Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.157.420 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 14 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 14 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Czepielewski, Mauro A
Texto completo
Id: lil-491857
Autor: Isotton, Ana Lúcia; Wender, Maria Celeste O; Czepielewski, Mauro A.
Título: Influências da reposição de estrógenos e progestágenos na ação do hormônio de crescimento em mulheres com hipopituitarismo: [revisão] / The influence of estrogen and progestogen replacement on growth hormone activity in women with hypopituitarism: [review]
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;52(5):901-916, jul. 2008. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O tratamento do hipogonadismo hipogonadotrófico na mulher adulta com hipopituitarismo inclui diversas alternativas terapêuticas de estrógenos e progestágenos, sendo a via oral a de menor custo e a de maior comodidade à paciente. A rota estrogênica oral, entretanto, exerce marcada influência sobre o eixo hormônio de crescimento/fator de crescimento insulina-símile número 1 (GH/IGF-1) nessas mulheres. O tratamento com estrógenos orais, concomitante ao uso de GH em pacientes com hipopituitarismo, antagoniza as ações biológicas do GH e agrava as anormalidades de composição corporal e o metabolismo em geral. Presume-se que o estrógeno oral iniba a secreção/produção de IGF-1 por meio de efeito de primeira passagem hepática, causando aumento da secreção de GH por intermédio de inibição do feedback negativo de IGF-1 em mulheres normais. Isso é demonstrado clinicamente por redução da massa magra, aumento da massa gorda, perfil lipídico aterogênico e prejuízo do bem-estar psicológico. Alguns estudos apontam que os progestágenos com ação androgênica revertem o efeito de diminuição dos níveis séricos de IGF-1 induzida pelos estrógenos orais. Os progestágenos neutros não apresentam esse efeito, porém, quanto maior a potência androgênica, maior será a reversão do efeito de diminuição de IGF-1. Na presente revisão da literatura, serão abordados os aspectos clínicos da reposição com estrógenos e progestágenos nas mulheres com hipopituitarismo, suas interações nas outras deficiências hormonais, bem como o impacto do uso de estrógenos sobre as ações metabólicas do GH.

Treatment of hypogonadotropic hypogonadism in adult women with hypopituitarism can include a wide range of estrogen and progestogen treatment alternatives and oral administration is the route of least cost and greatest patient comfort. The oral estrogen route has a major impact on the growth hormone-insulin-like growth factor I (GH/IGF-1) axis. Oral estrogen therapy, when given concurrently with GH to patients with hypopituitarism, antagonizes the biological effects of GH treatment and aggravates the abnormalities of body composition and the metabolism in general. It is presumed that oral estrogen suppresses the secretion/production of IGF-1 by a hepatic first-pass mechanism, resulting in increased GH secretion by means of suppressing the IGF-1 negative feedback that is present in healthy women. This is clinically manifested in reduced lean body mass, increased fat mass, an atherogenic lipid profile and damage to psychological well-being. Some studies have indicated that progestogens with androgenic actions reverse the effect of reduced serum IGF-1 levels that is induced by the oral estrogens. Neutral progestogens do not exert this effect, however the stronger the androgenic potentialis, the more the effect of reduced IGF-1 will be reversed. This bibliographical review will deal with the clinical aspects of estrogen and progestogen replacement in women with hypopituitarism, their interactions with other hormone deficiencies and the impact of estrogen treatment on the metabolic actions of GH.
Descritores: Terapia de Reposição de Estrogênios
Estrogênios/uso terapêutico
Hormônio do Crescimento Humano/metabolismo
Hipopituitarismo/tratamento farmacológico
Progestinas/uso terapêutico
-Composição Corporal/efeitos dos fármacos
Hipopituitarismo/metabolismo
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina/metabolismo
Fator de Crescimento Insulin-Like I/metabolismo
Limites: Feminino
Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Czepielewski, Mauro A
Texto completo
Id: lil-491839
Autor: Paula, Leila Pedroso de; Czepielewski, Mauro A.
Título: Avaliação dos métodos diagnósticos para deficiência de GH (DGH) na infância: IGFs, IGFBPs, testes de liberação, ritmo de GH e exames de imagem: [revisão] / Evaluating diagnosis methods on childhood GH (DGH) deficiency: IGFs, IGFBPs, releasing tests, GH rhythm and image exams: [review]
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;52(5):734-744, jul. 2008. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O emprego das diversas metodologias diagnósticas da deficiência de hormônio de crescimento (DGH) em crianças é controverso. Neste artigo serão analisadas estas alternativas revisando a literatura e apresentando dados prospectivos obtidos pelos autores, sugerindo que a DGH seja diagnosticada empregando-se testes de triagem seguidos de testes de confirmação. Assim, recomenda-se que crianças com baixa estatura sejam avaliadas clínica e laboratorialmente para exclusão de doenças crônicas e genéticas. Naquelas com estatura < 3º percentil ou velocidade de crescimento (VC) < percentil 25, dosar IGF-1 como triagem. Se IGF-1 < -1 desvio-padrão (DP), a DGH deve ser confirmada pela ausência de resposta do hormônio de crescimento (GH) a dois testes de estímulo (pico < 5 mcg/L). Em paciente com fatores de risco, IGF-1 < -1 DP e um teste não-responsivo também é diagnóstico de DGH. As crianças com IGF-1 > -1 DP, devem ter a VC acompanhada e, se alterada, pode-se indicar reavaliação do eixo GH/IGF-1 excluindo ou confirmando a DGH.

The diagnostic approach to growth hormone deficiency (GHD) in children with short stature (SS) is controversial. Here we review the available methodology and present prospective data obtained in a cohort of patients with SS suggesting the use of screening test followed by the confirmation test. Thus, the children with SS should be submitted to clinical and laboratorial evaluation to exclude of chronic and genetic diseases. In addition patients with height < 3 percentil or growth velocity < percentil 25, IGF-1 levels should be measured. If the IGF1 levels < -1 standard deviation (SD) compared to the age, GHD should be confirmed by two GH-stimulations tests (peak < 5 mcg/L). In risk factor patients, IGF-1 < -1 SD and one non-responsible GH-test, the GHD was confirmed. Children with IGF-1 > -1 SD, the growth velocity should have observed and GH/IGF-1 axis re-evaluated if the growth pattern is not satisfactory.
Descritores: Nanismo Hipofisário/diagnóstico
Hormônio do Crescimento Humano/deficiência
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina/metabolismo
Fator de Crescimento Insulin-Like I/metabolismo
Programas de Rastreamento
-Diagnóstico por Imagem
Hormônio do Crescimento Humano
Testes de Função Hipofisária/métodos
Curva ROC
Sensibilidade e Especificidade
Limites: Criança
Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Aguiar-Oliveira, Manuel Herminio
Texto completo
Id: lil-491838
Autor: Martinelli Júnior, Carlos Eduardo; Custódio, Rodrigo José; Aguiar-Oliveira, Manuel Hermínio.
Título: Fisiologia do eixo GH-sistema IGF / Physiology of the GH-IGF axis
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;52(5):717-725, jul. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: O crescimento, principal característica da infância e da adolescência, apresenta padrão semelhante na maioria dos indivíduos. A herança genética e os componentes do eixo GH-IGF são os fatores que diretamente influenciam esse processo. O GH, produzido na hipófise, exerce sua ação sobre o crescimento mediante regulação do sistema IGF. Os IGFs (IGF-1 e IGF-2) são fatores de crescimento produzidos na maioria dos órgãos e tecidos do organismo, possuindo ações autócrinas, parácrinas e endócrinas sobre o metabolismo intermediário, proliferação, crescimento e diferenciação celular. Associam-se com elevado grau de especificidade e de afinidade à família de seis proteínas carreadoras, denominadas IGFBPs (IGFBP-1 a -6), as quais modulam suas bioati-vidades. A maioria das ações conhecidas dos IGFs é exercida mediante sua ligação com o receptor tipo 1 (IGF-1R). Neste artigo será revisada a composição e a regulação do eixo GH-sistema IGF, assim como a participação de cada um dos seus diferentes componentes no processo de regulação do crescimento humano.

Growth, the main characteristic of childhood and adolescence, has a similar pattern in the majority of the individuals. Genetic background and GH-IGF axis are the factors that directly influence this process. Pituitary GH acts on growth mainly through the regulation of IGF system. The IGFs (IGF-1 and IGF-2) are growth factors produced in the majority of the organs and body tissues. They have autocrine, paracrine and endocrine actions on metabolism and cell proliferation, growth and differentiation. The IGFs bind with high specificity and affinity to a family of 6 binding proteins, called IGFBPs (1 to 6) that modulate their bioactivity. Most of the known IGF actions are mediated via IGF type 1 receptor (IGF1R). In this article we are going to review the composition and regulation of the GH-IGF axis and the role of each component in the regulation of the growth process.
Descritores: Crescimento/fisiologia
Hormônio do Crescimento Humano/fisiologia
Somatomedinas/fisiologia
-Transtornos do Crescimento/fisiopatologia
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina/fisiologia
Fator de Crescimento Insulin-Like I/fisiologia
Fator de Crescimento Insulin-Like II/fisiologia
Receptor IGF Tipo 1/fisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-464745
Autor: Tau, Cristina; Russo, Ricardo.
Título: Osteoporosis grave con aplastamientos vertebrales en dermatomiositis juvenil: efecto del tratamiento con alendronato oral / Severe osteoporosis with vertebral crushes in juvenile dermatomyositis: effect of oral alendronate therapy
Fonte: Medicina (B.Aires);67(1):53-56, jan.-fev. 2007. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Los glucocorticoides son usados comúnmente para el tratamiento de enfermedades inflamatorias, autoinmunes, enfermedades malignas, y en la prevención de rechazo de órganos trasplantados. Un efecto secundario frecuente del tratamiento prolongado es la pérdida de masa ósea que se produce por varios mecanismos y es causa de osteoporosis y fracturas vertebrales. El tratamiento con disfosfonatos ha sido propuesto para esta situación. Presentamos un caso clínico de osteoporosis grave en una niña con dermatomiositis juvenil, que respondió favorablemente al tratamiento con disfosfonatos orales.

Glucocorticoids are used for the treatment of inflammatory and autoimmune diseases, cancer, and in prevention of organ rejects. A frequent secondary effect of longterm treatment with corticoids is the loss of bone mass, caused by several mechanisms: decrease in the intestinal calcium absorption, increase of the renal calcium excretion at the distal renal tubule, suppressive effect on the osteoblast and also in apoptosis of osteoclasts, inhibition in local production of IGF I (Insulin-like growth factor) and IGFBPs (binding IGF I proteins necessary for bone metabolism), and decrease on osteocalcin production. Longterm treatment with corticoids is associated with osteoporosis and vertebral fractures. To improve this condition, treatment with bisphosphonates has been proposed. We present here a clinical case of a girl with dermatomyositis and severe osteoporosis with vertebral crushes, who responded well to oral bisphophonate treatment.
Descritores: Corticosteroides/efeitos adversos
Alendronato/uso terapêutico
Conservadores da Densidade Óssea/uso terapêutico
Dermatomiosite/complicações
Osteoporose/induzido quimicamente
Fraturas da Coluna Vertebral/induzido quimicamente
-Estatura/efeitos dos fármacos
Densidade Óssea/efeitos dos fármacos
Cálcio na Dieta/uso terapêutico
Dermatomiosite/tratamento farmacológico
Dermatomiosite
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina/antagonistas & inibidores
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina/efeitos dos fármacos
Fator de Crescimento Insulin-Like I/antagonistas & inibidores
Fator de Crescimento Insulin-Like I/efeitos dos fármacos
Osteoporose/tratamento farmacológico
Osteoporose
Índice de Gravidade de Doença
Fraturas da Coluna Vertebral/tratamento farmacológico
Fraturas da Coluna Vertebral
Vitamina D/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Machado, O. L. T
Texto completo
Id: lil-437826
Autor: Azevedo, C. R; Maciel, F. M; Silva, L. B; Ferreira, A. T. S; Cunha, M. da; Machado, O. L. T; Fernandes, K. V. S; Oliveira, A. E. A; Xavier-Filho, J.
Título: Isolation and intracellular localization of insulin-like proteins from leaves of Bauhinia variegata
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;39(11):1435-1444, Nov. 2006. ilus, graf.
Idioma: en.
Projeto: Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.
Resumo: Evidence based on immunological cross-reactivity and anti-diabetic properties has suggested the presence of insulin-like peptides in plants. The objective of the present study was to investigate the presence of insulin-like proteins in the leaves of Bauhinia variegata ("pata-de-vaca", "mororó"), a plant widely utilized in popular medicine as an anti-diabetic agent. We show that an insulin-like protein was present in the leaves of this plant. A chloroplast protein with a molecular mass similar to that of bovine insulin was extracted from 2-mm thick 15 percent SDS-PAGE gels and fractionated with a 2 x 24 cm Sephadex G-50 column. The activity of this insulin-like protein (0.48 mg/mL) on serum glucose levels of four-week-old Swiss albino (CF1) diabetic mice was similar to that of commercial swine insulin used as control. Further characterization of this molecule by reverse-phase hydrophobic HPLC chromatographic analysis as well as its antidiabetic activity on alloxan-induced mice showed that it has insulin-like properties. Immunolocalization of the insulin-like protein in the leaves of B. variegata was performed by transmission electron microscopy using a polyclonal anti-insulin human antibody. Localization in the leaf blades revealed that the insulin-like protein is present mainly in chloroplasts where it is also found associated with crystals which may be calcium oxalate. The presence of an insulin-like protein in chloroplasts may indicate its involvement in carbohydrate metabolism. This finding has strengthened our previous results and suggests that insulin-signaling pathways have been conserved through evolution.
Descritores: Bauhinia/química
Cloroplastos/química
Diabetes Mellitus Experimental/tratamento farmacológico
Hipoglicemiantes/isolamento & purificação
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina/isolamento & purificação
Folhas de Planta/química
-Autoanticorpos/sangue
Bauhinia/citologia
Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Cloroplastos/ultraestrutura
Eletroforese em Gel de Poliacrilamida
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Imunoglobulina G/sangue
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina/uso terapêutico
Microscopia Eletrônica de Transmissão
Folhas de Planta/citologia
Limites: Animais
Bovinos
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-430358
Autor: Jaramillo, Hilda N; Maldonado, Juan G.
Título: Factores de crecimiento II: Factores insulinoides de crecimiento / Growth factors II: Insuline-like growth factor I and II, and insulin-like growth factor binding proteis (GFBPs)
Fonte: Iatreia;9(3):125-130, sept. 1996.
Idioma: es.
Resumo: Se revisan los Factores Insulinoides de Crecimiento, también denominados "Factores de Crecimiento Similares a la Insulina", sobre los cuales se dispone de abundante información. Se sintetizan conocimientos recientes sobre dichos factores con énfasis en los siguientes aspectos: estructura bioquímica, concentraciones y sus cambios en los líquidos biológicos, proteínas fijadoras, receptores, mecanismos de acción y efectos biológicos.
Descritores: Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina
Fator de Crescimento Insulin-Like I
Fator de Crescimento Insulin-Like II
Receptor IGF Tipo 1
Receptor IGF Tipo 2
Responsável: CO56.1 - Biblioteca


  7 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Aguiar-Oliveira, Manuel Herminio
Texto completo
Id: lil-393275
Autor: Menezes, Carlos Alberto; Aragão, Valdinaldo; Rios-Santos, Fabrício; Aguiar-Oliveira, Manuel Hermínio.
Título: Diagnóstico clínico e laboratorial da deficiência isolada do hormônio do crescimento em crianças e adolescentes portadores da mutação no gene do receptor do hormônio liberador do hormônio de crescimento em Itabaianinha, Sergipe / Clinical and laboratorial diagnosis isolated deficiency of growth hormone in children and adolescents with mutation in receptor gene of growth hormone-releasing hormone in Itabaianinha, SE, Brazil
Fonte: J. bras. patol. med. lab;40(6):371-378, dez. 2004. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇAO: Em Itabaianinha - Sergipe é encontrado o maior grupo descrito na literatura de habitantes com o fenótipo associado à deficiência isolada do hormônio do crescimento (DIGH) em função da mutação IVS1+ 1, G->A no gene do receptor do hormônio liberador do hormônio de crescimento (GHRH). O objetivo do presente trabalho é descrever o fenótipo clínico e laboratorial dos pacientes da cidade. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram selecionados 12 indivíduos com fenótipo clínico de DIGH e 10 voluntários controles sem deficiência de GH, ambos com idade inferior a 20 anos, para estudo de corte transversal. RESULTADOS E DISCUSSAO: Os portadores de DIGH apresentaram hiporresponsividade ao teste de clonidina e à hipoglicemia insulínica e níveis séricos abaixo dos valores de referência para o fator de crescimento insulina símile I (IGF-I) e proteína ligadora do fator de crescimento símile a insulina 3 (IGFBP-3) (6 ±4ng/ml e 510 ± 151ng/ml, respectivamente p < 0,01). O estudo mostrou não haver alterações de função tireoidiana, níveis de hormônios gonadais, cortisol e no estudo da sela túrcica nessa população. Os indivíduos de Itabaianinha apresentam maior número de características fenotípicas (baixa estatura proporcionada, facies típica, adiposidade central, etc.) quando comparados aos grupos descritos na literatura com outras mutações no GHRH-R. CONCLUSAO: Os dados demonstram que a população da cidade apresenta deficiência isolada do hormônio de crescimento do tipo IB. Além disso, a baixa estatura não está associada a alterações múltiplas de hormônios hipofisários ou outras patologias não-hormonais.
Descritores: Estatura
Estudos Transversais
Clonidina
Hormônio do Crescimento/sangue
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina
Mutação
Fenótipo
Receptores da Somatotropina/deficiência
Limites: Criança
Adolescente
Masculino
Feminino
Humanos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  8 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Luciano, Eliete
Texto completo
Id: lil-314606
Autor: Gomes, Ricardo José; Luciano, Eliete; Caetano, Flávio Henrique.
Título: Influência do treinamento físico sobre o fator de crescimento insulino-símile (IGF-1) em ratos machos wistar / Influence of the phisical training on the Insulin-Like growth factor(IGF-1) in male wistar rats
Fonte: Rev. bras. ativ. fís. saúde;6(1):25-30, 2001. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo teve por objetivo estudar a influência do treinamento físico crônico sobre alguns parâmetros relacionados ao crescimento em ratos. Para os estudos, os ratos foram distribuidos em dois grupos, controle sedentário (CS) e controle treinado(CT). O protocolo de treinamento consistiu em nataçäo por 60 minutos diários, 5 dias/semana, durante 6 semanas consecutivas. Ao final do período experimental, os ratos foram sacrificados e o sangue foi utilizado para dosagem de glicose, insulina e IGF-1, enquanto o fígado foi extraído para avaliaçäo do glucogênio, proteínas e DNA. A análise estatística mostrou diferença significativa (p menor que 0,05), entre os grupos com relaçäo a razäo proteína/DNA do fígado, glicogênio e quanto ao IGF-1. Porém, näo foram encontradas diferenças significativas nos níveis de glicose, insulina e GH. Estes resultados podem representar importantes determinantes do desenvolvimento músculo-esquelético em organismos treinados. Portanto conclui-se que o treinamento físico contribui para o aumento da razäo proteína/DNA no fígado e dos níveis circulantes do fator de crescimento semelhante à insulina (IGF-1) em ratos.(au)
Descritores: Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina
Glicogênio Hepático
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  9 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-307348
Autor: Fagin, J. A.
Título: Mouse genetic models to explore the function of IGF-I in smooth muscle
Fonte: Medicina (B.Aires);61(5,pt.2):653-654, 2001.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Reunión Anual de la Sociedad Argentina de Investigación Clínica, 46, Apresentado em: Reunión de la Sociedad Argentina de Inmunología, 49, Mar del Plata, 14-17 nov. 2001.
Descritores: Fator de Crescimento Insulin-Like I
Modelos Animais
Músculo Liso
-Divisão Celular
Expressão Gênica
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina
Fator de Crescimento Insulin-Like I
Camundongos Transgênicos
Modelos Genéticos
Músculo Liso Vascular
Mutação
Limites: Animais
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 14 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-266033
Autor: Gradela, A; Roncoletta, M; Morani, E. S. C; Esper, C. R; Franceschini, P. H.
Título: Proteínas ligantes do insulin-like growth factor (IGFBPs) e dominância folicular em vacas Bos taurus indicus puras e cruzadas / Insulin-like growth factor-binding proteins and follicular dominance in Bos taurus indicus pure and crossed cows
Fonte: Braz. j. vet. res. anim. sci;35(5):218-20, 1998. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi identificar um marcador bioquímico de folículos bovinos com diâmetro maior do que 10 mm, o qual poderia ser utilizado para identificar folículos dominantes nesta espécie. Líquido folicular era aspirado de folículos com diâmetros menores do que 5 mm, entre 5 e 10 mm e maiores do que 10 mm, provenientes de ovários de 37 fêmeas bovinas abatidas. Após aspiraçäo, o líquido folicular (LF) era acondicionado em ependorfs etiquetados e congelados. Os padröes eletroforéticos em SDS-PAGE das proteínas do LF foram deteminados e verificou-se que os folículos com diâmetro maior do que 10 mm apresentaram um polipeptídeo com PM entre 39 e 43 KDa identificado como a proteína ligante de IGF-3 (IGFBP-3), o qual näo foi observado em folículos com diâmetro menor do que 5 mm e entre 5 e 10 mm. Este estudo sugere que este polipeptídeo possa ser utilizado como marcador bioquímico de folículos maiores do que 10 mm
Descritores: Bovinos
Líquido Folicular
Proteínas de Ligação a Fator de Crescimento Semelhante a Insulina
Biomarcadores
Limites: Animais
Feminino
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde