Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.954.427.153 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 28 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 28 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-623941
Autor: Xu, Ren-Sheng; Tang, Zong-Jian; Feng, Sheng-Chu; Yang, Yi-Ping; Lin, Wen-Han; Zhong, Qiong-Xing; Zhong, Yi.
Título: Studies on bioactive components from Chinese medicinal plants
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;86(supl.2):55-59, 1991. ilus, tab.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Brazilian-Sino Symposium on Chemistry and Pharmacology of Natural Products, Rio de Janeiro, Dec. 10-14, 1989.
Resumo: Several novel bioactive components isolated from Chinese medicinal plants will be presented. These include novel maytansinoid tumor, inhibitors, some new ent-kaurane and rosane diterpenoids from Mallotus anomalus Meer et Chun (Euphorbiaceae), as well asnovel insecticide, stemona alkaloids from Stemona parviflora C. H. Wright (Stemonaceae). Both are native plants of Hainan island, Chine. 2D NMR techniques such as mono and hetero-COSY, NOESY, COLOC as well as H-NMR line broadening effect were utilized for structure elucidation. The separation techniques, struture elucidations and bioassay results will be reported.
Descritores: Medicamentos de Ervas Chinesas/isolamento & purificação
Medicamentos de Ervas Chinesas/química
Inseticidas/isolamento & purificação
Inseticidas/química
-Antitussígenos/isolamento & purificação
Antitussígenos/química
Medicamentos de Ervas Chinesas/uso terapêutico
Antineoplásicos
Antineoplásicos Fitogênicos/isolamento & purificação
Antineoplásicos Fitogênicos/uso terapêutico
Limites: Animais
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-641637
Autor: Balbani, Aracy Pereira Silveira.
Título: Tosse: neurofisiologia, métodos de pesquisa, terapia farmacológica e fonoaudiológica / Cough: neurophysiology, methods of research, pharmacological therapy and phonoaudiology
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);16(2):259-268, abr.-jun. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A tosse é o sintoma respiratório mais comum em crianças e adultos. Objetivo: Apresentar uma revisão sobre a neurofisiologia e os métodos para estudo do reflexo da tosse, bem como a farmacoterapia e terapia fonoaudiológica da tosse, baseada nos trabalhos publicados entre 2005 e 2010 e indexados nas bases Medline, Lilacs e Biblioteca Cochrane sob os unitermos "tosse" ou "antitussígenos". Síntese dos dados: O reflexo da tosse envolve ativação de múltiplos receptores vagais nas vias aéreas e de projeções neurais do núcleo do trato solitário para outras estruturas do sistema nervoso central. Técnicas experimentais permitem estudar o reflexo da tosse ao nível celular e molecular para desenvolver novos agentes antitussígenos. Não há evidências de que antitussígenos isentos de prescrição médica tenham eficácia superior à do placebo para o alívio da tosse. A terapia fonoaudiológica pode beneficiar pacientes com tosse crônica refratária ao tratamento farmacológico, sobretudo quando coexiste movimento paradoxal das pregas vocais. Comentários Finais: A abordagem multidisciplinar tem papel fundamental no diagnóstico etiológico e tratamento da tosse. O otorrinolaringologista deve informar os pacientes sobre os riscos dos antitussígenos de venda livre a fim de prevenir intoxicações e efeitos adversos, especialmente em crianças...

Introduction: The cough is the more common respiratory symptom in children and adults. Objective: To present a revision on the neurophysiology and the methods for study of the consequence of the cough, as well as the pharmacotherapy and phonoaudiology therapy of the cough, based on the works published between 2005 and 2010 and indexed in the bases Medline, Lilacs and Library Cochrane under them to keywords "cough" or "anti-cough". Synthesis of the data: The consequence of the cough involves activation of receiving multiples becomes vacant in the aerial ways and of neural projections of the nucleus of the solitary treatment for other structures of the central nervous system. Experimental techniques allow studying the consequence of the cough to the cellular and molecular level to develop new anti-cough agents. It does not have evidences of that anti-cough exempt of medical lapsing they have superior effectiveness to the one of placebo for the relief of the cough. The phonoaudiology therapy can benefit patients with refractory chronic cough to the pharmacological treatment, over all when paradoxical movement of the vocal folds coexists. Final Comments: The boarding to multidiscipline has basic paper in the etiological diagnosis and treatment of the cough. The otolaryngologist must inform the patients on the risks of the anti-cough of free sales in order to prevent adverse poisonings and effect, especially in children...
Descritores: Antitussígenos/uso terapêutico
Codeína/uso terapêutico
Dextrometorfano
Expectorantes/uso terapêutico
Fonoaudiologia
Tosse/tratamento farmacológico
Tosse/terapia
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  3 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-497913
Autor: Zapata, Antonio; Pérez, Marcela; Sánchez, Paula; Paris, Enrique; Ríos, Juan Carlos.
Título: Intoxicación por clobutinol y oxolamina / Poisoning for clobutinol and oxolamine
Fonte: Pediatr. día;21(4):29-32, sept.-oct. 2005.
Idioma: es.
Resumo: El objetivo de este artículo es revisar los efectos y rasgos tóxicos descritos en la literatura y establecer un manejo clínico adecuado y específico para la intoxicación con estos medicamentos.
Descritores: Antitussígenos/efeitos adversos
Envenenamento/etiologia
Envenenamento/terapia
-Antídotos/uso terapêutico
Limites: Seres Humanos
Criança
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-463873
Autor: Bricks, Lucia Ferro; Ferrer, Ana Paula Scoleze.
Título: Terapêutica das infecções respiratórias agudas em crianças: a utilização nasal de solução salina hipertônica é adequada? / Treatment of acute respiratory infections in children is nasal hypertonic use appropriated?
Fonte: Pediatria (Säo Paulo);29(1):70-74, 2007.
Idioma: pt.
Descritores: Infecções Respiratórias/terapia
Solução Salina Hipertônica/uso terapêutico
-Doença Aguda
Antagonistas dos Receptores Histamínicos H1/uso terapêutico
Antitussígenos/uso terapêutico
Limites: Seres Humanos
Criança
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  5 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mello, J. R. B
Texto completo
Id: lil-461149
Autor: Mello, F. B; Mello, J. R. B.
Título: Eficácia antitussígena de duas formulações fitoterápicas / Antitussive efficacy of two phytotherapics formulations
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;59(3):705-710, jun. 2007. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliaram-se os efeitos antitussígenos-expectorantes de duas formulações fitoterápicas utilizando-se três modelos biológicos diferentes. Foram utilizados ratos Wistar no modelo da secreção das vias aéreas, cobaias no modelo de tosse induzido por ácido cítrico e codornas japonesas na determinação da velocidade de transporte mucociliar. Os animais foram distribuídos em grupos e tratados por via oral com as formulações, com doses equivalentes a 10 vezes a terapêutica recomendada, 9ml.kg-1. O grupo-controle negativo de cada espécie foi tratado com solução fisiológica, 10ml.kg-1. O grupo-controle positivo no modelo de tosse induzida pelo ácido cítrico foi tratado com morfina, 1mg.kg-1, por via subcutânea. No modelo em que foram utilizados ratos e codornas, o grupo-controle positivo recebeu erdosteína por via oral, 600mg.kg-1. Os resultados mostraram que as duas formulações fitoterápicas foram eficazes no reflexo da tosse em cobaias, causando 36,4 por cento e 27,3 por cento, respectivamente, de redução. Nos modelos de secreção das vias aéreas e determinação da velocidade de transporte mucociliar, ambas as formulações não apresentaram eficácia significativa.

The antitussive-expectorant effects of two phytotherapic formulations available in the Brazilian market were evaluated using three different biological models. Each phytotherapic formulation, with different composition, had the same batch number and fabrication date. The trade names of the phytotherapics were: Gripalplus Solução® and Melagrião®. Wistar rats were used in the airway secretion model, guinea pigs in the citric acid-induced cough model and japanese quails in the mucociliary transport rate determination. The animals (one group/formulation) were divided in the two phytotherapic groups and orally treated with the equivalent to ten told the therapeutic recommended dose, which was 9ml.kg-1. Animals of negative control group of each specie were orally treated with 10ml.kg-1 of saline. Positive guinea-pigs citric acid-induced cough model was subcutaneously treated with 1mg.kg-1 of morphine. In the rats airway secretion model and japanese quails mucociliary transport rate, a positive control orally received 600mg.kg-1 of erdosteine. The results showed that both phytotherapic formulations were able to inhibit the guinea pig cough reflex induced by citric acid, being 36.4 percent of reduction in the Gripalplus Solução® group and 27.3 percent in the Melagrião® group. The rats airway secretion and the mucociliary transport rate were not significantly affected by the two phytotherapic formulations.
Descritores: Expectorantes/administração & dosagem
Medicamentos Fitoterápicos
Resultado do Tratamento
-Antitussígenos/administração & dosagem
Antitussígenos/uso terapêutico
Coturnix
Fitoterapia/veterinária
Cobaias
Ratos Wistar
Limites: Animais
Cobaias
Ratos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-392160
Autor: Morales Díaz, Marta.
Título: I. Sección medicamentos: antitusigenos en pediatría / I. Drug section: antitussive in pediatrics
Fonte: Bol. inf. medicam. (Santiago de Chile);19(1):5-5, mar. 2002.
Idioma: es.
Descritores: Antitussígenos
-Pediatria
Limites: Seres Humanos
Criança
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  7 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Medeiros, Urubatan Vieira de
Id: lil-387162
Autor: Souza, Maria Isabel de Castro de; Segal, Marcela Trápaga; Medeiros, Urubatan Vieira de; Barbosa, Anna Renata Schneider.
Título: Potencial cariogênico dos xaropes infantis para doenças respiratórias prolongadas / Cariogenic potential of children's syrup used in prolonged respiratory disease
Fonte: JBP, j. bras. odontopediatr. odontol. bebê;5(25):209-214, maio-jun. 2002. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo avaliar os xaropes infantis de maior prescrição para pacientes portadores de asma e doenças respiratórias prolongadas. Foram utilizados questionários distribuídos a 60 pediatras da cidade de Niterói (RJ), observando a presença de sacarose em sua composição química, correlacionando-os com um aumento ao risco de cárie pela freqüência de ingestão destes medicamentos e a orientação pelo pediatra quanto à higiene bucal após a administração destes medicamentos. Os resultados obtidos demonstraram que o primeiro e o quarto xaropes mais prescritos para asma (32 por cento e 7 por cento) não contêm sacarose, o segundo mais prescrito (25 por cento) é adoçado com sacarose (400 mg/ml) e o terceiro mais prescrito (14 por cento) não possui descrição sobre o adoçante utilizado. Para doenças respiratórias prolongadas, dois medicamentos ficaram com o mesmo percentual de prescrição (22 por cento), sendo que um deles não descreve qual adoçante é utilizado e o outro contém sacarose (490 mg/ml), o segundo mais prescrito (17 por cento) contém sorbitol a 70 por cento e o terceiro mais prescrito (8 por cento) não descreve que adoçante utiliza. Nenhum dos medicamentos adverte sobre o risco à doença cárie e a maioria dos pediatras entrevistados (75 por cento) não orienta escovação dentária após a administração das doses. Todos os medicamentos são prescritos por 7 dias e, à exceção de um xarope para asma que é prescrito de 12 em 12 horas, os demais têm prescrição de 8 em 8 horas
Descritores: Antitussígenos/efeitos adversos
Cariogênicos
-Cárie Dentária/etiologia
Doenças Respiratórias/complicações
Sacarose
Limites: Seres Humanos
Lactente
Pré-Escolar
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico


  8 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-378212
Autor: Organización Panamericana de la Salud.
Título: Infecciones respiratorias agudas en los ninos: medidas de apoyo en el nivel primario / Acute respiratory infections in children: support measures at the primary level
Fonte: Bol. Oficina Sanit. Panam;101(4):401-404, oct. 1986.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Grupo de Trabajo para el Manejo de Casos de IRA, Ginebra, 3-6 abr. 1984.
Descritores: Prevenção Primária/normas
Infecções Respiratórias
-Antitussígenos
Broncodilatadores
Digoxina
Hidratação
Febre/prevenção & controle
Obstrução Nasal/terapia
Oxigênio/administração & dosagem
Fisioterapia
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: US1.1 - HQ Library


  9 / 28 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-340511
Autor: Pérez Gutiérrez, Xiomara; Martínez Espinosa, Vivian.
Título: Determinación de levodropropizina en gotas orales por cromatografía líquida de alta resolución / Determination of levodropropizine in oral drops by high pressure liquid chromatography
Fonte: Rev. cuba. farm;36(3):152-156, sept-dic. 2002. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La levodropropizina es una sustancia sintética que ha demostrado tener eficaz acción antitusígena y actúa a nivel periférico. Se desarrolló y validó un método analítico por cromatografía líquida de alta resolución para la cuantificación de levodropropizina en gotas orales al 6 porciento. Los parámetros de validación analizados fueron: linealidad, especificidad, precisión, exactitud y rango, según lo establecido por la USP 23 para esta categoría de ensayo. El método desarrollado resultó ser lineal, específico, preciso y exacto en el rango de concentraciones estudiado, por lo que su empleo se considera factible para la cuantificación de la levodropropizina en el control de la calidad y en el estudio de estabilidad de las gotas orales
Descritores: Antitussígenos
Cromatografia Líquida de Alta Pressão/métodos
Controle de Qualidade
Qualidade dos Medicamentos Homeopáticos
-Estabilidade de Medicamentos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  10 / 28 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-329509
Autor: Giachetto Larraz, Gustavo A.
Título: Cuándo y cómo tratar la tos: un problema frecuente / When and how treating cough
Fonte: Arch. pediatr. Urug;72(4):281-285, 2001. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: en el mercado farmacéutico se comercializan diversos preparados antitusígenos, mucolíticos y expectorantes. El uso de estos preparados es controvertido. Objetivo: analizar la evidencia disponible con relación a la eficacia de los fármacos antitusígenos en niños. Fuente de datos: se revisó la información publicada en los últimos 10 años en dos bases de datos: Lilacs y Medline. Selección de datos: la eficacia de los diferentes fármacos fue valorada a través de los resultados de ensayos clínicos controlados. Los artículos no disponibles a texto completo fueron excluídos de la revisión. Síntesis de datos: aunque la codeína y el dextrometorfano son antitusivos eficaces en adultos, las pruebas de eficacia en niños son escasas. Los patrones de dosificación de estos fármacos se basan en extrapolación de datos obtenidos en adultos. La eficacia de los antitusivos no opioides no ha sido claramente demostrada. En el período analizado no se hallaron ensayos clínicos controlados con butamirato y oxeladina. Conclusiones: es necesario educar a los padres y personal de salud con relación a la falta de datos de eficacia de estos productos. Son pocas las situaciones en las que están indicados estos fármacos. Si se considera necesario administrar un antitusivo, el más apropiado es quizá un simple jarabe no activo para la tos (placebo)
Descritores: Antitussígenos
Tosse
Limites: Seres Humanos
Pré-Escolar
Criança
Lactente
Tipo de Publ: Guia de Prática Clínica
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde