Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.157.687.485 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 50 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 50 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1094178
Autor: Araneda, Patricia; Sujima, Emi; Paredes-Manzo, Patricio; Vallejo, Rodrigo; Valdivia, Felipe; Sinning, Mariana; Gallegos, Marcela; Fuller, Gregory.
Título: Glioma difuso de línea media H3K27M positivo en adulto. Caso clínico / H3K27 positive diffuse midline glioma. Report of one case
Fonte: Rev. méd. Chile;147(11):1487-1490, nov. 2019. graf.
Idioma: es.
Resumo: The 2016 WHO Classification of Tumours of the Central Nervous System incorporates a new diagnostic entity: the mutant diffuse midline glioma H3K27, a tumor with a characteristic location and special molecular biology. We report the case of a 51-year-old male patient with progressive diplopia. The imaging study showed a mesencephalic tumor; the stereotacic biopsy disclosed an Anaplastic Astrocytoma Isocitrate dehydrogenase (IDH) wild type. The molecular study concludes H3K27 mutation. The patient was treated with radiotherapy with concurrent and adjuvant chemotherapy (temozolomide) with partial recovery of the diplopia.
Descritores: Neoplasias Encefálicas/genética
Histonas/genética
Glioma/genética
Mutação/genética
-Neoplasias Encefálicas/patologia
Neoplasias Encefálicas/diagnóstico por imagem
Imagem por Ressonância Magnética
Biomarcadores Tumorais
Marcadores Genéticos
Neuroimagem
Glioma/patologia
Glioma/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847466
Autor: Anderson, Letícia.
Título: Regulação epigenética da expressão gênica de Schistosoma mansoni induzida por inibidor de histona deacetilase / Epigenetic regulation of gene expression in Schistosoma mansoni induced by histone deacetilase inhibitor.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 96 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A esquistossomose é um grave problema de saúde pública, com alta mortalidade e morbidade em países endêmicos, causada pelo verme trematódeo do gênero Schistosoma. O praziquantel é a única droga disponível para tratamento da doença, é usada em larga escala para tratamento de populações de áreas endêmicas, porém não previne a reinfecção e tem efeito somente em vermes adultos. Drogas estudadas em câncer como inibidores de histona deacetilases (iHDACs) modificam o padrão epigenético da célula desencadeando a morte celular, e em Schistosoma mansoni já foi mostrado que a inibição de HDACs além de aumentar a acetilação de histonas alterou o fenótipo de miracídios e provocou morte em esquistossômulos e vermes adultos. O presente estudo investigou o efeito do iHDAC Trichostatin A (TSA) na regulação da transcrição gênica em esquistossômulos, detectando por meio de ensaios de microarray centenas de genes diferencialmente expressos, relacionados a replicação de DNA, metabolismo e complexos modificadores de histonas. A inibição de HDAC em vermes adultos levou a um aumento da acetilação nas marcas de histonas H3K9ac, H3K14ac e H4K5ac relacionadas à indução de transcrição. Com imunoprecipitação de cromatina seguida de PCR (ChIP-qPCR) detectou-se o aumento de deposição de H3K9ac e H3K14ac na região promotora de genes com expressão aumentada ou diminuída, porém a marca de repressão H3K27me3 não sofreu alteração na região promotora de nenhum gene analisado. Análises adicionais indicaram um conjunto de genes diferencialmente expressos que codificam proteínas histone readers, que fazem parte de complexos modificadores de histonas, como EED capaz de identificar a marca de repressão H3K27me3 e regular a atividade de EZH2, apontando um novo alvo terapêutico. O efeito sinérgico entre iHDAC e um iEZH2 foi testado e detectou-se o aumento da mortalidade de esquistossômulos. A estrutura de SmEZH2 foi modelada por homologia e usada para análises computacionais que sugeriram uma alta afinidade de ligação de SmEZH2 com o iEZH2, abrindo uma perspectiva de desenvolvimento de novas drogas específicas para tratamento da esquistossomose

Schistosomiasis is a serious public health problem, with high mortality and morbidity in endemic countries, caused by trematode worms of the genus Schistosoma. Praziquantel is the only available drug for treatment of the disease; it is used extensively to treat populations in endemic areas, but does not prevent reinfection and is effective only in adult worms. Drugs studied in cancer as histone deacetylase inhibitors (iHDACs) modify the epigenetic status of the cell, triggering cell death, and it has been shown in Schistosoma mansoni that inhibition of HDACs increase histone acetylation, alter the phenotype of miracidia and cause death in schistosomules and adult worms. The present study investigated the effect of iHDAC Trichostatin A (TSA) on the regulation of gene transcription in schistosomules, detecting by means of microarray assays hundreds of differentially expressed genes related to DNA replication, metabolism and histone remodeling complexes. Inhibition of HDAC in adult worms led to an increase in histone acetylation marks H3K9ac, and H3K14ac H4K5ac related to transcriptional induction. With chromatin immunoprecipitation followed PCR (ChIP-qPCR) we detected an increased deposition of H3K9ac and H3K14ac at the promoter region of genes with increased or decreased expression, but the repressive mark H3K27me3 was not changed at all analyzed gene promoter regions. Additional analysis indicated a set of differentially expressed genes that encode histone reader proteins that are part of histone modifier complexes such as EED, which is able to identify the repression mark H3K27me3 and to regulate EZH2 activity, pointing to a new therapeutic target. The synergistic effect between iHDAC and one iEZH2 has been tested and found to cause an increase in schistosomules mortality. The SmEZH2 structure was modeled by homology and used for computational analyses, which suggested a high affinity binding of SmEZH2 with iEZH2, opening the opportunity for development of new specific drugs for treatment of schistosomiasis
Descritores: Repressão Epigenética/genética
Expressão Gênica/genética
Schistosoma mansoni
-Simulação por Computador/estatística & dados numéricos
Inibidores de Histona Desacetilases
Histonas/análise
Variantes Farmacogenômicos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T 574.88, A547r. 30100025823-Q


  3 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-774235
Autor: Dias, André Alves.
Título: Envolvimento do receptor TLR-9 na resposta imune do hospedeiro durante o curso da infecção pelo Mycobacterium leprae / Involvement of the TLR9 receptor in host immune responses during infection by Mycobacterium leprae.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2015. xxi,152 p. ilus, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Mycobacterium leprae, agente etiológico da hanseníase, expressa em abundância uma proteína catiônica semelhante às histonas, denominada Hlp, presente tanto no envelope como no nucleóide bacteriano. O reconhecimento do DNA bacteriano, rico em motivos CpG não metilados, pelo receptor TLR-9 representa uma importante via para a ativação da resposta imune inata, a qual pode levar à eliminação do agente infeccioso ou mediar manifestações patológicas. Foi mostrado ainda que complexos DNA-histona são mais potentes agonistas de TLR-9 que DNA sozinho. Assim, o presente trabalho teve como objetivo investigar o envolvimento do receptor TLR-9 na ativação da resposta imune do hospedeiro durante o curso da infecção pelo M. leprae.Inicialmente foi analisada a participação do TLR-9 na ativação da resposta imune inata em células epiteliais alveolares da linhagem A549 após estímulo com M. leprae. M. leprae foi capaz de induzir aumento das quimiocinas IL-8 eMCP-1 e a transcrição gênica do peptídeo antimicrobiano HbetaD-2 nas células epiteliais. O aumento da expressão de CD80 na superfície celular também foi observada após estímulo com o bacilo. O complexo CpG-Hlp micobacteriano solúvel também induziu aumento na produção de IL-8 nas células A549. Foi observado que o aumento de IL-8 induzido pelo M. leprae ocorre de forma dependente da translocação nuclear do NF-capaB e que o antagonista sintético deTLR-9 afetou a secreção de IL-8 induzida pelo M. leprae. A adição de CpG aoM. smegmatis selvagem, mas não mutante para o gene hlp, aumentou a produção de IL-8 pelas células epiteliais. Em conjunto, esses dados sugerem que as células epiteliais respiratórias podem reconhecer M. leprae via TLR-9 e,assim, participar da resposta imune inata no sítio inicial da infecção. Uma vez que o aparecimento do eritema nodoso hansênico (ENH) está associado a liberação massiva de antígenos micobacterianos, foi investigado o envolvimento do TLR-9 na patogênese do ENH...

Mycobacterium leprae, etiological agent of leprosy, expresses in abundance acationic protein similar to histones, called histone-like protein (Hlp), present inthe envelope as well as in bacterial nucleoid.The recognition of bacterial DNArich in unmethylated CpG motifs by TLR-9 is an important pathway for activationof the innate immune response, which can lead to the elimination of theinfectious agent or mediate pathological manifestations. Moreover, studiesshowed that DNA-histone complexes are more potent agonists of TLR-9 thanDNA alone. This study aimed to investigate the involvement of TLR-9 in theactivation of the host immune response during the course of M. leprae infection.Initially, we analyzed the participation of TLR-9 activation on the innate immuneresponse in A549 alveolar epithelial cells after stimulation with M. leprae. It wasshown that M. leprae was able to induce the chemokines IL-8 and MCP-1, andgene transcription of antimicrobial peptide HbetaD-2 in epithelial cells. Theincrease of CD80 expression on the cell surface was also observed afterstimulation with bacillus. Soluble mycobacterial CpG-Hlp complex also inducedan increase in IL-8 in A549 cells. It was observed that the increase of IL-8,induced by M. leprae, occurs dependently nuclear translocation of NF-capaB andsynthetic TLR-9 antagonist affected IL-8 secretion induced by M. leprae. Theaddition of CpG to wild type M. smegmatis, but not to the mutant gene hlp,increased IL-8 production by epithelial cells. As a whole, these results suggestthat respiratory epithelial cells can recognize M. leprae via TLR-9 and thusparticipate in the innate immune response in the initial infection site. Since theappearance of erythema nodosum leprosum (ENL) is associated with themassive release of mycobacterial antigens, it was investigated the involvementof TLR-9 in the pathogenesis of ENL...
Descritores: Eritema Nodoso
Histonas
Hanseníase/imunologia
Hanseníase Virchowiana
Mycobacterium leprae
-Células Epiteliais
Imunidade nas Mucosas
Receptores Toll-Like
Limites: Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  4 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-766201
Autor: Arnold, Daniel R; Corrêa, Carolina A P; Lorena, Laura L G; Gaspar, Roberta C; Rossi, Guilherme F; Ifran, Aderson M; Penteado, João C T; Mingoti, Gisele; Lopes, Flavia L.
Título: Supplementation of fetal bovine serum alters histone modification H3R26me2 during preimplantation development of in vitro produced bovine embryos / Suplementação com soro fetal bovino altera a modificação de histona H3R26me2 durante o período pré-implantacional em embriões bovinos produzidos in vitro
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;35(7):605-612, jul. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: In vitro production (IVP) of bovine embryos is not only of great economic importance to the cattle industry, but is also an important model for studying embryo development. The aim of this study was to evaluate the histone modification, H3R26me2 during pre-implantation development of IVP bovine embryos cultured with or without serum supplementation and how these in vitro treatments compared to in vivo embryos at the morula stage. After in vitro maturation and fertilization, bovine embryos were cultured with either 0 or 2.5% fetal bovine serum (FBS). Development was evaluated and embryos were collected and fixed at different stages during development (2-, 4-, 8-, 16-cell, morula and blastocyst). Fixed embryos were then used for immunofluorescence utilizing an antibody for H3R26me2. Images of stained embryos were analyzed as a percentage of total DNA. Embryos cultured with 2.5% FBS developed to blastocysts at a greater rate than 0%FBS groups (34.85±5.43% vs. 23.38±2.93%; P<0.05). Levels of H3R26me2 changed for both groups over development. In the 0%FBS group, the greatest amount of H3R26me2 staining was at the 4-cell (P<0.05), 16-cell (P<0.05) and morula (P<0.05) stages. In the 2.5%FBS group, only 4-cell stage embryos were significantly higher than all other stages (P<0.01). Morula stage in vivo embryos had similar levels as the 0%FBS group, and both were significantly higher than the 2.5%FBS group. These results suggest that the histone modification H3R26me2 is regulated during development of pre-implantation bovine embryos, and that culture conditions greatly alter this regulation...

A produção in vitro (PIV) de embriões de bovinos não é apenas de grande importância econômica para a pecuária, mas é também um importante modelo para estudar o desenvolvimento embrionário. O objetivo deste estudo foi avaliar a modificação de histona, H3R26me2 durante o desenvolvimento pré-implantacional em embriões bovinos produzidos in vitro, cultivados com ou sem suplementação de soro fetal bovino (SFB), bem como comparar essa modificação específica entre mórulas produzidas in vitro e in vivo. Após a maturação in vitro e fertilização, embriões foram cultivados com suplementação de 0 ou 2,5% SFB. O desenvolvimento embrionário foi avaliado e embriões foram coletados e fixados em diferentes fases durante o desenvolvimento (2, 4, 8 e 16 células, mórula e blastocisto). Os embriões fixados foram avaliados por imunofluorescência utilizando um anticorpo para H3R26me2. Imagens de embriões corados foram analisadas baseadas na porcentagem do DNA total. Embriões cultivados com 2,5% SFB tiveram uma taxa de desenvolvimento ao estágio de blastocisto maior que o grupo que não recebeu suplementação com SFB (34.85±5,43% vs 23.38±,93%; P<0,05). Níveis de H3R26me2 variaram para ambos os grupos ao longo do desenvolvimento. No grupo 0% SFB, a marcação para H3R26me2 foi mais intensa nos estágios de 4 células (P<0,05), 16 células (P<0,05) e mórula (P<0.05). No grupo 2.5% SFB, apenas os embriões de 4 células tiveram marcação significativamente maior que todas as outras fases (P<0,01). Mórulas produzidas in vivo apresentaram níveis de H3R26me2 semelhantes ao grupo 0% SFB, e ambos foram significativamente maiores que o grupo 2.5% SFB. Estes resultados sugerem que a modificação de histona H3R26me2 é regulada durante o desenvolvimento pré-implantacional de embriões bovinos, e que as condições de cultura alteram de maneira importante esta regulação...
Descritores: Bovinos/embriologia
Desenvolvimento Embrionário
-Histonas/análise
Imuno-Histoquímica/veterinária
Mórula
Técnicas In Vitro/veterinária
Técnicas de Cultura Embrionária/veterinária
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-751414
Autor: França, Monique Sedlmaier; Usón Junior, Pedro Luiz Serrano; Antunes, Yuri Philippe Pimentel Vieira; Prado, Bernard Lobato; Donnarumma, Carlos del Cistia; Mutão, Taciana Sousa; Rodrigues, Heloisa Veasey; Giglio, Auro del.
Título: Assessment of adherence to the guidelines for the management of nausea and vomiting induced by chemotherapy / Avaliação da aderência à diretriz de cuidados para náuseas e vômitos induzidos por quimioterapia
Fonte: Einstein (Säo Paulo);13(2):221-225, Apr-Jun/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To assess adherence of the prescribing physicians in a private cancer care center to the American Society of Clinical Oncology guideline for antiemetic prophylaxis, in the first cycle of antineoplastic chemotherapy. Methods: A total of 139 chemotherapy regimens, of 105 patients, were evaluated retrospectively from 2011 to 2013. Results: We observed 78% of non-adherence to the guideline rate. The main disagreements with the directive were the prescription of higher doses of dexamethasone and excessive use of 5-HT3 antagonist for low risk emetogenic chemotherapy regimens. On univariate analysis, hematological malignancies (p=0.005), the use of two or more chemotherapy (p=0.05) and high emetogenic risk regimes (p=0.012) were factors statistically associated with greater adherence to guidelines. Treatment based on paclitaxel was the only significant risk factor for non-adherence (p=0.02). By multivariate analysis, the chemotherapy of high emetogenic risk most correlated with adherence to guideline (p=0.05). Conclusion: We concluded that the adherence to guidelines is greater if the chemotherapy regime has high emetogenic risk. Educational efforts should focus more intensely on the management of chemotherapy regimens with low and moderate emetogenic potential. Perhaps the development of a computer generated reminder may improve the adherence to guidelines. .

RESUMO Objetivo: Avaliar a adesão dos médicos prescritores, de um centro privado especializado em oncologia, à diretriz de antiêmese profilática da American Society of Clinical Oncology, no primeiro ciclo de quimioterapia antineoplásica. Métodos: Foram avaliados retrospectivamente 139 esquemas de quimioterapia, de 105 pacientes, tratados no período de 2011 a 2013. Resultados: Foram observados 78% de taxa de não adesão à diretriz. As principais discordâncias com a diretriz foram prescrição de doses mais elevadas de dexametasona e uso excessivo de antagonista 5-HT3 para regimes de quimioterapia de risco emetogênico baixo. Pela análise univariada, malignidades hematológicas (p=0,005), uso de dois ou mais quimioterápicos (p=0,05) e regimes de alto risco emetogênico (p=0,012) foram fatores estatisticamente associados a maior adesão à diretriz. O tratamento baseado em paclitaxel foi o único fator estatisticamente significativo para a não adesão (p=0,02). Pela análise multivariada, a quimioterapia de alto risco emetogênico apresentou maior correlação com a adesão à diretriz (p=0,05). Conclusão: Houve maior aderência para a quimioterapia de alto risco emetogênico. Esforços educacionais devem se concentrar mais intensamente na gestão de regimes de quimioterapia com potencial emetogênico baixo e moderado. Talvez o desenvolvimento de lembretes gerados por sistemas informatizados possa melhorar a aderência à diretriz. .
Descritores: Dano ao DNA
Reparo de DNA por Recombinação
Ubiquitina-Proteína Ligases/química
-Motivos de Aminoácidos
Sequência de Aminoácidos
Proteína BRCA1/antagonistas & inibidores
Linhagem Celular
Quebra Cromossômica
Sequência Conservada
Reparo do DNA
Proteínas de Ligação a DNA/antagonistas & inibidores
Desoxirribonucleases/metabolismo
Histonas/metabolismo
Estrutura Terciária de Proteína
Ubiquitinação
Ubiquitina-Proteína Ligases/metabolismo
Limites: Animais
Humanos
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, N.I.H., Extramural
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-745814
Autor: Ribeiro, Laís R. G.; Mesquita, Rafael B.; Vidotto, Laís S.; Merli, Myriam F.; Carvalho, Débora R.; Castro, Larissa A. de; Probst, Vanessa S..
Título: Are 30 minutes of rest between two incremental shuttle walking tests enough for cardiovascular variables and perceived exertion to return to baseline values?
Fonte: Braz. j. phys. ther. (Impr.) = Rev. bras. fisioter;19(2):105-113, 27/04/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To verify whether 30 minutes of rest between two incremental shuttle walking tests (ISWT) are enough for cardiovascular variables and perceived exertion to return to baseline values in healthy subjects in a broad age range. Method: The maximal exercise capacity of 334 apparently healthy subjects (age ≥18) was evaluated using the ISWT. The test was performed twice with 30 minutes of rest in between. Heart rate (HR), arterial blood pressure (ABP), dyspnea, and leg fatigue were evaluated before and after each test. Subjects were allocated to 6 groups according to their age: G1: 18-29 years; G2: 30-39 years; G3: 40-49 years; G4: 50-59 years; G5: 60-69 years and G6: ≥70 years. Results: All groups had a good performance in the ISWT (median >90% of the predicted distance). The initial HR (HRi) of the second ISWT was higher than the first ISWT in the total sample (p<0.0001), as well as in all groups (p<0.0001). No difference was observed in the behavior of ABP (systolic and diastolic) and dyspnea between the two tests, but this difference occurred for leg fatigue (greater before the second ISWT) in G1 (p<0.05). Most subjects (58%) performed better in the second test. Conclusion: 30 minutes of rest between two ISWTs are not enough for all cardiovascular variables and perceived exertion to return to baseline values. However, this period appears to be sufficient for blood pressure and performance to recover in most subjects. .
Descritores: Nucleossomos/química
Nucleossomos/metabolismo
Complexo Repressor Polycomb 1/química
Complexo Repressor Polycomb 1/metabolismo
Ubiquitinação
-Cristalografia por Raios X
DNA
Histonas/química
Histonas/metabolismo
Modelos Moleculares
Enzimas de Conjugação de Ubiquitina/química
Enzimas de Conjugação de Ubiquitina/metabolismo
Ubiquitina-Proteína Ligases/química
Ubiquitina-Proteína Ligases/metabolismo
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Research Support, N.I.H., Extramural
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-742255
Autor: Sampaio, Helena Alves de Carvalho; Carioca, Antônio Augusto Ferreira; Sabry, Maria Olganê Dantas; Santos, Patrícia Mariano dos; Coelho, Maria Auristela Magalhães; Passamai, Maria da Penha Baião.
Título: Letramento em saúde de diabéticos tipo 2: fatores associados e controle glicêmico / Health literacy in type 2 diabetics: associated factors and glycemic control
Fonte: Ciênc. saúde coletiva;20(3):865-874, 03/2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Pacientes com diabetes mellitus requerem um autocuidado extenso, com tratamentos complexos e comportamentos de saúde adequados, sendo, essas habilidades, fator chave. Frente a tal complexidade surge a importância do letramento funcional em saúde. O objetivo do estudo foi analisar fatores associados ao letramento em saúde e sua relação com controle glicêmico em pacientes diabéticos. Este estudo foi realizado com 82 pacientes diabéticos tipo 2, atendidos em um ambulatório de endocrinologia de um hospital público, de ambos os sexos e com idade entre 19 e 59 anos, que responderam à versão abreviada e traduzida do Test of Functional Health Literacy in Adults (b-TOFHLA). Valores de glicemia de jejum e hemoglobina glicada foram coletados dos prontuários dos participantes. Foram realizadas correlações, comparações de médias e modelos de regressão linear. O letramento inadequado foi encontrado em 65,9% dos pacientes. Foram fatores associados à pontuação do b-TOFHLA, a idade e os anos de estudos. O letramento global não explicou o controle glicêmico, mas o numeramento apresentou associação com tal controle. Nossos resultados apontam para a necessidade de melhorar o numeramento em saúde dos pacientes para obter seu melhor controle glicêmico, principalmente naqueles com maior idade e menos anos de estudo.

Diabetes mellitus patients must concentrate on self-care, with complex treatments and adequate health behavior in which such habits are a key factor. Due to the complexity of this issue, the importance of literacy in health arises. The goal of the study was to analyze factors associated with literacy in health and its relation with glycemic control in diabetic patients. It involved a study with 82 type 2 diabetic patients of both sexes and aged between 19 and 59 attended in the outpatient endocrinology ward of a public hospital, who filled out an abbreviated and translated version of the Test of Functional Health Literacy in Adults (b-TOFHLA). Fasting glycaemia values and glycated hemoglobin were collected from the clinical history of the participants. Correlations, mean comparisons and linear regression models were tested. Inadequate literacy in health was encountered in 65.9% of the patients. The issues involved factors associated with the b-TOFHLA point scores were age and years of schooling. Global literacy did not explain the glycemic control, but the level of numeracy presented an association with this control. The results point to the need to improve the numeracy in health of the patients to obtain enhanced glycemic control, mainly in those with more advanced age and less years of schooling.
Descritores: Histonas/metabolismo
Proteínas Nucleares/genética
Regiões Promotoras Genéticas
Proteínas de Saccharomyces cerevisiae/genética
Fatores de Elongação da Transcrição/genética
-Saccharomyces cerevisiae/genética
Tipo de Publ: Research Support, N.I.H., Extramural
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Souza, Paulo Henrique Couto
Texto completo
Id: lil-732256
Autor: Carli, João Paulo De; Silva, Soluete Oliveira da; Linden, Maria Salete Sandini; Busin, Carmen Silvia; Paranhos, Luiz Renato; Souza, Paulo Henrique Couto.
Título: Evaluation of Cellular Proliferative Activity in Patients with Oral Lichen Planus and Hepatitis C through AgNOR Method
Fonte: Braz. dent. j;25(6):461-465, Nov-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The objective of this study was to evaluate the cellular proliferative potential of oral lichen planus (OLP) lesions from patients without hepatitis C virus (HCV) by means of AgNOR method, as well as the cellular proliferative potential of the normal oral mucosa from patients with HCV, treated or untreated by interferon and ribavirin. A cross-sectional study was developed to investigate four groups: 10 HCV+ patients without clinical signs of OLP who had never been treated for HCV infection - Group 1; 10 HCV+ patients that were under interferon and ribavirin treatment - Group 2; 15 patients with reticular OLP lesions histopathologically confirmed, without HCV - Group 3; and 15 blood donors without HCV infection and no clinical signs of OLP GROUP 4 Control Group. The cytological material of all groups was collected by the liquid-based cytology technique. Then, the sedimented material from each patient was filled with the Nucleolar Organizer Regions impregnation by silver method (AgNOR). The count of NORs was performed on 100 epithelial cell nuclei per patient using the Image Tool(tm) software. The Tukey HSD test was used to compare the median value of NORs among the groups and showed that the oral mucosa of HCV+ patients previously treated with anti-HCV drugs (GROUP 2), presented a higher average number of NORs in relation to others (p<0.05). The anti-HCV treatment may be related to increased cell proliferation of oral mucosa, indicating a possible relationship between OLP and HCV+ patients treated with interferon and ribavirin.

O propósito deste estudo foi avaliar o potencial proliferativo celular das lesões de líquen plano bucal (LPB) de pacientes sem vírus da hepatite C (VHC) por meio do método AgNOR, comparando-o ao potencial proliferativo celular da mucosa bucal normal de portadores de VHC, tratados ou não com interferon e ribavirina. Um estudo transversal foi realizado para investigar 4 grupos: 10 pacientes VHC+ sem sinais clínicos de LPB que nunca haviam sido tratados para a infecção por VHC - Grupo 1; 10 pacientes VHC+ que estavam sob tratamento com interferon e ribavirina - Grupo 2; 15 pacientes com LPB reticular histopatologicamente confirmado, sem VHC - Grupo 3; e 15 doadores de sangue sem infecção por VHC e sem sinais clínicos de LPB (Grupo 4 - Grupo de Controle). O material celular de todos os grupos foi coletado pela técnica da citologia em base líquida. Então, o material sedimentado de cada paciente foi submetido ao método da impregnação das regiões organizadoras nucleolares pela prata (AgNOR). A contagem das NORs foi realizada em 100 núcleos celulares epiteliais por paciente por meio do programa Image Tool(r). O teste Tukey HSD foi utilizado para comparar o valor médio de NORs entre os grupos e mostrou que a mucosa bucal dos pacientes VHC+ previamente tratados com fármacos anti-VHC (Grupo 2) apresentou maior número médio de NORs por núcleo em relação aos outros (p<0,05). O tratamento anti-VHC pode estar relacionado ao aumento da atividade proliferativa celular da mucosa bucal, aventando uma possível relação entre LPB e pacientes VHC+ tratados com interferon e ribavirina.
Descritores: Genes
RNA Polimerase II/metabolismo
Fatores Genéricos de Transcrição
Transcrição Genética
Fatores de Elongação da Transcrição
Fatores de Transcrição/metabolismo
-Núcleo Celular/metabolismo
Detergentes/farmacologia
Genes/efeitos dos fármacos
Células HeLa/metabolismo
Heparina/farmacologia
Histonas/genética
Fígado/metabolismo
Plasmídeos
Regiões Promotoras Genéticas
Sarcosina/análogos & derivados
Sarcosina/farmacologia
Moldes Genéticos
Timo/enzimologia
Fatores de Transcrição/isolamento & purificação
Transcrição Genética/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Bovinos
Humanos
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, U.S. Gov't, P.H.S.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 50 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-726613
Autor: MIlagro Y., Fermín I; Martínez H., J. Alfredo.
Título: Epigenética en obesidad y diabetes tipo 2: papel de la nutrición, limitaciones y futuras aplicaciones / Epigenetics in obesity and type 2 diabetes: role of nutrition, limitations and future applications
Fonte: Rev. chil. endocrinol. diabetes;6(3):108-114, jul. 2013. ilus.
Idioma: es.
Resumo: In the last years, epigenetics is helping to explain the mechanisms non dependent on the genetic sequence by which the nutrients and other environmental factors contribute to modulate gene expression and disease development. Obesity and type 2 diabetes are two diseases that have been linked to changes in epigenetic marks (particularly DNA methylation, covalent modifications of histones and miRNAs). These epigenetic changes appear to be influenced, mainly in the perinatal period but also in adulthood, by environmental factors such as hyperglycemia or the diet. Among the food compounds that have been linked to epigenetic modifications, there are methyl donor groups, excessive or deficient caloric intake, short chain fatty acids, some minerals and antioxidant vitamins, and various compounds of plant origin, as catechins, isoflavones or isothiocyanates. EWAS studies, that analyze the methylation of thousands of CpG sites in thousands of individuals, will contribute in the next years to identify some of the epigenetic marks that can be used as early predictors of metabolic risk, as well as some intimate mechanisms that explain the development of obesity, type 2 diabetes and its complications. Moreover, epigenetic marks, among them the CpG-SNPs, can be heritable but some of them could be potentially reversible. One of the medium-term objectives is to develop drug or diet-related treatments that could delay or even reverse these epigenetic changes.
Descritores: Dieta
/genética
DIABETES MELLITUS TIPO TEMEFOS/genética
Epigênese Genética
Obesidade/genética
-Metilação de DNA
Histonas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  10 / 50 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-710740
Autor: Pereira, Laís da Silva.
Título: Avaliação das histonas de L. infantum como candidatos à vacinas na infecção por l.infantum em hamsters / Evaluation of histones from L. infantum as candidate vaccines in infection in hamsters l.infantum.
Fonte: salvador; s.n; 2013. 85 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia. Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A leishmaniose visceral é uma doença infecciosa grave, causada por protozoários intracelulares obrigatórios do gênero Leishmania. Vários antígenos de Leishmania têm sido avaliados como candidatos vacinais, destacando-se as proteínas de histonas (HIS), antígenos altamente conservados. A exposição de HIS pela Leishmania induz uma resposta imune potente no hospedeiro vertebrado. Desse modo, neste estudo, avaliamos, em hamsters, a capacidade imunoprotetora dos antígenos de histonas contra a infecção por Leishmania infantum. Os animais foram vacinados com estratégia homóloga, utilizando-se plasmídeos de DNA que codificam para HIS (pcDNA3LiH2A-H3, pcDNA3LiH2B-H4) ou heteróloga (DNA/proteínas HIS) mais 1nM de CpG. Quinze dias após a última imunização, os animais foram desafiados pela via intradérmica com 105 Leishmania infantum metacíclicas mais 0,5 par de glândula salivar de Lutzomya longipalpis. Após a última imunização e durante a infecção, realizaram-se dosagens de citocinas por PCR em tempo real (linfonodo e baço), sorologia por ELISA (soro), carga parasitária por diluição limitante e análise histopatológica de tecidos (linfonodo, baço e fígado). Detectou-se produção de anticorpos IgG anti HIS nos grupos imunizados com a estratégia homóloga e heteróloga, quando comparados aos hamsters não imunizados. As imunizações homóloga e heteróloga diferiram na razão IFN-γ/IL-10 no linfonodo em relação ao grupo controle. Não houve diferença significativa na expressão dessas citocinas no baço após a imunização, entretanto, cinco meses após o desafio o grupo homólogo apresentou um aumento na produção de IL-10 nesse órgão. Na análise histopatológica do baço, verificou-se formação de mais folículos com centro germinativo, evidentes nos animais imunizados independentemente do grupo analisado. Observou-se, também, leucocitose intrasinusoidal e periportal no fígado, e folículos reativos no linfonodo. Nenhuma das estratégias de imunizações com antígenos de histonas acarretou em diminuição da carga parasitária no linfonodo, baço e fígado. As estratégias de imunização homóloga e heteróloga, com antígenos de histonas nucleossomais, não foram capazes de proteger contra infecção por L. infantum no modelo do hamster.
Descritores: Cricetinae/parasitologia
Histonas/imunologia
Leishmania/patogenicidade
Vacinas contra Leishmaniose/farmacologia
Limites: Animais
Camundongos
Responsável: BR344.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas Eurydice Pires de SantAnna
BR344.1



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde