Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.225.812.742 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 429 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 43 ir para página                         

  1 / 429 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Martins, Marina Lobato
Texto completo
Texto completo
Id: lil-764211
Autor: Schmidt, Luciana Cayres; Castilho, Lilian; Vieira, Otavio Vinicius Neves; Sippert, Emília; Gaspardi, Ane Caroline; Martins, Marina Lobato; Malta, Maria Clara Fernandes da Silva.
Título: Impact of a confirmatory RhD test on the correct serologic typing of blood donors
Fonte: Rev. bras. hematol. hemoter;37(5):302-305, Sept.-Oct. 2015. ilus.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: BACKGROUND: The RHD gene is highly polymorphic, which results in a large number of RhD variant phenotypes. Discrepancies in RhD typing are still a problem in blood banks and increase the risk of alloimmunization. In this study, the RhD typing strategy at a blood bank in Brazil was evaluated.METHODS: One-hundred and fifty-two samples typed as RhD negative and C or E positive by routine tests (automated system and indirect antiglobulin test using the tube technique) were reevaluated for RhD status by three methods. The method with the best performance was implemented and evaluated for a period of one year (n = 4897 samples). Samples that were D positive exclusively in the confirmatory test were submitted to molecular analysis.RESULTS: The gel test for indirect antiglobulin testing with anti-D immunoglobulin G (clone ESD1) presented the best results. Seventy samples (1.43%) previously typed as RhD negative showed reactivity in the gel test for indirect antiglobulin testing and were reclassified as D positive. D variants that may cause alloimmunization, such as weak D type 2 and partial DVI, were detected.CONCLUSION: The confirmatory RhD test using the gel test for indirect antiglobulin testing represents a breakthrough in transfusion safety in this blood center. Our results emphasize the importance of assessing the blood group typing strategy in blood banks.
Descritores: Sistema ABO de Grupos Sanguíneos
Sorotipagem
Transfusão de Eritrócitos
Biologia Molecular
Antígenos
Limites: Humanos
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  2 / 429 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rivera, Irma N. G
Texto completo
Id: lil-426798
Autor: Baroni, Francisco de Assis; Paula, Claudete Rodrigues; Silva, Ériques Gonçalves da; Viani, Flávio Cesar; Rivera, Irma N. G; Oliveira, Maria Tereza Barreto de; Gambale, Walderez.
Título: Cryptococcus neoformans strains isolated from church towers in Rio de Janeiro City, RJ, Brazil
Fonte: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo;48(2):71-75, Mar,-Apr. 2006. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Cryptococcus neoformans é um fungo que ocasiona micose de alta morbidade e mortalidade, especialmente em pacientes com Aids. Muitos reservatórios de C. neoformans têm sido relatados, mas a ecologia desta levedura deve ser ainda elucidada para se estabelecer programas de vigilância e prevenção desta infecção. O objetivo deste estudo foi o de avaliar a presença de C. neoformans no Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Dez igrejas foram selecionadas para este estudo, coletando-se fezes de pombo, amostras de ar, das torres das igrejas e de áreas vizinhas, durante um ano. Os resultados revelaram que C. neoformans estava presente em todas as igrejas e em 37,8% das 219 amostras das excretas das aves. Ao mesmo tempo, o fungo foi isolado do solo, insetos, ovos e ninhos de pombos. Quinze (4,9%) do total das amostras de ar foram positivas. O crescimento no meio de CGB revelou que todas as amostras pertenciam a C. neoformans var. neoformans, e 98,8% destas amostras pertenciam ao sorotipo A.
Descritores: Columbidae/microbiologia
Cryptococcus neoformans/isolamento & purificação
Microbiologia Ambiental
-Brasil
Cryptococcus neoformans/genética
Fezes/microbiologia
Sorotipagem
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 429 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Costa, Sandra Cecília Botelho
Texto completo
Id: biblio-894355
Autor: Andrade, Paula Durante; Russo, Joice de Souza; Gouveia, Jéssica Baliero; Costa, Cláudia Raquel Cantarelli; Oliveira, Ketti Gleyzer; Gianetti, Michelli; Anjos, Emanuel Borges Vítor; Pavan, Tycha Bianca Sabaini; Martins, Mariana Furquim Da Silva; Franco, Josiele; Costa, Maria Laura; Nomura, Marcelo Luís; Levy, Carlos Emílio; Passini Júnior, Renato; Costa, Sandra Cecilia Botelho.
Título: Molecular Characterization of Group B Streptococcus Serotypes By Multiplex Polymerase Chain Reaction / Caracterização molecular dos sorotipos de estreptococos do grupo b por reação multiplex pcr
Fonte: MedicalExpress (São Paulo, Online);4(4), July-Aug. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo State Research Foundation.
Resumo: OBJECTIVE: Group B Streptococcus (GBS) serotypes (Ia, Ib and II to IX) are classified based on variations in their capsular polysaccharide; their prevalence differs between different geographic areas. We examined the prevalence of all GBS serotypes in rectal and vaginal swab samples obtained from 363 pregnant women followed at a Brazilian referral center (Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti); bacterial susceptibility to antibiotics was further determined. METHOD: Prevalence of positive GBS was evaluated by latex agglutination and by multiplex PCR analysis; bacterial susceptibility to antibiotics, such as clindamycin, erythromycin, levofloxacin, linezolid, penicillin and tetracycline was determined by the disk diffusion method. RESULTS: (a) standard GBS culture and the multiplex PCR analysis tested positive for 83 swabs, collected from 72 women (prevalence of GBS colonization: 72/363; 20%); the most prevalent Serotype was Ia (n=43/83; 52%), followed by serotype V (n=14/83; 17%); according to anatomical origin, serotype Ia accounted for 27/59 (46%) and 16/24 (67%) of the vaginal and rectal samples, respectively; PCR also identified serotypes Ib, II, III and VI. Serotype VI is rarely described and had not been previously reported in Brazil or in Latin America. (b) The latex agglutination test only identified 44 positive samples, all of which were serotyped: 34 of these samples (77%) had serotypes matching those identified by multiplex PCR. (c) Only one sample (serotype Ia) showed resistance to erythromycin and clindamycin. CONCLUSION: Regional studies on GBS serotypes prevalence are essential to guide immunoprophylactic interventions (vaccines) and the implementation of adequate antibiotic prophylaxis or treatment. In this study, the incidence of the serotype VI, a new and rare serotype of GBS was described for the first time in a Brazilian population.

OBJETIVO: Os sorotipos (Ia, Ib e II ao IX) do estreptococo do grupo B (GBS) são classificados baseado nas variações em seus polissacarídeos capsulares; sua prevalência difere entre diferentes áreas geográficas. Nós examinamos a prevalência de todos os sorotipos do estreptococo do grupo B em amostras de swabs vaginal e retal obtidas de 363 mulheres seguidas em um centro de referência brasileiro, o Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti; a susceptibilidade bacteriana a antibióticos foi também determinada. MÉTODO A prevalência de estreptococo do grupo B positivo foi avaliada por aglutinação em látex e através de análise por multiplex PCR; susceptibilidade bacteriana a antibióticos, tais como clindamicina, eritromicina, levofloxacin, linezolide, penicilina e tetraciclina foi determinada pelo método de disco difusão. RESULTADOS: (a) Tanto a cultura padrão para estreptococo do grupo B quanto a análise por multiplex PCR testaram positivos para 83 swabs. A prevalência para colonização por GBS foi 20%. O sorotipo Ia foi o mais prevalente (n= 43/83; 52%), seguido pelo sorotipo V (n= 14/83; 17%); De acordo com a origem anatômica, o sorotipo Ia positivou 27/59 (46%) e 16/24 (67%) das amostras vaginais e retais, respectivamente; o teste de PCR também identificou os sorotipos Ib, II, III, VI. O sorotipo VI é raramente descrito e não reportado no Brasil ou na América Latina até esta data. (b) O teste de aglutinação em látex somente identificou 44 amostras positivas, todas das quais foram sorotipadas: 34 destas amostras (77%) tiveram os sorotipos coincidindo com aqueles identificados pela multiplex PCR. (c) Somente uma amostra (sorotipo Ia) mostrou resistência a eritromicina e clindamicina. CONCLUSÃO: Estudos regionais sobre a prevalência dos sorotipos do estreptococo do grupo B são essenciais para guiar medidas imunoprofiláticas (vacinas) e a implementação de adequada antibiótico profilaxia. Neste estudo, a incidência do sorotipo VI foi descrita pela primeira vez na população Brasileira, um novo e raro sorotipo do estreptococo do grupo B.
Descritores: Streptococcus agalactiae
Estreptococos Viridans/classificação
Reação em Cadeia da Polimerase Multiplex
-Polissacarídeos
Sorotipagem/classificação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 429 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1023263
Autor: Hassan, Jabbar S; Saleh, Reyam Faris.
Título: Serotype Identification of Group B Streptococci isolated from Iraqi pregnant women
Fonte: Prensa méd. argent;105(8):456-460, sept 2019. tab.
Idioma: en.
Descritores: Terceiro Trimestre da Gravidez
Infecções Estreptocócicas/embriologia
Streptococcus agalactiae/patogenicidade
Vacinas
Sorotipagem/classificação
Transmissão Vertical de Doença Infecciosa/prevenção & controle
Gestantes
Sorogrupo
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  5 / 429 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1005436
Autor: Almeida, Samanta Cristine Grassi.
Título: Distribuição de sorotipos, perfil de suscetibilidade antimicrobiana e caracterização molecular de cepas de streptococcus pneumoniae isoladas de doença pneumocócica invasiva nos períodos pré e pós a introdução da vacina pneumocócica 10-valente no Brasil / Distribution of serotypes, antimicrobial susceptibility profile and molecular characterisation of strains of Streptococcus pneumoniae isolated from invasive pneumococcal disease in the periods before and after the introduction of the 10-valent pneumococcal vaccine in Brazil.
Fonte: São Paulo; s.n; 2018. 118 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A doença pneumocócica invasiva (DPI) é uma das principais causas de morbidade e letalidade afetando especialmente crianças e idosos, resultando em um problema de saúde pública. O Brasil introduziu a vacina pneumocócica conjugada 10-valente (PCV10) no programa nacional de imunização infantil em 2010. Os estudos de efetividade e de impacto da PCV10 no Brasil foram realizados 3 a 5 anos após a introdução da vacina e mostraram redução nos casos de DPI causada pelos sorotipos vacinais e aumento de sorotipos não incluídos na vacina. Portanto, estudos realizados em um período de tempo mais longo após vacinação são fundamentais para se observar a sustentabilidade do aumento dos sorotipos não vacinais ao longo dos anos. O objetivo deste estudo foi investigar as características de S.pneumoniae (distribuição de sorotipos, perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos e identificação das linhagens genéticas dos sorotipos prevalentes) nos períodos pré-PCV10 (2005-2009), pós-PCV10-imediato (2010-2013) e pós-PCV10-tardio (2014-2017), sendo o período pósPCV10 composto de 7 anos de avaliação. Isolados de DPI foram obtidos através da vigilância laboratorial nacional para S. pneumoniae. Os isolados foram encaminhados ao Instituto Adolfo Lutz pelos LACENs e por outras instituições públicas e privadas. Os isolados foram sorotipados por Quellung, o perfil de suscetibilidade antimicrobiana foi determinado pelos testes de disco-difusão e concentração inibitória mínima por microdiluição e a caracterização molecular foi realizada por MLST. A %change foi utilizada para calcular as diferenças na prevalência dos sorotipos e da resistência antimicrobiana por período de estudo. As sequências-tipo foram determinadas na página da web MLST e os complexos clonais pelo programa eBURST. Um total de 11.136 isolados invasivos foi estudado fenotipicamente. Uma amostragem de 688 isolados foi selecionada para a identificação das linhagens genéticas. No período pós-PCV10-tardio foi observada uma redução de 69,6% de DPI pelos sorotipos vacinais e, em paralelo, um aumento de 105,8% dos sorotipos não incluídos na PCV10. O aumento dos sorotipos não-PCV10 foi relacionado principalmente aos sorotipos 3, 6C, 8, 12F e 19A. Detectamos uma elevação de 304,6% na resistência à eritromicina no período pósPCV10-tardio. O estudo molecular identificou 33 CC e 182 STs. No período pós-PCV10, clones internacionalmente disseminados foram identificados ST180 (Clone Holanda3 -31), ST53-12574 (Clone Holanda8 - 33) e ST218 (Clone Dinamarca12F-34)], e duas principais STs foram relacionadas à resistência aos antimicrobianos, a citar a ST320/19A, presente desde o pré-PCV10 e a ST386/6C detectada no pós-PCV10. O monitoramento das características de S. pneumoniae em um período de tempo longo após a introdução da PCV10 confirmou a proteção da vacina contra a DPI pelos sorotipos vacinais e detectou a alta prevalência de sorotipos não incluídos na PCV10. O estudo molecular identificou uma disseminação de clones internacionais no Brasil

Invasive pneumococcal disease (IPD) is one of the leading causes of morbidity and lethality affecting especially children and the elderly, resulting in a public health problem. Brazil introduced the 10-valent pneumococcal conjugate vaccine (PCV10) in the national program of childhood immunization in 2010. The effectiveness and impact studies of PCV10 in Brazil were carried out 3 to 5 years after the introduction of the vaccine and showed a reduction in cases of IPD caused by vaccine serotypes and increase in non-vaccine serotypes. Therefore, studies conducted over a longer period of time after vaccination is essential to observe the sustainability of the increase in non-vaccine serotypes over the years. The aim of this study was to investigate the characteristics of S. pneumoniae (distribution of serotypes, antimicrobial susceptibility profile and genetic lineages identification of prevalent serotypes) in the pre-PCV10 (2005-2009), immediate-postPCV10 (2010-2013) and late-post-PCV10 (2014-2017) periods, the postPCV10 period being composed of 7 years of evaluation. Isolated of DPI were obtained through national laboratory surveillance for S. pneumoniae. The isolates were sent to the Institute Adolfo Lutz by LACENs and other public and private institutions. The isolates were serotype by Quellung, the antimicrobial susceptibility profile was determined by disc-diffusion and minimum inhibitory concentration microdilution assays and the molecular characterization were performed by MLST. %change was used to calculate differences in the prevalence of serotypes and antimicrobial resistance per study period. The sequences-type were determined at MLST website and clonal complexes were defined by the program eBURST. A total of 11,136 invasive isolates were phenotipically studied. A sample of 688 isolates was selected for the identification of the genetic lineages. In the latepost-PCV10 period, a 69.6% reduction in IPD was observed by vaccine serotypes and, in parallel, a 105.8% increase in non-PCV10 serotypes. The increase in non-PCV10 serotypes was mainly related to serotypes 3, 6C, 8, 12F and 19A. We detected a 304.6% increase in resistance to erythromycin in the late-post-PCV10 period. The molecular study identified 33 CC and 182 STs. In the post-PCV10 period, internationally disseminated clones were identified [ST180 (Clone Netherlands3-31), ST53-12574 (Clone Netherlands8-33) and ST218 (Clone Denmark12F34)], and two major STs were related to antimicrobial resistance, to be cited the ST320/19A, present since the pre-PCV10 and the ST386/6C detected post-PCV10. Monitoring the characteristics of S. pneumoniae a long-term period after the introduction of PCV10 confirmed the protection of the vaccine against IPD by the vaccine serotypes and detected the high prevalence of non-PCV10 serotypes. The molecular study identified the great spread of international clones in Brazil
Descritores: Streptococcus pneumoniae
Resistência Microbiana a Medicamentos
Sorotipagem
Limites: Humanos
Masculino
Criança
Idoso
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, A447d


  6 / 429 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-916549
Autor: Pérez, G; Mastroianni, A; Parra, A; Casimir, L; Reijtman, V; Lopardo, H; Bologna, R.
Título: Infecciones invasivas con bacteriemia por Streptococcus pneumoniae en niños: ¿qué pasó en los últimos 5 años? / Invasive infections with bacteremia due to Streptococcus pneumoniae in children: What has happened over the past 5 years?
Fonte: Med. infant;21(4):318-323, diciembre 2014. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: Las infecciones por Streptococcus pneumoniae (Spn) constituyen enfermedades de alta prevalencia y representan una de las principales causas de morbimortalidad en pediatría. La resistencia antibiótica de S. pneumoniae es variable según las características del huésped, serotipos predominantes y la circulación de clones determinados. El objetivo del estudio fue evaluar las características de los niños con infecciones invasivas con bacteriemia por Spn, la sensibilidad a los antibióticos betalactámicos (penicilina y ceftriaxona) de las cepas, los serotipos identificados y la frecuencia de los serotipos en el período pre-vacunación universal para neumococo (2008 ­ 2011) versus pos vacunal (2012 ­ 2013). Material y métodos: estudio prospectivo. Se incluyeron todos los <18 años internados con documentación de Spn en hemocultivos en el Hospital de Pediatría J. P. Garrahan en el periodo 2008-2013.Se utilizó el programa Epi info versión 3.2.2 (Epi Info 7).Resultados: se incluyeron 171 pacientes, con 52,6% de varones, mediana de edad de 31 meses (RIC 12-61); 116 niños tenían co-morbilidad asociada (67,8%). Las formas clínicas de infección más frecuentes fueron neumonía (n: 68; 39,8%), supuración pleuropulmonar en 12,3% (n:21) y fiebre sin foco clínico en 18,7% (n: 32). La mortalidad fue del 8,2% (n: 14). Todos los aislamientos de Spn fueron sensibles a la penicilina y a las cefalosporinas de tercera generación. No se identificaron Spn con sensibilidad disminuida a los betalactámicos. Los serotipos predominantes fueron el 14, 1, 6A, 7F, 12F, 19A y 23F. Se identificaron serotipos incluidos en la vacuna neumocóccica 13­ V (VNC13) en el período pre vacunal en el 71.1% (n:74) versus 59.7% (n:40) en el período pos vacunal; dicha diferencia no fue estadísticamente significativa. Conclusiones: la mayoría de los pacientes con infecciones invasivas por Spn incluidos en este estudio presentaban enfermedades subyacentes. En el periodo observado no se identificaron cepas de Spn con sensibilidad disminuida a los beta- lactámicos. Aunque la incorporación de la vacuna VNC13 es reciente, la frecuencia de identificación de serotipos incluidos en la VNC-13 disminuyó un 11,4% en relación al periodo pre vacunal (71,1% vs 59,7%) (AU)

Introduction: Infections due to Streptococcus pneumoniae (Spn) are highly prevalent diseases that account for one of the main causes of morbidity and mortality in pediatrics. Resistance to antibiotics of S. pneumoniae is variable according to host characteristics, predominant serotypes, and circulation of dominant clones. The aim of this study was to assess the characteristics of children with invasive infections and bacteremia due to Spn, sensitivity of the strains to beta-lactam antibiotics (penicillin and ceftriaxone), the identified serotypes, and the incidence of serotypes in the pre-universal vaccination for pneumococcus period (2008 ­ 2011) versus the post-vaccination period (2012 ­ 2013). Material and methods: A prospective study. All children <18 years of age with documented Spn in hemocultures admitted to the Pediatric Hospital J. P. Garrahan between 2008 and 2013 were included. Epi info 3.2.2 (Epi Info 7) was used for statistical analysis. Results: We included 171 patients, 52.6% of whom were boys, with a mean age of 31 months (IQR 12-61); 116 children had associated comorbidities (67.8%). The most common clinical manifestations of infection were pneumonia (n: 68; 39.8%), inflammatory-purulent pleuropulmonary disease (n:21; 12.3%), and fever without a clinical focus (n: 32; 18.7%). Mortality was 8.2% (n: 14). All Spn isolates were sensitive to penicillin and third-generation cephalosporins. No Spn with reduced sensitivity to beta-lactams were found. Predominant serotypes were 14, 1, 6A, 7F, 12F, 19ª, and 23F. Serotypes included in the pneumococcal vaccine 13­ V (VNC13) were identified in the pre-vaccination period in 71.1% (n:74) versus 59.7% (n:40) in the post-vaccination period; this difference was not statistically significant. Conclusions: The majority of patients with invasive infections due to Spn included in this study had underlying diseases. In the study period no strains of Spn with diminished sensitivity to beta-lactams were observed. Although the VNC13 vaccine has been recently incorporated, the incidence of identification of serotypes included in the VNC-13 vaccine has decreased 11.4% compared to the pre-vaccine period (71.1% vs 59.7%)
Descritores: Streptococcus pneumoniae/isolamento & purificação
Streptococcus pneumoniae/efeitos dos fármacos
Sorotipagem
Bacteriemia/microbiologia
Bacteriemia/epidemiologia
Farmacorresistência Bacteriana
Antibacterianos/farmacologia
-Infecções Pneumocócicas/microbiologia
Infecções Pneumocócicas/prevenção & controle
Infecções Pneumocócicas/epidemiologia
Estudos Prospectivos
Vacinas Pneumocócicas
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: AR305.1 - SID - Servicio de Información y Documentación


  7 / 429 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-940903
Autor: Camargo, Dhian Renato Almeida.
Título: Método, software e banco de dados para sorotipagem molecular de Streptococcus pneumoniae visando o monitoramento da eficácia do programa de vacinação no Brasil.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2014. XXI, 145 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas René Rachou para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Noventa e dois sorotipos de Streptococcus pneumoniae já foram descritos, mas a vacina pneumocócica conjugada (PCV10) introduzida no calendário básico de vacinação do Brasil, em 2010, cobre somente os mais prevalentes no país. A substituição dos sorotipos vacinais após imunização em massa é uma grande preocupação e monitorar esse fenômeno requer métodos de sorotipagem eficientes e acessíveis. A Sorotipagem clássica de pneumococos baseada em antissoros produzidos em animais é trabalhosa, restrita a poucos laboratórios de referência, e não pode tipar isolados não capsulados. Alternativamente, os métodos de sorotipagem molecular avaliam os polimorfismos dos genes do cluster cps, que codificam enzimas chave para a síntese do CPS em Streptococcus pneumoniae. Em uma abordagem apropriada, cps-RFLP, os loci cps amplificados por PCR são digeridos com uma endonuclease gerando perfis únicos à eletroforese em gel de agarose, permitindo assim a identificação do sorotipo. Neste trabalho, nós combinamos abordagens in silico e in vitro para demonstrar que XhoII é a endonuclease mais discriminante para o método cps-RFLP, e para construir um banco de dados de perfis sorotipo-específico que acomodou a diversidade genética do lócus cps de 91 conhecidos sorotipos de pneumococos. O banco de dados de perfis cps-RFLP foi integrado ao Molecular Serotyping Tool (MST), software anteriormente publicado baseado em web-based para sorotipagem molecular. Usando XhoII, o método cpsRFLP obteve especificidade de 84,6% para sorotipagem e 100 % para sorogrupagem de pneumococos. Esta nova ferramenta pode representar uma colaboração relevante para vigilância epidemiológica em tempo real da diversidade de pneumococos em resposta a programas de imunização em massa.
Descritores: Pneumonia Pneumocócica/imunologia
Sorotipagem/métodos
Streptococcus pneumoniae/enzimologia
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.241, C172m, 2014


  8 / 429 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bokermann, Sergio
Texto completo
Id: biblio-933178
Autor: Bokermann, Sérgio.
Título: Re-avaliação da sorotipagem de Haemophilus influenzae: comparação da técnica de soroaglutinação em lâmina com a reação em cadeia da polimerase.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 64 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Após a introdução da vacina conjugada para Haemophilus influenzae sorotipo b (Hib) nos Programas Nacionais de Imunização em diferentes países, casos de infecção grave causados pelo Hib tiveram um acentuado declínio. Logo, o valor preditivo do método tradicional de tipagem capsular, a soroaglutinação em lâmina (SAg) com antissoros específicos para os seis sorotipos capsulares de Hi, diminuiu. Para avaliar a magnitude de resultados discrepantes na realização da sorotipagem obtidos durante a vigilância epidemiológica de Hi, 258 cepas isoladas de doença invasiva e de portadores na nasofaringe foram estudadas por dois métodos de soroaglutinação: SAg método 1, no qual cepas de Hi são inicialmente triadas com antissoro tipo b, e SAg método 2, no qual as cepas são testadas contra todos os antissoros específicos em paralelo. Os resultados obtidos pelos dois métodos de SAg foram comparados, na forma de duplo-cego, com aqueles obtidos pela tipagem capsular por PCR. Os percentuais de freqüência dos tipos capsulares entre as três metodologias foram significantemente diferentes, envolvendo discrepâncias entre cepas do sorotipob e cepas não capsuladas (NC). Para cepas invasivas (n=131), os percentuais de concordância entre os SAg método 1 e SAg método 2 comparados com a PCR foram 68,0% e 88,3%, respectivamente, enquanto para cepas deportadores (n=127) os percentuais correspondentes foram 46,5% e 94,2%. A SAg método 2 permitiu maior acurácia na identificação dos sorotipos quando comparado com a SAg método 1, demonstrando boa correlação com a PCR. Ouso de antissoro polivalente utilizado como reagente de triagem para SAg mostrou poder discriminatório baixo com uma sensibilidade de 65,8% e especificidade de 91,7%. Com base nos resultados da primeira parte do estudo foi estabelecido um algoritimo de tipagem capsular de Hi para uso na rotina ...
Descritores: Testes de Aglutinação
Testes de Aglutinação/métodos
Monitoramento Epidemiológico
Haemophilus influenzae
Vacinas Anti-Haemophilus
Reação em Cadeia da Polimerase
Sorotipagem
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, B686r, 2006


  9 / 429 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Tavechio, Ana Terezinha
Texto completo
Id: biblio-933157
Autor: Tavechio, Ana Terezinha.
Título: Comparação fenotípica e genotípica entre cepas de Salmonella enterica subsp. entérica sorotipo 1, 4[5], 12: i: -e de Salmonella typhimurium.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 114 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A salmonelose é uma zoonose mundialmente distribuída e transmitida por alimentos contaminados. O gênero Salmonella é subdividido em sorotipos (sorovares) de acordo com os antígenos somáticos (O) e flagelares (H), e a grande maioria apresenta o fenômeno da variação de fase com expressão alternada de duas fases flagelares. Salmonella Typhimurium é um dos principais sorotipos associados com infecções humanas e apresenta uma considerável multirresistência (MR) aos antimicrobianos. S. enterica subsp. enterica sorotipo 1,4,[5],12:i:- é um sorotipo monofásico antigenicamente relacionado com S. Typhimurium (1,4,[5],12:i:1,2) e que apresentou uma freqüência de isolamento significativa na década de 90, no Estado de São Paulo. O objetivo deste trabalho foi caracterizar cepas destes dois sorotipos, por métodos fenotípicos e genotípicos, e verificar sua similaridade.Das 517 cepas monofásicas, isoladas de humanos e não humanos no período de 1991 a 2000, no Estado de São Paulo, e analisadas quanto à presença de fljB por PCR, 148 (28,6%) amplificaram o fragmento correspondente ao gene fljB-H:1,2, sendo assim, classificadas como S. Typhimurium. Entre as 369 cepas fljB-negativas, submetidas aos testes de suscetibilidade aos antimicrobianos, 44 (12%) apresentaram MR para 2-13antimicrobianos. Um total de 53 cepas de S. I 1,4,[5],12:i:- (42 MR e 11 sensíveis) e 45 de S.Typhimurium (35 MR para 2-7 antimicrobianos e 10 sensíveis) foram analisadas por fagotipagem, perfil plasmideal e PFGE. As cepas monofásicas apresentaram sensibilidade variada aos fagos do esquema de fagotipagem específico para S. Typhimurium, sendo distribuídas em 14 fagotipos, quatro dos quais estavam entre os 22 detectados em S. Typhimurium. Foram identificados 14 perfis plasmideais entre as cepas monofásicas e 10 entre as de S. Typhimurium, com a prevalência do plasmídeo de 60 MDa, respectivamente, em 94% e 84% das cepas. A análise por PFGE, após digestão das cepas com a enzima XbaI, ...
Descritores: Bacteriófagos
Resistência Microbiana a Medicamentos
Eletroforese em Gel de Campo Pulsado
Plasmídeos
Salmonella
Sorotipagem
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, T232c, 2006; BR76.1


  10 / 429 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-889148
Autor: El-Tayeb, Mohamed A; Ibrahim, Abdelnasser SS; Al-Salamah, Ali A; Almaary, Khalid S; Elbadawi, Yahya B.
Título: Prevalence, serotyping and antimicrobials resistance mechanism of Salmonella enterica isolated from clinical and environmental samples in Saudi Arabia
Fonte: Braz. j. microbiol;48(3):499-508, July-Sept. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Salmonella is recognized as a common foodborne pathogen, causing major health problems in Saudi Arabia. Herein, we report epidemiology, antimicrobial susceptibility and the genetic basis of resistance among S. enterica strains isolated in Saudi Arabia. Isolation of Salmonella spp. from clinical and environmental samples resulted in isolation of 33 strains identified as S. enterica based on their biochemical characteristics and 16S-rDNA sequences. S. enterica serovar Enteritidis showed highest prevalence (39.4%), followed by S. Paratyphi (21.2%), S. Typhimurium (15.2%), S. Typhi and S. Arizona (12.1%), respectively. Most isolates were resistant to 1st and 2nd generation cephalosporin; and aminoglycosides. Moreover, several S. enterica isolates exhibited resistance to the first-line antibiotics used for Salmonellosis treatment including ampicillin, trimethoprim-sulfamethoxazole and chloramphenicol. In addition, the results revealed the emergence of two S. enterica isolates showing resistance to third-generation cephalosporin. Analysis of resistance determinants in S. enterica strains (n = 33) revealed that the resistance to β-lactam antibiotics, trimethoprim-sulfamethoxazole, chloramphenicol, and tetracycline, was attributed to the presence of carb-like, dfrA1, floR, tetA gene, respectively. On the other hand, fluoroquinolone resistance was related to the presence of mutations in gyrA and parC genes. These findings improve the information about foodborne Salmonella in Saudi Arabia, alarming the emergence of multi-drug resistant S. enterica strains, and provide useful data about the resistance mechanisms.
Descritores: Antibacterianos/farmacologia
Farmacorresistência Bacteriana Múltipla
Salmonella enterica/efeitos dos fármacos
Salmonella enterica/isolamento & purificação
Infecções por Salmonella/microbiologia
-Microbiologia Ambiental
Integrons
Testes de Sensibilidade Microbiana
Salmonella enterica/classificação
Salmonella enterica/genética
Arábia Saudita
Sorotipagem
Tetraciclina/farmacologia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 43 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde