Base de dados : LILACS
Pesquisa : D20.215.894.899.290.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-573318
Autor: Penello, Angelo M; Campos, Bianca C; Simão, Marcela S; Gonçalves, Michelle A; Souza, Pedro M. T; Salles, Roberto S; Pellegrini, Edilbert.
Título: Herpes genital / Genital herpes
Fonte: DST j. bras. doenças sex. transm;22(2):64-72, 2010. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O herpes genital é uma doença infectocontagiosa sujeita a recidivas, tendo como agente etiológico duas cepas diferentes do vírus herpes simples (HSV), o tipo 1 (HSV-1) e o tipo 2 (HSV-2). A grande maioria dos casos de herpes genital é causada pelo HSV-2, embora a prevalência do HSV-1 esteja em ascensão, principalmente na população jovem e devido à prática de sexo oral. A manifestação clínica pode ser primária ou recorrente, esta última acontecendo por reativação viral. O diagnóstico é feito pelas características clínicas associadas às confirmações laboratoriais da infecção. Diversos estudos clínicos e epidemiológicos demonstram a sinergia entre herpes genital e aids. Na gravidez, a grande preocupação acerca da infecção pelo HSV refere-se à morbidadee à mortalidade associadas à infecção neonatal. Atualmente não existe nenhum tratamento eficaz na cura do herpes genital, mas alguns medicamentos antivirais são capazes de diminuir o tempo da doença e prevenir as erupções. A maioria dos esforços para combater a infecção herpética genital concentrase no desenvolvimento de vacinas.

Genital herpes is an infectious disease subject to recurrent crises, with the etiologic agent of two different strains of herpes simplex virus (HSV), the type 1 (HSV-1) and type 2 (HSV-2). The vast majority of genital herpes cases is caused by HSV-2, although the prevalence of HSV-1 is on the rise, especially in young population and due to oral sex. The clinical manifestations may be primary or recurrent, the latter going on viral reactivation. The diagnosis is made by the clinical characteristics associated with laboratory confirmation of infection. Several epidemiological and clinical studies demonstrate the synergybetween genital herpes and aids. In pregnancy, the major concern about HSV infection refers to the morbidity and mortality associated with neonatal infection. Currently, there is no treatment capable of curing genital herpes, but some antiviral drugs are able to decrease the duration of the disease and prevent flares. Most efforts to combat genital herpes infection are focused on vaccine development.
Descritores: Herpes Genital
Vacinas contra o Vírus do Herpes Simples
HIV
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Simplexvirus
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-436341
Autor: Silva, Silmara Regina da; Deboni, Maria Cristina Zindel; Naclério-Homem, Maria da Graça.
Título: Herpes simples - Aspectos clínicos, métodos de diagnósticos e tratamento / Herpes simplex - Clinical features, diagnostic methods and treatment
Fonte: JBC j. bras. clin. odontol. integr;8(45):266-270, maio-jun. 2004. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As lesões causadas pelo vírus herpes simples (HSV) têm prevalência alta entre indivíduos normorreativos e uma prevalência ainda maior nos imunocomprometidos. Os aspectos clínicos da infecção herpética são muito variáveis, principalmente nos pacientes imunodeprimidos, e o herpes freqüentemente é confundido com outras patologias. Por isso, é importante estar atento ao diagnóstico diferencial. Devido ao herpes simples geralmente apresentar uma infecção primária assintomática e, portanto, a maioria das pessoas desconhecerem que estão infectadas, é importante salientar a possibilidade de disseminação assintomática do vírus, que acaba sendo a forma mais importante de transmissão. Com a disponibilidade de testes diagnósticos rápidos e de fácil realização e o constante desenvolvimento de novos agentes antivirais, o controle das infecções herpéticas vem melhorando cada vez mais. Levando em consideração todos esses fatores, os autores descrevem, nessa revisão de literatura, os principais aspectos relacionados à infecção herpética, quanto às suas características clínicas, diagnóstico diferencial, métodos de diagnóstico e principais tratamentos
Descritores: Herpes Simples/diagnóstico
Estomatite Herpética
-Doenças Sexualmente Transmissíveis/prevenção & controle
Vacinas contra o Vírus do Herpes Simples
Herpes Simples/terapia
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde