Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.543.750.695.160.150.200 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-950828
Autor: Xu, Yuan-kun; Ke, Yan; Wang, Bin; Lin, Jian-hao.
Título: The role of MCP-1-CCR2 ligand-receptor axis in chondrocyte degradation and disease progress in knee osteoarthritis
Fonte: Biol. Res;48:1-8, 2015. ilus, graf, tab.
Idioma: en.
Projeto: Beijing Municipal Science and Technology Commission; . The National Natural Science Fund.
Resumo: BACKGROUND: Osteoarthritis (OA) is a common arthritic disease and multifactorial whole-joint disease. Interactions of chemokines and OA is inadequately documented. RESULTS: In vivo and in vitro studies were conducted to investigate monocyte chemoattractant protein 1 (MCP-1) and receptor chemokine (C-C motif) receptor 2 (CCR2) in chondrocyte degradation and cartilage degeneration. Chondrocytes from 16 OA patients and 6 normal controls were involved in this study. After stimulation of MCP-1, the expression of MCP-1 and CCR2 increased significantly (P < 0.001) and the expression of MMP-13 also increased (P < 0.05). MCP-1 stimulation also induced (or enhanced) the apoptosis of OA chondrocytes (P < 0.05). Additionally, the degradation of cartilage matrix markers (metalloproteinase 3 and 13, MMP3 and MMP13) in the culture medium of normal chondrocytes was also assessed. Furthermore, intra-articular injection of MCP-1 in mouse knees induced cartilage degradation and the CCR2 antagonist did not impede cartilage destroy in rats knees of monosodium iodoacetate (MIA) model. CONCLUSIONS: The results of this study demonstrate that the MCP-1-CCR2 ligand-receptor axis plays a special role in the initiation and progression of OA pathology. Patients with ambiguous etiology can gain some insight from the MCP-1-CCR2 ligand-receptor axis.
Descritores: Quimiocina CCL2/metabolismo
Condrócitos/metabolismo
Osteoartrite do Joelho/fisiopatologia
Receptores CCR2/metabolismo
-Membrana Sinovial/citologia
Técnicas In Vitro
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Ratos Sprague-Dawley
Apoptose/fisiologia
Progressão da Doença
Quimiocina CCL2/genética
Metaloproteinase 3 da Matriz/metabolismo
Condrócitos/enzimologia
Ácido Iodoacético
Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
Metaloproteinase 13 da Matriz/metabolismo
Receptores CCR2/antagonistas & inibidores
Receptores CCR2/genética
Fibroblastos/metabolismo
Proteínas Matrilinas/metabolismo
Camundongos Endogâmicos C57BL
Limites: Humanos
Animais
Masculino
Feminino
Adolescente
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Camundongos
Ratos
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147928
Autor: Abdel-Messeih, Phebe Lotfy; El-Fishawy, Hussein S; Zahran, Abeer Mohamed Ahmed; Baki, Noha Mahmoud Abdel.
Título: Assessment of circulating MCP-1 level and 2518A>G gene polymorphism in systemic lupus erythematosus / Avaliação do nível de MCP-1 circulante e polimorfismo do gene 2518A> G no lúpus eritematoso sistêmico
Fonte: Biosci. j. (Online);36(5):1750-1759, 01-09-2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Lupus nephritis (LN) is a major contributor to morbidity and mortality in patients with Systemic Lupus Erythematosus (SLE). This study aims to investigate the possible role of a functional polymorphism in the regulatory region of the monocyte chemo-attractant protein-1 (MCP-1) gene and MCP-1 blood level in the diagnosis of LN and in correlating the MCP-1 blood levels with disease activity. The study included 56 SLE patients and 56 controls. All the SLE patients suffered from LN. An analysis of MCP-1 gene polymorphism by polymerase chain reaction was performed followed by restriction fragment length polymorphism (PCR-RFLP) analysis and MCP-1 blood level was determined using the ELISA technique. Calculation of Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index (SLEDAI) was performed. Serologic tests included the determination of antinuclear antibody (ANA) and anti-double-stranded (ds) DNA antibodies, Complement C3 and C4 levels. A significant increase in the frequency of genotype A/G and a decrease in the frequency of genotype A/A were found among patients with active LN compared to inactive LN. There was a statistically significant difference in the blood level of MCP-1 between LN patients and controls. Also, MCP-1 blood levels were significantly higher in active LN patients than inactive LN. A significant positive linear correlation was detected between MCP-1 blood level and SLEDAI, creatinine, and 24 hours protein in LN patients. These results suggest that an A/G genotype together with the measurement of the blood level of MCP-1 can be a useful tool for detection and follow up of active LN.

A nefrite do lúpus (LN) é um dos principais contribuintes para a morbidade e mortalidade em pacientes com o Lúpus Eritematoso Sistémico (LES). Este estudo tem como objetivo investigar o possível papel de um polimorfismo funcional na região reguladora do gene da proteína quimioatraente de monócitos-1 (MCP-1) e do nível sanguíneo de MCP-1 no diagnóstico de LN e na correlação do sangue de MCP-1 níveis com atividade da doença. O estudo incluiu 56 pacientes com LES e 56 controles. Todos os pacientes com LES sofriam de LN. Uma análise do polimorfismo do gene MCP-1 por reação em cadeia da polimerase foi realizada seguida pela análise do polimorfismo do comprimento do fragmento de restrição (PCR-RFLP) e o nível sanguíneo do MCP-1 foi determinado pela técnica ELISA. O cálculo do índice de atividade da doença sistêmica do lúpus eritematoso (SLEDAI) foi realizado. Os testes sorológicos incluíram a determinação de anticorpos antinucleares (ANA) e anticorpos anti-DNA de fita dupla (ds), níveis de Complemento C3 e C4. Um aumento significativo na frequência do genótipo A/G e uma diminuição na frequência do genótipo A/A foram encontrados entre os pacientes com LN ativo em comparação com o LN inativo. Houve uma diferença estatisticamente significante no nível sanguíneo de MCP-1 entre pacientes com LN e controles. Além disso, os níveis sanguíneos de MCP-1 foram significativamente mais altos em pacientes com LN ativo do que com LN inativo. Uma correlação linear positiva significativa foi detectada entre o nível sanguíneo de MCP-1 e SLEDAI, creatinina e proteína de 24 horas em pacientes com LN. Esses resultados sugerem que um genótipo A/G, juntamente com a medição do nível sanguíneo de MCP-1, pode ser uma ferramenta útil para a detecção e acompanhamento do LN ativo
Descritores: Polimorfismo Genético
Nefrite Lúpica
Receptores CCR2
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012602
Autor: Akbulut, Ulas Emre; Emeksiz, Hamdi Cihan; Citli, Senol; Cebi, Alper Han; Korkmaz, Hatice Ayca Ata; Baki, Gaye.
Título: IL-17A, MCP-1, CCR-2, and ABCA1 polymorphisms in children with non-alcoholic fatty liver disease / Polimorfismos IL-17A, MCP-1, CCR-2 e ABCA1 em crianças com doença hepática gordurosa não alcoólica
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);95(3):350-357, May-June 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: The prevalence of non-alcoholic fatty liver disease in children has risen significantly, owing to the worldwide childhood obesity epidemic in the last two decades. Non-alcoholic fatty liver disease is closely linked to sedentary lifestyle, increased body mass index, and visceral adiposity. In addition, individual genetic variations also have a role in the development and progression of non-alcoholic fatty liver disease. The aim of this study was to investigate the gene polymorphisms of MCP-1 (-2518 A/G) (rs1024611), CCR-2 (190 G/A) (rs1799864), ABCA1 (883 G/A) (rs4149313), and IL-17A (-197 G/A) (rs2275913) in obese Turkish children with non-alcoholic fatty liver disease. Methods: The study recruited 186 obese children aged 10 -17 years, including 101 children with non-alcoholic fatty liver disease and 85 children without non-alcoholic fatty liver disease. Anthropometric measurements, insulin resistance, a liver panel, a lipid profile, liver ultrasound examination, and genotyping of the four variants were performed. Results: No difference was found between the groups in respect to age and gender, body mass index, waist/hip ratio, or body fat ratio. In addition to the elevated ALT levels, AST and GGT levels were found significantly higher in the non-alcoholic fatty liver disease group compared to the non non-alcoholic fatty liver disease group (p < 0.05). The A-allele of IL-17A (-197 G/A) (rs2275913) was associated with non-alcoholic fatty liver disease (odds ratio [OR] 2.05, 95% confidence interval: 1.12 -3.77, p = 0.02). Conclusions: The findings of this study suggest that there may be an association between IL-17A (-197 G/A) (rs2275913) polymorphism and non-alcoholic fatty liver disease development in obese Turkish children.

Resumo Objetivo: A prevalência de doença hepática gordurosa não alcoólica em crianças aumentou significativamente devido à epidemia de obesidade infantil em todo o mundo nas últimas duas décadas. A doença hepática gordurosa não alcoólica está intimamente ligada ao estilo de vida sedentário, ao aumento do índice de massa corporal e à adiposidade visceral. Além disso, variações genéticas individuais também têm um papel no desenvolvimento e na progressão da doença hepática gordurosa não alcoólica. O objetivo deste estudo foi investigar os polimorfismos genéticos MCP-1 (-2518 A/G) (rs1024611), CCR-2 (190 G/A) (rs1799864), ABCA1 (883 G/A) (rs4149313) e IL-17A (-197 G/A) (rs2275913) em crianças turcas obesas com doença hepática gordurosa não alcoólica. Métodos: O estudo recrutou 186 crianças obesas entre 10 e 17 anos, inclusive 101 crianças com doença hepática gordurosa não alcoólica e 85 crianças sem doença hepática gordurosa não alcoólica. Medidas antropométricas, resistência à insulina, painel hepático, perfil lipídico, exame ultrassonográfico do fígado e genotipagem de quatro variantes foram feitos. Resultados: Nenhuma diferença foi encontrada entre os grupos em relação à idade e sexo, índice de massa corporal, relação cintura/quadril ou proporção de gordura corporal. Além dos níveis elevados de ALT, os níveis de AST e GGT foram significativamente maiores no grupo doença hepática gordurosa não alcoólica em comparação com o grupo não doença hepática gordurosa não alcoólica (p < 0,05). O alelo A de IL-17A (-197 G/A) (rs2275913) foi associado à doença hepática gordurosa não alcoólica (odds ratio [OR] 2,05, intervalo de confiança de 95%: 1,12-3,77, p = 0,02). Conclusões: Os achados deste estudo sugerem que pode haver uma associação entre o polimorfismo IL-17A (-197 G/A) (rs2275913) e o desenvolvimento da doença hepática gordurosa não alcoólica em crianças turcas obesas.
Descritores: Polimorfismo Genético/genética
Obesidade Pediátrica/complicações
Hepatopatia Gordurosa não Alcoólica/genética
-Índice de Massa Corporal
Quimiocina CCL2/genética
Predisposição Genética para Doença
Interleucina-17/genética
Receptores CCR2/genética
Transportador 1 de Cassete de Ligação de ATP/genética
Hepatopatia Gordurosa não Alcoólica/complicações
Genótipo
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde