Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.644.276.374.500.800 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 836 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 84 ir para página                         

  1 / 836 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039736
Autor: Guedes, Janesca Mansur; Pieri, Bruno Luiz da Silva; Luciano, Thaís Fernandes; Marques, Schérolin de Oliveira; Guglielmo, Luiz Guilherme Antonacci; Souza, Claudio Teodoro de.
Título: Muscular resistance, hypertrophy and strength training equally reduce adiposity, inflammation and insulin resistance in mice with diet-induced obesity / Exercícios físicos de resistência, hipertrofia e força muscular reduzem igualmente adiposidade, inflamação e resistência à insulina em camundongos obesos por dieta hiperlipídica
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO4784, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To evaluate the effect of three types of muscular resistance training on adiposity, inflammation levels and insulin activity in Swiss mice with fat-rich diet-induced obesity. Methods Lean and obese male Swiss mice were selected and allocated to one of eight groups comprising eight mice each, as follows: standard diet + no training; standard diet + muscular resistance training; standard diet + hypertrophy training; standard diet + strength training; high-fat diet + no training; high-fat diet + muscular resistance training; high-fat diet + hypertrophy training; high-fat diet + strength training. The training protocol consisted of stair climbing for a 10-week period. Blood samples were collected for lactate analysis, glucose level measurement and insulin tolerance test. After euthanasia, adipose tissues were removed and weighed for adiposity index determination. Fragments of epididymal adipose tissue were then embedded for histological analysis or homogenized for tumor necrosis factor alpha level determination using the ELISA method. Results Ausency of differences in total training volume and blood lactate levels overall emphasize the similarity between the different resistance training protocols. Body weight loss, reduced adipocyte area and lower adiposity index were observed in trained obese mice, regardless of training modality. Different training protocols also improved insulin sensitivity and reduced inflammation levels. Conclusion Resistance training protocols were equally effective in reducing body fat, inflammation levels and insulin resistance in obese mice.

RESUMO Objetivo Avaliar os efeitos de três tipos de treinamentos de resistência na adiposidade, na inflamação e na ação da insulina em camundongos Swiss obesos por dieta hiperlipídica. Métodos Camundongos Swiss machos magros e obesos foram selecionados e posteriormente separados em oito grupos com oito animais em cada: dieta padrão + não treinado; dieta padrão + treinamento de resistência muscular; dieta padrão + treinamento de hipertrofia; dieta padrão + treinamento de força; dieta hiperlipídica + não treinado; dieta hiperlipídica + treinamento de resistência muscular; dieta hiperlipídica + treinamento de hipertrofia; e dieta hiperlipídica + treinamento de força. O protocolo de treinamento consistiu em escaladas, por um período de 10 semanas. Amostras de sangue foram coletadas para análises de lactato, glicemia e teste de tolerância à insulina. Após eutanásia, os tecidos adiposos foram retirados e pesados para determinar o índice de adiposidade. Em seguida, parte do tecido adiposo epididimal foi emblocado para análises histológicas, e outra parte foi homogeneizada para análises de fator de necrose tumoral alfa por ELISA. Resultados O volume total de treinamento e a concentração sanguínea de lactato não diferiram entre os três treinos resistidos, sugerindo similaridade entre eles. Nos animais obesos, as três modalidades de treinamento reduziram o peso corporal, a área adipocitária e o índice de adiposidade. Os três tipos de treinamentos ainda melhoraram a tolerância à insulina e reduziram a inflamação. Conclusão Os protocolos de treinamento resistido foram igualmente efetivos em reduzir a adiposidade, a inflamação e a resistência à ação da insulina em camundongos obesos.
Descritores: Condicionamento Físico Animal/fisiologia
Resistência à Insulina/fisiologia
Adiposidade/fisiologia
Exercícios de Alongamento Muscular/métodos
Hipertrofia/fisiopatologia
Inflamação/fisiopatologia
Obesidade/fisiopatologia
-Fatores de Tempo
Glicemia/análise
Peso Corporal/fisiologia
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Reprodutibilidade dos Testes
Fator de Necrose Tumoral alfa/análise
Tecido Adiposo Branco/fisiopatologia
Treinamento de Força/métodos
Dieta Hiperlipídica
Camundongos
Camundongos Obesos
Limites: Animais
Masculino
Camundongos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 836 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1015135
Autor: Motta, Marcelo Trotte; Ferrari, Filipe.
Título: Adiponectina, doença cardiovascular e suas relações com o exercício físico: revisão narrativa / Adiponectin, cardiovascular disease and its relationship with physical exercise: a narrative review
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;29(1 (Supl)):82-87, jan.-mar. 2019.
Idioma: en; pt.
Resumo: Há uma estreita relação entre os níveis circulantes de adiponectina, resistência à insulina e risco cardiovascular. As evidências disponíveis que avaliaram a relação entre adiponectina e exercício físico apresentam algumas controvérsias. Estudos recentes mostraram que o treinamento aeróbico não altera os níveis de adiponectina sem que haja redução significativa no peso corporal; outros estudos mostram que uma modesta perda de peso, em conjunto com treinamento aeróbico, melhora de forma importante os níveis dessa proteína ­ inclusive se não houver alteração no peso. Por outro lado, foi documentado que o treinamento aeróbico aumenta níveis de adiponectina até mesmo se houver ganho de peso. Motivado por tais discordâncias, o objetivo desta revisão narrativa foi apresentar e discutir a relação entre adiponectina e doenças cardiovasculares, bem como a possível influência do exercício físico nas concentrações sanguíneas de adiponectina e a sua associação com a melhora do estado glicêmico

There is a close relationship between circulating levels of adiponectin, insulin resistance and cardiovascular risk. The available evidence that evaluated the relationship between adiponectin levels and physical exercise is somewhat controversial. Recent studies have shown that aerobic training does not alter adiponectin levels without significant reduction in body weight; other studies show that modest weight loss, along with aerobic training, significantly improves the levels of this protein ­ even if there is no change in weight. On the other hand, it has been documented that aerobic training increases levels of adiponectin even if there is weight gain. Motivated by such inconsistencies, the purpose of this narrative review was to present and discuss the relationship between adiponectin and cardiovascular diseases, as well as the possible influence of physical exercise on blood concentrations of adiponectin and its association with improved glycemic status
Descritores: Doenças Cardiovasculares
Exercício Físico
Adiponectina
-Resistência à Insulina
Tecido Adiposo
Fatores de Risco
Fator de Necrose Tumoral alfa
Células Endoteliais
Obesidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  3 / 836 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1130533
Autor: Santos, Byanca Rossetti Moreira dos; Santos, Carlos Henrique Marques dos; Santos, Vitória Rossetti Moreira dos; Torrez, Claudia Yanina Garcia; Palomares-Junior, Daniel.
Título: Predictive factors for loss of response to anti-tnf in crohns disease / Fatores preditivos da perda de resposta aos anti-tnf na doença de crohn
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;33(2):e1522, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Anti-TNF drugs are a fundamental part of the treatment of Crohn's disease (CD), so identifying factors related to loss of response is of great importance in clinical practice. Aim: Identify potential factors related to loss of response to anti-TNF agents in Crohn's disease patients. Methods: This is a prospective study of CD patients attending a specialized outpatient clinic using a specific form, including patients with more than one year of follow-up on anti-TNF (Infliximab, Adalimumab or Certolizumab pegol). The information obtained was tabulated and analyzed to identify possible reasons for the loss of response to anti-TNF agents; results were submitted to statistical analysis by chi-square teste considering significant p<0.05. Results: Sixty-four patients were included, most of them females (56.3%), predominant age group between 26 and 55 years, of whom 25 required optimization, 23 remained in remission with the usual dose and interval, and 16 required switch; most of those who needed switch had hematological problems such as anemia and/or had already undergone surgical treatment for CD. Conclusions: Anemia and prior CD surgery have been linked to loss of anti-TNF response.

RESUMO Racional: Os anti-TNF são parte fundamental no tratamento da doença de Crohn (DC), portanto, identificar os fatores relacionados à perda de resposta tem grande importância na prática clínica. Objetivo: Identificar potenciais fatores relacionados a perda de resposta aos agentes anti-TNF em pacientes com DC. Métodos: Trata-se de um estudo prospectivo de pacientes com DC frequentadores de ambulatório especializado por meio de formulário específico, incluindo-se pacientes com mais de um ano de acompanhamento em uso de anti-TNF (Infliximabe, Adalimumabe ou Certolizumabe pegol). As informações obtidas foram tabuladas e analizadas para identificação de eventuais motivos para a perda de resposta aos agentes; os resultados foram submetidos a tratamento estatístico por meio do teste qui-quadrado considerando-se significante p<0,05. Resultados: Foram incluídos 64 pacientes, sendo a maioria do sexo feminino (56,3%), faixa etária predominante entre 26 e 55 anos, dos quais 25 necessitaram otimização, 23 se mantiveram em remissão com a dose e intervalo habituais, e 16 necessitaram troca de medicamento; a maioria dos que necessitaram troca tinham alterações hematológicas como anemia e/ou já haviam sido submetidos a tratamento cirúrgico pela doença. Conclusões: Anemia e operação prévia por DC foram relacionados a perda de resposta aos anti-TNF.
Descritores: Doença de Crohn/tratamento farmacológico
Tolerância a Medicamentos
Inibidores do Fator de Necrose Tumoral/uso terapêutico
-Doença de Crohn/cirurgia
Estudos Prospectivos
Fator de Necrose Tumoral alfa
Resultado do Tratamento
Infliximab/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 836 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-875116
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde.
Título: Medicamentos biológicos (infliximabe, etanercepte, adalimumabe e ustequinumabe) para o tratamento da psoríase moderada a grave em adultos / Biological drugs (infliximab, etanercept, adalimumab and ustequinumab) for the treatment of moderate to severe psoriasis in adults.
Fonte: Brasília; CONITEC; 2012. graf, ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A DOENÇA: A psoríase é uma doença crônica, sistêmica e inflamatória que afeta a pele, semi-mucosas e, em alguns casos, as articulações. Apresenta origem imunológica e predisposição genética, porém a influência de múltiplos fatores ambientais pode levar ao desenvolvimento ou à piora da doença.(1,2) A lesão clássica é caracterizada por placas eritematosas, de número e tamanho variável, bem delimitadas, recobertas com escamas micáceas em áreas de traumas constantes na pele, como cotovelos, joelhos, região pré-tibial, couro cabeludo e região sacra.(3,4,5,6). Há uma série de comorbidades associadas à psoríase, entre elas alcoolismo, depressão, obesidade, diabete melito, hipertensão arterial, síndrome plurimetabólica, colite e artrite reumatóide. A TECNOLOGIA: Estão sendo avaliados os imunobiológicos para psoríase de grau moderado a grave: etanercepte, adalimumabe, infliximabe e ustequinumabe. EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS: Além da análise dos estudos apresentados pelo demandante, a Secretaria-Executiva da CONITEC realizou busca na literatura por artigos científicos, com o objetivo de encontrar Revisões Sistemáticas e Ensaios Clínicos Randomizados (ECR), considerados a melhor evidência para avaliar a eficácia de uma tecnologia usada para tratamento. As bases pesquisadas foram Medline (via PubMed), The Cochrane Library (via Bireme) e CRD (Centre for Reviews and Dissemination). Os termos utilizados na busca foram "psoriasis", "etanercept", "adalimumab", "infliximab", "ustequinumab", "biologics". Foram considerados os estudos publicados até o dia 01/05/2012, nos idiomas inglês, português ou espanhol. Além dos estudos apresentados pelos demandantes, foram encontradas duas meta-análises recentes que foram realizadas com metodologias diferentes, mas geraram conclusões semelhantes a respeito da segurança dos imunobiológicos. DELIBERAÇÃO FINAL: Após a análise das contribuições da consulta pública e nova busca na literatura por estudos clínicos e revisões sistemáticas realizada pela Secretaria Executiva da CONITEC, concluiu-se que: -a duração média dos estudos clínicos que avaliaram a eficácia dos medicamentos biológicos para o tratamento da psoríase é curta (12 semanas); enquanto que a média de duração dos estudos que avaliaram a eficácia destes medicamentos para artrite psoriásica e artrite reumatoide foi de 24 a 52 semanas. Ainda, os medicamentos biológicos vem sendo usado no País há uma década para artrite reumatoide refratária a tratamento, o que faz com que o seu perfil de segurança seja bastante conhecido; -• os estudos avaliaram a psoríase moderada a grave, no entanto não há uma definição clara do que seria psoríase grave, situação em que o benefício do uso de biológicos, que tem perfil de segurança ainda incerto, talvez pudesse justificar o risco; -nos pacientes com psoríase grave a duração do efeito dos medicamentos é relativamente pequena e até o momento não há evidência que demonstre a resposta sustentada dos biológicos nestes pacientes; -permanece a incerteza quanto a melhor terapêutica de longo prazo tendo em vista cronicidade da doença; -não se sabe se o medicamento pode ser descontinuado ou reduzido, quando ocorrem as remissões, sendo importante que sejam realizados estudos de longo prazo de eficácia e segurança; -O perfil de segurança de um medicamento depende das características do produto e também da doença de base que está sendo tratada. Assim, no caso da psoríase moderada a grave estes medicamentos biológicos, que sabidamente tem efeito imunodepressor, tem apresentado mesmo em estudos de curta duração aumento significativo do risco de infecções e câncer de pele; -A CONITEC reavaliará a matéria desde que haja fato novo, novas evidências que reduzam a incerteza quanto a essa incorporação no SUS. na reunião da CONITEC aos dois dias do mês de agosto de 2012, após discussão, os membros presentes, deliberaram, por unanimidade, recomendar a não incorporação dos medicamentos infliximabe, adalimumabe, etanercepte e ustequinumabe para o tratamento da Psoríase Moderada a Grave. DECISÃO: PORTARIA Nº 38, de 27 de setembro de 2012 - Torna pública a decisão de não incorporar os medicamentos biológicos: infliximabe, etanercepte, adalimumabe e ustequinumabe para o tratamento da psoríase moderada agrave em adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) e recomendar que sejam consultadas as organizações de pacientes e especialistas na área e que, se cabível, seja realizado novo processo de avaliação do tema.
Descritores: Psoríase/tratamento farmacológico
Fator de Necrose Tumoral alfa
Anticorpos Monoclonais Humanizados
Infliximab
Etanercepte
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Análise Custo-Benefício/economia
Limites: Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Revisão
Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 836 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-975013
Autor: Chami, Vitória de Oliveira; Nunes, Livia; Capelli Júnior, Jonas.
Título: Expression of cytokines in gingival crevicular fluid associated with tooth movement induced by aligners: a pilot study
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);23(5):41-46, Sept.-Oct. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: The search for more aesthetic and comfortable orthodontic devices has led to an increase in the use of clear aligners. Objective: To increase knowledge on biological mechanisms of orthodontic tooth movement using Invisalign aligners. Methods: This study included 11 patients with a mean age of 23.6 ± 4.8 years. Cases planning included alignment and leveling of lower incisors using Invisalign aligners. Gingival crevicular fluid samples were collected from the lower incisors on the day of delivery of aligner number 1 (T0) and after 1 (T24h), 7 (T7d), and 21 (T21d) days. During the observation period of the study, the patients used only the aligner number 1. Levels of nine cytokines were quantified using Luminex's multi-analysis technology. Non-parametric tests were used for comparisons between cytokine expression levels over time. Results: Cytokine expression levels remained constant after 21 days of orthodontic activation, except those of MIP-1β, which presented a statistical difference between T24h and T21d with a decrease in the concentration levels. IL-8, GM-CSF, IL-1β, MIP-1β, and TNF-α showed the highest concentrations over time. Conclusions: The different behavior in the levels of the investigated cytokines indicates a role of these biomarkers in the tissue remodeling induced by Invisalign.

RESUMO Introdução: a busca por dispositivos ortodônticos mais estéticos e confortáveis gerou um aumento no uso de alinhadores transparentes. Objetivo: ampliar o conhecimento sobre os mecanismos biológicos associados ao movimento dentário ortodôntico promovido por alinhadores Invisalign®. Métodos: a amostra foi constituída por 11 pacientes, com idade média de 23,6 ± 4,8 anos. O planejamento dos casos incluiu alinhamento e nivelamento de incisivos inferiores usando os alinhadores. O fluido gengival crevicular foi coletado na superfície vestibular de incisivos inferiores no dia da entrega do alinhador número 1 (T0) e após 1 (T24h), 7 (T7d) e 21 (T21d) dias. Durante o período de observação do estudo, os pacientes utilizaram apenas o alinhador número 1. Os níveis de nove citocinas foram quantificados por meio do sistema Luminex de multianálise. Testes não paramétricos foram realizados para comparações entre os níveis de expressão de citocinas ao longo do tempo. Resultados: a concentração das citocinas manteve-se constante após 21 dias de ativação ortodôntica, exceto a MIP-1β, que apresentou uma redução estatisticamente significativa entre os tempos T24h e T21d. As IL-8, GM-CSF, IL-1β, MIP-1β e TNF-α apresentaram as maiores concentrações ao longo do tempo. Conclusão: a constância na expressão dos níveis das citocinas parece estar compatível com o estímulo mecânico induzido por alinhadores.
Descritores: Técnicas de Movimentação Dentária
Citocinas/análise
Líquido do Sulco Gengival/química
-Aparelhos Ortodônticos Removíveis
Citocinas/metabolismo
Fator Estimulador de Colônias de Granulócitos e Macrófagos/análise
Interleucina-8/análise
Fatores Estimuladores de Colônias/análise
Interleucina-7/análise
Fator de Necrose Tumoral alfa/análise
Quimiocina CCL2/análise
Interleucina-17/análise
Interleucina-1beta/análise
Quimiocina CCL4/análise
Incisivo
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 836 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Acúrcio, Francisco de Assis
Texto completo
Id: biblio-962231
Autor: Machado, Marina Amaral de Ávila; Moura, Cristiano Soares de; Ferré, Felipe; Bernatsky, Sasha; Rahme, Elham; Acurcio, Francisco de Assis.
Título: Treatment persistence in patients with rheumatoid arthritis and ankylosing spondylitis / Persistência do tratamento em pacientes com artrite reumatoide e espondilite anquilosante
Fonte: Rev. saúde pública (Online);50:50, 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To evaluate treatment persistence in patients with rheumatoid arthritis and ankylosing spondylitis who started therapies with disease-modifying antirheumatic drugs (DMARD) and tumor necrosis factor blockers (anti-TNF drugs). METHODS This retrospective cohort study from July 2008 to September 2013 evaluated therapy persistence, which is defined as the period between the start of treatment until it is discontinued, allowing for an interval of up to 30 days between the prescription end and the start of the next prescription. Odds ratio (OR) with 95% confidence intervals (95%CI) were calculated by logistic regression models to estimate the patients' chances of persisting in their therapies after the first and after the two first years of follow-up. RESULTS The study included 11,642 patients with rheumatoid arthritis - 2,241 of these started on anti-TNF drugs (+/-DMARD) and 9,401 patients started on DMARD - and 1,251 patients with ankylosing spondylitis - 976 of them were started on anti-TNF drugs (+/-DMARD) and 275 were started on DMARD. In the first year of follow-up, 63.5% of the patients persisted in their therapies with anti-TNF drugs (+/-DMARD) and 54.1% remained using DMARD in the group with rheumatoid arthritis. In regards to ankylosing spondylitis, 79.0% of the subjects in anti-TNF (+/-DMARD) group and 41.1% of the subjects in the DMARD group persisted with their treatments. The OR (95%CI) for therapy persistence was 1.50 (1.34-1.67) for the anti-TNF (+/-DMARD) group as compared with the DMARD group in the first year for the patients with rheumatoid arthritis, and 2.33 (1.74-3.11) for the patients with ankylosing spondylitis. A similar trend was observed at the end of the second year. CONCLUSIONS A general trend of higher rates of therapy persistence with anti-TNF drugs (+/-DMARD) was observed as compared to DMARD in the study period. We observed higher persistence rates for anti-TNF drugs (+/-DMARD) in patients with ankylosing spondylitis as compared to rheumatoid arthritis; and a higher persistence for DMARD in patients with rheumatoid arthritis as compared to ankylosing spondylitis.

RESUMO OBJETIVO Avaliar a persistência do tratamento em pacientes com artrite reumatoide e espondilite anquilosante que iniciaram terapia com medicamentos modificadores do curso da doença (MMCD) e agentes bloqueadores do fator de necrose tumoral (anti-TNF). MÉTODOS Este estudo de coorte retrospectiva de julho de 2008 a setembro de 2013 avaliou a persistência na terapia, definida como o tempo do início até a descontinuação, permitindo-se um intervalo de até 30 dias entre o fim da prescrição e o início da prescrição seguinte. Odds ratio (OR) com intervalos de confiança de 95% (IC95%) foram calculados por meio de modelos de regressão logística para estimar a chance de apresentar persistência na terapia após o primeiro e os dois primeiros anos de seguimento. RESULTADOS Foram incluídos 11.642 pacientes com artrite reumatoide - 2.241 iniciaram uso de agentes anti-TNF (+/-MMCD) e 9.401 iniciaram MMCD - e 1.251 pacientes com espondilite anquilosante - 976 iniciaram uso de agentes anti-TNF (+/-MMCD) e 275 iniciaram MMCD. No primeiro ano de acompanhamento, 63,5% persistiram em terapia com anti-TNF (+/-MMCD) e 54,1% em uso de MMCD do grupo com artrite reumatoide. Em relação à espondilite anquilosante, 79,0% do grupo anti-TNF (+/-MMCD) e 41,1% do grupo MMCD persistiram no tratamento. O OR (IC95%) para persistência na terapia foi de 1,50 (1,34-1,67) para o grupo anti-TNF (+/-MMCD) comparado com MMCD no primeiro ano em pacientes com artrite reumatoide, e de 2,33 (1,74-3,11) em pacientes com espondilite anquilosante. Foi observada tendência semelhante ao final do segundo ano. CONCLUSÕES Observou-se uma tendência geral de taxas mais elevadas de persistência na terapia com anti-TNF (+/-MMCD) em relação a MMCD no período estudado. Foram observadas taxas de persistência mais elevadas para os usuários de anti-TNF (+/-MMCD) em pacientes com espondilite anquilosante em relação a artrite reumatoide, e maior persistência para MMCD em pacientes com artrite reumatoide em relação à espondilite anquilosante.
Descritores: Artrite Reumatoide/tratamento farmacológico
Espondilite Anquilosante/tratamento farmacológico
Fator de Necrose Tumoral alfa/uso terapêutico
Antirreumáticos/uso terapêutico
Adesão à Medicação
-Fatores Socioeconômicos
Terapia Biológica
Brasil
Estudos Retrospectivos
Estudos de Coortes
Resultado do Tratamento
Quimioterapia Combinada
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 836 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-991637
Autor: Amorim, Juleimar Soares Coelho de; Torres, Karen Cecília Lima; Teixeira-Carvalho, Andréa; Martins-Filho, Olindo Assis; Lima-Costa, Maria Fernanda; Peixoto, Sérgio Viana.
Título: Inflammatory markers and occurrence of falls: Bambuí Cohort Study of Aging / Marcadores inflamatórios e ocorrência de quedas: coorte de idosos de Bambuí
Fonte: Rev. saúde pública (Online);53:35, jan. 2019. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE Analyze whether inflammatory markers are associated with falls among older adults living in Bambuí. METHODS Study that analyzed baseline data from a Bambuí Cohort Study of Aging, involving 1,250 participants. Data about falls were collected from previous 12 months, classified as single or multiple occurrence and severity (participant seeking health services). Information about sociodemographic characteristics, health behaviors and health condition was also collected and used as confounding factors. The exposures of interest included interleukins (IL-1β, IL-6, IL-8, IL-10, IL-12), tumor necrosis factor (TNF), ultra-sensitive C-reactive protein (us-CRP) and chemokines (CXCL9, CCL5, CCL10, MCP1). Data were processed through logistic regression, obtaining odds ratio and 95% confidence interval (95%CI). RESULTS The prevalence of falls was 27.1%; 40.1% of the older adults reported multiple falls and 33.3% sought health services. After adjustments, the following elevated levels were associated with falls: us-CRP (OR = 1.46, 95%CI 1.04-2.03), CCL5 (OR = 1.38, 95%CI 1.01-1.90) and CXCL9 (OR = 1.43, 95%CI 1.02-2.02). An association was observed between the number of elevated markers and the occurrence of falls: two (OR = 1.47, 95%CI 1.02-2.12) and three (OR = 2.08, 95%CI 1.12-3.87) elevated biomarkers indicated fall probability of 32.0% and 39.4%, respectively. CONCLUSIONS Elevated levels of us-CRP, CCL5 and CXCL9, which were associated with falls, may contribute to a proper understanding of the mechanism associated with the occurrence of falls among older people.

RESUMO OBJETIVO Analisar se marcadores inflamatórios estão associados a quedas em idosos vivendo na comunidade. MÉTODOS Estudo da coorte de idosos de Bambuí, envolvendo 1.250 participantes da linha de base do projeto. Foram coletadas informações sobre quedas nos últimos 12 meses, classificadas quanto à ocorrência (única ou múltipla) e gravidade (procura por serviços de saúde). O inquérito também continha informações a respeito das características sociodemográficas, comportamentais e condições de saúde, as quais foram utilizadas como fatores de confusão. As exposições pesquisadas incluíram: interleucinas (IL-1β, IL-6, IL-8, IL-10 e IL-12), fator de necrose tumoral (TNF), proteína C reativa ultrassensível (PCRus) e quimiocinas (CXCL9, CCL5, CCL10 e MCP1). O tratamento dos dados foi realizado por meio de regressão logística, obtendo-se odds ratio e intervalo de 95% de confiança (IC95%). RESULTADOS A prevalência de queda foi 27,1%; 40,1% dos idosos relataram quedas múltiplas e 33,3% procuraram serviços de saúde. Após ajustes, permaneceram associados às quedas os níveis elevados de PCRus (OR = 1,46; IC95% 1,04-2,03), CCL5 (OR = 1,38; IC95% 1,01-1,90) e CXCL9 (OR = 1,43; IC95% 1,02-2,02). Houve associação entre o número de marcadores elevados e a ocorrência de quedas: dois (OR = 1,47; IC95% 1,02-2,12) e três (OR = 2,08; IC95% 1,12-3,87) biomarcadores aumentados predisseram probabilidades de quedas iguais a 32,0% e 39,4%, respectivamente. CONCLUSÕES Os níveis elevados de PCRus, CCL5 e CXCL9, que estiveram associados a quedas, podem contribuir para o adequado entendimento do mecanismo associado à ocorrência desse evento em idosos.
Descritores: Acidentes por Quedas
Envelhecimento
Interleucinas/sangue
Fator de Necrose Tumoral alfa/sangue
Quimiocinas/sangue
-Brasil
Biomarcadores/sangue
Índice de Massa Corporal
Reação em Cadeia da Polimerase
Estado Nutricional
Estudos Prospectivos
Fatores de Risco
Escolaridade
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 836 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785738
Autor: Prudente, Alessandro; Fávaro, Wágner José; Latuf Filho, Paulo; Riccetto, Cássio Luis Zanettini.
Título: Host inflammatory response to polypropylene implants: insights from a quantitative immunohistochemical and birefringence analysis in a rat subcutaneous model
Fonte: Int. braz. j. urol;42(3):585-593tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo Research Foundation.
Resumo: ABSTRACT Objectives To describe acute and sub acute aspects of histological and immunohistochemical response to PP implant in a rat subcutaneous model based on objective methods. Materials and Methods Thirty rats had a PP mesh subcutaneously implanted and the same dissection on the other side of abdomen but without mesh (sham). The animals were euthanized after 4 and 30 days. Six slides were prepared using the tissue removed: one stained with hematoxylin-eosin (inflammation assessment); one unstained (birefringence evaluation) and four slides for immunohistochemical processing: IL-1 and TNF-α (pro-inflammatory cytokines), MMP-2 (collagen metabolism) and CD-31 (angiogenesis). The area of inflammation, the birefringence index, the area of immunoreactivity and the number of vessels were objectively measured. Results A larger area of inflammatory reaction was observed in PP compared to sham on the 4th and on the 30th day (p=0.0002). After 4 days, PP presented higher TNF (p=0.0001) immunoreactivity than sham and no differences were observed in MMP-2 (p=0.06) and IL-1 (p=0.08). After 30 days, a reduction of IL-1 (p=0.010) and TNF (p=0.016) for PP and of IL-1 (p=0.010) for sham were observed. Moreover, area of MMP-2 immunoreactivity decreased over time for PP group (p=0.018). Birefringence index and vessel counting showed no differences between PP and sham (p=0.27 and p=0.58, respectively). Conclusions The implantation of monofilament and macroporous polypropylene in the subcutaneous of rats resulted in increased inflammatory activity and higher TNF production in the early post implant phase. After 30 days, PP has similar cytokines immunoreactivity, vessel density and extracellular matrix organization.
Descritores: Polipropilenos/efeitos adversos
Telas Cirúrgicas/efeitos adversos
Reação a Corpo Estranho/etiologia
Reação a Corpo Estranho/induzido quimicamente
Reação a Corpo Estranho/patologia
Tela Subcutânea/patologia
-Fatores de Tempo
Materiais Biocompatíveis/efeitos adversos
Birrefringência
Teste de Materiais
Imuno-Histoquímica
Celulite (Flegmão)/etiologia
Celulite (Flegmão)/patologia
Reprodutibilidade dos Testes
Colágeno/análise
Colágeno/metabolismo
Interleucina-1/análise
Interleucina-1/metabolismo
Fator de Necrose Tumoral alfa/análise
Fator de Necrose Tumoral alfa/metabolismo
Ratos Wistar
Molécula-1 de Adesão Celular Endotelial a Plaquetas/análise
Molécula-1 de Adesão Celular Endotelial a Plaquetas/metabolismo
Metaloproteinase 2 da Matriz/análise
Metaloproteinase 2 da Matriz/metabolismo
Limites: Animais
Feminino
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 836 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1045847
Autor: Qiu, ZL; Wang, ZJ; Huang, JK; Dou, HH; Zhen, CM; Cheng, F.
Título: The Effect of Thymosin Alpha 1 on Severe Acute Pancreatitis in Rats / Estudios sobre el efecto de la timosina alfa 1 sobre la pancreatitis aguda grave en ratas
Fonte: West Indian med. j;67(3):238-242, July-Sept. 2018. tab.
Idioma: en.
Projeto: Natural Science Foundation of Anhui Province Educational Committee; . Natural Science Foundation of Bengbu Medical College.
Resumo: ABSTRACT Objective: To observe the effect of thymosin alpha l (Tα1) on severe acute pancreatitis (SAP) in rats. Methods: Twenty-four adult male Sprague-Dawley rats were randomly divided into three groups (eight in each group): control group (Group A), SAP group (Group B) and Tα1 treatment group (Group C). Animal models of SAP were made by retrograde injection of 5% sodium taurocholate into the biliopancreatic duct. Rats in Group C were treated with Tα1 (6 mg/kg) via intraperitoneal administration prior to SAP modelling. Eight rats in each group were sacrificed at 12 hours, respectively, after modelling. The serum levels of amylase, tumour necrosis factor-α (TNF-α), interleukin-lβ (IL-lβ and interleukin-6 (IL-6) were detected in each group. The pathological scores of the tissue in the pancreas head were observed by light microscopy. Results: The levels of serum amylase of Group B were 6378 ± 538 U/L, which were significantly higher than those (4587 ± 478 U/L) of Group C (p < 0.05). The levels of serum TNF-α of Group B were 360.32 ± 28.67 pg/mL, which were higher than those (269.99 ± 26.11 pg/mL) of Group C (p < 0.05). The levels of serum IL-lβ of Group B were 435.93 ± 36.00 pg/mL, which were higher than those (312.42 ± 17.89 pg/mL) of Group C (p < 0.05). The levels of serum IL-6 of Group B were 433.90 ± 28.36 pg/mL, which were higher than those (289.98 ± 23.00 pg/mL) of Group C (p < 0.05). The pancreatic pathological scores of Group B were 13.34 ± 2.19, which were higher than those (6.39 ± 1.86) of Group C (p < 0.05). Conclusion: Thymosin alpha 1 could decrease proinflammatory cytokines and reduce pancreas injury and had a protective effect in rats with SAP. This provides a new strategy for the clinical treatment of SAP.

RESUMEN Objetivo: Observar el efecto de la timosina alfa l (Tα1) sobre la pancreatitis aguda grave (PAG) en ratas. Métodos: Veinticuatro ratas Sprague-Dawley adultas machos fueron divididas aleatoriamente en tres grupos (ocho en cada grupo): grupo de control (grupo A), grupo de PAG (grupo B) y grupo de tratamiento con Tα1 (grupo C). Los modelos animales de PAG fueron creados mediante inyección retrógrada de taurocolato de sodio al 5% en el conducto biliopancreático. Las ratas del grupo C se trataron con Tα1 (6 mg/kg) via administración intraperitoneal antes del modelado de PAG. Las ocho ratas en cada grupo fueron sacrificadas a las 12 horas, respectivamente, después del modelado. Los niveles séricos de amilasa, factor-α de necrosis tumoral (TNF-α), interleucina-β (Il-β) e interleucina-6 (IL-6) fueron detectados en cada grupo. Las puntuaciones patológicas del tejido en la cabeza del páncreas fueron observadas mediante microscopía de luz. Resultados: Los niveles de amilasa sérica del grupo B fueron 6378 ± 538 U/L, y resultaron significativamente más altos (p < 0.05) que los niveles 4587 ± 478 U/L del grupo C. Los niveles séricos de TNF-α del grupo B fueron 360.32 ± 28.67 pg/mL, y resultaron ser más altos (p < 0.05) que los 269.99 ± 26.11 pg/mL del grupo C. Los niveles séricos de Il-β del grupo B fueron 435.93 ± 36.00 pg/mL, y fueron más altos (p < 0.05) que los 312.42 ± 17.89 pg/mL) del grupo C. Los niveles de suero IL-6 del grupo B fueron 433.90 ± 28.36 pg/mL, y resultaron ser más altos (p < 0.05) que los 289.98 ± 23.00 pg/mL del grupo C. Las puntuaciones patológicas pancreáticas del grupo B fueron 13.34 ± 2.19, y resultaron ser más altas (p < 0.05) que las puntuaciones 6.39 ± 1.86 del grupo C. Conclusión: La timosina alfa pudo disminuir las citoquinas proinflamatorias y reducir la lesión del páncreas, y tuvo un efecto protector en las ratas con PAG. Esto ofrece una nueva estrategia para el tratamiento clínico de PAG.
Descritores: Pancreatite/tratamento farmacológico
Biomarcadores/sangue
Adjuvantes Imunológicos/administração & dosagem
Timalfasina/administração & dosagem
-Índice de Gravidade de Doença
Doença Aguda
Interleucinas/sangue
Fator de Necrose Tumoral alfa/sangue
Ratos Sprague-Dawley
Modelos Animais de Doenças
Amilases/sangue
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 836 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-954082
Autor: Bronzatto, Elaine; Riccetto, Cássio Luis Zanettini.
Título: Pro - inflammatory cytokines and metalloproteinase activation in polypropylene mesh implant in rat subcutaneous tissue
Fonte: Int. braz. j. urol;44(4):819-825, July-Aug. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Aims and Objectives: Polypropylene meshes have been increasingly adopted for correction of pelvic organ prolapse due to its lower recurrence rate when compared to surgeries without meshes. The study of the interaction of these materials with the host tissue may contribute to the development of materials with best biocompatibility and, consequently, less complication rates. Materials and Methods: The present study compares the inflammatory reaction of standard-weight (SW) and lightweight (LW) meshes (72 g/m216g/m2 respectively), implanted in the abdomen of 20 adult rats, which were euthanized in four or 30 days. Quantification of pro-inflammatory markers, IL-1 and TNF-α, and of metalloproteinases, MMP2 and MMP3, were carried out through immunohistochemistry with AxioVision® software. Results: There were no significant differences in the quantification of IL-1 and TNF-α in LW versus SW meshes. However, IL-1 quantification increased along time (30 days >4 days, p=0.0269). Also, MMP-2 quantification was similar to SW and LW and both presented a significant increase along time (30 days >4 days, p <0.0001). MMP-3 quantification also showed no difference between the SW and LW groups, but increased along time (30 days >4 days, p=0.02). Conclusions: Mesh's density did not influence the quantification of pro-inflammatory cytokines IL-1 and TNF-α and metalloproteinases 2 and 3. The increased expression of IL-1, MMP-2 and MMP-3 over time could represent a longstanding inflammatory response after PP mesh implantation. Possibly, the occurrence of adverse events following PP prosthetic implants can be influenced by other factors, not solely related to the amount of implanted material.
Descritores: Polipropilenos/efeitos adversos
Telas Cirúrgicas/efeitos adversos
Interleucina-1/análise
Fator de Necrose Tumoral alfa/análise
Metaloproteinase 3 da Matriz/análise
Metaloproteinase 2 da Matriz/análise
Tela Subcutânea/patologia
-Fatores de Tempo
Cicatrização
Materiais Biocompatíveis/efeitos adversos
Teste de Materiais
Imuno-Histoquímica
Reprodutibilidade dos Testes
Reação a Corpo Estranho/induzido quimicamente
Reação a Corpo Estranho/patologia
Colágeno/análise
Parede Abdominal/patologia
Tela Subcutânea/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Feminino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 84 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde