Base de dados : LILACS
Pesquisa : D27.888.569.864 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 153 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 16 ir para página                         

  1 / 153 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-949338
Autor: Vázquez-Sánchez, Jorge; Pérez-Juárez, Angélica; Barrientos-Alvarado, Cornelio.
Título: Protección de la Spirulina maxima sobre la citotoxicidad de la hidroxiurea en células embrionarias de ratón / Protection of Spirulina maxima on cytotoxicity of hydroxyurea in mouse embryonic cells / Proteção de Spirulina maxima em citotoxicidade de hidroxiureia em células embrionárias de camundongo
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;52(2):241-250, jun. 2018. graf.
Idioma: es.
Resumo: La Spirulina maxima (SP) tiene efectos farmacológicos protectores por su contenido de ficobiliproteínas que están relacionados con su actividad antioxidante. La hidroxiurea (HU) es un fármaco antineoplásico, citotóxico y teratógeno que implica la inducción del estrés oxidativo. El objetivo de este trabajo fue determinar si la SP y su extracto acuoso de proteína (SPE) protegen contra el efecto citotóxico de HU en cultivos celulares primarios a partir de embriones de ratón de once días. Los efectos de SP, SPE e HU sobre la viabilidad celular se determinaron por el ensayo de fluorescencia de resazurina en cultivos celulares de embriones completos de ratones de once días, de encéfalo y de brotes de extremidades anteriores. Se demostró que ni SP ni su extracto provocaron efectos citotóxicos en ninguna concentración ensayada, por lo que se aumentaba la viabilidad celular. Se encontró que las células expuestas a HU de embriones completos y encéfalo mostraron mayor toxicidad que las células de los miembros anteriores. La SP y el SPE protegieron contra la citotoxicidad de HU de una manera dependiente de la concentración hasta 48 h después de la exposición al fármaco. Este efecto podría ser adecuado para prevenir la muerte celular que deriva en un proceso teratogénico, atribuido a sus propiedades antioxidantes.

Spirulina maxima (SP) has protective pharmacological effects that are related to the antioxidant activity due to its phycobiliprotein content. Hydroxyurea (HU) is an antineoplastic, cytotoxic and teratogenic drug, which involves the induction of oxidative stress. The aim of this study was to determine whether SP and its aqueous protein extract (SPE) protect against the cytotoxic effect of HU in primary cell cultures from mouse embryos. The effects of SP, SPE, and HU on cell viability were determined by resazurin fluorescence assay in whole embryo cell cultures, encephalon, and eleven-day-old forehead bud outbreaks. It was shown that neither SP nor its extract caused cytotoxic effects at any concentration tested, increasing cell viability. It was found that cells exposed to HU of whole embryos and encephalon showed higher toxicity than cells of the previous limbs. SP and SPE protected HU cytotoxicity in a concentration-dependent manner up to 48 hours after exposure to the drug. This effect could be adequate to prevent cell death resulting in a teratogenic process attributed to its antioxidant properties.

Spirulina maxima (SP) tem efeitos farmacológicos protetores devido a seu conteúdo de ficobiliproteínas, que estão relacionadas com sua atividade antioxidante. A hidroxiureia (HU) é uma droga antineoplásica, citotóxica e teratogênica, que envolve a indução do estresse oxidativo. O objetivo deste estudo foi determinar se a SP e seu extrato aquoso de proteína (SPE) protegem contra o efeito citotóxico da HU em culturas celulares primárias a partir de embriões de camundongo de onze dias. Os efeitos de SP, SPE e HU na viabilidade celular foram determinados pelo ensaio de fluorescência de resazurina em culturas celulares de embriões inteiros de camundongos de onze dias, de encéfalo e de surtos de extremidades anteriores. Demonstrou-se que nem a SP nem seu extrato causaram efeitos citotóxicos em qualquer concentração testada, aumentando a viabilidade celular. Verificou-se que as células expostas à HU de embriões completos e encéfalo mostraram maior toxicidade do que as células dos membros anteriores. SP e SPE protegem contra a citotoxicidade de HU de forma dependente da concentração até 48 h após a exposição ao medicamento. Esse efeito poderia ser adequado para prevenir a morte celular, que resulta em um processo teratogênico atribuído a suas propriedades antioxidantes.
Descritores: Teratógenos
Spirulina
Hidroxiureia
-Toxicologia
Encéfalo
Estresse Oxidativo
Estruturas Embrionárias
Ficobiliproteínas
Cultura Primária de Células
Antioxidantes
Limites: Camundongos
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  2 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Brandt, Carlos Teixeira
Texto completo
Id: lil-730375
Autor: Ventura, Camila V; Ventura, Liana O; Miller, Marilyn T; Cronemberger, Monica F; Dias, Carlos Sousa; Dias, Maria Joaquina Marques; Gonzalez, Claudete H; Polati, Mariza; Nakanami, Célia R; Brandt, Carlos Teixeira; Kuczynski, Evelyn; Goldchmit, Mauro.
Título: Teratogen exposure and congenital ocular abnormalities in Brazilian patients with Möbius sequence / Exposição à teratógenos e anormalidades oculares congênitas em pacientes brasileiros portadores da sequência de Möbius
Fonte: Arq. bras. oftalmol;77(5):300-304, Sep-Oct/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Purpose: To assess the sociodemographic profiles, teratogen exposures, and ocular congenital abnormalities in Brazilian patients with Möbius sequence. Method: Forty-four patients were recruited from the Brazilian Möbius Sequence Society. This cross-section comprised 41 patients (age, mean ± standard deviation, 9.0 ± 5.5 years) who fulfilled the inclusion criteria. The parent or caregiver answered a questionnaire regarding sociodemographic data and pregnancy history. Patients underwent ophthalmological assessments. They were subdivided into groups according to misoprostol exposure during pregnancy, and the two groups were compared. Results: Mothers/caregivers reported unplanned pregnancies in 36 (88%) cases. Of these, 19 (53%) used misoprostol during their first trimesters. A stable marital status tended to be more frequent in the unexposed group (P=0.051). Incomplete elementary school education was reported by two (11%) mothers in the exposed group and by three (14%) mothers in the unexposed group (P=0.538). The mothers' gestational exposures to cocaine, marijuana, alcohol, and cigarettes were similar in both groups (P=0.297, P=0.297, P=0.428, and P=0.444, respectively). One (5%) case of Rubella infection during pregnancy was found in the unexposed group. The main malformations in the exposed and unexposed groups were the following: strabismus (72% and 77%, respectively), lack of emotional tearing (47% and 36%, respectively), and lagophthalmos (32% and 41%, respectively). Conclusion: Stable marital statuses tended to be more frequent among mothers that did not take misoprostol during pregnancy. Exposures to other teratogens and the main ocular abnormalities were similar in both groups. .

Objetivo: Descrever o perfil sóciodemográfico, exposição à teratógenos e anormalidades oculares congênitas em pacientes brasileiros portadores da sequência de Möbius Método: Quarenta e quatro pacientes recrutados da Sociedade Brasileira de Sequência de Möbius foram examinados. Este estudo transversal incluiu 41 pacientes que preencheram os critérios de inclusão do estudo (média das idades: 9,0 ± 5,5 anos). Mãe/responsável dos pacientes responderam a um questionário sobre perfil sóciodemográfico e história gestacional. Foi realizado exame oftalmológico de todos os pacientes. Eles foram agrupados em dois grupos de acordo com a exposição ao misoprostol durante a gestação e seus dados foram comparados. Resultados: Mães/responsáveis referiram gravidez indesejada em 36 (88%) dos casos. Destas, 19 (53%) fizeram uso de misoprostol no primeiro trimestre de gestação. Houve uma tendência do grupo de mães não expostas ao misoprostol de terem um estado civil estável (P=0,051). Duas (11%) mães do grupo de expostas ao misoprostol relataram primeiro grau incompleto e três (14%) do grupo de não expostas (P=0,538). A exposição das mães à cocaína, maconha, álcool e cigarro foi similar em ambos os grupos (P=0,297, P=0,297, P=0,428, P=0,444, respectivamente). Houve um caso (5%) de Rubéola no grupo de mães não expostas. As principais malformações associadas nos pacientes expostos e não expostos foram, respectivamente: estrabismo (72% e 77%), e diminuição da lágrima emocional (47% e 36%) e lagoftalmia (32% and 41%). Conclusão: Estado civil estável foi mais frequente em mães que não fizeram uso de misoprostol durante a gestação. Exposição à outros ...
Descritores: Complicações na Gravidez
Teratógenos
Anormalidades Congênitas/etiologia
Misoprostol/efeitos adversos
Síndrome de Möbius/fisiopatologia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1090496
Autor: Leandro, José Augusto.
Título: "Descansar e dormir sem riscos": o Jornal do Médico (Portugal) e o desastre da talidomida, 1960-1962 / "Risk-free rest and sleep: " Jornal do Médico (Portugal) and the thalidomide disaster, 1960-1962
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;27(1):15-32, jan.-mar. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O artigo analisa como o periódico Jornal do Médico, editado na cidade do Porto, em Portugal, divulgou o desastre da talidomida. A pesquisa percorreu as páginas da fonte desde o início de 1960 até o final de 1962. Aqui, objetivam-se apontar e discutir duas questões interligadas: a morosidade em publicar matérias sobre os efeitos deletérios do medicamento, vendido no país sob a denominação Softenon®, e a construção discursiva da isenção da responsabilidade do médico no fenômeno da iatrogenia medicamentosa.

Abstract This article analyzes the way the Porto-based journal Jornal do Médico reported on the thalidomide disaster. The pages of the publication are researched from the beginning of 1960 to the end of 1962 with the aim of identifying and discussing two interconnected questions: the delay in publishing news on the harmful effects of the drug, which was sold in the country under the brand name Softenon®, and the discursive construction of a lack of accountability on the part of physicians for the phenomenon of medication iatrogenesis.
Descritores: Publicações Periódicas como Assunto/história
Teratógenos/história
Talidomida/história
Anormalidades Induzidas por Medicamentos/história
Publicidade/história
-Portugal/epidemiologia
Talidomida/efeitos adversos
Anormalidades Induzidas por Medicamentos/epidemiologia
Políticas Editoriais
Controle de Medicamentos e Entorpecentes/história
Natimorto
Feto/efeitos dos fármacos
Medicamentos Indutores do Sono/efeitos adversos
Medicamentos Indutores do Sono/história
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
História do Século XX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1054
Autor: Gorril, Letícia Englerth; Jacomassi, Ezilda; Mella Junior, Sidney Edson; Dalsenter, Paulo Roberto; Gasparotto Junior, Arquimedes; Lourenço, Emerson Luiz Botelho.
Título: Risco das plantas medicinais na gestação: uma revisão dos dados de acesso livre em língua portuguesa / Risk of medicinal plants in pregnancy: a review of free access data in portuguese
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;20(1):67-72, jan-abr. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: A gestação é um período único e especial na vida de cada mulher, no qual ocorre uma série de modificações no organismo feminino, tanto do ponto de visto físico como do ponto de vista psíquico, que começam na primeira semana e continuam durante todo o período de gestação. Essas modificações ocasionam uma série de desconfortos (dores musculares, enjoos, vômitos, e constipação) que interferem no estado físico e emocional da gestante. Na busca por aliviá-las muitas gestantes buscam consumir produtos de origem natural por acreditarem que eles não fazem mal. Nessa busca, a crença de que é "natural" é sinônimo de "seguro" tornam o consumo de plantas medicinais atraente para muitas gestantes, que ao consumirem esses produtos, muitas vezes, sem orientação médica ou farmacêutica, acreditam não existir riscos ao embrião/feto e para si mesmas. Isso faz com que o uso medicinal de plantas seja comum na gestação. Porém, existem evidências científicas que muitas substâncias presentes nas plantas medicinais oferecem riscos durante a gestação. Neste contexto, o presente estudo teve por objetivo investigar, por meio de uma revisão de literatura em bases de acesso livre e em língua portuguesa, quais as espécies que podem acarretar algum risco durante a gestação. A literatura disponível para a população em geral evidenciou que diversas espécies são capazes de oferecer risco durante a gestação por apresentarem potencial embriotóxico, teratogênico e abortífero.

Pregnancy is a unique and special time in every woman's life, in which there is a number of physical and psychological changes in the female body, starting from the first week and continuing throughout the entire pregnancy. These changes cause a lot of discomfort (muscle aches, nausea, vomiting, and constipation) interfering in the physical and emotional state of the mother. In the search for relieving such pains, many pregnant women seek to use natural products because of their belief that they do no harm. In this quest, the belief of what is "natural" is a synonym to "safe" make the consumption of such products attractive to many pregnant women, frequently without any medical or pharmaceutical advice, believing there is no risk to the embryo/fetus and for herself. However, there is scientific evidence that many substances in medicinal plants pose risks during pregnancy. In this context, this study aimed to investigate, through a literature review in open access databases and in Portuguese, which species can entail some risk during pregnancy. The literature data available to the general population showed that several species are able to offer risk during the pregnancy because they have embryotoxic, teratogenic and abortive potential.
Descritores: Plantas Medicinais/efeitos adversos
Gestantes
-Teratógenos
Aborto
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1532.9 - CEDIC - Coordenadoria de Editoração e Divulgação Científica


  5 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Miyadahira, Seizo
Id: biblio-1238483
Autor: Liao, Adolfo Wenjaw; Ruano, Rodrigo; Bunduki, Victor; Miyadahira, Seizo; Zugaib, Marcelo.
Título: Talidomida: aspectos atuais em obstetrícia / ?.
Fonte: São Paulo; s.n; 1999. 4 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Anormalidades Induzidas por Medicamentos
Complicações na Gravidez
Cuidados Médicos
Eritema Nodoso
Gravidez
Hanseníase/diagnóstico
Lúpus Eritematoso Sistêmico
Talidomida/administração & dosagem
Talidomida/efeitos adversos
Talidomida/farmacologia
Talidomida/história
Talidomida/metabolismo
Talidomida/uso terapêutico
Teratógenos
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer
[{"text": "BR191.1", "_a": "08411/s"}]


  6 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1160814
Autor: Votta, Roberto A.
Título: Automedicación en el embarazo y la lactancia / Self-medication in the pregnancy and lactation
Fonte: Bol. Acad. Nac. Med. B.Aires;(supl):29-37, jul. 1992.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Simposio: Automedicación, Buenos Aires, 3-4 dic. 1992.
Descritores: Anormalidades Induzidas por Medicamentos
Automedicação
Feto/anormalidades
Feto/efeitos dos fármacos
Lactação/efeitos dos fármacos
Placenta/metabolismo
-Homeostase
Teratógenos
Limites: Gravidez
Humanos
Responsável: AR1.1 - Biblioteca Rafael Herrera Vegas


  7 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1008177
Autor: Novoa Velástequi, Alfredo.
Título: La Epilepsia en la mujer embarazada / Epilepsy in the pregnant woman
Fonte: Cambios rev. méd;Vol. 13(23):67-71, ene. 2015. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introduction: epilepsy is defined as the presence of recurring unprovoked crisis, and whose treatment is typically an antiepileptic drug regimen taken daily for a long time. About 1 in 200 pregnant women develop epilepsy (0.5%). Women with epilepsy have a higher risk of poor outcomes of pregnancy, although most of their children will be normal. In pregnancy, the main risks for the mother and child are the result of poor control of their epilepsy and an elevated risk of major congenital malformations after to antiepileptic treatment. Treatment should be given to control crisis during pregnancy, despite its teratogenic potential, since the effects of epilepsy crisis are much more harmful to both mother and fetus. The treatment has to be administered as monotherapy, with minimal and effective doses able to control the crisis. In addition to the antiepileptic treatment, it is essential for the pregnant woman to be treated with folic acid at prophylactic doses of 0.4 mg daily and vitamin K with dose of 20 mg daily for the last month of pregnancy in order to prevent neural tube defects and maternal and fetal bleeding. It should also be given to the newborn immediately with a dosage of 1mg IM. The objective of this study was to determine treatment regimens that can be used to control epilepsy in pregnant women, and other measures to be taken in order to minimize the risks to the mother and fetus.
Descritores: Anormalidades Congênitas
Terapêutica
Gravidez
Medição de Risco
Epilepsia
Anticonvulsivantes
-Patologia
Teratógenos
Saúde Global
Fatores de Risco
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: EC162.1


  8 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mello, J. R. B
Texto completo
Id: biblio-1128887
Autor: Sartori, A. S; Hollenbach, C. B; Jardim, L. H; Silva, P; Mello, F. B; Mello, J. R. B.
Título: Avaliação da toxicidade pré-natal: estudo de teratogenicidade do inseticida piriproxifeno em ratos Wistar / Prenatal toxicity assessment: teratogenicity study of the insecticide pyriproxyfen in Wistar rats
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(3):719-728, May-June, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Este estudo investigou a toxicidade pré-natal do inseticida piriproxifeno em ratos Wistar, de forma a detectar possíveis alterações no desenvolvimento fetal da progênie exposta durante o período organogênico. Três doses de piriproxifeno (100, 300 e 500mg.kg-1) foram administradas por via oral às progenitoras, do sexto ao 15º dia de gestação. Os fetos foram submetidos à técnica de diafanização modificada descrita por Taylor e Van Dyke, para avaliação de malformações e alterações esqueléticas. Os resultados não demonstraram a ocorrência de toxicidade materna sistêmica ou alterações nos índices reprodutivos avaliados. Malformações ou alterações teratogênicas não foram detectadas, no entanto alterações esqueléticas sugestivas de retardo no desenvolvimento foram observadas especialmente nas doses mais altas testadas (300mg.kg-1 e 500mg.kg-1). Considerando-se a situação complexa de risco para a saúde humana, mostra-se importante a execução de investigações adicionais, de modo a contribuir para a adequada avaliação de risco do piriproxifeno em água potável.(AU)

This study investigated the prenatal toxicity of the insecticide pyriproxyfen in Wistar rats to detect the possible changes in the fetal development of the progeny exposed during the organogenic period. Three doses of pyriproxyfen (100, 300, and 500mg.kg-1) were administered orally to the progenitors, from day 6 to 15 of gestation. The fetuses were processed using the Taylor and Van Dyke modified diaphanization technique to evaluate malformations and skeletal changes. The results did not demonstrate the occurrence of systemic maternal toxicity or changes in the reproductive indexes evaluated. Malformations or teratogenic changes were not detected, however, skeletal changes suggestive of developmental delay were observed, especially in the highest doses tested (300 mg.kg-1 and 500 mg.kg-1). Owing to the potentially complex situation regarding its risk to human health, it is important that further studies be performed to contribute to the risk assessment of the addition of pyriproxyfen in drinking water.(AU)
Descritores: Praguicidas/efeitos adversos
Piridinas
Teratógenos/análise
Desenvolvimento Fetal/efeitos dos fármacos
-Ratos Wistar/embriologia
Zika virus
Microcefalia/veterinária
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-886672
Autor: CHAHOUD, IBRAHIM; PAUMGARTTEM, FRANCISCO J R.
Título: Differences between NMRI and DBA/2J mice in the development of somites and susceptibility to methylnitrosourea-induced skeleton anomalies
Fonte: An. acad. bras. ciênc;89(1,supl):635-647, May. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT The development of DBA/2J mouse strain embryos is nearly 12 h - or 6 somite pairs - delayed as compared to the outbred NMRI mouse embryos of the same age on gestation days (GD) 8-12. To evaluate inter-strain differences in susceptibility to teratogens, dams were treated with methylnitrosourea (MNU, 5 mg/kg body weight i.p.) on defined gestation days (NMRI: GD 9, 91/2 or 10; DBA/2J: GD 10 or 101/2). Skeletal anomalies produced by MNU on both mouse strains varied with the GD of treatment. The pattern of anomalies produced by MNU on a given GD markedly differed between the two mouse strains, yet they were similar -with a few exceptions- when exposures at equivalent embryonic stages are compared. Findings from this study indicated that strain-dependent differences in the developmental stage of mouse embryos of the same gestational age occur, a possibility that has been often neglected when inter-strain differences in susceptibility to developmental toxicants are interpreted.
Descritores: Esqueleto/anormalidades
Teratógenos/toxicidade
Somitos/anormalidades
Desenvolvimento Embrionário/efeitos dos fármacos
Embrião de Mamíferos/anormalidades
Metilnitrosoureia/toxicidade
-Esqueleto/efeitos dos fármacos
Esqueleto/embriologia
Somitos/efeitos dos fármacos
Somitos/embriologia
Embrião de Mamíferos/efeitos dos fármacos
Camundongos Endogâmicos DBA
Limites: Animais
Feminino
Gravidez
Ratos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 153 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Id: lil-682736
Autor: Klein de Zighelboim, Eva...[et al. ].
Título: Atlas de dismorfología pediátrica / Atlas of pediatric dysmorphology.
Fonte: Lima; Instituto Nacional de Salud del Niño; 2010. 636 p. ilus, graf, tab.
Idioma: es.
Descritores: Artrogripose
Doenças do Desenvolvimento Ósseo
Microftalmia
Pediatria
Suturas Cranianas
Teratógenos
-Ilustração Médica
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Livro-Texto
Responsável: PE18.3 - Biblioteca
PE18.3; R, WS17, A87



página 1 de 16 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde