Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.765.725 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 6 [refinar]
Mostrando: 1 .. 6   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 6 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-623945
Autor: Xavier Filho, J.
Título: The resistance of seeds of cowpea (Vigna unguiculata) to the cowpea weevil (Callosobruchus maculatus)
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;86(supl.2):75-77, 1991.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Brazilian-Sino Symposium on Chemistry and Pharmacology of Natural Products, Rio de Janeiro, Dec. 10-14, 1989.
Resumo: Cowpea (Vigna unguiculata) seeds are heavily damaged during storage by the bruchid Callosobruchus maculatus. Seeds of some Nigerian varieties showed a strong resistance to this bruchid. By utilizing biochemical and entomological techniques we were able to rule out the paticipation of proteolytic enzyme (trypsin, chimotrypsin, subtilisin and papain) inhibitors, lectins, and tannins in the resistance mechanisms. Fractionation of the seed meal of a resistant variety suggests that the factor(s) responsible for the effect is (are) concentrate in the globulin fraction.
Descritores: Proteínas de Plantas/farmacologia
Besouros/efeitos dos fármacos
Produtos Agrícolas/parasitologia
Eletroforese em Gel de Poliacrilamida
Proteínas de Armazenamento de Sementes
-Proteínas de Plantas/isolamento & purificação
Phaseolus/química
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-859161
Autor: Khalik, Kadry Nabeh Abdel; Al-Gohary, Iman Hussien.
Título: Taxonomic relationships in some Vicia species from Egypt, based on seed morphology and SDS-PAGE of seed proteins / As relações taxonômicas das espécies Vicia oriundas do Egito, baseadas na morfologia da semente e na SDS-PAGE das proteínas da semente
Fonte: Acta sci., Biol. sci;35(4):603-611, out.-dez. 2013. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: The seed morphology and seed proteins of 11 Vicia taxa from Egypt were studied. Macro-and micro-morphological characters, including seed shape, color, size, hilum shape and seed sculpture were described and analyzed. The secondary sculpture of the cell wall varies from papillose in nearly all Vicia species to lophate in V. hirsuta. Further, the seed proteins of studied taxa were investigated by SDS-PAGE and 39 different bands were scored. The similarity analysis based on the SDS-PAGE profile and seed morphology was found to be a useful characteristic for the discrimination of Vicia species both on the subgeneric and the sectional levels. The present study did not acknowledge V. tetrasperma and V. hirsuta as subgenus Ervum. As a result, division of Vicia into two subgenera i.e. Vicia and Cracca, is supported.

Analisam-se a morfologia e as proteínas de sementes de 11 táxons de Vicia oriundos do Egito. As características macro- e micro-morfológicas, como forma da semente, cor, tamanho, forma do hilo e a escultura da semente são descritas e analisadas. A escultura secundaria da parede celular varia na papilose em quase todas as espécies de Vicia até a lofada em V. hirsuta . As proteínas das sementes dos táxons foram analisadas por SDS-PAGE onde 39 bandas diferentes foram detectadas. A análise de similaridade baseada no perfil de SDS-PAGE e na morfologia da semente foi uma característica útil para discriminar as espécies de Vicia em níveis subgenérico e seccional. Essa investigação rejeitou V. tetrasperma e V. hirsuta como subgênero de Ervum, mas aceitou a divisão de Vicia em dois subgêneros, ou seja, Vicia e Cracca.
Descritores: Proteínas de Armazenamento de Sementes
Vicia/anatomia & histologia
Vicia/classificação
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  3 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-688217
Autor: Sousa, Amanda Goulart de Oliveira; Fernandes, Daniela Canuto; Naves, Maria Margareth Veloso.
Título: Eficiência alimentar e qualidade proteica das sementes de baru e pequi procedentes do Cerrado brasileiro / Food efficiency and protein quality of baru and pequi seeds from Brazilian savanna
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(2):274-280, abr.-jun. 2012. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este trabalho avaliou a eficiência alimentar e a qualidade proteica das sementes de baru e pequi nativas do Cerrado brasileiro. Ratos Wistar machos, recém-desmamados (n = 24), distribuídos em quatro grupos,foram alimentados com diferentes dietas, contendo 10% de proteína: padrão (caseína, 7% de lipídios);controle (caseína, 15% de lipídios); baru (semente de baru, 15% de lipídios) e pequi (semente de pequi,15% de lipídios). Determinaram-se os teores proteicos e lipídicos e estimou-se o teor de fibra alimentar total das dietas. A eficiência alimentar foi avaliada pelo Fator de Conversão Alimentar (FCA), e o valor proteico, por meio do PER (Protein Efficiency Ratio). O FCA variou de 2,8 (dieta padrão) a 10,5 (dieta de semente de pequi); e a dieta de semente de baru (FCA = 5,17) foi mais eficiente do que a dieta de semente de pequi. O valor de PER da semente de baru (2,11) foi superior ao da semente de pequi (1,0), e os valores de RPER (qualidade proteica relativa) dessas sementes foram, respectivamente, de 70% e 30%. A semente de baru possui melhor eficiência alimentar e qualidade proteica do que a semente de pequi, e sua proteína pode ser classificada como de qualidade intermediária a boa.
Descritores: Pradaria
Proteínas de Armazenamento de Sementes
Dipteryx
Responsável: BR76.1 - Biblioteca


  4 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-648544
Autor: Gama, J. S. N; Bruno, R. L. A; Silva, K. R. G; Rêgo, E. R; Pereira Filho, T. B; Barbosa, R. C; Bezerra, A. K. D.
Título: Qualidade fisiológica e sanitária de sementes de erva-doce (Foeniculum vulgare Mill. ) armazenadas / Physiological and sanitary quality of fennel seeds stored
Fonte: Rev. bras. plantas med;14(spe):175-182, 2012. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A incidência de fungos em sementes interfere negativamente o seu potencial fisiológico, podendo ter início no campo, durante o armazenamento ou na pós-colheita. Desta forma o objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade fisiológica e sanitária de sementes de erva-doce armazenadas em diferentes embalagens. O trabalho foi realizado no Laboratório de análise de sementes da UFPB, em Areia-PB. As sementes foram colhidas em plantas tratadas e não tratadas com inseticida Actara, beneficiadas e acondicionadas nas embalagens papel alumínio, saco plástico e vidro. Em seguida, armazenadas em câmara fria durante 315 dias. Inicialmente e a cada 45 dias foram realizados as seguintes determinações e testes: teor de água, emergência de plântulas, primeira contagem de emergência, índice de velocidade de emergência, comprimento e massa seca das plântulas e sanidade das sementes pelo método "blotter-test". Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, os tratamentos foram distribuídos em fatorial 2 x 3 x 8 (com e sem inseticida, 3 embalagens e 8 períodos de avaliação). Os resultados indicam que a qualidade fisiológica das sementes de erva-doce foi principalmente afetada pelo fungo Alternaria sp., ocorrendo a manutenção da viabilidade das sementes por aproximadamente 95 dias na embalagem de saco plástico; a aplicação do inseticida Actara mantém a qualidade fisiológica das sementes de Foeniculum vulgare no armazenamento.

The fungi incidence in seeds affect negatively their physiological potential may begin in the field, during storage or in post-harvest. The objective was to evaluate the sanitary quality of fennel seeds stored in packagings differents. The study was conducted in laboratory analysis of seeds of UFPB, in Areia-PB. Seeds were harvested in experimental field with plants treated and untreated with insecticide Actara, processed and packed in aluminum foil, plastic bag and glass and stored in cold chamber during 315 days. Initially and every 45 days were performed the following tests and determinations: water content, seedling emergence, first count of emergency, emergency speed index, length and seedling dry mass and seed health by the "blotter-test." We used a completely randomized design with four replications, the treatments were distributed in a factorial 2 x 3 x 8. The results indicated that the physiological quality of fennel seeds was negatively affected by the fungus Alternaria sp., occurring at maintaining the viability of seeds for about 95 days in the plastic bag packaging; the application of the insecticide Actara keeps the physiological quality of seeds of Foeniculum vulgare in storage.
Descritores: Alternaria/isolamento & purificação
Pimpinella/fisiologia
-Análise de Variância
Proteínas de Armazenamento de Sementes
Sementes/fisiologia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-614572
Autor: Souza, A. J; Ferreira, A. T. S; Perales, J; Beghini, D. G; Fernandes, K. V. S; Xavier-Filho, J; Venancio, T. M; Oliveira, A. E. A.
Título: Identification of Albizia lebbeck seed coat chitin-binding vicilins (7S globulins) with high toxicity to the larvae of the bruchid Callosobruchus maculatus
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;45(2):118-124, Feb. 2012. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Seed coat is a specialized maternal tissue that interfaces the embryo and the external environment during embryogenesis, dormancy and germination. In addition, it is the first defensive barrier against penetration by pathogens and herbivores. Here we show that Albizia lebbeck seed coat dramatically compromises the oviposition, eclosion and development of the bruchid Callosobruchus maculatus. Dietary supplementation of bruchid larvae with A. lebbeck seed coat flour causes severe weight loss and reduces survival. By means of protein purification, mass spectrometry and bioinformatic analyses, we show that chitin-binding vicilins are the main source of A. lebbeck tegumental toxicity to C. maculatus. At concentrations as low as 0.1 percent, A. lebbeck vicilins reduce larval mass from 8.1 ± 1.7 (mass of control larvae) to 1.8 ± 0.5 mg, which corresponds to a decrease of 78 percent. Seed coat toxicity constitutes an efficient defense mechanism, hindering insect predation and preventing embryo damage. We hypothesize that A. lebbeck vicilins are good candidates for the genetic transformation of crop legumes to enhance resistance to bruchid predation.
Descritores: Albizzia/química
Besouros/efeitos dos fármacos
Proteínas de Armazenamento de Sementes/toxicidade
Sementes/química
-Larva/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Feminino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 6 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-597178
Autor: Tozzi, HH; Takaki, M.
Título: Histochemical analysis of seed reserve mobilization in Passiflora edulis Sims fo. flavicarpa O. Deg. (yellow passion fruit) during germination / Análise histoquímica da mobilização de reservas em sementes de Passiflora edulis Sims fo. flavicarpa O. Deg (maracujá amarelo) durante a germinação
Fonte: Braz. j. biol;71(3):701-708, Aug. 2011. ilus.
Idioma: en.
Resumo: In the present work, we analyzed the histochemical aspects of Passiflora edulis seeds reserve mobilization during the first ten days of germination. Our results showed that mainly lipids present in the endosperm are used as a reserve source, and their levels reduce at the same time the radicle protrudes, between the fourth and sixth day of sowing. Furthermore, protein bodies are present in the cotyledons, which are degraded as germination occurs and are almost depleted by the time of radicle protrusion. Starch grains also appear in the late germination period, and it is not clear if there is any reserve wall polysaccharide consumption in the endosperm.

No presente trabalho analisamos os aspectos histoquímicos da mobilização de reservas das sementes de Passiflora edulis, durante os primeiros dez dias de germinação. Nossos resultados mostraram que principalmente lipídios presentes no endosperma são utilizados como reserva, com o seu nível começando a diminuir ao mesmo tempo em que ocorre a protrusão da radícula, entre o quarto e sexto dia do início da embebição. Corpos proteicos também estão presentes nos cotilédones, e são degradados à medida que ocorre a germinação e são consumidos quase totalmente quando da protrusão da radícula. Grãos de amido também aparecem no período tardio de germinação, e não está claro se há ou não consumo de polissacarídeos de reserva de parede no endosperma.
Descritores: Germinação/fisiologia
Passiflora/embriologia
Sementes/química
-Cotilédone/fisiologia
Endosperma/fisiologia
Histocitoquímica
Passiflora/química
Proteínas de Plantas/fisiologia
Proteínas de Armazenamento de Sementes
Sementes/embriologia
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde