Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.157.530.300.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847073
Autor: Almeida, Tiago Jonas de.
Título: Seleção de aptâmeros que se ligam ao receptor humano para o gosto doce / Screening for aptamers that bind to the human sweet taste receptor (hT1R2/hT1R3).
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. 157 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Foi demonstrado que o gosto doce é transduzido por receptores acoplados a proteína G classe III (GPCRs), T1R2 e T1R3. Essas proteínas exibem longas extremidades amino-terminais que formam um domínio de ligação globular extracelular. Elas são expressas em células associadas ao gosto (células epiteliais que constituem os botões gustativos nas papilas gustativas), que respondem a moléculas associadas ao gosto doce. Quando T1R2 e T1R3 são co-expressas em células heterólogas, elas respondem, como heterômeros, a uma série de açúcares, alguns D-aminoácidos, edulcorantes artificiais e proteínas doces. Foi também demonstrado que o receptor humano T1R2/T1R3 para o gosto doce apresenta múltiplos sítios de ligação. Para melhor compreender a estrutura desse receptor e responder à pergunta de como um único quimiorreceptor pode ser responsivo a uma variedade de ligantes, foi utilizada a abordagem denominada evolução sistemática de ligantes por enriquecimento exponencial (SELEX) para isolar, a partir de uma biblioteca combinatória de oligonucleotídeos, aptâmeros de RNA resistentes a nuclease que se ligam ao receptor humano para o gosto doce com alta afinidade. Após um enriquecimento de doze ciclos do pool original de RNA contendo em torno de 1013 sequências diferentes (contra preparações de membrana de células HEK293T que expressam hT1R2/hT1R3) e outros ciclos de contrasseleção negativa (para eliminar moléculas de RNA que se ligam de forma inespecífica à membrana de nitrocelulose e a outras proteínas diferentes do alvo, ou seja, proteínas de membrana de células HEK293T selvagem), realizou-se a transcrição reversa do RNA seguida de amplificação por PCR e sequenciamento. Aptâmeros do ciclo 12 com sequências consenso foram selecionados, e a ligação de alguns deles com hT1R2/hT1R3 foi então avaliada. Cinco desses aptâmeros mostram claramente uma maior afinidade por células HEK293T que expressam hT1R2/hT1R3. Como segunda parte desta tese, estudamos outro receptor, denominado CD36, que, como o receptor T1R2/T1R3, é expresso na língua. Estudos indicam que ele age como receptor gustativo de gordura. Neste trabalho, verificamos que essa proteína é expressa em uma subpopulação de neurônios olfatórios presentes no epitélio olfatório, indicando que ela pode ter também uma função olfatória, ainda não caracterizada

It has been shown that sweet taste is transduced by the Class III G Protein-Coupled Receptors (GPCRs) T1R2 and T1R3, which show long N-termini that form a globular extracellular ligand-binding domain. These receptors are expressed in the taste cells (epithelial cells that constitute the taste buds in taste papillae) that respond to sweet tastants, and when T1R2 and T1R3 are coexpressed in heterologous cells, they respond, as heteromers, to a series of sugars, some D-amino acids, artificial sweeteners and sweet proteins. It has also been demonstrated that the sweet taste receptor has multiple binding sites. In order to better understand the structure of this receptor and answer the question of how a single chemoreceptor can respond to a variety of ligands, we used the combinatorial oligonucleotide library screening approach, denominated Systematic Evolution of Ligands by Exponential Enrichment (SELEX), to isolate nuclease-resistant RNA aptamers that bind to the human sweet taste receptor with high affinity. Following a twelve round enrichment of the previous random RNA pool containing around 1013 different sequences (against membrane preparations of hT1R2/hT1R3-expressing HEK293T cells) and negative counterselection cycles (to eliminate RNA molecules that bind nonspecifically to the nitrocellulose membrane and to proteins other than the target, that is, HEK293T cells membrane proteins), the RNA was reverse-transcribed for DNA sequencing. Aptamers from cycle 12 with consensus sequences were selected, and the binding of some of them to the human sweet taste receptor was then evaluated. Five out of the aptamers clearly show greater affinity for hT1R2/hT1R3-expressing HEK293T cells than for hT1R2/hT1R3-non-expressing HEK293T cells. In this thesis we have also analyzed another receptor, denominated CD36, which is also expressed in the tongue. Studies indicate that it acts as a receptor for fat. In this work, we found that CD36 is expressed in a subset of the olfactory neurons localized in the olfactory epithelium, indicating that it may also have an as yet uncharacterized olfactory function
Descritores: Aptâmeros de Nucleotídeos/análise
Técnica de Seleção de Aptâmeros/métodos
Olfato
-Antígenos CD36
Células Epiteliais
Imunofluorescência/métodos
Mucosa Olfatória
Células Receptoras Sensoriais
Tipo de Publ: Técnicas In Vitro
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T 574.192, A447s. 30100025421-Q


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-782821
Autor: Schroeder, Caroline Cristine; Scariot, Juliana Souza Vieira, Rafaela; Ribeiro, João Cesar Zielak, Geraldo Monteiro; Deliberador, Tatiana Miranda; Giovanini, Andrea M. Marcaccini, Allan Fernando.
Título: Platelet Rich Plasma (PRP) Produces an Atherofibrotic Histophenotype During Craniofacial Bone Repair Due to Changes of Immunohistochemical Expression of Erk1/2, p38α /β, Adiponectin and Elevated Presence of Cells Exhibiting B-scavenger Receptor (CD36+)
Fonte: Braz. dent. j;27(3):243-254, May-June 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The platelet-extracellular matrix interaction in platelet rich plasma (PRP) through thrombospondin receptor-CD36 induces the secretion of growth factors responsible for cellular proliferation and differentiation during the repair process. Since CD36 also acts as a class B-scavenger-receptor for development of foam-like cells and mitogen-activated kinases, such as Erk1/2 and p38α/β, are important proteins activated by platelet growth factor, the aim of this study was to evaluate the immunohistochemical presence of CD36, Erk1/2, p38α/β during the bone repair treated and non-treated with PRP and to compare these results with the histomorphometry of repair. Simultaneously, the immunopresence of adiponectin was analyzed, which may contribute to osteogenesis at the same time it inhibits fibrosis and impairs adipogenesis and foam cell formation in the medullary area. An artificial bone defect measuring 5×1 mm was produced in the calvaria of 56 Wistar rats. The defects were randomly treated with autograft, autograft+PRP, PRP alone and sham. The animals were euthanized at 2 and 6 weeks post-surgery. Data were analyzed by ANOVA followed by non-parametric test Student Newman-Keuls (p<0.05) for histomorphometric and immunohistochemical interpretation. The results revealed that in specimens that received PRP the immunopositivity for Erk1/2, p38α/β and CD36 proteins increased significantly while the immunohistochemical expression of adiponectin decreased simultaneously. There was also an accentuated reduction of bone matrix deposition and increase of the medullary area represented by fibrosis and/or presence of foam-like cells, which exhibited immunophenotype CD36+adiponectin. The findings of this study suggest that PRP acted as an inhibitor of osteogenesis during the craniofacial bone repair and induced a pathological condition that mimics an atherofibrotic condition.

Resumo A interação da matriz extracelular-plaquetas no plasma rico em plaquetas (PRP) através de receptor trombospondina CD36 induz a secreção de fatores de crescimento responsáveis pela proliferação e diferenciação celular durante o processo de reparo. Uma vez que o CD36 também age como receptor scavenger de classe B para o desenvolvimento de células do tipo espuma, e as quinases ativadas por mitógenos, tais como ERK1/2 e p38α/β, são importantes proteínas ativadas por fator de crescimento das plaquetas, o objetivo deste estudo foi avaliar a presença imunoistoquímica de CD36, ERK1/2, p38α/β durante o reparo ósseo tratado e não-tratado com PRP e comparar estes resultados com a histomorfometria do reparo. Simultaneamente, analisou-se a imunopresença da adiponectina, que pode contribuir para osteogênese ao mesmo tempo que inibe a fibrose e prejudica a formação de células tipo espuma/xantomatosas na área medular. Um defeito artificial de osso medindo 5×1 mm foi produzido na calvária de 56 ratos Wistar. Os defeitos foram tratados aleatoriamente com auto-enxerto, enxerto autógeno+PRP, PRP apenas e sham. Os animais foram sacrificados 2 e 6 semanas pós-cirurgia. Os dados foram examinados por meio de ANOVA, seguido pelo teste não-paramétrico Student Newman-Keuls (p<0,05) para a interpretação histomorfométrica e imunoistoquímica. Os resultados revelaram que as amostras que receberam PRP aumentaram significativamente a imunopositividade para as proteínas ERK1/2, p38α/β e CD36, simultaneamente à diminuição de expressão imunoistoquímica da adiponectina. Houve também expressiva redução de deposição de matriz óssea e aumento da área medular representada por fibrose e/ou presença de células do tipo espuma que apresentaram imunofenótipo CD36 + adiponectina. Estes resultados sugerem que o PRP atuou como um inibidor da osteogênese durante o reparo ósseo craniofacial e induziu uma condição patológica que mimetiza uma condição aterofibrótica.
Descritores: Adiponectina/metabolismo
Regeneração Óssea
Antígenos CD36/metabolismo
Sistema de Sinalização das MAP Quinases
Proteínas Quinases p38 Ativadas por Mitógeno/metabolismo
Plasma Rico em Plaquetas
-Ossos Faciais/fisiologia
Ratos Wistar
Crânio/fisiologia
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde