Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.954.158 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1211 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 122 ir para página                         

  1 / 1211 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-500569
Autor: Garbino, José Antonio; Virmond, Marcos da Cunha Lopes; Ura, Somei; Salgado, Manoel Henrique; Naafs, Bernard.
Título: A randomized clinical trial of oral steroids for ulnar neuropathy in type 1 and type 2 leprosy reactions / Ensaio clínico sobre o tratamento com esteróides via oral da neuropatia ulnar em reação tipo 1 e tipo 2 da hanseníase
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;66(4):861-867, dez. 2008. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: Steroids regimens in leprosy neuropathies are still controversial in botth types of reactions. METHOD: For this trial, 21 patients with ulnar neuropathy were selected from 163 leprosy patients, 12 with type 1 reaction (T1R) and nine with type 2 (T2R). One experimental group started with prednisone 2 mg/kg/day and the control group with 1 mg/kg/day. A clinical score based on tests for spontaneous pain, nerve palpation, sensory and muscle function was used. Neurophysiological evaluation consisted on the motor nerve conduction of the ulnar nerve in three segments. Student "t" test for statistical analysis was applied on the results: before treatment, first week, first month and sixth month, between each regimen and types of reaction. CONCLUSION: In both reactions during the first month higher doses of steroids produced better results but, earlier treatment with lower dose was as effective. Short periods of steroid, 1 mg/Kg/day at the beginning and,tapering to 0,5 mg/Kg/day or less in one month turned out to be efficient in T2R.

INTRODUÇÃO: O tratamento da neuropatia da hanseníase com esteróides é ainda controverso nos dois tipos de reações. MÉTODO: Neste ensaio, de 163 pacientes foram selecionados 21 com neuropatia ulnar, 12 com reação tipo 1 e 9 com tipo 2. Um grupo experimental iniciou com 2 mg/kg/dia e o grupo controle com 1 mg/kg/dia. Foi composto um escore clínico pela avaliação da sensação dolorosa espontânea, palpação de nervos e funções sensitiva e motora. Realizou-se a condução nervosa motora do nervo ulnar em três segmentos. Aplicaram-se os estudos estatísticos com o teste t de Student nos resultados: antes do tratamento, primeira semana, primeiro mês e sexto mês. CONCLUSÃO: Em ambas as reações dosagens mais elevadas iniciais produziram melhores resultados, mas a dose menor quando administrada precocemente foi igualmente efetiva. Períodos curtos com doses efetivas, 1 mg/Kg/dia no início e reduzindo-se para 0,5 mg/Kg/dia ou menos em um mês foram eficientes na reação tipo 2.
Descritores: Anti-Inflamatórios/administração & dosagem
Hanseníase/tratamento farmacológico
Condução Nervosa/fisiologia
Prednisona/administração & dosagem
Nervo Ulnar/efeitos dos fármacos
Neuropatias Ulnares/tratamento farmacológico
-Hanseníase/complicações
Hanseníase/fisiopatologia
Medição da Dor
Tempo de Reação
Resultado do Tratamento
Neuropatias Ulnares/etiologia
Neuropatias Ulnares/fisiopatologia
Adulto Jovem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1211 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039115
Autor: Bristot, Giovana; Ascoli, Bruna M; Scotton, Ellen; Géa, Luiza P; Pfaffenseller, Bianca; Kauer-Sant'Anna, Márcia.
Título: Effects of lithium on inflammatory and neurotrophic factors after an immune challenge in a lisdexamfetamine animal model of mania
Fonte: Braz. J. Psychiatry (São Paulo, 1999, Impr.);41(5):419-427, Sept.-Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate whether an animal model of mania induced by lisdexamfetamine dimesylate (LDX) has an inflammatory profile and whether immune activation by lipopolysaccharides (LPS) has a cumulative effect on subsequent stimuli in this model. We also evaluated the action of lithium (Li) on inflammatory and neurotrophic factors. Methods: Adult male Wistar rats were subjected to an animal model of mania. After the open-field test, they were given LPS to induce systemic immune activation. Subsequently, the animals' blood was collected, and their serum levels of brain-derived neurotrophic factor and inflammatory markers (tumor necrosis factor [TNF]-α, interleukin [IL]-6, IL-1β, IL-10, and inducible nitric oxide synthase [iNOS]) were measured. Results: LDX induced hyperactivity in the animals, but no inflammatory marker levels increased except brain-derived neurotrophic factor (BDNF). Li had no effect on serum BDNF levels but prevented iNOS levels from increasing in animals subjected to immune activation. Conclusion: Although Li prevented an LPS-induced increase in serum iNOS levels, its potential anti-inflammatory effects in this animal model of mania were conflicting.
Descritores: Transtorno Bipolar/imunologia
Modelos Animais de Doenças
Dimesilato de Lisdexanfetamina
Lítio/farmacologia
Anti-Inflamatórios/farmacologia
Fatores de Crescimento Neural/efeitos dos fármacos
-Fatores de Tempo
Transtorno Bipolar/fisiopatologia
Transtorno Bipolar/induzido quimicamente
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Lipopolissacarídeos/farmacologia
Reprodutibilidade dos Testes
Citocinas/sangue
Resultado do Tratamento
Ratos Wistar
Fator Neurotrófico Derivado do Encéfalo/sangue
Óxido Nítrico Sintase Tipo II/sangue
Locomoção/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Masculino
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1211 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973477
Autor: Simsek, Tuncer; Erbas, Mesut; Buyuk, Basak; Pala, Cigdem; Sahin, Hasan; Altinisik, Betul.
Título: Prevention of rocuronium induced mast cell activation with prophylactic oleuropein rich diet in anesthetized rabbits
Fonte: Acta cir. bras;33(11):954-963, Nov. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Purpose: The effect of a prophylactic oleuropein-rich diet before anesthesia accompanied by the widely-used steroid-based neuromuscular drug rocuronium on mast cell activation was investigated in the study. Methods: 14 rabbits used in the study. The rabbits in the oleuropein group were given oleuropein-rich extract added to the animals' water at doses of 20 mg/kg oleuropein for 15 days orally. After 15 days, all rabbits in the two groups were given general anesthesia with rocuronium of 1 mg/kg. After 1 day, animals were sacrificed and the liver tissue sections stained with H&E, toluidine blue and tryptase for immunohistochemical study. Results: There was no statistically significant difference between ALT, AST and albumin averages of the oleuropein and control groups (p> 0.05). The tryptase average of the control group was higher than the tryptase average of the oleuropein group and this difference was statistically significant (p=0.003). The T. blue average in the oleuropein group was higher than the control group. However, there was no statistically significant difference between groups (p=0.482). Conclusions: Rocuronium adverse effects, like hypersensitivity and anaphylaxis, may limit routine use of this substance. The use of oleuropein reduced the number of inflammatory cells and prevented degranulation.
Descritores: Fármacos Neuromusculares não Despolarizantes/efeitos adversos
Iridoides/administração & dosagem
Rocurônio/efeitos adversos
Anestesia Geral/efeitos adversos
Mastócitos/efeitos dos fármacos
Anti-Inflamatórios/administração & dosagem
-Aspartato Aminotransferases/sangue
Albumina Sérica/análise
Distribuição Aleatória
Degranulação Celular/efeitos dos fármacos
Agregação Celular/efeitos dos fármacos
Reprodutibilidade dos Testes
Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Dietoterapia/métodos
Alanina Transaminase/sangue
Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos/prevenção & controle
Profilaxia Pré-Exposição/métodos
Fígado/efeitos dos fármacos
Fígado/enzimologia
Mastócitos/patologia
Limites: Animais
Masculino
Coelhos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1211 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-731276
Autor: Borges, Mariane Curado; Santos, Fabiana de Miranda Moura; Telles, Rosa Weiss; Correia, Maria Isabel Toulson Davisson; Lanna, Cristina Costa Duarte.
Título: Ácidos graxos poli-insaturados ômega-3 e lúpus eritematoso sistêmico: o que sabemos? / Polyunsaturated omega-3 fatty acids and systemic lupus erythematosus: what do we know?
Fonte: Rev. bras. reumatol;54(6):459-466, Nov-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Diversos estudos têm demonstrado a habilidade dos ácidos graxos ômega-3 em reduzir asconcentrações de proteína C-reativa (PCR), eicosanoides pró-inflamatórios, citocinas, quimiocinas e de outros biomarcadores da inflamação. Por essas propriedades, a suplementação com essa classe de lipídeos pode representar terapia adicional ao tratamento de doençasinflamatórias crônicas sistêmicas, como o lúpus eritematoso sistêmico (LES) e outrasdoenças reumáticas. O papel dessa classe de lipídeos no LES ainda não está bem estabelecido. No entanto, parece haver relação entre o consumo deste tipo de gordura e a diminuiçãodas manifestações e da atividade inflamatória da doença. Sendo assim, este artigo apresentarevisão da literatura científica sobre os efeitos dos ácidos graxos ômega-3 em pacientescom LES. Realizou-se levantamento bibliográfico junto aos bancos de dados Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), utizando-se como palavras-chave: lúpus eritematoso sistêmico (LES), ácidos graxos poli-insaturados ômega-3, ácido eicosapentaenoico(EPA), ácido docosahexaenoico (DHA), antioxidantes e dieta. Foram incluídos artigos publicados até setembro de 2013. Quarenta e três artigos relacionados ao tema foram encontrados. Após limitar a busca apenas para estudos realizados em seres humanos foram encontrados 15 artigos, sendo três de revisão e 12 ensaios clínicos.

Various studies have demonstrated the impact of omega-3 fatty acids on the concentration of C reactive protein (CRP), pro-inflammatory eicosanoids, cytokines, chemokines and other inflammatory mediators. Therefore, the supplementation of these types of lipids may represent additional option treatment for chronic systemic diseases, such as Systemic Lupus Erythematous and other rheumatic diseases. The role of these lipids has not been well established, yet. However, it seems there is a direct relationship between its intake and the decrease of the disease clinical manifestations as well as of the inflammatory status of the patients. Thus, the aim of this manuscript is to present a thorough review on the effects of omega-3 fatty acids in patients with SLE. Bibliographic data set as the Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) and Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) were searched using as key words: systemic lupus erythematous (SLE), polyunsaturated fatty acids omega-3, eicosapentanoic acid (EPA), docosahexanoic acid (DHA), antioxidants and diet. Manuscripts published up to September 2013 were included. There were 43 articles related to the topic, however only 15 pertained human studies, with three review articles and 12 clinical studies.
Descritores: Ácidos Graxos Ômega-3/uso terapêutico
Lúpus Eritematoso Sistêmico/tratamento farmacológico
-Anti-Inflamatórios/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1211 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-731269
Autor: Restrepo, Juan Pablo; Molina, María del Pilar.
Título: Perfuração do colo por colite amebiana invasiva durante terapia anti-TNF para espondiloartrite / Colonic perforation due to invasive amebic colitis during anti-TNF therapy for spondyloarthritis
Fonte: Rev. bras. reumatol;54(6):483-485, Nov-Dec/2014. graf.
Idioma: pt.
Resumo: O bloqueio do TNF tem tido sucesso no tratamento de algumas doenças reumáticas, como a espondiloartrite. Relatam-se muitas complicações infecciosas com a terapia anti-TNF, principalmente infecções bacterianas, micobacterianas, virais e fúngicas. A Entamoeba histolytica é um protozoário extracelular que causa principalmente colite e abscesso hepático, sendo que a perfuração intestinal é uma complicação rara, com alta mortalidade. O TNF é considerado o principal mediador da imunidade celular contra a amebíase. Inicialmente, é quimiotático para a E. histolytica, potencializando sua adesão ao enterócito por meio da lectina galactose-inibível, e depois ativando os macrófagos para matarem a ameba pela liberação de NO; assim, o bloqueio do TNF poderia ser prejudicial, aumentando a virulência amebiana. Descreve-se o caso de uma mulher de 46 anos com espondiloartrite que apresentou uma perfuração do colo por colite amebiana invasiva durante uso de anti-TNF.

TNF blockade has been successful in the treatment of some rheumatic diseases such as spondyloarthritis. Many infectious complications have been reported with anti-TNF therapy, mainly bacterial, mycobacterial, viral and fungal infections. Entamoeba histolytica is an extracellular protozoan parasite that mainly causes colitis and hepatic abscess; bowel perforation is an uncommon complication with high mortality. TNF is considered the principal mediator of cell immunity against amebiasis. Initially, it is chemotactic to E. histolytica, enhancing its adherence to enterocyte via galactose inhibitable lectin, and then activating macrophages to kill ameba though the release of NO, so that TNF blocking could be harmful, increasing amebic virulence. We describe the case of a 46-year-old woman with spondyloarthritis who presented a colonic perforation due to invasive amebic colitis during anti-TNF use.
Descritores: Colite/complicações
Colite/parasitologia
Disenteria Amebiana/induzido quimicamente
Entamoeba histolytica
Entamebíase/induzido quimicamente
Adalimumab/efeitos adversos
Perfuração Intestinal/parasitologia
Anti-Inflamatórios/efeitos adversos
-Fator de Necrose Tumoral alfa/antagonistas & inibidores
Espondilartrite/tratamento farmacológico
Disenteria Amebiana/complicações
Entamebíase/complicações
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1211 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012528
Autor: Çelakıl, Mehtap Ezel; Yücel, Burcu Bozkaya; Özod, Umay Kiraz; Bek, Kenan.
Título: Anca-associated crescentic glomerulonephritis in a child with isolated renal involvement / Glomerulonefrite rapidamente progressiva associada a ANCA em uma criança com acometimento renal isolado
Fonte: J. bras. nefrol;41(2):293-295, Apr.-June 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Pauci-immune glomerulonephritis (GN) is more common in elderly people compared to children and the etiology is not completely understood yet. Antineutrophil cytoplasmic antibody (ANCA) positivity occurs in 80% of the patients. We report a case of a 7-year-old girl who presented with malaise and mildly elevated creatinine diagnosed as ANCA-associated pauci-immune crescentic glomerulonephritis with crescents in 20 of 25 glomeruli (80%). Of these 20 crescents, 12 were cellular, 4 fibrocellular, and 4 globally sclerotic. She did not have purpura, arthritis, or systemic symptoms and she responded well to initial immunosuppressive treatment despite relatively severe histopathology. The patient was given three pulses of intravenous methylprednisolone (30 mg/kg on alternate days) initially and continued with cyclophosphamide (CYC; 2 mg/kg per day) orally for 3 months with prednisone (1 mg/kg per day). In one month, remission was achieved with normal serum creatinine and prednisone was gradually tapered. The case of this child with a relatively rare pediatric disease emphasizes the importance of early and aggressive immunosuppressive treatment in patients with renal-limited ANCA-associated pauci-immune crescentic GN even if with a mild clinical presentation. As in our patient, clinical and laboratory findings might not always exactly reflect the severity of renal histopathology and thus kidney biopsy is mandatory in such children to guide the clinical management and predict prognosis.

RESUMO A glomerulonefrite (GN) pauci-imune é mais comum em idosos em comparação com crianças, e a etiologia ainda não é completamente compreendida. A positividade do anticorpo citoplasmático antineutrófilo (ANCA) ocorre em 80% dos pacientes. Relatamos o caso de uma menina de 7 anos de idade que apresentou mal-estar e creatinina discretamente elevada, diagnosticada como glomerulonefrite rapidamente progressiva pauci-imune associada a ANCA com crescentes em 20 dos 25 glomérulos (80%). Destes 20 crescentes, 12 eram celulares, 4 fibrocelulares e 4 globalmente escleróticos. Ela não apresentava púrpura, artrite ou sintomas sistêmicos e respondeu bem ao tratamento imunossupressor inicial, apesar da histopatologia relativamente grave. A paciente recebeu três pulsos de metilprednisolona intravenosa (30 mg/kg em dias alternados) inicialmente e continuou com ciclofosfamida (2 mg/kg por dia) por via oral durante 3 meses com prednisona (1 mg/kg por dia). Em um mês, a remissão foi alcançada com creatinina sérica normal e a prednisona foi gradualmente reduzida. O caso desta criança com uma doença pediátrica relativamente rara enfatiza a importância do tratamento imunossupressor precoce e agressivo em pacientes com GN rapidamente progressiva renal associada à ANCA, mesmo com uma apresentação clínica leve. Como em nossa paciente, os achados clínicos e laboratoriais podem nem sempre refletir exatamente a gravidade da histopatologia renal e, assim, a biópsia renal é obrigatória nessas crianças para orientar a conduta clínica e auxiliar no prognóstico.
Descritores: Anticorpos Anticitoplasma de Neutrófilos/sangue
Glomerulonefrite/diagnóstico
Glomerulonefrite/sangue
Rim/patologia
-Biópsia
Metilprednisolona/administração & dosagem
Metilprednisolona/uso terapêutico
Prednisona/administração & dosagem
Prednisona/uso terapêutico
Seguimentos
Resultado do Tratamento
Creatinina/sangue
Ciclofosfamida/administração & dosagem
Ciclofosfamida/uso terapêutico
Glomerulonefrite/tratamento farmacológico
Imunossupressores/administração & dosagem
Imunossupressores/uso terapêutico
Anti-Inflamatórios/administração & dosagem
Anti-Inflamatórios/uso terapêutico
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1211 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1002417
Autor: Falcão, Luis Pedro; Fernandes, Sara; Costa, Ana Cortesão; Teixeira, Catarina; Raimundo, Mário; Silva, Sónia; Miranda, Margarida; Almeida, Edgar De.
Título: An atypical presentation of a severe and massive atheroembolic disease / Uma apresentação atípica de doença ateroembólica grave
Fonte: J. bras. nefrol;41(1):142-144, Jan.-Mar. 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Atheroembolic renal disease (AERD) is a kidney manifestation of atherosclerosis as a systemic disease. AERD is defined as a renal impairment secondary to embolization of cholesterol crystals with consequent occlusion of renal vascularization. The current case report describes one patient with multiple risk factors but without any inciting event history who presents a very atypical clinical course of a severe and massive atheroembolic disease that developed spontaneously and silently.

RESUMO A doença renal ateroembólica (DRAE) é uma manifestação renal da aterosclerose enquanto patologia sistêmica. A DRAE é definida como uma disfunção renal secundária à embolização de cristais de colesterol seguida da oclusão da vascularização renal. O presente relato descreve o caso de um paciente com vários fatores de risco, porém sem um evento precipitante, que se apresentou com um curso clínico bastante atípico de doença ateroembólica grave de evolução espontânea e silenciosa.
Descritores: Insuficiência Renal/diagnóstico por imagem
Aterosclerose/complicações
Dislipidemias/complicações
Hipertensão/complicações
-Biópsia
Inibidores da Agregação de Plaquetas/uso terapêutico
Hipertrigliceridemia
Aspirina/uso terapêutico
Inibidores de Hidroximetilglutaril-CoA Redutases/uso terapêutico
Creatinina/sangue
Diabetes Mellitus Tipo 2/complicações
Nefropatias Diabéticas/etiologia
Insuficiência Renal/etiologia
/uso terapêutico
FREEZINGABDOMEN, ACUTE/uso terapêutico
Hipercolesterolemia
Rim/patologia
Microscopia
Anti-Inflamatórios/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1211 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Riella, Miguel Carlos
Texto completo
Id: biblio-1002413
Autor: Lacreta, Gabriela; Bucharles, Sérgio Gardano Elias; Sevignani, Gabriela; Riella, Miguel Carlos; Nascimento, Marcelo Mazza do.
Título: Pure red cell aplasia and anti-erythropoietin antibodies in patients on hemodialysis: a report of two cases and a literature review / Aplasia pura de células vermelhas e anticorpo antieritropoietina em pacientes de hemodiálise: relato de dois casos e revisão da literatura
Fonte: J. bras. nefrol;41(1):145-151, Jan.-Mar. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: Anemia is a frequent multifactorial complication of CKD seen in patients on dialysis derived mainly from impaired erythropoietin (EPO) production. A less common cause of anemia in individuals with CKD is pure red cell aplasia (PRCA) secondary to the production of anti-EPO antibodies. Objective: This paper aimed two describe two cases of PRCA secondary to the production of anti-EPO antibodies including choice of treatment, patient progression, and a literature review. Materials: This study included the cases of two patients with CKD on hemodialysis with severe anemia in need of specific investigation and management. Results: Patient 1 with CKD secondary to hypertension treated with EPO for 7 months showed persistent decreases in hemoglobin (Hb) levels despite the subcutaneous administration of increasing doses of EPO; the patient required recurring blood transfusions. Workup and imaging tests were negative for the main causes of anemia in individuals with CKD on dialysis. Patient 2 with CKD secondary to adult polycystic kidney disease had been taking EPO for 2 years. The patient developed severe abrupt anemia the month he was started on HD, and required recurring transfusions to treat the symptoms of anemia. Workup and imaging findings were inconclusive. Specific laboratory tests confirmed the patients had anti-EPO antibodies. After six months of immunosuppressant therapy (corticosteroids + cyclosporine) the patients were stable with Hb > 9.0 g/dl. Conclusion: PRCA is a rare condition among patients on dialysis treated with rhEPO and should be considered as a possible cause of refractory anemia. Treating patients with PRCA may be challenging, since the specific management and diagnostic procedures needed in this condition are not always readily available.

RESUMO Introdução: Anemia é complicação frequente da Doença Renal Crônica (DRC) em pacientes dialíticos. Apresenta caráter multifatorial principalmente pela insuficiente produção de eritropoietina (EPO). Situação rara causadora de anemia na DRC é Aplasia Pura de Células Vermelhas (APCV), em decorrência da produção de anticorpos anti-EPO. Objetivo: Descrever 2 casos de APCV com formação de anticorpos anti-EPO, sua abordagem clínica, evolução e revisão de literatura. Métodos: Dois pacientes em hemodiálise que desenvolveram anemia grave, necessitando investigação e manejo específico. Resultados: Paciente nº 1: feminina, 75 anos, DRC secundária à hipertensão arterial. Após 7 meses com EPO desenvolveu queda persistente em valores de hemoglobina (Hb) mesmo com incremento em doses EPO SC, necessitando transfusões de sangue recorrentes. Extensa investigação laboratorial e de imagem resultou negativa para principais causas de anemia. Paciente nº 2: masculino, 66 anos, DRC secundária à DRPA, há 2 anos em uso de EPO. No mês de entrada em HD desenvolveu anemia severa, também exigindo transfusões recorrentes para tratamento da anemia sintomática. Extensa investigação laboratorial e por imagem, sem chegar a uma conclusão definitiva. Em ambos os casos a presença de anticorpos anti-EPO foi confirmada por exames laboratoriais específicos. Terapia imunossupressora resultou em estabilização do quadro e Hb > 9,0 g/dl em ambos os pacientes, 6 meses após início do tratamento. Conclusão: APCV é condição rara entre pacientes dialíticos que recebem EPOHuR e deve ser lembrada como causa de anemia refratária. Seu manejo específico e diagnóstico laboratorial nem sempre acessível, tornando desafiadora a condução dos casos para o nefrologista.
Descritores: Proteínas Recombinantes/uso terapêutico
Eritropoetina/imunologia
Eritropoetina/uso terapêutico
Diálise Renal/efeitos adversos
Aplasia Pura de Série Vermelha/etiologia
Anticorpos Neutralizantes/sangue
Falência Renal Crônica/tratamento farmacológico
-Proteínas Recombinantes/efeitos adversos
Prednisona/administração & dosagem
Prednisona/uso terapêutico
Eritropoetina/biossíntese
Eritropoetina/efeitos adversos
Transplante de Rim
Resultado do Tratamento
Ciclosporina/administração & dosagem
Ciclosporina/uso terapêutico
Aplasia Pura de Série Vermelha/tratamento farmacológico
Imunossupressores/administração & dosagem
Imunossupressores/uso terapêutico
Anti-Inflamatórios/administração & dosagem
Anti-Inflamatórios/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1211 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1095211
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência,Tecnologia e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências Covid-19: atualizações de 08 de abril: 10 estudos encontrados / Covid-19 Daily Evidence Report: April 8 updates: 10 studies found.
Fonte: Brasilia; s.n; abr. 8, 2020. 10 p.
Idioma: pt.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Heparina de Baixo Peso Molecular/administração & dosagem
Heparina de Baixo Peso Molecular/antagonistas & inibidores
Heparina de Baixo Peso Molecular/uso terapêutico
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
-Progressão da Doença
Terapias em Estudo/instrumentação
Anti-Inflamatórios/análise
Antifibrinolíticos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1211 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-844220
Autor: Furtado, Rita Nely Vilar; Machado, Flávia Soares; Luz, Karine Rodrigues da; Santos, Marla Francisca dos; Konai, Monique Sayuri; Lopes, Roberta Vilela; Natour, Jamil.
Título: Intra-articular injection with triamcinolone hexacetonide in patients with rheumatoid arthritis: prospective assessment of goniometry and joint inflammation parameters / Injeção intra-articular de hexacetonido de triancinolona em pacientes com artrite reumatoide: avaliação prospectiva da goniometria e parâmetros de inflamação articular
Fonte: Rev. bras. reumatol;57(2):115-121, Mar.-Apr. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: To evaluate local joint variables after intra-articular injection with triamcinolone hexacetonide in rheumatoid arthritis patients. Methods: We blindly and prospectively (baseline, 1, 4, 12 and 24 weeks) evaluated metacarpophalangeal, wrist, elbow, shoulder, knee and ankle joints after triamcinolone hexacetonide intra-articular injection by the following outcome measures: visual analogue scale 0–10 cm (VAS) for rest pain (VASR); VAS for movement pain (VASM); VAS for joint swelling (VASSw); flexion (FlexG) and extension (ExtG). Results: 289 patients (635 joints) were studied. VASSw (p < 0.001) and VASR (0.001 < p < 0.016) improved from T0 to T4, T12 and T24 for all joints. VASM improved from T0 to T4 (p < 0.021) for all joints; T0 to T12 (p < 0.023) for MCF and knee; T0 to T24 (p < 0.019) only for MCF and knee. FlexG improved from T0 to T4 (p < 0.001) for all joints; T0 to T12 (p < 0.001) and T0 to T24 (p < 0.02) only for MCF and knee. ExtG improved from T0 to T4 (p < 0.001) for all joints except for elbow; T0 to T12 (p = 0.003) for wrist, metacarpophalangeal and knee; and T0 to T24 (p = 0.014) for MCF and knee. Conclusion: VASSw responded better at short and medium term after IAI with triamcinolone hexacetonide in our sample of RA patients.

Resumo Objetivos: Avaliar variáveis articulares locais após a injeção intra-articular (IIA) de hexacetonido de triancinolona (HT) em pacientes com artrite reumatoide (AR). Métodos: Avaliaram-se de modo cego e prospectivo (inicial, 1, 4, 12 e 24 semanas) as articulações metacarpofalângica (MCF), punho, cotovelo, ombro, joelho e tornozelo após a IIA de HT à procura das seguintes medidas de desfecho: escala visual analógica (EVA) de 0 a 10 cm para dor em repouso (EVAr); EVA para dor ao movimento (EVAm); EVA para inchaço das articulações (EVAi); flexão (FlexG) e extensão (ExtG). Resultados; Estudaram-se 289 pacientes (635 articulações). A EVAi (p < 0,001) e a EVAr (0,001 < p < 0,016) melhoraram de T0 a T4, T12 e T24 em todas as articulações. A EVAm melhorou de T0-T4 (p < 0,021) em todas as articulações; T0-T12 (p < 0,023) na MCF e no joelho; T0-T24 (p < 0,019) apenas na MCF e no joelho. A FlexG melhorou de T0-T4 (p < 0,001) em todas as articulações; T0-T12 (p < 0,001) e T0-T24 (p < 0,02) apenas na MCF e no joelho. A ExtG melhorou de T0-T4 (p < 0,001) em todas as articulações, exceto no cotovelo; T0-T12 (p = 0,003) no punho, na MCF e no joelho; e T0-T24 (p = 0,014) na MCF e no joelho. Conclusão: A EVAi respondeu melhor em curto e médio prazos após a IIA de HT na presente amostra de pacientes com AR.
Descritores: Artrite Reumatoide/tratamento farmacológico
Articulação do Punho/patologia
Triancinolona Acetonida/análogos & derivados
Inflamação/tratamento farmacológico
Articulação do Joelho/patologia
Anti-Inflamatórios/administração & dosagem
-Artrite Reumatoide/fisiopatologia
Medição da Dor
Triancinolona Acetonida/administração & dosagem
Estudos Prospectivos
Resultado do Tratamento
Inflamação/fisiopatologia
Injeções Intra-Articulares
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 122 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde