Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.519.625.850.850 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 49 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 49 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-715665
Autor: Azimaraghi, Omid; Aghajani, Yasaman; Molaghadimi, Maziar; Khosravi, Malihe; Eslami, Kobra; Ghadimi, Fatemeh; Movafegh, Ali.
Título: Ondansetron reducing pain on injection of etomidate: a controlled randomized study / Ondansetrona reduz a dor da injeção de etomidato: estudo randômico controlado / El ondansetrón reduce el dolor de la inyección de etomidato: estudio aleatorizado controlado
Fonte: Rev. bras. anestesiol;64(3):169-172, May-Jun/2014.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: Etomidate causes pain when injected intravenously. In this study we sought to determine if pretreatment by ondansetron reduces the pain on injection of etomidate. Methods: In this randomized, double blinded, placebo-controlled clinical trial, 20 patients of both sexes aged between 18 and 50 years of American Society of Anesthesiologists (ASA) physical status class I or II, whom were candidates for various elective surgical procedures and need more than one intravenous access were enrolled in the study. On arrival to the operating room two 22 gauge cannulas were inserted into veins on the dorsum of both hands. Following the infusion of 100 mL normal saline into both intravenous lines, using an elastic band, venous drainage of hands was occluded at midarm. The patients were administered 8 mg (2 mL) of ondansetron into one hand and 2 mL of 0.9% saline into the other hand at the same time. The elastic band was removed after 1 min and 2 mg (1 mL) of etomidate was administered at the same rate simultaneously into intravenous lines. The patients were asked to give a score of pain based on a verbal analog scale (VAS) to each hand. Results: A total number of 20 patients were studied (male = 55%, female = 45%). The mean age of the participants was 37.5 ± 13.1 years old and the mean weight was 67.7 ± 7.3 kg. The mean VAS for injection pain of etomidate after pre-administration of intravenous ondansetron was 1.5 ± 1.2 which was lower compared to pre-administration of placebo (3.2 ± 2.8, p < 0.05). Conclusion: This study illustrates that pre-treatment with intravenous ondansetron significantly reduces the pain on injection of etomidate. .

Justificativa e objetivo: etomidato causa dor quando administrado por via intravenosa. Neste estudo buscamos determinar se o pré-tratamento com ondansetrona reduz a dor causada pela injeção de etomidato. Métodos: neste estudo clínico randômico, duplo-cego e controlado por placebo, 20 pacientes de ambos os sexos, entre 18 e 50 anos, estado físico ASA I ou II, candidatos a procedimentos cirúrgicos eletivos que exigiam mais de um acesso intravenoso, foram incluídos. Ao darem entrada na sala de cirurgia, duas cânulas de calibre 22 foram inseridas nas veias do dorso de ambas as mãos. Após a infusão de 100 mL de solução salina normal em ambas as linhas de acesso intravenoso, a drenagem venosa das mãos foi ocluída até o meio do braço com o uso de um torniquete elástico. Os pacientes receberam 8 mg (2 mL) de ondansetrona em uma das mãos e 2 mL de solução salina a 0,9% na outra mão ao mesmo tempo. O torniquete foi removido após um minuto e 2 mg (1 mL) de etomidato foram administrados na mesma proporção simultaneamente nas linhas intravenosas. Pediu-se aos pacientes que dessem pontos à dor em cada mão, com base em uma escala verbal analógica (EVA). Resultados: avaliamos 20 pacientes (homens = 55%, mulheres = 45%). A média de idade e de peso foi de 37,5 ± 13,1 anos e 67,7 ±7,3 kg. A média do escore EVA para dor causada pela injeção de etomidato após a pré-administração de ondansetron IV foi de 1,5 ± 1,2, que foi menor em comparação com a pré-administração de placebo (3,2 ± 2,8, p < 0,05). Conclusão: este estudo mostra que o pré-tratamento com ondansetrona IV reduz significativamente a dor causada pela injeção de etomidato. .

Introducción: el etomidato causa dolor cuando es administrado por vía intravenosa. En este estudio buscamos determinar si el pretratamiento con ondansetrón reduce el dolor causado por la inyección de etomidato. Métodos: fueron incluidos en este estudio clínico aleatorizado, doble ciego y controlado por placebo, 20 pacientes de ambos sexos con edades entre 18 y 50 años, estado físico ASA I o II, candidatos a varios procedimientos quirúrgicos electivos, que exigían más de un acceso intravenoso. Al entrar en quirófano, se insertaron dos cánulas de calibre 22 en las venas del dorso de ambas manos. Después de la infusión de 100 mL de solución salina normal en ambas líneas de acceso intravenoso; usando un torniquete elástico, el drenaje venoso de las manos se cerró hasta la mitad del brazo. Los pacientes recibieron 8 mg (2 mL) de ondansetrón en una de las manos y 2 mL de solución salina al 0,9% en la otra mano al mismo tiempo. El torniquete fue retirado después de 1 min y 2 mg (1 mL) de etomidato se administró en la misma proporción simultáneamente en las líneas intravenosas. Se les solicitó a los pacientes que hiciesen una puntuación del dolor en cada mano, basándose en una escala verbal analógica (EVA). Resultados: evaluamos a un total de 20 pacientes (un 55% hombres y un 45% mujeres). La media de edad y del peso de los participantes fue de 37,5 ± 13,1 años y de 67,7 ±7,3/kg, respectivamente. El promedio de la puntuación EVA para el dolor causado por la inyección de etomidato después de la preadministración de ondansetrón iv fue de 1,5 ± 1,2, siendo menor en comparación con la preadministración de placebo (3,2 ± 2,8; p < 0,05). Conclusión: este estudio demuestra que el pretratamiento con ondansetrón iv reduce ...
Descritores: Anestésicos Intravenosos/efeitos adversos
Etomidato/efeitos adversos
Ondansetron/farmacologia
Dor/prevenção & controle
-Anestésicos Intravenosos/administração & dosagem
Método Duplo-Cego
Etomidato/administração & dosagem
Injeções Intravenosas
Medição da Dor
Dor/induzido quimicamente
Antagonistas da Serotonina/farmacologia
Resultado do Tratamento
Limites: Adolescente
Adulto
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-582713
Autor: Pires, Oscar César; Ashmawi, Hazem Adel; Constantino, Elton; Pelogia, Naira Correa Cusma; Posso, Irimar de Paula.
Título: Antagonistas serotoninérgico e noradrenérgico por via subaracnoidea aumentam a resposta álgica em ratos / Subarachnoid serotonergic and noradrenergic antagonists increase the pain response in rats
Fonte: Rev. bras. anestesiol;61(2):206-210, mar.-abr. 2011. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Há evidências de que a passagem de informações nociceptivas pelo corno posterior da medula espinhal (CPME) seguindo para níveis rostrais do sistema nervoso central sofre profundas influências excitatórias e inibitórias. A presente pesquisa teve como objetivo comparar os efeitos da metissergida, da fentolamina e da fentolamina associada à metissergida, administrados por via subaracnoidea, sobre as fases I, intermediária e II do teste da formalina modificado em ratos. MÉTODO: Foram utilizados 28 ratos Wistar machos, distribuídos aleatoriamente em quatro grupos (n = 7) para receber solução salina (GC), fentolamina (GF), metissergida (GM) ou fentolamina associada à metissergida (GFM) por via subaracnoidea. A dor foi induzida pela administração de formalina na região dorsal da pata posterior direita. O teste foi dividido em três fases; fase I, intermediária e fase II. A análise estatística dos resultados foi realizada utilizando o programa SPSS (Statistical Package for Social Sciences), adotando o nível de significância de 5 por cento. RESULTADOS: Na fase intermediária, o número de elevações da pata foi significativamente maior nos grupos GF, GM e GFM quando comparados com o grupo GC. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem a existência de efeito noradrenérgico e serotoninérgico no sistema inibitório descendente da dor aguda, com a possibilidade de emprego de agonistas serotoninérgicos e α1-adrenérgicos para controle da dor aguda.

BACKGROUND AND OBJECTIVES: There is evidence that the passage of nociceptive information through the posterior horn of the spinal cord (PHSC) on its way to rostral levels of the central nervous system undergoes profound excitatory and inhibitory influences. The objective of the present study was to compare the effects of the subarachnoid administration of methysergide, phentolamine, and phentolamine associated with methysergide on phases I, intermediate, and II of the modified phormaline test in rats. METHODS: Twenty-eight male Wistar rats distributed randomly in four groups (n = 7) to received subarachnoid saline solution (GC), phentolamine (GF), methysergide (GM), or phentolamine associated with methysergide (GFM). Pain was induced by the administration of phormaline in the dorsal region of the right hind paw. The test was divided in three phases: phase I, intermediate, and phase II. Statistical analysis of the results was performed using the software SPSS (Statistical Package for Social Sciences), adopting a level of significance of 5 percent. RESULTS: In the intermediate phase the number of paw elevations was significantly higher in GF, GM, and GFM groups when compared to the GC group. CONCLUSIONS: The results suggest the existence of a noradrenergic and serotonergic effect in the inhibitory descending system of acute pain, with the possibility of using serotonergic and α1-adrenergic antagonists to control acute pain.

JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Existen evidencias de que el paso de informaciones nociceptivas por el cuerno posterior de la médula espinal (CPME), y que continúa hacia niveles rostrales del sistema nervioso central, sufre profundas influencias excitatorias e inhibitorias. La presente investigación quiso comparar los efectos de la metisergida, de la fentolamina y de la fentolamina asociada a la metisergida, administrados por vía subaracnoidea, sobre las fases I, intermedia y II del test de la formalina modificado en ratones. MÉTODO: Fueron utilizados en el experimento, 28 ratones Wistar machos, distribuidos aleatoriamente en cuatro grupos (n = 7), para recibir una solución salina (GC), fentolamina (GF), metisergida (GM) o fentolamina asociada a la metisergida ((GFM). El dolor fue inducido por la administración de formalina en la región dorsal de la pata posterior derecha. El test fue dividido en tres fases: fase I, intermedia y fase II. El análisis estadístico de los resultados fue hecho utilizando el programa SPSS (Statistical Package for Social Sciences), [Paquete Estadístico para las Ciencias Sociales], adoptando el nivel de significancia de un 5 por ciento. RESULTADOS: En la fase intermedia, el número de elevaciones de la pata fue significativamente mayor en los grupos GF, GM y GFM cuando se comparó con el grupo GC. CONCLUSIONES: Los resultados nos sugieren la existencia de un efecto noradrenérgico y serotoninérgico en el sistema inhibitorio descendiente del dolor agudo, con la posibilidad del uso de agonistas serotoninérgicos y α1-adrenérgicos para el control del dolor agudo.
Descritores: Antagonistas Adrenérgicos alfa/farmacologia
Antagonistas da Serotonina/farmacologia
Espaço Subaracnóideo/anatomia & histologia
Fentolamina/farmacologia
Metisergida
Metisergida/farmacologia
Nociceptores/efeitos dos fármacos
Nociceptores/fisiologia
Medição da Dor
Dor/fisiopatologia
Fentolamina/farmacologia
Antagonistas da Serotonina/farmacologia
-Antagonistas Adrenérgicos alfa/administração & dosagem
Metisergida/administração & dosagem
Fentolamina/administração & dosagem
Ratos Wistar
Espaço Subaracnóideo
Antagonistas da Serotonina/administração & dosagem
Limites: Animais
Ratos
Masculino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  3 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-486205
Autor: Arkader, Ronaldo; Takeuchi, Carlos Augusto.
Título: Shapiro syndrome with hypothalamic hypothyroidism / Síndrome de Shapiro assoociado a hipotireoidismo hipotalâmico
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;66(2b):418-419, jun. 2008. ilus.
Idioma: en.
Descritores: Corpo Caloso/anormalidades
Hiperidrose/complicações
Doenças Hipotalâmicas/complicações
Hipotermia/complicações
Hipotireoidismo/complicações
-Ciproeptadina/uso terapêutico
Hiperidrose/tratamento farmacológico
Doenças Hipotalâmicas/tratamento farmacológico
Hipotermia/tratamento farmacológico
Hipotireoidismo/tratamento farmacológico
Imageamento por Ressonância Magnética
Síndrome
Antagonistas da Serotonina/uso terapêutico
Hormônio Liberador de Tireotropina/deficiência
Tireotropina/deficiência
Tiroxina/uso terapêutico
Limites: Criança
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-454597
Autor: Reis, Luís C.
Título: Role of the serotoninergic system in the sodium appetite control
Fonte: An. acad. bras. ciênc;79(2):261-283, June 2007. ilus.
Idioma: en.
Resumo: The present article reviews the role of the serotoninergic system in the regulation of the sodium appetite. Data from the peripheral and icv administration of serotoninergic (5-HTergic) agents showed the participation of 5-HT2/3 receptors in the modulation of sodium appetite. These observations were extended with the studies carried out after brain serotonin depletion, lesions of DRN and during blockade of 5-HT2A/2C receptors in lateral parabrachial nucleus (LPBN). Brain serotonin depletion and lesions of DRN increased the sodium appetite response, in basal conditions, after sodium depletion and hypovolemia or after beta-adrenergic stimulation as well. These observations raised the hypothesis that the suppression of ascending pathways from the DRN, possibly, 5-HTergic fibers, modifies the angiotensinergic or sodium sensing mechanisms of the subfornical organ involved in the control of the sodium appetite. 5-HTergic blockade in LPBN induced to similar results, particularly those regarded to the natriorexigenic response evoked by volume depletion or increase of the hypertonic saline ingestion induced by brain angiotensinergic stimulation. In conclusion, many evidences lead to acceptation of an integrated participation resulting of an interaction, between DRN and LPBN, for the sodium appetite control.

Este artigo revisa o papel do sistema serotoninérgico no controle do apetite ao sódio. Dados derivados da administração periférica e icv de agentes serotoninérgicos demonstraram a participação de receptores 5-HT2/3 na modulação do apetite ao sódio. Estas observações foram estendidas com os estudos realizados após a depleção cerebral de serotonina, lesões do NDR e durante o bloqueio 5-HT2A/2C no núcleo parabraquial lateral (NPBL). A depleção cerebral de serotonina e as lesões do NDR aumentaram o apetite ao sódio, em condições basais, após depleção de sódio, durante a hipovolemia ou após a estimulação beta-adrenérgica. Estas evidências suscitaram a hipótese de que a supressão de vias ascendentes do NDR, possivelmente 5-HT, alteram os mecanismos angiotensinérgicos e a atividade dos sensores de sódio do órgão subfornicial envolvidos no controle do apetite ao sódio. O bloqueio serotoninérgico no NPBL induziu a resultados similares, particularmente aqueles relacionados com a resposta natriorexigênica provocada pela depleção de volume ou o aumento da ingestão de salina hipertônica induzida pela estimulação angiotensinérgica cerebral. Em resumo, as evidências convergem para a admissão de uma participação integrada resultante da interação recíproca entre NDR e NPBL objetivando controlar o apetite ao sódio.
Descritores: Apetite/fisiologia
Ponte/metabolismo
/efeitos dos fármacos
RECEPTOR, SEROTONIN, ABDOMEN-HT1A/efeitos dos fármacos
Sódio
Antagonistas da Serotonina/farmacologia
Cloreto de Sódio na Dieta/administração & dosagem
-Apetite/efeitos dos fármacos
Ponte/efeitos dos fármacos
/metabolismo
RECEPTOR, SEROTONIN, ABDOMEN-HT1A/metabolismo
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-449642
Autor: Polo, P. A; Reis, R. O; Cedraz-Mercez, P. L; Cavalcante-Lima, H. R; Olivares, E. L; Medeiros, M. A; Côrtes, W. S; Reis, L. C.
Título: Behavioral and neuropharmacological evidence that serotonin crosses the blood-brain barrier in Coturnix japonica (Galliformes; Aves)
Fonte: Braz. j. biol;67(1):167-171, Feb. 2007. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: This study was carried out aiming to reach behavioral and neuropharmacological evidence of the permeability of the blood-brain barrier (BBB) to serotonin systemically administered in quails. Serotonin injected by a parenteral route (250-1000 æg.kg-1, sc) elicited a sequence of behavioral events concerned with a sleeping-like state. Sleeping-like behaviors began with feather bristling, rapid oral movements, blinking and finally crouching and closure of the eyes. Previous administration of 5-HT2C antagonist, LY53857 (3 mg.kg-1, sc) reduced the episodes of feather bristling and rapid oral movements significantly but without altering the frequency of blinking and closure of the eyes. Treatment with the 5-HT2A/2C antagonist, ketanserin (3 mg.kg-1, sc) did not affect any of the responses evoked by the serotonin. Quipazine (5 mg.kg-1, sc) a 5-HT2A/2C/3 agonist induced intense hypomotility, long periods of yawning-like and sleeping-like states. Previous ketanserin suppressed gaping responses and reduced hypomotility, rapid oral movements and bristling but was ineffective for remaining responses induced by quipazine. Results showed that unlike mammals, serotonin permeates the BBB and activates hypnogenic mechanisms in quails. Studies using serotoninergic agonist and antagonists have disclosed that among the actions of the serotonin, feather bristling, rapid oral movements and yawning-like state originated from activation of 5-HT2 receptors while blinking and closure of the eyes possibly require other subtypes of receptors.

Este estudo foi desenvolvido objetivando ampliar as evidências comportamentais e neurofarmacológicas da permeabilidade da barreira hematoencefálica (BHE) à serotonina administrada sistemicamente em codornas. A serotonina injetada por via parenteral (250-1000 æg.kg-1, sc) produziu uma seqüência de eventos relacionados com um estado semelhante ao sono. Comportamentos semelhantes ao sono começaram com o eriçamento das penas, movimentos orais rápidos, piscadelas e finalmente agachamento e fechamento dos olhos. A administração prévia do antagonista do receptor 5-HT2C, LY53857 (3 mg.kg-1, sc) reduziu significativamente os episódios de eriçamento das penas e movimentos orais rápidos, mas não alterou a freqüência de piscadelas e fechamento dos olhos. Tratamento com o antagonista do receptor 5-HT2A/2C, quetanserina (3 mg.kg-1, sc) não afetou nenhuma das respostas evocadas pela serotonina. A quipazina (5 mg.kg-1, sc), um agonista dos receptores 5-HT2A/2C/3, induziu intensa hipomotilidade e longos períodos de comportamentos semelhantes ao bocejo e ao sono. O tratamento prévio com quetanserina suprimiu as reações de bocejo e reduziu a hipomotilidade, os movimentos orais rápidos e as piscadelas, mas foi sem efeito para as demais respostas induzidas pela quipazina. Os resultados mostraram que, diferentemente dos mamíferos, a serotonina atravessa a BHE e ativa mecanismos hipnogênicos em codornas. Estudos com agonistas serotoninérgicos e antagonistas revelaram que, entre as ações da serotonina, o eriçamento das penas, os movimentos orais rápidos e o comportamento semelhante ao bocejo foram originados pela ativação de receptores 5-HT2, enquanto o piscar e o fechamento dos olhos possivelmente requereu outros subtipos de receptores.
Descritores: Comportamento Animal/efeitos dos fármacos
Barreira Hematoencefálica/metabolismo
Serotonina/farmacocinética
Sono/efeitos dos fármacos
Bocejo/efeitos dos fármacos
-Barreira Hematoencefálica/efeitos dos fármacos
Coturnix
Relação Dose-Resposta a Droga
Ketanserina/farmacologia
Quipazina/farmacologia
Agonistas do Receptor de Serotonina/farmacologia
Antagonistas da Serotonina/farmacologia
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lima, Maurício Silva de
Mari, Jair de Jesús
Texto completo
Id: lil-440167
Autor: Costa, Anna Maria Niccolai; Lima, Mauricio Silva de; Mari, Jair de Jesus.
Título: A systematic review on clinical management of antipsychotic-induced sexual dysfunction in schizophrenia
Fonte: Säo Paulo med. j;124(5):291-297, Sept. 2006. tab.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCTION: Sexual dysfunction frequently occurs in patients with schizophrenia under antipsychotic therapy, and the presence of sexual side effects may affect compliance. The aim of this study was to review and describe clinical findings relating to the appropriate management of such dysfunctions. MATERIAL AND METHODS: The research was carried out through Medline (from 1966 to March 2005), PsycInfo (from 1974 to March 2005), and Cochrane Library (from 1965 to March 2005) and included any kind of study, from case reports to randomized trials. RESULTS: The most common sexual dysfunctions found in the literature were libido decrease, difficulties in achieving and maintaining erection, ejaculatory dysfunction, orgasmic dysfunction, and menstrual irregularities. Thirteen papers were found: eight of them were open-label studies, four were descriptions of cases, and only one was a randomized clinical trial. All of them were short-term and had small sample sizes. The agents used were: bromocriptine, cabergoline, cyproheptadine, amantadine, shakuyaku-kanzo-to, sildenafil and selegiline. DISCUSSION: There was no evidence that those agents had proper efficacy in treating the antipsychotic-induced sexual dysfunction. An algorithm for managing sexual dysfunction induced by antipsychotics is suggested as a support for clinical decisions. Since the outcome from schizophrenia treatment is strongly related to compliance with the antipsychotics, prevention of sexual dysfunction is better than its treatment, since there is a scarcity of data available regarding the efficacy of intervention to deal with these problems.

INTRODUÇÃO: Disfunção sexual freqüentemente ocorre em pacientes com esquizofrenia em terapia com antipsicóticos e a presença de efeitos adversos sexuais pode afetar a adesão ao tratamento. O objetivo do estudo é rever e descrever achados clínicos relacionados ao manejo apropriado de tais disfunções. MATERIAIS E MÉTODOS: A pesquisa foi feita pelo Medline (de 1966 a março de 2005), PsycInfo (de 1974 a março de 2005) e Biblioteca Cochrane (de 1965 a março de 2005) e incluiu qualquer tipo de desenho de estudo de relato de caso a estudos clínicos randomizados. RESULTADOS: As disfunções sexuais mais comuns encontradas na literatura foram diminuição da libido, dificuldades em alcançar e manter ereção, disfunção ejaculatória, orgásmica e irregularidades menstruais. Treze artigos foram encontrados: oito deles eram estudos abertos, quatro descrições de casos e somente um estudo clínico randomizado. Todos eram de curta duração e com tamanho de amostra pequeno. Os agentes usados foram: bromocriptina, cabergolina, ciproheptadina, amantadina, shakuyaku-kanzo-to, sildenafil e selegilina. DISCUSSÃO: Não há evidências de eficácia apropriada destes agentes no tratamento da disfunção sexual induzida por antipsicóticos. Um algoritmo foi sugerido para manejo da disfunção sexual induzida por antipsicóticos, suportando decisões clínicas. Como o desfecho da esquizofrenia é fortemente relacionado a adesão ao tratamento com antipsicóticos, a prevenção da disfunção sexual é melhor que seu tratamento, visto que muito poucos dados estão disponíveis sobre a eficácia de intervenções destes problemas.
Descritores: Antipsicóticos/efeitos adversos
Medicina Baseada em Evidências
Esquizofrenia/tratamento farmacológico
Disfunções Sexuais Fisiológicas/induzido quimicamente
-Algoritmos
Agonistas de Dopamina/uso terapêutico
Libido/efeitos dos fármacos
Distúrbios Menstruais/complicações
Orgasmo/efeitos dos fármacos
Ereção Peniana/efeitos dos fármacos
Inibidores de Fosfodiesterase/uso terapêutico
Antagonistas da Serotonina/uso terapêutico
Disfunções Sexuais Fisiológicas/tratamento farmacológico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Metanálise
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Almeida, A. C
Texto completo
Id: lil-417933
Autor: Reis, L. C; Almeida, A. C; Cedraz-Mercez, P. L; Olivares, E. L; Marinho Júnior, A; Thomaz, C. M.
Título: Evidence indicating participation of the serotonergic system in controlling feeding behavior in Coturnix japonica (Galliformes: Aves)
Fonte: Braz. j. biol;65(2):353-361, May 2005.
Idioma: en.
Resumo: Investigamos a participação do sistema serotonérgico cerebral no controle da ingestão de alimento em codornas (Coturnix japonica) por meio da administração oral e sistêmica de precursores da serotonina. A suplementação dietética com triptofano (0,1-50,0 g/kg de ração) provocou inibição dose-dependente da ingestão de alimento em 5 h de avaliação, que se manteve ao final de 24 h com doses de 30,0 e 50,0 g/kg. Codornas tratadas com hidroxitriptofano (12,5-50,0 mg/kg, via intracoelomática) exibiram aguda inibição da ingestão alimentar, tanto as normoalimentadas quanto as submetidas ao jejum. Nas aves em jejum, a resposta hipofágica foi efetiva apenas quando a administração do precursor foi feita imediatamente antes da oferta de alimento. Resposta similar foi alcançada com a administração de serotonina (0,125-2,5 mg/kg, sc). Nos minutos iniciais após a administração desenvolveu-se resposta hipnogênica, implicando assunção de que essa amina atravessa a barreira hemato-encefálica em codornas, diferentemente do observado em mamíferos. A administração de hidroxitriptofano em todas as doses utilizadas induziu intensa resposta dipsogênica, não obstante o desenvolvimento concomitante de resposta hipnogênica. Os resultados sugerem o envolvimento de vias serotonérgicas no controle da ingestão de alimento em codornas e mostram pela primeira vez as ações hipnógena, induzida pela serotonina e hiperdipsética, pelo hidroxitriptofano.
Descritores: Coturnix
Comportamento Alimentar/efeitos dos fármacos
Antagonistas da Serotonina/farmacologia
Serotonina/fisiologia
Triptofano/farmacologia
-/farmacologia
ABDOMEN-HYDROXYTRYPTOPHAN/farmacologia
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Masculino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-416655
Autor: Rosenbluth López, Helen.
Título: I. Sección medicamentos: ziprasidona / Ziprasidone
Fonte: Bol. inf. medicam. (Santiago de Chile);21(1/2):12-16, jun. 2004. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Piperazinas/farmacocinética
Piperazinas/farmacologia
Tiazóis
Tiazóis/farmacocinética
Tiazóis/farmacologia
Tiazóis/metabolismo
-Antagonistas da Serotonina
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  9 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-398175
Autor: Almeida, R. M. M. de; Giovenardi, M; Silva, S. P. da; Oliveira, V. P. de; Stein, D. J.
Título: Maternal aggression in Wistar rats: effect of 5-HT2A/2C receptor agonist and antagonist microinjected into the dorsal periaqueductal gray matter and medial septum
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;38(4):597-602, Apr. 2005. graf.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Annual Meeting of the Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 19, Águas de Lindóia, August 25-29, 2004.
Projeto: UNISINOS; . FAPERGS.
Resumo: The objective of the present study was to assess the role of the 5-HT2A/2C receptor at two specific brain sites, i.e., the dorsal periaqueductal gray matter (DPAG) and the medial septal (MS) area, in maternal aggressive behavior after the microinjection of either a 5-HT2A/2C receptor agonist or antagonist. Female Wistar rats were microinjected on the 7th postpartum day with the selective agonist alpha-methyl-5-hydroxytryptamine maleate (5-HT2A/2C) or the antagonist 5-HT2A/2C, ketanserin. The agonist was injected into the DPAG at 0.2 (N = 9), 0.5 (N = 10), and 1.0 æg/0.2 æl (N = 9), and the antagonist was injected at 1.0 æg/0.2 æl (N = 9). The agonist was injected into the medial septal area (MS) at 0.2 (N = 9), 0.5 (N = 7), and 1.0 æg/0.2 æl (N = 6) and the antagonist was injected at 1.0 æg/0.2 æl (N = 5). For the control, saline was injected into the DPAG (N = 7) and the MS (N = 12). Both areas are related to aggressive behavior and contain a high density of 5-HT receptors. Non-aggressive behaviors such as horizontal locomotion (walking) and social investigation and aggressive behaviors such as lateral threat (aggressive posture), attacks (frontal and lateral), and biting the intruder were analyzed when a male intruder was placed into the female resident's cage. For each brain area studied, the frequency of the behaviors was compared among the various treatments by analysis of variance. The results showed a decrease in maternal aggressive behavior (number of bites directed at the intruder) after microinjection of the agonist at 0.2 and 1.0 æg/0.2 æl (1.6 ± 0.7 and 0.9 ± 0.3) into the DPAG compared to the saline group (5.5 ± 1.1). There was no dose-response relationship with the agonist. The present findings suggest that the 5-HT2A/2C receptor agonist has an inhibitory effect on maternal aggressive behavior when microinjected into the DPAG and no effect when microinjected into the MS. Ketanserin (1.0 æg/0.2 æl) decreased locomotion when microinjected into the DPAG and MS, but did not affect aggressive behavior. We interpret these findings as evidence for a specific role of 5-HT2A/2C receptors in the DPAG in the inhibition of female aggressive behavior, dissociated from those on motor activity.
Descritores: Agressão/efeitos dos fármacos
Ketanserina/farmacologia
Comportamento Materno/efeitos dos fármacos
Agonistas do Receptor de Serotonina/farmacologia
Antagonistas da Serotonina/farmacologia
Serotonina/análogos & derivados
-Animais Recém-Nascidos
Ketanserina/administração & dosagem
Microinjeções
Substância Cinzenta Periaquedutal/efeitos dos fármacos
Ratos Wistar
/agonistas
RECEPTOR, SEROTONIN, ABDOMEN-HTTEMEFOSA/agonistas
/antagonistas & inibidores
RECEPTOR, SEROTONIN, ABDOMEN-HTTEMEFOSA/antagonistas & inibidores
/agonistas
RECEPTOR, SEROTONIN, ABDOMEN-HTTEMEFOSC/agonistas
/antagonistas & inibidores
RECEPTOR, SEROTONIN, ABDOMEN-HTTEMEFOSC/antagonistas & inibidores
Septo do Cérebro/efeitos dos fármacos
Agonistas do Receptor de Serotonina/administração & dosagem
Antagonistas da Serotonina/administração & dosagem
Serotonina/administração & dosagem
Serotonina/farmacologia
Limites: Animais
Feminino
Masculino
Gravidez
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 49 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-393098
Autor: Medeiros, Magda A; Costa-e-Sousa, Ricardo H; Olivares, Emerson L; Côrtes, Wellington S; Reis, Luís C.
Título: A reassessment of the role of serotonergic system in the control of feeding behavior
Fonte: An. acad. bras. ciênc;77(1):103-111, Mar. 2005. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: O papel do sistema serotonérgico no comportamento alimentar foi avaliado através de lesões eletrolíticas do núcleo dorsal da rafe (L-NDR) e da administração de para-clorofenilalanina (PCPA, 3 mg/5 µl, icv). Avaliações crônicas foram realizadas durante 120 e 360 dias em ratos injetados com PCPA e L-NDR, respectivamente. Avaliações agudas foram realizadas em ratos em jejum e injetados com PCPA e l-triptofano (LHTP, 30 mg/kg, ip). Ratos lesionados apresentaram um aumento de 22-80% na ingestão de alimento até o sexto mês enquanto a obesidade foi evidenciada e mantida por todo o período. Ratos injetados com PCPA apresentaram um aumento da ingestão alimentar seguido de uma hipofagia do 25º ao 30º dia e um aumento transitório do peso corporal do 5º ao 60º. Agudamente, o LHTP reverteu parcialmente o aumento da ingestão de alimento em ratos tratados com PCPA e jejuados, sugerindo a preservação da capacidade de descarboxilação do precursor pelos neurônios serotonérgicos. A lenta recuperação dos níveis de ingestão alimentar em ratos lesionados revela um mecanismo de neuroplasticidade dos sistemas de regulação do comportamento alimentar. Estabelecimento de platô na curva de peso corporal dos ratos lesionados representaria o estabelecimento de um novo e mais elevado ponto de calibração do balanço energético.
Descritores: 5-Hidroxitriptofano
Comportamento Alimentar
Fenclonina
Obesidade
Antagonistas da Serotonina
-Eletrólise
Microinjeções
Núcleos da Rafe
Ratos Wistar
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde