Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.505.954.796 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-623459
Autor: Meinus, C.; Schmalisch, G.; Hartenstein, S.; Proquitté, H.; Roehr, C. C..
Título: Eventos cardiorrespiratórios adversos após vacinação primária de recém-nascidos de muito baixo peso / Adverse cardiorespiratory events following primary vaccination of very low birth weight infants
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);88(2):137-142, mar.-abr. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Examinar a relação entre vacinação primária de recém-nascidos pré-termo e razões de prevalência de fatores associados a eventos cardiorrespiratórios indesejados, seguindo recomendações do Comitê Consultivo de Práticas de Imunização do Centers for Disease Control and Prevention para imunização de recém-nascidos pré-termo aos 2 meses de idade cronológica. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 2 anos de recém-nascidos de muito baixo peso que receberam vacinação primária. Foram registrados eventos cardiorrespiratórios maiores, como apneia, bradicardia, dessaturação de SpO2, e eventos menores, como instabilidade de temperatura, comportamento inapropriado e reações locais. Foi calculada a razão de prevalência com intervalo de confiança de 95% para fatores associados entre recém-nascidos com e sem eventos cardiorrespiratórios. RESULTADOS: Foram estudados 80 recém-nascidos (mediana de peso ao nascer [:intervalo]: de 970 g [:428-1.490]:), idade gestacional de 27,4 semanas (23,3-33). Ocorreram reações adversas em 35 (44%): eventos menores em 19 (24%) pacientes, eventos maiores em 28 (35%). Recém-nascidos com eventos maiores tiveram idade gestacional significativamente menor (p = 0,008) e incidência mais alta de displasia broncopulmonar (71% versus 48%; p < 0,05). Em recém-nascidos de muito baixo peso com eventos maiores, o número de casos de dessaturação de O2 antes da vacinação foi 3,40 (1,41-8,23) vezes maior, e o tratamento com metilxantina para síndrome de apneia e bradicardia foi 8,05 (2,50-25,89) vezes maior em comparação com recém-nascidos sem eventos maiores. CONCLUSÃO: Eventos cardiorrespiratórios maiores ocorreram em mais de 1/3 de todos os recém-nascidos de muito baixo peso após a vacinação. Os fatores associados foram baixa idade gestacional, displasia broncopulmonar, tratamento com metilxantina e dessaturação de O2 persistente antes da vacinação. A vacinação primária de recém-nascidos de muito baixo peso deve ser realizada sob monitoramento contínuo de parâmetros vitais.

OBJECTIVE: To examine the relationship between primary vaccination of preterm infants and prevalence ratios of associated factors for unwanted cardiorespiratory events, following the recommendation of the Centers for Disease Control and Prevention Advisory Committee on Immunization Practices for immunization of preterm infants at 2 months of chronological age. METHODS: Two-year retrospective study of very low birth weight infants receiving their primary vaccination. Major cardiorespiratory events, such as apnea, bradycardia, SpO2 desaturation, and minor adverse events, such as temperature instability, poor handling and local reactions, were recorded. Prevalence ratio with 95% confidence interval for associated factors between infants with and without cardiorespiratory events was calculated. RESULTS: Eighty neonates were studied (median [:range]: birth weight 970 g [:428-1,490]:), gestational age of 27.4 weeks (23.3-33). Adverse reactions occurred in 35 (44%): minor events in 19 (24%) patients, major events in 28 (35%). Infants with major events had significantly lower gestational age (p = 0.008) and a higher incidence of bronchopulmonary dysplasia (71% vs. 48%; p < 0.05). In very low birth weight infants with major events, O2 desaturations before vaccination were 3.40 (1.41-8.23) times higher and treatment with methylxanthines for apnea and bradycardia syndrome was 8.05 (2.50-25.89) times higher compared to infants without major events. CONCLUSION: Major cardiorespiratory events occurred in over 1/3 of all very low birth weight infants after vaccination. Associated factors were low gestational age, bronchopulmonary dysplasia, methylxanthine treatment, and persisting O2 desaturations before vaccination. Primary vaccination of very low birth weight infants should be performed under continuous monitoring of vital parameters.
Descritores: Apneia/epidemiologia
Displasia Broncopulmonar/epidemiologia
Recém-Nascido de muito Baixo Peso
Consumo de Oxigênio/fisiologia
Vacinação/efeitos adversos
-Apneia/tratamento farmacológico
Displasia Broncopulmonar/complicações
Idade Gestacional
Recém-Nascido Prematuro
Consumo de Oxigênio/efeitos dos fármacos
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Fármacos do Sistema Respiratório/uso terapêutico
Xantinas/uso terapêutico
Limites: Feminino
Seres Humanos
Lactente
Recém-Nascido
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Butugan, Ossamu
Id: lil-261278
Autor: Balbani, Aracy P. S; Duarte, Jurandir G; Sanchez, Tanit G; Mello Júnior, Joäo F de; Butugan, Ossamu.
Título: Perfil das intoxicaçöes por medicamentos utilizados no tratamento das rinites na cidade de Säo Paulo / Intoxication by medicines for treatment of rhinitis in Säo Paulo
Fonte: Rev. bras. otorrinolaringol;64(1):33-40, jan.-fev. 1998. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: 0s autores fazem revisäo da literatura sobre a farmacologia dos medicamentos usados no tratamento das rinites e analisam os casos de intoxicaçöes pelos mesmos (antialérgicos, descongestionantes, vasoconstritores nasais, antígenos respiratórios) notificados ao Centro de Controle de Intoxicaçöes (CCI-Jabaquara) do Hospital Municipal Dr. Arthur Ribeiro de Saboya e ao Centro de Assistência Toxicológica (CEATOX) na cidade de Säo Paulo durante o segundo semestre de 1996. Foram encontrados 177 casos de intoxicaçöes por esses fármacos, correspondendo a 2,66 por cento do total de intoxicaçöes notificadas aos dois serviços naquele período. Análise da distribuiçäo dos casos segundo sexo e idade mostrou predomínio de intoxicaçöes na populaçäo pediátrica (94 por cento das intoxicaçöes por antígenos respiratórios) e no sexo feminino (75 por cento das intoxicaçöes por antialérgiocos). Estudo das circunstâncias das intoxicaçöes revelou prevalência da ingestäo acidental para todos os grupos de medicamentos. Säo propostas medidas para prevenir as intoxicaçöes na utilizaçäo de medicamentos para o tratamento das rinites
Descritores: Fármacos do Sistema Respiratório/efeitos adversos
Fármacos do Sistema Respiratório/envenenamento
Centros de Controle de Intoxicações/estatística & dados numéricos
Antagonistas dos Receptores Histamínicos H1
Antagonistas dos Receptores Histamínicos H2
Descongestionantes Nasais
Rinite Alérgica Perene/tratamento farmacológico
-Beclometasona
Budesonida
Antagonistas Colinérgicos
Cromolina Sódica
Efedrina
Epinefrina
Ipratrópio
Erros de Medicação
Medicamentos sem Prescrição
Oximetazolina
Automedicação
Tentativa de Suicídio
Simpatomiméticos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR394.1 - BFE - Biblioteca Frei Eugênio


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-184718
Autor: Brincks, Lucia F; Leone, Claudio.
Título: Utilizaçäo de medicamentos por crianças atendidas em creches / Use of medicines by children attending nursery schools
Fonte: Rev. saúde pública = J. public health;30(6):527-35, dez. 1996. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Para identificar o padräo de utilizaçäo de medicamentos em crianças, foram acompanhadas 1.382 crianças matriculadas em 15 creches municipais de Säo Paulo, SP (Brasil), durante 2 meses; 512 crianças (37 por cento) utilizaram 1.409 medicamentos (média de 50,9 medicamentos/100 crianças/mês). Mais de 80 por cento das crianças menores de dois anos utilizaram um ou mais medicamentos, enquanto nas outras idades esse consumo foi sempre inferior a 45 por cento. Os fármacos mais utilizados foram os antiinfecciosos, medicamentos com açäo no aparelho respiratório, e analgésicos/antitérmicos utilizados, respectivamente, por 20 por cento, 19 por cento e 14 por cento das crianças estudadas. A maioria dos fármacos foi prescrita por médicos (93 por cento), porém, mais de 65 por cento dos antibióticos utilizados foram considerados inadequados; houve grande consumo de medicamentos de açäo questionável e de fármacos näo aprovados para utilizaçäo em crianças
Descritores: Criança
Uso de Medicamentos
Prescrições de Medicamentos
-Fármacos do Sistema Respiratório
Analgésicos
Analgésicos não Entorpecentes
Anti-Infecciosos
Antibacterianos
Creches
Medicamentos sem Prescrição
Estudos Prospectivos
Vitaminas
Limites: Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Id: lil-178491
Autor: Ministerio de Salud. SILAIS Madriz.
Título: Manejo de las infecciones respiratorias agudas a nivel del hogar : Informe Final / Treatment of acute respiratory infections: Finnal report.
Fonte: Madriz; Ministerio de Salud; ago. 1995. 44 p. tab.
Idioma: es.
Resumo: Documento que recoge una investigación cualitativa para estudiar la semántica, las percepciones populares y los comportamientos de salud respecto a las IRAs en dos aldeas del Departamento de Madriz, Nicaragua, situado en noroeste del país. Estas percepciones y comportamientos de las familias tienen un impacto significativo en el manejo doméstico de las IRAs y en la prevención, así como los tratamientos caseros y la búsqueda de atención con proveedores de saluds. Presenta también la situación actual de las IRA en Nicaragua, la metodología utilizada en la investigación y los resultados encontrados.
Descritores: Fármacos do Sistema Respiratório/administração & dosagem
Doenças Respiratórias/epidemiologia
Infecções Respiratórias/prevenção & controle
Infecções Respiratórias/terapia
Limites: Seres Humanos
Responsável: NI2.1 - Centro de Documentación
NI2.1; CN, WS 280, 009



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde