Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.225.812.871.300 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 116 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 12 ir para página                         

  1 / 116 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Soccol, Carlos Ricardo
Texto completo
Id: biblio-897029
Autor: Guedes, Deborah Carbonera; Minozzo, João Carlos; Pasquali, Aline Kuhn Sbruzzi; Faulds, Craig; Soccol, Carlos Ricardo; Thomaz-Soccol, Vanete.
Título: New strategy to improve quality control of Montenegro skin test at the production level
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;50(6):788-794, Nov.-Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Fundação Araucária; . Programa Nacional de Pós-Doutorado-Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: Abstract INTRODUCTION: The production of the Montenegro antigen for skin test poses difficulties regarding quality control. Here, we propose that certain animal models reproducing a similar immune response to humans may be used in the quality control of Montenegro antigen production. METHODS: Fifteen Cavia porcellus (guinea pigs) were immunized with Leishmania amazonensis or Leishmania braziliensis , and, after 30 days, they were skin tested with standard Montenegro antigen. To validate C. porcellus as an animal model for skin tests, eighteen Mesocricetus auratus (hamsters) were infected with L. amazonensis or L. braziliensis , and, after 45 days, they were skin tested with standard Montenegro antigen. RESULTS: Cavia porcellus immunized with L. amazonensis or L. braziliensis , and hamsters infected with the same species presented induration reactions when skin tested with standard Montenegro antigen 48-72h after the test. CONCLUSIONS: The comparison between immunization methods and immune response from the two animal species validated C. porcellus as a good model for Montenegro skin test, and the model showed strong potential as an in vivo model in the quality control of the production of Montenegro antigen.
Descritores: Leishmania braziliensis/imunologia
Testes Intradérmicos/normas
Leishmaniose Cutânea/diagnóstico
Modelos Animais
Antígenos de Protozoários/biossíntese
Antígenos de Protozoários/imunologia
-Controle de Qualidade
Valor Preditivo dos Testes
Sensibilidade e Especificidade
Leishmania/imunologia
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-933152
Autor: Souza, Fabiana Covolo de.
Título: Estudo Comparativo entre reação de mitsuda e fenotipagem HLA em pacientes hansenianos.
Fonte: São Paulo; s.n; 2005. 75 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Neste estudo propôs-se comparar o teste intradérmico de Mitsuda e os alelos HLA-DR2 /HLA -DR3 e HLA-DQ1 relacionados com as formas clínicas da hanseníase, visando contribuir para o delineamento de nova metodologia no auxílio prognóstico desta doença. Foram estudados 176 pacientes hansenianos (50 HT, 50 HV e 76 HD). A tipificação do HLA-DR e HLA -DQ foi determinada pela técnica de PCR/SSP e a reação de Mitsuda pela intradermorreação com leitura em 28 dias. Na forma HT os resultados demonstraram que a reação de Mitsuda foi positiva em todos os pacientes, sendo 16% positivo1+, 68% positivo2+ e 16% positivo3+. O diâmetro de induração variou entre 4,0 a 18,0mm, com valor médio de 7,5mm. A especificidade HLA-DR2 esteve presente em 28% dos pacientes deste grupo (24% HLA-DRB1*15 e 4% HLA-DRB1*16). A especificidade HLA-DR3 esteve presente em 16% dos pacientes (8% HLA-DRB1*17 e 8% HLA-DRB1*18), 2% apresentaram os alelos HLA-DR2 e HLA-DR3 simultâneamente, totalizando 46% da amostra estudada com o marcador. A forma HV apresentou a reação de Mitsuda negativa em todos os pacientes estudados. A especificidade do HLA-DQ1 esteve presente em 74% dos pacientes (34% HLA-DQB1*05, 28% HLA-DQB1*06 e 12% HLA-DQB1*05 e HLA-DQB1*06). No grupo HD, o padrão de leitura da reação de Mitsuda resultou em negativo em 48,7%, duvidoso 5,2%, positivo 1+ 30,3% e positivo 2+ 15,8%. O diâmentro da induração variou entre negativo a 7,5mm com valor médio de 2,4mm. Com relação aos alelos HLA, não foi possível realizar a comparação, por não se ter verificado após estudo de associação, nenhum alelo relacionado ao grupo HD. Realizou-se também análise não estratificada dos pacientes de acordo com a resposta ao teste de Mitsuda. Oitenta e cinco pacientes foram positivos para o teste de Mitsuda e destes, 43,5% possuíam o alelo HLA-DR2 ou HLA-DR3. Noventa e um pacientes tiveram reação de Mitsuda negativa, destes 65,9% apresentaram o alelo HLA-DQ1. Os dados obtidos neste estudo permitiram ...
Descritores: Antígenos HLA
Antígeno de Mitsuda
Hanseníase
Mycobacterium leprae
Pacientes
-Testes Intradérmicos
Limites: Masculino
Feminino
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, S729es, 2005


  3 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-120692
Autor: Rivitti, Evandro Ararigbóia.
Título: Imunidade celular inespecífica na leishmaniose tegumentar americana / Nonspecific cellular immunity in American cutaneous leishmaniasis.
Fonte: s.l; s.n; 1982. 127 p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Säo Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Professor Livre Docente.
Resumo: Foram estudados 42 doentes de leishmaniose tegumentar americana observados na Clínica Deramtológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de Säo Paulo (Serviço do Prof. Sebastiäo a. P. Sampaio) com idades entre 3 e 70 anos, compreendendo 36 homens e 6 mulheres. Tratavam-se de doentes com tempo de evoluçäo variavel de 2 meses a 47 anos e compreendiam 29 doentes brancos, 11 pardos e 2 pretos. Estes doentes distribuiram-se quanto à forma clínica em: formas cutâneas puras 21 doentes; formas cutâneos-mucosas 8 doentes; formas mucosas 13 doentes. Os doentes foram estudados imunologicamente por método "in vivo" e "in vitro. I. Metodos "in vivo": 1. Intradermorreaçöes com antigenos de Montenegro, PPD, levedurina, tricofitina e varidase. As mesmas reaçöes foram realizadas em grupo controle de 23 individuos normais. 2. Sensibilizaçäo ao DNCB. II. Métodos "in vitro": 1. determinaçäo dos linfócitos T e B no sangue periférico. 2. Transformaçäo blástica frente a fitohemaglutinina com soro autólogo e hemólogo. 3. Determinaçäo de anticorpos circulantes pela I.F.I.. Os resultados obtidos permitem as seguintes conclusöes: 1. Registraram-se baixos índices de positividade às intradermorreaçöes de leitura tardia particularmente com dois dos quatro antígenos testados, levedurina e varidase, nos doentes de leishmaniose cutâneo-mucosa comparativamente a controles normais. Verifiacaram-se: a) baixos índices de positividade à varidase no total dos doentes com formas exclusivamente cutâneas e nos doentes com lesöes mucosas, b) baixos índices de resposta à levedurina nas formas com participaçä mucosa, c) comparativamente ao grupo control, nos doentes predominaram, considerando-se o número de reaçöes positivas apresentadas, os casos co, todas as reaçöes negativas, uma das reaçöes positivas ou, no máximo duas reaçöes positivas enquanto que a positividade de três reaçöes ou quatro reaçöes predominou nitidamente entre controles. Estes resultados indicam certo grau de depressäo da imunidade celular inespecífica especialmente nos doentes com acometimento mucoso...
Descritores: Imunidade Celular
Leishmaniose Cutânea/imunologia
-Linfócitos B/imunologia
Linfócitos T/imunologia
Estudos de Casos e Controles
Dinitroclorobenzeno/imunologia
Imunofluorescência
Testes Intradérmicos
Ativação Linfocitária/imunologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/2051.00; BR66.1; W4.DB8 SP.USP FM-3 R526


  4 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Tolezano, José Eduardo
Taniguchi, Helena Hilomi
Larosa, Rui
Id: lil-236642
Autor: Tolezano, José Eduardo; Taniguchi, Helena Hilomi; Araújo, maria de Fátima Loureno de; Bisugo, Maria da Conceiçäo; Cunha, Elaine Aparecida; Elias, Carlos Roberto; Larosa, Rui.
Título: Epidemiologia da Leishmaniose Tegumentar Americana no Estado de Säo Paulo, Brasil. II. Utilizaçäo de antígeno particulado de Leishmania (Vannia) braziliensis em inquérito canino em áreas endêmicas / Epidemiology of American Cutaneous Leishmaniasis (ACL) in the State of Säo Paulo, Brazil. II Use of particulated antigen of Leishmania (V.) braziliensis in canine inquires in diferent endemic areas
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;57(2):65-71, dez.1998. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Vários pesquisadores tem questionado sobre o papel que animais domésticos poderiam estar exercendo, particularmente como fontes de infecçäo para o homem em áreas de transmissäo para Leishmaniose Tegumentar Americana nas regiões Sudeste e Sul do Brasil. No Espírito Santo tem sido confirmada a participaçäo de cäes como reservatórios de L. (V.) braziliensis na antiga zona de cobertura de mata atlântica, encontrando taxas de infecçäo bastante elevadas, em torno de 17 (por cento) dos cäes. No Estado de Säo Paulo, existe esta mesma preocupaçäo, em relaçäo à fontes de infecçäo representadas, possivelmente, por cäes. Neste estudo foram realizados dois inquéritos para a pesquisa de infecçäo por Leishmania em populações caninas em àreas de transmissäo de LTA nos municípios de Itupeva (regiäo de Jundiaí) e Eldorado (regiäo do Vale do Ribeira). Pela primeira vez, foi utilizado um teste intradérmico (TIDR) com antígenos particulado de L.(V.) braziliensis e, em paralelo reaçäo de imunofluorescência indireta (RIFI) com antígenos de L.(V.) braziliensis, L.(L.) chagasi e L.(L.) amazonensis. Em Itupeva, dos 56 cäes inquiridos, 10 (17,86 por cento) foram reativos para, pelos menos, uma das reações, quando admitido qualquer valor de reatividade. Já em Eldorado, 6 (7,8 por cento) dos 77 cäes examinados revelaram alguma reatividade, porém com valores inferiores a 5mm ou 1:40, respectivamente para a TIDR e RIFI. Esses resultados indicam como bastante promissora e exeqüível, em condições de trabalho de campo, a utilizaçäo do TIDR para triagem de infeçäo natural por Leishmania (V.) braziliensis em animais domésticos suspeitos de alguma importância como fonte de infecçäo. Parece, também, ser pouco provável a participaçäo de cäes na manutençäo do parasita em Eldorado. Todavia os resultados obtidos em Itupeva reforçam a necessidade de esclarecimento do papel dos cäes na circulaçäo de Leishmania. Tais resultados poderäo ser fundamentais para a definiçäo de estratégias de controle
Descritores: Leishmania braziliensis
Epidemiologia
Inquéritos de Morbidade
Leishmaniose Cutânea
Reservatórios de Doenças
-Zona de Risco
Animais Domésticos/parasitologia
Doenças Parasitárias em Animais/epidemiologia
Testes Intradérmicos
Limites: Animais
Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  5 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1015899
Autor: Souza, Mariana Assunção de; Bombonato, Nadia Grandi; Soares, Pollyanna Mafra; Ramos, Gabriela Bim; Santos, Mariane Pacheco dos; Ganda, Muriell Ribeiro; Lima-Ribeiro, Anna Monteiro Correia.
Título: Frequência de lesões macroscópicas em carcaças de bovinos reagentes ao teste tuberculínico / Frequency of macroscopic lesions in cattle positive to the tuberculin skin test
Fonte: Arq. Inst. Biol;81(4):363-367, Oct.-Dec. 2014. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi analisar a frequência de lesões macroscópicas sugestivas de tuberculose em carcaças de bovinos reagentes ao teste intradérmico de tuberculose. Os animais do estudo foram provenientes de rebanhos de exploração leiteira, localizados nos municípios de Perdizes, Patos de Minas, Lagoa Formosa e Uberlândia, Minas Gerais. Foram avaliadas 140 carcaças de bovinos positivos no teste cervical comparativo. Durante o abate sanitário foi realizada inspeção post mortem das carcaças, e as lesões macroscópicas sugestivas de tuberculose foram registradas. Foram avaliados os linfonodos mediastínicos, fígado, pulmão e carcaça. Dos 140 bovinos examinados, 78 (55%) apresentaram algum tipo de lesão macroscópica sugestiva de tuberculose, 38 (49%) ocorreram exclusivamente nos linfonodos mediastínicos, 22 (28%) no fígado e 11 (14%) no pulmão; 5 (6%) carcaças apresentaram lesões no fígado, pulmão e linfonodo mediastínico, e 2 (4%) tiveram lesões no pulmão e linfonodo. Concluem-se que as lesões não visualizadas em bovinos reagentes ao teste tuberculínico podem ocorrer e estariam relacionadas principalmente ao estágio de evolução da doença, tempo insuficiente na inspeção post mortempara detecção, bem como reações inespecíficas para outras micobactérias.(AU)

The aim of this study was to analyze the frequency of macroscopic lesions suggestive of tuberculosis in cattle reacting to the tuberculin test. Cattle of this study were from dairy herds located in the cities of Perdizes, Patos de Minas, Lagoa Formosa and Uberlândia, Minas Gerais, Brazil. We evaluated 140 cattle carcasses positive to the cervical comparative intradermal tuberculin test. During the slaughter a post-mortem inspection of carcasses was done, and the lesions suggestive of tuberculosis were recorded. We evaluated the mediastinal lymph nodes, liver, lung and carcass. Of the 140 cattle examined, 78 (55%) carcasses had some kind of macroscopic lesions suggestive of tuberculosis, 38 (49%) occurred only in the mediastinal lymph nodes, 22 (28%) in the liver and 11 (14%) in the lungs; 5 (6%) carcasses showed lesions in liver, lungs and lymph node, and 2 (4%) showed lesions in lung and lymph nodes. We concluded that lesions that were not visualized in bovine tuberculin skin test reagents may occur and are related mainly to the stage of the disease, insufficient time to detect the lesions, and nonspecific reactions to other mycobacteria.(AU)
Descritores: Tuberculose Bovina
Ferimentos e Lesões/veterinária
Mycobacterium bovis
-Testes Intradérmicos/métodos
Teste Tuberculínico/métodos
Inspeção de Alimentos
Abate de Animais
Limites: Bovinos
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  6 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-768132
Autor: Pereira, D. T; Cunha, V. E. S; Schmidt, C; Magnus, T; Krause, A.
Título: Sensitization study of dogs with atopic dermatitis in the central region of Rio Grande do Sul / Estudo da sensibilização de cães com dermatite atópica na região central do Rio Grande do Sul
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;67(6):1533-1538, nov.-dez. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Canine atopic dermatitis (CAD) is a common dermatosis, defined as a genetic-related disease which predisposes to skin inflammation and pruritus, associated to a IgE-specific response in most of cases. Clinical diagnosis may be later complemented by skin allergy and/or serological tests. The aim of these tests is to identify possible allergens in order to enable the clinicians to select candidate antigens for allergen specific immunotherapy. In the present study 58 CAD positive animals were tested. All were submitted to the intradermal test (IDT) and screened for the presence of antibodies against different antigens using ELISA. The obtained results show a high prevalence of sensitization among the tested dogs to house dust mites and to pollen ofC. dactylon. With this work it was possible to identify the main allergens involved in immunological response of dogs with CAD living in central area of Rio Grande do Sul.

A dermatite atópica canina (DAC) é uma dermatose comum, definida como doença de cunho genético que predispõe à inflamação e ao prurido cutâneo, associados à resposta IgE específica na maior parte dos casos. O diagnóstico da DAC é clínico e pode ser posteriormente complementado por testes alérgicos cutâneos e/ou sorológicos. O objetivo desses testes é identificar possíveis alérgenos e, com isso, possibilitar ao clínico a seleção de antígenos candidatos para a imunoterapia alérgeno-específica. No presente estudo, foram testados 58 animais diagnosticados para DAC. Todos os animais foram submetidos ao teste cutâneo intradérmico (TID), e amostras de sangue foram coletadas para a realização de testes sorológicos. Os resultados obtidos demonstraram elevada prevalência de sensibilização aos ácaros domiciliares e ao pólen da gramínea C. dactylon nos cães testados. Com este trabalho, foi possível identificar os principais alérgenos envolvidos na resposta imunológica de cães atópicos residentes na região central do Rio Grande do Sul.
Descritores: Acaridae/imunologia
Dermatite Atópica/imunologia
Dermatite Atópica/veterinária
Pyroglyphidae/imunologia
-Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/veterinária
Testes Intradérmicos/veterinária
Testes Sorológicos/veterinária
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Araújo, Flábio R
Texto completo
Id: lil-748885
Autor: Cazola, Daniela de O; Jorge, Klaudia dos S. G; Zumárraga, Martín J; Souza-Filho, Antônio F; Araújo, Flábio R; Osório, Ana Luiza A. R.
Título: Identificação e genotipagem de mycobacterium bovis em bovinos positivos no teste intradérmico para tuberculose em Mato Grosso do Sul / Identification and genotyping of mycobacterium bovis from positive cattle in skin test for tuberculosis in the state of Mato Grosso do Sul, Brazil
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;35(2):141-147, 02/2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Neste estudo, realizou-se genotipagem de isolados de Mycobacterium bovis, provenientes de amostras de tecidos de bovinos positivos no teste cervical comparativo (TCC) para tuberculose em Mato Grosso do Sul, por meio da técnica de spoligotyping. Tecidos de 13 bovinos positivos, oriundos de diferentes municípios do estado, foram cultivados em meio de Stonebrink. As colônias resultantes foram submetidas à coloração de Ziehl-Neelsen e todos os isolados apresentaram características tintoriais de BAAR. Os 13 isolados de BAAR foram identificados por PCR multiplex (mPCR). O gene hsp65 foi alvo para identificação de Mycobacterium spp, a sequência de inserção IS6110 foi alvo para identificação de complexo Mycobacterium tuberculosis (CMT) e a região rvd1rv2031c foi explorada para detecção de M. bovis. Os isolados micobacterianos foram genotipados pela técnica de spoligotyping. Dos 13 bovinos, sete tinham pelo menos uma lesão sugestiva de tuberculose em linfonodos retrofaríngeos, parotídeos e pulmonares ou no pulmão, e em seis não foram encontradas lesões visíveis sugestivas da doença. Na mPCR, 11/13 (84,6%) isolados foram positivos para Mycobacterium spp, 8/13 (61,5%) positivos para CMT e 7/13 (53,8%) positivos para M. bovis. Com base no spoligotyping, oito isolados de BAAR foram agrupados dentro de três diferentes agrupamentos de genótipos e uma amostra remanescente apresentou perfil único, sendo quatro isolados com padrão de espoligotipo SB0121, dois SB1145, dois SB0881 e um SB0140. A técnica de spoligotyping demonstrou que há diversidade genética entre os espoligotipos presentes no estado de Mato Grosso do Sul, embora predomine o perfil SB0121.

Spoligotyping was performed in the present study to genotype Mycobacterium bovis isolates obtained from tissues of cattle that were positive in the comparative intradermal tuberculin test (CITT) in the state of Mato Grosso do Sul (Brazil). Tissue samples from 13 positive cattle from different municipalities of the state were cultured using a Stonebrink medium. The resulting colonies were subjected to Ziehl-Neelsen staining and all isolates exhibited the staining characteristics of AFB. The 13 isolates of AFB were identified by means of a multiplex PCR (mPCR) assay. The hsp65 gene was targeted for the identification of Mycobacterium spp., whereas the IS6110 insertion sequence was targeted for the identification of the Mycobacterium tuberculosis complex (MTC) and the rvd1rv2031c region was explored for the detection of Mycobacterium bovis. The spoligotyping assay was performed to genotype mycobacterial isolates. Of the 13 cattle, seven had at least one lesion suggestive of tuberculosis in the retropharyngeal, parotid and lung lymph nodes or lung. The remaining six exhibited no lesions suggestive of the disease. In the mPCR, 11 of the 13 isolates (84.6%) were positive for Mycobacterium spp., 8/13 (61.5%) were positive for the MTC and 7/13 (53.8%) were positive for M. bovis. Based on the spoligotyping, eight isolates were grouped into three different groups of genotypes and one isolate exhibited an orphan type. Four isolates exhibited spoligotype pattern SB0121, while two isolates were associated with the pattern SB1145, another two were associated with pattern SB0881 and one was associated with pattern SB0140. Spoligotyping confirmed the genetic diversity present among isolates found in the state of Mato Grosso do Sul. In addition, SB0121 was confirmed as the predominant profile.
Descritores: Bovinos/microbiologia
Mycobacterium bovis/genética
Testes Intradérmicos/veterinária
Tuberculose Bovina/diagnóstico
-Mycobacterium bovis/isolamento & purificação
Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-734200
Autor: Braga, Thalita Gagini.
Título: Comparação da heterogeneidade genética e da sensibilidade in vitro ao antimoniato de meglumina entre amostras de leishmania braziliensis isoladas de pacientes respondedores e não respondedores ao tratamento da leishmaniose cutânia / Comparison of genetic heterogeneity and in vitro susceptibility to meglumine antimoniate between samples of Leishmania braziliensis isolated from responders and nonresponders to treatment of leishmaniasis cutânia.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2012. xvi,93 p. tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clinica Evandro Chagas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Pacientes com leishmaniose cutânea (LC) apresentam variada resposta à terapêutica com antimoniais pentavalentes, desde a cura clínica até a falha terapêutica e reativação da doença. Aspectos relacionados ao hospedeiro, aos parasitos, aos diferentes fármacos e aos diferentes esquemas terapêuticos podem influenciar nesse desfecho. No estado do Rio de Janeiro, tem sido relatada resposta terapêutica favorável a baixas doses de antimoniais (5mg Sbv/kg/dia). É possível que esse resultado esteja relacionado a características genéticas das subpopulações de Leishmania braziliensis que circulam nesse Estado. Neste estudo investigou-se a variabilidade genética e a sensibilidade in vitro ao antimoniato de meglumina de amostras de L. braziliensis, comparando isolados obtidos de pacientes com LC respondedores ou não respondedores ao tratamento com 5mg Sbv/Kg/dia. Foram estudadas amostras de pacientes diagnosticados no Laboratório de Vigilância em Leishmanioses (Vigileish) do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas - Fundação Oswaldo Cruz entre 1999 e 2011. Utilizamos uma amostra de conveniência compreendendo 54 isolados recuperados do banco de cepas do Vigileish, as quais foram distribuídas em quatro subgrupos obedecendo a critérios de inclusão: RRJ) Respondedores ao primeiro curso de tratamento, com infecção adquirida no estado do Rio de Janeiro; NRRJ) Não respondedores ao primeiro curso de tratamento, com infecção no estado do Rio de Janeiro; ROE) Respondedores ao tratamento, com infecção adquirida em outros estados brasileiros e NROE) Não respondedores, com infecção em outros estados brasileiros...

A metodologia utilizada compreendeu inicialmente a caracterização das amostras pela técnica de isoenzimas e após, avaliação da sensibilidade ao antimoniato de meglumina por diluição limitante (DL50) utilizando formas promastigotas e análise da variabilidade genética por Low-Stringency Single-Specific-Primer (LSSP-PCR). Dados clínicos e laboratoriais relacionados ao diagnóstico dos pacientes e aos resultados obtidos neste estudo foram analisados estatisticamente por cálculos em Excel e usando o programa GraphPadPrism 5.0. Os níveis da dose letal de 50 por cento (DL50) das amostras variaram, respectivamente, de 1.9 a 6.0 mg/mL e de 2.3 a 6.4 mg/mL para pacientes respondedores ao tratamento e para pacientes não respondedores, e os valores médios para cada grupo apresentaram diferença significativa (p=0,0007). A diferença se manteve quando os grupos foram analisados separadamente por local de origem. Entretanto, não foi possível associar tal resultado a padrões genéticos dos parasitos estudados após análise dos dendrogramas gerados pela técnica de LSSP-PCR. Os valores médios da Intradermorreação de Montenegro (IDRM) foram significativamente maiores em pacientes respondedores (p= 0,0301). É possível que, no grupo estudado, fatores relacionados ao hospedeiro sejam mais importantes para variação da resposta terapêutica que os fatores genéticos do parasito e que o resultado da IDRM possa ser um indicativo de resposta terapêutica na LC...
Descritores: Antimônio/uso terapêutico
Leishmania braziliensis
Leishmaniose Cutânea
-Testes Intradérmicos
Limites: Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  9 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Araújo, Flábio R
Texto completo
Id: lil-730540
Autor: Melo, Elaine S. P; Souza, Ingrid I. F; Ramos, Carlos A. N; Osório, Ana Luíza A. R; Nascimento, Valter A; Araújo, Flábio R.
Título: Teste intradérmico com proteínas recombinantes de Mycobacterium bovis como antígenos em Cavia porcellus / Skin test with recombinant protein of Mycobacterium bovis as antigen in Cavia porcellus
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;34(10):957-962, out. 2014. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O teste intradérmico para o diagnóstico da tuberculose bovina utiliza derivados proteicos purificados (PPD) de Mycobacterium bovis que são capazes de induzir reações de hipersensibilidade em animais infectados. No entanto, apresenta baixa especificidade devido à ocorrência de reações cruzadas com outras micobactérias. Neste sentido, o objetivo desse trabalho foi produzir proteínas recombinantes (ESAT-6, PE13, PE5 e ESX-1) de Mycobacterium bovis e avaliá-las como antígenos em teste intradérmico utilizando Cavia porcellus como modelo, e verificar se as condições empregadas na purificação (nativa ou desnaturante) interferem no desempenho antigênico dessas proteínas. As proteínas foram testadas em Cavia porcellus previamente sensibilizados com cepa M. bovis AN5 inativada, individualmente (160 µg) ou combinadas na forma de um coquetel (40 µg cada). O coquetel de proteínas induziu reações de hipersensibilidade nos animais sensibilizados significativamente superiores (p=0,002) as observadas nos animais não sensibilizados, possibilitando diferenciação. No entanto, as proteínas isoladamente não foram capazes de promover essa diferenciação. As condições de solubilização e purificação influenciaram o desempenho antigênico da proteína ESAT-6, pois, quando produzida em condição desnaturante desencadeou reações inespecíficas nos animais não sensibilizados, enquanto que aquela produzida em condições nativas e aplicada em concentrações de 6, 12, 24 e 48µg induziu reações significativas apenas nos animais sensibilizados, confirmando o seu potencial como antígeno.

The intradermal skin test for diagnosis of bovine tuberculosis has been used the purified protein derivative (PPD) of Mycobacterium bovis, that is able to induce a hypersensitivity reaction in infected animals. However, shows low specificity due to the occurrence of cross reactions with other mycobacteria. Thus, the aim of this study was to produce recombinant proteins (ESAT-6, PE13, PE5 and ESX-1) of Mycobacterium bovis and assess them as antigens in skin test using guinea pigs (Cavia porcellus) as a model, and check if the conditions employed in the purification (native or denaturing condition) interfere in the antigenic performance of these proteins. The proteins were tested in guinea pigs previously sensitized with inactivated M. bovis strain AN5, individually (160 µg/µl), or as a mixed cocktail (40 µg each). The cocktail of proteins induced hypersensitivity reactions in sensitized animals significantly (p=0.002) higher than those observed in non-sensitized animals, allowing differentiation. On the other hand, the proteins individually were not able to promote this differentiation. The conditions of solubilization and purification influenced the antigenic performance of the protein ESAT-6, since, when produced in denaturing condition triggered nonspecific reaction in non-sensitized animals. Whereas when produced under native conditions and used at concentrations (6, 12, 24 and 48µg/µl) induced a significant response only in sensitized animals, confirming its potential as antigen.
Descritores: Cobaias/imunologia
Mycobacterium bovis/isolamento & purificação
Proteínas Recombinantes
Proteínas de Bactérias/isolamento & purificação
Testes Intradérmicos
Tuberculose Bovina/diagnóstico
-Modelos Animais
Testes Intradérmicos/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 116 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-722324
Autor: Antonio, Liliane de Fátima; Fagundes, Aline; Oliveira, Raquel Vasconcellos Carvalhaes; Pinto, Priscila Garcia; Bedoya-Pacheco, Sandro Javier; Vasconcellos, Érica de Camargo Ferreira e; Valete-Rosalino, Maria Cláudia; Lyra, Marcelo Rosandiski; Passos, Sônia Regina Lambert; Pimentel, Maria Inês Fernandes; Schubach, Armando de Oliveira.
Título: Montenegro skinttest and age of skin lesion as redictors of treatment failure in cutaneous leishmaniasis / Intensidade da intradermorreação de Montenegro e tempo de evolução da lesão como preditores de falha na resposta terapêutica da leishmaniose cutânea
Fonte: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo;56(5):375-380, Sep-Oct/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: A case-control study was conducted to examine the association among the Montenegro skin test (MST), age of skin lesion and therapeutic response in patients with cutaneous leishmaniasis (CL) treated at Evandro Chagas National Institute of Infectious Diseases (INI), Oswaldo Cruz Foundation (FIOCRUZ), Rio de Janeiro, Brazil. For each treatment failure (case), two controls showing skin lesion healing following treatment, paired by sex and age, were randomly selected. All patients were treated with 5 mg Sb5+/kg/day of intramuscular meglumine antimoniate (Sb5+) for 30 successive days. Patients with CL were approximately five times more likely to fail when lesions were less than two months old at the first appointment. Patients with treatment failure showed less intense MST reactions than patients progressing to clinical cure. For each 10 mm of increase in MST response, there was a 26% reduction in the chance of treatment failure. An early treatment - defined as a treatment applied for skin lesions, which starts when they are less than two months old at the first appointment -, as well as a poor cellular immune response, reflected by lower reactivity in MST, were associated with treatment failure in cutaneous leishmaniasis.

Conduzimos estudo caso-controle que verificou a associação entre a intradermorreação de Montenegro (IDRM), o tempo de evolução da lesão e a resposta terapêutica em pacientes com leishmaniose cutânea (LC) atendidos no Instituto de Infectologia Evandro Chagas (INI), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Rio de Janeiro, Brasil. Para cada caso com má resposta à terapêutica foram selecionados aleatoriamente dois controles que evoluíram com cicatrização das lesões após o tratamento, pareados por sexo e idade. Todos os pacientes realizaram tratamento com antimoniato de meglumina (Sb5+) IM, na dose de 5 mg Sb5+/kg/dia, continuamente, por 30 dias. Pacientes com LC apresentaram aproximadamente cinco vezes mais chance de falhar quando as lesões apresentavam menos de dois meses de evolução no primeiro dia de atendimento. Pacientes com falha terapêutica apresentaram reações de IDRM menos intensas que pacientes que evoluíram para a cura clínica. A cada 10 milímetros de aumento na resposta à IDRM, houve uma redução de 26% na chance de ocorrência de falha. O tratamento precoce, traduzido pelo tempo de evolução da lesão menor que dois meses no primeiro dia de atendimento, e resposta de imunidade celular deficiente, traduzida por IDRM menos intensa, demonstraram contribuir para a ocorrência de falha terapêutica na leishmaniose cutânea.
Descritores: Antiprotozoários/uso terapêutico
Testes Intradérmicos/métodos
Leishmaniose Cutânea/tratamento farmacológico
Meglumina/uso terapêutico
Compostos Organometálicos/uso terapêutico
-Antiprotozoários/efeitos adversos
Estudos de Casos e Controles
Meglumina/efeitos adversos
Compostos Organometálicos/efeitos adversos
Estudos Retrospectivos
Falha de Tratamento
Limites: Adolescente
Adulto
Criança
Pré-Escolar
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 12 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde