Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.954.329 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 177 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 18 ir para página                         

  1 / 177 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Xavier, Ricardo Machado
Texto completo
Id: biblio-1104373
Autor: Morsch, André Luis Bittencourt; Henrique, Lilian Rodrigues; Silva, Denise Rossato; Garziera, Giovana; Xavier, Ricardo Machado; Hax, Vanessa; Ferreira, Manoela Fantinel; Kohem, Charles Lubianca; Mancuso, Aline Castello Branco; Gasparin, Andrese Aline; Brenol, Claiton Viegas; Andrade, Nicole Pamplona Bueno de; Menegat, Franciele de Almeida; Viecceli, Daniela; Bohn, Renata; Palominos, Penélope Esther.
Título: Incidence of tuberculosis infection in spondyloarthritis patients treated with biological and conventional disease-modifying anti-rheumatic drugs in an endemic area
Fonte: Clin. biomed. res;40(1):1-6, 2020.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: Registries of spondyloarthritis (SpA) patients' follow-up provided evidence that tumor necrosis factor inhibitors (TNFi) increase the incidence of active tuberculosis infection (TB). However, most of these registries are from low burden TB areas. Few studies evaluated the safety of biologic agents in TB endemic areas. This study compares the TB incidence rate (TB IR) in anti-TNF-naïve and anti-TNF-experienced subjects with SpA in a high TB incidence setting.Methods: In this retrospective cohort study, medical records from patients attending a SpA clinic during 13 years (2004 to 2016) in a university hospital were reviewed. The TB IR was calculated and expressed as number of events per 105 patients/year; the incidence rate ratio (IRR) associated with the use of TNFi was calculated.Results: A total of 277 patients, 173 anti-TNF-naïve and 104 anti-TNF-experienced subjects, were evaluated; 35.7% (N = 35) of patients who were prescribed an anti-TNF drug were diagnosed with latent tuberculosis infection (LTBI). Total follow-up time (person-years) was 1667.8 for anti-TNF-naïve and 394.9 for anti-TNF-experienced patients. TB IR (95% CI) was 299.8 (37.4-562.2) for anti-TNF naïve and 1012.9 (25.3-2000.5) for anti-TNF experienced subjects. The IRR associated with the use of TNFi was 10.4 (2.3- 47.9).Conclusions: In this high TB incidence setting, SpA patients exposed to anti-TNF therapy had a higher incidence of TB compared to anti-TNF-naïve subjects, although the TB incidence in the control group was significant.(AU)
Descritores: Tuberculose Latente
Inibidores do Fator de Necrose Tumoral
-Fatores Biológicos
Registros Médicos
Grupos Controle
Incidência
Estudos de Coortes
Antirreumáticos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  2 / 177 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1054883
Autor: Silva, Thadeu Santos; Guimarães, Carlos Leonardo Martins; Xavier, Isabela Pimenta; Rego, Vitória Regina Pedreira de Almeida.
Título: Lobular capillary hemangioma in a patient with ankylosing spondylitis using adalimumab: an exuberant presentation
Fonte: An. bras. dermatol;94(6):751-753, Nov.-Dec. 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Lobular capillary hemangioma or pyogenic granuloma is a benign vascular tumor of the skin or mucous membranes. Most patients present a single lesion. It manifests clinically as an erythematous, friable, and fast-growing tumor. This report details a case with exuberant presentation in a patient with ankylosing spondylitis, using adalimumab. Factors triggering pyogenic granuloma are not well known. They may spontaneously regress, but most require treatment.
Descritores: Dermatopatias/patologia
Espondilite Anquilosante/tratamento farmacológico
Granuloma Piogênico/patologia
Antirreumáticos/uso terapêutico
Adalimumab/uso terapêutico
-Dermatopatias/etiologia
Espondilite Anquilosante/complicações
Fator de Necrose Tumoral alfa/antagonistas & inibidores
Granuloma Piogênico/etiologia
Limites: Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 177 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1097404
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências COVID-19: busca realizada em 6 de maio de 2020 / COVID-19 daily evidence report: search conducted on May 6, 2020.
Fonte: Brasília; s.n; 6 maio 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Essa é uma produção do Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit) da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE) do Ministério da Saúde (Decit/SCTIE/MS), que tem como missão promover a ciência e tecnologia e o uso de evidências científicas para a tomada de decisão do SUS, tendo como principal atribuição o incentivo ao desenvolvimento de pesquisas em saúde no Brasil, de modo a direcionar os investimentos realizados em pesquisa pelo Governo Federal às necessidades de saúde pública. Informar sobre as principais evidências científicas descritas na literatura internacional sobre tratamento farmacológico para a COVID-19. Além de resumir cada estudo identificado, o informe apresenta também uma avaliação da qualidade metodológica e a quantidade de artigos publicados, de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, entre outros). Foram encontrados 6 artigos e 15 protocolos.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
-Avaliação da Tecnologia Biomédica
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/uso terapêutico
Cloroquina/uso terapêutico
Antirreumáticos/uso terapêutico
Ritonavir/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Lopinavir/uso terapêutico
Anticorpos Monoclonais/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 177 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-899420
Autor: Gomes, Rafael Kmiliauskis Santos; Pires, Fabio Antero; Nobre, Moacyr Roberto Cuce; Marchi, Mauricio Felippi de Sá; Rickli, Jennifer Cristina Kozechen.
Título: Impact of rheumatoid arthritis in the public health system in Santa Catarina, Brazil: a descriptive and temporal trend analysis from 1996 to 2009 / Impacto da artrite reumatoide no sistema público de saúde em Santa Catarina, Brasil: análise descritiva e de tendência temporal de 1996 a 2009
Fonte: Rev. bras. reumatol;57(3):204-209, May-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: ABSTRACT Introduction: There are few studies that carried out a descriptive and trend analysis based on available data from the Unified Health System (SUS) between pre- and post-free dispensing of pharmacological treatment of rheumatoid arthritis (RA) from the perspective of the public health system, in terms of the direct cost of the disease among adults and elderly residents of the State of Santa Catarina, Brazil. This study aims to characterize the direct cost of medical and surgical procedures before and after the dispensing of drugs in this state. Methods: This is a time series-type study with a cross-sectional survey of data from the Hospital (SIH) and Outpatient (SIA) Information System of SUS during the period from 1996 to 2009. Results: Between 1996 and 2009, the total expenditure for hospital- and outpatient pharmacological treatment of rheumatoid arthritis was R$ 26,659,127.20. After the dispensing of drug treatment by SUS a decrease of 36% in the number of hospital admissions was observed; however, an increase of 19% in clinical procedures was noted. Conclusion: During the observed period, a reduction in the number of hospital admissions for both clinical and orthopedic surgical procedures related to this disease was observed. Nevertheless, there was an increase in the cost of medical admissions.

RESUMO Introdução: Poucos estudos fizeram uma análise descritiva e de tendência dos dados disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) entre os períodos pré e pós-dispensação gratuita do tratamento medicamentoso da artrite reumatoide (AR) sob a perspectiva do sistema público de saúde em termos de custo direto da doença entre adultos e idosos moradores do Estado de Santa Catarina, Brasil. O presente trabalho tem o objetivo de caracterizar o custo direto de procedimentos clínicos e cirúrgicos antes e após o fornecimento de medicamentos no estado. Métodos: Estudo do tipo série temporal com levantamentos transversais entre 1996 e 2009 dos dados do Sistema de Informação Hospitalar (SIH) e Ambulatorial (SIA) do SUS. Resultados: Entre 1996 a 2009, o gasto total para o tratamento hospitalar e medicamentoso ambulatorial da artrite reumatoide foi de R$ 26.659.127,20. Após a dispensação do tratamento medicamentoso pelo SUS observou-se queda de 36% do número de internações hospitalares. Entretanto notou-se um aumento de 19% nos procedimentos clínicos. Conclusão: No período observado notou-se uma redução do número de internações hospitalares tanto para procedimentos clínicos quanto cirúrgicos ortopédicos relacionadas a essa doença. Apesar disso, ocorreu um aumento do custo das internações clínicas.
Descritores: Artrite Reumatoide/economia
Custos de Cuidados de Saúde/tendências
Utilização de Instalações e Serviços/tendências
Programas Nacionais de Saúde/economia
-Artrite Reumatoide/terapia
Brasil
Estudos Transversais
Antirreumáticos/economia
Antirreumáticos/uso terapêutico
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Utilização de Instalações e Serviços/economia
Hospitalização/economia
Hospitalização/tendências
Pessoa de Meia-Idade
Programas Nacionais de Saúde/tendências
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 177 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-725695
Autor: Giassi, Karina de Souza; Junior, Vilson Furlanetto; Fialho, Sonia; Ribeiro, Giovana Gomes; Pereira, Ivânio Alves.
Título: Pneumonia por Legionella após uso de Infliximabe em paciente com Artrite Reumatoide / Legionella pneumonia after infliximab in a patient with Rheumatoid Arthritis
Fonte: Rev. bras. reumatol;54(5):397-399, Sep-Oct/2014. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Os antagonistas do fator de necrose tumoral (anti-TNF) têm sido utilizados com sucesso em várias doenças inflamatórias crônicas, como artrite reumatoide (AR), mas alguns estudos observaram a ocorrência de infecções por patógenos intracelulares em pacientes medicados com anti-TNF. Relatamos um caso de paciente mulher com diagnóstico prévio de AR durante 16 anos e que estava sendo medicada com várias drogas antirreumáticas modificadoras de doença (DARMDs), tendo como resultado o insucesso terapêutico, sendo em seguida tratada com infliximab. Depois de transcorridos 15 dias da segunda dose, a paciente foi acome- tida por dor torácica ventilatório-dependente, tosse seca e dispneia. Foi hospitalizada, e o diagnóstico de pneumonia por Legionella pneumophila foi confirmado pela presença do antí- geno de Legionella na urina. TNF é uma citocina inflamatória que também promove inibição do crescimento bacteriano de patógenos intracelulares, e sua inibição parece aumentar a sensibilidade a essas infecções em alguns pacientes.

The antagonists of tumour necrosis factor (anti-TNF) have been successfully used in several chronic inflammatory diseases such as Rheumatoid Arthritis (RA), but some studies have observed the development of infections by intracellular pathogens in patients using anti-TNF. We report a case of a female patient with previous diagnosis of RA for 16 years that used several disease-modifying anti-rheumatic drugs (DMARDs) that resulted in treatment failure, and then was treated with infliximab. After fifteen days of the second dose, the patient developed ventilatory-dependent chest pain, dry cough and dyspnea. She was hospitalized, and the diagnosis of pneumonia by Legionella pneumophila was confirmed by the presence of Legionella antigen in an urine test. TNF is an inflammatory cytokine that also acts inhibiting the bacterial growth of intracellular pathogens, and its inhibition seems to increase susceptibility to these infections in some patients.
Descritores: Doença dos Legionários/induzido quimicamente
Antirreumáticos/efeitos adversos
Infliximab/efeitos adversos
-Artrite Reumatoide/tratamento farmacológico
Fator de Necrose Tumoral alfa/antagonistas & inibidores
Antirreumáticos/uso terapêutico
Infliximab/uso terapêutico
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 177 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-770020
Autor: Scheinberg, Morton.
Título: Uma nova era na terapia em psoríase e artrite psoriática: novos mecanismos de ação e a introdução de biossimilares / A new era in psoriasis and psoriatic arthritis therapy: new mechanisms of action and the introduction of biogeneric drugs
Fonte: Rev. bras. reumatol;55(6):469-470, nov.-dez. 2015.
Idioma: en.
Descritores: Psoríase/tratamento farmacológico
Interleucina-17/antagonistas & inibidores
Anticorpos Monoclonais/uso terapêutico
-Artrite Psoriásica/tratamento farmacológico
Antirreumáticos/uso terapêutico
Interleucina-17/fisiologia
Anticorpos Monoclonais Humanizados
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 177 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-770017
Autor: Borman, Pinar; Tasbas, Özgur; Karabulut, Halil; Tukun, Ajlan; Yorgancioglu, Rezan.
Título: Polimorfismo do gene timidilato sintase e nível plasmático total de homocisteína em um grupo de pacientes turcos com artrite reumatoide: relação com a atividade da doença e toxicidade ao metotrexato / Thymidylate synthase genetic polymorphism and plasma total homocysteine level in a group of Turkish patients with rheumatoid arthritis: relationship with disease activity and methotrexate toxicity
Fonte: Rev. bras. reumatol;55(6):485-492, nov.-dez. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Resumo Introdução: Relata-se que o polimorfismo do gene timidilato sintase (TS) e a homocisteína têm relação com o metabolismo do metotrexato (MTX), com achados conflitantes. O objetivo deste estudo foi determinar os níveis de homocisteína e a frequência de polimorfismos de repetição tripla (TS3R) e dupla (TS2R) do gene TS em um grupo de pacientes turcos com AR e avaliar sua associação com a toxicidade ao MTX e a atividade da doença. Métodos: Foram incluídos no estudo 64 pacientes com AR e 31 indivíduos no grupo controle, com média de 48,7 ± 12,5 e 46,2 ± 13,4 anos. Foram obtidas as características demográficas e foi registrado o número de pacientes que relataram efeitos adversos ao MTX no grupo AR. Foram analisados os níveis de homocisteína e os polimorfismos TS2R/TS3R. Foi determinada a distribuição de genótipos de acordo com a toxicidade ao MTX e a atividade da doença. Resultados: Os dados demográficos foram semelhantes entre os pacientes e controles. Todos faziam suplementação de ácido fólico a uma dose média de 5 mg/semana. Dos 64 pacientes, 36 apresentaram efeitos adversos ao tratamento com MTX. Encontrou-se uma frequência de polimorfismos TS2R e TS3R semelhante nos grupos AR e controle. Encontrou-se que os polimorfismos TS2R e TS3R eram semelhantes em pacientes com e sem eventos adversos relacionados com o MTX. O nível médio de homocisteína também foi similar em pacientes com e sem polimorfismo do gene TS, mas era mais elevado (12,45 μmol/L vs. 10,7 μmol/L) em pacientes com do que sem efeitos adversos relacionados com o MTX. O nível médio de homocisteína se correlacionou com o VHS no grupo AR. Conclusões: Os níveis de homocisteína podem afetar a atividade da doença e a toxicidade ao MTX, mas os polimorfismos 2 R e 3 R no gene TS não se correlacionaram com a toxicidade ao MTX em pacientes com AR que recebem suplementação de ácido fólico. São necessários mais estudos para esclarecer os polimorfismos em outras enzimas que podem ser responsáveis pela toxicidade ao MTX em pacientes com AR.

Abstract Background: The polymorphism of thymidylate synthase (TS) gene and homocysteine are reported to have a relationship to methotrexate (MTX) metabolism, with conflicting results. The aim of this study was to determine homocysteine levels and the frequency of TS gene triple repeat (TS3R) and double repeat (TS2R) polymorphisms in a group of Turkish RA patients and evaluate its association with MTX toxicity and disease activity. Methods: Sixty-four patients with RA and 31 control subjects with a mean age of 48.7 ± 12.5 and 46.2 ± 13.4 years were enrolled for the study. Demographic characteristics were obtained and a number of patients with MTX-related adverse affects were recorded in the patient group. The homocysteine levels and TS2R/TS3R polymorphisms of the TS gene were analyzed and the distribution of genotypes according to MTX toxicity and disease activity was determined. Results: The demographic properties were similar between the patient and control subjects. Folic acid supplementation with a mean dose of 5 mg folic acid/week was present in all patients. Thirty-six of the 64 patients showed adverse effects to MTX treatment. The respective frequency of TS2R and TS3R polymorphisms was found to be similar in the patient and control groups. TS2R and TS3R gene polymorphisms were found to be similar in patients with and without MTX-related adverse events. The mean homocysteine level was also similar in patients with and without TS gene polymorphism, but was found to be higher (12.45 μmol/L vs 10.7 μmol/L) in patients with MTX-related side effects than in patients without side effects. The mean level of homocysteine was correlated with levels of ESR in the patient group. Conclusions: In conclusion, homocysteine levels might affect the disease activity and toxicity of MTX but 2R and 3R polymorphisms in the TS gene were not related with MTX-related toxicity in RA patients receiving folate supplementation. Further studies are needed to illuminate the polymorphisms in other enzymes that might be responsible for the MTX toxicity in patients suffering from RA.
Descritores: Polimorfismo Genético
Artrite Reumatoide/enzimologia
Artrite Reumatoide/sangue
Timidilato Sintase/genética
Metotrexato/efeitos adversos
Antirreumáticos/efeitos adversos
Homocisteína/sangue
-Artrite Reumatoide/tratamento farmacológico
Complexo Vitamínico B/administração & dosagem
Estudos de Casos e Controles
Metotrexato/metabolismo
Antirreumáticos/metabolismo
Ácido Fólico/administração & dosagem
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 177 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Laurindo, Iêda Maria Magalhäes
Xavier, Ricardo Machado
Texto completo
Id: lil-770015
Autor: Mota, Licia Maria Henrique da; Cruz, Bóris Afonso; Albuquerque, Cleandro Pires de; Gonçalves, Deborah Pereira; Laurindo, Ieda Maria Magalhães; Pereira, Ivanio Alves; Carvalho, Jozélio Freire de; Pinheiro, Geraldo da Rocha Castelar; Bertolo, Manoel Barros; Pinto, Maria Raquel da Costa; Louzada-Junior, Paulo; Xavier, Ricardo Machado; Giorgi, Rina Dalva Neubarth; Lima, Rodrigo Aires Corrêa.
Título: Posicionamento sobre o uso de tofacitinibe no algoritmo do Consenso 2012 da Sociedade Brasileira de Reumatologia para o tratamento da artrite reumatoide / Update on the 2012 Brazilian Society of Rheumatology Guidelines for the treatment of rheumatoid arthritis: position on the use of tofacitinib
Fonte: Rev. bras. reumatol;55(6):512-521, nov.-dez. 2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: Resumo Em 2014, o tofacitinibe, um medicamento modificador do curso da doença (MMCD) sintético, alvo-específico, inibidor seletivo das Janus quinases (JAK), foi aprovado para uso no Brasil. Este documento de posicionamento tem o objetivo de atualizar as recomendações da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) sobre o tratamento da artrite reumatoide (AR) no Brasil, especificamente com relação ao uso de MMCD sintéticos alvo-específicos. O método dessa recomendação incluiu revisão bibliográfica de artigos científicos, feita na base de dados Medline. Após a revisão, foi produzido um texto, que responde a perguntas na estrutura Pico, e considera questões de eficácia e segurança do uso do tofacitinibe para tratamento de AR em diferentes situações (como primeira linha de tratamento, após falha ao metotrexato [MTX] ou outros MMCD sintéticos convencionais, após falha da terapia biológica). Com base nas evidências existentes, e considerando os dados disponíveis sobre eficácia, segurança e custo das medicações disponíveis para tratamento da doença no Brasil, a Comissão de AR da SBR, após processo de discussão e votação de propostas, estabeleceu o seguinte posicionamento sobre o uso de tofacitinibe para o tratamento da AR no Brasil: “Tofacitinibe, em monoterapia ou em associação ao MTX, é uma opção para os pacientes com AR em atividade moderada ou alta, após falha de pelo menos dois esquemas com diferentes MMCD sintéticos e um esquema de MMCD biológico”. O grau de concordância com essa recomendação foi 7,5. Esse posicionamento poderá ser revisto nos próximos anos, com a maior experiência adquirida com o uso do medicamento.

Abstract In 2014, tofacitinib, a target-specific, synthetic disease modifying anti rheumatic drug (DMARD) and a selective inhibitor of Janus kinase (JAK) was approved for use in Brazil. This position paper aims to update the recommendations of the Brazilian Society of Rheumatology (SBR) on the treatment of rheumatoid arthritis (RA) in Brazil, specifically regarding the use of target-specific synthetic DMARDs. The method of this recommendation consisted of a literature review of scientific papers held on the Medline database. After this review, a text was produced, answering questions in Pico structure, considering efficacy and safety issues of tofacitinib use for RA treatment in different scenarios (such as first-line treatment after failure with methotrexate [MTX] or other conventional synthetic DMARDs after failure with biological therapy). Based on existing evidence, and considering the available data on efficacy, safety and cost of medications available to treat the disease in Brazil, the RA Commission of SBR, after a process of discussion and voting on proposals, established the following position on the use of tofacitinib for treatment of RA in Brazil: “Tofacitinib, alone or in combination with MTX, is an alternative for RA patients with moderate or high activity after failure of at least two different synthetic DMARDs and one biological DMARD.” The level of agreement with this recommendation was 7.5. This position may be reviewed in the coming years, in the face of a greater experience with the use of this medication.
Descritores: Piperidinas/uso terapêutico
Artrite Reumatoide/tratamento farmacológico
Pirimidinas/uso terapêutico
Pirróis/uso terapêutico
Antirreumáticos/uso terapêutico
-Reumatologia
Sociedades Médicas
Brasil
Metotrexato/uso terapêutico
Falha de Tratamento
Quimioterapia Combinada
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 177 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-770014
Autor: Silva, Leonardo Sales da; Campos, Karla Valéria Miranda de; Melo, Ana Karla Guedes de; Brito, Danielle Christinne Soares Egypto de; Braz, Alessandra Sousa; Freire, Eutilia Andrade Medeiros.
Título: O rituximabe como uma opção para pacientes com vasculite sistêmica grave refratária à terapia convencional: relato de sete casos e revisão de literatura / Rituximab as an alternative for patients with severe systemic vasculitis refractory to conventional therapy: report of seven cases and literature review
Fonte: Rev. bras. reumatol;55(6):531-535, nov.-dez. 2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: Resumo O maior entendimento das bases fisiopatológicas e do comportamento das vasculites sistêmicas, aliado ao desenvolvimento de regimes terapêuticos com perfil de segurança e eficácia cada vezes melhores, modificou drasticamente o prognóstico dos pacientes diagnosticados com essas entidades clínicas. Recentemente, o emprego do rituximabe no tratamento de pacientes com vasculites ANCA associadas em ensaios clínicos randomizados se mostrou uma opção importante em casos selecionados, especialmente pacientes refratários ou intolerantes à terapia-padrão com ciclofosfamida e corticosteroides. O presente artigo traz o relato de sete casos de vasculites sistêmicas com tratamento bem-sucedido com rituximabe.

Abstract The greater understanding of pathophysiology and behavior of systemic vasculitis, together with the development of therapeutic regimens with increasingly better safety and efficacy profiles, dramatically changed the prognosis of patients diagnosed with these clinical entities. Recently, the use of rituximab in the treatment of patients with ANCA-associated vasculitis in randomized clinical trials showed an important alternative in selected cases, especially patients refractory or intolerant to standard therapy with cyclophosphamide and corticosteroids. This article presents the report of seven cases of systemic vasculitis successfully treated with rituximab.
Descritores: Vasculite/tratamento farmacológico
Antirreumáticos/uso terapêutico
Rituximab/uso terapêutico
-Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Corticosteroides/uso terapêutico
Ciclofosfamida/uso terapêutico
Vasculite Associada a Anticorpo Anticitoplasma de Neutrófilos/tratamento farmacológico
Anticorpos Monoclonais Murinos/efeitos adversos
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 177 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-830069
Autor: Cabral, Vanderlea Poeys; Andrade, Carlos Augusto Ferreira de; Passos, Sonia Regina Lambert; Martins, Maria de Fátima Moreira; Hökerberg, Yara Hahr Marques.
Título: Severe infection in patients with rheumatoid arthritis taking anakinra, rituximab, or abatacept: a systematic review of observational studies / Infecções graves em pacientes com artrite reumatoide em uso de anakinra, rituximab ou abatacept: revisão sistemática de estudos observacionais
Fonte: Rev. bras. reumatol;56(6):543-550, Nov.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT A question is raised about an increased risk of severe infection from the use of biological drugs in patients with rheumatoid arthritis. This systematic review of observational studies aimed at assessing the risk of severe infection associated with the use of anakinra, rituximab, and abatacept in patients with rheumatoid arthritis. The following databases were searched: PubMed, Science Direct, Scopus, Web of Knowledge, Scirus, Cochrane, Exerpta Medica Database, Scielo, and Lilacs up to July 2010. Severe infections were defined as those life-threatening ones in need of the use of parenteral antibiotics or of hospitalization. Longitudinal observational studies were selected without language restriction, involving adult patients diagnosed with rheumatoid arthritis and who used anakinra, rituximab, or abatacept. In four studies related to anakinra, 129 (5.1%) severe infections were related in 2896 patients, of which three died. With respect to rituximab, two studies reported 72 (5.9%) severe infections in 1224 patients, of which two died. Abatacept was evaluated in only one study in which 25 (2.4%) severe infections were reported in 1046 patients. The main site of infection for these three drugs was the respiratory tract. One possible explanation for the high frequency of severe infections associated with anakinra may be the longer follow-up time in the selected studies. The high frequency of severe infections associated with rituximab could be credited to the less strict inclusion criteria for the patients studied. Therefore, infection monitoring should be cautious in patients with rheumatoid arthritis in use of these three drugs.

RESUMO Existe um questionamento sobre aumento do risco de infecções graves pelo uso de medicamentos biológicos por pacientes com artrite reumatoide. Esta revisão sistemática de estudos observacionais objetivou avaliar o risco de infecções graves associadas ao uso de anakinra, rituximab e abatacept em pacientes com artrite reumatoide. Foram pesquisadas as bases PubMed, Science Direct, Scopus, Web of Knowledge, Scirus, Cochrane, Exerpta Medica Database, Scielo e Lilacs até julho/2010. Infecções graves foram definidas como aquelas com de risco de vida, necessidade de antibióticos parenterais ou de hospitalização. Foram selecionados estudos observacionais longitudinais, sem restrição de idioma, que envolviam pacientes adultos com diagnóstico de artrite reumatoide que usaram anakinra, rituximab, abatacept. Em quatro estudos relacionados ao anakinra, foram relatadas 129 (5,1%) infecções graves em 2.896 pacientes, dos quais três evoluíram para óbito. Sobre o rituximab, dois estudos relataram 72 (5,9%) infecções graves em 1.224 pacientes, dos quais dois evoluíram para óbito. O abatacept foi avaliado em apenas um estudo, no qual foram relatadas 25 (2,4%) infecções graves em 1.046 pacientes. O principal sítio de infecção para os três medicamentos foi o trato respiratório. Uma possível explicação para a frequência elevada de infecções graves associadas ao anakinra pode ser o maior tempo de acompanhamento nos estudos selecionados. A frequência elevada de infecções graves associadas ao rituximab poderia ser creditada ao critério menos restrito de inclusão de pacientes. Portanto, deve ser cautelosa a monitoração de infecções nos pacientes com artrite reumatoide que usam esses três medicamentos.
Descritores: Artrite Reumatoide/tratamento farmacológico
Antirreumáticos/efeitos adversos
Fatores Imunológicos/efeitos adversos
-Antirreumáticos/uso terapêutico
Proteína Antagonista do Receptor de Interleucina 1
Rituximab
Abatacepte
Fatores Imunológicos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 18 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde