Base de dados : LILACS
Pesquisa : D12.776.826 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 27 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 27 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-990239
Autor: Kobayashi, Priscila E; Rodrigues, Marcela M. P; Gartner, Fatima; Rema, Alexandra; Fonseca-Alves, Carlos E; Laufer-Amorim, Renée.
Título: Association between decreased expression of estrogen receptor alpha, androgen receptor and phosphatase and tensin homolog immunoexpression in the canine prostate / Associação entre diminuição da expressão dos receptores de estrógeno alfa e andrógeno, e imunoexpressão de fosfatase e tensina homóloga na próstata canina
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;39(1):40-46, Jan. 2019. tab, ilus.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo Research Foundation.
Resumo: Canine prostate gland is a hormonal dependent organ and its imbalance of estrogen and androgen receptor expressions are directly associated with the development of different diseases. Due to the lack of information regarding the behavior of the aforementioned receptors in canine prostate cancer (PC), this study aimed to identify estrogen receptor alpha (ERα), androgen receptor (AR), Ki67 and phosphatase and tensin homolog (PTEN) protein expressions in canine PC by immunohistochemistry. We found nuclear expression of ERα and AR in the epithelial cells of normal canine samples and a loss of protein expression in PC samples. Normal samples showed Ki67 expression in a few basal cells and the PC samples showed the highest mean of positive cells (253.1). Canine prostate cancer showed a high proliferative index, which was associated with independence of hormonal actuation. PTEN showed positive nuclear and cytoplasmic expression in normal canine samples and a loss in PC. Loss of ERα, AR and PTEN indicated that canine PC exhibits the same immunohistochemical phenotype as in human patients with PC resistant to hormonal therapy. Therefore, canine PC should be considered as a model to study human PC resistant to hormonal therapy.(AU)

A glândula prostática canina é um órgão dependente de hormônio, e o desequilíbrio na expressão dos receptores de estrógeno e andrógeno estão diretamente associados com o desenvolvimento de diferentes doenças. Devido à falta de informação sobre o comportamento desses receptores no câncer prostático canino (PC), este estudo tem por objetivo identificar a expressão proteica através da técnica de imuno-histoquímica do receptor de estrógeno alfa (REα), receptor de andrógeno (RA), Ki67 e fosfatase e tensina homóloga (PTEN). Foi encontrado nas células epiteliais prostáticas normais caninas a expressão nuclear de REα e RA, e perda de expressão proteica nas amostras de PC. As amostras normais apresentaram expressão de Ki67 em poucas células basais e as amostras de PC apresentaram a maior média de células positivas (253,1). O câncer de próstata canino apresentou uma taxa alta de proliferação, o qual foi associado com a atuação independente de hormônio. As amostras de próstatas caninas normais revelaram marcação nuclear e citoplasmática da proteína PTEN e perda nas amostras de PC. A perda de REα, RA e PTEN indicam que as amostras de PC exibem o mesmo fenótipo imuno-histoquímico de pacientes humanos com câncer prostático resistente a terapia hormonal. Sendo assim, o PC canino deve ser considerado um modelo para estudos de câncer prostático humano resistente a terapia hormonal.(AU)
Descritores: Próstata/patologia
Hiperplasia Prostática/veterinária
Neoplasias da Próstata/veterinária
Neoplasia Prostática Intraepitelial/veterinária
Cães
-Receptores Androgênicos
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares
Receptor alfa de Estrogênio
Modelos Animais de Doenças
Neoplasias de Próstata Resistentes à Castração/veterinária
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-765148
Autor: Kattan T., Eduardo; Candia B., Roberto; Barrera M., Francisco.
Título: Eficacia y seguridad del ácido obeticólico, agonista del receptor X farnesoide en pacientes con diabetes mellitus tipo 2 y esteatosis hepática no alcohólica / Efficacy and safety of the farnesoid X receptor agonist obeticholic acid in patients with type 2 diabetes and non-alcoholic fatty liver disease
Fonte: Gastroenterol. latinoam;25(1):50-54, 2014. tab.
Idioma: es.
Descritores: Ácido Quenodesoxicólico/uso terapêutico
/tratamento farmacológico
DIABETES MELLITUS TIPO TEMEFOS/tratamento farmacológico
Fígado Gorduroso/tratamento farmacológico
-/complicações
DIABETES MELLITUS TIPO TEMEFOS/complicações
Fígado Gorduroso/complicações
Resistência à Insulina
Reprodutibilidade dos Testes
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares/agonistas
Limites: Seres Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-757057
Autor: Ceriani Cernadas, José M.
Título: El desafío de mejorar la atención ambulatoria en pediatría / Improving outpatient care in pediatrics: A challenge
Fonte: Arch. argent. pediatr;113(5):386-387, oct. 2015.
Idioma: es.
Descritores: Perfilação da Expressão Gênica
Polimorfismo de Nucleotídeo Único
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares/genética
Suínos/genética
-Alelos
Sequência de Aminoácidos
Clonagem Molecular
Frequência do Gene
Dados de Sequência Molecular
Especificidade de Órgãos/genética
Filogenia
Alinhamento de Sequência
Análise de Sequência de DNA
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: AR1.2 - Instituto de Investigaciónes Epidemiológicas


  4 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-731056
Autor: Ghisi, Alexandre Corrêa; Kopper, Patrícia Maria Poli; Baldasso, Flávia E. R.; Stürmer, Caroline P.; Rossi-Fedele, Giampiero; Steier, Liviu; Figueiredo, José Antonio Poli de; Morgental, Renata Dornelles; Vier-Pelisser, Fabiana Vieira.
Título: Effect of Super-Oxidized Water, Sodium Hypochlorite and EDTA on Dentin Microhardness
Fonte: Braz. dent. j;25(5):420-424, Sep-Oct/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: The present study aimed to evaluate the influence of the following irrigating solutions on the microhardness of root canal dentin: 2% sodium hypochlorite (2NaOCl), 5% sodium hypochlorite (5NaOCl), super-oxidized water (400 ppm Sterilox - Sx) and 17% EDTA (E). Eighty roots from bovine incisors were randomly divided into 8 groups (n=10): 2NaOCl, 5NaOCl, Sx, and 2NaOCl + E, 5NaOCl + E, Sx + E (associated with E as final irrigant for 5 min), E solely and distilled water (dH2O) as the negative control. Root canal preparation was performed by hand instruments, using one of the irrigation protocols for 30 min. Then, 5 mm of the cervical root third were cut out from each sample and subjected to the Vickers microhardness test, at two points, one at approximately 500-1000 µm from the root canal lumen (distance 1), and the other at approximately 500-1000 µm from the external root surface (distance 2). Data were analyzed by Wilcoxon and Kruskal-Wallis tests at 5% significance level. Microhardness values at distance 1 were significantly lower than those at distance 2 for all groups, except 5NaOCl and 5NaOCl + E groups (p>0.05). EDTA showed the lowest microhardness values. However, no statistically significant difference was detected among groups at distance 1 and EDTA was significantly different only from Sx at distance 2. In conclusion, all tested solutions showed lower microhardness at the most superficial root canal dentin layer compared to the one found near the external root surface, except 5NaOCl and 5NaOCl + E; EDTA promoted lower microhardness values in comparison to Sterilox at this site.

O presente estudo teve como objetivo avaliar a influência das seguintes soluções irrigadoras na microdureza da dentina do canal radicular: hipoclorito de sódio a 2% (NaOCl2), hipoclorito de sódio a 5% (NaOCl5), água superoxidada (Sterilox(r) 400 ppm - Sx) e EDTA a 17% (E). Oitenta raízes de incisivos bovinos foram divididas aleatoriamente em 8 grupos (n=10): NaOCl2, NaOCl5, Sx e NaOCl2 + E, NaOCl5 + E, Sx + E (associados ao E como irrigante final por 5 min), E isolado e água destilada (H2Od), como controle negativo. O preparo dos canais radiculares foi realizado com instrumentos manuais, usando um dos protocolos de irrigação por 30 min. A seguir, 5 mm do terço cervical de cada amostra foram cortados perpendicularmente e submetidos ao teste de microdureza de Vickers, em dois pontos, um aproximadamente 500-1000 µm da luz do canal radicular (distância 1), e o outro aproximadamente 500-1000 µm da superfície externa da raiz (distância 2). Os dados foram analisados pelos testes de Wilcoxon e Kruskal-Wallis com um nível de significância de 5%. Os valores de microdureza na distância 1 foram significativamente menores do que na distância 2 para todos os grupos, exceto NaOCl5 e NaOCl5 +E (p>0,05). O EDTA mostrou os menores valores de microdureza. No entanto, não foi detectada diferença estatisticamente significativa entre os grupos na distância 1 e o EDTA foi significativamente diferente apenas do Sx na distância 2. Pode-se concluir que todas as soluções testadas mostraram menor microdureza na camada de dentina mais superficial do canal radicular em comparação aos valores encontrados próximo à superfície radicular externa, exceto NaOCl5 e NaOCl5 + E; o EDTA promoveu menor microdureza em comparação ao Sterilox(r) neste ponto.
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides/farmacologia
Antineoplásicos/farmacologia
Carcinoma de Células Escamosas/tratamento farmacológico
Neoplasias Bucais/tratamento farmacológico
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares/metabolismo
Sulindaco/análogos & derivados
Sulindaco/farmacologia
Fatores de Transcrição/metabolismo
-Apoptose/efeitos dos fármacos
Carcinoma de Células Escamosas/genética
Carcinoma de Células Escamosas/metabolismo
Ciclo Celular/efeitos dos fármacos
Divisão Celular/efeitos dos fármacos
Inibidores de Ciclo-Oxigenase/farmacologia
CYCLOOXYGENASE TEMEFOS
CYCLOOXYGENASE TEMEFOS INHIBITORS
Primers do DNA/química
Citometria de Fluxo
Técnicas Imunoenzimáticas
Isoenzimas/metabolismo
Proteínas de Membrana
Neoplasias Bucais/genética
Neoplasias Bucais/metabolismo
Oligonucleotídeos Antissenso/farmacologia
Prostaglandina-Endoperóxido Sintases/metabolismo
Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
RNA Mensageiro/metabolismo
Células Tumorais Cultivadas/efeitos dos fármacos
Regulação para Cima
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-690588
Autor: Lima, Luciana Otero; Bruxel, Estela Maria; Hutz, Mara Helena; Van der Sand, Cézar Roberto; Van der Sand, Luiz Carlos; Ferreira, Maria Elvira Wagner; Pires, Renan Canibal; Fiegenbaum, Marilu; Almeida, Silvana.
Título: Influence of PPARA, RXRA, NR1I2 and NR1I3 gene polymorphisms on the lipid-lowering efficacy and safety of statin therapy / Influência de polimorfismos nos genes PPARA, RXRA, NR1I2 e NR1I3 na eficácia hipolipemiante e na segurança da terapia com estatinas
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;57(7):513-519, out. 2013. tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: The aim of the present study was investigate the association between six genetic variants in the nuclear receptor genes PPARA, RXRA, NR1I2 and NR1I3 and the lipid-lowering efficacy and safety of statin therapy. SUBJECTS AND METHODS: The study was carried out on 240 Brazilian hypercholesterolemic patients on simvastatin and atorvastatin therapy. The polymorphisms were analyzed by PCR-based methods. RESULTS: The NR1I3 rs2307424 genotype distribution was different between subjects with and without adverse drug reactions. Among subjects in the ADR group, no T/T homozygotes were observed for this polymorphism, while in the non-ADR group the frequency of this genotype was 19.4% (P = 0.007, after multiple testing corrections P = 0.042). CONCLUSION: The polymorphisms investigated in PPARA (rs1800206), RXRA (rs11381416), and NR1I2 (rs1523130) did not influence the lipid-lowering efficacy and safety of statin. Our results show the possible influence of NR1I3 genetic variant on the safety of statin.

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi investigar a associação de seis variantes genéticas nos genes de receptores nucleares PPARA, RXRA, NR1I2 e NR1I3 na eficácia hipolipemiante e na segurança da terapia com estatinas. SUJEITOS E MÉTODOS: O estudo foi realizado com 240 pacientes hipercolesterolêmicos em terapia com sinvastina e atorvastatina. Os polimorfismos foram analisados por meio de métodos baseados em PCR. RESULTADOS: A distribuição da frequência genotípica do polimorfismo NR1I3 rs2307424 foi diferente entre os pacientes com e sem efeito adverso à medicação; entre os sujeitos do grupo com efeitos adversos, nenhum homozigoto T/T foi observado, enquanto no grupo de indivíduos sem efeitos adversos a frequência desse genótipo foi 19,4% (P = 0,007, após correção para múltiplos testes P = 0,042). CONCLUSÃO: Os polimorfismos investigados nos genes PPARA (rs1800206), RXRA (rs11381416) e NR1I2 (rs1523130) não foram associados com eficácia hipolipemiante e segurança da terapia com estatinas. Nossos resultados mostram uma possível influência de variantes do gene NR1I3 (rs2307424) no desenvolvimento de efeitos adversos à terapia com estatinas.
Descritores: Anticolesterolemiantes/uso terapêutico
Dislipidemias/tratamento farmacológico
Polimorfismo Genético
PPAR alfa/genética
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares/genética
Receptores de Esteroides/genética
Receptor X Retinoide alfa/genética
-Alelos
Anticolesterolemiantes/efeitos adversos
Dislipidemias/genética
Genótipo
Ácidos Heptanoicos/efeitos adversos
Ácidos Heptanoicos/uso terapêutico
Lipídeos/sangue
Reação em Cadeia da Polimerase
Pirróis/efeitos adversos
Pirróis/uso terapêutico
Fatores de Risco
Sinvastatina/efeitos adversos
Sinvastatina/uso terapêutico
Resultado do Tratamento
Limites: Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Reis, Mitermayer Galväo dos
Texto completo
Id: lil-678277
Autor: Memorias do Instituto Oswaldo Cruz; Santos, Cleiton Silva; Azevedo, Everton Cruz de; Soares, Luciane Marieta; Carvalho, Magda Oliveira Seixas; Santos, Andreia Carvalho dos; Chagas Junior, Adenizar Delgado das; Silva, Caroline Luane Rabelo da; Chagas, Ursula Maira Russo; Reis, Mitermayer Galvao dos; Athanazio, Daniel Abensur.
Título: Ionic imbalance and lack of effect of adjuvant treatment with methylene blue in the hamster model of leptospirosis
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;108(4):438-445, jun. 2013. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Leptospirosis in humans usually involves hypokalaemia and hypomagnesaemia and the putative mechanism underlying such ionic imbalances may be related to nitric oxide (NO) production. We previously demonstrated the correlation between serum levels of NO and the severity of renal disease in patients with severe leptospirosis. Methylene blue inhibits soluble guanylyl cyclase (downstream of the action of any NO synthase isoforms) and was recently reported to have beneficial effects on clinical and experimental sepsis. We investigated the occurrence of serum ionic changes in experimental leptospirosis at various time points (4, 8, 16 and 28 days) in a hamster model. We also determined the effect of methylene blue treatment when administered as an adjuvant therapy, combined with late initiation of standard antibiotic (ampicillin) treatment. Hypokalaemia was not reproduced in this model: all of the groups developed increased levels of serum potassium (K). Furthermore, hypermagnesaemia, rather than magnesium (Mg) depletion, was observed in this hamster model of acute infection. These findings may be associated with an accelerated progression to acute renal failure. Adjuvant treatment with methylene blue had no effect on survival or serum Mg and K levels during acute-phase leptospirosis in hamsters. .
Descritores: Canais Iônicos/sangue
Leptospirose/tratamento farmacológico
Azul de Metileno/uso terapêutico
-Modelos Animais de Doenças
Guanilato Ciclase/efeitos dos fármacos
Leptospirose/sangue
Magnésio/sangue
Óxidos de Nitrogênio/sangue
Potássio/sangue
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares/efeitos dos fármacos
Sódio/sangue
Limites: Animais
Cricetinae
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-612524
Autor: Duran-Sandoval, Daniel.
Título: Función de los ácidos biliares en el control del metabolismo de la glucosa / Role of bile acids on glucose metabolism control
Fonte: Rev. chil. endocrinol. diabetes;2(1):29-35, ene. 2009. ilus.
Idioma: es.
Projeto: DIUC; . Universidad de Concepción. Dirección de Investigación y Facultad de Farmacia.
Resumo: Insulin resistance is the basis of several common diseases, such as type 2 diabetes, affecting millions people worldwide and satisfactory treatments are limited. Therefore, it is important to understand the molecular mechanisms underlying this condition and to find new and more effective therapies. Bile acids may actively participate in the control of metabolism. They derive from cholesterol, and function as natural ligands of nuclear and membrane receptors, regulating gene expression and controlling their own metabolism and that of glucose, including insulin response. Moreover, bile acids have been related to endoplasmic reticulum stress, a cellular response tightly associated to insulin resistance. These features give bile acids pharmacological properties with potential therapeutic use. Herein, we discuss the physiological role of bile acids on glucose metabolism, particularly on the regulation of the insulin response.
Descritores: Ácidos e Sais Biliares/metabolismo
Glucose/metabolismo
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares/metabolismo
Resistência à Insulina/fisiologia
-Fatores de Transcrição
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  8 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-595708
Autor: Weizhong, Zhang; Shuohui, Gao; Hanjiao, Qin; Yuhong, Man; Xiaohua, Yang; Jian, Cao; Lisen, Li.
Título: Inhibition of cytohesin-1 by siRNA leads to reduced IGFR signaling in prostate cancer
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;44(7):642-646, July 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: To explore how cytohesin-1 (CYTH-1) small interfering RNA (siRNA) influences the insulin-like growth factor receptor (IGFR)-associated signal transduction in prostate cancer, we transfected human prostate cancer PC-3 cell lines with liposome-encapsulatedCYTH-1 siRNA in serum-free medium and exposed the cells to 100 nM IGF-1. The mRNA and protein levels of the signal molecules involved in the IGFR signaling pathways were determined by real-time PCR and detected by Western blotting. The relative mRNA levels of CYTH-1, c-Myc, cyclinD1 and IGF-1R (CYTH-1 siRNA group vs scrambled siRNA group) were 0.26 vs 0.97, 0.34 vs 1.06, 0.10 vs 0.95, and 0.27 vs 0.41 (P < 0.05 for all), respectively. The relative protein levels of CYTH-1, pIGF-1R, pIRS1, pAkt1, pErk1, c-Myc, and cyclinD1 (CYTH-1 siRNA group vsscrambled siRNA group) were 0.10 vs 1.00 (30 min), 0.10 vs 0.98 (30 min), 0.04 vs 0.50 (30 min), 0.10 vs 1.00 (30 min), 0.10 vs 1.00 (30 min), 0.13 vs 0.85 (5 h), and 0.08 vs 0.80 (7 h), respectively. The tyrosine kinase activity of IGF-1R was associated with CYTH-1. The proliferative activity of PC-3 cells transfected with CYTH-1 siRNA was significantly lower than that of cells transfected with scrambled siRNA at 48 h (40.5 vs87.6 percent, P < 0.05) and at 72 h (34.5 vs 93.5 percent, P < 0.05). In conclusion, the interference of siRNA with cytohesin-1 leads to reduced IGFR signaling in prostate cancer; therefore, CYTH-1 might serve as a new molecular target for the treatment of prostate cancer.
Descritores: Fatores de Troca do Nucleotídeo Guanina/antagonistas & inibidores
Neoplasias da Próstata/metabolismo
RNA Interferente Pequeno/farmacologia
Receptores de Somatomedina/metabolismo
Transdução de Sinais/efeitos dos fármacos
-Linhagem Celular Tumoral
Proliferação Celular
Regulação Neoplásica da Expressão Gênica
Proteínas Ativadoras de GTPase/genética
Proteínas Ativadoras de GTPase/metabolismo
Fatores de Troca do Nucleotídeo Guanina/genética
Fator de Crescimento Insulin-Like I/metabolismo
Fosforilação
Neoplasias da Próstata/patologia
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares/genética
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares/metabolismo
Limites: Seres Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-528912
Autor: Sandoval, Adrián G; Manzur J., Fernando; Gómez, Doris; Gómez A., Claudio.
Título: Receptores nucleares y metabolismo de lípidos: implicaciones cardiovasculares / Nuclear receptors and lipid metabolism: cardiovascular implications
Fonte: Rev. colomb. cardiol;16(1):29-34, ene.-feb. 2009.
Idioma: es.
Resumo: La superfamilia de receptores de hormonas nucleares, es un amplio grupo de proteínas cuya función es actuar como factores de transcripción para modular, de manera positiva o negativa, la expresión de genes involucrados en procesos de diferenciación, crecimiento, reproducción y metabolismo. Dada su participación en procesos fisiológicos claves, las disfunciones asociadas con estos receptores tienen enormes implicaciones en enfermedades de elevada importancia en salud pública como la enfermedad cardiovascular, la diabetes mellitus tipo 2 y el cáncer, entre otras. En este trabajo se revisan algunos aspectos de esta superfamilia de proteínas, incluyendo su estructura, relación con el metabolismo de lípidos e implicaciones cardiovasculares. El trabajo se enfoca en los receptores activados por el proliferador del peroxisoma (PPAR), aunque se da una breve mirada a los receptores X hepáticos (LXR).

Nuclear hormone receptors superfamily are a wide group of proteins which function is to act as transcription factors in order to modulate in a positive or negative way the expression of genes involved in differentiation processes, growth, reproduction and metabolism. Given its participation in key pathologic processes, the disfunctions associated to these receptors have huge implications in diseases of great importance in public health such as cardiovascular disease, diabetes mellitus type 2, and cancer between others. Some aspects of this protein superfamily are reviewed in this study, including its structure, relationship with lipid metabolism and cardiovascular implications. This study focuses on the peroxisome proliferator-activated receptor (PPAR), and briefly on the liver X receptors (LXR).
Descritores: Metabolismo dos Lipídeos
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO369.9 - SCC - Sociedad Colombiana de Cardiologia y Cirugía Cardiovascular


  10 / 27 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-523589
Autor: Almeida, Patrícia Elaine de.
Título: Estudo para participação do receptor nuclear PPARy na resposta do hospedeiro frente à infecção por Mycobacterium bovis, BCG / Study for involvement of nuclear receptor PPARy in front of the host response to infection by Mycobacterium bovis, BCG.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2009. xvii,153 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os macrófagos são os principais agentes de defesa contra patógenos intracelulares e têm importante papel no metabolismo de lipídios e processos inflamatórios. Vários estudos demonstraram a participação de macrófagos “espumoso” durante a infecção intracelular por microbactérias, mas seu significado funcional é pouco entendido. Nosso laboratório tem mostrado que os corpúsculos lipídicos são organelas dinâmicas e funcionalmente ativas, que funcionam com sítios de sinalização em leocócitos para regulação do metabolismo lipídico e síntese de mediadores inflamatórios. Os mecanismos que regulam o acúmulo intracelular de lipídios, bem como a ativação de fatores transcricionais envolvidos no metabolismo lipídico de macrófagos, durante processos infecciosos, e seu signficado na patofisiologia e no curso de doenças desencadeadas por patógenos intracelulares não são completamente entendidos. Os Receptores Ativados por Proliferadores de Peroxissomos (PPARs) atuam em vários processos inflamatórios e imunoregulatórios devido à propriedade de regular a expressão de vários genes, estando desta maneira implicados na patofisiologia da aterosclerose, inflamação, diabetes e resposta imune. O papel do PPARy na resposta do hospedeiro frente à patógenos ainda não se encontra esclarecido. Assim nosso objetivo foi caracterizar o envolvimento do receptor nuclear PPARy na resposta do hospedeiro frente a infecções pelo patógeno intracelular Mycobacterium bovis, BCG. Em paralelo, investigamos o papel do receptor Toll-like 2 (TLR2) e outras moléculas sinalizadoras com CD14, CD11b/CD18, CD36, dectina-1 além de lipid rafts na resposta inflamatória durante a infecção por BCG. Nossos resultados demonstram que a infecção de macrófagos peritoneais de camundongos por M. bovis, BCG in vitro induziu aumento da expressão de PPARy, o qual foi acompanhado pela indução da formação de corpúsculos lipídicos, bem como aumento da produção de mediadores inflamatórios como PGE2 e citocinas. A expressão de PPARy e a produção de corpúsculos lipídicos e mediadores inflamatórios foram drasticamente inibidas em camundongos deficientes para o receptor TLR2, sugerindo um papel importante do TLR2 neste fenômeno. Demonstramos também que ativação de macrófagos in vitro pro agonistas de TLR2 (M. smegmatis, Pam3cys e zimosan) não foi capaz de induzir formação de corpúsculos lipídicos, sugerindo que ativação de TLR2, embora essencial para induzir expressão de PPARy ou formação de corpúsculos lipídicos na infecção, não é suficiente para desencadear vias de formação de corpúsculos lipídicos, indicando que outros co-fatores podem esta envolvidos. Nós verificamos de maneira significativa o envolvimento de CD14, CD11b, CD36, lipid raffs e dectina-1, na formação de corpúsculos lipídicos e produção de mediadores inflamatórios. Além disso, a neutralização do CD36 levou à inibição da expressão de PPARy induzida por BCG. Desta maneira sugerimos que a infecção por BCG altera significativamente os níveis de expressão de PPARy de maneira dependente de TLR2 e CD36 e que receptores nucleares ativados por lipídios podem modular a formação de corpúsculos lipídicos, síntese de PGE2, e a função de macrófagos durante infecções micobacterianas. O estudo da regulação e ativação de PPARy durante infecções por patógenos intracelulares poderá trazer contribuições sobre os mecanismos básicos de interação e escape na resposta patógeno-hospedeiro e poderá contribuir para a identificação de novos alvos terapêuticos para a tuberculose.
Descritores: Mycobacterium bovis
Proliferadores de Peroxissomos
PPAR alfa
Receptores Citoplasmáticos e Nucleares
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1; MANG



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde