Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.543.585.250.200 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 6 [refinar]
Mostrando: 1 .. 6   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 6 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-887895
Autor: Rossini, Kamila Fernanda; Oliveira, Camila Andrea de; Rebelato, Hércules Jonas; Esquisatto, Marcelo Augusto Marreto; Catisti, Rosana.
Título: Gestational Protein Restriction Increases Cardiac Connexin 43 mRNA levels in male adult rat offspring / Restrição Proteica Gestacional Aumenta Níveis de RNAm de Conexina 43 no Coração de Filhotes Machos Adultos
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(1):63-70, July 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: The dietary limitation during pregnancy influences the growth and development of the fetus and offspring and their health into adult life. The mechanisms underlying the adverse effects of gestational protein restriction (GPR) in the development of the offspring hearts are not well understood. Objectives: The aim of this study was to evaluate the effects of GPR on cardiac structure in male rat offspring at day 60 after birth (d60). Methods: Pregnant Wistar rats were fed a normal-protein (NP, 17% casein) or low-protein (LP, 6% casein) diet. Blood pressure (BP) values from 60-day-old male offspring were measured by an indirect tail-cuff method using an electro sphygmomanometer. Hearts (d60) were collected for assessment of connexin 43 (Cx43) mRNA expression and morphological and morphometric analysis. Results: LP offspring showed no difference in body weight, although they were born lighter than NP offspring. BP levels were significantly higher in the LP group. We observed a significant increase in the area occupied by collagen fibers, a decrease in the number of cardiomyocytes by 104 µm2, and an increase in cardiomyocyte area associated with an increased Cx43 expression. Conclusion: GPR changes myocardial levels of Cx43 mRNA in male young adult rats, suggesting that this mechanism aims to compensate the fibrotic process by the accumulation of collagen fibers in the heart interstitium.

Resumo Fundamento: A limitação dietética durante a gravidez influencia o crescimento e desenvolvimento do feto e da prole e sua saúde na vida adulta. Os mecanismos subjacentes dos efeitos adversos da restrição proteica gestacional (RPG) no desenvolvimento dos corações da prole não são bem compreendidos. Objetivos: Avaliar os efeitos da RPG sobre a estrutura cardíaca em filhotes machos de ratas aos 60 dias após o nascimento (d60). Métodos: Ratos fêmeas Wistar grávidas foram alimentadas com uma dieta de proteína normal (PN, 17% caseína) ou de baixa proteína (BP, caseína 6%). Os valores de pressão arterial (PA) de descendentes do sexo masculino de 60 dias de idade foram medidos por meio de um método indireto de manguito de cauda usando um eletro esfigmomanômetro. Os corações (d60) foram coletados para avaliação da expressão de RNAm da conexina 43 (Cx43) e análise morfológica e morfométrica. Resultados: A prole BP não mostrou diferença no peso corporal, embora tenha nascido mais leve do que a prole PN. Os níveis de PA foram significativamente mais altos no grupo BP. Observou-se um aumento significativo na área ocupada pelas fibras colágenas, diminuição do número de cardiomiócitos em 104 µm2 e aumento da área de cardiomiócitos associada ao aumento da expressão de Cx43. Conclusão: A RPG altera os níveis miocárdicos de RNAm de Cx43 em ratos adultos jovens, sugerindo que este mecanismo visa compensar o processo fibrótico pelo acúmulo de fibras de colágeno no interstício cardíaco.
Descritores: Efeitos Tardios da Exposição Pré-Natal/metabolismo
RNA Mensageiro/metabolismo
Conexina 43/metabolismo
Dieta com Restrição de Proteínas
Miocárdio/metabolismo
-RNA Mensageiro/análise
Ratos Wistar
Conexina 43/análise
Limites: Humanos
Animais
Masculino
Feminino
Gravidez
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1118913
Autor: Pacheco-Costa, Rafael; Davis, Hannah M.
Título: The role of under-investigated connexins in musculoskeletal tissue: a brief review with emphasis on bone tissue / El papel de las escasamente investigadas conexinas en el tejido músculo-esquelético: una breve revisión con énfasis en el tejido óseo
Fonte: Actual. osteol;13(1):58-66, Ene - Abr. 2017. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Connexins (Cxs) are a family of transmembrane proteins that form gap junctions and hemi-channels, which mediate cell-cell communication between neighboring cells and the respective extracellular milieu in different tissues. Most tissues and cell types throughout the body express one or more Cx proteins, highlighting its importance in regulating cell growth, differentiation, adhesion, migration, cell death and others. Moreover, Cx can propagate intracellular signals through its C-terminus domain, and thus function beyond a mere channel. Cx43 is the most highly expressed and most well studied Cx in bone and musculoskeletal tissues, although Cx40, Cx45, Cx46 and more recently, the Cx37 have been described in bone tissue, along with Cx26, Cx32 and Cx39 in other musculoskeletal tissues. Here, we discuss the basic structure of gap junctions and the role of the Cxs in musculoskeletal tissue, with special focus on Cx37. (AU)

Las conexinas (Cxs) son una familia de proteínas transmembrana que forman uniones en hendidura y hemicanales encargados de mediar la comunicación entre células vecinas y el respectivo medio extracelular en diferentes tejidos. La mayoría de los tejidos y células expresan una o más proteínas conexina, jugando un papel importante en la regulación de la proliferación celular, diferenciación, adhesión, migración y muerte celular, entre otras funciones. Además de actuar como un canal, las conexinas pueden propagar señales intracelulares a través del dominio C-terminal. La Cx43 es la conexina mas expresada y mejor estudiada en el tejido óseo y el músculo, aunque las Cx40, Cx45, Cx46, y mas recientemente Cx37, son también detectadas en el hueso. A su vez la expresión de la Cx26, Cx32 y Cx39 ha sido observada en otros tejidos músculoesqueléticos. En este manuscrito describimos la estructura básica de las uniones tipo gap y el papel que las Cxs, y en especial la Cx37, tienen en tejidos músculo-esqueléticos. (AU)
Descritores: Osso e Ossos/metabolismo
Reabsorção Óssea/prevenção & controle
Conexinas/fisiologia
-Osteoblastos/metabolismo
Osteócitos/metabolismo
Tendões/metabolismo
Transdução de Sinais/fisiologia
Cartilagem/metabolismo
Comunicação Celular/fisiologia
Fenômenos Fisiológicos Celulares
Junções Comunicantes/efeitos dos fármacos
Junções Comunicantes/fisiologia
Conexina 43/fisiologia
Músculo Esquelético/metabolismo
Conservadores da Densidade Óssea/uso terapêutico
Ligamentos/metabolismo
Antiarrítmicos/efeitos adversos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  3 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1054672
Autor: Trevisan, Alexandre Maximiliano; Cogliati, Bruno; Homem, Adriana Ribeiro; Aloiav, Thiago Pinheiro Arrais; Aquino Neto, Nelson de; Moreira, Jairo Marques; Reno, Leonardo da Cruz; Naumann, Alexandre Moulin; Galvão, Flavio Henrique Ferreira; Andraus, Wellington; D'Albuquerque, Luiz Augusto Carneiro.
Título: The liver injury following ischemia and reperfusion is worse in experimental knockout heterozygote mouse model for expression of connexin 43
Fonte: Acta cir. bras;34(10):e201901003, Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Purpose: To evaluate that Connexin (Cx43) plays a role in lesions after hepatic ischemia/reperfusion (IR) injury. Methods: We use Cx43 deficient model (heterozygotes mice) and compared to a wild group. The groups underwent 1 hour ischemia and 24 hours reperfusion. The heterozygote genotype was confirmed by PCR. We analyzed the hepatic enzymes (AST, ALT, GGT) and histology. Results: The mice with Cx43 deficiency showed an ALT mean value of 4166 vs. 307 in the control group (p<0.001); AST mean value of 7231 vs. 471 in the control group (p<0.001); GGT mean value of 9.4 vs. 1.7 in the control group (p=0.001); histology showed necrosis and inflammation in the knockout group. Conclusions: This research demonstrated that the deficiency of Cx43 worses the prognosis for liver injury. The topic is a promising target for therapeutics advancements in liver diseases and procedures.
Descritores: Traumatismo por Reperfusão/metabolismo
Conexina 43/deficiência
Modelos Animais de Doenças
Fígado/irrigação sanguínea
-Aspartato Aminotransferases/análise
Valores de Referência
Fatores de Tempo
Traumatismo por Reperfusão/patologia
Reação em Cadeia da Polimerase
Camundongos Knockout
Conexina 43/análise
Alanina Transaminase/análise
Técnicas de Genotipagem
gama-Glutamiltransferase/análise
Fígado/patologia
Necrose
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Borojevic, Radovan
Texto completo
Id: lil-388265
Autor: Bodi, Estevão; Hurtado, Sandra P; Carvalho, Marcelo A; Borojevic, Radovan; Carvalho, Antônio C. Campos de.
Título: Gap junctions in hematopoietic stroma control proliferation and differentiation of blood cell precursors
Fonte: An. acad. bras. ciênc;76(4):743-756, Dec. 2004. ilus, tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Investigamos a comunicação intercelular mediada por junções comunicantes em um modelo in vitro de hematopoiese, usando uma linhagem celular murina de estroma de medula óssea, S-17, e culturas primárias de precursores hematopoiéticos murinos. As S-17 expressam diversas conexinas, sendo a principal a conexina43. A expressão de conexinas e a formação de canais funcionais são moduladas pela densidade das células de estroma. A transfecção de células S-17 com um vetor contendo seqüências senso ou anti-senso de conexina43 aumenta ou diminui, respectivamente, a síntese de conexina43 e o acoplamento intercelular. Nestas condições, a modulação da comunicação mediada pelas junções comunicantes modifica o padrão de crescimento das células do próprio estroma, bem como a capacidade do estroma para sustentar a hematopoiese. O aumento na expressão de conexina43 resulta em um retardo na diferenciação das células sanguíneas, e no aumento da produção de precursores hematopoiéticos, enquanto a diminuição na expressão da conexina43 resulta numa diferenciação acelerada dos precursores mielóides. Estes resultados sugerem que o acoplamento mediado por conexina nas células de estroma modula a razão entre proliferação e diferenciação dos precursores hematopoiéticos. Propomos portanto, que o aumento da comunicação mediada por junções comunicantes no estroma elicita uma produção aumentada de células imaturas de medula óssea, através de um retardo em sua diferenciação terminal, induzindo consequentemente um período de proliferação prolongado dos precursores hematopoiéticos.
Descritores: Células da Medula Óssea
Comunicação Celular
Conexina 43
Junções Comunicantes
Hematopoese
Células Estromais
-Contagem de Células
Diferenciação Celular
Linhagem Celular
Limites: Animais
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-258181
Autor: Alves, L. A; Nihei, O. K; Fonseca, P. C; Carvalho, A. C. Campos de; Savino, W.
Título: Gap junction modulation by extracellular signaling molecules: the thymus model
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;33(4):457-65, Apr. 2000.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Gap Junction in the Nervous and Cardiovascular Systems: Clinical Implications, Rio de Janeiro, June 06-11, 1998.
Resumo: Gap junctions are intercellular channels which connect adjacent cells and allow direct exchange of molecules of low molecular weight between them. Such a communication has been described as fundamental in many systems due to its importance in coordination, proliferation and differentiation. Recently, it has been shown that gap junctional intercellular communication (GJIC) can be modulated by several extracellular soluble factors such as classical hormones, neurotransmitters, interleukins, growth factors and some paracrine substances. Herein, we discuss some aspects of the general modulation of GJIC by extracellular messenger molecules and more particularly the regulation of such communication in the thymus gland. Additionally, we discuss recent data concerning the study of different neuropeptides and hormones in the modulation of GJIC in thymic epithelial cells. We also suggest that the thymus may be viewed as a model to study the modulation of gap junction communication by different extracellular messengers involved in non-classical circuits, since this organ is under bidirectional neuroimmunoendocrine control
Descritores: Comunicação Celular/fisiologia
Junções Comunicantes/fisiologia
Timo/citologia
-Conexina 43/fisiologia
Citocinas/farmacologia
Células Epiteliais
Matriz Extracelular
Junções Comunicantes/efeitos dos fármacos
Hormônios/farmacologia
Neurotransmissores/farmacologia
RNA Mensageiro
Timo/fisiologia
Limites: Humanos
Animais
Camundongos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 6 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-235235
Autor: Naves, Maria Margareth Veloso.
Título: Beta-caroteno e vitamina A modulam a proliferação de células ovais e a expressão gênica para conexina 43 em modelo in vivo de diferenciação celular hepática / Beta-carotene and vitamin A modulate the oval cells proliferation and the connexin 43 gene expression at in vivo hepatic cellular differentiation model.
Fonte: São Paulo; s.n; 1999. 117 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Avaliou-se os efeitos do ß-caroteno e da vitamina A sobre o processo de proliferação de células ovais em modelo de diferenciação celular hepática. Para tanto, ratos machos Wistar foram tratados com ß-caroteno (grupo BC - 70 mg/kg de peso corpóreo [pc], vitamina A (grupo VA - 10 mg/kg pc) ou óleo de milho (CO - grupo controle) por via intragástrica e em dias alternados, durante 4 semanas consecutivas. Após este período, os animais foram submetidos ao modelo AAF/PH (6 x 20 mg AAF [2-acetilaminofluoreno]/kg pc e hepatectomia parcial) e sacrificados em diferentes dias após a cirurgia (HP). Foram colhidas amostras de fígado para determinação das concentrações de ß-caroteno, retinol e palmitato de retinila (por CLAE - cromatografia líquida de alta eficiência); para análises histológica (hematoxilina e eosina) e imuno-histoquímica (com anticorpos anti-GST-P), bem como para avaliação das expressões gênicas (por northern blot) para as conexinas (cx) 43 e 32...
Descritores: beta Caroteno/uso terapêutico
Quimioprevenção
Conexina 43
Expressão Gênica
Neoplasias/tratamento farmacológico
Vitamina A/uso terapêutico
-Anticarcinógenos
Northern Blotting
Diferenciação Celular
Cromatografia Líquida/métodos
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 641.18



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde