Base de dados : LILACS
Pesquisa : D13.444.308.212 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 583 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 59 ir para página                         

  1 / 583 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-731304
Autor: Santos, Osmara Alves dos; Borges, Ana Luiza Vilela; Chofakian, Christiane Borges do Nascimento; Pirotta, Kátia Cibelle Machado.
Título: Determinants of emergency contraception non-use among women in unplanned or ambivalent pregnancies / Determinantes del no uso de la anticoncepción de emergencia entre mujeres con embarazo no planeado u ambivalente / Determinantes do não uso da anticoncepção de emergência entre mulheres com gravidez não planejada ou ambivalente
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;48(spe):16-22, 08/2014. tab.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: Objective To analyze the determinants of emergency contraception non-use among women in unplanned and ambivalent pregnancies. Method Cross-sectional study with a probabilistic sample of 366 pregnant women from 12 primary health care units in the city of São Paulo, Brazil. A multinomial logistic regression was performed, comparing three groups: women who used emergency contraception to prevent ongoing pregnancies (reference); women who made no use of emergency contraception, but used other contraceptive methods; and women who made no use of any contraceptive methods at all. Results Cohabitation with a partner was the common determinant of emergency contraception non-use. No pregnancy risk awareness, ambivalent pregnancies and no previous use of emergency contraception also contributed to emergency contraception non-use. Conclusion Apart from what is pointed out in the literature, knowledge of emergency contraception and the fertile period were not associated to its use. .

Objetivo Analizar los determinantes del no uso de la anticoncepción de emergencia entre las mujeres con embarazo no planeado o ambivalente. Método Estudio transversal en una muestra probabilística de 366 mujeres embarazadas de 12 Unidades Básicas de Salud de São Paulo. Mediante regresión logística multinomial, se comparó tres grupos de mujeres: aquellas que usaron la anticoncepción de emergencia para prevenir el embarazo en curso (referencia), aquellas que usaron algún método anticonceptivo, pero no la anticoncepción de emergência; y aquellas que no usaron ningún método. Resultados Los hallazgos mostraron que vivir com la pareja fue el determinante común del no uso de la anticoncepción de emergencia. No tener conciencia del riesgo de embarazo, estar en un embarazo ambivalente y nunca tener utilizado la anticoncepción de emergencia también fueron associados con su no uso para prevenir el embarazo en curso. Conclusión Contrariamente a lo que reporta la literatura, el conocimiento de la anticoncepción de emergencia y el período fértil no mostró asociación con el no uso. .

Objetivo Analisar os determinantes do não uso da anticoncepção de emergência entre mulheres com gravidez não planejada ou ambivalente. Método Estudo transversal com amostra probabilística de 366 gestantes de 12 Unidades Básicas de Saúde da cidade de São Paulo. Por meio de regressão logística multinomial, compararam-se três grupos de mulheres: as que usaram anticoncepção de emergência para prevenir a gravidez em curso (referência); as que usaram algum método contraceptivo, mas não anticoncepção de emergência; e as que não usaram nenhum método. Resultados Os achados mostraram que morar com o parceiro foi o determinante comum do não uso da anticoncepção de emergência. Não ter consciência do risco de engravidar, estar em uma gravidez ambivalente e nunca ter usado anticoncepção de emergência também foram associados ao seu não uso para prevenir a gravidez em curso. Conclusão Diferentemente do que relata a literatura, o conhecimento sobre anticoncepção de emergência e sobre o período fértil não mostrou qualquer associação ao não uso. .
Descritores: Proteínas de Ligação a DNA
Escherichia coli/genética
Mapeamento de Interação de Proteínas/métodos
Técnicas do Sistema de Duplo-Híbrido
-Bacteriófago lambda/genética
DNA Bacteriano/genética
RNA Polimerases Dirigidas por DNA/biossíntese
RNA Polimerases Dirigidas por DNA/genética
RNA Polimerases Dirigidas por DNA/fisiologia
Proteínas de Escherichia coli/biossíntese
Proteínas de Escherichia coli/genética
Proteínas de Escherichia coli/fisiologia
Escherichia coli/enzimologia
Genes Reporter/genética
Fosforilação
Plasmídeos/biossíntese
Plasmídeos/genética
Regiões Promotoras Genéticas/genética
RNA Bacteriano/genética
Proteínas Recombinantes de Fusão/biossíntese
Proteínas Recombinantes de Fusão/genética
Proteínas Recombinantes de Fusão/fisiologia
Proteínas Repressoras/biossíntese
Proteínas Repressoras/genética
Proteínas Repressoras/fisiologia
Transcrição Genética/genética
Transcrição Genética/fisiologia
Proteínas Virais/biossíntese
Proteínas Virais/genética
Proteínas Virais/fisiologia
Proteínas Virais Reguladoras e Acessórias
beta-Galactosidase/biossíntese
beta-Lactamases/biossíntese
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 583 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1120591
Autor: Sánchez-Sanhueza, Gabriela.
Título: Advantages of new generation sequencing by synthesis for the study of bacterial communities in root canal therapy
Fonte: J. oral res. (Impresa);7(3):93-93, mar. 28, 2018.
Idioma: en.
Descritores: Periodontite Periapical/microbiologia
DNA Bacteriano/análise
Cavidade Pulpar/microbiologia
Microbiota
-Bactérias/classificação
RNA Ribossômico 16S/genética
Sequenciamento de Nucleotídeos em Larga Escala
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: CL30.1 - Biblioteca


  3 / 583 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Labruna, Marcelo Bahia
Texto completo
Id: lil-744665
Autor: Costa, Andréa Pereira da; Costa, Francisco Borges; Labruna, Marcelo Bahia; Silveira, Iara; Moraes-Filho, Jonas; Soares, João Fábio; Spolidorio, Mariana Granziera; Guerra, Rita de Maria Seabra Nogueira de Candanedo.
Título: A serological and molecular survey of Babesia vogeli, Ehrlichia canis and Rickettsia spp. among dogs in the state of Maranhão, northeastern Brazil / Detecção sorológica e molecular de Babesia vogeli, Ehrlichia canis e Rickettsia spp. em cães do Estado do Maranhão, Nordeste do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;24(1):28-35, Jan-Mar/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: This study evaluated exposure and infection by tick-borne agents (Babesia vogeli, Ehrlichia canis and Rickettsia spp.) in 172 dogs in rural areas and 150 dogs in urban areas of the municipality of Chapadinha, state of Maranhão, northeastern Brazil, using molecular and serological methods. Overall, 16.1% of the sampled dogs (52/322) were seroreactive to B. vogeli, with endpoint titers ranging from 40 to 640. For E. canis, 14.6% of the dogs (47/322) were seroreactive, with endpoint titers from 80 to 163,840. Antibodies reactive to at least one of the five species of Rickettsia were detected in 18.9% of the dogs (61/322), with endpoint titers ranging from 64 to 4,096. High endpoint titers were observed for Rickettsia amblyommii. Three (0.9%) and nine (2.8%) canine blood samples were PCR-positive for Babesia spp. and E. canis. The ticks collected from urban dogs were all Rhipicephalus sanguineus sensu lato, whereas the rural dogs were infested by R. sanguineus s.l, Amblyomma cajennense sensu lato and Amblyomma ovale. One A. ovale tick was found to be infected by Rickettsia bellii. This study provides an epidemiological background for controlling and preventing canine tick-borne diseases in a neglected region of Brazil.

Este estudo avaliou por métodos sorológicos e moleculares a exposição e infecção por agentes transmitidos por carrapatos (Babesia vogeli, Ehrlichia canis, and Rickettsia spp.) em 172 cães de áreas rurais e 150 cães de áreas urbanas do município de Chapadinha, Estado do Maranhão, Nordeste do Brasil. No geral, 16,1% dos cães amostrados (52/322) apresentaram soros reagentes para B. vogeli, com títulos finais variando de 40 a 640. Para E. canis, 14,6% cães (47/322) apresentaram soros reagentes com títulos finais de 80 a 163,840. Anticorpos reativos para pelo menos uma das cinco espécies de Rickettsia foram detectados em 18,9% dos cães (61/322), com os títulos que variam de 64 a 4096. Foram observados altos títulos para Rickettsia amblyommii. Três amostras de sangue canino (0,9%) e 9 (2,8%) foram PCR positivas para Babesia spp e E. canis. Os carrapatos coletados de cães urbanos eram todos Rhipicephalus sanguineus sensulato, e os cães rurais estavam infestados por R. sanguineus s.l , Amblyomma cajennense sensu lato e Amblyomma ovale. Um carrapato A. ovale foi encontrado infectado por Rickettsia bellii. Este estudo fornece um conhecimento epidemiológico para o controle e prevenção de doenças transmitidas por carrapatos de cães em uma região negligenciada do Brasil.
Descritores: Rickettsia/genética
Rickettsia/imunologia
Babesia/genética
Babesia/imunologia
Anticorpos Antiprotozoários/sangue
Ehrlichia canis/genética
Ehrlichia canis/imunologia
Anticorpos Antibacterianos/sangue
-Brasil
DNA Bacteriano
Estudos Transversais
DNA de Protozoário
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Cães
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 583 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Labruna, Marcelo Bahia
Almeida, Alzira Maria Paiva de
Texto completo
Id: biblio-899272
Autor: Rotondano, Tereza Emmanuelle de Farias; Krawczak, Felipe da Silva; Barbosa, Werona de Oliveira; Moraes-Filho, Jonas; Bastos, Fernanda Nieri; Labruna, Marcelo Bahia; Azevedo, Sérgio Santos de; Melo, Marcia Almeida de; Almeida, Alzira Maria Paiva de.
Título: Ehrlichia canis and Rickettsia spp. in dogs from urban areas in Paraiba state, northeastern Brazil / Ehrlichia canis e Rickettsia spp. em cães de áreas urbanas da Paraíba, nordeste do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;26(2):211-215, Apr.-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aims of our study was to identify Ehrlichia canis and antibodies against Rickettsia spp. belonging to the spotted fever group (SFG) in dogs sampled from Paraiba state, northeastern Brazil. Blood and serum samples collected by convenience from dogs in urban areas of five municipalities were analyzed by real-time PCR for the detection of E. canis DNA and by immunofluorescence assay test (IFAT) for the identification of antibodies against Rickettsia rickettsii, R. felis, R. parkeri, R. amblyommii and R. rhipicephali antigens. E. canis DNA was detected in 8.9% (64/719) of the blood samples, whereas 5.63% (43/763) of the serum samples were positive for at least one of the Rickettsia antigens tested by IFAT. This study showed for the first time the occurrence of E. canis and suggested the circulation of SFG Rickettsia in dogs in the study region of Paraiba state, northeastern Brazil.

Resumo Os objetivos do nosso estudo foram identificar Ehrlichia canis e anticorpos contra Rickettsia spp. pertencentes ao Grupo da Febre Maculosa (GFM) em cães amostrados no estado da Paraíba, nordeste do Brasil. As amostras de sangue e soro, coletados por conveniência, de cães em áreas urbanas de cinco municípios foram analisadas por PCR em tempo real para a detecção de DNA de E. canis e pela Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) para identificação de anticorpos contra Rickettsia rickettsii, R. felis, R. parkeri, R. amblyommii e R. rhipicephali. O DNA de E. canis foi detectado em 8,9% (64/719) das amostras de sangue, enquanto que 5,63% (43/763) das amostras de soro foram positivas para pelo menos um dos antígenos de Rickettsia testados por RIFI. Este estudo mostrou pela primeira vez a ocorrência de E. canis e sugere a circulação de Rickettsia do GFM em cães na região em estudo do estado da Paraíba, Nordeste do Brasil.
Descritores: Rickettsia/imunologia
Ehrlichia canis/isolamento & purificação
-Rickettsia rickettsii/imunologia
Brasil
DNA Bacteriano/sangue
Ehrlichia canis/genética
Anticorpos Antibacterianos/sangue
Antígenos de Bactérias/sangue
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 583 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-977924
Autor: Munhoz, Alexandre Dias; Simões, Izabela Garcia Pinto Coelho; Calazans, Ana Paula Fernandes; Macedo, Ludimila Santos; Cruz, Rebeca Dálety Santos; Lacerda, Luciana Carvalho; Abou Said, Roueda; André, Marcos Rogério.
Título: Hemotropic mycoplasmas in naturally infected cats in Northeastern Brazil / Micoplasmas hemotróficos em gatos naturalmente infectados no Nordeste do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;27(4):446-454, Oct.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This study aimed to determine the prevalence, factors associated, laboratory findings (with and without coinfection by retroviruses) among naturally infected cats by hemoplasmas in northeastern Brazil. For convenience, 200 domesticated and healthy cats were selected. Blood samples were taken to perform complete blood counts, serum biochemical, immunochromatography tests and nPCR for FIV and FeLV, and PCR for hemoplasma recognition. An interview was conducted to determine the factors associated with hemoplasmas. A total of 71/200 (35.5%) cats were positive for at least one hemoplasma species. Isolated infections were observed in 12,5% for 'Candidatus Mycoplasma haemominutum', 12% for Mycoplasma haemofelis and 3% for 'Candidatus Mycoplasma turicensis'. Regarding copositivity, 2% of the animals were positive for M. haemofelis and 'Candidatus Mycoplasma haemominutum', 1.5% for M. haemofelis and 'Candidatus Mycoplasma turicensis', and 4.5% for ' Candidatus Mycoplasma haemominutum' and 'Candidatus Mycoplasma turicensis'. No clinical and laboratory changes were observed in the animals that were concomitantly positive for retroviruses and hemoplasmas. Periurban region cats were more likely to be infected by M. haemofelis, while contact with other cats and infection by ' Candidatus Mycoplasma turicensis' were associated with 'Candidatus Mycoplasma haemominutum'. This study indicates that infection by hemoplasmas is a common find in cats from northeastern Brazil.

Resumo Objetivou-se com este estudo determinar a prevalência, fatores associados, achados laboratoriais (com e sem coinfecção com retrovírus) em gatos naturalmente infectados por hemoplasmas no Nordeste do Brasil. Selecionou-se, por conveniência, 200 gatos domiciliados, hígidos, sendo colhidas amostras de sangue para realização do hemograma, bioquímica sérica, imunocromatografia e nested-PCR para FIV e FeLV, e PCR para identificação dos hemoplasmas. Uma entrevista foi realizada para determinação dos fatores associados aos hemoplasmas. A frequência de positividade foi de 35,5% (71/200). Infecções isoladas foram observadas em 12,5% dos animais para 'Candidatus Mycoplasma haemominutum', 12% para Mycoplasma haemofelis e 3% para 'Candidatus Mycoplasma turicensis'. Quanto a co-positividades, 2% dos animais foram positivos para M. haemofelis e 'Candidatus Mycoplasma haemominutum', 1,5% foram positivos para M. haemofelis e 'Candidatus Mycoplasma turicensis', e 4,5% foram positivos para 'Candidatus Mycoplasma haemominutum' e 'Candidatus Mycoplasma turicensis'. Não foram observadas alterações clínicas ou laboratoriais nos animais positivos para retrovírus e hemoplasmas, concomitantemente. A região periurbana foi identificada como fator de risco associado a M. haemofelis. Enquanto o contato com outros gatos e a infecção por 'Candidatus Mycoplasma turicensis' foi associado à 'Candidatus Mycoplasma haemominutum'. Este estudo indica que a presença dos agentes da micoplasmose hemotrópica felina é comum no Nordeste brasileiro.
Descritores: DNA Bacteriano/análise
Doenças do Gato/microbiologia
Infecções por Mycoplasma/veterinária
-Brasil/epidemiologia
Doenças do Gato/diagnóstico
Doenças do Gato/epidemiologia
Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Prevalência
Cromatografia de Afinidade
Infecções por Mycoplasma/diagnóstico
Infecções por Mycoplasma/epidemiologia
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Gatos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 583 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1103903
Autor: Arcos M, Mario; Ruiz F, Marco; Fuentes-López, Eduardo; Álvarez G, Daniel; Duarte G. de C, Ignacio; Arrese J, Marco; Riquelme P, Arnoldo; Soza R, Alejandro.
Título: Chlamydophila pneumoniae infection is not associated with primary biliary cholangitis / La infección por Chlamydophila pneumoniae no está asociada con colangitis biliar primaria
Fonte: Gastroenterol. latinoam;30(2):58-63, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ANTECEDENTES: La colangitis biliar primaria (CBP) es una enfermedad hepática inflamatoria crónica colestásica de causa desconocida. Varios patógenos virales y bacterianos han sido propuestos como factores que podrían gatillar una respuesta inmune por mimetismo molecular, o directamente estar relacionados en la persistencia del daño biliar. Existen reportes controversiales respecto al rol de en la patogenia de CBP. OBJETIVOS: Investigar marcadores de infección de séricos y en hígado de pacientes con CBP. PACIENTES Y MÉTODOS: Veinte pacientes diagnosticados con CBP y 20 pacientes control con otras enfermedades hepáticas crónicas no colestásicas fueron estudiados. Se determinaron anticuerpos séricos anti- (IgG). Se realizó detección inmunohistoquímica de antígenos de en hígado. Se extrajo DNA de hígado para amplificación de la secuencia específica de rRNA 16S de por PCR. Fueron usados controles de amplificación de DNA bacteriano y humano. Los pacientes firmaron consentimiento informado. Se realizó un metaanálisis de la diferencia de riesgo de CBP en pacientes infectados por y en un grupo control. RESULTADOS: Los anticuerpos séricos fueron positivos en 30% de los pacientes con CBP y 50% de los controles (p = NS). Antígenos de no fueron detectados en tejido hepático de pacientes con CBP ni de controles. No se amplificó ADN bacteriano en ninguna de las muestras. El metaanálisis de la diferencia de riesgo mostró gran heterogeneidad de los estudios, por lo que no se realizó una estimación de diferencia de riesgo agrupada. DISCUSIÓN: No encontramos asociación entre infección por y CBP. En la evidencia actual, un estudio presenta resultados a favor de la asociación entre y CBP y tres estudios resultados en contra.,

Primary biliary cholangitis (PBC) is a chronic cholestatic inflammatory liver disease of unknown cause. Several viral and bacterial pathogens have been proposed as factors that could either trigger an immune response by molecular mimicry or directly be involved in the persistence of biliary damage. There are conflicting reports respecting the role of in the pathogenesis of PBC. To investigate markers of infection in serum and liver tissue from patients with PBC. Twenty patients with diagnosis of PBC and 20 control patients with other non-cholestatic chronic liver diseases were studied. Serum anti- antibodies (IgG) were determined. Liver tissue was available for immunohistochemistry detection of antigens. DNA was extracted from liver tissue and a specific sequence of 16S rRNA gene was amplified by CPR. Adequate controls of bacterial and human DNA amplification were used. Informed consent was obtained from patients. A meta-analysis of risk difference of PBC in Chlamydophila pneumoniae infected patients and in the control groupwas performed. Serum antibodies were positive in 30% of patients with PBC and 50% of controls (p = NS). antigens were not detected in liver tissue neither of patients with PBC nor controls. Bacterial DNA did not amplify in any of the samples, despite good amplification of internal and external controls. Risk difference meta-analysis showed high heterogeneity between studies. Therefore, we did not estimate a pooled risk difference. Our results do not support the association between infection and PBC. In the current literature only one study shows an association between and PBC, but other three studies do not support it.
Descritores: Infecções por Chlamydia/diagnóstico
Infecções por Chlamydophila/complicações
Cirrose Hepática Biliar/diagnóstico
Cirrose Hepática Biliar/microbiologia
-DNA Bacteriano
Imunoglobulina G
Imuno-Histoquímica
RNA Ribossômico 16S/análise
Estudos de Casos e Controles
Reação em Cadeia da Polimerase
Chlamydophila pneumoniae/genética
Fígado/microbiologia
Cirrose Hepática Biliar/etiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: CL61.1 - Biblioteca Central Campus Sur


  7 / 583 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Machado, Rosangela Zacarias
Texto completo
Id: biblio-1042527
Autor: Ramos, Inalda Angélica de Souza; Herrera, Heitor Miraglia; Mendes, Natália Serra; Fernandes, Simone de Jesus; Campos, João Bosco Vilela; Alves, João Vitor Almeida; Macedo, Gabriel Carvalho de; Machado, Rosangela Zacarias; André, Marcos Rogério.
Título: Phylogeography of msp4 genotypes of Anaplasma marginale in beef cattle from the Brazilian Pantanal / Filogeografia de genótipos msp4 de Anaplasma marginale em gado de corte no Pantanal brasileiro
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;28(3):451-457, July-Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . FUNDECT; . CNPq; . CNPq; . CAPES.
Resumo: Abstract The msp4 gene of A. marginale is unicodon, stable and mostly homogeneous, being considered as a useful marker for phylogeographic characterization of this bacterium. The objective of this work was to analyze the phylogeography of A. marginale based on the msp4 gene in beef cattle from the Brazilian Pantanal, compared to those found in other regions worldwide. The blood samples investigated were collected from 400 animals (200 cows and 200 calves) reared in five extensive breeding farms in this region. The results indicated that of the evaluated samples, 56.75% (227/400) were positive for A. marginale based on the msp1β gene by quantitatitve PCR (qPCR), while 8.37% (19/227) were positive for the msp4 gene in the conventional PCR. In the Network distance analysis, 14 sequences from the Brazilian Pantanal were grouped into a single group with those from Thailand, India, Spain, Colombia, Parana (Brazil), Mexico, Portugal, Argentina, China, Venezuela, Australia, Italy and Minas Gerais (Brazil). Among 68 sequences from Brazil and the world, 15 genotypes were present while genotype number one (#1) was the most distributed worldwide. Both Splitstree and network analyses showed that the A. marginale msp4 sequences detected in beef cattle from the Brazilian Pantanal showed low polymorphism, with the formation of one genogroup phylogenetically related to those found in ruminants from South and Central America, Europe, and Asia.

Resumo O gene msp4 de A. marginale é unicodon, estável e pouco heterogêneo, sendo considerado como um marcador útil para caracterização filogeográfica desta bactéria. Este trabalho teve como objetivo analisar a filogeografia de A. marginale com base no gene msp4 em bovinos de corte do Pantanal Brasileiro, comparativamente a outra regiões do mundo. Alíquotas de sangue foram colhidas de 400 bovinos (200 vacas e 200 bezerros) em cinco propriedades de cria e recria extensiva. Como resultado, 56,75% (227/400) mostraram-se positivas para A. marginale pela qPCR para o gene msp1β e destas, 8,37% (19/227) amostras foram positivas na PCR convencional para o gene msp4. Na análise de distância Network, 14 sequências do Pantanal brasileiro foram agrupadas em um único grupo com as da Thailândia, Índia, Espanha, Colômbia, Paraná (Brasil), México, Portugal, Argentina, China, Venezuela, Austrália, Italia e Minas Gerais (Brasil). Dentre 68 sequências do Brasil e do mundo, constatou-se a presença de 15 genótipos, sendo o genótipo número um (#1) o mais distribuído. As sequências msp4 de A. marginale detectadas em bovinos de corte no Pantanal brasileiro apresentaram baixo polimorfismo com formação de dois genogrupos filogeneticamente relacionados àqueles encontrados em ruminantes de países das América do Sul e Central, Europa e Ásia.
Descritores: Proteínas de Bactérias/genética
Bovinos/microbiologia
Anaplasma marginale/genética
Filogeografia/métodos
Proteínas de Membrana/genética
-Ásia
América
Brasil
DNA Bacteriano/genética
Dados de Sequência Molecular
Reação em Cadeia da Polimerase
Sequência de Aminoácidos
Anaplasma marginale/isolamento & purificação
Europa (Continente)
Genótipo
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 583 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013744
Autor: Pacheco, Adlilton; Cordeiro, Matheus Dias; Cepeda, Marcio Barizon; Luz, Hermes Ribeiro; Cardozo, Sergian Vianna; Berto, Bruno Pereira; Guterres, Alexandro; Fonseca, Adivaldo Henrique da.
Título: Hemoparasites in ticks of wild birds of Serra dos Órgãos National Park, state of Rio de Janeiro, Brazil / Hemoparasitos em carrapatos de aves silvestres do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, estado do Rio de Janeiro, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;28(2):238-244, Apr.-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: Abstract The aim of this study is to detect the presence of tick-borne agents of genera Rickettsia, Borrelia, Babesia, Ehrlichia and Anaplasma in ticks collected from native wild birds in the state of Rio de Janeiro. Birds were captured and observed carefully to find the ectoparasites. DNA detection of hemoparasites was performed by means of the polymerase chain reaction (PCR). The sequences obtained were analyzed and their homologies were compared to the available isolates in the GenBank platform database. A total of 33 birds were captured from 20 different species, of which 14 were parasitized by Amblyomma longirostre (n = 22). There was absence of DNA from agents of the genera Babesia, Anaplasma and Ehrlichia in the evaluated samples. The phylogenetic analysis indicated that one sample had 100% identity with Rickettsia bellii (KJ534309), the other two samples showed 100% identity with Rickettsia sp. Aranha strain and strain AL (EU274654 and AY360216). The positive sample for R. bellii was also demonstrated to be positive for Borrelia sp., which presented a similarity of 91% with Borrelia turcica (KF422815). This is the first description of Borrelia sp. in ticks of the genus Amblyomma in South America.

Resumo Este trabalho teve como objetivo detectar evidências moleculares da presença de agentes dos gêneros Rickettsia, Borrelia, Babesia, Anaplasma e Ehrlichia transmitidos por carrapatos coletados de aves silvestres no estado do Rio de Janeiro. Aves foram capturadas e observadas cuidadosamente a procura de ectoparasitos. A detecção de DNA de hemoparasitos foi realizada por meio da reação em cadeia da polimerase (PCR). As sequências obtidas foram analisadas e sua homologia comparada aos isolados disponíveis na base de dados da plataforma GenBank. Foram capturadas 33 aves, de 20 espécies diferentes das quais 14 estavam parasitadas por Amblyomma longirostre (n = 22). Houve ausência de DNA de agentes dos gêneros Babesia, Anaplasma e Ehrlichia nas amostras avaliadas. A análise filogenética indicou que uma amostra apresentou 100% de identidade com Rickettsia bellii (KJ534309), as outras duas amostras apresentaram 100% de identidade com Rickettsia sp. cepa Aranha e Cepa AL (EU274654 e AY360216.). A amostra positiva para R. bellii também apresentou positividade para Borrelia sp. que apresentou similaridade de 91% com Borrelia turcica (KF422815). Esta é a primeira descrição de Borrelia sp. em carrapatos do gênero Amblyomma na América do Sul.
Descritores: Babesia/isolamento & purificação
Carrapatos/microbiologia
Aves/parasitologia
DNA Bacteriano/análise
Bactérias Gram-Negativas/isolamento & purificação
Animais Selvagens/parasitologia
-Filogenia
Rickettsia/genética
Babesia/classificação
Borrelia/genética
Brasil
Reação em Cadeia da Polimerase
Ehrlichia/genética
Parques Recreativos
Anaplasma/genética
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 583 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Machado, Rosangela Zacarias
Texto completo
Id: biblio-1042510
Autor: Martins, Mickaellen Susanny dos Santos; Silva, Lucas Diniz; Miranda, Leandro Macêdo; Lima, Cristian Alex Aquino; Amaral, Renan Bressianini do; Machado, Rosangela Zacarias; André, Marcos Rogério; Braga, Maria do Socorro Costa Oliveira; Rosário, Carla Janaina Rebouças Marques do; Melo, Ferdinan Almeida; Pereira, José Gomes.
Título: Molecular detection of Mycoplasma suis in extensive pig production systems in the State of Maranhão, northeast Brazil / Detecção molecular de Mycoplasma suis em suínos de criações extensivas no estado do Maranhão, nordeste do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;28(2):306-309, Apr.-June 2019. tab.
Idioma: en.
Projeto: FAPEMA.
Resumo: Abstract Mycoplasma suis is a bacterium that causes hemoplasmosis in pigs. This agent is capable of adhering to the surface of porcine erythrocytes, inducing structural changes on these cells. In Brazil, there are few reports about the disease, its causal agent, and the economic impact of this pathogen on pig production systems and farm sanitation. The present study aimed to investigate the occurrence of M. suis in extensive swine farms located in the counties of Itapecuru Mirim, Santa Rita and Rosario, State of Maranhão, northeast Brazil. For such purpose, 64 blood samples of pigs from these facilities were tested for M. suis using a 16S rRNA gene-based quantitative real-time PCR (qPCR); 82.3%, 65.2% and 25% of blood samples of swine from farms in the cities of Itapecuru Mirim, Santa Rita and Rosario were positive for M. suis by qPCR, respectively. This study shows, for the first time, that M. suis circulates in pig populations from the state of Maranhão, Northeast Brazil.

Resumo Mycoplasma suis é uma bactéria que causa a hemoplasmose em suínos. Este agente é capaz de se aderir à superfície dos eritrócitos de suínos, ocasionando deformações estruturais nestas células. No Brasil, poucos são os relatos acerca do parasita, da infecção e de seus impactos econômicos nas esferas produtiva e sanitária. O objetivo deste estudo foi investigar, por meio da PCR em tempo real quantitativa (qPCR) baseada no gene 16S rRNA, a ocorrência de M. suis em 64 amostras de sangue de suínos de criações extensivas dos municípios de Itapecuru Mirim, Santa Rita e Rosário, localizados no estado do Maranhão. Foram obtidos um percentual de 82,3%, 65,2% e 25% de amostras positivas na qPCR para M. suis nos municípios de Itapecuru Mirim, Santa Rita e Rosário, respectivamente. Este estudo mostra que M. suis circula entre os suínos de criações extensivas no estado do Maranhão.
Descritores: Mycoplasma/genética
Infecções por Mycoplasma/microbiologia
Infecções por Mycoplasma/veterinária
-Suínos
Doenças dos Suínos/diagnóstico
Doenças dos Suínos/microbiologia
Brasil
DNA Bacteriano/genética
RNA Ribossômico 16S/genética
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
Mycoplasma/classificação
Infecções por Mycoplasma/diagnóstico
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 583 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Labruna, Marcelo Bahia
Texto completo
Id: biblio-1092691
Autor: Fournier, Gislene Fátima da Silva Rocha; Pinter, Adriano; Muñoz-Leal, Sebastian; Labruna, Marcelo Bahia; Lopes, Marcos Gomes; Martins, Thiago Fernandes; Colácio, Luciana; Môra, Cayo Rodrigo Santos; Moraes-Filho, Jonas; Dias, Ricardo Augusto.
Título: Implications of domestic dogs in the epidemiology of Rickettsia parkeri strain Atlantic rainforest and Rangelia vitalii in Southeastern Brazil / Implicações dos cães domésticos na epidemiologia da Rickettsia parkeri cepa Mata Atlântica e da Rangelia vitalii no Sudeste do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;29(1):e022419, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Abstract This study aimed to evaluate the occurrence of diseases transmitted by Amblyomma ovale in 61 dogs monitored for three years through collections of ticks and blood, interviews, telemetry and camera traps in three areas of Serra do Mar State Park, Brazil. Blood samples were used to investigate infection by Rangelia vitalii by real-time TaqMan PCR and Rickettsia parkeri by IIFA. The collected ticks were submitted to conventional PCR to investigate the presence of R. parkeri . These data were compared with the monitoring results and interviews with the owners. Dogs considered as companion presented a risk of infection by R. parkeri strain Mata Atlantica 5.4 times higher than those not considered as companion (p = 0.009). Dogs that had at least one A. ovale collected during the campaigns had a 10 times higher risk of infection by R. parkeri strain Mata Atlantica than those who did not (p = 0.009). One dog positive for R. vitalii by real-time TaqMan PCR was parasitized by A. ovale frequently during monitoring. Sequenced ompaA - positive DNA samples had 100% identity of R. parkeri strain Mata Atlantica clone As106. From the findings, it is urgent to control domestic dogs around rainforests to reduce zoonoses transmission.

Resumo A ocorrência de doenças transmitidas por Amblyomma ovale em 61 cães monitorados por três anos através de coletas de carrapatos, sangue, entrevistas, telemetria e armadilhas fotográficas foi avaliada em três áreas do Parque Estadual da Serra do Mar - SP. Amostras de sangue foram utilizadas para investigação de Rangelia vitalii através de PCR TaqMan em tempo real e Rickettsia parkeri através da RIFI. Carrapatos coletados foram submetidos à PCR convencional para investigação de R. parkeri . Estes dados foram comparados considerando os resultados do monitoramento e entrevistas. Cães de companhia apresentaram risco de infecção pela R. parkeri cepa Mata Atlântica 5,4 vezes maior que os não considerados como de companhia (p = 0,009). Cães que tiveram pelo menos um A. ovale coletado apresentaram risco de infecção por R. parkeri cepa Mata Atlântica 10 vezes maior do que aqueles que não tiveram (p = 0,009). Um cão positivo para R. vitalii através de PCR TaqMan em tempo real foi parasitado por A. ovale durante o monitoramento. Amostras positivas para o gene ompaA possuíam 100% de identidade do clone As106 de R. parkeri cepa de Mata Atlântica. Assim, é urgente o controle de cães na Mata Atlântica para redução dos riscos de zoonoses.
Descritores: Rickettsia/isolamento & purificação
Infecções por Rickettsia/veterinária
Ixodidae/microbiologia
Doenças do Cão/epidemiologia
-Rickettsia/classificação
Rickettsia/genética
Infecções por Rickettsia/diagnóstico
Infecções por Rickettsia/epidemiologia
Telemetria
Brasil/epidemiologia
DNA Bacteriano/análise
Reação em Cadeia da Polimerase
Análise de Sequência de DNA
Técnica Indireta de Fluorescência para Anticorpo
Doenças do Cão/diagnóstico
Doenças do Cão/microbiologia
Floresta Úmida
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 59 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde