Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.124.486.274.920.325.200 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Turchi, Marilia Dalva
Texto completo
Id: lil-736428
Autor: Leão, Ana Lúcia de Melo; Barbosa-Branco, Anadergh; Rassi Neto, Elias; Ribeiro, Cristina Aparecida Neves; Turchi, Marília Dalva.
Título: Absenteísmo-doença no serviço público municipal de Goiânia / Sickness absence in a municipal public service of Goiânia, Brazil
Fonte: Rev. bras. epidemiol;18(1):262-277, Jan-Mar/2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: O absenteísmo-doença, enquanto falta ao trabalho justificada por licença médica, é um importante indicador das condições de saúde dos trabalhadores. Em geral, características sociodemográficas e ocupacionais situam-se entre os principais fatores associados ao absenteísmo-doença. A administração pública é responsável por 21,8% dos empregos formais no Brasil. Esta população permite o estudo de uma grande variedade de categorias profissionais. OBJETIVO: Analisar o perfil e os indicadores de absenteísmo-doença entre servidores municipais de Goiânia, no Estado de Goiás, Brasil. Métodos: Estudo transversal das licenças certificadas para tratamento de saúde superiores a três dias, de todos os servidores, desde janeiro de 2005 a dezembro de 2010. Foram calculadas as prevalências, utilizando como critérios o número de indivíduos, os episódios e os dias de afastamento. RESULTADOS: Foram concedidas 40.578 licenças certificadas para tratamento de saúde a 13.408 servidores numa população média anual de 17.270 pessoas, o que resultou em 944.722 dias de absenteísmo. A prevalência acumulada de licença no período foi de 143,7%, com média anual de 39,2% e duração de 23 dias por episódio. A prevalência acumulada de absenteísmo-doença foi maior entre mulheres (52,0%) com idade superior a 40 anos (55,9%), com companheiro (49,9%), de baixa escolaridade (54,4%), profissionais de educação (54,7%), > 10 anos de serviço (61,9%) e múltiplos vínculos profissionais (53,7%). Os grupos de diagnósticos (CID-10) com as maiores prevalências acumuladas de licenças foram os do capítulo de transtornos mentais (26,5%), doenças osteomusculares (25,1%) e lesões (23,6%). CONCLUSÕES: Os indicadores de absenteísmo-doença expressam a magnitude desse fenômeno no serviço público e podem auxiliar no planejamento das ações de saúde do trabalhador, priorizando os grupos ocupacionais mais vulneráveis. .

BACKGROUND: Sickness absence, as work absenteeism justified by medical certificate, is an important health status indicator of the employees and, overall, sociodemographic and occupational characteristics are among the main factors associated with sickness absence. Public administration accounts for 21.8% of the formal job positions in Brazil. This population allows the study of a wide range of professional categories. OBJECTIVE: To assess the profile and indicators of sickness absence among public workers from the municipality of Goiania, in the State of Goiás, Brazil. METHODS: A cross-sectional study on certified sick leaves, lasting longer than three days, of all civil servants from January 2005 to December 2010. Prevalence rates were calculated using as main criteria the number of individuals, episodes and sick days. RESULTS: 40,578 certified sick leaves were granted for health treatment among 13,408 public workers, in an annual average population of 17,270 people, which resulted in 944,722 days of absenteeism. The cumulative prevalence of sick leave for the period was of 143.7%, with annual average of 39.2% and duration of 23 days per episode. The cumulative prevalence of sickness absence was higher among women (52.0%), older than 40 years old (55.9%), with a partner (49.9%), low schooling (54.4%), education professionals (54.7%), > 10 years of service (61.9%), and with multiple work contracts (53.7%). Diagnoses groups (ICD-10) with higher cumulative prevalence of sick leaves were those with mental disorders (26.5%), musculoskeletal diseases (25.1%), and injuries (23.6%). CONCLUSIONS: Indicators of sickness absence express the magnitude of this phenomenon in the public sector and can assist in planning health actions for the worker, prioritizing the most vulnerable occupational groups. .
Descritores: Fator H do Complemento
Citocinas/imunologia
Neuroglia/imunologia
Convulsões/imunologia
-Fatores Etários
Sistema X-AG de Transporte de Aminoácidos/imunologia
Sistema X-AG de Transporte de Aminoácidos/fisiologia
Astrócitos/efeitos dos fármacos
Astrócitos/imunologia
Astrócitos/fisiologia
Western Blotting
Clusterina/imunologia
Citocinas/efeitos dos fármacos
Citocinas/fisiologia
Modelos Animais de Doenças
Suscetibilidade a Doenças/imunologia
Imunofluorescência
Hipocampo/imunologia
Hipocampo/fisiologia
Imuno-Histoquímica
Inflamação/imunologia
Ácido Caínico
Microglia/efeitos dos fármacos
Microglia/imunologia
Microglia/fisiologia
Neuroglia/efeitos dos fármacos
Distribuição Aleatória
Ratos Sprague-Dawley
Índice de Gravidade de Doença
Convulsões/induzido quimicamente
Convulsões/fisiopatologia
Regulação para Cima/efeitos dos fármacos
Regulação para Cima/imunologia
Regulação para Cima/fisiologia
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, N.I.H., Extramural
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-610331
Autor: Gutierrez, Luciana; Ochoa, Federico; Oltra, Gisela; Raffaele, Pablo; Fortunato, Marcela; Lago, Néstor; Zotta, Elsa.
Título: Caracterización inmunohistoquímica de la función renal en un riñón transplantado en paciente portador de síndrome urémico hemolítico atípico por déficit de factor H: [revisión] / Immunohistochemical characterization of the renal function in transplanted kidney in a carrier of an atypical uremic haemolitic syndrome due to factor H deficit: [review]
Fonte: Rev. nefrol. diál. traspl;31(2):60-69, jun. 2011. ilus.
Idioma: es.
Resumo: El síndrome urémico hemolítico se caracteriza por presentar anemia hemolítica microangiopática, trombocitopenia e insuficiencia renal aguda. Se clasifica en típico, diarrea positivo, inducido por Escherichia coli 0157-H7 (90%) y atípico, más comúnmente secundario a la desregulación de la vía alternativa del complemento (3-10%). La región cromosómica 1q32 contiene el sistema regulador de la activación del complemento humano (RCA). Se relaciona con mutaciones en factores reguladores de C3 como el factor H (FH, la más común), el factor I, el factor B y la proteína constitutiva de membrana (MCP). Presenta patrones de herencia autosómica tanto dominante como recesiva. El déficit de FH autosómico dominante generalmente ocurre en adultos y la mortalidad y el riesgo de enfermedad renal terminal oscila entre el 50%-90%. El objetivo de nuestro trabajo fue estudiar la función tubular y glomerular por técnicas de inmunohistoquímica para detectar mecanismos de transporte para agua (AQPs), urea (UT-A) y proteínas (nefrina, podocalixina y megalina) en un riñón transplantado de un paciente portador de SUH por déficit de FH que desarrolló una recidiva de SUH y lesiones por nefrotoxicidad. Detectamos un mecanismo de adaptación a la uremia por la expresión de novo de un UT-A2 en corteza renal y la disminución del UT-A1 en médula y alteraciones en el manejo proximal del agua por la disminución de la expresión de AQP1 en túbulo proximal. Las modificaciones a nivel de la expresión de la nefrina y la podocalixina podocitarias y de megalina en el túbulo proximal podrían explicar la presencia de proteinuria.
Descritores: Fator H do Complemento/deficiência
Síndrome Hemolítico-Urêmica
Imunologia de Transplantes
Transplante de Rim/imunologia
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR444.1 - BAN - Biblioteca Argentina de Nefrología Dr. Víctor R. Miatello


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-549240
Autor: Rosales, Alejandra; Hofer, Johannes; Zimmerhackl, Lothar Bernd.
Título: Regulación del complemento en niños con síndrome urémico hemolítico atípico / Complement regulation in children with atypical hemolytic uremic syndrome
Fonte: Arch. latinoam. nefrol. pediátr;8(2):131-137, 2008.
Idioma: es.
Descritores: Lesão Renal Aguda
Fator H do Complemento
Transplante de Rim
Transplante de Fígado
Síndrome Hemolítico-Urêmica/complicações
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-480130
Autor: Repetto, Horacio A.
Título: Sindrome uremico hemolitico: ubicación nosologica actual / Hemolytic uremic syndrome (HUS): an up-dated nosological classification
Fonte: Medicina (B.Aires);66(supl.2):2-5, 2006. tab.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Jornada Nacional de Actualización sobre Síndrome Urémico Hemolítico, 1, Buenos Aires, 29 nov. 2006.
Resumo: An up-date of the causes and pathogenesis of the HUS is reported. After more than 40 years of research we are able to define the infectious agents and the toxin involved. The mechanisms and the molecules involved in the non-diarrheal (atypical) entities producing HUS have also been characterized. This new situation allows us to develop a diagnostic algorithm that enables us to better define preventive and therapeutic measures, based on more rational evidence.
Descritores: Síndrome Hemolítico-Urêmica/etiologia
-Proteínas ADAM/deficiência
Algoritmos
/deficiência
ANTIGENS, CDABSTRACTING AND INDEXING AS TOPIC/deficiência
Ativação do Complemento/fisiologia
Fator H do Complemento/deficiência
Glomerulonefrite/complicações
Rejeição de Enxerto/complicações
Hemolíticos/efeitos adversos
Síndrome Hemolítico-Urêmica/diagnóstico
Síndrome Hemolítico-Urêmica/metabolismo
Púrpura Trombocitopênica Trombótica/complicações
Toxina Shiga/metabolismo
Fator de von Willebrand/metabolismo
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde