Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.644.456.345.600 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 22 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 22 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-610390
Autor: De Vecchis, Renato; Di Biase, Giuseppina; Ariano, Carmelina; Cioppa, Carmela; Giasi, Anna; Ciccarelli, Antonio; Pucciarelli, Armando; Cantatrione, Salvatore.
Título: Terapia com inibidor da ECA com dosagens relativamente altas e risco de agravamento renal na insuficiência cardíaca crônica / ACE-inhibitor therapy at relatively high doses and risk of renal worsening in chronic heart failure
Fonte: Arq. bras. cardiol;97(6):507-516, dez. 2011. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: FUNDAMENTO: O efeito renoprotetor dos inibidores da ECA vem sendo questionado no caso de diminuição do volume circulante efetivo, como na insuficiência cardíaca crônica direita ou biventricular. Objetivo: Detectar os preditores clínicos de agravamento renal na população de pacientes com ICC, caracterizado por dois tipos de regime de dosagem de inibidores da ECA. MÉTODOS: De acordo com um desenho de coorte retrospectiva, seguimos dois grupos de pacientes com ICC - tanto direita quanto biventricular -, todos na classe III da NYHA, tratados com inibidores da ECA (enalapril ou lisinopril), e com fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) < 50 por cento, por meio de distinção em sua dosagem de inibidor da ECA: média-baixa (< 10 mg por dia) ou dosagem "alta" (> 10 mg por dia) de enalapril ou lisinopril. A disfunção renal agravada (ARD) foi definida pelo aumento de Cr > 30 por cento com relação ao segmento basal. O modelo de risco proporcional de Cox foi utilizado para identificar os preditores da ARD entre as seguintes variáveis: os inibidores da ECA com "alta" dosagem, idade, FEVE basal, histórico de repetidas terapias intensivas com diuréticos de alça por via intravenosa (diurético intravenoso), diabete, Cr basal, histórico de hipertensão, pressão arterial sistólica < 100 mmHg. RESULTADOS: Cinquenta e sete pacientes foram recrutados, dos quais 15 foram tratados com inibidor da ECA com dosagem "alta". Durante um seguimento médio de 718 dias, a ARD ocorreu em 17 pacientes (29,8 por cento). Apenas o inibidor da ECA com "alta" dosagem (RR: 12,4681 IC: 2,1614 - 71,9239 p = 0,0050) e Cr basal (RR:1,2344 IC: 1,0414 - 1,4632 p = 0,0157) foi demonstrado ser preditor da ARD. Além disso, demonstrou-se que o inibidor da ECA com dosagens "altas" não previu ARD em ICC sem diurético intravenoso e ICC com diabete. CONCLUSÃO: Na ICC de classe III da NYHA, o inibidor da ECA com "altas" dosagens e um maior Cr basal foi preditor da ARD. A nefrotoxicidade relacionada com inibidores da ECA em "altas" dosagens foi aumentada com o diurético intravenoso, ao passo que, em pacientes com ICC com diabete, aquela não foi detectada.

BACKGROUND: Renoprotective effect of ACE-inhibitors has been questioned in case of decreased effective circulating volume, like in right or biventricular chronic heart failure. OBJECTIVE: To detect clinical predictors of renal worsening in CHF patient population characterized by two types of ACE-inhibitor dosing regimens. METHODS: According to a retrospective cohort design, we followed 2 groups of patients with CHF - whether right or biventricular -, all in III NYHA class treated with ACE-inhibitors (enalapril or lisinopril), and with left ventricular ejection fraction (LVEF) < 50 percent, by distinguishing them by ACE-inhibitor dosing: average-low (<10 mg per day) or "high" dose (>10 mg per day) of enalapril or lisinopril. Worsened renal failure (ARD) was defined by Cr increase >30 percent from baseline. Cox proportional hazards model was used to identify the predictors of ARD among the following variables: ACE-inhibitors "high" dose, age, basal LVEF, history of repeated intensive intravenous loop diuretic therapies (IV diur), diabetes, basal Cr, history of hypertension, systolic blood pressure < 100 mm Hg. RESULTS: 57 patients were recruited, of whom 15 were treated with ACE-inhibitor "high" dose. During a mean follow-up of 718 days, ARD occurred in 17 (29.8 percent) patients. Only ACE-inhibitor "high" dose (HR: 12.4681 C.I.: 2.1614-71.9239 p=0.0050) and basal Cr (HR: 1.2344 C.I.: 1.0414-1.4632 p=0.0157) were shown to predict ARD. Moreover, ACE-inhibitor "high" doses were shown to fail to predict ARD in both CHF without IV diur and CHF with diabetes. CONCLUSION: In III NYHA class CHF, ACE-inhibitor "high" doses and a higher basal Cr predicted ARD. Nephrotoxicity related to ACE-inhibitor "high" doses was increased by IV diur, whereas it was not detected in CHF patients with diabetes.
Descritores: Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/efeitos adversos
Creatinina/sangue
Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico
Insuficiência Cardíaca/tratamento farmacológico
Insuficiência Renal/induzido quimicamente
-Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/administração & dosagem
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/sangue
Doença Crônica
Quimioterapia Combinada
Diabetes Mellitus/sangue
Diuréticos/uso terapêutico
Métodos Epidemiológicos
Enalapril/administração & dosagem
Enalapril/efeitos adversos
Enalapril/sangue
Lisinopril/administração & dosagem
Lisinopril/efeitos adversos
Lisinopril/sangue
Valores de Referência
Fatores de Risco
Insuficiência Renal/sangue
Insuficiência Renal/prevenção & controle
Limites: Idoso
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-558724
Autor: Silva, Roberto de Barros; Ramalho, Fernando Silva; Ramalho, Leandra Z. Naira.
Título: The effect of anti-hypertensive drugs on the obstructive pancreatitis in rats / Efeitos de fármacos anti-hipertensivos sobre pancreatite obstrutiva em ratos
Fonte: Acta cir. bras;25(5):396-400, Sept.-Oct. 2010. ilus.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To investigate the effect of ACE inhibitor, lisinopril and AT1 blocker, losartan, on the obstructive pancreatitis in rat. METHODS: Acute pancreatitis in rats (n=21) was induced for a common hepatic duct were ligated proximal to its entry into the pancreas and the common bile - pancreatic duct were also ligated near its junction with the duodenum, under ether anesthesia, after which the abdomen were closed. The animals was divided in tree groups, being two treated and control group. The animals was treated with Losartan and Lisinopril at the dose of 10µg/Kg body weight per day, i.p., in a proportional volume, for five days, before and after treatement. RESULTS: The inflammation, collagen deposition in the pancreas of treated animals were smaller, suggesting that the use of antihypertensive agents interfered positively in the depletion of the injury of the pancreas. Scythe showed a correlation between activity of pancreatic stellate cells (PSCs) lower in treated animals when compared to control. CONCLUSION: The pancreatic stellate cells strength are involved in collagen production during acute pancreatitis and why antihypertensive drugs such as lisinopril and losartan may possibly have beneficial effects in reducing pancreatic fibrosis in models of experimental obstructive pancreatitis.

OBJETIVO: Investigar o efeito de um inibidor da ECA, lisinopril e bloqueador AT1, losartan, a pancreatite obstrutiva em ratos. MÉTODOS: Pancreatite aguda em ratos (n = 21) foi induzida por um ducto hepático comum foram ligados proximal à sua entrada no pâncreas e da bílis comum - ducto pancreático também foram ligados perto de sua junção com o duodeno, sob anestesia com éter, após o que abdome foram fechadas. Os animais foram divididos em três grupos, sendo dois tratados eo grupo controle. Os animais foram tratados com lisinopril e losartan na dose de 10µg/Kg de peso corporal por dia, IP, em um volume proporcional, por cinco dias, antes e depois do tratamento com. RESULTADOS: A inflamação, deposição de colágeno no pâncreas de animais tratados foram menores, sugerindo que o uso de agentes anti-hipertensivos interferiram positivamente na diminuição da lesão do pâncreas. Este estudo mostrou uma correlação entre a atividade das células pancreáticas estreladas (CSP) menor nos animais tratados quando comparados ao control. CONCLUSÃO: A força das células pancreáticas estreladas está envolvida na produção de colágeno durante a pancreatite aguda e por medicamentos anti-hipertensivos, tais como lisinopril e losartan pode eventualmente ter efeitos benéficos na redução da fibrose do pâncreas em modelos experimentais de pancreatite obstrutiva.
Descritores: Bloqueadores do Receptor Tipo 1 de Angiotensina II/farmacologia
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/farmacologia
Anti-Hipertensivos/farmacologia
Lisinopril/farmacologia
Losartan/farmacologia
Pancreatite/tratamento farmacológico
-Colágeno/metabolismo
Modelos Animais de Doenças
Células Estreladas do Pâncreas/efeitos dos fármacos
Células Estreladas do Pâncreas/metabolismo
Células Estreladas do Pâncreas/patologia
Pancreatite/metabolismo
Pancreatite/patologia
Distribuição Aleatória
Ratos Wistar
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-549123
Autor: Moreno, Sergio; Troncoso, Pablo; Ortíz, M.
Título: Efecto de la n-acetilcisteína, valsartan y lisinopril en la prevención de la disfunción renal precoz secundaria a neumoperitoneo: modelo en ratas / Effect of n-acetylcysteine, valsartan and lisinopril in preventing renal insufficiency secondary to pneumoperitoneum in a rat model
Fonte: Rev. chil. urol;73(3):225-231, 2008. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: El trasplante renal es el tratamiento de elección para los pacientes en insuficiencia renal terminal. A pesar que la nefrectomía clásica del donante vivo ha resultado ser un procedimiento seguro y bien tolerado, existen factores que desincentivan este acto de donación. La nefrectomía laparoscópica del donante vivo ha dado una respuesta a este último punto. Sin embargo, varios investigadores han comunicado mayor disfunción renal precoz en riñones procurados laparoscópicamente en comparación con los procurados en forma clásica abierta. Existe información que la Nacetilcisteina y Valsartán tendrían un efecto protector frente al neumoperitoneo. Con respecto al Lisinopril (inhibidor ECA) existen datos disímiles. El objetivo de este trabajo es evaluar la utilidad dela N-acetilcisteína, Valsartán y Lisinopril en la prevención de la disfunción renal precoz de riñones sometidos a neumoperitoneo en un modelo en ratas. Material y métodos: Se utilizaron 40 ratas Sprague Dawley, macho, de 250 a 300 g, separadas en 4 grupos: Grupo 1: 10 ratas sometidas a hidratación subcutánea con solución salina (control), Grupo 2: 10 ratas sometidas a hidratación subcutánea con solución salina más N-acetilcisteina, Grupo 3: 10ratas sometidas a hidratación subcutánea con solución salina más Valsartán, y Grupo 4: 10 ratas sometidas a hidratación subcutánea con solución salina más Lisinopril. Las ratas fueron anestesiadas y colocadas en neumoperitoneo a 12 mmHg por 90 minutos. Luego las ratas se colocaron en jaula metabólica donde se midió diuresis, presión arterial, función renal, microalbuminuria y enzimas tubulares. Las ratas fueron sacrificadas al séptimo día realizándose estudio histológico. En el análisis estadístico se utilizaron modelos lineales generalizados, análisis de la varianza (Anova) y test exacto de Fisher y Chi-cuadrado...

Introduction: Renal transplant it the treatment of choice for patients with terminal renal insufficiency. Classic open live donor nephrectomy is a safe and well tolerated procedure, however there some factors that may inhibit patients from donating. Laparoscopic live donor nephrectomy has gained wide acceptance, nevertheless several authors have reported early renal insufficiency in these patients compared to those harvested through the classic approach. Apparently n-acetylcysteine and valsartan would have a protective effect against pneumoperitoneum, however there is contradicting data for Lisinopril. We evaluate n-acetylcysteine, valsartan and lisinopril for prevention of early renal insufficiencyin kidneys undergoing pneumoperitoneum in a rat model. Material and methods: A total of 40 male rats (Sprague Dawley) of 250 and 300 grams were divided in4 groups. Group 1 (control): 10 rats with subcutaneous hydration with saline. Group 2: 10 rats with subcutaneous hydration with saline and n-acetylcysteine. Group 3: 10 rats with subcutaneous hydration with saline and Valsartan and Group 4: 10 rats with subcutaneous hydration with saline and Valsartan. All rats underwent general anesthesia with pneumoperitoneum at 12 mmHg for 90 minutes. Rats were placed in a metabolic cage where urine output, blood pressure, renal function, microalbuminuria and tubular enzymes were measured. At postoperative day seven, all animals were put to sleep and histological analysis was performed. Statistics was done using lineal generalized models, Anova, Fisher and Chi-square models were also used. Results: Pneumoperitoneum did not produce early renal insufficiency. Rats with lisinopril presented a decrease in creatinine clearance (0,92 ml/min) p=0,056; higher microalbuminuria (27073,9 mg/dl/creatininuria) p < 0,001 and more histological lesions p=0,017. Urine output, blood pressure, tubular...
Descritores: Acetilcisteína/uso terapêutico
Insuficiência Renal/prevenção & controle
Lisinopril/uso terapêutico
Pneumoperitônio Artificial
Tetrazóis/uso terapêutico
-Modelos Animais de Doenças
Transplante de Rim
Ratos Sprague-Dawley
Valina/análogos & derivados
Limites: Animais
Ratos
Responsável: CL10.1 - Biblioteca Biomédica


  4 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Almeida, Eros Antonio de
Texto completo
Id: lil-512262
Autor: Ozaki, Michiko Regina; Almeida, Eros Antonio de.
Título: Ação do lisinopril e do losartan na função endotelial após infarto agudo do miocárdio. Estudo experimental em ratos / Action of lisinopril and losartan in endothelial function after acute myocardialinfarction. Experimental study in rats.
Fonte: Rev. Soc. Bras. Clín. Méd;7(2), 2009.
Idioma: pt.
Resumo: JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O presente estudo teve como objetivo estudar a influência do lisinopril e do losartan na função endotelial em ratos com infarto experimental do miocárdio. MÉTODO: Ratos Wistar machos, peso entre 350 e 400 g, divididos em quatro grupos (n igual 10): G1 igual ratos controle sem infarto, G2 igual ratos com infarto, G3 igual ratos com infarto e tratados com lisinopril (20 mg/kg/dia) e G4 igual ratos com infarto e tratados com losartan (30 mg/kg/dia). Os fármacos foram administrados via gavagem dois dias antes do infarto e continuado por mais sete dias. Os ratos foram anestesiados com éter para a ligadura da coronária descendente anterior. Após nove dias os animais foram anestesiados, o coração excisado e verificado a extensão do infarto. Utilizou-se para este fim a coloração pelo método do cloreto de trifeniltetrazólio a 1%, se considerando infarto grande quando excedia 40% da área do ventrículo esquerdo. A função endotelial foi verificada através de curva de concen­tração efeito com acetilcolina em segmento proximal da aorta torácica. Foram utilizados os testes estatísticos de ANOVA e de Duncan, sendo considerado significativo o valor de p menor que 0,05. RESULTADOS: Os resultados obtidos para a função en­dotelial para o relaxamento máximo foram: G 1 igual 78,24% mais ou menos 3,57%; G2 igual 14,04% mais ou menos 5,20%, G3 igual 48,94% mais ou menos 9,29% e G4 igual 26,98% mais ou menos 7,80%. Houve diferença estatístíca significatíva para entre os G3 e G4. CONCLUSÃO: Ocorreu disfunção endotelial em ratos na fase recente do infarto do miocárdio e o tratamento com lisinopril e losartan melhoraram esta disfunção endotelial.
Descritores: Lisinopril/efeitos adversos
Lisinopril/uso terapêutico
Losartan/efeitos adversos
Losartan/uso terapêutico
Infarto do Miocárdio
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  5 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-424630
Autor: Fajardo Rodríguez, Hugo A; Florez Carmona, Juan Manuel; Garcés, Mario; Becerra, Jaime.
Título: Lisinopril y Amlodipino en hipertensión esencial y su relación con retinopatía hipertensiva / Lisinopril and Amlodipine in essential hypertension and their relationship with hypertensive retinopathy
Fonte: Rev. Fac. Med. (Bogotá);48(3):143-146, Sept. 2000. tab.
Idioma: es.
Descritores: Anlodipino
Hipertensão/complicações
Hipertensão/tratamento farmacológico
Lisinopril
Doenças Retinianas
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: CO136.2 - Biblioteca


  6 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-400306
Autor: Gonçalves, Giancarlo; Zornoff, Leonardo A. M; Ribeiro, Henrique B; Okoshi, Marina P; Cordaro, Fernando R. S; Okoshi, Katashi; Padovani, Carlos R; Aragon, Flávio F; Cicogna, Antonio C.
Título: O bloqueio do sistema renina-angiotensina atenua a remodelação cardíaca de ratos submetidos a estenose aórtica / Blockade of renin-angiotensin system attenuates cardiac remodeling in rats undergoing aortic stenosis
Fonte: Arq. bras. cardiol;84(4):304-308, abr. 2005. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar o papel do bloqueador dos receptores AT1 e do inibidor da enzima conversora da angiotensina na remodelação cardíaca induzida por estenose aórtica em ratos. MÉTODOS: Ratos Wistar foram divididos em 4 grupos: controle (C, n=13), estenose aórtica (EAo, n=11), EAo com lisinopril, 20 mg/kg/dia (LIS, n=11) e EAo com losartan, 40 mg/kg/dia (LOS, n=9). Os tratamentos foram iniciados 3 dias antes da cirurgia. Após 6 semanas, os animais foram submetidos ao estudo ecocardiográfico, quantificação da concentração de hidroxiprolina e da área seccional (CSA) miocitária do ventrículo esquerdo (VE). RESULTADOS: A EAo induziu aumento da espessura da parede do VE. Os animais LIS e LOS não apresentaram diferença em relação aos animais controles. Os ratos EAo e LIS apresentaram maiores diâmetros do átrio esquerdo que os ratos controles, enquanto nos animais LOS não houve diferença. Os animais com EAo apresentaram maiores valores da porcentagem de encurtamento que os controle. Esse fato não foi modificado com LIS ou LOS. A CSA dos animais do grupo EAo foi maior que a dos controle. Entretanto, o tratamento com LOS e com LIS atenuou o aumento da área induzida pela EAo. A EAo resultou em aumento na concentração de HOP, enquanto o grupo LOS não apresentou diferença em relação ao grupo controle. CONCLUSÃO: O bloqueio do sistema renina-angiotensina, com bloqueador AT1 e com IECA, pode atenuar o desenvolvimento de hipertrofia cardíaca, porém só o bloqueio dos receptores AT1 atenua a fibrose intersticial do VE.
Descritores: Bloqueadores do Receptor Tipo 1 de Angiotensina II/farmacologia
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/farmacologia
Estenose da Valva Aórtica/complicações
Hipertrofia Ventricular Esquerda/prevenção & controle
Lisinopril/farmacologia
Losartan/farmacologia
Remodelação Ventricular/efeitos dos fármacos
-Ecocardiografia
Hidroxiprolina/análise
Ratos Wistar
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Cicogna, Antonio Carlos
Texto completo
Id: lil-398159
Autor: Bregagnollo, Edson Antonio; Okoshi, Katashi; Bregagnollo, Isamara Fernanda; Padovani, Carlos Roberto; Okoshi, Marina P; Cicogna, Antonio Carlos.
Título: Efeitos da inibição prolongada da enzima de conversão da angiotensina sobre as características morfológicas e funcionais da hipertrofia ventricular esquerda em ratos com sobrecarga pressórica persistente / Effects of the prolonged inhibition of the angiotensin-converting enzyme on the morphological and functional characteristics of left ventricular hypertrophy in rats with persistent pressure overload
Fonte: Arq. bras. cardiol;84(3):225-232, mar. 2005. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar os efeitos do lisinopril (L) sobre as taxas de mortes (M), insuficiência cardíaca (ICC), características da remodelação miocárdica, geométrica e funcional do ventrículo esquerdo (VE), em ratos com estenose aórtica supravalvar (EAS). MÉTODOS: Ratos foram submetidos a EAS ou cirurgia simulada (GC:n=10). Randomizados após 6 semanas para receber L (GL:n=30) ou nenhum tratamento (GE:n=73) sendo avaliados 6s e 21s por estudos ecocardiográfico, hemodinâmico e morfológico concomitantes. RESULTADOS: As taxas de M (GE: 53,9 por cento vs GL: 16,7 por cento e ICC GE: 44,8 por cento vs GL: 20 por cento p<0,05). No final do experimento, os valores da pressão sistólica do VE dos grupos GE e GL foram equivalentes e significantemente mais elevados do que no grupo GC; (p<0,05) não diferindo dos observados 6 semanas após os procedimentos cirúrgicos. Os valores da pressão diastólica do VE no grupo GE foram maiores do que os do grupo GL (p<0,05) sendo ambos maiores do que os do grupo GC (4 ± 2 mmHg, p<0,05). O mesmo comportamento foi observado com as variáveis: razão E/A; índice de massa, área seccional dos miócitos e conteúdo de hidroxiprolina do VE. A porcentagem de encurtamento do VE foi semelhante nos grupos GC e GL (p>0,05) sendo ambos maiores que os verificados no grupo GE. Comportamento semelhante foram obtidos com os valores da primeira derivada positiva e negativa da pressão do VE. CONCLUSAO: Em ratos com EAS o L reduziu as taxas de M e ICC e exerceu efeitos benéficos sobre a remodelação e a função do VE.
Descritores: Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/farmacologia
Estenose Aórtica Supravalvular/fisiopatologia
Hipertensão/fisiopatologia
Hipertrofia Ventricular Esquerda/patologia
Hipertrofia Ventricular Esquerda/fisiopatologia
Lisinopril/farmacologia
-Estenose Aórtica Supravalvular/complicações
Estenose Aórtica Supravalvular/mortalidade
Baixo Débito Cardíaco/etiologia
Baixo Débito Cardíaco/mortalidade
Hipertensão/complicações
Hipertrofia Ventricular Esquerda/mortalidade
Ratos Wistar
Fatores de Tempo
Função Ventricular Esquerda/efeitos dos fármacos
Remodelação Ventricular/efeitos dos fármacos
Limites: Ratos
Animais
Masculino
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Matsubara, Beatriz Bojikian
Matsubara, Luiz Shiguero
Texto completo
Id: lil-393214
Autor: Epifanio, Hindalis Ballesteros; Zornoff, Leonardo Antonio Mamede; Matsubara, Beatriz Bojikian; Paiva, Sergio Alberto Rupp de; Inoue, Roberto Minoru Tani; Matsubara, Luiz Shiguero.
Título: Remodelação miocárdica após infarto agudo do miocárdio experimental em ratos: efeito do bloqueio do sistema renina angiotensina aldosterona / Myocardial remodeling after experimental acute myocardial infarction in rats: effect of renin-angiotensin-aldosterone system blockade
Fonte: Arq. bras. cardiol;84(1):10-14, jan. 2005. ilus, tab.
Idioma: pt.
Projeto: FAPESP.
Resumo: OBJETIVO: Verificar a ação do lisinopril e do losartan sobre a remodelação miocárdica no infarto experimental em ratos. MÉTODOS: Ratos machos Wistar foram submetidos a infarto e tratados com lisinopril 20 mg/kg/dia (LIS, n=13) ou losartan 20 mg/kg/dia (LOS, n=11), ou mantidos sem tratamento (NT, n=11), por três meses e os resultados comparados com grupo controle (CONT, n=11) de ratos sem infarto. Após a eutanásia, o ventrículo esquerdo foi separado e pesado. Foram medidas a área seccional dos miócitos (AC), fração de colágeno intersticial (CVF) e a hidroxiprolina (HOP) miocárdica. As variáveis foram comparadas pela ANOVA de uma via, para nível de significância de p<0,05. RESULTADOS: O infarto agudo promoveu a hipertrofia do ventrículo esquerdo e os tratamentos com lisinopril e losartam preveniram a hipertrofia quantificada pelo peso do ventrículo esquerdo (LOS=1,06± 0,12g, LIS=0,97±0,18g, NT=1,26±0,17g, CONT=1,02± 0,09g; p<0,05), pelo peso de ventrículo esquerdo corrigido pelo peso corporal VE/PC (LOS=2,37±0,21mg/g, LIS=2,41± 0,38mg/g,NT=2,82±0,37mg/g, CONT=2,27± 0,15mg/g) e pela medida da AC do ventrículo esquerdo (LOS=210±39µ², LIS=217±35µ², NT=256±35µ², CONT= 158±06 µ²; p<0,05). O CVF foi significantemente maior no ventrículo esquerdo do grupo infartado e houve prevenção do aumento com os tratamentos (LOS=1,16±0,4 por cento, LIS=1,27± 0,5 por cento, NT=1,8± 0,4 por cento, CONT=0,7±0,5 por cento). A HOP foi maior no grupo infartado (NT=6,91±2,98mg/g vs. CONT=2,81±1,21mg/g) e não alterou com o tratamento. CONCLUSÃO: A remodelação miocárdica pós-infarto é caracterizada por aumento da massa ventricular remanescente e aumento de colágeno intersticial. O bloqueador da enzima conversora da angiotensina e o antagonista seletivo AT1 da angiotensina II previnem a hipertrofia do miócito e a fibrose intersticial.
Descritores: Bloqueadores do Receptor Tipo 1 de Angiotensina II/farmacologia
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/farmacologia
Lisinopril/farmacologia
Losartan/farmacologia
Infarto do Miocárdio/patologia
Remodelação Ventricular/efeitos dos fármacos
-Modelos Animais de Doenças
Hipertrofia Ventricular Esquerda/tratamento farmacológico
Hipertrofia Ventricular Esquerda/etiologia
Ratos Wistar
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Corrêa, Fernando M. A
Texto completo
Id: lil-347610
Autor: Ramalho, Leandra N. Z; Zucoloto, Sérgio; Ramalho, Fernando S; Castro-e-silva Júnior, Orlando de; Corrêa, Fernando M. A.
Título: Effect of antihypertensive agents on stellate cells during liver regeneration in rats
Fonte: Arq. gastroenterol;40(1):40-44, Jan.-Mar. 2003. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: Although most studies have focused on the hepatocytes, all the hepatic cells participate in the regenerative process, among them the stellate cells. The stellate cells are mesenchymal cells involved in local neurotransmission and paracrine regulation of several liver functions. Acute hepatic tissue loss promotes the proliferation and activation of stellate cells from a quiescent state to myofibroblast-like cells. AIM: Investigate the effects of antihypertensive agents on the stellate cell population during the liver regenerative phenomenon in rats. METHODS: Adult male Wistar rats received lisinopril, losartan, bradykinin, or saline solution in a proportional volume, intraperitoneally, before and after 70 percent partial hepatectomy. Animals from the experimental and saline groups were sacrificed at 36 hours after partial hepatectomy. The alpha-smooth muscle actin labelled stellate cells population was counted in the periportal and pericentral zones of the liver specimen. RESULTS: The labelled stellate cells were more numerous in the control group both in the periportal and pericentral zones at 36 hours after partial hepatectomy than at the other times. The population of stellate cells was significantly lower in the losartan group and higher in the bradykinin and lisinopril groups than in the control group. CONCLUSIONS: These results suggest that losartan can inhibit and bradykinin and lisinopril can stimulate the stellate cell population during liver regeneration in rats. These cells synthesize several substances to stimulate liver regeneration.
Descritores: Anti-Hipertensivos/farmacologia
Regeneração Hepática/efeitos dos fármacos
Fígado/citologia
-Bradicinina/farmacologia
Lisinopril/farmacologia
Losartan/farmacologia
Ratos Wistar
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 22 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Matsubara, Beatriz B
Matsubara, Luiz S
Tucci, Paulo J. F
Id: lil-320351
Autor: Zornoff, Leonardo A. M; Paiva, Sérgio A. R; Matsubara, Beatriz B; Matsubara, Luiz S; Tucci, Paulo J. F; Spadaro, Joel.
Título: Efeito do lisinopril sobre parâmetros cardíacos e mortalidade no infarto experimental em ratos / Effect of lisinopril on cardiac parameters and mortality after myocardial infarction in rats
Fonte: Arq. bras. cardiol;68(3):175-179, Mar. 1997.
Idioma: pt.
Resumo: PURPOSE: To analyse the effect of early (< 24h) administration of lisinopril on ventricular remodeling and mortality after myocardial infarction (MI) in rats. METHODS: Wistar rats weighing 200-250 g were submitted to ligation of the left coronary artery (LCA) and divided into three groups: SHAM (S, n = 9); infarcted and lisinopril (20mg/kg/day) treated rats (L, n = 38); infarcted and non-treated animals (NT, n = 24). Three months later, the cardiac function was studied in isolated heart preparation according to the Langendorff technique. Starling curves were constructed using fluid injection in the left ventricular balloon, which permitted to alter the diastolic pressure range from 0 to 30mmHg by means of pressure increments of 5mmHg. Body weight (BW), right ventricular weight (RVW), and RVW/BW were also determined. RESULTS: Three months after the surgery, the comparative mortality rate among groups was: S = 0; L = 34.4and NT = 54.4(p > 0.05, for L vs NT). In infarctions < 40of the left ventricle (LV), the RVW/BW relation was S = L < NT (p < 0.05); the left ventricular systolic pressure was S > L > NT (p < 0.05). In infarctions > 40of LV, the RVW/BW relation was S < L = NT (p < 0.05). For the Starling curves, the results were S > L > NT (p < 0.05). CONCLUSION: In our model lisinopril did not interfere with post-infarction mortality of rats, although decreasing the mortality risk in 49, in the treated group. The drug also altered the remodeling process, preventing hypertrophy and systolic disfunction after MI, mainly in infarctions < 40of LV.
Descritores: Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina
Infarto do Miocárdio/mortalidade
Lisinopril
-Análise de Variância
Peso Corporal
Cardiomegalia
Contração Miocárdica/efeitos dos fármacos
Função Ventricular Esquerda/efeitos dos fármacos
Infarto do Miocárdio/tratamento farmacológico
Tamanho do Órgão
Pressão Arterial/efeitos dos fármacos
Ratos Wistar
Estatísticas não Paramétricas
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde