Base de dados : LILACS
Pesquisa : D13.444.735.790 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 6 [refinar]
Mostrando: 1 .. 6   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 6 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-736519
Autor: Jorge, Natasha Andressa Nogueira.
Título: SncSequm pipeline para análise de dados de sequenciamento de alta vazão de RNAs não-codificantes pequenos / SncSequm pipeline for data analysis of high-throughput sequencing of small non-coding RNAs.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2013. viii,56 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Os RNAs não-codificadores (ncRNAs) são moléculas importantes para a homeostase e para o desenvolvimento de doenças, sendo considerados potenciais biomarcadores de tratamento e diagnóstico. Uma das tecnologias para obtenção de perfis e identificação de ncRNAs diferencialmente expressos é o sequenciamento de alta vazão (HTS). Apesar de esta técnica ter alta resolução e vazão, a quantidade de dados produzida faz que conhecimentos em bioinformática sejam fundamentais para sua análise. Alguns grupos de bioinformática desenvolveram programas pipelines para facilitar a análise de dados de ncRNAs obtidos por HTS. Contudo, estes programas e pipelines ou são limitados pelo tipo de ncRNA avaliado ou pelos tipos de desenhos experimentais permitidos. Por isso, desenvolvemos o SncSeq, um pipeline para análise de qualquer ncRNA pequeno em qualquer organismo capaz de lidar com diversos desenhos experimentais, incluindo séries temporais...

A fim de testar nosso pipeline, obtivemos dados públicos de HTS de miRNAs e comparamos os resultados do SncSeq com os de outros programas e pipelines, bem como com bancos de dados de expressão diferencial de miRNAs. Dentre os programas e pipelines avaliados, somente o SncSeq e o miRNAkey apresentaram resultados similares ao dados publicados originalmente e presentes nos repositórios selecionados. Porém, a abordagem estatística implementada no miRNAkey não é adequada para lidar com experimentos com répli cas ou análise de séries temporais, limitando as possíveis atuações deste pipeline. Por outro lado, o SncSeq foi desenvolvido para permitir a analise de qualquer tipo de ncRNA pequeno em diversos tipos de desenhos experimentais, incluindo experimentos com réplicas biológicas e séries temporais..
Descritores: Biologia Computacional
Nucleotídeos
RNA não Traduzido
Limites: Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1


  2 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-691535
Autor: Beckedorff, Felipe César Ferrarezi.
Título: Recrutamento do complexo repressivo polycomb 2 pelo RNA não codificador longo antissenso ANRASSF1 modula a expressão do gene RASSF1A e a proliferação celular / Recruitment of polycomb repressive complex 2 by intronic long noncoding RNA ANRASSF1 modulates RASSF1A expression and cell proliferation.
Fonte: São Paulo; s.n; 2012. 93 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O gene supressor tumoral RASSF1A tem sido associado com redução da proliferação celular em diversos tumores. Sua expressão é regulada por eventos epigenéticos que envolvem o complexo repressivo polycomb (PRC2), no entanto os mecanismos moleculares da modulação do recrutamento deste modificador epigenético para este locus ainda são desconhecidos. Neste trabalho identificamos e caracterizamos ANRASSF1, um RNA não codificador longo (lncRNA) intrônico unspliced, que é transcrito na fita oposta do gene RASSF1A, em várias linhagem celulares e tecidos, e se liga a PRC2. ANRASSF1 é transcrito pela RNAPII, possui cap-5´ e cauda poli-A, além de localizar-se no núcleo e possuir uma meia-vida em média quatro vezes menor comparada com outros lncRNAs ligados à PRC2. A super-expressão ectópica de ANRASSF1 reduziu os níveis de RASSF1A e aumentou a taxa de proliferação em células HeLa, enquanto seu silenciamento provocou efeito oposto. Essas mudanças nos níveis de ANRASSF1 não afetaram a abundância da isoforma RASSF1C em nenhuma das condições. A super-expressão de ANRASSF1 provocou um grande aumento tanto da ocupação de PRC2 como da marca de histona repressiva H3K27me3 especificamente na região promotora RASSF1A. Nenhum efeito da super-expressão de ANRASSF1 foi detectado na ocupação de PRC2 e na histona H3K27me3 nas regiões promotoras de RASSF1C e de outros quatro genes vizinhos, incluindo dois genes supressores tumorais bem caracterizados. Além disso, foi demonstrado que ANRASSF1 forma um híbrido de RNA/DNA e recruta SUZ12, um componente do PRC2, para o promotor de RASSF1A. Notavelmente, foi detectado pelo ensaio de RNase-ChIP que a degradação de ANRASSF1 diminui a ocupação de PRC2 neste promotor. Esses resultados demonstram um novo mecanismo de repressão epigenética do supressor tumoral RASSF1A, envolvendo um lncRNA unspliced antissenso, onde ANRASSF1 reprime seletivamente a expressão da isoforma de RASSF1 que sobrepõe o transcrito antissenso de modo local e específico...

Tumor-suppressor RASSF1A gene down-regulation has been implicated in increasing cell proliferation in several tumors. Its expression is regulated by epigenetic events involving polycomb repressive complex 2 (PRC2), however the molecular mechanisms modulating recruitment of this epigenetic modifier to the locus remain largely unknown. Here, we identify and characterize ANRASSF1, an endogenous unspliced long noncoding RNA (lncRNA) that is transcribed from the opposite strand of RASSF1 gene in several cell lines and tissues, and binds to PRC2. ANRASSF1 is transcribed by RNA Polymerase II, 5'-capped, polyadenylated, displays nuclear localization, and has on average a four-fold shorter half-life compared to other lncRNAs that bind PRC2. ANRASSF1 ectopic overexpression decreases RASSF1A abundance and increases the proliferation rate of HeLa cells, whereas its silencing causes opposite effects. These changes in NRASSF1 levels do not affect RASSF1C isoform abundance. ANRASSF1 overexpression causes a marked increase both in PRC2 occupancy and in histone H3K27me3 repressive mark specifically at the RASSF1A promoter region. No effect of ANRASSF1 overexpression is detected on PRC2 occupancy and on histone H3K27me3 at the promoter regions of RASSF1C and of four other neighbor genes, including two well-characterized tumor suppressor genes. Additionally, we demonstrate that ANRASSF1 forms an RNA/DNA hybrid, and recruits SUZ12, a PRC2 component, to the RASSF1A promoter. Notably, depletion of ANRASSF1 disrupts SUZ12 occupancy on RASSF1A promoter as measured by RNAse-ChIP assay. Together, these results show a new mechanism of epigenetic repression of RASSF1A tumor suppressor gene involving an antisense unspliced lncRNA, in which ANRASSF1 selectively represses expression of the RASSF1 isoform overlapping the antisense transcript in a location-specific manner. In a broader perspective, our findings suggest that other non-characterized unspliced intronic lncRNAs transcribed in the...
Descritores: Epigênese Genética
Expressão Gênica
Genes Supressores de Tumor
Técnicas In Vitro
-Modulação Antigênica
Proliferação de Células
RNA não Traduzido
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.88, B394r. T24989-Q


  3 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-594209
Autor: Moreira, Yuri José de Camargo Barros.
Título: Identificação de perfis de expressão de RNAs codificadores e não codificadores de proteína como preditores de recorrência de câncer de próstata / Identification of protein-coding and non-coding RNA expression profiles as prognostic marker of prostate cancer biochemical recurrence.
Fonte: São Paulo; s.n; 2010. 158 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O câncer de próstata é o quinto tipo mais comum de câncer no mundo e o mais comum em homens. Fatores clínicos e anatomopatológicos atualmente usados na clínica não são capazes de distinguir entre a doença indolente e a agressiva. Existe uma grande necessidade de novos marcadores de prognóstico, a fim de melhorar o gerenciamento clínico de pacientes de câncer de próstata. Além das anormalidades em genes codificadores de proteínas, alterações em RNAs não codificadores (ncRNAs) contribuem para a patogênese do câncer e, portanto, representam outra fonte potencial de biomarcadores de câncer de próstata. Entretanto, até o momento, poucos estudos de perfis de expressão de ncRNAs foram publicados. Este projeto teve como principal objetivo identificar perfis de expressão de genes codificadores e não codificadores de proteína correlacionados com recorrência de tumor de próstata, a fim de gerar um perfil prognóstico com potencial uso como biomarcadores e elucidar o possível papel de ncRNAs no desenvolvimento do câncer. Para isso, foram analisados os perfis de expressão de genes codificadores e não codificadores de proteína de um conjunto de 42 amostras de tecido tumoral de câncer de próstata de pacientes de amostras de pacientes submetidos à prostatectomia radical, com longo acompanhamento clínico (cinco anos) e conhecida evolução da doença Nós utilizamos microarranjos por nós desenhados e fabricados pela Agilent sob encomenda, interrogando aproximadamente 18.709 transcritos não codificadores longos (>500 nt), sem evidência de splicing, que mapeiam em regiões intrônicas dentro de 5.660 loci genômicos. Os dados de expressão foram extraídos de cada arranjo, normalizados entre todas as 42 amostras de pacientes. Usando uma estratégia de múltipla amostragem, foi identificado um perfil de expressão de mau prognóstico, contendo 51 transcritos intrônicos não codificadores de proteína. O perfil prognóstico de ncRNAs foi aplicado a um conjunto teste independente de 22 pacientes...

Prostate cancer is the fifth most common type of cancer in the world, and the most common in men. Clinical and anatomo-pathological factors currently used in clinic are not able to distinguish between the indolent and the aggressive disease. There is a major need of new prognostic makers in order to improve the clinical management of prostate cancer patients. Apart from abnormalities in protein-coding genes, changes in non-coding RNAs (ncRNAs) contribute to the pathogenesis of cancer and thus represent another potential source of prostate cancer biomarkers. However, few studies of expression profiles of ncRNAs have been published. This project aimed to identify expression profiles of protein-coding and non-coding genes correlated to prostate cancer biochemical recurrence. For this, we analyzed the expression profile of 42 prostate cancer samples from patients undergoing radical prostatectomy, with long follow-up (five years), and know disease outcome. We used a custom microarray designed by us and printed by Agilent, that probes 18,709 long (>500 nt) ncRNAs mapping to intronic regions within 5,660 genomic loci. The expression data were extracted from each array and normalized across all 42 samples. Using a multiple random sampling validation strategy, we identified an expression profile of poor prognosis, comprising 51 ncRNAs. The prognostic profile of ncRNAs was applied to an independent test set of 22 patients, correctly classifying 82% of the samples. A Kaplan-Meier analysis of the test set of patients indicated that the survival curves of high and low risk groups were significantly different (Log-rank test p = 0.0009, Hazard ratio = 23.4, 95% CI = 3.62 to 151.2) thus confirming that this classifier is useful for identifying patients at high risk of recurrence. Furthermore, these findings indicate a potential role of these intronic non-coding RNAs in the progression of prostate tumors and points to the intronic ncRNAs as potential new markers of câncer.
Descritores: Perfilação da Expressão Gênica
Biomarcadores Tumorais
Neoplasias da Próstata/patologia
Neoplasias da Próstata/prevenção & controle
RNA não Traduzido
-Recidiva
RNA Antissenso
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.88, M838i. 24024


  4 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-589923
Autor: Oliveira, Katia C; Carvalho, Mariana L. P; Maracaja-Coutinho, Vinicius; Kitajima, João P; Verjovski-Almeida, Sergio.
Título: Non-coding RNAs in schistosomes: an unexplored world
Fonte: An. acad. bras. ciênc;83(2):673-694, June 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . SEtTReND; . CAPES.
Resumo: Non-coding RNAs (ncRNAs) were recently given much higher attention due to technical advances in sequencing which expanded the characterization of transcriptomes in different organisms. ncRNAs have different lengths (22 nt to >1, 000 nt) and mechanisms of action that essentially comprise a sophisticated gene expression regulation network. Recent publication of schistosome genomes and transcriptomes has increased the description and characterization of a large number of parasite genes. Here we review the number of predicted genes and the coverage of genomic bases in face of the public ESTs dataset available, including a critical appraisal of the evidence and characterization of ncRNAs in schistosomes. We show expression data for ncRNAs in Schistosoma mansoni. We analyze three different microarray experiment datasets: (1) adult worms' large-scale expression measurements; (2) differentially expressed S. mansoni genes regulated by a human cytokine (TNF-α) in a parasite culture; and (3) a stage-specific expression of ncRNAs. All these data point to ncRNAs involved in different biological processes and physiological responses that suggest functionality of these new players in the parasite's biology. Exploring this world is a challenge for the scientists under a new molecular perspective of host-parasite interactions and parasite development.

RNAs não codificadores (ncRNAs) têm sido recentemente objeto de atenção muito maior devido aos avanços técnicos no sequenciamento que expandiram a caracterização dos transcritomas em diferentes organismos. ncRNAs possuem diferentes comprimentos (22 nt a >1.000 nt) e mecanismos de ação que essencialmente compreendem uma sofisticada rede de regulação de expressão gênica. A publicação recente dos genomas e transcritomas dos esquistossomos aumentou a descrição e caracterização de um grande número de genes do parasita. Aqui nós revisamos o número de genes preditos e a cobertura das bases do genoma em face dos ESTs públicos disponíveis, incluindo uma avaliação crítica da evidência e caracterização de ncRNAs em esquistossomos. Nós mostramos dados de expressão de ncRNAs em Schistosoma mansoni. Nós analisamos três conjuntos diferentes de dados de experimentos com microarranjos: (1) medidas de expressão em larga escala de vermes adultos; (2) genes diferencialmente expressos de S. mansoni regulados por uma citocina humana (TNF-α) no parasita em cultura; e (3) expressão estágio-especifica de ncRNAs. Todos estes dados apontam para ncRNAs envolvidos em diferentes processos biológicos e respostas fisiológicas que sugerem funcionalidade destes novos personagens na biologia do parasita. Explorar este mundo é um desafio para os cientistas sob uma nova perspectiva molecular da interação parasita-hospedeiro e do desenvolvimento do parasita.
Descritores: Genoma Helmíntico/genética
RNA de Helmintos/genética
RNA não Traduzido/genética
Schistosoma japonicum/genética
Schistosoma mansoni/genética
-Etiquetas de Sequências Expressas
Limites: Animais
Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-567804
Autor: Mattick, John S.
Título: The central role of RNA in the genetic programming of complex organisms
Fonte: An. acad. bras. ciênc;82(4):933-939, Dec. 2010.
Idioma: en.
Resumo: Notwithstanding lineage-specific variations, the number and type of protein-coding genes remain relatively static across the animal kingdom. By contrast there has been a massive expansion in the extent of genomic non-proteincoding sequences with increasing developmental complexity. These non-coding sequences are, in fact, transcribed in a regulated manner to produce large numbers of large and small non-protein-coding RNAs that control gene expression at many levels including chromatin architecture, post-transcriptional processing and translation. Moreover, many RNAs are edited, especially in the nervous system, which may be the basis of epigenome-environment interactions and the function of the brain.

Apesar das variações linhagem-específicas, o número e tipo de genes codificadores de proteínas permanecem relativamente estáticos no reino animal. Em contraste, houve uma expansão maciça da quantidade de sequências genômicas não-codificadoras de proteínas com o aumento da complexidade do desenvolvimento. Essas sequências não codificadoras são, de fato, transcritas de maneira regulada para produzirem numerosos RNAs grandes e pequenos não-codificadores de proteínas que controlam a expressão de genes em vários níveis, incluindo a arquitetura da cromatina, o processamento pós-transcricional e a tradução. Além disso, muitos RNAs são editados, especialmente no sistema nervoso, o que pode ser a base de interações epigenoma-ambiente e a função do cérebro.
Descritores: Epigênese Genética/genética
RNA não Traduzido/genética
Transcrição Genética/genética
-Epigênese Genética/fisiologia
Perfilação da Expressão Gênica
RNA não Traduzido/fisiologia
Limites: Animais
Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 6 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-545567
Autor: Fachel, Ângela Aguirres.
Título: Análise da expressão de RNAs não-codificadores intrônicos em câncer de rim / Expression analyses of intronic non-coding RNAs in renal cancer.
Fonte: São Paulo; s.n; 2009. 115 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O carcinoma de célula renal (RCC) subtipo célula clara é o câncer mais letal e prevalente do sistema urinário. O diagnóstico deste tipo de câncer frequentemente é tardio em conseqüência da falta de sintomas perceptíveis aos pacientes. Um dos objetivos deste trabalho é a identificação de novos marcadores moleculares para diagnóstico precoce, o que ajudaria a diminuir a mortalidade em função de complicações resultantes do avanço da doença. Outro objetivo é a identificação de um conjunto de marcadores moleculares de prognóstico, de modo à prever com acurácia a evolução clínica da doença e, por conseqüência, o tempo de sobrevida do paciente. As modificações transcricionais associadas à carcinogênese e à progressão do câncer de rim ainda não foram completamente elucidadas. Além dos oncogenes e genes supressores de tumor, RNAs não-codificadores (ncRNAs) recentemente foram apontados como importantes reguladores da expressão gênica em humanos, e podem ter um papel importante na transformação maligna do câncer de rim. Para analisar a expressão gênica de ncRNAs e de genes codificadores para proteína foram utilizados dois microarranjos desenvolvidos por nosso grupo, enriquecidos em sondas para ncRNAs. Uma das plataformas possui 4 mil sondas de cDNA, das quais 822 sondas são para ncRNAs mapeando em regiões intrônicas. Outra possui 44 mil elementos e combina sondas de oligonucleotídeos (60-mer) intrônicas e exônicas de um mesmo locus genômico. Análises estatísticas foram feitas com a ferramenta Significance Analysis of Microarrays (q ≤ 0,05) combinadas ou com a técnica de "patient leave-one-out" (genes com presença em 8 100% dos subconjuntos), ou alternativamente com o teste discriminante de Golub (p ≤ 0,01 ou p < 0,05). Com a plataforma de 4 mil sondas foram estudadas 30 amostras de tecido renal de 18 pacientes com RCC subtipo célula clara. Um conjunto de 36 ncRNAs foi identificado como diferencialmente expresso entre amostras tumorais e não-tumorais...

Renal cell carcinoma (RCC) is the most common malignancy of the adult kidney, and the clear cell subtype is the most prevalent and lethal cancer of the urinary system. Late diagnosis for this type of cancer is frequent, usually as a consequence of the lack of symptoms. One of the objectives of the present work is the identification of new molecular markers for the early diagnosis, which would help decrease mortality that develops as a function of disease progression. Another objective is the identification of a set of prognosis molecular markers, so as to accurately predict the clinical outcome of the disease, and consequently, patient survival. Transcriptional changes associated to carcinogenesis and to kidney cancer progression have not been entirely elucidated. Besides oncogenes and tumor suppressor genes, non-coding RNAs (ncRNAs) have been recently indicated as important regulators of gene expression in humans, and could have an important role in the malignant transformation in renal cancer. In order to measure ncRNA and protein-coding gene expression we have used two microarray platforms developed by our group, which are enriched in ncRNA probes. One of the platforms has 4 thousand cDNA probes, of which 822 are for ncRNAs that map to intronic regions. Another has 44 thousand elements and combines 60-mer oligonucleotide probes for intronic and exonic regions from the same genomic locus. Statistical analyses have been performed with the Significance Analysis of Microarrays tool (q ≤ 0.05) combined with a patient leave-one-out approach (genes present in 100% of the sub-sets), or alternatively with Golubs discriminant test (p ≤ 0.01 or p < 0.05). 11 With the 4-thousand probes platform we studied 30 samples from renal tissue of 18 RCC patients with clear cell subtype. A set of 36 ncRNAs has been identified as differentially expressed between tumor and non-tumor tissue...
Descritores: Expressão Gênica
Íntrons
Rim
Neoplasias Renais
RNA não Traduzido/análise
Métodos de Análise
-Carcinoma/diagnóstico
Carcinoma/prevenção & controle
Eletroforese Capilar
Marcadores Genéticos
Análise de Sequência com Séries de Oligonucleotídeos
Sobrevida
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.88, F139a. 23386



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde