Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.395.550.200.200.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-667418
Autor: Guimarães, Gustavo Cardoso.
Título: Análise de fatores prognósticos e da expressão imunoistoquimica da involucrina, e das proteínas da placa desmossômica: desmogleina, plakoglobina e desmoplakina através da técnica de "tissue microarray" em pacientes portadores de carcinoma epidermóide do pênis / Analysis of prognostic factors and immunohistochemical expression of involucrin and desmosomal proteins: desmoglein, plakoglobin desmoplakin and by tissue microarray technique in patients with squamous cell carcinoma of the penis.
Fonte: São Paulo; s.n; 2010. 174 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Antônio Prudente para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: O tratamento para o câncer invasivo do pênis basea-se no tratamento do tumor primário, geralmente com amputação e na linfadenectomia regional, tratamentos que apresentam alto índice de morbidade. A presença de metástase linfonodal constitui o mais importante fator prognóstico identificado e sua avaliação por métodos clínicos e laboratoriais são falhos. Objetivos: O presente estudo visa identificar os fatores prognósticos do tumor primário e a importância das Proteínas da Placa Desmossômicas: Desmogleina, Plakoglobina e Desmoplakina e da Involucrina e a relação destes com as variáveis clínicas, demográficas e anatomopatológicas, bem como sua relação com sobrevida câncer específica e global. População e Métodos: Foram avaliados 288 pacientes portadores de carcinoma espinocelular do pênis submetidos a tratamento do tumor primário e a linfadenectomia radical ou aqueles pacientes com 5 anos de seguimento sem linfadenectomia. Resultados: A imunorreatividade da Involucrina se correlacionou com o Grau de diferenciação tumoral (p <0,001); a presença de infiltração peri-neural (p=0,002) e infiltração de corpos cavernosos (p=0,021) e a presença de coilocitose (p=0,006) e o tipo Histológico (p=0,043). A imunorreatividade da Desmoplakina se correlacionou com Antecedentes Venéreos (p=0,,13) e o Estadiamento Clinico T (p=0,002) e o Tipo Histológico (p=0,070). A imunorreatividade da Desmogleina não se correlacionou apenas a infiltração de corpos cavernosos (p=0,022) e não houve correlação da imunorreatividade da Plakoglobina com as variáveis clínico-demográficas ou anatomopatológicas. ...
Descritores: Neoplasias Penianas
Imuno-Histoquímica
Caderinas de Desmossomos
Metástase Linfática
Prognóstico
Limites: Humanos
Masculino
Responsável: BR30.1 - Biblioteca
BR30.1



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde