechanism might be important in the lung pathogenesis seen in clinical symptoms. Therefore, investigating the mtDNA receptors and their signaling pathways might provide important clues for therapeutic interventions.(AU)
Descritores: DNA/análise
Genes Mitocondriais
COVID-19
-Citocinas
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 1294 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-990060
Autor: Merizalde, Gabriel; Lopera, Daniela; Villegas, Mauricio; Restrepo, Luz Marina.
Título: Leucocyte Platelet Rich Fibrin with Autologous Gingival Fibroblasts in the Treatment of Adjacent Recession Defects / Fibrina Rica en Plaquetas Leucocitarias con Fibroblastos Gingivales Autólogos en el Tratamiento de Defectos de Recesión Adyacentes
Fonte: Int. j. odontostomatol. (Print);13(1):23-30, mar. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT: Periodontium can submit changes that lead to loss of integrity, such as periodontal disease, immune disorders or traumatic brushing. One of the most common consequences resulting from these events is the apical migration of gingival marginal tissue. Among biomaterials used for periodontal tissue regeneration, fibrin matrices have received significant attention to correct gingival recessions. Five oral mucosa biopsies were extracted, fibroblasts were in vitro cultured and frozen in liquid nitrogen. Three 10 mL glass sterile tubes were filled with patient blood and centrifuged immediately; clots were extracted and compressed to obtain L-PRF membranes. Autologous oral mucosa fibroblasts were added to the membranes and surgical procedures were performed in five patients. L-PRF fibrin network pore size was too small to allow human fibroblasts penetration but they were firmly attached to membrane surface. Gingival fibroblasts from fresh cell culture and recently thawed were used to attach on the L-PRF membranes. It was possible to establish a protocol for blood collection, centrifugation, fibrin clot compression, fibroblast adhesion to the membrane surface and patient application in a relatively short time (1 hour-1 hour and 30 minutes). Two patients expressed pain symptoms and the other ones presented light swelling without pain. In the first week, adjacent tissue showed few inflammation signs. Research efforts are being conducted to develop more conservative surgical techniques and new biomaterials that can promote cellular proliferation. Because of its properties, L-PRF membranes represent a tempting alternative. A combined technique to treat adjacent recession defects with L-PRF membranes and autologous oral mucosa fibroblasts in a coronal displaced flap did not show initial advantage compared with a gold standard surgery that includes an autologous soft tissue graft. Nevertheless, it could be an alternative for clinical application as a new functional cell biomaterial. More clinical evidence is needed.

RESUMEN: El periodonto puede presentar cambios que conducen a la pérdida de integridad, como la enfermedad periodontal, los trastornos inmunes o el cepillado traumático. Una de las consecuencias más comunes que resultan de estos eventos es la migración apical del tejido marginal gingival. Entre los biomateriales utilizados para la regeneración del tejido periodontal, las matrices de fibrina han recibido una atención significativa para corregir las recesiones gingivales. Se extrajeron cinco biopsias de mucosa oral, los fibroblastos se cultivaron in vitro y se congelaron en nitrógeno líquido. Tres tubos de vidrio estériles de 10 ml se llenaron con sangre del paciente y se centrifugaron inmediatamente. Los coágulos fueron extraídos y comprimidos para obtener membranas de L-PRF. Se agregaron fibroblastos autólogos de mucosa oral a las membranas y se realizaron procedimientos quirúrgicos en cinco pacientes. El tamaño de poro de la red de fibrina L-PRF era demasiado pequeño para permitir la penetración de los fibroblastos humanos, pero estaban firmemente unidos a la superficie de la membrana. Se usaron fibroblastos gingivales de cultivos de células frescas y recientemente descongelados para unirlos a las membranas L-PRF. Fue posible establecer un protocolo para la extracción de sangre, centrifugación, compresión de coágulos de fibrina, adhesión de fibroblastos a la superficie de la membrana y aplicación al paciente en un tiempo relativamente corto (1 hora, 1 hora y 30 minutos). Dos pacientes expresaron síntomas de dolor y los otros presentaron hinchazón leve sin dolor. En la primera semana, el tejido adyacente mostró pocos signos de inflamación. Se están realizando esfuerzos de investigación para desarrollar técnicas quirúrgicas más conservadoras y nuevos biomateriales que puedan promover la proliferación celular. Debido a sus propiedades, las membranas L-PRF representan una alternativa tentadora. Una técnica combinada para tratar los defectos de recesión adyacentes con membranas de L-PRF y fibroblastos de mucosa oral autóloga en un colgajo coronal desplazado no mostró una ventaja inicial en comparación con una cirugía estándar que incluye un injerto de tejido blando autólogo. Sin embargo, podría ser una alternativa para la aplicación clínica como un nuevo biomaterial de células funcionales. Se necesita más evidencia clínica.
Descritores: Estomatite
Lipopolissacarídeos/farmacologia
Citocinas/efeitos dos fármacos
Porphyromonas gingivalis/metabolismo
Fibroblastos/efeitos dos fármacos
Fibrina Rica em Plaquetas
Retração Gengival/cirurgia
-Cicatrização/fisiologia
Biópsia
Técnicas In Vitro
Periodonto
Microscopia Eletrônica
Comissão de Ética
Colômbia
Gengiva/citologia
Consentimento Livre e Esclarecido
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  7 / 1294 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-481340
Autor: Carlo, Carlos Henrique Del; Ochiai, Marcelo Eid; Cardoso, Juliano Novaes; Lima, Marcelo Villaça; Barretto, Antonio Carlos.
Título: Desenvolvimento sistêmico da insuficiência cardíaca / Sistemic development of heart failure
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;17(3):222-231, jul.-set. 2007. graf.
Idioma: pt.
Resumo: A ativação do sistema nervoso simpático e do sistema renina-angiotensina-aldosterona são as principais adaptações neuro-hormonais visando à manutenção da perfusão tecidual nos pacientes com insuficiência cardíaca. Paralelamente à ativação neuro-hormonal, a remodelação ventricular contribui para a progressão da disfunção ventricular. Entretanto, a insuficiência cardíaca não é somente...
Descritores: Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia
Rim/anormalidades
-Citocinas
Vasopressinas/análise
Limites: Humanos
Idoso
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  8 / 1294 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-414456
Autor: Izar, Maria Cristina de Oliveira; Fonseca, Francisco Antonio Helfenstein; Ihara, Sílvia Saiuli Miki; Relvas, Waldir Gabriel Miranda.
Título: A biologia molecular e os avanços na prevenção da ruptura da placa vulnerável / Molecular biology as a tool in the prevention of vulnerable plaque rupture
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(4):680-693, jul.-ago. 2002.
Idioma: pt.
Resumo: A aterosclerose é uma doença inflamatória crônica,complexa, que afeta seletivamente a rede arterial, resultando de uma ação combinada de fatores genéticos e ambientais, e a ruptura da placa e a trombose subseqüente são eventos desencadeantes das síndromes coronárias agudas. A biologia molecular, como ferramenta, contribui para o desenvolvimento de estratégias que permi- tam o reconhecimento da placa vulnerável e promovam sua estabilização. Novas abordagens genômicas têm permitido a identificação de grupos de genes que determinam tanto a suscetibilidade como a resistência à aterosclerose e às complicações trombóticas. O conhecimento do perfil dos polimorfismos genéticos poderá facilitar o rastreamento dos indivíduos com placas vulneráveis e viabilizar novas abordagens terapêuticas e melhor prognóstico clínico. Portanto, alguns genes que afetam o metabolismo lipídico, a hemostasia, a inflamação, a função endotelial, o sistema renina-angiotensina-aldosterona, a resistência à insulina e o estresse oxidativo aparecem como novas perspectivas para genes candidatos. O estudo da expressão gênica diferencial, por meio de técnicas como DD/RT-PCR, SAGE ou "cDNA array", permitirá analisar um painel de genes, cujas interações das proteínas por eles codificadas resultam no desfecho do processo de ruptura da placa. Finalmente, a possibilidade de emprego da terapia gênica para corrigir doenças de herança mendeliana ou na prevenção de doenças de cunho degenerativo apresenta-se como uma proposta promissora no advento das novas técnicas que farão parte da Medicina do futuro...
Descritores: Arteriosclerose
Trombose
Estresse Oxidativo
Hemostasia
Biologia Molecular
Inflamação
-Citocinas
Interleucina-6
Interleucina-1
Interleucina-10
Hipercolesterolemia
Fibrinogênio
Infarto do Miocárdio
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  9 / 1294 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Chagas, Antonio Carlos Palandri
Texto completo
Id: lil-414439
Autor: Chagas, Antonio Carlos Palandri; Carnieto Júnior, Alberto.
Título: Participação da cicloxigenase-2 no processo inflamatório da placa aterosclerótica / Cyclooxygenase-2 related to the inflammatory process of the atherosclerotic plaque
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(4):530-540, jul.-ago. 2002. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A expressão da enzima cicloxigenase eleva-se frente a fatores como, por exemplo, citocinas, fatores de crescimento, lipopolissacarídeos e "shear-stress" nas células vasculares. A presença da cicloxigenase-2 é identificada em excesso nas células musculares lisas e nas células espumosas da placa de ateroma.Apesar das evidências de que a cicloxigenase-2 participa da gênese da aterosclerose, mais informações são necessárias para se estabelecer seus efeitos sobre o sistema Cardiovascular. O papel da cicloxigenase-2 dentro da aterosclerose não pode ser visto como uma simples relação de causa-efeito, pois muitas vias de seu metabolismo não estão esclarecidas.Permanece uma questão: A inibição da cicloxigenase-2 protege contra a doença aterosclerótica? Essa questão ainda está sem reposta, necessitando de maiores informações para respondê-la...
Descritores: Arteriosclerose
Citocinas
Hiperlipidemias
Óxido Nítrico
-Climatério
Fumar
Diabetes Mellitus
Hipercolesterolemia
Hipertensão
Substâncias de Crescimento
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  10 / 1294 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-350416
Autor: Ramires, Felix J. A; Fernandes, Fabio.
Título: Ativação neuro-hormonal na disfunção ventricular / Neurohormonal activation and ventricular dysfunction
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(3):379-385, May-Jun. 2002. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Apesar dos avanços no conhecimento da fisiopatologia da insuficiência cardíaca, ela ainda se apresenta como uma síndrome com alta mortalidade e morbidade. Parte desses avanços ocorreu na última década, com a avaliação da ativação neuro-hormonal e sua relação com a progressão da disfunção miocárdica. Entre esses hormônios estão os do sistema renina-angiotensina-aldosterona, com efeitos hemodinâmicos, como vasoconstrição e retenção de sódio e água, além de ação direta no remodelamento miocárdico, com piora da função ventricular. Outros hormônios envolvidos seriam fatores endoteliais, como as endotelinas e a ativação simpática, ambas participando da progressão da disfunção miocárdica por meio de uma ação hemodinâmica, aumentando a pré e a pós-cargas, e porum mecanismo de alteração estrutural miocárdica, levando a hipertrofia miocítica, fibrose e desorganização de fibras. Algumas citocinas também participam do mecanismo de agressão miocárdica, colaborando com a piora da função cardíaca, como é o caso de TNF-alfa, interleucina-6 e interleucina-1 B. Os peptídeos natriuréticos, cerebral e atrial, também têm liberação aumentada na insuficiência cardíaca, sendo marcadores precoces do estado congestivo. Apresentam ação protetora hemodinâmica,com aumento da natriurese, e alguns estudos sugerem proteção estrutural miocárdica, que, porém,necessitam a confirmação de outros estudos. Portanto, a participação da ativação neuro-hormonal na manutenção e na progressão da disfunção ventricular é evidente, necessitando de melhor entendimento para que os avanços terapêuticos já conseguidos possam evoluir ainda mais, para repercutir demaneira contundente nessa síndrome...
Descritores: Fibrose
Função Ventricular
Insuficiência Cardíaca
-Citocinas
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt



página 1 de 130 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde