Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.519.389.310.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 7 [refinar]
Mostrando: 1 .. 7   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 7 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973869
Autor: Bravo-Filho, Vasco; Logan, Patrick; Zoroquiain, Pablo; Aldrees, Sultan; Vilà, Natàlia; Oweida, Ayman; Belfort Neto, Rubens; Burnier Jr, Miguel N.
Título: Effects of ranibizumab and amfenac on the functional abilities and radiosensitivity of uveal melanoma cells / Efeitos do ranibizumabe e do amfenac nas habilidades funcionais e na radiossensibilidade de células de melanoma uveal
Fonte: Arq. bras. oftalmol;82(1):38-44, Jan.-Feb. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate the effects of ranibizumab and amfenac in human uveal melanoma cell lines and to explore the ability of these compounds to sensitize uveal melanoma cells to radiation therapy. Methods: The 92.1 human uveal melanoma cell line was cultured and subjected to the proposed treatment (ranibizumab, amfenac, and a combination of both). Proliferation, migration, and invasion assays of the 92.1 uveal melanoma cell line were assessed after pretreatment with ranibizumab (125 mg/mL), amfenac (150 nM), or a combination of both. In addition, proliferation rates were assessed after treatment with ranibizumab and amfenac, and the cells were subsequently exposed to various radiation doses (0, 4, and 8 Gy). Results: Proliferation assay: cells treated with a combination of ranibizumab and amfenac had lower proliferation rates than controls (p=0.016) and than those treated with only ranibizumab (p=0.033). Migration assay: a significantly lower migration rate was observed in cells treated with amfenac than the control (p=0.014) and than those treated with ranibizumab (p=0.044). Invasion assay: there were no significant differences among the studied groups. Irradiation exposure: in the 4 Gy dose group, there were no significant differences among any groups. In the 8 Gy dose group, treatment with ranibizumab, amfenac, and their combination prior to application of the 8 Gy radiation led to a marked reduction in proliferation rates (p=0.009, p=0.01, and p=0.034, respectively) compared with controls. Conclusion: Combination of ranibizumab and amfenac reduced the proliferation rate of uveal melanoma cells; however, only amfenac monotherapy significantly decreased cell migration. The radiosensitivity of the 92.1 uveal melanoma cell line increased following the administration of ranibizumab, amfenac, and their combination. Further investigation is warranted to determine if this is a viable pretreatment strategy to render large tumors amenable to radiotherapy.

RESUMO Objetivo: Avaliar os efeitos do ranibizumabe em associação com o amfenac nas células de melanoma uveal humano e explorar a capacidade desses compostos em sensibilizar as células de melanoma uveal à radioterapia. Métodos: Células de melanoma uveal humano do tipo 92.1 foram cultivadas e submetidas ao tratamento proposto (ranibizumabe, amfenac e a combinação de ambos). Ensaios de proliferação, migração e invasão com as células de melanoma uveal do tipo 92.1 foram avaliados após tratamento com ranibizumabe (125 mg/ml), amfenac (150 nM) e a combinação de ambos. Além disso, as taxas de proliferação foram avaliadas após tratamento com ranibizumabe e amfenac com subsequente exposição das células a diferentes doses de radiação (0 Gy, 4 Gy e 8 Gy). Resultados: Ensaio de proliferação: células tratadas com ranibizumabe e amfenac combinados apresentaram taxas de proliferação inferiores em comparação ao grupo controle (p=0,016), do que as tratadas apenas com ranibizumabe (p=0,033). Ensaio de migração: foi observada uma taxa de migração significativamente mais baixa nas células tratadas com amfenac do que no grupo controle (p=0,014) e do que nas tratadas com ranibizumabe (p=0,044). Ensaio de invasão: não houve diferenças significativas entre os grupos estudados. Exposição à irradiação: no grupo da dose de 4 Gy, não houve diferença significante entre os grupos. No grupo da dose de 8 Gy, o tratamento com ranibizumabe, afenac e sua combinação antes da aplicação da radiação de 8 Gy levou a uma redução acentuada nas taxas de proliferação (p=0,009, p=0,01 e p=0,034, respectivamente) em comparação aos grupos controle. Conclusão: A combinação de ranibizumabe e amfenac reduziu a taxa de proliferação das células de melanoma uveal; no entanto, apenas o amfenac diminuiu significativamente a migração celular. A radiossensibilidade das células de melanoma uveal do tipo 92.1 aumentou após a administração de ranibizumabe, amfenac e sua combinação. Mais investigações são necessárias para determinar se esta é uma estratégia de pré-tratamento viável para tornar grandes tumores passíveis de radioterapia.
Descritores: Fenilacetatos/farmacologia
Inibidores da Angiogênese/farmacologia
Inibidores de Ciclo-Oxigenase 2/farmacologia
Ranibizumab/farmacologia
Melanoma/tratamento farmacológico
Melanoma/radioterapia
-Tolerância a Radiação
Neoplasias Uveais/tratamento farmacológico
Neoplasias Uveais/radioterapia
Protocolos de Quimioterapia Combinada Antineoplásica
Movimento Celular/efeitos dos fármacos
Movimento Celular/efeitos da radiação
Reprodutibilidade dos Testes
Linhagem Celular Tumoral
Proliferação de Células/efeitos dos fármacos
Proliferação de Células/efeitos da radiação
Relação Dose-Resposta à Radiação
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1054693
Autor: Du, Xiaoxuan; Song, Feng; Zhang, Xueqiang; Ma, Shanshan.
Título: Protective efficacy of combined use of parecoxib and dexmedetomidine on postoperative hyperalgesia and early cognitive dysfunction after laparoscopic cholecystectomy for elderly patients
Fonte: Acta cir. bras;34(9):e201900905, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: A new mechanism of dexmedetomidine regulating IL-17A expression in subacute phase inflammatory response to protect organs from injury.
Resumo: Abstract Purpose: To investigate efficacy of combined use of parecoxib and dexmedetomidine on postoperative pain and early cognitive dysfunction after laparoscopic cholecystectomy for elderly patients. Methods: The present prospective randomized controlled study included a total of 80 patients who underwent laparoscopic cholecystectomy surgery during January 2016 to November 2017 in our hospital. All patients were randomly divided into 4 groups, the parecoxib group, the dexmedetomidine group, the parecoxib and dexmedetomidine combined group, and the control group. Demographic data and clinical data were collected. Indexes of heart rate (HR), mean arterial pressure (MAP), levels of jugular venous oxygen saturation (SjvO2) and jugular venous oxygen pressure (PjvO2) were recorded at different time points before and during the surgery. The mini-mental state examination (MMSE) score, Ramsay score and Visual Analogue Score (VAS) were measured. Results: Levels of both SjvO2 and PjvO2 were significantly higher in parecoxib group, dexmedetomidine group and the combined group than the control group. Meanwhile, levels of both SjvO2 and PjvO2 in the combined group were the highest. VAS scores were significantly lower in the combined group than all other groups, and total patient controlled intravenous analgesia (PCIA) pressing times within 48 h after surgery were the lowest in the combined group. Both Ramsay and MMSE scores were the highest in the combined group compared with other groups, while were the lowest in the control group. Conclusion: The combined use of parecoxib and dexmedetomidine could reduce the postoperative pain and improve the postoperative sedation and cognitive conditions of patients after laparoscopic cholecystectomy.
Descritores: Dor Pós-Operatória/tratamento farmacológico
Colecistectomia Laparoscópica/efeitos adversos
Inibidores de Ciclo-Oxigenase 2/administração & dosagem
Agonistas de Receptores Adrenérgicos alfa 2/administração & dosagem
Isoxazóis/administração & dosagem
-Fatores de Tempo
Medição da Dor
Estudos Prospectivos
Análise de Variância
Resultado do Tratamento
Quimioterapia Combinada
Pressão Arterial/efeitos dos fármacos
Frequência Cardíaca/efeitos dos fármacos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-827762
Autor: Sousa, Aline Soares de; Cardoso, José Carlos; Gouveia, Miguel Pinto; Gameiro, Ana Rita; Teixeira, Vera Barreto; Gonçalo, Maria.
Título: Fixed drug eruption by etoricoxib confirmed by patch test
Fonte: An. bras. dermatol;91(5):652-654, Sept.-Oct. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract: Non-steroidal, anti-inflammatory drugs, followed by antibiotics, are the main causes of fixed drug eruption. They provoke one or several round erythematous or bullous lesions that recur in the same place after taking the causative medication. A positive patch test on residual, lesional skin can replace satisfactorily oral reintroduction. We describe the case of a 74-year-old woman with numerous, rounded, erythematous lesions on the trunk and recurrent blistering on the fifth right-hand finger, which developed a few hours after taking etoricoxib. Lesional patch testing with etoricoxib was positive and reproduced the typical pattern of a fixed drug eruption upon histopathology. We emphasize the specific reactivity of the etoricoxib patch test, and the capacity to reproduce the histologic pattern of the reaction.
Descritores: Piridinas/efeitos adversos
Sulfonas/efeitos adversos
Testes do Emplastro/métodos
Erupção por Droga/etiologia
Inibidores de Ciclo-Oxigenase 2/efeitos adversos
-Erupção por Droga/patologia
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-633090
Autor: Vivas-Reyes, Ricardo; Gueto Tettay, Carlos; Torres Castellar, Juan E.
Título: Estudio de análogos de la sulfonanilida que actúan como supresores de la expresión de la aromatasa / Study of sulfonanilide analogues acting as suppressants of the aromatase expression
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;43(4):593-599, oct.-dic. 2009. ilus, graf, tab.
Idioma: es.
Projeto: Universidad de Cartagena; . Colciencias. Programa de jóvenes Investigadores.
Resumo: Se realizó un estudio tridimensional cuantitativo de relación-estructura con nuevos análogos de la sulfonanilida que actúan como supresores de la expresión y actividad de la aromatasa en células de cáncer de mama, independientemente de la inhibición de la ciclooxigenasa-2 (COX-2). La superposición molecular de los ligandos en la plantilla fue llevada a cabo por el método Database Alignment. El mejor modelo estuvo constituido por la combinación de los campos estérico e hidrofóbico, los cuales arrojaron los siguientes parámetros: q² = 0,613 con siete componentes, R² no validado igual a 0,976, valor de F igual a 81,695; 0,347 y 0,047 para los errores estándar de predicción y estimación, respectivamente. Las contribuciones estérica e hidrofóbica fueron de 50,5 y 49,5% respectivamente. Los datos generados por el presente estudio podrían impulsar el diseño de nuevos y más potentes reguladores selectivos de la expresión de la aromatasa.

A three-dimensional quantitative structure-activity relationship study was performed with new Sulfonanilide analogue molecules acting as aromatase expression and activity suppressors in breast cancer cells independent of COX-2 inhibition. The molecular supression of the ligands in the grid was carried out by the DATA-BASE ALIGNMENT method. The best model formed by combining the esteric fields and hydrophobic fields yielded the following parameters: q² = 0.613 with seven components, not validated R² equal to 0.976, with an F value of 81.695, 0.347 and 0.047 for the standard errors of prediction and estimate, respectively. The contribution of esteric and hydrophobic fields was 50.5 and 49.5% respectively. data generated from this study may be used to design new and more potent selective aromatase expression regulators.
Descritores: Neoplasias da Mama
Dapsona/química
-Aromatase
Ciclo-Oxigenase 2
Inibidores de Ciclo-Oxigenase 2
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: AR1.2 - Instituto de Investigaciónes Epidemiológicas


  5 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-839128
Autor: Gurgel, Bruno César de Vasconcelos; Almeida, Krysna Torres de; Peixoto, Raniel Fernandes; Lima, Kenio Costa; Kantovitz, Kamila Rosamilia; Humberto Nociti-Junior, Francisco; Toledo, Sergio de.
Título: Selective COX-2 Inhibitor (Meloxicam) and Tooth-Supporting Bone Quality. A Histomorphometric Study in Rats
Fonte: Braz. dent. j;28(2):135-139, mar.-Apr. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The effects of the non-steroidal anti-inflammatory drugs (NSAIDs) on bone quantity and quality were investigated for years. However, there is lack of information on the impact of NSAIDs on the quality of tooth-supporting alveolar bone in absence of periodontal inflammation. Thus, the aim of this study was to evaluate histometrically the influence of a selective COX-2 NSAID (Meloxicam) on the inter-radicular bone mineral density in rats. Forty-nine adult male Wistar rats were randomly divided into four experimental groups: Subcutaneous injection of 0.9% sterile saline for 15 days (G1; n=12) and 45 days (G2; n=11); and subcutaneous injection of Meloxicam for 15 days (G3; n=13) and 45 days (G4; n=13). Mineral density was histometrically determined in the inter-radicular area of the 1st mandibular molars and data analysis performed by two-way ANOVA (a=5%). Results showed no interaction between time and treatment (p>0.05) and that meloxicam did not affect the alveolar bone density. In contrast, it was found that inter-radicular alveolar bone density increased with time (91.88±3.08% and 92.86±2.38% for groups 15 and 45 days, respectively) (p<0.05). Within the limits of this study, daily administration of a selective COX-2 inhibitor (Meloxicam) did not affect the quality of the inter-radicular alveolar bone in absence of periodontal infection.

Resumo Os efeitos dos fármacos anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) sobre a quantidade e qualidade óssea tem sido investigados ao longo dos anos.Entretanto, há falta de informação sobre o impacto dos AINEs na qualidade do osso alveolar de suporte na ausência de inflamação periodontal. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar, histometricamente, a influência de um AINE seletivo para COX-2 (Meloxicam) na densidade mineral óssea inter-radicular em ratos. Quarenta e nove ratos Wistar, machos e adultos foram divididos aleatoriamente em quatro grupos experimentais: injeções subcutâneas de 0,9% de solução salina estéril por 15 dias (G1, n=12) e 45 dias (G2, n=11); e injeções subcutâneas de Meloxicam por 15 (G3, n=13) e 45 dias (G4, n=13). A densidade mineral foi determinada histometricamente na área inter-radicular dos primeiros molares mandibulares e a análise dos dados realizada por meio de ANOVA (a=5%). Os resultados mostraram nenhuma interação entre tempo e tratamento (p>0,05) e que o meloxicam não afetou a densidade óssea alveolar. Em contraste, foi encontrado que a densidade óssea alveolar inter-radicular aumentou ao longo do tempo (91,88±3,08% e 92,86±2,38% para os grupos 15 e 45 dias, respectivamente) (p<0,05). Dentro dos limites deste estudo, a administração diária de um inibidor seletivo para COX-2 (Meloxicam) não afetou a qualidade do osso alveolar inter-radicular na ausência de infecção periodontal.
Descritores: Inibidores de Ciclo-Oxigenase 2/farmacologia
Tiazinas/farmacologia
Tiazóis/farmacologia
Dente/efeitos dos fármacos
-Densidade Óssea/efeitos dos fármacos
Ratos Wistar
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-617850
Autor: Nascimento, Adriana Paulino do.
Título: Efeitos de uma dieta hiperlipídica e de uma droga anti-inflamatória não-esteróide inibidora seletiva da ciclooxigenase-2 sobre a cicatrização cutânea de ratos Wistar propensos e resistentes a obesidade / Effects of a high fat diet and an anti-inflammatory drug non steroidal inhibitor selective of cyclooxygenase-2 on the cutaneous wound healing Wistar rats likely resistant to obesity.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2011. 68 p. ilus, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Instituto de Biologia Roberto Alcântara Gomes para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O sobrepeso induzido por uma dieta rica em gordura atrasa a cicatrização através do prolongamento da fase inflamatória, entretanto, quando recebem uma dieta obesogênica, alguns ratos são suscetíveis a desenvolver sobrepeso, enquanto outros são resistentes. Drogas anti-inflamatórias não-esteróides são frequentemente utilizadas para reduzir a inflamação. Este estudo investigou a cicatrização cutânea em ratos propensos a obesidade induzida por dieta (DIO) e em ratos resistentes a dieta (DR) e avaliou a participação da administração do celecoxibe na cicatrização cutânea destes animais. Ratos machos foram alimentados com uma dieta padrão (Controle, C) ou com uma dieta rica em gordura saturada (30%). Após 19 semanas, o grupo experimental foi subdividido nos grupos DIO e DR. Uma lesão excisional foi feita e os animais foram mortos 7 ou 14 dias depois. Os grupos tratados receberam uma dose diária de 5 ou 10 mg/kg/dia de celecoxibe a partir de dois dias antes da lesão até 7 dias após a lesão, quando foram mortos. O peso corporal foi maior no grupo DIO comparado aos grupos C e DR. A gordura retroperitoneal foi maior no grupo DIO do que nos grupos C e DR e foi maior no grupo DR do que no grupo C. O tratamento com o celecoxibe não alterou o maior peso corporal apresentado pelo grupo DIO ou a maior porcentagem de gordura retroperitoneal apresentada pelos grupos DIO e DR. Todos os grupos tratados com celecoxibe 10 mg apresentaram atraso na cicatrização e não foram mais analisados. O grupo DIO apresentou intolerância a glicose, e ambos os grupos DIO e DR apresentaram atraso na contração e na reepitelização da lesão. O tratamento com celecoxibe 5 mg reverteu a intolerância a glicose no grupo DIO e a contração atrasada nos grupos DIO e DR. Comparado ao grupo DR, o grupo DIO apresentou maior quantidade de células inflamatórias, assim como maiores níveis de peroxidação lipídica. O tratamento com celecoxib (5 mg) não reduziu o número de PMN, mas reduziu o número de mastócitos...

Overweight induced by high-fat diet delays wound healing through elongation of inflammatory phase, however, when receiving on obesogenic diet, some rats are susceptible to developing the overweight phenotype, whereas others are resistant. Nonsteroidal anti-inflammatory drugs are frequently used to reduce the inflammation. This study investigated cutaneous wound healing in diet-induced obesity (DIO)-prone and diet-resistant (DR) rats and evaluated the contribution of celecoxib administration on cutaneous wound healing of these animals. Male rats were fed with a standard (Control, C) or high-saturated fat (30%) diet. After 19 weeks, experimental group was subdivided into DIO and DR groups. An excisional lesion was made and the animals were killed 7 or 14 days later. Treated groups received a daily dose of celecoxib 5 or 10 mg/kg/day from two days before wounding until 7 days after wounding when were killer. The body weight was higher in the DIO group compared to the C and DR groups. Retroperitoneal fat was higher in the DIO group than in the C and DR groups and was higher in the DR group than in the C group. Celecoxib-treatment did not alter the higher body weight presented by DIO group of higher retroperitoneal fat percentage displayed by DIO and DR groups. All groups treated with celecoxib 10 mg showed delayed wound healing, and weren't further analysed. The DIO group presented glucose intolerance, and both the DIO and DR groups presented delayed wound contraction and re-epithelialisation. The celecoxib 5 mg-treatment reversed the glucose intolerance in the DIO group and the delayed contraction in the DIO and DR groups. Compared to the DR group, the DIO group displayed higher amounts of inflammatory cells as well as higher levels of lipid peroxidation. Celecoxib-treatment (5 mg) did not reduce the number of PMN, but reduce mast cells number in DIO group and macrophages number and lipid peroxidation in both groups. Myofibroblastic differentiation...
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides
Inibidores de Ciclo-Oxigenase 2
Cicatrização/fisiologia
Gorduras na Dieta/administração & dosagem
Metabolismo dos Lipídeos/fisiologia
Obesidade/etiologia
Obesidade/metabolismo
Obesidade/tratamento farmacológico
Pele/lesões
Sobrepeso/induzido quimicamente
-Ratos Wistar
Limites: Ratos
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A
BR1365.1


  7 / 7 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-489248
Autor: Michelin, Aparecida de Fátima; Ferreira, Ana Angélica Peres; Bitar, Vivian Galvani; Lopes, Luciane Cruz.
Título: Toxicidade renal de inibidores seletivos da Ciclooxigenase-2: Celecoxib e Rofecoxib / Renal toxicity of the selective Cyclooxygenase-2 inhibitors: Celecoxib and Rofecoxib
Fonte: Rev. ciênc. méd., (Campinas);15(4):321-332, jul.-ago. 2006.
Idioma: pt.
Resumo: Os antiinflamatórios não esteróides inibidores seletivos da ciclooxigenase-2 foram desenvolvidos com a perspectiva de evitar os efeitos colaterais dos inibidores não seletivos, especialmente para o trato gastrintestinal e rins. Contudo, recentes estudos têm demonstrado que a ciclooxigenase-2 é constitutivamente expressada nos rins, e altamente regulada em resposta a alterações no volume intravascular. Quando o volume sangüíneo está comprometido, as prostaglandinas derivadas da ciclooxigenase-2 desempenham um importante papel na circulação renal. Supõe-se que os fármacos que a inibem seletivamente possam interferir na função renal de maneira semelhante aos não seletivos. Esta revisão tem por objetivo averiguar o perfil de nefrotoxicidade dos inibidores seletivos da ciclooxigenase-2 de gerações mais recentes, os coxibs, enfatizando celecoxib e rofecoxib, quando administrados a indivíduos sem doença renal, e àqueles com comprometimento renal prévio. As publicações pertinentes, contidas em periódicos nacionais e internacionais entre 1999 e 2004, constituíram o objeto de análise. Os resultados mostraram que os coxibs, assim como os antiinflamatórios não esteróides não seletivos, reduzem a excreção de sódio, potássio e água, podendo elevar a pressão arterial, causar edema e falência renal aguda em pacientes em que a manutenção da perfusão renal adequada é dependente de prostaglandina. Em indivíduosonde tal manutenção acontece por outros mecanismos, as alterações nos parâmetros citados, quando ocorrem, são, em geral, transitórias. Concluiu-se que os inibidores seletivos da ciclooxigenase-2 não apresentam maior segurança renal que os não seletivos e, como estes, devem ser empregados com cautela ou não ser administrados a pacientes predispostos a doenças renais
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides
Inibidores de Ciclo-Oxigenase 2
Rim
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde