Base de dados : LILACS
Pesquisa : D13.444.308.135 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 13 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 13 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1025676
Autor: Schulz, Mariane Leichsenring.
Título: Investigação dos processos biológicos associados à produção endógena de aldeídos reativos / Research on biological processes associated with endogenous production of reactive aldehydes.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 93 p. tab, ilus, graf.
Idioma: pt; fr.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Os aldeídos são espécies reativas que podem ser produzidos endogenamente por processos como a lipoperoxidação, podendo reagir com lipídios, proteínas e DNA. Diversas evidências apontam para o envolvimento de aldeídos reativos na progressão de patologias como doenças cardiovasculares, arteriosclerose e doenças neurodegenerativas. Uma meta central do CEPIDRedoxoma é estudar a reatividade química de intermediários redox em ambientes biológicos e consequentes mudanças na estrutura e função de biomoléculas, entender como cada intermediário redox reage com biomoléculas específicas e os efeitos resultantes, essenciais para a concepção de biomarcadores e antioxidantes. O nosso grupo estuda os mecanismos de formação, detoxificação e reação com biomoléculas de aldeídos reativos endógenos e exógenos e seu papel em patologias como a esclerose lateral amiotrófica (ALS). Um dos mecanismos de detoxificação desses aldeídos é através da conjugação com a carnosina. Recentemente, foi observado que a suplementação de animais transgênicos ALS SOD G93A com carnosina via oral resultou em retardo da perda de peso e tendência de aumento da sobrevida dos animais. O presente projeto buscou investigar o possível papel da carnosina em animais modelo para ALS. Para isso as modificações em DNA induzidas por aldeídos reativos e a formação de adutos de carnosina-aldeídos foram analisadas através de metodologia HPLC-MS/MS. Assim observamos que ratos suplementados com carnosina apresentaram níveis significativamente menores de proteína carbonilada em músculo e fígado. Em fígadoforam vistos níveis menores de dois adutos de DNA, 8-oxodGuo e1,N2-HO-propanodGuo, em animais suplementados. Em cérebro foram detectados níveis menores de 1, N2-εdGuo. Com relação aos adutos carnosina-aldeídos, foi observado níveis significativamente maiores do aduto CAR-HHE na medula. Com embasamento nos resultados aqui apresentados, sugere-se a utilização de sequestradores de aldeídos como uma estratégia terapêutica em condições fisiopatológicas nas quais ao acúmulo dessas espécies está comprovado

Aldehydes are reactive species that can be produced endogenously by processes such as lipid peroxidation, which can react with lipids, proteins and DNA. Several evidences point to the involvement of reactive aldehydes in the progression of pathologies such as cardiovascular diseases, atherosclerosis and neurodegenerative diseases. A central goal of CEPID-Redoxoma is to study the chemical reactivity of redox intermediates in biological environments and consequent changes in the structure and function of biomolecules, to understand how each redox intermediate reacts with specific biomolecules and the resulting effects, essential for the design of biomarkers and antioxidants. Our group studies the mechanisms of formation, detoxification and reaction with biomolecules of endogenous and exogenous reactive aldehydes and their role in pathologies such as amyotrophic lateral sclerosis (ALS). One of the detoxification mechanisms of these aldehydes is through carnosine conjugation. Recently, we observed that oral carnosine supplementation in transgenic ALS SODG93A animals resulted in delayed weight loss and a tendency to increase the survival of the animals. The present project investigated the potential role of carnosine in animal models for ALS. Thus, reactive aldehydes induced DNA modifications and carnosine aldehyde adducts were analyzed by HPLC-MS/MS. We observed that rats supplemented with carnosine presented significantly lower levels of protein carbonylation in muscle and liver. Lower levels of two DNA adducts, 8-oxodGuo and 1, N2-HO-propanodGuo, were observed in liver of the supplemented animals. Lower levels of 1, N2-εdGuo were detected in the brain. Regarding the carnosine-aldehydeadducts, significantly higher levels of the CAR-HHE adduct were observed in spinal cord. The results presented here suggest the use of aldehyde scavengers as a therapeutic strategy under pathological conditions in which is proven the accumulation of these species
Descritores: Fenômenos Biológicos
Carnosina/efeitos adversos
Aldeídos/análise
Esclerose Amiotrófica Lateral/patologia
-Espectrometria de Massas/métodos
Cromatografia Líquida/métodos
Adutos de DNA
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Ratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.192, S388i. 30100026370-Q


  2 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-931299
Autor: Kwee, Jolie Kiemlian.
Título: Proliferação celular induzida por 8-oxoguanosina e 8-metilguanosina, dois produtos do ataque de radicais livres a ribonucleosídeos e RNA / Cell proliferation induced by 8-oxoguanosine and 8-methylguanosine, two products of free radical attack to ribonucleosides and RNA.
Fonte: São Paulo; s.n; 1998. 78 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os efeitos de ribonucleosídeos de guanina substituídos na posição C-8 na proliferação de linfócitos B estão bem documentados na literatura. Esses compostos são análogos de adutos formados pela adição de radicais livres a ribonucleosídeos e a RNA. Neste trabalho, verificamos as propriedades proliferativas de dois desses adutos, 8-metilguanosina (8-MeGuo) e 8-oxo-7 ,8-di-hidroguanosina (8-OxoGuo) e comparamos com 8-bromoguanosina (8-BrGuo), o composto mais estudado como indutor da proliferação de linfócitos B. 8-MeGuo e 8-OxoGuo foram sintetisados em rendimentos de 28 e 55%, respectivamente, e foram caracterizados por UV, NMR e CG-massa. Seus efeitos sobre a incorporação de timidina radioativa ([3H] TdR) no DNA de células de baço, fibroblasto 3T3(A31) e melanoma B16F10 foram examinados. Os dois adutos foram mitogênicos para células de baço mas foram seletivos quanto as células imortalizadas. 8-MeGuo atuou sobre células 3T3(A31) e 8-OxoGuo sobre as células de melanoma B16F10. O análogo não fisiológico 8-BrGuo foi efetivo em todas as células testadas. Experimentos de contagem de células, citotoxicidade e citometria de fluxo, indicaram que a síntese de DNA induzida pelas guanosinas substituídas na posição C-8 refletia crescimento celular. Foi proposto que os compostos agem de dentro da célula uma vez que seus efeitos são bloqueados em presença de um inibidor de transporte de nucleosídeo, mas não foram inibidos por um antagonista de receptor purinérgico. Os resultados obtidos, junto com os descritos na literatura, sugerem que no caso dos fibroblastos 3T3(A31) e células de baço de camundongo os efeitos proliferativos dos compostos não são dependentes do metabolismo desses compostos via salvação das purinas. No caso das células de melanoma, entretanto, os compostos parecem fazer parte do "pool" de nucleosídeos. A demonstração de que adutos produzidos por ataques radicalares em ribonucleosídeos e RNA são capazes de induzir proliferação celular, abre novas perspectivas para a compreensão do papel de radicais livres em processos carcinogênicos

The ability of CS-substituted guanine ribonucleosides to induce B cell proliferation has been well documented in the literature. These compounds are analogues of adducts formed from free radical attack on ribonucleosides and RNA. Here we examined the proliferative properties of two of these radical adducts, 8-methylguanosine (8-MeGuo) and 8-oxo-7 ,8-dihydroguanosine (8-OxoGuo) and compared them with those of the well studied B cell mitogen, 8-bromoguanosine (8-BrGuo). 8-MeGuo and 8-OxoGuo were synthesized in yields of 28 and 55 %, respectively, and were characterized by UV, NMR and CG-MS. Their effects upon [3H] thymidine uptake by Swiss mice splenocytes, mouse embryo 3T3 (A31) fibroblasts and mouse B16F10 melanocytes were examined. Both guanosine radical adducts were shown to increase [3H] thymidine uptake by mice splenocytes but displayed selectivity in regard to continuous cell lines. 8-MeGuo acted upon 3T3(A31) fibroblasts whereas 8-OxoGuo acted upon B16F10 melanocytes. The non physiological analogue 8-BrGuo acted upon all tested cells. Parallel experiments of cell counting, cytotoxicity, and cell sorting indicated that DNA synthesis induced by the C8-substituted guanosines reflected cell growth. It is proposed that the compounds act intracellularly because their proliferative effects were blocked in the presence of a nucleoside transport inhibitor but were not inhibited by an antagonist of the A2 purine receptor. The obtained results, taken together with data from the literature suggest that in the case of 3T3 (A31) fibroblasts and mice splenocytes the proliferative effects of the compounds are not dependent on metabolism through purine salvage pathways. In the case of melanocytes, however, the compounds are likely to become part of the purine nucleoside pool. The demonstration that adducts produced by free radical attack on ribonucleosides and RNA are able to induce cell proliferation opens new perspectives for the understanding of free radical mediated carcinogenesis
Descritores: Proliferação Celular/fisiologia
Radicais Livres
Ribonucleosídeos/química
-Linfócitos B
Contagem de Células
Meios de Cultura
Adutos de DNA/análise
Guanosina
RNA
Análise Espectral/métodos
Limites: Animais
Masculino
Camundongos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T 574.192, K98p. 30100001931


  3 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-868246
Autor: Carvalho, Aline Martins de.
Título: Consumo de carnes e aminas heterocíclicas como fatores de risco para câncer / Meat and heterocyclic amines intake as risk factors for cancer.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 115 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Nutrição para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução. O alto consumo de carne, principalmente vermelha e processada, tem sido relacionado com aumento de risco de doenças crônicas, especialmente o câncer. Uma das explicações possíveis são os métodos de preparo culinário a altas temperaturas, que acarretam na formação aminas heterocíclicas. Estes compostos são detoxificados no nosso organismo, passando por um processo, no qual podem ser geradas espécies reativas, relacionadas ao estresse oxidativo e ao dano ao DNA. Entretanto, os indivíduos apresentam respostas diferentes à mesma exposição dietética, podendo ter diferentes níveis de risco ou benefício com a mesma ingestão de alimentos. O código genético individual pode ser uma das causas dessa variação interpessoal. Objetivo. Investigar a relação entre o consumo de carnes e aminas heterocíclicas com estresse oxidativo e dano no DNA, considerando polimorfismos genéticos, fatores demográficos e de estilo de vida em residentes do Município de São Paulo. Métodos. Foram utilizados dados dietéticos, genéticos, bioquímicos e estilo de vida de um estudo transversal com amostra probabilística de múltiplo estágio chamado Inquérito de Saúde de São Paulo (ISACapital). Os dados de carne e aminas heterocíclicas foram obtidos a partir de um recordatório alimentar de 24 horas e questionário sobre métodos de cocção e graus de cozimento das carnes. A extração do DNA ocorreu pelo método por sal e utilizou-se a técnica PCR em tempo real para determinação dos seguintes polimorfismos de nucleotídeo único: CYP1A1 (rs1048943), CYP1A2 (rs762551, rs35694136), CYP1B1 (rs1056836, rs10012), NAT2 (rs1208, rs1041983, rs1799929, rs1801280, rs1799931, rs1799930, rs1801279), NAT1 (rs4986782, rs5030839, rs56379106, rs56318881, rs6586714), SULT1A1 (rs928286), UGT1A9 (rs3832043), SOD2 (rs4880), CAT (rs7943316), GSTA1 (rs3957357), GSTP1 (rs1695), e deleção dos genes GSTM1 e GSTT1. Foram utilizados os biomarcadores malonaldeído (MDA) no plasma para estimar o estresse oxidativo e o 8-OHdG no plasma para estimar dano ao DNA. As associações foram examinadas por meio de modelos de regressão múltipla linear e logística ajustadas por sexo, idade, IMC, consumo de frutas e calorias, atividade física e fumo. Resultados. O consumo médio de aminas heterocíclicas foi de 437ng/dia e a carne de boi foi a que mais contribuiu para o consumo de aminas. Participantes que consumiram carne de boi grelhada muito bem passada apresentaram maiores concentrações de MDA do que os demais. Encontrou-se associação positiva entre consumo de aminas heterocíclicas com estresse oxidativo e dano ao DNA, isto é, indivíduos que consumiram maiores teores de aminas heterocíclicas apresentaram maiores chances de ter elevados concentrações de MDA (OR=1,17; P=0,04) e maiores concentrações de 8-OHdG (=1,62; P=0,04). Observou-se também que esta associação pode ser modificada pelas características genéticas individuais, sendo que polimorfismos nos genes das enzimas de detoxificação NAT2 e CYP1B1 interagiram com o consumo de aminas, diminuindo o estresse oxidativo. Conclusão. Verificou-se que o alto consumo de aminas heterocíclicas contribuiu para maiores níveis de estresse oxidativo e dano ao DNA independente de fatores demográficos e de estilo de vida, aumentando o risco de doenças crônicas. Observou-se também que esta relação pode ser alterada na presença de polimorfismos genéticos individuais

Introduction. The excessive meat intake, especially red and processed meat, has been linked to chronic diseases, especially cancer. One of the reasons for that is the cooking process at high temperatures that can form heterocyclic amines (HCA). During HCA metabolism, reactive species can be formed, which can cause oxidative stress and DNA damage. However, people can show different answers to the same food intake, increasing or decreasing the risk of diseases. The DNA code can be one of the causes of this between-person variations. Objective. To investigate the association between meat/heterocyclic amine intake with oxidative stress and DNA damage, considering polymorphism, demographic and life style factors among population of São Paulo city. Methods. Information on food intake, genetics, biochemical, and lifestyle was obtained from a representative, multistage probability-based cross-sectional study titled Health Survey for Sao Paulo (ISA-Capital). Meat and heterocyclic amine intake was estimated by a 24-hour dietary recall complemented by a detailed questionnaire with preferences of cooking methods and level of doneness for meats. The salt method was used for DNA extraction and real time PCR to identify the following single nucleotide polymorphisms: CYP1A1 (rs1048943), CYP1A2 (rs762551, rs35694136), CYP1B1 (rs1056836, rs10012), NAT2 (rs1208, rs1041983, rs1799929, rs1801280, rs1799931, rs1799930, rs1801279), NAT1 (rs4986782, rs5030839, rs56379106, rs56318881, rs6586714), SULT1A1 (rs928286), UGT1A9 (rs3832043), SOD2 (rs4880), CAT (rs7943316), GSTA1 (rs3957357), GSTP1 (rs1695), GSTM1 and GSTT1 (null or not). We used malondialdehyde (MDA) concentration in plasma to estimated oxidative stress, and 8-OHdG concentration in plasma to estimate DNA damage. Analyses were performed using multivariate logistic and linear regressions adjusted for smoking, sex, age, body mass index, energy intake, fruit intake, smoking and physical activity. Results. Mean HCA intake was 437ng/day and beef was the meat that contributed more to HCA. Participants who consumed grilled beef very well-done presented more MDA concentration than other participants. We found significant association between heterocyclic amine intake with oxidative stress and DNA damage. Participants who consumed high levels of heterocyclic amines showed higher odds to show high MDA concentration (OR=1.17; P=0.04) and high 8-OHdG concentration (=1.62; P=0.04). These associations could be modified by individual genetic characteristics. Polymorphisms in genes that codify NAT2 and CYP1B1 detoxification enzymes interacted with HCA intake, decreasing oxidative stress. Conclusions. The high heterocyclic amine intake contributed to increase oxidative stress independently of lifestyle and demographic factors, increasing risk of chronic diseases. These relationships can be modified by genetic polymorphisms
Descritores: Aminas/química
Adutos de DNA
Consumo de Alimentos
Carne/estatística & dados numéricos
Estresse Oxidativo/fisiologia
-Estudos Transversais
Dados Demográficos
Compostos Heterocíclicos/química
Estilo de Vida
Polimorfismo Genético
Fatores de Risco
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847100
Autor: Freitas, Florêncio Porto.
Título: Investigação de potenciais biomarcadores redox - um enfoque em aldeídos e seus produtos / Potential redox biomarkers investigation - focus on aldehydes and their products.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. 272 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: As espécies reativas são associadas a processos toxicológicos e fisiopatológicos, agindo como importantes mediadores, por exemplo, na sinalização celular. Diversas classes de compostos têm sido utilizadas como possíveis biomarcadores de estresse redox, destacando-se os aldeídos α,ß-insaturados, capazes de alquilar biomoléculas como o DNA. Para evitar efeitos deletérios, estes aldeídos são detoxificados por glutationilação e posterior metabolização a derivados mercaptúricos. Contudo, avaliar o estado redox em sistemas biológicos ainda é tarefa bastante complexa, sendo a dificuldade em quantificar de forma prática e acurada os efeitos de sinalização e/ou dano molecular o maior problema dos estudos redox. Assim, o objetivo deste trabalho foi desenvolver métodos acurados e sensíveis de análise de potenciais biomarcadores de estresse redox, isto é: nucleosídeos modificados, aldeídos endógenos e exógenos, glutationa e produtos de glutationilação, e avaliá-los em sistemas modelos, celular e animal, e em humanos. A avaliação dos níveis urinários de três nucleosídeos modificados por metodologia de HPLC-MS/MS desenvolvida pelo grupo em moradores da cidade de São Paulo - região com poluição atmosférica - demonstrou aumento significativo de 1,N2-propanodGuo comparado aos moradores de região não poluída. Ademais, comprova-se pela primeira vez que células deficientes em reparo de ligações cruzadas apresentam níveis basais elevados de 1,N2-propanodGuo, em duas linhagens independentes, colocando este aduto como potencial mediador de carcinogênese em pacientes portadores de Anemia de Fanconi. Utilizando cérebro de ratos SOD1G93A (modelo de Esclerose Lateral Amiotrófica - ELA), verificou-se aumento de 50% nos níveis de 1,N2-propanodGuo e de 100% nos de 1,N6-εdAdo em fase sintomática, sugerindo influência do conteúdo lipídico cerebral, levando a comprometimento do metabolismo neuronal e morte celular. O perfil de aldeídos determinado em cérebro de ratos SOD1G93A demonstrou aumento de trans-hexa-2-enal e trans,trans-hexa-2,4-dienal em fase assintomática e de trans,trans-deca-2,4-dienal em fase sintomática, não sendo observada nenhuma alteração na medula. Conhecer estas variações permite direcionar estudos de modificações em biomoléculas, além de a metodologia per se corroborar com as áreas de análises lipidômicas. Técnicas distintas e o preparo de amostras refletiram nos níveis de glutationa reduzida (GSH) e oxidada (GSSG) relatados. A técnica de espectrometria de massas mostrou-se mais precisa que a detecção eletroquímica; e a alquilação do grupo tiol minimizou interferências de matriz. Por análise de HPLC-UV/Vis-ESI-MS/MS, a quantificação de trans-4-hidroxi-2-nonenal (HNE) e crotonaldeido conjugados com GSH demonstrou não haver alterações em cérebro e medula de ratos SOD1G93A. Contudo, há formação esteroespecífica dos adutos de HNE in vivo. Ressalta-se que a metodologia desenvolvida é extremamente sensível e específica e permite análise simultânea de GSH, GSSG, cisteína, cistina e dos adutos supracitados, servindo para análise de outros adutos de glutationilação de aldeídos que possam ser importantes em doenças associadas a estresse redox

Free radicais and oxidant species are associated with toxicological and pathophysiological processes. It has been demonstrated that production of reactive oxygen species may be involved in cell signaling and regulation. Several biomarkers of redox processes have been used, including adducts formed through the reaction of α,ß-unsaturated aldehydes with biomolecules such as DNA. In order to avoid these deleterious effects, aldehydes are detoxified through glutathionylation and further metabolized to mercapturic derivatives. However, assessing the redox status in biological systems is still a very complex task, and the difficulty in practical and accurate quantification of signaling effects and/or molecular damage is a major problem in redox studies. The objective of this work was to develop accurate and sensitive methods for analysis of potential biomarkers of redox stress, i.e., modified nucleosides, endogenous and exogenous aldehydes, glutathione and glutathionylation products, and their evaluation in cell, animal model and humans. Evaluation of urinary levels of 1,N2-propano-2'-deoxyguanosine (1,N2-propanodGuo), 1,N2-etheno-2'-deoxyguanosine and 8-oxo-7,8-dihydro-2'-deoxyguanosine in residents of São Paulo City - polluted region - showed a significant increase (p<0.05) in 1,N2-propanodGuo levels compared to residents of an unpolluted region by a HPLC-MS/MS methodology developed by the group. Moreover, it was proven, for the first time, that repair deficient cells have basal levels of 1,N2-propanodGuo higher than proficient cells in two independent strains, placing 1,N2-propanodGuo as a potential mediator of carcinogenesis in Fanconi Anemia patients. In an Amyotrophic Lateral Sclerosis (ALS) animal model (SOD1G93A rat) , a 50% increase in the levels of 1,N2-propanodGuo and 100% in the 1,N6-etheno-2'-deoxyadenosine in brain tissue in the symptomatic phase was observed, suggesting that the high brain lipid content may play a role, leading to impairment of cell metabolism and neuronal cell death. There is an increase of trans-hex-2-enal and trans,trans-hexa-2,4-dienal in asymptomatic SOD1G93A rats brain and of trans,trans-deca-2,4-dienal in symptomatic ones. However, no alteration was observed in spinal cord. Our approach contributes to a better understanding of the aldehyde status in vivo and allows us to predict biomolecule modifications. The developed methodology can contribute to lipidomic studies. The use of different techniques and sample preparation reflected in the reported levels of reduced (GSH) and oxidized glutathione (GSSG). The mass spectrometry technique proved to be more accurate than the electrochemical one, and the use of thiol alkylating agent minimizes matrix interference. No changes were observed in the levels of the GSH conjugates of trans-4-hydroxy-2-nonenal (HNE) and crotonaldehyde in brain and spinal cord of SOD1G93A rats quantified by HPLC-UV/Vis-ESI-MS/MS compared to controls. However, it was observed stereospecific HNE adducts formation in vivo. Note that this methodology is extremely sensitive and specific and allows simultaneous analysis of GSH, GSSG, Cys, cystine and the aforementioned adducts, serving for analysis of other aldehyde-glutathionylation adducts that may be important in pathologies associated with stress redox
Descritores: Aldeídos
Biomarcadores/análise
Oxirredução/efeitos dos fármacos
-Esclerose Amiotrófica Lateral/complicações
Cromatografia Líquida de Alta Pressão/instrumentação
Adutos de DNA/química
Espectrometria de Massas/métodos
Estresse Oxidativo/genética
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Ratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.192, F866i. 30100025343-Q


  5 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-733235
Autor: Sá, Miriam Ribeiro Calheiros de; Thomazinho, Paula de Almeida; Santos, Fabiano Luiz; Cavalcanti, Nicolette Celani; Ribeiro, Carla Trevisan Martins; Negreiros, Maria Fernanda Vieira; Vinhaes, Marcia Regina.
Título: Assistência fisioterapêutica na atenção primária à saúde infantil: uma revisão das experiências / Physical therapy in pediatric primary care: a review of experiences
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;36(5):324-330, nov. 2014. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Revisar as experiências de atenção fisioterapêutica dirigidas à população pediátrica descritas na literatura e analisar a produção de conhecimento sobre fisioterapia no contexto da atenção primária à saúde infantil (APSI). MÉTODOS: Foi realizada uma revisão sistemática conforme PRISMA, com busca nas seguintes bases de dados: MEDLINE, LILACS, SciELO, PubMed, Scopus, Cochrane; banco de teses da CAPES; e System for Information on Grey Literature in Europe (SIGLE). Foram utilizados os descritores "atenção primária à saúde", "fisioterapia", "lactente ou criança" e seus correspondentes na língua inglesa e espanhola, sem restrição de ano de publicação. RESULTADOS: Analisamos 13 artigos de seis países, reunidos em três eixos temáticos: dilemas profissionais (três artigos), competências e habilidades específicas para a APSI (sete artigos) e relatos de prática (quatro artigos). Os dilemas profissionais mencionados foram a ampliação do papel do fisioterapeuta para incluir ambientes comunitários, compartilhando a tomada de decisão com as famílias, e o trabalho em colaboração com outros serviços de saúde para identificar as necessidades da criança. As competências e habilidades citadas foram a identificação de sintomas clínicos e socioculturais para além das condições musculoesqueléticas, o diagnóstico fisioterapêutico precoce, a prevenção contra o uso excessivo de medicamentos e a capacidade de trabalhar em equipe. Os relatos de prática discorreram sobre estimulação em crianças com quadros neurológicos, tratamento respiratório e grupos com mães de crianças com esses acometimentos. CONCLUSÕES: O baixo número de estudos sugere desconhecimento quanto ao modo como a fisioterapia se insere na APSI e, provavelmente, quanto às habilidades profissionais necessárias nesse ambiente. Assim, são necessários mais estudos para fornecer dados sobre a área e um esforço de qualificação continuada por parte dos fisioterapeutas.

OBJECTIVE: To review pediatric physical therapy experiences described in the literature and to analyze the production of knowledge on physical therapy in the context of pediatric primary health care (PPHC). METHODS: A systematic review was conducted according to the PRISMA criteria. The following databases were searched: MEDLINE, LILACS, SciELO, PubMed, Scopus and Cochrane; Brazilian Ministry of Health's CAPES doctoral dissertations database; and System for Information on Grey Literature in Europe (SIGLE). The following search terms were used: ["primary health care" and ("physical therapy" or "physiotherapy") and ("child" or "infant")] and equivalent terms in Portuguese and Spanish, with no restriction on publication year. RESULTS: Thirteen articles from six countries were analyzed and grouped into three main themes: professional dilemmas (three articles), specific competencies and skills required in a PPHC setting (seven articles), and practice reports (four articles). Professional dilemmas involved expanding the role of physical therapists to encompass community environments and sharing the decision-making process with the family, as well as collaborative work with other health services to identify the needs of children. The competencies and skills mentioned in the literature related to the identification of clinical and sociocultural symptoms that go beyond musculoskeletal conditions, the establishment of early physical therapy diagnoses, prevention of overmedication, and the ability to work as team players. Practice reports addressed stimulation in children with neurological diseases, respiratory treatment, and establishing groups with mothers of children with these conditions. CONCLUSIONS: The small number of studies identified in this review suggests that there is little knowledge regarding the roles of physical therapists in PPHC and possibly regarding the professional abilities required in this setting. Therefore, further studies are required to provide data on the field, along with a continuing education effort on the part of physical therapists.
Descritores: Adenosina/análogos & derivados
Compostos de Epóxi/química
Inosina/química
Mutagênicos/química
-Adenosina/química
Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Adutos de DNA/química
Inosina/análogos & derivados
Cinética
Espectroscopia de Ressonância Magnética
Espectrometria de Massas de Bombardeamento Rápido de Átomos
Espectrofotometria Ultravioleta
Tipo de Publ: Research Support, U.S. Gov't, Non-P.H.S.
Research Support, U.S. Gov't, P.H.S.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-733231
Autor: Rius, Anna; Guisasola, Laura; Sabidó, Meritxell; Leasher, Janet L.; Moriña, David; Villalobos, Astrid; Lansingh, Van C.; Mujica, Oscar J.; Rivera-Handal, José Eduardo; Silva, Juan Casrlos.
Título: Prevalence of visual impairment in El Salvador: inequalities in educational level and occupational status / Prevalencia de deficiencia visual en El Salvador: desigualdades según el nivel educativo y la situación laboral
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;36(5):290-299, nov. 2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To examine the prevalence of blindness, visual impairment, and related eye diseases and conditions among adults in El Salvador, and to explore socioeconomic inequalities in their prevalence by education level and occupational status, stratified by sex. METHODS: Based upon the Rapid Assessment of Avoidable Blindness (RAAB) methodology, this nationwide sample comprised 3 800 participants (3 399 examined) ≥ 50 years old from 76 randomly selected clusters of 50 persons each. The prevalence of blindness, visual impairment and related eye diseases and conditions, including uncorrected refractive error (URE), was calculated for categories of education level and occupational status. Multiple logistic regression models were fitted to calculate odds ratios (ORs) and 95% confidence intervals (CIs) and stratified by sex. RESULTS: Age-adjusted prevalence was 2.4% (95% CI: 2.2-2.6) for blindness (men: 2.8% (95% CI: 2.5-3.1); women: 2.2% (95% CI: 1.9-2.5)) and 11.8% (95% CI: 11.6-12.0) for moderate visual impairment (men: 10.8% (95% CI: 10.5-11.1); women: 12.6% (95% CI: 12.4-12.8)). The proportion of visual impairment due to cataract was 43.8% in men and 33.5% in women. Inverse gradients of socioeconomic inequalities were observed in the prevalence of visual impairment. For example, the age-adjusted OR (AOR) was 3.4 (95% CI: 2.0-6.4) for visual impairment and 4.3 (95% CI: 2.1-10.4) for related URE in illiterate women compared to those with secondary education, and 1.9 (95% CI: 1.1-3.1) in cataract in unemployed men. CONCLUSIONS: Blindness and visual impairment prevalence is high in the El Salvador adult population. The main associated conditions are cataract and URE, two treatable conditions. As socioeconomic and gender inequalities in ocular health may herald discrimination and important barriers to accessing affordable, good-quality, and timely health care services, prioritization of public eye health care and disability policies should be put in place, particularly among women, the unemployed, and uneducated people.

OBJETIVO: Analizar la prevalencia de la ceguera, la deficiencia visual, y las enfermedades y afecciones oculares relacionadas en adultos de El Salvador, y explorar las desigualdades socioeconómicas en cuanto a su prevalencia según el nivel educativo y la situación laboral, estratificados por sexos. MÉTODOS: Se adoptó el método de Evaluación Rápida de la Ceguera Evitable, y se escogió una muestra a escala nacional de 3 800 participantes (de ellos se examinaron 3 399) de 50 años de edad o mayores, pertenecientes a 76 agrupamientos seleccionados aleatoriamente y constituidos por 50 personas cada uno. Se calculó la prevalencia de la ceguera, la deficiencia visual y las enfermedades y afecciones oculares relacionadas, incluido el error de refracción no corregido, según las diferentes categorías de nivel educativo y situación laboral. Se emplearon modelos de regresión logística múltiple para calcular las razones de posibilidades (OR) y los intervalos de confianza (IC) de 95%, y se estratificaron por sexos. RESULTADOS: La prevalencia ajustada por edad fue de 2,4% (IC de 95%: 2,2-2,6) para la ceguera (hombres: 2,8% [IC de 95%: 2,5-3,1]; mujeres: 2,2% [IC de 95%: 1,9-2,5]) y de 11,8% (IC de 95%: 11,6-12,0) para la deficiencia visual moderada (hombres: 10,8% [IC de 95%: 10,5-11,1]; mujeres: 12,6% [IC de 95%: 12,4-12,8]). La proporción de deficiencias visuales debidas a catarata fue de 43,8% en los hombres y de 33,5% en las mujeres. En la prevalencia de la deficiencia visual se observaron gradientes inversos de desigualdades socioeconómicas. Por ejemplo, la OR ajustada por edad fue de 3,4 (IC de 95%: 2,0-6,4) para la deficiencia visual y de 4,3 (IC de 95%: 2,1-10,4) para el error de refracción no corregido relacionado en las mujeres analfabetas, en comparación con las que tenían un nivel de educación secundaria, y fue de 1,9 (IC de 95%: 1,1-3,1) para la catarata en los hombres desempleados. CONCLUSIONES: La prevalencia de ceguera y deficiencia visual es alta en la población adulta de El Salvador. Las principales afecciones asociadas son la catarata y el error de refracción no corregido, ambas tratables. Puesto que las desigualdades socioeconómicas y de género en materia de salud ocular pueden ser indicativas de discriminación y de la existencia de barreras importantes para obtener acceso a servicios de atención de salud asequibles, de buena calidad y oportunos, es preciso dar prioridad a la atención oftalmológica pública y a las políticas dirigidas a corregir la discapacidad, en particular en las mujeres y en las personas desempleadas y sin formación.
Descritores: Carcinógenos/química
Carcinógenos/síntese química
Adutos de DNA/biossíntese
Adutos de DNA/química
Compostos de Epóxi/química
Compostos de Epóxi/síntese química
Guanosina/química
-Adutos de DNA/efeitos dos fármacos
Estabilidade de Medicamentos
Compostos de Epóxi/toxicidade
Cinética
Espectrometria de Massas
Estereoisomerismo
Tipo de Publ: Research Support, U.S. Gov't, Non-P.H.S.
Research Support, U.S. Gov't, P.H.S.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-732505
Autor: Oliveira, Cristiane.
Título: O discurso do excesso sexual como marca da brasilidade: revisitando o pensamento social brasileiro das décadas de 1920 e 1930 / The discourse of sexual excess as a hallmark of Brazilianness: revisiting Brazilian social thinking in the 1920s and 1930s
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;21(4):1093-1112, Oct-Dec/2014.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho é analisar o discurso do excesso sexual produzido pelo pensamento social brasileiro das décadas de 1920 e 1930 na sua interlocução com o discurso médico da época. De inspiração foucaultiana, o texto inscreve-se no campo da história dos saberes e está subsidiado por documentos sociológicos e médicos do período de referência. No quadro da recodificação vintecentista sobre o imaginário da brasilidade, o tema do excesso sexual foi revisitado pelo pensamento sociológico local, forjando-o ora como um perturbador do projeto civilizatório nacional, ora como um traço que deveria ser positivado por ter sido a condição de possibilidade da hibridização cultural de suas matrizes identitárias.

The objective of this article is to analyze the discourse of sexual excess produced by Brazilian social thinking in the 1920s and 1930s and its dialog with the medical discourse at the time. Inspired by Foucault, it is within the field of the history of knowledge and is supported by sociology and medical documents from the period in question.Within the framework of the twentieth century re-codification of the imagery of Brazilianness, the topic of sexual excess was revisited by local thinkers in the field of sociology and seen either as disturbing the national civilizing project, or as a trait that should be seen in a positive light because it permitted the cultural hybridization of its sources of identity.
Descritores: Adenina/metabolismo
Adutos de DNA/metabolismo
Compostos de Epóxi/metabolismo
Guanina/metabolismo
Mutagênicos/metabolismo
-Adutos de DNA/química
Adutos de DNA/isolamento & purificação
Compostos de Epóxi/química
Compostos de Epóxi/isolamento & purificação
Guanosina/metabolismo
Mutagênicos/química
Mutagênicos/isolamento & purificação
Limites: Animais
Bovinos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-425823
Autor: Marques, Sabrina de Almeida.
Título: Lesões em DNA promovidas por produtos de oxidação do ß-caroteno: possivéis implicações biológicas / Lesions in DNA promoted by oxidation of products the ß-carotene: possible biological implications.
Fonte: São Paulo; s.n; 2005. 193 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Apesar de diversos estudos in vitro e em populações indicarem um efeito protetor do ß-caroteno em sistemas biológicos, estudos epidemiológicos como o "The Alpha-Tocopherol, Beta-Carotene Cancer Prevention Study"(ATBC) e o "The Beta-Carotene and Retinol Efficacy Trial"(CARET) mostraram um aumento na incidência de câncer pulmonar em indivíduos fumantes suplementados com ß-caroteno. Essa ação contraditória tem sido chamada na literatura de "Paradoxo do ß-Caroteno". Sabe-se que este carotenóide sob altas pressões de oxigênio ou na presença de peróxidos pode sofrer oxidação e levar a formação de compostos como aldeídos, epóxidos, etc, que são capazes de se adicionarem covalentemente ao DNA. Estudos, in vitro e in vivo têm demonstrado a possibilidade de os metabólicos do ß-caroteno agirem como agentes pró-carcinogênicos. Estes agentes quando ativados quimicamente podem levar à formação de adutos de DNA. Já se sabe que alguns desses adutos encontram-se em níveis aumentados em diversas situações de risco de câncer. Diversos grupos incluindo o nosso, têm demonstrado a formação de lesões em DNA a partir de aldeídos e epóxidos exógenos ou gerados endogenamente...
Descritores: beta Caroteno
Oxidação Biológica
Carcinógenos
Adutos de DNA
Dano ao DNA
Mutagênese
Tabagismo
-Compostos Químicos
Cromatografia Líquida de Alta Pressão/métodos
Espectrometria de Massas
Nucleosídeos
Limites: Ratos
Animais
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 574.873282, M357L


  9 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-302373
Autor: Álvarez Bañuelos, María T; Carvajal Moreno, Magda; Ruisánchez Peón, Nora; Rojo, Francisco.
Título: Aducto-ADN-aflatoxina como biomarcadores de exposición en grupos de riesgo de cáncer de higado / Alotoxin-DNA-adductus as exposure biomarkers in groups at risk for liver cancer
Fonte: Rev. cuba. oncol;16(1):35-39, ene.-abr. 2000. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La aflatoxina B1 está entre los más potentes carcinógenos conocidos. La presencia de esta toxina parece ser más frecuente en la orina de personas que han sufrido infecciones por el virus B de la hepatitis. En nuestro trabajo se estudió un grupo de 210 pacientes provenientes del Instituto de Nutrición Salvador Zubirán de México con diagnóstico de hepatitis B y C crónicas, cirrosis viral y alcohólica, y grupos controles. Las muestras de orina fueron procesadas y purificadas con columnas de afinidad y cuantificadas por ELISA y HPLC. Los resultados revelaron que el niel más alto de aflatoxinas obtenido correspondió a los grupos de riesgo de hepatitis B crónica (50 por ciento) seguido por los de cirrosis (26 por ciento) y por último el de hepatitis C (16,6 por ciento). Estos resultados apoyan la validez de los aductos alfatoxina-ADN como un buen biomarcador de la expresión de este cancerígeno y su importancia en relación con las enfermedades hepáticas estudiadas
Descritores: Aflatoxinas
Adutos de DNA
Hepatopatias
Neoplasias Hepáticas
-Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Limites: Seres Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  10 / 13 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-289813
Autor: Loureiro, Ana Paula de Melo.
Título: Caracterizaçäo e detecção de adutos entre 2'-desoxiguanosina e trans, trans-2,4-decadienal / Caracterization and detection of adduct between 2'-deoxyguanosine and trans, trans-2,4-decadienal.
Fonte: Säo Paulo; s.n; 2000. 235 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Säo Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Vários adutos resultantes da reação de aldeídos `alfaï,ß-insaturados, ou de seus epóxidos, com bases do DNA têm sido caracterizadas nos últimos anos. Esses adutos podem levar à incorporação errada de bases durante a replicação ou a transcrição, resultando, se não reparados, em mutações que podem contribuir para a carcinogênese. O trans,trans-2,4-decadienal (DDE) é um dos aldeídos mais citotóxicos gerados endogenamente a partir da peroxidação lipídica. Verificamos que este aldeído afeta a viabilidade e altera o nível de glutationa de células CV1-P, além de induzir fragmentação do DNA e formação de diferentes produtos com o mesmo. Além da sua formação endógena, DDE é também encontrado em alguns alimentos, contribuindo para o aroma dos mesmos...
Descritores: Aldeídos/análise
Desoxiguanosina/biossíntese
Adutos de DNA/ultraestrutura
-Células Cultivadas
Cromatografia Líquida de Alta Pressão/métodos
Meios de Cultura
Eletroquímica
Espectroscopia de Ressonância Magnética/métodos
Glutationa/biossíntese
Espectrometria de Massas
Peroxidação de Lipídeos/fisiologia
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.192, L892c



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde