Base de dados : LILACS
Pesquisa : D26.310 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 814 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 82 ir para página                         

  1 / 814 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1090666
Autor: Gomez, Felipe; Fuentes, Jorge; Saravia, Diego; Silva, Mónica.
Título: Induction of root development and apical closure in permanent mandibular molar with irreversible pulpitis through total pulpotomy with application of mineral trioxide aggregate / Inducción del termino de desarrollo radicular y cierre apical en molar mandibular permanente con pulpitis irreversible a través de pulpotomía total con aplicación de agregado de trióxido mineral
Fonte: Int. j. odontostomatol. (Print);14(2):144-149, June 2020. graf.
Idioma: en.
Projeto: Universidad de La Frontera.
Resumo: Loss of teeth vitality when root formation is incomplete, results in weaker structures leaving them prone to fractures and unfavourable long-term prognosis. Apexogenesis is currently the treatment of choice in immature teeth and is indicated in vital teeth without pulpal pathologies. The treatment aims to eliminate the causal agent of the damage, and provide the necessary conditions to preserve vitality in the tooth and induce apical root closure. A 6-year-old male patient was treated at the Endodontics Clinic, Universidad de La Frontera upon complaining of acute pain in tooth 30. The tooth presented incomplete root development due to dental caries with pulp exposure and a diagnosis of irreversible symptomatic pulpitis. Total pulpotomy was performed with the application of Mineral Trioxide Aggregate and controlled at 1, 4, 6, 7 and 12 months, achieving root development and apical closure in the permanent molar. The result was comparable with studies that support this therapy in teeth with irreversible pulpitis. This work seeks to contribute to the existing evidence on the management of immature permanent teeth with irreversible pulpitis to induce root development and apical closure, and maintain pulp vitality.

La pérdida de vitalidad en dientes con formación radicular incompleta trae como resultado el debilitamiento de estos, dejándolos propensos a fracturas con un desfavorable pronóstico a largo plazo. Las terapéuticas actuales de regeneración pulpar en dientes inmaduros estan principalmente indicadas en cuadros de pulpitis irreversible y buscan eliminar el agente causal de daño y brindarle al diente las condiciones y estímulos necesarios para preservar vitalidad e inducir el cierre apical radicular. Un paciente de 6 años de edad y de sexo masculino, acude a la Clínica de Especialidad de Endodoncia de la Universidad de la Frontera, consultando por un dolor agudo en diente 4.6 el cual presentaba un desarrollo radicular incompleto producto de una caries con exposición pulpar con diagnóstico de Pulpitis Irreversible Sintomática. Se realiza una pulpotomia total con aplicación de Mineral Trioxide Aggregate y se controla a los 1, 4, 6 y 7 meses obteniendo un interesante resultado comparable con estudios que avalan dicha terapeutica en dientes con pulpitis irreversible. Este trabajo busca contribuir a la evidencia existente sobre el manejo de dientes permanentes inmaduros con cuadros de pulpitis irreversible para inducir el desarrollo radicular, cierre apical y mantener vitalidad pulpar.
Descritores: Óxidos/administração & dosagem
Pulpite/terapia
Pulpotomia/métodos
Silicatos/administração & dosagem
Compostos de Cálcio/administração & dosagem
Compostos de Alumínio/administração & dosagem
-Regeneração
Materiais Restauradores do Canal Radicular
Dentição Permanente
Dente não Vital/terapia
Cárie Dentária
Combinação de Medicamentos
Apexificação
Limites: Humanos
Masculino
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 814 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-827785
Autor: Kaminski, Juliana; Miasaki, Fabíola Yukiko; Paz-Filho, Gilberto; Graf, Hans; Carvalho, Gisah Amaral de.
Título: Treatment of hypothyroidism with levothyroxine plus liothyronine: a randomized, double-blind, crossover study
Fonte: Arch. endocrinol. metab. (Online);60(6):562-572, Nov.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To compare the effects of a unique fixed combination levothyroxine/liothyronine (LT4/LT3) therapy in patients with primary hypothyroidism. Subjects and methods This is a randomized, double-blind, crossover study. Adults with primary hypothyroidism (n = 32, age 42.6 ± 13.3, 30 females) on stable doses of LT4 for ≥ 6 months (125 or 150 μg/day) were randomized to continue LT4 treatment (G1) or to start LT4/LT3 therapy (75/15 μg/day; G2). After 8 weeks, participants switched treatments for 8 more weeks. Thyroid function, lipid profile, plasma glucose, body weight, electrocardiogram, vital signs, and quality of life (QoL) were evaluated at weeks 0, 8 and 16. Results Free T4 levels were significantly lower while on LT4/LT3 (G1: 1.07 ± 0.29 vs. 1.65 ± 0.46; G2: 0.97 ± 0.26 vs. 1.63 ± 0.43 ng/dL; P < 0.001). TSH and T3 levels were not affected by type of therapy. More patients on LT4/LT3 had T3 levels above the upper limit (15% vs. 3%). The combination therapy led to an increase in heart rate, with no significant changes in electrocardiogram or arterial blood pressure. Lipid profile, body weight and QoL remained unchanged. Conclusions The combination therapy yielded significantly lower free T4 levels, with no changes in TSH or T3 levels. More patients on LT4/T3 had elevated T3 levels, with no significant alterations in the evaluated outcomes. No clear clinical benefit of the studied formulation could be observed. Future trials need to evaluate different formulations and the impact of the combined therapy in select populations with genetic polymorphisms.
Descritores: Tiroxina/uso terapêutico
Tri-Iodotironina/uso terapêutico
Hipotireoidismo/tratamento farmacológico
-Qualidade de Vida
Testes de Função Tireóidea
Tiroxina/sangue
Tiroxina/farmacologia
Tri-Iodotironina/sangue
Tri-Iodotironina/farmacologia
Glicemia/análise
Peso Corporal/efeitos dos fármacos
Tireotropina/efeitos dos fármacos
Colesterol/sangue
Método Duplo-Cego
Estudos Cross-Over
Combinação de Medicamentos
Hipotireoidismo/sangue
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 814 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1119705
Autor: Verdugo-Paiva, Francisca; Izcovich, Ariel; Ragusa, Martín; Rada, Gabriel.
Título: Lopinavir/ritonavir for COVID-19: A living systematic review / Lopinavir/ritonavir para COVID-19: una revisión sistemática viva
Fonte: Medwave;20(6), 31-07-2020.
Idioma: en.
Resumo: Objective Provide a timely, rigorous, and continuously updated summary of the evidence on the role of lopinavir/ritonavir in the treatment of patients with COVID-19. Methods We conducted searches in the special L·OVE (Living OVerview of Evidence) platform for COVID-19, a system that performs regular searches in PubMed, Embase, CENTRAL, and other 33 sources. We searched for randomized trials and non-randomized studies evaluating the effect of lopinavir/ritonavir versus placebo or no treatment in patients with COVID-19. Two reviewers independently evaluated potentially eligible studies, according to predefined selection criteria, and extracted data using a predesigned standardized form. We performed meta-analyses using random-effect models and assessed overall certainty in evidence using the GRADE approach. A living, web-based version of this review will be openly available during the COVID-19 pandemic. Results Our search strategy yielded 862 references. Finally, we identified 12 studies, including two randomized trials, evaluating lopinavir/ritonavir, in addition to standard care versus standard care alone in 250 adult inpatients with COVID-19. The evidence from randomized trials shows lopinavir/ritonavir may reduce mortality (relative risk: 0.77; 95% confidence interval: 0.45 to 1.3; low certainty evidence), but the anticipated magnitude of the absolute reduction in mortality, varies across different risk groups. Lopinavir/ritonavir also had a slight reduction in the risk of requiring invasive mechanical ventilation, developing respiratory failure, or acute respiratory distress syndrome. However, it did not lead to any difference in the duration of hospitalization and may lead to an increase in the number of total adverse effects. The overall certainty of the evidence was low or very low. Conclusions For severe and critical patients with COVID-19, lopinavir/ritonavir might play a role in improving outcomes, but the available evidence is still limited. A substantial number of ongoing studies should provide valuable evidence to inform researchers and decision-makers soon.

Objetivo Esta revisión sistemática viva tiene como objetivo entregar un resumen oportuno, riguroso y constantemente actualizado de la evidencia disponible sobre los efectos de lopinavir/ritonavir en pacientes con COVID-19. Métodos Se realizó una búsqueda en la plataforma L·OVE COVID-19 (Living OVerview of Evidence), un sistema que mantiene búsquedas regulares en PubMed/Medline, Embase, Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL) y otras 33 fuentes. Se buscaron ensayos aleatorios y estudios no aleatorios que evaluaran el uso de lopinavir/ritonavir versus placebo o ningún tratamiento en pacientes con COVID-19. Dos revisores evaluaron de forma independiente los artículos potencialmente elegibles, de acuerdo con criterios de selección predefinidos, y extrajeron los datos mediante un formulario estandarizado. Los resultados fueron combinados mediante un metanálisis utilizando modelos de efectos aleatorios y evaluamos la certeza de la evidencia utilizando el método GRADE. Una versión viva de esta revisión estará disponible durante la pandemia de COVID-19. Resultados La búsqueda inicial arrojó 862 referencias. Finalmente, identificamos 12 estudios incluyendo 2 ensayos aleatorios, que evaluaban lopinavir/ritonavir adicionado al tratamiento estándar versus tratamiento estándar en 250 pacientes adultos hospitalizados con COVID-19. Los resultados provenientes de los ensayos aleatorios muestran que el uso de lopinavir/ritonavir puede reducir la mortalidad (riesgo relativo: 0,77; intervalo de confianza 95%: 0,45 a 1,3; certeza de evidencia baja), pero la magnitud de la reducción absoluta de la mortalidad varía según los diferentes grupos de riesgo. El uso de lopinavir/ritonavir mostró además una ligera reducción en el riesgo de requerir ventilación mecánica invasiva, desarrollar insuficiencia respiratoria o síndrome de dificultad respiratoria aguda. No se observó diferencias en la duración de la hospitalización y su uso puede producir un aumento en el número de efectos adversos totales. La certeza global de la evidencia fue baja o muy baja. Conclusiones Para pacientes graves y críticos con COVID-19, el uso de lopinavir/ritonavir podría desempeñar un papel en la mejora de los resultados, pero la evidencia disponible aún es limitada. La gran cantidad de estudios en curso deberían proporcionar evidencia valiosa para informar a los investigadores y los tomadores de decisiones en el futuro cercano.
Descritores: Antivirais/administração & dosagem
Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Ritonavir/administração & dosagem
Lopinavir/administração & dosagem
-Antivirais/efeitos adversos
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Resultado do Tratamento
Ritonavir/efeitos adversos
Combinação de Medicamentos
Pandemias
Lopinavir/efeitos adversos
Limites: Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Metanálise
Revisão Sistemática
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 814 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-619656
Autor: Reimão, Juliana Quero.
Título: Estudo da atividade Anti-Leishmania e Anti-Trypanosoma Cruzi de bloqueadores de canal de cálcio, furazolidona e buparvaquona: reposicionamento, associações de fármacos e formulações lipossomais / Study of the antileishmanial and Anti-Trypanosoma cruzi activity of calcium channel blockers, furazolidone and buparvaquone: drug repurposing, drug combinations and liposomal formulations.
Fonte: São Paulo; s.n; 2012. [248] p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A pesquisa de medicamentos mais eficazes e que atendam aos padrões atuais de segurança é considerada uma prioridade para o tratamento da leishmaniose e doenças de Chagas. Os principais objetivos do presente trabalho foram: avaliar a atividade anti-Leishmania in vitro e in vivo de bloqueadores de canal de cálcio (BCC) e dos fármacos buparvaquona e furazolidona; realizar combinações de BCC com os principais fármacos usados na clínica da leishmaniose visceral (LV); desenvolver formulações lipossomais de buparvaquona, furazolidona e nimodipino e desenvolver um protocolo de PCR em tempo real (qPCR) visando quantificar a carga parasitária de hamsteres infectados com L. (L.) infantum chagasi após tratamento experimental. Buparvaquona, furazolidona e doze dos treze BBC testados (anlodipino, azelnidipino, bepridil, cilnidipino, fendilina, lercanidipino, lidoflazina, mibefradil nicardipino, nifedipino, nimodipino e nitrendipino) apresentaram atividade in vitro contra diferentes espécie de Leishmania e contra Trypanosoma cruzi, com moderada a baixa citotoxicidade contra células de mamíferos. O estudo de QSAR das 1,4-diidropiridinas permitiu a predição de dois análogos com possível atividade antiprotozoária. Anlodipino, bepridil, fendilina e nimodipino não apresentaram redução na carga parasitária de hamteres infectados com...
Descritores: Modelos Animais
Combinação de Medicamentos
Doença de Chagas
Leishmaniose
Lipossomos
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
Limites: Animais
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, R363es, 2012


  5 / 814 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1115461
Autor: Fritz G, Ricardo; Aller R, Felipe; Melo T, Joel; Arancibia H, Francisco; Zagolín B, Mónica.
Título: Uso de treprostinil sistémico en una paciente con hipertensión pulmonar grave, sin respuesta a la máxima terapia disponible / Use of treprostinil in a patient with a severe pulmonary arterial hypertension no responding to the maximal therapy available
Fonte: Rev. chil. enferm. respir;36(1):41-47, mar. 2020. tab, graf.
Idioma: es.
Projeto: Red para el Estudio de Enfermedades Cardiopulmonares de Alta Letalidad.
Resumo: En los pacientes con Hipertensión Arterial Pulmonar (HAP) de alto riesgo, en clase funcional (CF)IV, la terapia específica debe ser combinada y debe incluir una prostaciclina (PGI2) de uso sistémico en espera de trasplante bipulmonar (TBP). En el sistema público la única PGI2 disponible para asociar a Sildenafil y algún inhibidor de endotelina (Ambrisentan o Bosentan) es Iloprost nebulizado, que si bien es efectiva, no logra estabilizar los casos graves con severa disfunción del ventrículo derecho (VD). Se presenta el primer caso en el Instituto del Tórax, centro de referencia nacional de HAP, del uso de treprostinil en una paciente de 24 años con HAP grave e indicación de TBP. Treprostinil es un análogo sintético de PGI2 de uso subcutáneo en dosis desde 1 a 40 ng/kg/min. La paciente presentaba una situación de extrema gravedad: CF IV, distancia recorrida en el test de caminata de 6 min (DRTC 6 min) < 300 m,derrame pericárdico y severa disfunción del VD con TAPSE (índice de disfunción del VD) de 13 cm/s asociado a ProBNP >2.500 pg/ml. Luego de 6 meses de hospitalización en intermedio, terapia triple (Sildenafil, Ambrisentan e Iloprost nebulizado) asociado a O2,diuréticos y milrinona, logró ser dada de alta a las 3 semanas del inicio de treprostinil, regresando al trabajo a los 2 meses y estabilizando su condición en CF III, con DRTC 6 min > 440 m, mejoría de la función del VD(TAPSE 19). El ProBNP persistió elevado, 1.491 pg/ml, indicando que su enfermedad es grave y progresiva; sin embargo, ha logrado un nivel de estabilidad clínica que le permite una adecuada vida de relación familiar y laboral.

In high risk Pulmonary Arterial Hypertension (PAH) patients with functional class (FC) IV, specific therapy must be combined and must include systemic prostacyclin (PGI2), meanwhile they are enlisted for double lung transplant (DLT). In Chilean Public Health System, nebulized Iloprost is the only PGI2 available to combine with Sildenafil and either Ambrisentan or Bosentan as endothelin receptor antagonist. This association is not enough for severe cases with right ventricular (RV) dysfunction. The first case from the National Institute of Thorax as a referral center is presented now in a 24 years-old lady treated with treprostinil. She has severe PAH with DLT indication. Treprostinil is a PGI2 analog, for subcutaneous use in a dose from 1 to 40 ng/kg/min. She was extremely sick, with FC IV, she walked < 300 m at 6 min walking test (6 MWT), presented pericardial effusion and severe RV dysfunction, with TAPSE (echocardiography index for RV dysfunction)=13 cm/s, ProBNP > 2,500 pg/ml. Six months after being at intensive care unit with triple therapy (Sildenafil, ambrisentan and nebulized Iloprost) plus oxygen, diuretics and milrinone, she was finally discharged after receiving a 3 weeks treprostinil course. She came back to work two months later and her condition was more stable: FC III, she walked > 440 m at 6MWT, with a significant improvement in RV function with TAPSE = 19. Although ProBNP decreased to 1,491pg/ml, it was still high, pointing out the progressive nature of her disease. However, she met a better clinical condition which allows her to reach a much better quality of life from a personal, familial and social point of view.
Descritores: Epoprostenol/análogos & derivados
Hipertensão Pulmonar/tratamento farmacológico
Anti-Hipertensivos/uso terapêutico
-Fenilpropionatos/uso terapêutico
Piridazinas/uso terapêutico
Radiografia Torácica
Epoprostenol/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Citrato de Sildenafila/uso terapêutico
Angiografia por Tomografia Computadorizada
Hipertensão Pulmonar/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Feminino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 814 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1120865
Autor: Ciapponi, Agustín.
Título: Tratamientos farmacológicos para COVID-19: revisión sistemática viva y meta-análisis en red / Pharmacological treatments for COVID-19: living systematic review and network meta-analysis
Fonte: Evid. actual. práct. ambul;23(3):e002092, 2020. tab.
Idioma: es.
Descritores: Antivirais/uso terapêutico
Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
-Pneumonia Viral/diagnóstico
Pneumonia Viral/mortalidade
Pneumonia Viral/virologia
Respiração Artificial/estatística & dados numéricos
Estados Unidos
Índice de Gravidade de Doença
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Monofosfato de Adenosina/análogos & derivados
Monofosfato de Adenosina/uso terapêutico
China
Bases de Dados Factuais/estatística & dados numéricos
Resultado do Tratamento
Infecções por Coronavirus/diagnóstico
Infecções por Coronavirus/mortalidade
Infecções por Coronavirus/virologia
Ritonavir/uso terapêutico
Medicina Baseada em Evidências/métodos
Medicina Baseada em Evidências/estatística & dados numéricos
Alanina/análogos & derivados
Alanina/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Padrão de Cuidado
Pandemias
Lopinavir/uso terapêutico
Metanálise em Rede
Betacoronavirus/isolamento & purificação
Betacoronavirus/patogenicidade
Revisões Sistemáticas como Assunto
Glucocorticoides/uso terapêutico
Hidroxicloroquina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  7 / 814 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1097408
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências COVID-19: busca realizada em 29 de abril de 2020 / COVID-19 daily evidence report: search conducted on April 29, 2020.
Fonte: Brasília; s.n; 29 abr. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Essa é uma produção do Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit) da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE) do Ministério da Saúde (Decit/SCTIE/MS), que tem como missão promover a ciência e tecnologia e o uso de evidências científicas para a tomada de decisão do SUS, tendo como principal atribuição o incentivo ao desenvolvimento de pesquisas em saúde no Brasil, de modo a direcionar os investimentos realizados em pesquisa pelo Governo Federal às necessidades de saúde pública. Informar sobre as principais evidências científicas descritas na literatura internacional sobre tratamento farmacológico para a COVID-19. Além de resumir cada estudo identificado, o informe apresenta também uma avaliação da qualidade metodológica e a quantidade de artigos publicados, de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, entre outros). Foram encontrados 13 artigos e 7 protocolos.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
-Avaliação da Tecnologia Biomédica
Metilprednisolona/uso terapêutico
Famotidina/uso terapêutico
Cloroquina/uso terapêutico
Azitromicina/uso terapêutico
Ritonavir/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Lopinavir/uso terapêutico
Meloxicam/uso terapêutico
Leflunomida/uso terapêutico
Hidroxicloroquina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Estudo de Avaliação
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 814 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1097366
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência,Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências COVID-19: busca realizada em 28 de maio de 2020 / COVID-19 daily evidence report: search conducted on May 28, 2020.
Fonte: Brasília; s.n; 28 maio 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referente ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 11 artigos e 14 protocolos.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Progressão da Doença
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
-Cloroquina/uso terapêutico
Corticosteroides/uso terapêutico
Ritonavir/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Tromboembolia Venosa/complicações
Lopinavir/uso terapêutico
Rituximab/uso terapêutico
Hidroxicloroquina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 814 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1097383
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência,Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências COVID-19: busca realizada em 27 de maio de 2020 / COVID-19 daily evidence report: search conducted on May 27, 2020.
Fonte: Brasília; s.n; 27 maio 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referente ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 17 artigos e 29 protocolos.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Progressão da Doença
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
-Avaliação da Tecnologia Biomédica
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/uso terapêutico
Corticosteroides/uso terapêutico
Azitromicina/uso terapêutico
Ritonavir/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Oseltamivir/uso terapêutico
Lopinavir/uso terapêutico
Glucocorticoides/uso terapêutico
Hidroxicloroquina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 814 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1097384
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências COVID-19: busca realizada em 26 de maio de 2020 / COVID-19 daily evidence report: search conducted on May 26, 2020.
Fonte: Brasília; s.n; 26 maio 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referente ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 11 artigos.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Progressão da Doença
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
-Corticosteroides/uso terapêutico
Azitromicina/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Lopinavir/uso terapêutico
Interferon alfa-2/ultraestrutura
Hidroxicloroquina/uso terapêutico
Imunossupressores/uso terapêutico
Metformina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 82 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde