Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.124.920 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-553337
Autor: Lopes, Marilene Hohmuth.
Título: Envolvimento da proteína prion celular e seus ligantes nos mecanismos de plasticidade neuronal e neuroproteção / Involvement of cellular prion protein and its ligands in the mechanisms of neuronal plasticity and neuroprotection.
Fonte: São Paulo; s.n; 2005. 218 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Antônio Prudente para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Atualmente muitos grupos de pesquisa estão empenhados em desvendar a função da forma celular da proteína prion, PrPc. PrPc é uma isoforma normal da proteína prion infecciosa (PrPsc-proteína prion scrapie) relacionada às Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (TSEs), genericamente designadas por doenças priônicas. Uma das maneiras de esclarecer o papel de PrPc é investigar moléculas ligantes e associá-las a fenômenos biológicos. As funções propostas para PrPc vão desde atividade semelhante a superóxido dismutase, proteção contra estresse oxidativo, diferenciação neuronal à sinalização. Em 1997, descrevemos um receptor/ligante para PrPc utilizando o princípio da hidropaticidade complementar. No presente trabalho, apresentamos o isolamento e identificação deste ligante de PrPc como sendo STI1 (?Stress inducible protein 1?), uma co-chaperonina. In vitro, a STI1 interage com PrPc de maneira específica, saturável e com alta afinidade (Kd=10-7M). Ex vivo, a interação entre PrPc e STI1, possui efeito neuroprotetor ao ativar a via de PKA (Proteína quinase dependente de AMPc), além disso, promove crescimento neurítico através da via de MAPK (Proteína quinase ativada por mitógeno) em neurônios do sistema nervoso central. Paralelamente, mostramos que PrPc atua como um ligante de proteínas de matriz extracelular: vitronectina e laminina. A interação entre vitronectina e PrPc leva ao crescimento axonal de células do sistema nervoso periférico. Ao interagir com laminina, PrPc induz formação e manutenção de neuritos e se mostra importante para os mecanimos de consolidação da memória de curta e longa duração, sendo que este processo requer a ativação de vias clássicas de sinalização (PKA/MAPK). Assim, a caracterização das interações PrPc-STI1, PrPc-Vn e PrPc-Ln representa contribuições importantes para a elucidação do papel biológico de PrPc...(AU)

owadays, many research groups are interested in unraveling the role of the cellular prion protein, PrPc, which is the normal isoform of protein associated with the Transmissible Spongiform Encephalopaties (TSEs), generically designated prion diseases. Several biological roles for PrPc have been proposed. In 1997, our group described a PrPc receptor/ligand based on the complementary hydropathy theory. Herein, we showed the identification of the PrPc receptor/ligand as STI1, or Stress inducible protein 1. In vitro studies demonstrated that STI1 is a specific, saturable and high affinity ligand for PrPc (Kd=10-7M). Ex vivo, PrPc-STI1 interaction promoted neurite outgrowth through MAPK (Mitogen activated protein kinase) and showed neuroprotective effects by activating PKA (cAMP-dependent protein kinase) in central nervous system neurons. We also demonstrated that PrPc act as an extracellular matrix protein receptor for vitronectin (Vn) and laminin (Ln). The interaction between Vn and PrPc led to axonal outgrowth in peripheral nervous system. Upon its interaction with Ln, PrPc induced formation and maintenance of neurites and participated in short and long term memory consolidation mechanisms by activating classical signaling pathways (PKA/MAPK). Thus, the characterization of PrPc-STI1, PrPcVn and PrPc-Ln interactions represents important contributions for the elucidation of PrPc physiological roles (AU)
Descritores: Apoptose
Laminina
Plasticidade Neuronal
Príons/biossíntese
Sistema Nervoso Periférico
Vitronectina
-Memória
Responsável: BR30.1 - Biblioteca
BR30.1


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-407956
Autor: Hajj, Glaucia Noeli Maroso.
Título: A proteína prion celular e seus ligantes - vitronectina, STI1 e laminina - nos mecanismos de plasticidade neuronal / The cellular prion protein and its ligants - vitronectin, STI1 and laminin - in the mechanisms of neuronal plasticity.
Fonte: São Paulo; s.n; 2004. 203 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Prions são agentes etiológicos das encefalopatias espongiformes transmissíveis, doenças que acometem tanto homens quanto animais. A proteína infecciosa, PrPsc, é uma isoforma de uma proteína celular normal denominada PrPc. As funções de PrPc ainda causam controvérsia na literatura, mas já foi demonstrada a participação de PrPc em uma variedade de fenômenos biológicos, como homeostase de íons cobre, proteção contra estresse oxidativo, sinalização celular e neuritogênese entre outros. A interação de PrPc com laminina, uma proteína de matriz extracelular, leva a formação e manutenção de neuritos em neurônios hipocampais. Seguindo este caminho, demonstramos no presente trabalho a interação de PrPc com outra proteína de matriz extracelular, vitronectina (Vn)...
Descritores: Laminina
Ligantes
Plasticidade Neuronal
Príons
Vitronectina
-Apoptose
Neuroquímica
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 574.19245, 154p


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-290144
Autor: Franco, C. R. C; Rocha, H. A. O; Trindade, E. S; Santos, I. A. N; Leite, E. L; Veiga, S. S; Nader, H. B; Dietrich, C. P.
Título: Heparan sulfate and control of cell division: adhesion and proliferation of mutant CHO-745 cells lacking xylosyl transferase
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;34(8):971-975, Aug. 2001. ilus.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: SIMEC 2000 - International Symposium on Extracellular Matrix, Angra dos Reis, September 24-27, 2000.
Resumo: We have examined the role of cell surface glycosaminoglycans in cell division: adhesion and proliferation of Chinese hamster ovary (CHO) cells. We used both wild-type (CHO-K1) cells and a mutant (CHO-745) which is deficient in the synthesis of proteoglycans due to lack of activity of xylosyl transferase. Using different amounts of wild-type and mutant cells, little adhesion was observed in the presence of laminin and type I collagen. However, when fibronectin or vitronectin was used as substrate, there was an enhancement in the adhesion of wild-type and mutant cells. Only CHO-K1 cells showed a time-dependent adhesion on type IV collagen. These results suggest that the two cell lines present different adhesive profiles. Several lines of experimental evidence suggest that heparan sulfate proteoglycans play a role in cell adhesion as positive modulators of cell proliferation and as key participants in the process of cell division. Proliferation and cell cycle assays clearly demonstrate that a decrease in the amount of glycosaminoglycans does not inhibit the proliferation of mutant CHO-745 cells when compared to the wild type CHO-K1, in agreement with the findings that both CHO-K1 and CHO-745 cells take 8 h to enter the S phase
Descritores: Células CHO/citologia
Matriz Extracelular/fisiologia
Proteoglicanas de Heparan Sulfato/fisiologia
-Adesão Celular/fisiologia
Divisão Celular
Colágeno/fisiologia
Fibronectinas/fisiologia
Laminina/fisiologia
Vitronectina/fisiologia
Limites: Animais
Cricetinae
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-215583
Autor: Mordoh, Ana.
Título: Inmunología del melanoma / Immunology of melanoma
Fonte: Dermatol. argent;4(1):12-20, ene.-mar.1998. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Antígenos de Neoplasias
Melanócitos/imunologia
Melanoma/imunologia
-Antígenos
Gangliosídeos
Interleucina-2/fisiologia
Linfócitos do Interstício Tumoral/imunologia
Melanoma/classificação
Melanoma/ultraestrutura
Metástase Neoplásica/imunologia
Pigmentação/imunologia
Inquéritos e Questionários
Vitronectina
Limites: Humanos
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde