Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.519.389.675.850 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 76 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 76 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1052891
Autor: Benso, José; Ciapponi, Agustín.
Título: Uso de anillo vaginal con dapivirina para prevención de infección por HIV en mujeres / Use of a vaginal ring containing dapivirine for HIV prevention in women
Fonte: Evid. actual. práct. ambul;22(4):e001067, 2019.
Idioma: es.
Descritores: Pirimidinas/administração & dosagem
Infecções por HIV/prevenção & controle
HIV-1
Inibidores da Transcriptase Reversa/administração & dosagem
-Pirimidinas/efeitos adversos
Vagina
Infecções por HIV/epidemiologia
Método Duplo-Cego
Estudos Multicêntricos como Assunto
Fatores Etários
Cooperação do Paciente
Ensaios Clínicos Fase III como Assunto
Inibidores da Transcriptase Reversa/efeitos adversos
África Austral/epidemiologia
Farmacorresistência Viral
Ensaios Clínicos Controlados não Aleatórios como Assunto
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  2 / 76 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-311077
Autor: Hörnke, Lorena; Barbosa, Aída de Fátima Thomé.
Título: Aids pediátrica: clínica e tratamento / Aids pediatrics: clinic and treatment
Fonte: Pediatr. mod;36(1/2):64-68, jan.-fev. 2000. tab.
Idioma: pt.
Resumo: As autoras destacam a importância da síndrome de imunodeficiência adquirida em Pediatria, bem como a necessidade de suspeita diagnóstica precoce por parte do pediatra. Estudam as manifestações clínicas da síndrome, decorrentes de infecções oportunistas por bactérias, fungos e vírus, problemas neurológicos, cardíacos e hematológicos. Resumem os aspectos atuais do tratamento da Aids com os medicamentos anti-retrovirais em associação, apresentando os esquemas preconizados pelo Ministério da Saúde do Brasil e pelo Center for Disease Control and Prevention, dos Estados Unidos, nas várias situações clínicas e nos casos de falha terapêutica.
Descritores: Antivirais
Zidovudina
HIV-1
Didanosina
Inibidores da Protease de HIV
Transmissão Vertical de Doença Infecciosa
Inibidores da Transcriptase Reversa
Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS/etiologia
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/complicações
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/diagnóstico
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/tratamento farmacológico
-Pneumonia
Tuberculose
Infecções por Mycobacterium não Tuberculosas
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR11.1 - Biblioteca


  3 / 76 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-908702
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos.
Título: Tenofovir associado a entricitabina (TDF/FTC 300/200mg) como profilaxia pré-exposição (PrEP) para populações sob maior risco de adquirir o vírus da imunodeficiência humana (HIV) / Tenofovir associated with emtricitabine (TDF / FTC 300 / 200mg) as pre-exposure prophylaxis (PrEP) for populations at increased risk of acquiring human immunodeficiency virus (HIV).
Fonte: Brasília; CONITEC; maio 2017. graf, ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: CONTEXTO: A resposta brasileira à epidemia de aids é resultante de um longo processo de atuação do governo brasileiro que garante desde 1996 acesso universal ao tratamento antirretroviral. Contudo, apesar dos inúmeros avanços ocorridos na redução da morbimortalidade nos últimos anos, o número de novos casos de aids vem se mantendo praticamente inalterado. No Brasil, a epidemia de aids é concentrada em determinados segmentos populacionais, que apresentam uma maior prevalência de infecção pelo HIV, quando comparados à população em geral, e respondem pela maioria de casos novos da infecção. Assim, para essas populações sob maior risco de infecção pelo HIV faz-se necessário a construção de estratégias de prevenção focalizadas como forma de impactar a epidemia. TECNOLOGIA: Profilaxia pré-exposição (PrEP) oral, na forma de tenofovir associado a entricitabina (TDF/FTC 300/200mg). Consiste no uso de antirretrovirais previamente à exposição de risco. INDICAÇÃO: Redução de risco em adquirir a infecção pelo HIV, entre pessoas sob risco aumentado. PERGUNTA: O uso de tenofovir associado a entricitabina (TDF/FTC 300/200mg) quando comparado ao uso de placebo reduz o risco de infecção pelo HIV entre pessoas sob alto risco? EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS: As evidências científicas disponíveis demostram que o uso de PrEP reduz o risco de infecção pelo HIV, comparado a placebo, com eficácia >70% (RR=0,30, 95% IC: 0,21-0,45, p= 0,001). Sua eficácia está diretamente relacionada à adesão ao medicamento. Os eventos adversos foram similares entre o grupo placebo e o que usou PrEP. Casos de resistência aos medicamentos foram encontrados entre aqueles que iniciaram PrEP durante a fase aguda da infecção, mas a incidência de resistência durante o uso de PrEP foi baixa. Não foi encontrada associação entre uso de PrEP e mudanças no comportamento sexual. O uso de PrEP demonstrou segurança e eficácia, para a redução de risco em adquirir a infecção pelo HIV, entre pessoas sob risco aumentado, quando comparado ao uso de placebo. RECOMENDAÇÃO DA CONITEC: A CONITEC recomendou a incorporação da associação de tenofovir e entricitabina (TDF/FTC 300/200mg) como profilaxia pré-exposição (PrEP) para populações sob risco aumentado de infecção pelo HIV no SUS, condicionada à aprovação do registro na ANVISA para essa indicação e à apresentação de um plano de acompanhamento anual das pessoas que receberão a profilaxia, de forma que sua incorporação possa ser reavaliada dentro de um prazo de tempo de, no máximo, 2 anos. CONSULTA PÚBLICA: Por meio da Consulta Pública nº 05 foram recebidas 147 contribuições distribuídas entre os formulários destinados a experiência e opinião e os para contribuições técnico-científicas. O nível de concordância com a recomendação inicial favorável à incorporação do medicamento como profilaxia pré-exposição (prep) para populações sob risco aumentado de adquirir o vírus da imunodeficiência humana (HIV) no SUS foi alto, abrangendo quase a totalidade das contribuições técnico-científica e 77% das contribuições de experiência e opinião. Entre as discordantes ou parcialmente concordantes não foram identificadas contribuições que trouxessem evidências científicas novas às já incluídas nesse parecer técnico-científico ou contestações às evidências científicas identificadas e que embasam a proposta de incorporação do medicamento com finalidade profilática. A maioria das experiências profissionais relatadas convergem com a proposta de incorporação elaborada nesse parecer. RECOMENDAÇÃO FINAL: Deliberou-se por unanimidade recomendar a incorporação da associação de tenofovir e entricitabina (TDF/FTC 300/200mg) como profilaxia pré-exposição (prep) para populações sob risco aumentado de adquirir o vírus da imunodeficiência humana (HIV) no SUS, condicionada à aprovação da inclusão da indicação para profilaxia pré-exposição ao HIV no registro do medicamento pela ANVISA e reavaliação do plano de acompanhamento anual das pessoas que receberão a profilaxia, em até 2 anos. DECISÃO: Incorporar o tenofovir associado a entricitabina (TDF/FTC 300/200mg) como profilaxia pré-exposição (PrEP) para populações sob maior risco de adquirir o vírus da imunodeficiência humana (HIV), no âmbito do Sistema Único de Saúde ­ SUS, dada pela Portaria nº 21, publicada no DOU nº 101, do dia 29 de maio de 2017, seção 1, pág. 73.(AU)
Descritores: Infecções por HIV/prevenção & controle
Profilaxia Pré-Exposição/métodos
Inibidores da Transcriptase Reversa/uso terapêutico
Tenofovir/uso terapêutico
-Brasil
Análise Custo-Benefício
Avaliação em Saúde/economia
Avaliação da Tecnologia Biomédica
Sistema Único de Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 76 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-907177
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos.
Título: Antirretroviral etravirina 200mg para o tratamento da infecção pelo HIV / Antiretroviral etravirine 200mg for the treatment of HIV infection.
Fonte: Brasília; CONITEC; mar. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: CONTEXTO: Atualmente, encontra-se disponível na RENAME somente a apresentação de 100mg por comprimido para tomada diária de 2 comprimidos. A apresentação etravirina 200 mg reduzirá o número de comprimidos ingeridos diariamente, em combinação com outros antirretrovirais que compõe seu regime terapêutico. A comodidade posológica contribui para adesão ao tratamento. TECNOLOGIA: etravirina (Intelence®). INDICAÇÃO: pacientes em falha virológica e que apresentem resistência viral a pelo menos um antirretroviral de cada uma das classes dos ITRNN, Inibidores da Transcriptase Reversa Análogos de Nucleosídeos (ITRN) e Inibidores de Protease (IP), detectada por exames de genotipagem realizado nos últimos 13 meses. RECOMENDAÇÃO DA CONITEC: A CONITEC deliberou, por unanimidade, recomendar a incorporação da apresentação de 200 mg da etravirina para o tratamento da infecção pelo HIV, na reunião do dia 02 de fevereiro de 2017. DECISÃO: Incorporar a apresentação de 200mg do antirretroviral etravirina para o tratamento da infecção pelo HIV, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. A decisão foi dada pela Portaria SCTIE-MS nº 12 publicada no Diário Oficial da União (DOU) nº 50, de 14 de março de 2017, pág. 53.(AU)
Descritores: Antirretrovirais/uso terapêutico
Infecções por HIV/tratamento farmacológico
Inibidores da Transcriptase Reversa/uso terapêutico
-Brasil
Avaliação em Saúde/economia
Avaliação da Tecnologia Biomédica
Sistema Único de Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 76 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-840946
Autor: Adefolaju, Gbenga Anthony; Scholtz, Kathrine Elizabeth; Hosie, Margot Jill.
Título: Antiangiogenic VEGF165b expression in human breast MCF-7 and MCF-10A cells exposed to reverse transcriptase and protease inhibitors / Expresión de VEGF165b antiangiogénico en células MCF-7 y MCF-10A de mama humana expuesto a inhibidores de la transcriptasa inversa y la proteasa
Fonte: Int. j. morphol;35(1):148-156, Mar. 2017. ilus.
Idioma: en.
Resumo: The combined antiretroviral therapy (cART), a multidrug combination regimen, usually consisting Nucleoside Reverse Transcriptase Inhibitors, non- Nucleoside Reverse Transcriptase Inhibitors and Protease Inhibitors has altered the morbidity pattern affecting HIV-infected individuals to include non-AIDS-defining malignancies (nADMs). The speculation is rife; does cART induce or promote the progression of nADMs such as breast cancer? This study was therefore designed to investigate of the effects of some antiretroviral drugs (at clinically relevant concentrations) on the expression of anti-angiogenic gene; VEGF165b in two human breast cell lines; MCF-7 and MCF-10A by Real Time qPCR and immuno-fluorescence. All of the antiretroviral drugs and combinations tested produced patterns of slight up or downregulation of VEGF165b mRNA expression but the alterations did not attain statistical significance. They also did not alter VEGF165bprotein localisation in both cell lines. The findings reported here suggest that antiretroviral drugs probably do not influence the angiogenic pathway in the development of breast cancer in patients under the combined antiretroviral regimen.

El tratamiento antirretroviral combinado (TARc), un régimen de combinación de múltiples fármacos, consistiendo generalmente en inhibidores nucleósidos de la transcriptasa reversa, inhibidores no-nucleósidos de la transcriptasa reversa e inhibodres de proteasa que alteran el patrón de mortalidad que afecta a infectados por el VIH incluyendo neoplasias definidas como no HIV (nADMs). La especulación es moneda corriente; TARc induce o promueve la progresión de nADMs como cáncer de mama? Por lo tanto, este estudio se diseñó para investigar los efectos de algunos de los fármacos antirretrovirales (en concentraciones clínicamente relevantes) sobre la expresión del gen anti-angiogénico; VEGF165b en dos líneas celulares de mama humana; MCF-7 y MCF-10A por PCR tiempo real e inmunofluorescencia. Todos los fármacos antirretrovirales y las combinaciones probadas pueden regular en forma ligera hacia arriba o hacia abajo la expresión de ARNm producidos por VEGF165b pero las alteraciones no fueron estadísticamente significativos. Además, no se alteran los niveles de proteína VEGF165b, para la localización en ambas líneas celulares. Los resultados aquí presentados sugieren que los medicamentos antirretrovirales probablemente no influyen en la vía angiogénica en el desarrollo del cáncer de mama en pacientes bajo el régimen antirretroviral combinado.
Descritores: Adenocarcinoma/metabolismo
Inibidores da Angiogênese/farmacologia
Neoplasias da Mama/metabolismo
Inibidores de Proteases/farmacologia
Inibidores da Transcriptase Reversa/farmacologia
-Células Epiteliais
Imuno-Histoquímica
Células MCF-7
Reação em Cadeia da Polimerase
Fator A de Crescimento do Endotélio Vascular
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 76 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-837204
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Comisão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.
Título: Antirretroviral etravirina 200mg para o tratamento da infecção pelo HIV / Antiretroviral etravirine 200mg for the treatment of HIV infection.
Fonte: Brasília; CONITEC; mar. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Tecnologia: etravirina (Intelence®). Indicação: pacientes em falha virológica e que apresentem resistência viral a pelo menos um antirretroviral de cada uma das classes dos ITRNN, Inibidores da Transcriptase Reversa Análogos de Nucleosídeos (ITRN) e Inibidores de Protease (IP), detectada por exames de genotipagem realizado nos últimos 13 meses. Demandante: Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. Contexto: Atualmente, encontra-se disponível na RENAME somente a apresentação de 100mg por comprimido para tomada diária de 2 comprimidos.A apresentação etravirina 200 mg reduzirá o número de comprimidos ingeridos diariamente, em combinação com outros antirretrovirais que compõe seu regime terapêutico. A comodidade posológica contribui para adesão ao tratamento. Recomendação da CONITEC: A CONITEC deliberou, por unanimidade, recomendar a incorporação da apresentação de 200 mg da etravirina para o tratamento da infecção pelo HIV, na reunião do dia 02 de fevereiro de 2017. Decisão: Incorporar a apresentação de 200mg do antirretroviral etravirina para o tratamento da infecção pelo HIV, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. A decisão foi dada pela Portaria SCTIE -MS nº 12 publicada no Diário Oficial da União (DOU) nº 50, de 14 de março de 2017.
Descritores: Antirretrovirais/uso terapêutico
Infecções por HIV/terapia
Inibidores da Transcriptase Reversa/uso terapêutico
-Brasil
Avaliação da Tecnologia Biomédica
Sistema Único de Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 76 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-777904
Autor: Moragas, matías; Gurevich Messina, Juan M; Aulicino, Paula; Mecikovsky, Débora; Bologna, Rosa; Bissio, Emiliano; Falistoco, Carlos; Sen, Luisa; Mangano, Andrea.
Título: Implementación del estudio farmacogenético de hipersensibilidad al abacavir HLA-B*5701 en Argentina / Implementation of pharmacogenetic study HLA-B*5701 to predict abacavir hipersensitivity in Argentina
Fonte: Actual. SIDA. infectol;22(83):5-9, apr.2014. tab.
Idioma: es.
Resumo: El abacavir (ABC) es un antirretroviral inhibidor de la transcriptasa reversa del virus HIV-1 que está fuertemente asociado al desarrollo de reacciones de hipersensibilidad en individuos portadores del alelo HLA-B*5701. Objetivos: determinar la prevalencia del alelo HLA-B*5701 en pacientes HIV-1 positivos y en una población control de Argentina. Materiales y métodos: desde enero de 2012 hasta octubre de 2013 se estudiaron 869 pacientes HIV-1 positivos y 63 individuos no infectados con HIV-1. La detección del alelo HLA-B*5701 se realizó mediante un ensayo in house basado en la técnica de PCR en tiempo real, diseñado en nuestro laboratorio y validado según guías internacionales. Resultados: el primero de enero se implementó el estudio farmacogenético para la detección de hipersensibilidad al ABC en los pacientes incluidos en el Programa VIH/sida de la Dirección de SIDA y ETS, y en los niños infectados con HIV-1 del Hospital Garrahan. Para ello se adoptó un protocolo de envío, recepción y procesado de las muestras, con un informe detallado de los resultados. El alelo HLA-B*5701 se detectó en 42 individuos infectados con HIV-1 y en 3 individuos no infectados. Conclusiones: la prevalencia del alejo HLA-B*5701 en la población de pacientes infectados con HIV-1 y la población control fue la misma (4,8%), lo cual sugiere que la presencia de este alelo no influye en la infección por HIV-1. Esta prevalencia fue similar a la reportada para otras poblaciones de origen caucásico...
Descritores: Alelos
Estudos de Casos e Controles
Avaliação de Medicamentos
Fármacos Anti-HIV/farmacologia
HIV-1
Inibidores da Transcriptase Reversa/farmacologia
Limites: Humanos
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  8 / 76 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-764593
Autor: Santos, Lucianna Helene; Ferreira, Rafaela Salgado; Caffarena, Ernesto Raúl.
Título: Computational drug design strategies applied to the modelling of human immunodeficiency virus-1 reverse transcriptase inhibitors
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;110(7):847-864, Nov. 2015. graf.
Idioma: en.
Projeto: CAPES.
Resumo: Reverse transcriptase (RT) is a multifunctional enzyme in the human immunodeficiency virus (HIV)-1 life cycle and represents a primary target for drug discovery efforts against HIV-1 infection. Two classes of RT inhibitors, the nucleoside RT inhibitors (NRTIs) and the nonnucleoside transcriptase inhibitors are prominently used in the highly active antiretroviral therapy in combination with other anti-HIV drugs. However, the rapid emergence of drug-resistant viral strains has limited the successful rate of the anti-HIV agents. Computational methods are a significant part of the drug design process and indispensable to study drug resistance. In this review, recent advances in computer-aided drug design for the rational design of new compounds against HIV-1 RT using methods such as molecular docking, molecular dynamics, free energy calculations, quantitative structure-activity relationships, pharmacophore modelling and absorption, distribution, metabolism, excretion and toxicity prediction are discussed. Successful applications of these methodologies are also highlighted.
Descritores: Fármacos Anti-HIV/química
Desenho Assistido por Computador
Desenho de Fármacos
Transcriptase Reversa do HIV/antagonistas & inibidores
HIV-1
Inibidores da Transcriptase Reversa/farmacologia
-Infecções por HIV/tratamento farmacológico
Transcriptase Reversa do HIV/química
HIV-1
Modelos Biológicos
Estrutura Molecular
Relação Quantitativa Estrutura-Atividade
Inibidores da Transcriptase Reversa/química
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 76 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-758454
Autor: Zallio, Verónica; Marconi, Luis; Parenti, Pablo; Agostini, Marcela; Lupo, Sergio.
Título: Impacto del tratamiento antirretroviral en la función sexual de mujeres con VIH / Impact of antiretroviral treatment on sexual function of HIV-infected women
Fonte: Rev. med. Rosario;81(1):19-23, ene.-abr. 2015. tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo. Describir la función sexual de un grupo de mujeres con VIH bajo tratamiento antirretroviral. Evaluar si existe diferencia entre las tratadas con un esquema que contiene Inhibidores No Nucleósidos de la Transcriptasa Inversa (INNTI) y aquéllas que reciben Inhibidores de la Proteasa (IP). Material y métodos. Estudio descriptivo, transversal. Muestra: 92 pacientes mujeres con VIH bajo tratamiento antirretroviral, que son asistidas en el Instituto Centralizado de Asistencia e Investigación Clínica Integral (CAICI). Instrumento: Se les realizó una encuesta que consta de características demográficas, preguntas referidas al VIH y al The Female Sexual Function Index (FSFI). Análisis estadístico: se utilizó ANOVA, Kruskall-Wallis, Chi cuadrado, regresión logística y alpha de Cronbach. Resultados. Edad media: 42±10 años; 65% tenían pareja estable, siendo el 73% de estas sero-discordantes. La mayoría (45,7%) estaban en tratamiento antirretroviral por más de dos años, con una media de CD4 mayor a 500 cél/ml y el 90% con carga viral plasmática indetectable. El 64,1% presentaba otra enfermedad asociada, por lo que el 55,4% tomaba medicación concomitante. El 27,2% continuó con su actividad sexual luego del diagnóstico de VIH, pero el 26,1% nunca la retomó. La puntuación total alcanzada por medio del FSFI fue de 20,4±10,1 para las tratadas con IP y 20±10,6 para las tratadas con INNTI (p <0,005). Conclusiones. La muestra analizada presentó un puntaje compatible con disfunción sexual. No hubo diferencia estadísticamente significativa en la función sexual de las mujeres tratadas con IP y las tratadas con INNTI

Summary Objective: To describe the sexual function in a group of women with HIV on antiretroviral treatment. To assess whether there is a difference between those treated with Non-nucleoside Inhibitors of he Reverse Transcriptase (NNRTI) and those receiving protease inhibitors (PIs). Material and methods: Descriptive, transversal study. Study sample: 92 women with HIV on antiretroviral therapy who are assisted in the Central Institute of Integral Assistance and Clinical Research (CAICI). Instrument: They completed a survey consisting of questions about demographic characteristics, HIV, and The Female Sexual Function Index (FSFI). Statistical analysis: ANOVA, Kruskal-Wallis, Chi-square, logistic regression and Cronbach's alpha. Results: Average age was 42±10 years; 65% had a steady partner, of which 73% were sero-discordant. Most patients (45.7%) had been on antiretroviral treatment for more than two years, with a mean CD4 greater than 500 cells/ml and 90% with undetectable plasma viral load. Other illnesses were present in 64.1%, and 55.4% were taking concomitant medication. Sexual activity after HIV diagnosis was continued by 27.2%, while 26.1% never resumed it. The total score achieved by the FSFI was 20.4±10.1 among those treated with IP and 20.0±10.6 among those treated with NNRTI(p<0.005). Conclusions: The score in the present sample supports the existence of sexual dysfunction. There was no statistically significant difference in the sexual function of women treated with either PI or NNRTI
Descritores: HIV
Sexualidade
Resultado do Tratamento
-Doenças Autoimunes/prevenção & controle
Inibidores da Protease de HIV
Inibidores da Transcriptase Reversa/uso terapêutico
Transcriptase Reversa do HIV/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: AR16.1 - Biblioteca


  10 / 76 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-750118
Autor: Gois, Pedro Henrique França.
Título: Administração de tenofovir em ratas Wistar durante a gestação: efeitos na prole / Administration of tenofovir during pregnancy in Wistar rats: effects on the offspring.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. [110] p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: Tenofovir disoproxil fumarate (TDF) é um inibidor da transcriptase reversa análogo nucleotídeo que tem sido usado por gestantes para o tratamento da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), bem como para a prevenção da transmissão vertical do vírus. Até o momento, não há estudos experimentais ou em humanos sobre a incidência de alterações renais nos fetos expostos a esquemas contendo TDF. Objetivo: Verificar a ocorrência de alterações renais e sistêmicas fetais causadas pelo uso do TDF durante a gestação. Metodologia: Ratos Wistar fêmeas receberam dieta padrão com ou sem adição de TDF (100mg/Kg de dieta) desde uma semana antes do cruzamento até o parto. A prole proveniente do grupo TDF foi colocada com uma mãe adotiva não tratada durante o período de amamentação e foi comparada com a prole de ratas que receberam dieta padrão durante a gestação (grupo controle). Controle e TDF foram acompanhados até três (n=9 para cada grupo) e seis (n=12 e n=10, respectivamente) meses de idade. Foram avaliados: peso corporal (PC) e pressão arterial sistólica (PAS) mensais, contagem de glomérulos, função renal (através do clearance de inulina), parâmetros bioquímicos (proteinúria, colesterol total, sódio e potássio séricos e urinários), e expressão proteica do tecido renal para componentes do sistema renina angiotensina aldosterona (SRAA) e para transportadores de sódio. Resultados: A prole TDF apresentou menor PC ao nascimento em comparação com o controle. Após o 3º mês, o grupo TDF demonstrou um crescimento compensatório, atingindo o sexto mês com maior PC. O peso renal foi menor no grupo TDF, porém, não houve diferença do número de néfrons entre os grupos. O grupo TDF apresentou alterações estruturais glomerulares. Observou-se também um aumento progressivo da PAS após o segundo mês de idade no grupo TDF. Não houve diferença estatística na função renal entre os grupos. Os níveis plasmáticos de aldosterona foram mais elevados...

Introduction: Tenofovir disoproxil fumarato (TDF) is a nucleotide reverse transcriptase inhibitor that has been used in pregnants for treatment of maternal HIV infection and for prevention of vertical transmission. Currently, there are no published studies providing data regarding the occurrence of renal abnormalities in fetuses exposed to TDF-containing regimens. Objective: To evaluate the occurrence of systemic and renal abnormalities in offspring of Wistar rats exposed to TDF during pregnancy. Methods: Female Wistar rats received a standard diet, with or without addition of TDF (100 mg/Kg diet), one week before mating and during pregnancy. Offspring from the TDF group were placed with an untreated foster mother during breastfeeding and compared with offspring from rats maintained on a standard diet during mating and pregnancy (control). Control and TDF were followed up at three and six months of age. Analyzed data: monthly body weight and systolic blood pressure (SBP), glomerular counting, renal function, biochemical parameters, and renal tissue immunoblotting for renin angiotensin aldosterone system (RAAS) and renal sodium transporters. Results: TDF offspring showed lower birth weight compared with the control group. After the third month, growth among the TDF group experienced a rapid catch-up. SBP increased progressively after the second month of age in the TDF group. The nephron number did not differ between groups. The TDF group showed glomerular structural changes. There was no significant difference in renal function between the groups studied. Plasma aldosterone was higher in the TDF group, associated with a significant increase in renal expression of RAAS. The TDF rats showed upregulation of renal sodium transporters and consequently lower urinary sodium excretion. Conclusions: This is the first demonstration using an experimental model that maternal exposure to TDF during gestation results in over activation of RAAS, upregulation of renal...
Descritores: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
Hepatite B
HIV
Hipertensão
Inibidores da Transcriptase Reversa/efeitos adversos
Gravidez
Ratos Wistar
Taxa de Filtração Glomerular
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde