Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.215 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 18 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 18 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Zanetti, Maria Lúcia
Texto completo
Id: lil-732953
Autor: Pereira, Dayse Christina Rodrigues; Araújo, Márcio Flávio Moura de; Freitas, Roberto Wagner Júnior Freire de; Teixeira, Carla Regina de Souza; Zanetti, Maria Lúcia; Damasceno, Marta Maria Coelho.
Título: Neck circumference as a potential marker of metabolic syndrome among college students / Circunferência do pescoço como possível marcador para síndrome metabólica em universitários / La circunferencia del cuello como posible indicador del síndrome metabólico en universitarios
Fonte: Rev. latinoam. enferm;22(6):973-979, 16/12/2014. tab.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Resumo: OBJECTIVE: to relate neck circumference with metabolic syndrome and its criteria among college students. METHOD: cross-sectional study conducted with 702 college students in Fortaleza, CE, Brazil from September 2010 to June 2011. Socio-demographic data, waist circumference and neck circumference were collected together with blood pressure, fasting blood sugar, triglyceride levels, and HDL-C. RESULTS: 1.7% of the studied sample presented metabolic syndrome. Of these, 58.3% presented altered neck circumference (p<0.006). As neck circumference decreases, pressure levels improve (p<0.001). Additionally, college students with high fasting blood sugar (p=0.003) and high triglyceride levels (p<0.001) presented higher values of neck circumference. CONCLUSION: neck circumference is a potential predictive marker in the detection of metabolic syndrome and its components among college students. .

OBJETIVO: relacionar a circunferência do pescoço com a síndrome metabólica e seus critérios em universitários. MÉTODO: estudo transversal, realizado com 702 universitários de Fortaleza, CE, Brasil, no período de setembro de 2010 a junho de 2011. Coletaram-se dados sociodemográficos, circunferência da cintura, circunferência do pescoço, níveis de pressão arterial e glicemia plasmática de jejum, triglicerídeos e lipoproteína de alta densidade. RESULTADOS: 1,7% da amostra investigada tinha a síndrome metabólica. Desses, 58,3% apresentaram circunferência do pescoço alterada (p<0,006). Na medida em que decresce a circunferência do pescoço, os valores pressóricos dos universitários melhoram (p<0,001). Também, observou-se que universitários com valores de glicemia de jejum plasmática (p=0,003) e triglicerídeos (p<0,001) elevados apresentaram maiores valores de circunferência do pescoço. CONCLUSÃO: a circunferência do pescoço mostrou-se um possível marcador preditivo para detecção da síndrome metabólica e seus componentes em universitários. .

OBJETIVO: relacionar la circunferencia del cuello con el síndrome metabólico y sus criterios en universitarios. MÉTODO: estudio transversal realizado con 702 universitarios de Fortaleza-CE, Brasil, en el período de septiembre de 2010 a junio de 2011. Se recolectaron datos sociodemográficos, circunferencia de la cintura, circunferencia del cuello, niveles de presión arterial y glucemia plasmática de ayuno, triglicéridos y HDL-C. RESULTADOS: 1,7% de la muestra investigada tenían el síndrome metabólico. De estos, 58,3% presentaron circunferencia del cuello alterada (p<0,006). A medida que decrece la circunferencia del cuello mejoran los valores de la presión de los universitarios (p<0,001). También, se observó que los universitarios con valores de glucemia de ayuno plasmática (p=0,003) y triglicéridos (p<0,001) elevados presentaron mayores valores de circunferencia del cuello. CONCLUSIÓN: la circunferencia del cuello se mostró un posible indicador de predicción para la detección del síndrome metabólico y sus componentes, en universitarios. .
Descritores: Catepsinas/fisiologia
Lisossomos/metabolismo
Proteínas/metabolismo
-Sequência de Aminoácidos
Autofagia
Sequência de Bases
Catepsinas/antagonistas & inibidores
Catepsinas/genética
Compartimento Celular
Cicloeximida/farmacologia
Cistatinas/fisiologia
Regulação da Expressão Gênica
Leucina/análogos & derivados
Leucina/farmacologia
Lisossomos/enzimologia
Dados de Sequência Molecular
Doenças Musculares/fisiopatologia
Mapeamento por Restrição
Limites: Humanos
Animais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1006895
Autor: Ghelfi, Albertina M; Galván, María Rosa; Fay, Fabián; Herrera, Jorgelina N; Elías, Fernando; Brescia, Hernán; Rossi, Juan A; Galíndez, Jorge O.
Título: Nueva ecuación CAPA dependiente de Cistatina-C: mayor detección de filtrado glomerular disminuido en pacientes VIH / New CAPA-dependent Cystatin C Equation: increased detection of decreased glomerular filtration in HIV-infected patients
Fonte: Rev. nefrol. diál. traspl;38(3):187-198, sept. 2018. tab.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: VII Congreso Argentino de Nefrología Pediátrica (Buenos Aires, 23-25 abril 2018), Buenos Aires, 23-25 abr. 2018.
Resumo: INTRODUCCIÓN: Creatinina y sus ecuaciones presentan claras limitaciones en relación a su baja sensibilidad para identificar etapas iniciales de disfunción renal. Cistatina-c ha sido propuesta como un marcador prometedor, pero hasta ahora, no hay evidencia que demuestre la superioridad de sus ecuaciones por sobre las de creatinina. Sin embargo, no existen estudios que comparen el rendimiento de la última ecuación de cistatina desarrollada por Grubb y colaboradores en 2014, la ecuación "CAPA". OBJETIVOS: Analizar el rendimiento de CAPA para detectar disminución temprana del filtrado glomerular en pacientes VIH, en comparación con ecuaciones dependientes de creatinina: Cockroft-Gault, MDRD-4, CKD-EPI y MCQ. MATERIAL Y MÉTODOS: Estudio analítico, observacional, transversal. Realizado entre julio y noviembre de 2017, en un hospital de tercer nivel de Argentina. Incluyó pacientes VIH realizando antirretrovirales, ≥18 años. Se excluyeron casos con creatinina ≥1,2 mg/dl. RESULTADOS: Se reclutaron 100 pacientes, y se incluyeron 89: 47 (52,8%) fueron mujeres. CAPA detectó disminuciones más pronunciadas del FG que las ecuaciones dependientes de creatinina. Las medias de FG por CAPA mostraron diferencias con las medias por Cockroft-Gault (p<0,0001); MDRD-4 (p=0,005); CKD-EPI (p<0,0001) y MCQ (p<0,0001). De los 46 casos (51,7%) con FG <90ml/min detectados a través de cualquier ecuación utilizada CAPA detectó 82,6% vs. 71,7% detectados por las cuatro fórmulas de creatinina en conjunto (p<0,0001), y que cada ecuación de creatinina individualmente: CAPA vs. Cockroft-Gault (p=0,01); vs. MDRD-4 (p<0,0001); vs. CKD-EPI (p=0,005). CONCLUSIONES: CAPA detectó disminuciones más marcadas del FG que las ecuaciones dependientes de creatinina en pacientes VIH

INTRODUCTION: Creatinine and its equations have clear limitations regarding their low sensitivity to identify initial stages of renal dysfunction. Cystatin C has been proposed as a promising marker, but so far, there has been no evidence showing the superiority of its equations over the creatinine ones. However, there are no studies which compare the performance of the latest cystatin equation developed by Grubb and collaborators in 2014: the "CAPA" equation. OBJECTIVES: To analyze the performance of CAPA equation to detect early reduction of glomerular filtration in HIV-infected patients, in comparison with creatinine-dependent equations: Cockroft-Gault, MDRD-4, CKD-EPI and MCQ. METHODS: An analytical, observational, cross-sectional study was conducted between July and November 2017, at an Argentinian specialty hospital. ≥18-year old HIV-infected patients undergoing antiretroviral therapy were included. Cases with creatinine ≥1.2 mg/dL were excluded. RESULTS: 100 patients were recruited, and 89 were included: 47 (52.8%) were women. CAPA equation detected more pronounced decreases in GFR than the creatinine-dependent equations. The mean values of GFR obtained by CAPA showed differences with the ones found through Cockroft-Gault (p <0.0001); MDRD-4 (p = 0.005); CKD-EPI (p <0.0001) and MCQ (p <0.0001). Of the 46 cases (51.7%) with GFR <90 ml/min detected through the use of any equation, CAPA detected 82.6% vs. 71.7% detected by the four creatinine formulas together (p <0.0001) and by each creatinine equation individually: CAPA vs. Cockroft-Gault (p = 0.01); vs. MDRD-4 (p <0.0001); vs. CKD-EPI (p = 0.005). CONCLUSIONS: CAPA equation detected more marked decreases in GFR than the creatinine-dependent equations in HIV-infected patients
Descritores: Cistatinas
Infecções por HIV
Creatinina
Taxa de Filtração Glomerular
-Nefropatia Associada a AIDS
Insuficiência Renal
Limites: Animais
Responsável: AR444.1 - BAN - Biblioteca Argentina de Nefrología Dr. Víctor R. Miatello


  3 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-732870
Autor: Biscaro, Andressa; Braga, Antônio; Berkowitz, Ross Stuart.
Título: Diagnosis, classification and treatment of gestational trophoblastic neoplasia / Diagnóstico, classificação e tratamento da neoplasia trofoblástica gestacional
Fonte: Rev. bras. ginecol. obstet;37(1):42-51, 01/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Gestational trophoblastic neoplasia (GTN) is the term to describe a set of malignant placental diseases, including invasive mole, choriocarcinoma, placental site trophoblastic tumor and epithelioid trophoblastic tumor. Both invasive mole and choriocarcinoma respond well to chemotherapy, and cure rates are greater than 90%. Since the advent of chemotherapy, low-risk GTN has been treated with a single agent, usually methotrexate or actinomycin D. Cases of high-risk GTN, however, should be treated with multiagent chemotherapy, and the regimen usually selected is EMA-CO, which combines etoposide, methotrexate, actinomycin D, cyclophosphamide and vincristine. This study reviews the literature about GTN to discuss current knowledge about its diagnosis and treatment.

Neoplasia trofoblástica gestacional (NTG) é o termo que descreve o conjunto de anomalias malignas da placenta, incluindo a mola invasora, coriocarcinoma, tumor trofoblástico do sítio placentário e tumor trofoblástico epitelióide. Ambos a mola invasora e o coriocarcinoma respondem bem à quimioterapia, com taxas de cura superiores a 90%. Desde o advento da quimioterapia, NTG de baixo risco tem sido tratada com monoquimioterapia, pelo geral methotrexate ou actinomicina-D. Casos de NTG de alto risco, contudo, devem ser tratados com poliquimioterapia, e o regime usualmente escolhido é o EMA-CO que combina etoposide, methotrexate, actinomicina-D, ciclofosfamida e vincristina. Esse estudo revê a literatura sobre NTG a fim de discutir os conhecimentos atuais sobre seu diagnóstico e tratamento.
Descritores: Catepsinas/análise
Cistatinas/análise
Inibidores de Cisteína Proteinase/metabolismo
Endopeptidases
Leucina/análogos & derivados
Osteoclastos/química
Osteoclastos/enzimologia
Proteínas e Peptídeos Salivares/análise
-Matriz Óssea/química
Matriz Óssea/enzimologia
Catepsina L
Cisteína Endopeptidases
Catepsinas/antagonistas & inibidores
Catepsinas/metabolismo
Cistatinas/metabolismo
Inibidores de Cisteína Proteinase/toxicidade
Leucina/metabolismo
Leucina/toxicidade
Lisossomos/enzimologia
Microscopia Imunoeletrônica
Osteoclastos/efeitos dos fármacos
Osteoclastos/ultraestrutura
Ratos Wistar
Cistatinas Salivares
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-673776
Autor: Lima, Rodrigo Moreira e.
Título: Avaliação da função renal em pacientes submetidos à colecistectomia ou correção de hérnia de hiato por via laparoscópia / Renal function evaluation in patients submitted to cholecystectomy or hiatoplasty via laparoscopic surgery.
Fonte: Botucatu; s.n; 2011. 78 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina de Botucatu para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O pneumoperitônio (PP), utilizado durante laparoscopia, produz oligúria transitória e diminui o ritmo de filtração glomerular (RFG) e o fluxo sanguíneo renal (FSR). O diagnóstico da disfunção renal aguda é rotineiramente baseado na elevação sérica da creatinina (Cr) e/ou na detecção de oligúria. A cistatina C (Cis C) tem sido estudada como um novo marcador de função renal. O objetivo foi avaliar a função renal, por meio da estimativa do RFG baseada nas concentrações sérica de Cr ou Cis C, de pacientes submetidos à videolaparoscopia.foram estudados 41 pacientes submetidos à colecistectomia ou à hiatoplastia pela via laparoscópica. A pressão intra-abdominal (PIA) foi mantida em 15 mm Hg durante a cirurgia. Amostras sanguíneas foram coletadas para mensuração dos valores séricos de vasopressina, Cr e Cis C antes da anestesia (M1), 30 min após a insuflação do PP (M2) e 30 min após a deflação do PP (M3). Quando a Cr foi utilizada para a estimativa do RFG, esta foi calculada pela fórmula de Cockcroft-Gault (RFG-CG). Quando a Cis C foi utilizada para o mesmo fim, a fórmula empregada foi a de Larsson (RFG-Larsson).os valores de Cis C aumentaram durante o estudo (M1 = M2 < M3; p < 0.05), enquanto os valores de Cr diminuíram nos momentos estudados, provavelmente decorrente da hemodiluição resultante da reposição volêmica durante o procedimento (M1 = M2 > M3; p < 0.05). Consequentemente, o RFG-Larsson (mL.min-1) diminuiu (M1 = 134,5 ± 38,2; M2 = 128,5 ± 33,8; M3 = 121,3 ± 33,7; M1 = M2 > M3) e o RFGCG aumentou durante os momentos estudados (M1 = 132,9 ± 37,9; M2 = 140,7 ± 45,4; M3 = 155,8 ± 57,0; M1 = M2 < M3).

Pneumoperitoneum (PP) used during laparoscopic procedure has been shown to produce transient oliguria and reduced glomerular filtration rate (GFR) and renal blood flow (RBF). The diagnostic of acute kidney injury is usually based on either an elevation of serum creatinine (Cr) or the detection of oliguria. A relatively new marker for detecting renal injury is the cystatin C (Cys C). Our goal was to evaluate the renal function through analysis of GFR estimated by concentration of serum Cys C and serum Cr during laparoscopic surgery.we evaluated 41 patients subjected to colecistectomy or hiatoplasty by laparoscopic approach. Intraperitonial pressure during PP was maintained in 15 mm Hg. Blood samples were collected for vasopressin, Cys C, and Cr measurements (before intubation (M1), 30 min after PP (M2), and 30 min after the deflation of PP (M3)). To estimate GFR we used Larsson formula to evaluate Cys C (GFR-Larsson) and Cockcroft-Gault formula to evaluate Cr (GFR-CG).the values of Cys C increased during the study (M1 = M2 < M3; p < 0.05). Cr values decreased during the study probably because the hemodilution effect caused by fluid replacement (M1 = M2 > M3; p < 0.05). Consequently, the GFR-Larsson (ml.min-1) decreased (M1 = 134.5 ± 38.2; M2 = 128.5 ± 33.8; M3 = 121.3 ± 33.7 with M1 = M2 > M3), while GFR-CG increased during the study (M1 = 132.9 ± 37.9; M2 = 140.7 ± 45.4; M3 = 155.8 ± 57.0 with M1 = M2 < M3). Person's analysis showed better correlation between Cys C values and GFRLarsson (M1 = -0.96; M2 = -0.95; M3 = -0.94) versus Cr values and GFR-CG (M1 = - 0.65; M2 = -0.67; M3 = -0.78).
Descritores: Colecistectomia Laparoscópica
Creatinina
Cistatinas
Hérnia Hiatal/cirurgia
Laparoscopia/métodos
Rim/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação
BR33.1


  5 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-605328
Autor: Prates, Aline Bodanese; Amaral, Fernando Barcellos do; Vacaro, Marina Zerwes; Gross, Jorge Luiz; Camargo, Joíza Lins; Silverio, Sandra Pinho.
Título: Avaliação da filtração glomerular através da medida da cistatina C sérica: [revisão] / Glomerular filtration evaluation employing serum cystatin C measurement: [review]
Fonte: J. bras. nefrol;29(1):48-55, Mar. 2007.
Idioma: pt.
Resumo: A avaliação acurada da função renal através da medida da filtração glomerular (FG) é fundamental na rotina clínica, pois é parte decisiva do diagnóstico e terapêutica. A dosagem sérica de creatinina é o método mais usado, embora apresente limitações, como interferências na dosagem e baixa sensibilidade na detecção de graus menos avançados de perda de função renal. Outros métodos, como depuração de inulina, iohexol, 125I-iotalamato e 51Cr-EDTA, também são descritos com o mesmo propósito, mas são complexos e caros. Desta forma, investigadores ainda buscam um marcador ideal para analisar a função renal. Neste contexto, se encaixam os estudos com a cistatina C, uma substância endógena, que vem sendo relatada como um indicador confiável e de fácil execução. A cistatina C é um membro da família dos inibidores da cisteína protease e está presente em uma variedade de células nucleadas,sendo produzida de forma constante. A sua medida, comparada à da creatinina, sofre menos interferências e apresenta maior acurácia na detecção dereduções incipientes da função renal. O objetivo desta revisão é descrever a medida da cistatina C como uma alternativa confiável para avaliar a FG,analisando valores de referência e usos clínicos.

An accurate evaluation of renal function with glomerular filtration rate (GFR) measurement is essential in clinical practice, as it defines diagnostic andtherapeutic decisions. Serum creatinine is the most utilized method. However, it has several limitations, such as the influence of drugs and endogenoussubstances on its measurement, and a low sensitivity for detecting less advanced degrees of renal dysfunction. Other well-known methods, such as theclearances of insulin, iohexol, 125I-iothalamate, and 51Cr-EDTA have also been employed with the same purpose; however, these methods can be complexand expensive. Therefore, investigators are still searching for simpler markers to analyze renal function. Cystatin C, an endogenous substance, has beendescribed as a reliable and easy-to-perform indicator of GFR. Cystatin C is a member of the family of cystein protease inhibitors and is constantly produced by nucleated cells. Its measurement, when compared to creatinine, suffers less interference and is more accurate for the detection of incipient decreases of renal function. The aim of this review is to analyze the details of cystatin C measurement, such as reference values and clinical application.
Descritores: Cistatinas/análise
Creatinina/análise
Taxa de Depuração Metabólica/fisiologia
Taxa de Filtração Glomerular/fisiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  6 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-593907
Autor: Gabriel, Ivana Cláudia; Nishida, Sonia Kiyomi; Kirsztajn, Gianna Mastroianni.
Título: Cistatina C sérica: uma alternativa prática para avaliação de função renal? / Serum cystatin C: a practical alternative for renal function evaluation?
Fonte: J. bras. nefrol;33(2):261-267, abr.-jun. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A taxa de filtração glomerular é o principal indicador de função renal em indivíduos saudáveis e doentes. Apesar de todo o desenvolvimento da medicina em nossos dias, ainda há dificuldade para definir-se essa taxa com precisão na prática diária. Marcadores precoces de lesão renal são importantes, porque a taxa de filtração glomerular se reduz antes do aparecimento dos sintomas ou sinais de insuficiência renal. A cistatina C tem sido apontada como uma alternativa, mas ainda não foi testada em muitas condições. Vantagens e desvantagens desse marcador foram aqui discutidas. Embora a determinação sérica da cistatina C comece a ser usada na prática clínica em todo o mundo, ainda não foram completamente esclarecidas suas limitações ou as situações em que está de fato indicada sua aplicação; por outro lado, a creatinina sérica (e sua depuração) é um marcador laboratorial facilmente acessível, de baixo custo, cujas limitações são bem conhecidas, que pode ser usado de forma rotineira para avaliação de função renal.

Glomerular filtration rate is the main marker of renal function in healthy in>dividuals and patients. Despite incontestable advances in medicine, it is still difficult to define precisely this test in clinical practice. Early markers of renal lesion are important, because glomerular filtration rate usually decreases before the first chronic renal failure symptoms or signs appear. Cystatin C has been pointed as an alternative, but it was not tested in many diseases. Advantages and disadvantages of this marker are discussed. Although serum cystatin C determination is increasingly being used in clinical practice worldwide, its limitations as well as the conditions its use is in fact indicated are not adequately established; on the other hand serum creatinine (and creatinine clearance) is an easily available and low cost laboratory marker with well-known limitations that can be used routinely in the assessment of renal function.
Descritores: Cistatinas/análise
Cistatinas/biossíntese
Cistatinas/uso terapêutico
Creatinina/análise
Falência Renal Crônica/terapia
Taxa de Filtração Glomerular/fisiologia
Limites: Humanos
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  7 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-586930
Autor: Medeiros, Flávia Silva Reis.
Título: Avaliação da dosagem sérica de cistatina C para detecção precoce de alterações na função do enxerto após o transplante renal / Evaluation of the serum concentration of cystatin C to early detection changes in graft function after kidney transplantation.
Fonte: São Paulo; s.n; 2007. 125 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: INTRODUÇÃO: A cistatina C é uma proteína não glicosilada de baixo peso molecular que é produzida por todas as células nucleadas. A medida da concentração sérica (CS) de cistatina C tem sido aclamada como um marcador de função renal superior à medida da CS de creatinina. No presente estudo, avaliou-se a acurácia diagnóstica da proteína cistatina C em estimar mudanças no Ritmo de Filtração Glomerular (RFG) medido por 51Cr-EDTA, em análise longitudinal prospectiva de pacientes transplantados renais com tempo de transplante recente e tardio. Em uma fase inicial (Fase A), definimos a melhor estratégia metodológica para a realização do RFG por depuração plasmática de 51Cr-EDTA em receptores de enxerto renal utilizando a depuração renal de inulina como método padrão-ouro. MÉTODOS: Medidas simultâneas de depuração renal de inulina e de depuração plasmática de 51Cr-EDTA foram feitas em pacientes transplantados renais. A precisão do método de medida do RFG por 51Cr-EDTA foi avaliada em doadores após um ano de doação de rim. A análise de Bland&Altman foi empregada para avaliar a concordância entre os métodos. Em uma segunda fase, foram realizadas medidas das CS de cistatina C e de creatinina e do RFG por 51Cr-EDTA nos meses 1, 3, 6 e 12 de seguimento clínico do estudo em pacientes transplantados renais. A cistatina C foi dosada em amostras de soro, por técnica de imunonefelometria (N Latex Cystatin C kit - Dade Behring). A tendência da função renal foi obtida por Regressão Linear Simples. RESULTADOS: Na fase A, foram incluídos 44 pacientes transplantados renais e 22 doadores de rim com tempo de doação de 12,4 a 53,5 meses. A depuração de 51Cr-EDTA com amostras de sangue coletadas nos tempos 2, 4, 6 e 8 horas após injeção do radiofármaco apresentou forte correlação e alto grau de concordância com a depuração de inulina; uma estratégia única para todos os níveis de função foi estabelecida com amostras de sangue nos tempos 4 e 6 horas...

INTRODUCTION: Cystatin C is a nonglycosylated protein that is synthesized by all nucleated cells. The present study aimed to analyze the accuracy of serum concentration of cystatin C for detecting longitudinal change in glomerular filtration rate in transplanted recipients, as well to define a better methodological strategy to perform the plasma clearance of 51Cr-EDTA in renal transplant patients using inulin clearance as the gold standard method. METHODS: in the first phase of the study, simultaneous measurements of plasma clearance of 51Cr-EDTA and renal clearance of inulin in stable renal transplanted patients were performed. The within-subject repeatability of the 51Cr-EDTA was evaluated in live kidney donors at least 12 months after donation. Bland&Altman statistical approach was used to quantify the degree of agreement between clearance of inulin and plasma clearance of 51Cr-EDTA. In a second phase, serial measures of plasma clearance of 51Cr-EDTA, serum cystatin C and serum creatinine were examined in folowing at 1, 3, 6 and 12 months in kidney transplanted patients. Serum cystatin C was measured by a nephelometric immunoassay (N latex cystatin C kit - Dade Behring). The trend in renal function over time was obtained by linear regression. RESULTS: In the first phase, 44 transplanted patients and 22 kidney donors at least 12 months after donation (range 12,4 to 53,5 months) were enrolled. Plasma clearance of 51Cr-EDTA with four samples taken at 2, 4, 6 and 8 hours presented a strong association and closely agreement with inulin clearance. An abbreviated strategy was recommended with two blood sampling collected at 4 and 6 hours. In the second phase, 82 kidney transplanted patients were enrolled. Mean age was 43.4 ± 11.9 years. The majority were white (56%) and male (68%)...
Descritores: Cistatinas
Taxa de Filtração Glomerular
Inulina
Transplante de Rim
Limites: Humanos
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1; W4.DB8, M439av, FM-2, 2007


  8 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-528066
Autor: Lima, José de Ribamar Oliveira; Ferreira, Teresa Cristina Alves; Oliveira, Maria Inês Gomes de; Salgado Filho, Natalino.
Título: Cystatin C: a marker of renal function in transplant patients: [review] / Cistatina C: um marcador de função renal em pacientes transplantados: [revisão]
Fonte: Brasília méd;46(1):46-53, 2009.
Idioma: en.
Resumo: Assessment of renal function in patients submitted to kidney transplantation is of great importance in clinical practice, and the glomerular filtration rate is used as an indicator for this purpose. Measurement of serum creatinine is the most widely used method for the estimation of gromerular filtration rate. However, the disadvantages of this method are physiological and analytical influences (e.g., muscle mass, gender, certain antibiotics, bilirrubin, ketones) with the assay and inadequate sensitivity for the early detection of small declines in gromerular filtration rate. Cystatin C is a nonglycosylated low molecular weight (13 kDa) protein of the superfamily of cysteine proteinase inhibitors, which isconstantly produced by all nucleated cells. Due to its low molecular weight, cystatin C is freely filtered by the renal glomeruli and then almost completely reabsorbed and metabolized in the proximal tubules without interference from other low molecular weight proteins, thus permitting its use as a good marker of glomerular filtration. We present here a review of studies published so far regarding the use of cystatin C as a promising marker for the assessment of glomerular filtration in renal transplant patients.

A avaliação da função renal em pacientes submetidos a transplante renal é de grande importância na prática clínica, sendo utilizada para esse fim como indicador a medida da taxa de filtração glomerular. A determinação da creatinina sérica é o procedimento mais utilizado para essa avaliação, porém as desvantagens desse método são as influências fisiológicas e analíticas, por exemplo, massa muscular, sexo, certos antibióticos, bilirrubinas, cetonas, com o ensaio e inadequada sensibilidade para detecção precoce de pequenos declínios na taxa de filtração glomerular. A cistatina C é uma proteína não glicosilada de baixo peso molecular (13KDa), produzida constantemente em todas as células nucleadas, pertencente à superfamília das proteínas inibidoras da cisteína proteinase. É livremente filtrada pelos glomérulos renais devido ao seu baixo peso molecular, sendo a seguir quase totalmente reabsorvida e metabolizada nos túbulos proximais, não sofrendo influência de outras proteínas de baixo peso molecular, o que permite sua utilização como um bom marcador da filtração glomerular. Esta revisão aborda o uso da cistatina C como marcador promissor de avaliação da filtração glomerular em pacientes transplantados renais, com base em estudos até o momento realizados nesta população.
Descritores: Creatinina
Cistatinas
Taxa de Filtração Glomerular
Transplante de Rim
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR396.3 - Biblioteca Setorial Umuarama


  9 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alcantara, Vânia M
Id: lil-497508
Autor: Martins, Toni Ricardo; Fadel-Picheth, Cyntia M. T.; Alcântara, Vânia M; Scartezini, Marileia; Picheth, Geraldo.
Título: Cistatina C: um novo marcador para a filtração glomerular comparada ao clearance de creatinina e a creatinina sérica / Cystatin C: a new marker for glomerular filtration rate compared to creatinine clearance and serum creatinine
Fonte: Rev. bras. anal. clin;35(4):207-213, 2003. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A Cistatina C é uma proteína de baixo peso molecular (- 13 kDa) produzida constantemente em todas as células nucleadas. Esta molécula é livremente filtrada no glomérulo renal, reabsorvida e catabolizada no túbulo proximal, sendo os níveis séricos dependentes e indicadores da função de filtração glomerular. Esta revisão aborda o desempenho da Cistatina C em relação aos testes usualmente empregados na rotina laboratorial para avaliação da função renal. Verifica-se que a Cistatina C é um marcador confiável da filtração glomerular mais sensível e específico que as determinações de creatinina sérica e clearance de creatinina, e pode ser uma alternativa atrativa, especialmente quando a população pediátrica é considerada.
Descritores: Técnicas de Laboratório Clínico
Creatinina
Cistatinas
Cistatinas/fisiologia
Cistatinas/uso terapêutico
Creatinina/uso terapêutico
Taxa de Filtração Glomerular
Nefropatias
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  10 / 18 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-480611
Autor: Chiurchiu, Carlos; Garcés, Nilda; Garay, Gabriela; Holtz, Rosmarie; Douthat, Walter; De Arteaga, Javier; Capra, Raúl; Massari, Pablo U.
Título: Utilidad de las ecuaciones basadas en la concentración sérica de cistatina C en el estudio de la función renal / Usefulness of equations based on serum cystatin C concentration in the study of renal function
Fonte: Medicina (B.Aires);67(2):136-142, 2007. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La creatinina sérica es un marcador poco sensible para identificar reducciones leves del índice de filtración glomerular (IFG); por ello resulta de gran importancia clínica disponer de métodos alternativos para estimar la función renal. Con este objetivo estudiamos la función renal de 41 pacientes -grupo completo y divididos según la creatinina sérica (menor o igual 1.2 mg/dl o mayores)- usando el clearance de creatinina modificado con cimetidina (Clcrc) como aproximación al IFG, las ecuaciones de Larsson y Hoek que incluyen el uso de cistatina C sérica y las tradicionales fórmulas de Cockroft-Gault y MDRD abreviada. En el grupo completo de pacientes y especialmente en aquellos con creatinina sérica menor o igual 1.2 mg/dl - con reducción de la función renal: Clcrc: 62.01 mas o menos 17.33 ml/min/1.73 m2-, las ecuaciones de Larsson y Hoek mostraron mejores correlaciones y menores diferencias promedio respecto a las fórmulas basadas en la creatinina sérica. La ecuación MDRD abreviada mostró buen rendimiento sólo en el grupo con evidente alteración de la función renal (creatinina sérica > 1.2 mg/dl). Concluimos que en pacientes con diferentes estadios de función renal, las fórmulas que emplean la cistatina C sérica detectan la reducción del IFG más precozmente respecto a aquellas basadas en la creatinina sérica.

Serum creatinine is an insensitive marker to identify early changes in glomerular filtration rate (GFR), for this reason alternative methods to estimate renal function result of great clinical importance. Forty-one patients were studied using creatinine clearance modified with cimetidina (Clcrc) as surrogate of GFR, cystatin C-based equations (i.e. Larsson and Hoek formulas), Cockroft-Gault and MDRD abbreviated equations. In the whole group, as well as in those patients with serum creatinine less than or equal to 1.2 mg/dl -but reduced renal function: Clcrc 62.01 more or less 17.33 ml/min/1.73 m2-, Larsson and Hoek equations showed higher correlations and lower bias than creatinine-based formulas. Abbreviated MDRD equation showed good performance just in those patients with evident alteration of renal function (serum creatinine > 1.2 mg/dl). We concluded that in patients with different stages of renal function, cystatin C-based equations detect reduction of renal function earlier than the serum creatinine-based formulas.
Descritores: Creatinina/sangue
Cistatinas/sangue
Taxa de Filtração Glomerular/fisiologia
Testes de Função Renal
-Biomarcadores/sangue
Cimetidina/administração & dosagem
Creatinina/antagonistas & inibidores
Cistatinas/antagonistas & inibidores
Interpretação Estatística de Dados
Inibidores Enzimáticos/administração & dosagem
Modelos Teóricos
Sensibilidade e Especificidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde