Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.954.122.136 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1210 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 121 ir para página                         

  1 / 1210 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001456
Autor: Silva, F R G; Matias, T M S; Souza, L I O; Matos-Rocha, T J; Fonseca, S A; Mousinho, K C; Santos, A F.
Título: Phytochemical screening and in vitro antibacterial, antifungal, antioxidant and antitumor activities of the red propolis Alagoas / Triagem fitoquimico e atividade antibacteriana, antifúngica, antioxidante e antitumoral in vitro da propólis vermelha de Alagoas
Fonte: Braz. j. biol;79(3):452-459, July-Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The study aimed to evaluate the antimicrobial activity, antioxidant, toxicity and phytochemical screening of the Red Propolis Alagoas. Antimicrobial activity was evaluated by disk diffusion method. Determination of antioxidant activity was performed using the DPPH assay (1.1-diphenyl-2-picrylhydrazyl), FTC (ferric thiocyanate) and determination of phenolic compounds by Follin method. Toxicity was performed by the method of Artemia salina and cytotoxicity by MTT method. The phytochemical screening for the detection of allelochemicals was performed. The ethanol extract of propolis of Alagoas showed significant results for antimicrobial activity, and inhibitory activity for Staphylococcus aureus and Candida krusei. The antioxidant activity of the FTC method was 80% to 108.3% hydrogen peroxide kidnapping, the DPPH method showed an EC50 3.97 mg/mL, the content of total phenolic compounds was determined by calibration curve gallic acid, resulting from 0.0005 mg/100 g of gallic acid equivalent. The extract was non-toxic by A. salina method. The propolis extract showed high activity with a higher percentage than 75% inhibition of tumor cells OVCAR-8, SF-295 and HCT116. Chemical constituents were observed as flavonones, xanthones, flavonols, and Chalcones Auronas, Catechins and leucoanthocyanidins. It is concluded that the extract can be tested is considered a potential source of bioactive metabolites.

Resumo O trabalho teve como objetivo avaliar a atividade antimicrobiana, antioxidante, a toxicidade e a prospecção fitoquímica da Própolis Vermelha de Alagoas. A atividade antimicrobiana foi avaliada pelo método de difusão em disco. A determinação do potencial antioxidante foi realizada utilizando o método de DPPH (1,1-difenil-2-picrilhidrazil), FTC (Tiocianato Férrico) e determinação de compostos fenólicos pelo método de Follin. A toxicidade foi realizada pelo método de Artemia salina e a citotoxicidade pelo método do MTT. Foi realizada a prospecção fitoquímica para a pesquisa de aleloquímicos. O extrato etanólico da própolis vermelha de Alagoas apresentou resultados significantes para atividade antimicrobiana, tendo a atividade inibitória para Staphylococcus aureus e Candida krusei. Quanto a atividade antioxidante o método de FTC teve 80% a 108,3% de sequestro de peróxido de hidrogênio, o método de DPPH apresentou um CE50 de 3,97 μg/mL, o teor de compostos fenólicos totais foi determinado mediante curva de calibração do ácido gálico, tendo resultado de 0,0005 mg/100 g equivalente de ácido gálico. O extrato foi atóxico pelo método de A. salina. O extrato da própolis mostrou elevada atividade com percentual de inibição maior que 75% sobre células tumorais OVCAR-8, SF-295 e HCT116. Foram observados constituintes químicos como flavononas, xantonas, flavonóis, Chalconas e Auronas, Catequinas e Leucoantocianidinas. Conclui-se que o extrato testado pode ser considerado é uma fonte potencial de metabólitos bioativos.
Descritores: Própole/química
Antibacterianos/farmacologia
Antifúngicos/farmacologia
Antineoplásicos/farmacologia
Antioxidantes/farmacologia
-Própole/toxicidade
Brasil
Compostos Fitoquímicos/toxicidade
Compostos Fitoquímicos/química
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1210 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001460
Autor: Vieira, J N; Gonçalves, C L; Villarreal, J P V; Gonçalves, V M; Lund, R G; Freitag, R A; Silva, A F; Nascente, P S.
Título: Chemical composition of essential oils from the apiaceae family, cytotoxicity, and their antifungal activity in vitro against candida species from oral cavity / Composição química de óleos essenciais da família apiaceae, citotoxicidade e sua atividade antifúngica in vitro contra espécies de candida da cavidade oral
Fonte: Braz. j. biol;79(3):432-437, July-Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aims of this research were: evaluate the chemical composition and the cytotoxicity of the Cuminum cyminum (cumin), Anethum graveolens (dill), Pimpinella anisum (anise) and Foeniculum vulgare (fennel) essential oils, as well as their antifungal activity in vitro against ten Candida spp. isolates. The chemical composition of the oils was analyzed by means of gas chromatography coupled with mass spectrometry (GC/MS). The cytotoxicity assays were performed, using the cell proliferation reagent WST-1 in L929 mouse fibroblasts (20x103 well-1). The determinate the Minimum Inhibitory Concentration (MIC), was performed through the Broth Microdilution technique (CLSI). The chemical main components were the cuminaldehyde (32.66%) for cumin, carvone (34.89%) for the dill, trans-anethole (94.01%) for the anise and anethole (79.62%) for the fennel. Anise and fennel did not were cytotoxic in all the tested concentrations, however the cumin oil was cytotoxic in the concentration of 20 mg.mL-1 and the dill in the concentrations of 20 and 8 mg.mL-1. All yeasts were susceptible against the evaluated essential oils. Cumin presented the lowest MIC against yeasts. We concluded that all the essential oils presented inhibitory action against Candida spp., and C . cyminum, P. anisum and F. vulgare were not cytotoxic in the same minimum inhibitory concentrations for the fungi.

Resumo Os objetivos desta pesquisa foram: avaliar a composição química e a citotoxicidade dos óleos essenciais de Cuminum cyminum (cominho), Anethum graveolens (endro), Pimpinella anisum (erva-doce) e Foeniculum vulgare (funcho), bem como sua atividade antifúngica in vitro contra dez isolados de Candida spp.. A composição química dos óleos foi analisada por meio de cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massa (GC / MS). Os ensaios de citotoxicidade foram realizados, utilizando o reagente de proliferação celular WST-1 em fibroblastos de ratinho L929 (20x103 poço-1). A determinação da Concentração Inibitória Mínima (MIC) foi realizada através da técnica de microdiluição em caldo (CLSI). Os principais componentes químicos foram o cuminaldeído (32.66%) para cominho, carvona (34.89%) para o endro, trans-anetol (94.01%) para erva-doce e anetol (79.62%) para a funcho. O endro e a erva-doce não foram citotóxicos em todas as concentrações testadas, no entanto, o óleo de cominho foi citotóxico na concentração de 20 mg.mL-1 e o endro nas concentrações de 20 e 8 mg.mL-1. Todas as leveduras foram suscetíveis aos óleos essenciais avaliados. O cominho apresentou a menor CIM contra as leveduras. Concluímos que todos os óleos essenciais apresentaram ação inibidora contra Candida spp., e C. cyminum, P. anisum e F. vulgare não foram citotóxicos nas mesmas concentrações inibitórias mínimas para os fungos.
Descritores: Candida/efeitos dos fármacos
Óleos Voláteis/farmacologia
Apiaceae/química
Antifúngicos/farmacologia
-Técnicas In Vitro
Testes de Sensibilidade Microbiana
Cromatografia Gasosa-Espectrometria de Massas
Boca/microbiologia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1210 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1054870
Autor: Porras-López, Carlos; Frías-De-León, María Guadalupe; Arenas, Roberto; Martínez-Herrera, Erick.
Título: Chromoblastomycosis caused by Rhinocladiella aquaspersa: first case report in Guatemala
Fonte: An. bras. dermatol;94(5):574-577, Sept.-Oct. 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The authors report a case of 40-year-old male patient with a five-year history of chromoblastomycosis on his right leg. Diagnosis was performed by direct 40% KOH exam of skin scales, culture with micro- and macromorphologic analysis, and genotypic characterization (sequencing of a fragment of the ITS region and phylogenetic analysis) of the isolated fungus. Rhinocladiella aquaspersa was identified as the etiological agent. Initially, the treatment was with oral itraconazole 200 mg/day for one year. However, the presence of "sclerotic cells" with filaments ("Borelli spiders") resulted in a change of medical treatment: a higher dose of itraconazole (400 mg/day) and surgery, achieving clinical and mycological cure in one year. This is the first report of chromoblastomycosis caused by R. aquaspersa in Guatemala.
Descritores: Ascomicetos/isolamento & purificação
Cromoblastomicose/microbiologia
-Ascomicetos/ultraestrutura
Cromoblastomicose/patologia
Cromoblastomicose/tratamento farmacológico
Resultado do Tratamento
Itraconazol/uso terapêutico
Guatemala
Antifúngicos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1210 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1054899
Autor: Zhou, Qiang; Zhu, Kejian.
Título: Deep cutaneous ulcers and sinus formation in an immunocompetent adult
Fonte: An. bras. dermatol;94(6):744-746, Nov.-Dec. 2019. graf.
Idioma: en.
Projeto: National Natural Science Foundation of China.
Resumo: Abstract This report describes a case of unusual deep skin ulcers with tortuous sinus tract formation in an immunocompetent woman. She was initially diagnosed with a Staphylococcus aureus skin infection and histopathologically diagnosed with pyoderma gangrenosum. However, culture from the deep end of ribbon gauze inserted into the subcutaneous sinus tract revealed shiny, light-yellow mucoid colonies, which were identified as Cryptococcus neoformans var. grubii. She was treated with fluconazole for nine months and completely healed. Cryptococcosis is an opportunistic infection caused by variants of C. neoformans species. Cutaneous manifestations of cryptococcosis are quite divergent, rarely occurring as deep skin ulcers with sinus formation.
Descritores: Úlcera Cutânea/microbiologia
Úlcera Cutânea/patologia
Criptococose/patologia
Cryptococcus neoformans/isolamento & purificação
Dermatomicoses/patologia
Imunocompetência
-Úlcera Cutânea/tratamento farmacológico
Fluconazol/uso terapêutico
Hospedeiro Imunocomprometido
Criptococose/microbiologia
Criptococose/tratamento farmacológico
Dermatomicoses/microbiologia
Dermatomicoses/tratamento farmacológico
Antifúngicos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1210 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Taveira, Luis Antônio de Assis
Chinellato, Luiz Eduardo Montenegro
Texto completo
Id: biblio-874058
Autor: Tolentino, Elen de Souza; Barbosa, Bruno Aiello; Taveira, Luis Antônio de Assis; Chinellato, Luiz Eduardo Montenegro.
Título: Manifestações bucais da paracoccidioidomicose: considerações gerais e relato de caso / Oral manifestations of paracoccidioidomycosis: general considerations and case report
Fonte: RFO UPF;15(1):71-76, jan.-abr. 2010. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A paracoccidioidomicose é uma doença sistêmica que envolve primariamente, os pulmões e, posteriormente, dissemina-se para outros órgãos e sistemas. Lesões secundárias aparecem frequentemente nas membranas mucosas, linfonodos e pele. Tanto a apresentação clínica dessa micose quanto o curso da doença variam para cada paciente. Infecções subclínicas tem sido documentadas em pessoas saudáveis residentes em áreas endêmicas. Essas áreas estão confinadas a alguns países da América Latina. A paracoccidioidomicose é frequentemende diagnosticada no Brasil, Venezuela, Colômbia, Equador e Argentina. No Brasil a doença constitui um importante problema de saúde pública. O agente etiológico da doença é um fungo dismórfico, o Paracoccidioides brasiliensis. A abordagem clínica de pacientes portadores de lesões ulceradas crônicas na boca deve considerar a paracoccidioidomicose como possibilidade diagnóstica. Este trabalho apresenta uma revisão de literatura sobre essa doença, abordando aspectos clínicos, epidemiologia, métodos diagnósticos e de tratamento, além de relatar um caso diagnosticado após avaliação clínica, citologia esfoliativa e biópsia incisional
Descritores: Antifúngicos
Biologia Celular
Boca/lesões
Paracoccidioidomicose
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR337.1 - Biblioteca


  6 / 1210 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-841336
Autor: Motta, Fabio Araujo; Dalla-Costa, Libera Maria; Muro, Marisol Dominguez; Cardoso, Mariana Nadal; Picharski, Gledson Luiz; Jaeger, Gregory; Burger, Marion.
Título: Risk factors for candidemia mortality in hospitalized children / Fatores de risco de mortalidade por candidemia em crianças internadas
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);93(2):165-171, Mar.-Apr. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: To evaluate risk factors associated with death due to bloodstream infection caused by Candida spp. in pediatric patients and evaluate the resistance to the main anti-fungal used in clinical practice. Methods: This is a cross-sectional, observational, analytical study with retrospective collection that included 65 hospitalized pediatric patients with bloodstream infection by Candida spp. A univariate analysis was performed to estimate the association between the characteristics of the candidemia patients and death. Results: The incidence of candidemia was 0.23 cases per 1000 patients/day, with a mortality rate of 32% (n = 21). Clinical outcomes such as sepsis and septic shock (p = 0.001), comorbidities such as acute renal insufficiency (p = 0.01), and risks such as mechanical ventilation (p = 0.02) and dialysis (p = 0.03) are associated with increased mortality in pediatric patients. The resistance and dose-dependent susceptibility rates against fluconazole were 4.2% and 2.1%, respectively. No resistance to amphotericin B and echinocandin was identified. Conclusion: Data from this study suggest that sepsis and septic shock, acute renal insufficiency, and risks like mechanical ventilation and dialysis are associated with increased mortality in pediatric patients. The mortality among patients with candidemia is high, and there is no species difference in mortality rates. Regarding the resistance rates, it is important to emphasize the presence of low resistance in this series.

Resumo Objetivo: Avaliar os fatores de risco associados ao óbito por infecção da corrente sanguínea causada pela Candida spp em pacientes pediátricos e avaliar a resistência ao principal antifúngico usado na prática clínica. Métodos: Este é um estudo transversal, observacional e analítico com coleta retrospectiva que incluiu 65 pacientes pediátricos internados com infecção da corrente sanguínea por Candida spp. Foi feita uma análise univariada para estimar a associação entre as características dos pacientes com candidemia e o óbito. Resultados: A incidência de candidemia foi de 0,23 casos em cada 1.000 pacientes/dia, com taxa de mortalidade de 32% (n = 21). O resultado clínico como sepse e choque séptico (p = 0,001), comorbidades como insuficiência renal aguda (p = 0,01) e riscos como ventilação mecânica (p = 0,02) e diálise (p = 0,03) estão associados ao aumento da mortalidade em pacientes pediátricos. As taxas de resistência e susceptibilidade dose-dependente contra o fluconazol foram de 4,2% e 2,1%, respectivamente. Não foi identificada resistência à anfotericina B e equinocandina. Conclusão: Os dados de nosso estudo sugerem que a sepse e o choque séptico, a insuficiência renal aguda e riscos como ventilação mecânica e diálise estão associados ao aumento da mortalidade em pacientes pediátricos. A mortalidade entre pacientes com candidemia é alta e não há diferença nas taxas de mortalidade entre as espécies. Sobre a resistência, é importante enfatizar a presença de baixa resistência nesta série.
Descritores: Candidemia/mortalidade
-Índice de Gravidade de Doença
Brasil/epidemiologia
Candida/isolamento & purificação
Criança Hospitalizada
Incidência
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Mortalidade
Candidemia/tratamento farmacológico
Candidemia/sangue
Antifúngicos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1210 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1095198
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência,Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências: COVID-19 busca realizada em 22 de abril de 2020 / Daily evidence report: COVID-19 search conducted on April 22, 2020.-14
Fonte: Brasilia; s.n; 22 abr. , 2020. 24 p.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo da revisão sistemática foi investigar a eficácia e a segurança de tratamentos com antivirais para COVID-19, SARS e MERS. Ao todo, 22 estudos foram incluídos: 1 ensaio clínico, 16 séries de casos e 5 relatos de caso. Os antivirais mais utilizados foram lopinavir / ritonavir, oseltamivir, ribavirina e arbidol. Todos os estudos usaram outras terapias, como antibióticos, imunoglobulina, interferon, glicocorticoides, metilprednisolona e medicamentos antiparasitários e antifúngicos, além da terapia antiviral para pacientes com COVID-19. No único ECR incluído, os pacientes que receberam lopinavir / ritonavir tiveram um processo de recuperação semelhante aos pacientes que receberam tratamento padrão. Os desfechos de mortalidade em 28 dias e carga viral de RNA não foram significativamente diferentes entre os dois grupos. Dentre os achados dos demais estudos, vale destacar que estudos de séries e relatos de casos não avaliam a eficácia de medicamentos, e que em geral as amostras foram pequenas. O estudo de Guan, com 1099 pacientes, chegou a conclusão que oseltamivir foi ineficaz na diminuição da taxa de admissão na UTI, na necessidade de ventilação e na taxa de mortalidade entre os pacientes. O estudo de Shang, com 416 pacientes, indicou que medicamentos antivirais não têm efeito na taxa de mortalidade de pacientes com COVID-19. O estudo de Li, com cinco crianças com COVID-19, indicou que os agentes antivirais não alteraram o resultado ou a duração da internação. A revisão cita outros estudos que foram publicados com os pacientes ainda sob tratamento, sem o desfecho final dessas populações. Quanto a busca por ensaios clínicos para SARS e MERS, foram encontrados protocolos, mas nenhum resultado publicado.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Ribavirina/uso terapêutico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Progressão da Doença
Ritonavir/uso terapêutico
Antirretrovirais/administração & dosagem
Oseltamivir/uso terapêutico
Lopinavir/uso terapêutico
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
Antifúngicos/administração & dosagem
Antiparasitários/administração & dosagem
-Avaliação da Tecnologia Biomédica
Terapias em Estudo/instrumentação
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Estudo de Avaliação
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1210 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carvalho, Lidia Raquel de
Texto completo
Id: biblio-1002438
Autor: Andrade, Ursulla Vilella; Oliveira, Sandra Maria do Valle Leone de; Chang, Marilene Rodrigues; Pereira, Edy Firmina; Marques, Ana Paula da Costa; Carvalho, Lidia Raquel de; Mendes, Rinaldo Poncio; Paniago, Anamaria Mello Miranda.
Título: Treatment compliance of patients with paracoccidioidomycosis in Central-West Brazil / Adesão ao tratamento de pacientes com paracoccidioidomicose na Região Centro-Oeste do Brasil
Fonte: J. bras. pneumol;45(2):e20180167, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To evaluate the treatment compliance of patients with paracoccidioidomycosis. Methods: We studied 188 patients with paracoccidioidomycosis admitted to a tertiary referral hospital in the Central-West Region of Brazil from 2000 to 2010, to assess their compliance to treatment. In order to be considered compliant, patients needed to present two established criteria: (1) receive medicines from the pharmacy, and (2) achieve a self-reported utilization of at least 80% of the dispensed antifungal compounds prescribed since their previous appointment. Results: Most patients were male (95.7%), had the chronic form of the disease (94.2%), and were treated with cotrimoxazole (86.2%). Only 44.6% of patients were treatment compliant. The highest loss to follow-up was observed in the first 4 months of treatment (p < 0.02). Treatment compliance was higher for patients with than for those without pulmonary involvement (OR: 2.986; 95%CI 1.351-6.599), and higher for patients with than without tuberculosis as co-morbidity (OR: 2.763; 95%CI 1.004-7.604). Conclusions: Compliance to paracoccidioidomycosis treatment was low, and the period with the highest loss to follow-up corresponds to the first four months. Pulmonary paracoccidioidal involvement or tuberculosis comorbidity predicts a higher compliance to paracoccidioidomycosis therapy.

RESUMO Objetivo: Avaliar a adesão ao tratamento de paracoccidioidomicose. Métodos: Estudo conduzido com 188 pacientes com paracoccidioidomicose atendidos em um hospital terciário na Região Centro-Oeste do Brasil, de 2000 a 2010, para avaliar adesão ao tratamento. Foram considerados aderentes pacientes que tiveram o seguinte critério: retiraram os medicamentos na farmácia e autorrelataram a utilização de, no mínimo, 80% de dispensação dos antifúngicos prescritos na última consulta. Resultados: A maioria dos pacientes era homem (95,7%), tinha a forma crônica da doença (94,2%) e foi tratada com sulfametoxazol/trimetropim (86,2%). Apenas 44,6% dos pacientes aderiram ao tratamento. A maior perda de seguimento foi observada nos primeiros 4 meses de tratamento (p < 0,02). Adesão ao tratamento foi maior em pacientes com do que sem envolvimento pulmonar (RC: 2,986; IC95% 1,351-6,6599) e maior para os pacientes com do que sem tuberculose associada (RC 2,763; IC95% 1,004-7,604). Conclusões: A adesão ao tratamento da paracoccidioidomicose foi baixa e os primeiros 4 meses constituíram o período com maior evasão. Pacientes com envolvimento paracocidióidico pulmonar ou tuberculose associada revelaram maior adesão ao tratamento da paracoccidioidomicose.
Descritores: Paracoccidioidomicose/tratamento farmacológico
Adesão à Medicação/estatística & dados numéricos
Antifúngicos/uso terapêutico
-Fatores de Tempo
Brasil
Estudos Prospectivos
Seguimentos
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1210 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1058074
Autor: Maldonado O, Lorena; Albuja A, Evelyn; Reyes H, Mirtha; Barros M, Manuel; Cartagena S, Claudia; Cruz Ch, Rodrigo.
Título: Aspergilosis pulmonar invasora en pacientes reumatológicos: presentación de dos casos / Invasive pulmonary aspergillosis in rheumatological patients: presentation of two cases
Fonte: Rev. chil. enferm. respir;35(3):191-198, 2019. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La aspergilosis pulmonar invasora (API) es una infección causada por hongos del género Aspergillus que afecta principalmente a pacientes inmunocomprometidos y corresponde a la forma más grave de aspergilosis. Se asocia a una alta morbi-mortalidad, siendo fundamental un diagnóstico y tratamiento oportuno. Las manifestaciones clínicas son inespecíficas, por lo que un estudio adecuado es importante para el diagnóstico, principalmente en pacientes con factores de riesgo poco habituales. En la actualidad se han establecido categorías diagnósticas que consideran factores del hospedero, laboratorio micológico tradicional y biomarcadores como galactomanano. Éstos, junto a la mejor comprensión e interpretación de las imágenes tomográficas permiten ofrecer un manejo adecuado. En este artículo, se presentan dos casos clínicos de API en pacientes reumatológicos, y se discute la utilidad de los métodos diagnósticos.

Invasive pulmonary aspergillosis (IPA) is an infection caused by fungi of the genus Aspergillus that mainly affects immunocompromised patients and corresponds to the most severe form of aspergillosis. It is associated with high morbidity and mortality, and diagnosis and timely treatment are essential. Clinical manifestations are nonspecific, so an adequate study is important for diagnosis, mainly in patients with unusual risk factors. At present, diagnostic categories have been established that consider factors of the host, traditional mycological laboratory and biomarkers such as galactomannan. These, together with the better understanding and interpretation of the tomographic images, allow us to offer an adequate management. In this article, two clinical cases of API in rheumatological patients are presented, and the usefulness of the diagnostic methods is discussed.
Descritores: Doenças Reumáticas/complicações
Aspergilose Pulmonar Invasiva/complicações
Aspergilose Pulmonar Invasiva/diagnóstico
-Biomarcadores/análise
Tomografia Computadorizada por Raios X
Hospedeiro Imunocomprometido
Aspergilose Pulmonar Invasiva/tratamento farmacológico
Voriconazol/uso terapêutico
Mananas/análise
Antifúngicos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  10 / 1210 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1083621
Autor: Santos, Patricia de Souza.
Título: Avaliação in vitro da atividade antifúngica dos óleos essenciais de Eugenia caryophyllus, Thymus vulgaris e seus compostos químicos majoritários sobre Cryptococcus neoformans / In vitro evaluation of antifungal activity of essential oils of Eugenia caryophyllus, Thymus vulgaris and its majority chemical compounds on Cryptococcus neoformans.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 187 p. graf, ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo (Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças, Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Cryptococcus neoformans é uma levedura patogênica, agente etiológico da meningoencefalite criptococócica, manifestação clínica mais frequente da criptococose, que tem uma alta taxa de mortalidade nos países em desenvolvimento e apresentam fatores de virulência, que diretamente influenciam a infecção no hospedeiro. Uma doença infecciosa cosmopolita que ocorre por inalação das leveduras e se manifesta com mais frequência em indivíduos com baixa imunidade celular. C. neoformans tem tropismo pelas células do sistema nervoso central. Para o tratamento da criptococose a droga de escolha é a anfotericina B associada ou não para a 5 –flucitosina apesar da alta toxicidade e nefrotoxicidade. O objetivo deste trabalho foi avaliar atividade antifúngica dos óleos essenciais de Eugenia caryophyllus e Thymus vulgaris e seus compostos químicos majoritários sobre Cryptococcus neoformans. Em doses subinibitórias avaliar a produção de cápsula e de exoenzimas proteinase e fosfolipase, antes e após exposição aos óleos essenciais e seus compostos químicos majoritários e avaliar a mistura dos compostos químicos sobre isolados de C. neoformans sensíveis aos óleos essenciais. Foram utilizados 18 isolados biológicos de origem humanas sendo, 07 de pacientes com sorologia positiva para o HIV e 11 com sorologia desconhecida para o HIV, 20 isolados de origem ambiental e 02 cepas padrão de C. neoformans: ICB 163 D (NIH 163D) e ATCC 90112. Para a avaliação da atividade antifúngica e obtenção da concentração inibitória mínima (CIM) utilizou-se a técnica de microdiluição em caldo, em meio RPMI 1640, com polissorbato Tween 20 a 0,02% como tensoativo. E a confirmação da inibição em Agar Sabouraud dextrose, a 37°C por 48 hs com obtenção da concentração fungicida mínima (CFM). Para cada óleo essencial e seus compostos químicos majoritários foram encontrados os seguintes resultados de CFM50 e CFM90: E. caryophyllus CFM50 0,19% e CFM90 1,56%; para seus compostos majoritários: Eugenol 99%...

Cryptococcus neoformans is a pathogenic yeast, etiological agent of meningoencephalitis cryptococcal, most common clinical manifestation of cryptococcosis, which has a high mortality rate in developing countries and have virulence factors that directly influence the infection in the host. A cosmopolitan infectious disease that occurs by inhalation of yeasts and manifests more frequently in individuals with low cellular immunity. C. neoformans has tropism for cells of the central nervous system. For the treatment of cryptococcosis the drug of choice is amphotericin B associated or not to 5 -flucitosina despite the high toxicity and nephrotoxicity. The objective of this study was to evaluate the antifungal activity of essential oils of Eugenia caryophyllus and Thymus vulgaris and its major chemical compounds on Cryptococcus neoformans. In subinibitory evaluate the dose capsule production and proteinase exoenzyme and phospholipase, before and after exposure to essential oils and chemicals its controlling and evaluating the mixture of chemical compounds on C. neoformans isolates sensitive to essential oils. human were used 18 isolated biological origin and, 07 patients with positive serology for HIV and 11 with unknown HIV status, 20 environmental isolates and 02 standard strains of C. neoformans: ICB 163 D (NIH 163D) and ATCC 90112. for the evaluation of the antifungal activity and obtaining the minimum inhibitory concentration (MIC) used the broth microdilution technique in RPMI 1640 medium with Tween 0.02% polysorbate 20 as surfactant. And confirmation of inhibition Sabouraud dextrose agar at 37 ° C for 48 hours to obtain the minimum fungicidal concentration (MFC). For each essential oil and its major chemical compounds the following results CFM50 and CFM90 were found: E. caryophyllus CFM50 CFM90...
Descritores: Antifúngicos
Criptococose
Cryptococcus neoformans
Testes de Sensibilidade Microbiana
Óleos Voláteis
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, S237a



página 1 de 121 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde