Base de dados : LILACS
Pesquisa : D23.050.285.050 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 26 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 26 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847636
Autor: Inoue, Lilian Tiemi.
Título: Caracterização funcional da interação entre as proteínas CTSP-1 e CTCF / Functional characterization of the interaction between the proteins CTSP-1 and CTCF.
Fonte: São Paulo; s.n; 2011. 135 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Instituto de Química para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os antígenos cancer-testis (CT) são proteínas imunogênicas expressas em tecido gametogênico e em diferentes tipos de tumor, sendo considerados candidatos promissores para a imunoterapia do câncer. Entretanto, pouco se sabe sobre a função desses antígenos na tumorigênese. Em 2006, identificamos CTSP-1 como um novo antígeno CT, frequentemente expresso em vários tumores. Nesse trabalho, investigamos a função de CTSP-1 por meio da identificação de proteínas expressas em tumores de próstata e que são capazes de interagir fisicamente com esse antígeno. Demonstramos que CTSP-1 interage com a proteína CTCF em ensaios de duplo-híbrido em leveduras, pulldown e de co-localização e, em seguida, analisamos o impacto da superexpressão de CTSP-1 no controle da expressão de genes CT mediada por CTCF e na progressão do ciclo celular. Utilizando o CT NY-ESO-1 como modelo, demonstramos que a superexpressão de CTSP-1 não altera os níveis endógenos de NY-ESO-1 na linhagem celular tumoral H1299. Por outro lado, observamos que a superexpressão de CTSP-1 48h após as transfecções em H1299 induz um bloqueio do ciclo em G0/G1, reduzindo a capacidade clonogênica dessas células por um mecanismo dependente dos níveis de expressão de CTSP-1. Resultados semelhantes não foram observados em ensaios com clones superexpressando CTSP-1 estavelmente, o que sugere que eles tenham se originado de células que conseguiram escapar do bloqueio em G0/G1. Resultados preliminares sugerem que a redução da capacidade clonogênica das células H1299 que superexpressam CTSP-1 48h após as tansfecções não está associada à ocorrência de morte por apoptose

Cancer-testis (CT) antigens are immunogenic proteins expressed in gametogenic tissues and in different histological types of tumors, being considered promising candidates for cancer immunotherapy. However, little is known about their role in tumorigenesis. In 2006, we identified CTSP-1 as a novel CT antigen, frequently expressed in different types of tumors. In this work, we investigated the functional role of CTSP-1 through the identification of proteins expressed in prostate tumors and that physically interact with this tumor antigen. We demonstrate that CTSP-1 interacts with the CTCF protein using the yeast two-hybrid system, pulldown and co-localization assays and have further analyzed the impact of CTSP-1 overexpression on the expression of CT genes mediated by CTCF and on the cell cycle progression. Using the CT antigen NY-ESO-1 as a model, we showed that the CTSP-1 overexpression does not alter the endogenous levels of NY-ESO-1 in the tumor cell line H1299. On the other hand, we observed that the overexpression of CTSP-1 in H1299 cells 48h after the transfections induces a cell cycle arrest in G0/G1 and reduces the clonogenic capacity of these cells by a mechanism dependent on the CTSP-1 expression levels. Similar results were not observed for cell clones stably overexpressing CTSP-1, suggesting that these clones have arisen from cells that managed to escape cell cycle arrest in G0/G1. Preliminary results suggest that the reduced clonogenic capacity of H1299 cells expressing CTSP-1 and analyzed 48h after the transfections is not associated with cell death by apoptosis
Descritores: Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores
Neoplasias Testiculares/patologia
-Apoptose/fisiologia
Ensaio de Unidades Formadoras de Colônias/métodos
Técnicas do Sistema de Duplo-Híbrido/instrumentação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T574.88, I58c. 30100018840


  2 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-742757
Autor: SILVEIRA-JÚNIOR, Sérgio; ALBUQUERQUE, Maurício Mendes de; NASCIMENTO, Ricardo Reis do; ROSA, Luisa Salvagni da; HYGIDIO, Daniel de Andrade; ZAPELINI, Raphaela Mazon.
Título: Nutritional repercussions in patients submitted to bariatric surgery / Repercussões nutricionais em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;28(1):48-52, 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: Few studies evaluated the association between nutritional disorders, quality of life and weight loss in patients undergoing bariatric surgery. AIM: To identify nutritional changes in patients undergoing bariatric surgery and correlate them with weight loss, control of comorbidities and quality of life. METHOD: A prospective cohort, analytical and descriptive study involving 59 patients undergoing bariatric surgery was done. Data were collected preoperatively at three and six months postoperatively, evaluating nutritional aspects and outcomes using BAROS questionnaire. The data had a confidence interval of 95%. RESULTS: The majority of patients was composed of women, 47 (79.7%), with 55.9% of the series with BMI between 40 to 49.9 kg/m². In the sixth month after surgery scores of quality of life were significantly higher than preoperatively (p<0.05) and 27 (67.5 %) patients had comorbidities resolved, 48 (81.3 %) presented BAROS scores of very good or excellent. After three and six months of surgery 16 and 23 presented some nutritional disorder, respectively. There was no relationship between the loss of excess weight and quality of life among patients with or without nutritional disorders. CONCLUSION: Nutritional disorders are uncommon in the early postoperative period and, when present, have little or no influence on quality of life and loss of excess weight. .

RACIONAL: Poucos estudos avaliam a associação entre distúrbios nutricionais, qualidade de vida e perda de peso em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. OBJETIVO: Identificar alterações nutricionais em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica e correlacioná-las com perda de peso, controle de comorbidades e qualidade de vida. MÉTODO: Estudo de coorte, prospectivo, analítico e descritivo envolvendo 59 pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. Os dados foram coletados no pré-operatório e aos três e seis meses pós- operatórios, quantificando aspectos nutricionais e utilizando o Bariatric Analysis and Reporting Outcomes System (BAROS) como ferramenta de sucesso. Os dados usaram intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: O total de mulheres foi 47 (79,7%), sendo 55,9% com IMC entre 40-49,9 kg/m². No sexto mês depois da operação os escores de qualidade de vida foram significativamente maiores do que no pré-operatório (p<0,05) e 27 (67,5%) pacientes tinham todas comorbidades resolvidas, 48 (81,3%) apresentaram conceito BAROS muito bom ou excelente. Após três e seis meses 16 e 23 pacientes apresentaram algum distúrbio nutricional, respectivamente. Não houve relação entre a perda do excesso de peso e qualidade de vida entre pacientes com ou sem distúrbio nutricional. CONCLUSÃO: os distúrbios nutricionais são pouco frequentes no pós-operatório precoce e, quando presentes, têm pouca ou nenhuma influência na qualidade de vida e na perda do excesso de peso. .
Descritores: Anticorpos Monoclonais/imunologia
Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores/imunologia
Neoplasias/imunologia
Polissacarídeos/imunologia
-Citotoxicidade Celular Dependente de Anticorpos
Linhagem Celular Tumoral
Epitopos
Proteína Ligante Fas/análise
Proteína Ligante Fas/imunologia
Glicosilação
Camundongos Endogâmicos BALB C
Camundongos Endogâmicos DBA
Manose/análise
MICE, INBRED CABATTOIRSH
MICE, INBRED CABDOMENABDOMINAL INJURIESBL
Vacinação
Limites: Animais
Seres Humanos
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, N.I.H., Extramural
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-536717
Autor: Ghersel, Frederico Rezende; Matos, Leandro Luongo de; Brunetti, Karina; Waisberg, Jaques.
Título: Níveis séricos pré-operatórios e imunoexpressão tecidual do marcador tumoral CA 242 no carcinoma colorretal: relação com os aspectos anatomopatológicos da neoplasia / Serum level and tissular immunoexpression of the tumor marker CA 242 in colorectal carcinoma: relation to anatomopathological features of neoplasia
Fonte: Arq. bras. ciênc. saúde;34(3):177-183, Setembro-Dezembro 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: O conhecimento do comportamento do nível sérico e da imunoexpressão tecidual do marcador CA 242 pode contribuir para o entendimento de seu papel no diagnóstico e prognóstico do carcinoma colorretal. Objetivo: Comparar os níveis séricos pré-operatórios e a imunoexpressão tecidual do CA 242 em doentes operados de carcinoma colorretal, relacionando-os com os aspectos anatomopatológicos da neoplasia. Método: Vinte e nove doentes com carcinoma colorretal foram operados com intenção curativa. Dezesseis (55,17%) eram homens e treze (44,83%) mulheres, com média de idade de 69,21 anos. O nível sérico do CA 242 foi determinado pelo método ELISA e a imunoexpressão por imunoistoquímica com anticorpo monoclonal anti-CA 242. O nível sérico e a imunoexpressão do CA 242 foram relacionados com variáveis morfológicas. Foram utilizados testes paramétricos e não-paramétricos, fixando-se em 5% o nível para a rejeição da hipótese de nulidade. Resultados: A relação entre o nível sérico e a imunoexpressão do CA 242 não apresentou diferença significante. O nível sérico e a imunoexpressão do CA 242 não apresentaram relação significante com o tamanho da neoplasia, invasão vascular sanguínea (p = 0,09) ou linfática (p = 0,09) e com nível de infiltração do carcinoma na parede intestinal. Houve relação significante (p = 0,02) entre o nível sérico de CA 242 e a presença de acometimento linfonodal. Conclusões: Não há relação entre a imunoexpressão do CA 242 com o nível sérico do marcador nem com os aspectos anatomopatológicos do carcinoma colorretal. O nível elevado do CA 242 apresentou relação significante com o comprometimento linfonodal pelo carcinoma colorretal.

Introduction: Understanding the behavior of serum levels and tissular immunoexpression of the tumor marker CA 242 can elucidate its role in the diagnosis and prognosis of colorectal carcinoma. Objective: To compare pre-operative sera levels and tissular immunoexpression of CA 242 of operated colorectal carcinoma patients, and to correlate values with anatomopathological features of the neoplasia. Method: Twenty-nine patients with colorectal carcinoma underwent curative surgery, comprising sixteen (55.17%) men and thirteen (44.83%) women with mean age of 69.21 years. Serum level of CA 242 was measured using the ELISA method, while immunoexpression was ascertained by immunohistochemical study with anti?CA 242 monoclonal antibody. Serum level and immunoexpression of CA 242 were compared for the anatomopathological variables. Statistical tests performed included parametric and nonparametric tests. Results: No significant difference was seen between serum level and immunoexpression of CA 242. Moreover, serum level and immunoexpression of CA 242 presented no significant correlation with size of colorectal lesion, vascular (p = 0.09) or lymphatic (p = 0.09) invasion and with extent of carcinoma penetration into the colorectal wall. Significant correlation (p = 0.02) was found between sera CA 242 level and lymphnode compromise. Conclusions: No correlation was found between CA 242 immunoexpression and serum levels of the marker or with anatomopathological features of colorectal carcinoma. High CA 242 levels suggested lymphnode invasion by colorectal carcinoma.
Descritores: Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores
Biomarcadores Tumorais
Neoplasias Colorretais/cirurgia
Neoplasias Colorretais/diagnóstico
Neoplasias Colorretais/patologia
Prognóstico
-Imuno-Histoquímica
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF


  4 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Matos, Delcio
Texto completo
Id: lil-529161
Autor: Cardoso, Mauro Lamelas; Fernandes, Luís Cesar; Kim, Su Bong; Matos, Delcio.
Título: Relationship between peripheral and mesenteric serum levels of CEA and CA 242 with staging and histopathological variables in colorectal adenocarcinoma / Níveis séricos periféricos e mesentéricos de CEA e CA 242, estadiamento e variáveis histopatológicas no adenocarcinoma colorretal
Fonte: Acta cir. bras;24(5):405-410, Sept.-Oct. 2009. tab.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To compare histopathological variables and staging in colorectal adenocarcinoma cases with CEA and CA 242 in peripheral and mesenteric blood. METHODS: In 169 individuals underwent surgery for colorectal cancer, CEA and CA 242 were analyzed and compared to mesenteric and peripheral blood and correlated with macroscopic tumor's morphology and size, degree of cell differentiation, venous, neural and lymphatic involvement and TNM classification. RESULTS: There was a difference between the mesenteric (M) and peripheral (P) serum levels of CEA (p=0.020). Higher levels of markers were correlated with venous invasion CEA (P) p=0.013, CEA (M) p=0.05, CA 242 (M) p=0.005 and CA 242 (P) p=0.038; with advanced staging CEA (P) < CEA (M) (p < 0.05); CA 242 (P) < CA 242 (M) (p < 0.05); and with greater dimensions CEA (P) < CEA (M) (p < 0.001); CA 242 (P) < CA 242 (M) (p < 0.001). CA 242 became higher with neural invasion (P): p=0.014, (M): p=0.003). CONCLUSIONS: There were higher mesenteric than peripheral levels of CEA. Both mesenteric and peripheral levels of CEA and CA 242 were higher in neoplasm with venous involvement, greater diameter and advanced stages. There was a correlation between CA 242 and neural invasion.

OBJETIVO: Comparar variáveis histopatológicas e graus de estadiamento do adenocarcinoma colorretal com níveis sanguíneos periféricos e mesentéricos de CEA e CA-242. MÉTODOS: Em 169 doentes submetidos ao tratamento cirúrgico por adenocarcinoma colorretal, CEA e CA-242 foram analisados e comparados quanto aos níveis sanguíneos periféricos e mesentéricos e correlacionados com o tamanho e a morfologia macroscópica do tumor, grau de diferenciação celular, invasões venosa, linfática, neural e a classificação TNM. RESULTADOS: Verificou-se diferença significante entre o nível sérico mesentérico e periférico de CEA (p= 0,02). Níveis séricos mais elevados dos marcadores foram observados e correlacionados com invasão venosa, CEA (P) p=0,013, CEA(M), p=0,05, CA-242 (M) p=0,005 e CA-242 (P) p=0,038. Grau de estadiamento TNM avançado foi associado com CEA(P) < CEA(M) p<0,05, CA-242(P) < CA-242(M) p<0,05. Nas maiores dimensões tumorais constatou-se CEA(P) < CEA(M) p=0,001 e CA 242 (P) < CA 242 (M) (p < 0.001). O CA 242 periférico e mesentérico aumentados associaram-se com a invasão neural, p=0.014 e p=0.003, respectivamente. CONCLUSÕES: O nível sérico mesentérico de CEA é superior ao nível sérico periférico. Os níveis séricos mesentéricos e periféricos do CEA e do CA-242 são mais elevados no adenocarcinoma com invasão venosa, de maior diâmetro e de estadios avançados. Existe uma associação entre o nível sérico do Ca-242 e a invasão neural.
Descritores: Adenocarcinoma
Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores/sangue
Neoplasias Colorretais
Antígeno Carcinoembrionário/sangue
Artérias Mesentéricas
-Adenocarcinoma/sangue
Adenocarcinoma/patologia
Neoplasias Colorretais/sangue
Neoplasias Colorretais/patologia
Invasividade Neoplásica
Estadiamento de Neoplasias/métodos
Estudos Retrospectivos
Adulto Jovem
Limites: Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-467962
Autor: Fernandes, Leonardo Landim; Martins, Lourdes Conceição; Nagashima, Carlos Alberto; Nagae, Ana Cibele; Waisberg, Daniel Reis; Waisberg, Jaques.
Título: CA72-4 antigen levels in serum and peritoneal washing in gastric cancer: correlation with morphological aspects of neoplasia
Fonte: Arq. gastroenterol;44(3):235-239, jul.-set. 2007. tab.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: Determining levels of tumor markers in peritoneal washing enables likelihood of peritoneal recurrence to be ascertained in patients with high marker levels, thereby allowing provision of more accurate adjuvant treatment and postoperative follow up. AIM: To analyze the relationship between levels of tumor marker CA72-4 in serum and peritoneal washing, and morphological aspects of gastric carcinoma. METHOD: This study analyzed 32 consecutively-operated patients with gastric carcinoma, who underwent subtotal, total or palliative gastrectomy. The variables studied were CA72-4 levels in serum and peritoneal washing, lesion site, stage, degree of cell differentiation, operation performed, and number of extirpated and involvement lymph nodes. Of the 32 patient sample, 21 (65.6 percent) were male and 11 (34.4 percent) female. Mean age was 62.6 ± 14.2 years (29 to 91 years). Following anesthetic induction, peripherical venous blood was collected through percutaneous punction of an upper limb vein. After the procedure, 50 mL of physiologic solution at 37ºC was introduced into the cul-de-sac. A 10 mL volume of this liquid was aspirated from the cavity and the peritoneal washing tested for CA72-4 levels. Normal values for CA72-4 levels in serum were considered <7 U/mL and high levels as >7U/mL, whilst for the peritoneal washing normal levels were <0.61 U/mL, and abnormal >0.61 U/mL. RESULTS: Mean pre-operative serum levels for CA72-4 were 6.55 U/mL ± 15.30 (0.3 to 75.30 U/mL) whilst the mean level of CA72-4 in peritoneal washing was 8.50 U/mL ± 26.72 (0.3 to 142.00 U/mL); correlation between these levels was significant. Lymph nodes involvement by the gastric carcinoma correlated significantly with higher CA72-4 levels in both serum and peritoneal wash. There was no statistically significant correlation between serum level of CA72-4 and invasion into serosa by the gastric carcinoma. There was however, significant...

RACIONAL: A determinação dos níveis de marcadores tumorais no lavado peritonial apresenta a possibilidade de indicar tendência à recidiva peritonial nos doentes com níveis elevados, o que pode indicar tratamento adjuvante e seguimento pós-operatório mais acurado. OBJETIVO: Analisar a relação entre os níveis do marcador tumoral CA72-4 no sangue e no lavado peritonial e os aspectos morfológicos do carcinoma gástrico. MÉTODO: Foram analisados 32 doentes operados consecutivamente, com carcinoma gástrico e submetidos a gastrectomia subtotal, total ou paliativa. Foram estudadas as seguintes variáveis: nível sérico e no lavado peritonial do CA72-4, localização da lesão, estádio, grau de diferenciação celular, operação realizada, e número de linfonodos extirpados e acometidos. Dos 32 doentes do estudo, 21 (65,6 por cento) eram homens e 11 (34,4 por cento) mulheres. A média de idade foi de 62,6 ± 14,2 anos (29 a 91 anos). Logo após a indução anestésica, o sangue venoso periférico foi coletado por punção percutânea de veia do membro superior. Após o término da operação, 50 mL de solução fisiológica aquecida a 37ºC foi derramado no fundo de saco. Desse líquido, foi aspirado o volume de 10 mL e encaminhado para a determinação do nível do CA72-4 no lavado peritonial. Para o nível sérico do CA72-4 foram considerados normais os valores < a 7 U/mL e elevados os valores > que 7 U/mL. Para o nível no lavado peritonial do CA72-4 foram considerados normais os valores < 0,61 U/mL, e alterados os valores > que 0,61 U/mL. RESULTADOS: média do nível sérico do CA72-4 no pré-operatório foi de 6,55 U/mL ± 15,30 (0,3 a 75,30 U/mL) e a média do nível do CA72-4 no lavado peritonial foi de 8,60 U/mL ± 26,72 (0,3 a 142,00 U/mL); a correlação entre esses níveis foi significativa. O acometimento linfonodal pelo carcinoma gástrico correlacionou-se significantemente com os níveis mais elevados do CA72-4 sérico e peritonial. Não houve diferença significativa...
Descritores: Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores/análise
Líquido Ascítico/química
Neoplasias Gástricas/sangue
-Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores/sangue
Gastrectomia
Linfonodos/patologia
Invasividade Neoplásica
Recidiva Local de Neoplasia
Estadiamento de Neoplasias
Lavagem Peritoneal
Neoplasias Gástricas/patologia
Neoplasias Gástricas/cirurgia
Limites: Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Andreollo, Nelson Adami
Lopes, Luiz Roberto
Texto completo
Id: lil-460309
Autor: Faria Júnior, Plínio Conte de; Andreollo, Nelson Adami; Trevisan, Miriam Aparecida da Silva; Lopes, Luiz Roberto.
Título: A inter-relação das sialomucinas (antígenos Tn e Stn) com o adenocarcinoma no esôfago de Barrett / Relationship of the sialomucins (Tn and Stn antigens) with adenocarcinoma in Barrett's esophagus
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);53(4):360-364, jul.-ago. 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: O esôfago de Barrett (EB) é conseqüência do refluxo gastroesofágico crônico e considerado fator de risco para o desenvolvimento de adenocarcinoma. Estudos do muco, em especial das mucinas ácidas representadas pelas sialomucinas presentes nas células caliciformes, mostraram que na metaplasia do tipo intestinal, o epitélio do órgão pode expressar antígenos denominados Tn e Stn. Estes antígenos já foram analisados em tumores gástricos e colônicos, porém não foram encontradas referências à sua utilização no EB. Este trabalho objetivou analisar estes antígenos em doentes com EB e em adenocarcinoma associado ao EB. MÉTODOS: Foram estudados, utilizando testes imunohistoquímicos, os antígenos Tn e Stn, nas biópsias endoscópicas de 29 doentes com EB, sete com adenocarcinoma no EB, além de oito indivíduos com epitélio esofágico normal. RESULTADOS: Nas células caliciformes, foi observada positividade para Stn em 100 por cento dos casos e para Tn em 48 por cento dos casos. Nas células colunares, o Stn foi sempre negativo, enquanto o Tn foi positivo em 100 por cento dos casos. Entretanto, nos doentes com adenocarcinoma no EB, a positividade para ambos os antígenos foi de 100 por cento. Nos indivíduos normais, houve positividade para o antígeno Tn e negatividade para Stn em todos os casos (100 por cento). CONCLUSÃO: É provável que nos doentes com EB a positividade para o Tn, à semelhança do ocorrido quanto à positividade do mesmo antígeno nos portadores de adenocarcinoma, possa significar maior suscetibilidade para ocorrência futura de câncer. Assim, a pesquisa das sialomucinas poderá ser rotineiramente utilizada, contribuindo como fator prognóstico para desenvolvimento de adenocarcinoma no EB.

OBJECIVE: Barrett's esophagus (BE) is a consequence of chronic gastroesophageal reflux and is considered a risk factor for adenocarcinoma. The study of the mucus, especially acid mucins, such as the sialomucins in the goblet cells which characterize BE, showed that in intestinal metaplasia, frequent in the digestive tract, the organ's original epithelium could express Tn and Stn antigens. These antigens have already been detected in gastric and colonic tumors, however references in BE were not found. This research aimed to analyze these antigens in patients with BE and in adenocarcinoma associated with BE. METHODS: Utilizing immunohistochemistry tests, Tn and Stn antigens were studied in the endoscopic biopsies of 29 patients with BE and seven with adenocarcinoma in BE, as well as eight individuals with normal esophageal epithelium at upper digestive endoscopy.. RESULTS: The Stn antigen was positive in the goblet cells of patients with BE in 100 percent of the cases and the Tn was positive in 48 percent. In the columnar cells, Stn was always negative, while Tn was positive in 100 percent of the cases. However, in adenocarcinoma in BE, both antigens were 100 percent positive. In normal individuals, the Tn antigen was positive and the antigen Stn negative in all cases. CONCLUSION: It is probable that the BE group in which the Tn antigens in the goblet cells are positive, similarly to the same antigen in the adenocarcinoma group, might indicate a higher susceptibility for potential occurrence of cancer. In the future, trials with sialomucins could be used routinely, thereby contributing as a prognostic factor of adenocarcinoma in BE.
Descritores: Adenocarcinoma/imunologia
Esôfago de Barrett/imunologia
Neoplasias Esofágicas/imunologia
Sialomucinas/análise
-Adenocarcinoma/etiologia
Adenocarcinoma/patologia
Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores/análise
Biópsia
Esôfago de Barrett/complicações
Esôfago de Barrett/patologia
Estudos de Casos e Controles
Endoscopia Gastrointestinal
Neoplasias Esofágicas/etiologia
Neoplasias Esofágicas/patologia
Esôfago/imunologia
Imuno-Histoquímica
Sialomucinas/imunologia
Biomarcadores Tumorais/análise
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-387623
Autor: Barbosa, Regina de Paula Xavier Gomes Martins.
Título: Expressão imunoistoquímica de citoqueratina 7 e dosagem sérica de alfa-fetoproteína em seminomas puros e mistos / Cytokeratin 7 expression and seric alpha-fetoprotein values in pure and mixed seminomas.
Fonte: Curitiba; s.n; 2002. xi,51 p. ilus, tab, graf. (BR).
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica para obtenção do grau de Doutor.
Símbolo: BR.
Resumo: Grande parte da literatura anátomo-patológica relativa às neoplasias testiculares tem tido entre seus principais objetivos elucidar a histogênese e aperfeiçoar a classificação desses tumores. Este trabalho tem como objetivo verificar a expressão de CK7 e a dosagem de AFP em seminomas puros e mistos, visto existirem foretes evidências de que o seminoma seja o precursor de outras neoplasias germinativas com componentes epiteliais que expressam frequentemente CKs, bem como casos onde há elevação da AFP a despeito do componente essencialmente seminomatoso do tumor. Para tanto foram selecionados 58 casos de seminomas, sendo 40 deles puros e 18 mistos. O material foi submetido a estudo imunohistoquímico para detecção de CK7 na porção seminomatosa e nas células da NITCG quando presente. Foram ainda revisados os prontuários dos pacientes para obter as dosagens de AFP. Os resultados obtidos demonstraram que a CK7 está presente em 39,7 por cento dos casos de seminomas puros e em 55,5 por cento dos seminomas das neoplasias mistas. Nestas, a expressão foi maior naquelas com componentes de carcinoma embrionário. A AFP esteve elevada em somente 19 por cento do total de casos, correspondendo a 10 por cento dos seminomas puros e a 38,8 por cento dos seminomas mistos, sendo que em somente 5 casos de neoplasias germinativas onde a AFP apresentou-se elevada a expressão de CK7 foi positiva. Os dados obtidos reforçam a idéia de que a neoplasia germinativa não seminomatosa, principalmente o carcinoma embrionário, mantenha relação histogenética com o seminoma através da expressão elementos celulares epiteliais porém sem relação com a secreção de marcadores tumorais como a AFP
Descritores: alfa-Fetoproteínas
Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores
Carcinoma Embrionário
Imuno-Histoquímica
Queratinas
Biomarcadores Tumorais
Neoplasias
Seminoma
Neoplasias Testiculares
Responsável: BR16.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde
BR16.1; TBARBOSA, R.P.X.G.M


  8 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-363456
Autor: Cantillo, Jorge; Lopez, Julieta.
Título: Antigeno de cancer 125 (CA125): Su papel como marcador de la integridad mesotelial y su contribucion en el seguimiento de pacientes en programas de dialisis peritoneal / Cancer antigen 125
Fonte: Acta méd. colomb;27(6):421-428, nov.-dic. 2002. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Objetivos: determinar la concentración y las tasas de aparición del CA 125 en el dializado de pacientes estables en diálisis peritoneal (DP) y su asociación con la duración en tratamiento, episodios previos de peritonitis al inicio del estudio, cesación temporal del tratamiento y parámetros de transporte peritoneal. Diseño: cohorte concurrente de pacientes en CAPD, ocho meses. Lugar: Unidad Renal, Clínica San Rafael, Bogotá D.C. Población: pacientes en tratamiento crónico de DP y libres de peritonitis al momento de la evaluación y durante el mes previo a los estudios. Iniciamos con 66 pacientes y se lograron practicar al menos tres determinaciones a 56 pacientes. Intervenciones: se determinaron las concentraciones del marcador CA 125 en efluentes peritoneales de cuatro horas. Se calcularon las tasas de aparición para evitar cualquier influencia en el tiempo de permanencia y el volumen de filtración. Mediciones principales: el CA 125 fue determinado mediante una micropartícula inmunoenzimática comercial usando un anticuerpo monoclonal contra el CA 125. Resultados: encontramos una correlación negativa pero no significativa entre concentración de CA 125 y duración en tratamiento (r= -0.228; p = 0.066) y entre tasa de aparición de CA 125 y duración en tratamiento (r= - 0.197; p= 0.057). No hubo correlación entre episodios previos de peritonitis y tasa de aparición del CA 125 (r= 0.029; p = 0.410), ni entre cesación temporal del tratamiento y tasa de aparición (r= -0.207; p = 0.096). La relación D/P de creatinina mostró correlación estadísticamente significativa con la concentración de CA 125 (r= 0.326; P = 0.008) y con la tasa de aparición (r = 0.366; p = 0.003). Conclusión: las determinaciones seriadas de niveles de CA 125 pueden ayudar en la identificación temprana de pacientes que muestran respuestas anormales a la DP o sus complicaciones. Una disminución con respecto a valores previos debe alertar al clínico sobre la reducción en la estabilidad mesotelial. Existen diferencias interindividuales en la velocidad de este proceso
Descritores: Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores
Diálise Peritoneal/instrumentação
Diálise Peritoneal
Neoplasias
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO5.1 - Centro de Información y Conocimiento


  9 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-344111
Autor: Puerto, Carlos; Carrasco, Jesús; Téllez, Nelson; Sosa, José; Yánez, Carlos; Palmer, Kenneth; Adriani, Domingo.
Título: Pesquisa del cáncer de ovario en mujeres posmenopáusicas / Inquiry of cancer of ovary in woman postmenopausal
Fonte: Rev. venez. cir;54(3):125-131, sept. 2001. tab.
Idioma: es.
Resumo: Evaluar la utilidad del ultrasonido transvaginal y el antígeno carbohidrato 125 como métodos de pesquisa en el diagnóstico precoz del cáncer de ovario en mujeres posmenopáusicas. Estudio prospectivo, descriptivo, transversal entre junio 1998 y mayo 1999 en 361 pacientes posmenopáusicas asintomáticas desde el punto de vista ginecológico. La muestra es descrita con medidas de tendencias central y porcentaje; además se calcula la sensibilidad, especifidad y valores predictivos positivo y negativo. Servicio de Cirugía II, Hospital Domingo Luciani, Instituto Venezolano de los Seguros Sociales, Caracas. Se estudiaron 361 pacientes, de las cuales 22 tuvieron diagnóstico por ultrasonido transvaginal de tumor anexial. A este grupo se le practicó laparatomía exploradora evidenciándose en dos cáncer de ovario primario. Ambas presentaron niveles elevados de antígenos carbohidrato 125. El ultrasonido transvaginal mostró una sensibilidad de 100 y una especificidad de 94 con valor predictivo positivo 9 y valor predictivo negativo 100. El antígeno carbohidrato 125 mostró una sensibilidad de 100 y especificidad de 80 con valor predictivo positivo de 40 y valor predictivo negativo 100. Los dos métodos combinados mostraron una sensibilidad de 100, especificidad 75, valor predictivo positivo 29 y valor predictivo negativo 100. La pesquisa de cáncer de ovario utilizando el ultrasonido transvaginal resultó ser un método seguro, bien tolerado, fácil de realizar y representa en nuestro medio el método de elección de pesquisa. El valor predictivo positivo de la ecografía resulta muy bajo para justificar su uso de rutina, aunque combinado con el antígeno carbohidrato 125 en pacientes con patología tumoral ovárica detectada por el ultrasonido se eleva el valor predictivo positivo hasta un 29 por ciento. Esto hace pensar que definitivamente deben tomarse en cuenta ambos métodos para el diagnóstico de patología ovaríca en posmenopáusicas
Descritores: Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores
Menopausa
Neoplasias Ovarianas
Ovário
Ultrassom
-Ginecologia
Medicina
Venezuela
Limites: Seres Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  10 / 26 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-316274
Autor: Mandorwski, Sandra; Lourenço, Laércio Gomes; Forones, Nora Manoukian.
Título: CA72-4 CEA no soro e no lavado peritonial de doentes com câncer gástrico / CA72-4 and CEA in serum and peritoneal washing in gastric cancer
Fonte: Arq. gastroenterol;39(1):17-21, jan.-mar. 2002. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: The treatment and the prognosis of gastric cancer patients depends mainly on clinical stage. Serum and peritoneal tumoral markers levels can be helpful to evaluate individual risk for recurrence. AIMS: To evaluate the sensibility of the tumoral markers in the serum and in the peritoneal washing on diagnosis of gastric cancer. PATIENTS AND METHODS: Forty patients with adenocarcinoma of the stomach (11 stage I or II and 29 III or IV) and 24 patients with benign diseases were studied prospectively. All of them were submitted to laparotomy. Blood and peritoneal washed was collected during surgery before tumoral resection, for determination of CEA and CA72-4. RESULTS: CEA and CA 72-4 serum levels were elevated in 25% and 47.5% respectively. Through the curves ROC, we defined the cut-off values for the markers in washed peritoneal fluid. Through these values CEA and CA72-4 rose in 60% and 57.5% respectively. The values of CEA and of CA 72-4 in the serum and in washed peritoneal fluid were higher in cancer patients stage III and IV. CEA levels in the peritoneal washed fluid were higher in the patients with tumor T3-4. Washed peritoneal CA72-4 differed the control group from the cancer group. CONCLUSION: CA72-4 was the most sensitive marker in the serum of the patients with gastric cancer. Otherwise in the washing peritoneal fluid the most sensitive marker was CEA. These levels were higher in patients with surpass the serosa and lower in patients with mucosa or muscular tumors
Descritores: Antígenos Glicosídicos Associados a Tumores
Antígeno Carcinoembrionário
Neoplasias Gástricas
-Idoso de 80 Anos ou mais
Estadiamento de Neoplasias
Lavagem Peritoneal
Estudos Prospectivos
Sensibilidade e Especificidade
Neoplasias Gástricas
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde