Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.720.372.300 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 229 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 23 ir para página                         

  1 / 229 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131489
Autor: Silva, C. A; Dias, C. P; Callegari, M. A; Bridi, A. M; Santos, R. K. S; Luiggi, F. G; Santos, V. L; Silva, J. B.
Título: Prebiotics and butyric acid can replace colistin as a growth promoter for nursery piglets / [Prebióticos e ácido butírico podem substituir a colistina como promotor de crescimento para leitões em fase de creche]
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(4):1449-1457, July-Aug. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: This study aimed to assess different prebiotic concentrations and principles, in addition to calcium butyrate, aiming to replace colistin as a growth promoter. The sample consisted of 120 piglets weaned at 22 days old with mean initial weight of 5.475 ± 0.719kg. The animals were assigned to random blocks in six treatments corresponding to the use of the following dietary additives: T1) colistin (40 ppm); T2) ß-glucan/mannan-oligosaccharides (0.2%); T3) calcium butyrate (0.1%); T4) ß-glucan/mannan-oligosaccharides (0.1%) + fructooligosaccharides (0.01%) + galactooligosaccharides (0.09%); T5) ß-glucan/mannan-oligosaccharides (0.1%) + fructooligosaccharides (0.03%) + galactooligosaccharides (0.07%); and T6) ß-glucan/mannan-oligosaccharides (0.1%) + fructooligosaccharides (0.05%) + galactooligosaccharides (0.05%). The results showed no difference among treatments for the performance parameters in any of the phases evaluated. For diarrhea incidence and intensity, the results indicated that the treatments with alternative additives had similar effects as the group treated with colistin. A significant difference was found for the profile of propionic acid (0.23% colistin and 0.32%, 0.36%, 0.37% additives) and total fatty acids (0.67% colistin and 0.97% additives) values in the caecum. The supplementation with different compositions and concentrations of prebiotics and butyric acid may viably replace colistin in controlling diarrhea and modulating volatile fatty acid production in the caecum.(AU)

O objetivo deste trabalho foi avaliar as diferentes concentrações e princípios de prebióticos e do butirato de sódio, visando substituir a colistina como promotor de crescimento. Foram utilizados 120 leitões, desmamados aos 22 dias de idade, com peso médio inicial de 5,475 ± 0,719kg. Os animais foram distribuídos em blocos ao acaso, em seis tratamentos, que corresponderam ao uso dos seguintes aditivos dietéticos: T1) colistina (40ppm); T2) ß-glucanos/mananoligossacarídeos (0,2%); T3) butirato de cálcio (0,1%); T4) ß-glucanos/mananoligossacarídeos (0,1%) + frutoligossacarídeos (0,01%) + galactoligossacarídeos (0,09%); T5) ß-glucanos/mananoligossacarídeos (0,1%) + frutoligossacarídeos (0,03%) + galactoligossacarídeos (0,07%); e T6) ß-glucanos/mananoligossacarídeos (0,1%) + frutoligossacarídeos (0,05%) + galactoligossacarídeos (0,05%). Os resultados mostraram que não houve diferença entre os tratamentos para nenhum dos parâmetros de desempenho em nenhuma das fases avaliadas. Para a incidência e a intensidade de diarreia, os resultados apontam que os tratamentos com os aditivos alternativos apresentaram efeitos semelhantes aos do grupo tratado com colistina. Foi encontrada diferença significativa para perfil dos ácidos graxos propiônicos (0,23% colistina e 0,32%, 0,36%, 0,37% aditivos) e ácidos totais (0,67% colistina e 0,97% aditivos) no ceco. A suplementação com diferentes composições e concentrações de prebióticos e do ácido butírico pode substituir a colistina de forma viável no controle da diarreia e na modulação da produção volátil de ácidos graxos no ceco.(AU)
Descritores: Suínos/crescimento & desenvolvimento
Ácido Butírico/administração & dosagem
Prebióticos/administração & dosagem
-Ganho de Peso
Aditivos Alimentares/administração & dosagem
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 229 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1129304
Autor: Vieira, Laura Valadão; Schmidt, Ana Paula; Barbosa, Antônio Amaral; Feijó, Josiane de Oliveira; Brauner, Cássio Cassal; Rabassa, Viviane Rohrig; Corrêa, Marcio Nunes; Schmitt, Eduardo; Del Pino, Francisco Augusto Burkert.
Título: Utilização de taninos como aditivo nutricional na dieta de ruminantes / Use of tannins as a nutritional additive for ruminants / Uso de taninos como aditivo nutricional en dieta de rumiantes
Fonte: Arq. Ciênc. Vet. Zool. UNIPAR (Online);23(1, cont.):e2306, 20200000. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os taninos são compostos fenólicos presentes em plantas, classificados quanto à estrutura química em compostos hidrolisáveis e condensados. Os condensados são adicionados à dieta de ruminantes devido a sua capacidade de formar complexos com proteínas tornando-as não degradáveis no ambiente ruminal. Dessa forma, aumenta o aporte proteico no intestino delgado onde ocorrerá a maior absorção na porção cranial do órgão, o duodeno. A vantagem desse mecanismo é aumentar o aproveitamento da proteína da dieta pelos animais o que influenciará na produtividade e sistema imunológico, entre outros. Os efeitos positivos com a utilização desse composto como aditivo nutricional ainda precisam ser estudados, portanto, o objetivo dessa revisão consiste em demonstrar os resultados, até então conhecidos, da utilização de taninos condensados na dieta de ruminantes.(AU)

Tannins are phenolic compounds present in plants. According to their chemical structure, they can be classified into hydrolysable and condensed compounds. Condensed compounds are added to the ruminant nutrition due to their ability to form complexes with proteins, rendering them as non-degradable in the rumen environment. Thus, it increases the protein supply in the small intestine, where the highest absorption will occur in the duodenum, the cranial portion of the organ. The advantage of this mechanism is the increase of the use of dietary protein by the animals, which will thus influence productivity and the immune system, among others. The positive effects of the use of this compound as a nutritional additive still need to be further investigated, therefore, the purpose of this review is to demonstrate the known results of the use of condensed tannins in the diet of ruminants.(AU)

Los taninos son compuestos fenólicos presentes en plantas, clasificados según la estructura química en compuestos hidrolizables y condensados. Los condensados se agregan a la dieta de rumiantes debido a su capacidad de formar complejos con proteínas, haciéndolas no degradables en el entorno del rumen. Así, aumenta el aporte proteico en el intestino delgado donde habrá mayor absorción en la porción craneal del órgano, el duodeno. La ventaja de ese mecanismo es aumentar el aprovechamiento de la proteína de la dieta por los animales, lo que influirá en la productividad y sistema inmunológico, entre otros. Los efectos positivos con la utilización de ese compuesto, como aditivo nutricional, todavía necesita ser estudiado, el objetivo de esa revisión consiste en demostrar los resultados, hasta ahora conocidos, del uso de taninos condensados en la dieta de rumiantes.(AU)
Descritores: Taninos
Ruminantes
Proteínas na Dieta
Proteínas
Aditivos Alimentares
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 229 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140534
Autor: Carrillo Alvarado, Sergio Daniel.
Título: Cuantificación de los compuestos bioactivos y capacidad antioxidante del hongo Cordyceps sinensis para su uso potencial como aditivo alimentario / Quantification of the bioactive compounds and antioxidant capacity of the Cordyceps sinensis fungus for its potential use as a food additive.
Fonte: Zamorano; s.n; 2019. 1-36 p. tab, graf.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Escuela Agrícola Panamericana para obtenção do grau de Licenciado.
Resumo: El uso de antioxidantes contribuye a disminuir el deterioro de los alimentos. Una práctica común en la actualidad es el uso de aditivos alimentarios de origen sintético, como el butilhidroxitolueno (BHT) y butilhidroxianisol (BHA). El hongo Cordyceps sinensis es ampliamente usado en la medicina asiática y se ha encontrado que aporta múltiples beneficios. Con el fin de evaluar la capacidad antioxidante de este hongo como aditivo alimentario, se obtuvieron extractos a partir de harina de C. sinensis, utilizando extracto acuoso (T1), etanólico (T2), acuoso-etanólico (T3) y acuoso a 50 °C (T4) (en una relación soluto/solvente de 100 g/900 mL c/u). Para la harina se determinó la composición química proximal, obteniendo alto contenido de carbohidratos (80%), y valores bajos de humedad, proteína, grasa y cenizas (<10%). Se determinó el contenido de fitoquímicos, incluyendo contenido de polisacáridos totales (CPT), fenoles totales (CFT), flavonoides totales (CFvT), flavonas y flavonoles totales (CFFT), flavanonas y dihidroflavonoles totales (CFDT), y ácido clorogénico (CAC). Además, actividad antirradical DPPH y ABTS, así como poder reductor (PR). Los resultados indicaron que el extracto T3, seguido del extracto T1, presentaron la mayor capacidad antioxidante (DPPH. ABTS y PR), lo cual fue asociado con el CFT, CFFT, y CFDT, así como CPT, CFvT y CAC, respectivamente. Se recomienda evaluar el efecto de la adición de los extractos obtenidos de la harina de C. sinensis sobre la estabilidad oxidativa y microbiológica de productos cárnicos.
Descritores: Fenóis
Cordyceps/química
Flavanonas
Flavonóis
Aditivos Alimentares
-Compostos Fitoquímicos
Medicina Tradicional
Antioxidantes
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 229 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-510175
Autor: Salim, R; Flores, T; Chu Chuy, S; Dominguez, S; Ovando, P; Juárez, G; Rua, W; López, L.
Título: Intoxicación con bromato de potasio en una escuela / Potassium bromide intoxication in a school
Fonte: Med. infant;11(3):196-198, sept. 2004.
Idioma: es.
Resumo: El bromato de potasio es un agente oxidante utilizado como aditivo en las harinas para mejorar el sabor y la textura del pan. Debido a sus efectos tóxicos está prohibido su uso desde el 11 de mayo de 1998, en todo el territorio nacional. Sin embargo su utilización no es infrecuente y se han descripto cuadros de ingesta accidental o deliberada. Describimos una intoxicación de 255 niños con bromato de potasio en una escuela de la localidad de Hipólito Irigoyen en la provincia de Salta en abril de 2002. El 100% de los pacientes presentaron sintomas gastrointestinales agudos, 7 niños presentaron insuficiencia renal aguda con acúfenos persistentes. Se efectuó diálisis peritoneal interminente precoz en todos ellos, con evolución favorable, sin secuelas renales ni óticas.
Descritores: Lesão Renal Aguda
Zumbido
Aditivos Alimentares
Doenças Transmitidas por Alimentos
Oxidantes
Potássio
-Anamnese
Diálise Peritoneal
Limites: Criança
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  5 / 229 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1128427
Autor: Ribeiro, A. D. B; Ferraz Junior, M. V. C; Polizel, D. M; Miszura, A. A; Barroso, J. P. R; Cunha, A. R; Souza, T. T; Ferreira, E. M; Susin, I; Pires, A. V.
Título: Effect of thyme essential oil on rumen parameters, nutrient digestibility, and nitrogen balance in wethers fed high concentrate diets / Efeito do óleo essencial de tomilho sobre os parâmetros ruminais, a digestibilidade dos nutrientes e o balanço de nitrogênio em borregos alimentados com elevado teor de concentrado
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(2):573-580, Mar./Apr. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: This trial aimed to evaluate the effects of thyme essential oils (EO) on rumen parameters, nutrient digestibility and nitrogen balance in wethers fed with high-concentrate diet. Twenty rumen-cannulated wethers were blocked according to body weight (BW= 64.0±2.1kg), and received one of the following treatments: 25mg of monensin/kg of dry matter (DM; MON) or doses of thyme EO (1.25, 2.50 or 3.75g/kg of DM). The diet was composed of 90% concentrate. Thyme EO was composed mainly by thymol (46.6% of DM) and p-cymene (38.9% of DM). The nutrient intake and apparent digestibility were similar among treatments. The inclusion of 3.75g of thyme EO tended (P= 0.07) to increase butyrate compared to MON and 1.25OE and wethers fed with 1.25g of thyme EO tended (P= 0.07) to decrease ruminal pH on the 14th day compared to MON. The treatments did not affect acetate:propionate ratio, total short chain fatty acids (SCFA) and nitrogen retention. Results from this study suggest that adding thyme EO to high-concentrate diets may be used as an alternative to monensin as feed additive in feedlot lambs.(AU)

O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos do óleo essencial (OE) de tomilho nos parâmetros ruminais, na digestibilidade e no balanço de nitrogênio em borregos alimentados com elevado teor de concentrado. Vinte borregos providos de cânulas ruminais foram blocados de acordo com o peso corporal (PC=64,0±2,1kg) e receberam um dos tratamentos: 25mg de monensina/kg de matéria seca (MS; MON) ou doses de OE de tomilho (1,25; 2,50 ou 3,75g/kg de MS). A dieta foi composta por 90% de concentrado. A composição do OE de tomilho foi principalmente timol (46,6% da MS) e p-cimeno (38,9% da MS). A ingestão e a digestibilidade dos nutrientes foram semelhantes entre os tratamentos. A inclusão de 3,75g de OE de tomilho tendeu (P=0,07) a aumentar o butirato em relação aos tratamentos MON e 1,25OE. Os borregos alimentados com 1,25g de OE tenderam (P=0,07) a apresentar menor pH ruminal no 14º dia comparado a MON. No entanto, os tratamentos não afetaram a relação acetato:propionato, concentração total de ácidos graxos de cadeia curta e retenção de nitrogênio. Os resultados sugerem que a adição de OE de tomilho em dietas com elevado teor de concentrado pode ser uma alternativa à monensina como aditivo alimentar para cordeiros em confinamento.(AU)
Descritores: Rúmen/química
Óleos Voláteis/administração & dosagem
Ovinos/metabolismo
Thymus (Planta)/química
Nitrogênio
-Monensin
Aditivos Alimentares
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 229 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-782608
Autor: Queiroz, Dayanna Joyce Marques; Moura, Everlane Ferreira; Cunha, Manuela Alves da; Medeiros, Anna Cecília Queiroz de.
Título: Avaliação da contaminação por bromato em pães do tipo francês / Analysis on the occurrence of bromate contamination in French type bread
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;73(2):233-237, abr.-jun. 2014. graf.
Idioma: pt.
Resumo: O setor de panificação no Brasil tem realizado esforços para acompanhar as tendências de um mercadoexigente e competitivo, e uma das alternativas tem sido os agentes oxidantes. O bromato de potássio(KBrO3) é um agente oxidante que fortalece as cadeias de glúten. Apesar de benefícios tecnológicose econômicos, sua toxicidade como aditivo alimentar tem sido demonstrada. No Brasil o emprego doKBrO3 é proibido em qualquer quantidade nas farinhas e nos produtos de panificação. Foram investigadasamostras de pão Francês provenientes de 25 pontos comerciais, que foram analisadas em triplicatas,totalizando-se 75 ensaios. A determinação de bromatos foi realizada em duas etapas: primeiramente pelaprova de triagem utilizando-se o método analítico qualitativo, para identificar amostras positivas paraagentes oxidantes e, posteriormente, a determinação de BrO3- usando o reativo fucsina-bissulfito. Em todasas amostras foram detectados agentes oxidantes. Na análise confirmatória de bromato, foi identificadaa presença deste aditivo em amostras de seis estabelecimentos dos 25 analisados, correspondendo àfrequência de 24 % nas amostras examinadas. Este estudo mostra que apesar da proibição do emprego deKBrO3 em produtos de panificação, há ainda o uso deste componente pelos estabelecimentos comerciais,e isto representa risco à saúde da população...
Descritores: Aditivos Alimentares
Bromatos/toxicidade
Contaminantes Químicos em Alimentos
Contaminação de Alimentos
Potássio/toxicidade
Pão/análise
Limites: Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  7 / 229 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-680432
Autor: Baú, Tahis Regina; Dias, Cristiane de Abreu; Alfaro, Alexandre da Trindade.
Título: Avaliação da qualidade química e microbiológica de salsichas tipo Viena / Evaluation of the chemical and microbiological qualities of Vienna sausages
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;71(1):207-210, jan.-mar. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A salsicha tipo Viena é um alimento muito consumido pela população brasileira, com grande volume de comercialização. No entanto, este produto apresenta um elevado risco de contaminação, principalmente em função de sua excessiva manipulação. Este estudo avaliou a qualidade de salsichas tipo Viena por meio de análises microbiológicas e físico-químicas. As amostras demonstraram qualidade sanitária adequada e teores de amido, nitrito e nitrato inferiores ao especificado pela legislação.
Descritores: Aditivos Alimentares
Alimentos Industrializados
Técnicas Microbiológicas
Qualidade dos Alimentos
Responsável: BR76.1 - Biblioteca


  8 / 229 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120311
Autor: Vargas Salazar, Tania Alejandra; Wilkinson, Kevin A; Urquiaga Zavaleta, Josué Manuel; Rodríguez Zevallos, Antonio Ricardo.
Título: Physicochemical characterization of ñuña bean (Phaseolus vulgaris L. ) protein extract / Caracterización fisicoquímica de extracto proteico del frijol ñuña (Phaseolus vulgaris L. )
Fonte: Vitae (Medellín);27(2):1-9, 2020. Ilustraciones.
Idioma: en.
Resumo: Background: Although legume protein extracts are useful in food preparation and processing as foam stabilizers and as viscosity, palatability and nutrition enhancers, many legume proteins from South America have not been characterized extensively. One such legume is the ñuña bean (Phaseolus vulgaris L.), which is cooked using dry heat until the cotyledons rapidly expand with a pop. The bean is widely cultivated in the Andes, but almost unknown elsewhere. Objective & Methods: In this study, we characterized ten functional properties of a ñuña protein extract using standard food analysis methods. Results: The extract was similar to other legume protein extracts for many properties (amino acid profile, proximate analysis, yield, water absorption, color, isoelectric point, and thermogravimetric analysis). The electrophoretic analysis revealed that the sample was nearly pure phaseolin. Additionally, the ability to form foam and increase solution viscosity were comparatively low when contrasted to other extracts. Conclusion: These properties make ñuña protein extract useful as a nearly pure phaseolin nutrition enhancer in beverages where foaming and high viscosity are undesirable, such as in fortified beverages, drinkable yogurts, or protein supplements. The extract may also have relevance as a weight-loss supplement. Therefore, we expect that incorporating ñuña protein in processed foods would be a straightforward process.

Antecedentes: Los extractos proteicos de leguminosas son muy utilizados en la preparación y procesamiento de alimentos como agentes estabilizadores de espuma y viscosidad, así como potenciadores de palatabilidad y nutrición. Sin embargo, muchas proteínas de leguminosas procedentes de Sudamérica no han sido caracterizadas extensamente. Una de ellas es el frijol ñuña (Phaseolus vulgaris L.), el cual se cocina utilizando calor seco hasta que los cotiledones se expanden rápidamente y explotan. La ñuña se cultiva ampliamente en los Andes, pero es mayormente desconocida en otras partes del mundo. Objetivo y Métodos: En el presente estudio, caracterizamos diez propiedades funcionales de un extracto proteico de ñuña, utilizando métodos estándares para análisis de alimentos. Resultados: Varias propiedades del extracto analizado fueron similares a las de los extractos proteicos de otras leguminosas (perfil de aminoácidos, análisis proximal, rendimiento, absorción de agua, color, punto isoeléctrico y análisis termogravimétrico). El análisis electroforético reveló que la muestra es mayormente faseolina. Además, el extracto analizado presentó baja capacidad para formar espuma e incrementar viscosidad de una solución a comparación de los otros extractos. Conclusión: Los resultados obtenidos indican que el extracto proteico de ñuña, que es casi faseolina pura, puede ser muy útil como potenciador nutricional de bebidas en las que la espuma y alta viscosidad son indeseadas, como es el caso de bebidas fortificadas, yogures bebibles o suplementos proteicos. El extracto podría tener relevancia como suplemento para pérdida de peso. Por lo tanto, esperamos que el uso de proteína de ñuña sea un proceso sencillo en la industria de alimentos procesados.
Descritores: Phaseolus
Aditivos Alimentares
Aminoácidos Essenciais
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO56.3 - Biblioteca


  9 / 229 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-458453
Autor: Dias, Nelson Aranha.
Título: Estudo sistemático da redução de nitrato por hidrazina para determinação de nitratos em águas e aditivos alimentícios, em fluxo / Spectrophotometric determination of nitrate in water and food additives by reduction with hydrazine sulphate and diazotization of nitrite measurement by SIA (sequential infection analysis).
Fonte: São Paulo; s.n; 2005. 115 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Os nitratos e nitritos são substâncias que entram no corpo humano através de alimentos de origem animal, vegetal ou da água. Também são introduzidos como aditivos alimentícios (conservadores) que, apesar de evitarem o desenvolvimento do Clostridium botulinum em produtos cárneos, apresentam os riscos de ocorrência de metemoglobinemia e formação de nitrosaminas cancerígenas. Isto tudo justifica o seu controle analítico pelas autoridades sanitárias. O método oficial (AOAC) recomenda o uso da reação de diazotação/copulação de Griess com detecção colorimétrica para o nitrito, sendo o nitrato reduzido a nitrito em coluna de cádmio e detectado como íon nitrito. Este método gera íons Cd+2 altamente tóxicos com implicações à saúde ocupacional e ambiental. O método proposto visa substituir o redutor Cd pelo sulfato de hidrazina/sulfato de cobre. A técnica empregada com o redutor investigado foi a análise por injeção sequencial (SIA). Foram analisadas amostras de águas e aditivos alimentícios para a comparação da eficiência dos dois métodos de redução. Os resultados analíticos mostraram boa correlação entre os dois métodos tanto para as amostras de águas como para os aditivos. Os estudos de eficiência da redução revelaram equivalência entre os redutores Cd e sulfato de hidrazina. Além desses resultados, foram realizados estudos de recuperação do método proposto em águas e aditivos, com valores próximos de 100%. O método apresentou linearidade até 3,5mg.L-1 de N-NO3- e limites de detecção (L.D.) 0,06 e 0,08mg.L-1 para o N-NO2- e N-NO3- respectivamente. Os limites de quantificação (L.Q.) foram 0,08 e 0,25mg.L-1 para o N-NO2- e N-NO3- respectivamente.
Descritores: Aditivos Alimentares
Análise de Injeção de Fluxo
Cádmio
Nitratos/análise
Nitritos/análise
Água
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, D541e, 2005


  10 / 229 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-933103
Autor: Dias, Nelson Aranha.
Título: Estudo sistemático da redução de nitrato por hidrazina para determinação de nitratos em águas e aditivos alimentícios, em fluxo.
Fonte: São Paulo; s.n; 2005. 115 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Os nitratos e nitritos são substâncias que entram no corpo humano através de alimentos de origem animal, vegetal ou da água. Também são introduzidos como aditivos alimentícios (conservadores) que, apesar de evitarem o desenvolvimento do Clostridium botulinum em produtos cárneos, apresentam os riscos de ocorrência de metemoglobinemia e formação de nitrosaminas cancerígenas. Isto tudo justifica o seu controle analítico pelas autoridades sanitárias. O método oficial (AOAC) recomenda o uso da reação de diazotação/copulação de Griess com detecção colorimétrica para o nitrito, sendo o nitrato reduzido a nitrito em coluna de cádmio e detectado como íon nitrito. Este método gera íons Cd+2 altamente tóxicos com implicações à saúde ocupacional e ambiental. O método proposto visa substituir o redutor Cd pelo sulfato de hidrazina/sulfato de cobre. A técnica empregada com o redutor investigado foi a análise por injeção sequencial (SIA). Foram analisadas amostras de águas e aditivos alimentícios para a comparação da eficiência dos dois métodos de redução. Os resultados analíticos mostraram boa correlação entre os dois métodos tanto para as amostras de águas como para os aditivos. Os estudos de eficiência da redução revelaram equivalência entre os redutores Cd e sulfato de hidrazina. Além desses resultados, foram realizados estudos de recuperação do método proposto em águas e aditivos, com valores próximos de 100%. O método apresentou linearidade até 3,5mg.L-1 de N-NO3- e limites de detecção (L.D.) 0,06 e 0,08mg.L-1 para o N-NO2- e N-NO3- respectivamente. Os limites de quantificação (L.Q.) foram 0,08 e 0,25mg.L-1 para o N-NO2- e N-NO3- respectivamente.
Descritores: Cádmio
Análise de Injeção de Fluxo
Aditivos Alimentares
Nitratos/análise
Nitritos/análise
Água
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, D541e, 2005; BR76.1



página 1 de 23 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde