Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.696.875.360.276.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1171284
Autor: Lombardi, Eduardo Pedro; Kenny, Alberto; Attie, Martín; Sícaro, Laura.
Título: Tratamiento con metformina en pacientes con síndrome de ovario poliquístico, no obesa, no insulinorresistentes y durante el embarazo / Metformin treatment and pregnancy outcome in non-obese, non-insulinresistant patients with policystic ovarian syndrome
Fonte: Rev. Soc. Argent. Endocrinol. Ginecol. Reprod;16(2):40-46, ago. 2009. graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: Intároducción:el síndrome de ovario poliquístico (SOP) se caracteriza por anovulación crónica e hiperandrogenismo y en nuestro medio afecta el 12% de las mujeres. No existen dudas de la función que cumple la metformina en pacientes con SOP, obesidad e insulinorresistencia (IR), sin embargo, al no conocer íntegramente su mecanismo de acción, no estamos en condiciones de predecir cual es su rol en el grupo de no obesas, no IR. Se trata del 80% de nuestras pacientes con diagnóstico de PCO que solo presentan oligoamenorrea-anovulación y ovarios ecográficamente poliquísticos. Objetivo: investigar la efectividad de la metformina en la restauración de los ciclos menstruales y la ovulación, así como también en el logro del embarazo en mujeres con SOPQ no obesas, no IR, y reportar la evolución de los embarazos con metformina. Materiales y métodos: se realizó un trabajo prospectivo, desde julio de 2005 a marzo de 2007, en 59 pacientes con diagnóstico de SOP, según los criterios del Consenso de Rotterdam, todas con deseo de fertilidad, oligomenorreicas-anovuladoras, no obesas, no IR (mediana del peso: 60kg, mediana de talla:165 cm, BMI 22,8 de mediana. Indice HOMA:143 de mediana) El estudio se dividió en 3 etapas. En la primera etapa se utilizó metformina en dosis crecientes hasta la dosis de 1700mg/día, durante 6 meses. En la segunda, se sumó citrato de clomifeno, 50 mg/día entre el 5º y 9º días. La tercera etapa la constituyó el seguimiento de embarazos con el uso de metformina. Resultados: se observó un franco cambio en el ritmo menstrual y en la ovulación, con eumenorrea en un 72% de los casos post-metformina y dosaje de progesterona dentro de rango ovulatorio en el día 21 del ciclo. La tasa de embarazo global fue del 52,5% (31/59), de los que el 74% fue solo con metformina, más un 25,8% con el agregado de citrato de clomifeno. El 58% de embarazos (18/31) ocurrió en los 2 primeros meses. De los 31 embarazos, se logró seguimiento completo de 24, ...
Descritores: Clomifeno/uso terapêutico
Menstruação
Metformina/uso terapêutico
Síndrome do Ovário Policístico/terapia
-Fármacos para a Fertilidade Feminina/uso terapêutico
Gravidez
Indutores da Menstruação/uso terapêutico
Ovulação
Limites: Feminino
Gravidez
Humanos
Responsável: AR


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-653456
Autor: Costa, Kassiane Cristine da Silva; Bezerra, Suzana Barbosa; Norte, Clevanice Moreira; Nunes, Luciana Macatrão Nogueira; Olinda, Tiago Moreira de.
Título: Medicinal plants with teratogenic potential: current considerations
Fonte: Braz. j. pharm. sci;48(3):427-433, July-Sept. 2012. tab.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study was to present the implications of the use of herbs during pregnancy, pointing out those that should be avoided during this condition because of their abortifacient and/or teratogenic potential. We carried out searches in the databases ScienceDirect, Scielo and Google Scholar, adopting as criteria for inclusion: book chapters and/or complete articles (with abstract), available in English, Portuguese or Spanish, published from 1996 to in 2011. After a pre-selection of 83 articles, 49 bibliographies were used in the manufacturing end of the article, where 25 were from the Scielo database, 18 from ScienceDirect and 6 from Google Scholar. From the articles studied, we identified the four most commonly used plants as emmenagogue/abortifacient agents by patients of the Department of Prenatal SUS: senne, arruda, boldo and buchinha-do-norte or cabacinha. Thus, we conclude that people often adhere to the maxim "if it's natural, it does no harm" in their rational use of natural products, without the right guidance, believing that these products are safe to use. This usage is even more worrisome among the elderly, pregnant women and children. Regarding the safety of these products, some information and reliable data are scarce or contradictory.

Este trabalho busca as implicações atuais sobre o uso de plantas medicinais durante a gravidez, alertando sobre aquelas que devem ser evitadas nesse período por serem potencialmente abortivas e/ou teratogênicas. Para tanto, foram realizadas buscas nas bases de dados Sciencedirect, Scielo e Google scholar, adotando-se como critérios de inclusão capítulos de livros e/ou artigos completos (com abstract) e disponíveis, em português, inglês ou espanhol, publicados de 1996 a 2011. Após uma pré-seleção de 83 artigos, 49 bibliografias foram utilizadas na confecção final do artigo, sendo 25 provenientes da base de dados Scielo, 18 do Sciencedirect e 06 do Google scholar. A partir dos artigos estudados, identificaram-se as quatro plantas mais utilizadas como emenagogas/abortivas por pacientes do Serviço de Pré-Natal do SUS: senne, arruda, boldo e buchinha-do-norte ou cabacinha. Assim, é possível concluir que, muitas vezes, a população se utiliza da máxima "se é natural, não faz mal" para fazer uso irracional de produtos naturais, sem a correta orientação, acreditando que esses produtos sejam incapazes de provocar qualquer dano. Esse uso é ainda mais preocupante quando realizado por idosos, gestantes e crianças. Em relação à segurança do uso desses produtos, algumas informações e dados confiáveis ainda são escassos ou contraditórios.
Descritores: Plantas Medicinais/toxicidade
Gravidez
Perigos Teratogênicos
-Produtos Biológicos/análise
Indutores da Menstruação/análise
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-516351
Autor: Montanari, Tatiana.
Título: O uso popular de plantas como emenagogas e abortivas / The use of plants as emmenagogue and abortifacient agents
Fonte: Reprod. clim;23(4):170-175, out.-dez. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: O emprego de plantas para indução da menstruação e do aborto é amplamente difundido, e há uma grande diversidade de espécies vegetais utilizadas. Este trabalho revisa a literatura sobre o uso popular de plantas como emenagogas e abortivas, visando a contribuir com a divulgação de informações etnofolclóricas e dados experimentais a respeito das espécies vegetais mais utilizadas. Foram apresentados os dados sobre carrapichinho (Acanthospermum hispidum), cipó mil homens (Aristolochia triangularis), losna (Arthemisia absinthium), erva de santa maria(Chenopodium ambrosioides), buchinha do norte (Luffa operculata), pariparoba (Piper sp.) e arruda (Ruta graveolens). A ação das plantas deve-se à presença de substâncias estrogênicas, citotóxicas e/ou que estimulem a contratilidade uterina. Se o aborto não ocorrer, anomalias ou malformações podem ser produzidas. O uso de plantas para indução do aborto é comum, apesar dos riscos de intoxicação. Essa conduta deveria ser desestimulada por programas de saúde comunitária, com esclarecimento sobre os riscos à saúde da mulher e do feto e com acesso a métodos contraceptivos. Por outro lado, os produtos de origem vegetal devem ser considerados pela indústria farmacêutica como importante fonte na busca de agentes interceptivos e de medicamentos para o tratamento das desordens menstruais
Descritores: Abortivos
Indutores da Menstruação
Plantas Medicinais/efeitos adversos
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde