Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.225.910 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 544 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 55 ir para página                         

  1 / 544 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1292677
Autor: Zuza, María P; Gerbaudo, Genaro; Molina, Sergio O; Pereyra, Marcela.
Título: Aciduria argininosuccínica: informe de un caso de inicio neonatal / Argininosuccinic aciduria: Neonatal case report
Fonte: Arch. argent. pediatr;119(5):e508-e512, oct. 2021. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: Los defectos del ciclo de la urea son enfermedades metabólicas hereditarias que se producen por defecto en una de las enzimas encargadas de la desintoxicación del amonio, lo que genera su acumulación en el organismo. Las manifestaciones clínicas pueden presentarse en la etapa neonatal, con morbimortalidad elevada, o de forma tardía. La heterogeneidad de los síntomas y la falta de sospecha clínica en neonatos conducen a un diagnóstico erróneo y se puede confundir con sepsis neonatal o hemorragias cerebrales. El aumento de amonio plasmático en el examen bioquímico orienta su diagnóstico hacia un defecto del ciclo de la urea.La aciduria argininosuccínica es el tercer defecto más frecuente del ciclo de la urea y es causada por deficiencia de la enzima argininosuccínico liasa. Se presenta el informe de un caso de inicio neonatal. Los objetivos son enfatizar en su sospecha diagnóstica y proponer herramientas diagnósticas tempranas, como su incorporación a la pesquisa metabólica neonatal.

Urea cycle defects are inborn errors of metabolism produced by a defect in one of the enzymes responsible for the detoxification of ammonia, which generates its accumulation in the body. The clinical manifestations can present early, with high morbidity and mortality, or late onset. The heterogeneity of the symptoms and the lack of clinical suspicion in neonates leads to a wrong diagnosis, which can be confused with neonatal sepsis or cerebral hemorrhages. The increase in plasma ammonia in the biochemical examination orients his diagnosis towards a defect of the urea cycle.Argininosuccinic aciduria is the third most frequent defect of the urea cycle, and is caused by a argininosuccinate lyase deficiency. A neonatal onset case report is presented. The objective is to emphasize its diagnostic suspicion, and to propose early diagnostic tools such as its incorporation into the neonatal metabolic screening.
Descritores: Acidúria Argininossuccínica
-Triagem Neonatal
Hiperamonemia
Limites: Humanos
Feminino
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  2 / 544 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133501
Autor: Dutra, Monique Ramos Paschoal; Araújo, Ana Gabriela de Figueiredo; Xavier, Cynthia Cibelle dos Santos; Holanda, Norrara Scarlytt de Oliveira; Lima, Jose Clécio dos Santos; Pereira, Silvana Alves.
Título: Indicadores de qualidade de triagem auditiva e de avaliação do frênulo lingual neonatal / Quality indicators of hearing screening and evaluation of neonatal lingual frenulum
Fonte: Codas;32(3):e20180179, 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: analisar os indicadores de qualidade do programa de triagem auditiva e avaliação do frênulo lingual em neonatos, quanto às taxas de cobertura, tempo de vida em que são realizadas as triagens auditivas, índices de encaminhamentos e prevalência da anquiloglossia, em um hospital universitário especializado em assistência materno-infantil. Método: trata-se de um estudo transversal, no qual foi analisado o banco de dados do programa de triagem auditiva e da avaliação do frênulo lingual em neonatos, referente aos atendimentos realizados no período de setembro de 2015 a agosto de 2016. Resultados: no período analisado, nasceram 2.345 neonatos na instituição, 1.380 (58,8%) realizaram a triagem auditiva neonatal e 1.350 (57,6%) a avaliação do frênulo lingual. A média de idade gestacional foi de 39 semanas (±1,6), peso de nascimento igual a 3.478 g (± 469,2) e 69% eram do sexo masculino. Na triagem auditiva neonatal, dos 1.380 neonatos, 95,7% receberam alta com orientação, 2,4% foram encaminhados para monitoramento auditivo e 1,9% foram encaminhados para diagnóstico auditivo. Na avaliação do frênulo lingual, dos 1.350 avaliados, 123 (9,1%) apresentaram anquiloglossia, 85 eram do sexo masculino e 47, feminino. Conclusão: os indicadores de tempo de vida em que são realizadas as triagens auditivas, índices de encaminhamentos e prevalência da anquiloglossia estão em consonância com a literatura, porém as taxas de cobertura estão inferiores ao recomendado e não seguem a legislação brasileira.

ABSTRACT Purpose: To analyze the quality indicators of the hearing screening program and to evaluate lingual frenulum in newborns, in terms of coverage rates, duration of hearing screening, referral indexes and prevalence of ankyloglossia in a university hospital specializing in mother and child care. Method: This is a cross-sectional study, in which we analyzed the database of the newborn hearing screening and lingual frenulum assessment program for the period between September 2015 and August 2016. Results: During the study period, 2,345 babies were born at the institution, 1,380 (58.8%) underwent newborn hearing screening and 1,350 (57.6%) were diagnosed with a lingual frenulum. Mean gestational age was 39 weeks (± 1.6), birth weight 3478g (± 469.2) and 69% were boys. In newborn hearing screening, 95.7% of the 1,380 babies screened were discharged with guidance, 2.4% were referred for auditory monitoring and 1.9% of babies were referred for auditory diagnosis. In lingual frenulum assessment, 123 (9.1%) of the 1,350 evaluated, had ankyloglossia, 85 were boys and 47 girls. Conclusion: The indicators of the time of life in which the hearing screening is performed, the referral indices and ankyloglossia prevalence are in line with those reported in the literature; however, coverage rates were lower than recommended and do not comply with Brazilian law.
Descritores: Triagem Neonatal/normas
Testes Auditivos
Freio Lingual
-Brasil
Estudos Transversais
Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde
Anquiloglossia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 544 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Alvarenga, Kátia de Freitas
Texto completo
Id: biblio-1055894
Autor: Gouveia, Fernanda Navarro; Jacob-Corteletti, Lilian Cássia Bórnia; Silva, Bárbara Cristiane Sordi; Araújo, Eliene Silva; Amantini, Regina Célia Bortoleto; Oliveira, Eduardo Boaventura; Alvarenga, Kátia de Freitas.
Título: Perda auditiva unilateral e assimétrica na infância / Unilateral and asymmetric hearing loss in childhood
Fonte: CoDAS;32(1):e20180280, 2020. tab.
Idioma: pt.
Projeto: FAPESP.
Resumo: RESUMO Objetivo Descrever a perda auditiva sensorioneural unilateral e bilateral assimétrica em crianças quanto às características etiológicas, audiológicas e demográficas. Método Estudo retrospectivo transversal, desenvolvido na Seção de Implante Coclear do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, por meio da análise de prontuários. Resultados Foram analisados os dados de 1152 pacientes, sendo 424 (37%) adolescentes, adultos ou idosos e 728 (63%) crianças, dentre as quais, 691 (95%) apresentavam perda auditiva bilateral simétrica e 37 (5%) perda auditiva sensorioneural unilateral (n=10) ou bilateral assimétrica (n=27). A idade média ao diagnóstico na perda auditiva sensorioneural unilateral foi de 33,58±21,69 meses e na bilateral assimétrica de 33,12±21,69 meses, com prevalência de 1,4% e 3,7%, respectivamente. O indicador de risco para a deficiência auditiva de maior ocorrência para ambos os grupos foi o de antecedente familiar. A maioria dos familiares das crianças com perda auditiva sensorioneural unilateral apresentaram a classificação socioeconômica baixa superior (50%), enquanto que as crianças com perda auditiva sensorioneural bilateral assimétrica se subdividiram igualmente em baixa superior (37%) e média inferior (37%). Conclusão Houve uma maior prevalência da perda auditiva sensorioneural bilateral assimétrica em relação à unilateral, bem como do indicador de risco de hereditariedade, com predomínio do grau profundo na pior orelha e preponderância do sexo feminino, em ambos os grupos. Apesar de a triagem auditiva neonatal propiciar a identificação precoce da perda auditiva sensorioneural unilateral, a idade no diagnóstico audiológico ainda se encontra acima do recomendado. Adicionalmente, a maioria dos familiares das crianças apresentou nível de rendimento baixo.

ABSTRACT Purpose To describe unilateral and bilateral asymmetric sensorineural hearing loss in children and its etiological, audiological and demographic characteristics. Methods Retrospective cross-sectional study developed in the Seção de Implante Coclear of Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, through the analysis of medical records. Results Data from 1152 patients were analyzed: 424 (37%) adolescents, adults or elderly, and 728 (63%) children, of whom 691 (95%) had bilateral symmetrical hearing loss, and 37 (5%) had unilateral hearing loss (n=10) or bilateral asymmetric (n=27) sensorineural hearing loss. The mean age at diagnosis of unilateral sensorineural hearing loss was 33.58±21.69 months, and for asymmetric bilateral it was 33.12±21.69 months, with a prevalence of 1.4% and 3.7%, respectively. The highest risk indicator for hearing loss for both groups was the family history of permanent deafness, which began in childhood. The majority of the relatives of children with unilateral sensorineural hearing loss presented the highest low socioeconomic classification (50%), while children with bilateral asymmetric sensorineural hearing loss were also be subdivided into upper (37%) and lower (37%). Conclusion We observed a greater occurrence of asymmetric bilateral sensorineural hearing loss compared to unilateral hearing loss, as well as the hereditary risk indicator, with a predominance of the deep ear and female preponderance in both groups. Although neonatal hearing screening provides early identification of unilateral sensorineural hearing loss, the age at the audiological diagnosis is still above the recommended level. In addition, the majority of the children's family members presented a low level of income.
Descritores: Perda Auditiva Unilateral/etiologia
-Fatores Sexuais
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Triagem Neonatal
Perda Auditiva Unilateral/diagnóstico
Perda Auditiva Bilateral
Perda Auditiva Bilateral/diagnóstico
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Criança
Adolescente
Adulto
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 544 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1249605
Autor: Oliveira, Thalita da Silva; Dutra, Monique Ramos Paschoal; Cavalcanti, Hannalice Gottschalck.
Título: Triagem Auditiva Neonatal: associação entre a cobertura, oferta de fonoaudiólogos e equipamentos no Brasil / Newborn Hearing Screening: association between coverage, and the availability of speech therapists and equipment in Brazil
Fonte: CoDAS;33(2):e20190259, 2021. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Verificar a cobertura da triagem auditiva neonatal e sua associação com a quantidade de Fonoaudiólogos no SUS e de equipamentos disponíveis nas unidades federativas do Brasil nos anos de 2012 e 2018. Método O estudo é do tipo ecológico descritivo de séries temporais tendo como unidade de análise as Unidades de Federação do Brasil e os nascidos-vivos. Foi realizada a análise exploratória da cobertura da triagem auditiva neonatal e análise descritiva dos dados. O coeficiente de correlação do ranking de Spearman foi usado para medir a força e direção de associação entre duas variáveis ranqueadas. Resultados A COB no Brasil apresentou evolução de 24,1% para 67,6%. Observaram-se melhores coberturas estão nas Regiões Sul e Sudeste em 2012 e no ano de 2018 destacando-se a Região Sul e o estado do MS. A média do índice de fonoaudiólogos foi de 4,79 e 8,9/100.000 habitantes, respectivamente para os anos de 2012 e 2018. O índice da oferta de equipamentos de "Emissões Otoacústicas Evocadas Transientes" se manteve abaixo de 1/100.000 habitantes nos dois anos e em todas as unidades federativas do país. Conclusão A cobertura da triagem apresentou um aumento no Brasil, porém ainda abaixo do recomendado e está relacionada com o aumento da inserção de fonoaudiólogos no SUS. A distribuição espacial se apresenta heterogênea em todo seu território.

ABSTRACT Purpose To determine the coverage of newborn hearing screening (NHS) and its association with the availability of speech therapists in the National Health System (SUS) and equipment in the states of Brazil in 2012 and 2018. Methods This is a descriptive ecological time series study with the Brazilian states and live births as units of analysis. An exploratory analysis of newborn hearing screening coverage and descriptive data analysis were performed. Spearman's correlation coefficient was used to measure the strength and direction of the association between two ranked variables. Results Coverage in Brazil increased from 24.1% to 67.6%. Better coverage was observed in the South and Southeast regions in 2012, and in the former and Mato Grosso state (MS) in 2018. The average number of speech therapists was 4.79 and 8.9 / 100,000 inhabitants in 2012 and 2018, respectively. The index of "transient evoked otoacoustic emission" equipment was below 1 / 100,000 inhabitants in the two years in all the states of the country. Conclusion Screening coverage increased in Brazil, albeit below the recommended level, and is related to rising number of speech therapists in the SUS. Spatial distribution is heterogeneous throughout the country.
Descritores: Fala
Emissões Otoacústicas Espontâneas
-Brasil
Programas de Rastreamento
Triagem Neonatal
Pessoal Técnico de Saúde
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 544 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lotufo, Paulo Andrade
Texto completo
Id: lil-792823
Autor: Lotufo, Paulo Andrade.
Título: Thyroid disorders in Brazil: time for action / Distúrbios da tireoide no Brasil: hora de agir
Fonte: Säo Paulo med. j;134(4):277-279, July-Aug. 2016.
Idioma: en.
Descritores: Doenças da Glândula Tireoide/diagnóstico
Doenças da Glândula Tireoide/terapia
Triagem Neonatal/métodos
-Brasil
Saúde Pública
Fatores de Risco
Cloreto de Sódio na Dieta
Iodo
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 544 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1287867
Autor: Departamento de Saúde ColetivaBotasso, Kátia de Cássia; Departamento de Desenvolvimento Humano e ReabilitaçãoLima, Maria Cecília Pinheiro Marconi; Departamento de Saúde ColetivaCorrea, Carlos Roberto Silveira.
Título: Association between failure in otoacoustic emissions and risk indicator for hearing loss / Associação entre falha nas emissões otoacústicas e indicador de risco para a perda auditiva
Fonte: Rev. CEFAC;23(1):e10620, 2021. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: to describe the results of a neonatal hearing health program and verify whether there is an association between the presence of risk indicators for hearing loss and failure in the tests and diagnosis. Methods: a one-cohort, observational, retrospective study with secondary data contained in a spreadsheet concerning the family's sociodemographic condition, clinical history, and examination results of 7,800 participants who were submitted to hearing screening between 2010 and 2016. Absolute frequency and percentages were used in the description of the first and second stages. In the association between risk indicators and failures in the otoacoustic emissions, the odds ratio, confidence interval, and significance level at 0.5% were used. Results: the risk indicators in 8 out of the 12 infants presented with hearing loss were ototoxic medication and intensive care unit (ICU) stay, whereas the likelihood of failure in the otoacoustic emissions occurred along with 11 indicators. The likelihood of a diagnosis of hearing loss was 13 times greater when there was a risk indicator, 18 times greater when an ototoxic medication had been used, and 16.62 times greater when they stayed in ICUs. Conclusion: the results show that knowing the indicators leads to considering the actions the team in charge should take.

RESUMO Objetivo: descrever os resultados de um programa de saúde auditiva neonatal e verificar se há associação entre presença de indicador de risco para perda auditiva e falhas nos testes e no diagnóstico. Métodos: trata-se do estudo de uma coorte, observacional e retrospectiva, com dados secundários contidos em planilha eletrônica sobre condições sociodemográficas da família, história clínica e resultados dos exames de 7.800 participantes que realizaram a Triagem Auditiva, de 2010 a 2016. Na descrição da primeira e segunda etapa, utilizou-se frequência absoluta e valores percentuais. Na associação entre indicador de risco com falhas nas EOA, utilizaram-se Odds Ratio, Intervalo de Confiança e nível de significância 0,5%. Resultados: dos 12 lactentes com perda auditiva, oito apresentaram como indicador de risco, a medicação ototóxica e permanência em UTI, sendo que a chance de falhar nas EOA ocorreu com onze indicadores. A chance do diagnóstico de perda auditiva foi 13 vezes maior quando há indicador de risco, 18 vezes maior quando usou medicação ototóxica e 16,62 vezes maior com permanência em UTI. Conclusão: os resultados mostram que conhecer os indicadores levará à reflexão de ações a serem adotadas pela equipe responsável.
Descritores: Triagem Neonatal/métodos
Emissões Otoacústicas Espontâneas
Perda Auditiva/diagnóstico
Testes Auditivos
-Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Perda Auditiva/etiologia
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 544 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1292882
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Intervenciones Estratégicas en Salud Pública. Dirección de Intervenciones por Curso de Vida y Cuidado Integral.
Título: Norma técnica de salud para la atención integral de salud neonatal: NTS Nº 106-MINSA/DGSP-V.01 (R.M. Nº 828-2013/MINSA / Technical health standard for comprehensive neonatal health care: NTS No. 106-MINSA / DGSP-V.01 (R.M. No. 828-2013 / MINSA.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Intervenciones Estratégicas en Salud Pública. Dirección de Intervenciones por Curso de Vida y Cuidado Integral; Nov. 2018. 29 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La presente publicación describe un conjunto de disposiciones para la atención de salud durante el período neonatal con calidad y racionalidad científica; aplicando procedimientos e intervenciones en el cuidado neonatal, según nivel de complejidad y capacidad resolutiva de los establecimientos de salud; promoviendo la participación de la familia y la comunidad
Descritores: Recém-Nascido
Terapia Intensiva Neonatal
Triagem Neonatal
Assistência Integral à Saúde
Crescimento e Desenvolvimento
Normas Técnicas
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  8 / 544 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1058379
Autor: Ramírez-Escobar, Melissa; Betancurt-Serrano, Jefferson; Ramírez-Cheyne, Julián; Torres-Muñoz, Javier; Madrid-Pinilla, Antonio J.
Título: La pulsioximetría como herramienta para la tamización de cardiopatías congénitas críticas. Una revisión narrativa / Pulse oximetry as a screening tool for critical congenital heart diseases. A narrative review
Fonte: Rev. colomb. cardiol;26(1):33-42, ene.-feb. 2019. tab.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Objetivo: Revisar el concepto de cardiopatía congénita crítica, describir el proceso de consolidación de la pulsioximetría como herramienta para su tamización y llamar la atención sobre la necesidad de implementarla en países de bajos ingresos como Colombia. Métodos: Se hizo una búsqueda en las bases de datos PubMed-MEDLINE y Scholar Google, usando los términos MeSH: "CongenitalAbnormalities", "HeartDefects, Congenital" "Oximetry" y "Neonatal Screening", cruzando el término "HeartDefects, Congenital" con los demás, por medio del operador booleano AND. Se incluyeron publicaciones desde 1992 y no se excluyeron artículos por metodología o idioma. Resultados: El 25% de los casos de recién nacidos vivos con cardiopatía congénita son críticos y la pulsioximetría es una alternativa efectiva para su reconocimiento temprano. Se hizo una revisión sobre el tema, mencionando los estudios con los mayores tamaños de muestra que han permitido la consolidación de la pulsioximetría como herramienta para tamización de cardiopatías congénitas críticas, describiendo el abordaje estadounidense al respecto y llamando la atención sobre la necesidad de implementar dicha tamización en Colombia. Conclusiones: Existe evidencia para la introducción de la pulsioximetría como prueba de tamización para defectos cardiacos congénitos críticos. En Colombia no se han presentado iniciativas oficiales para generalizar la práctica.

Abstract Objective: This article sets out to review the concept of critical congenital heart diseases, as well as to describe the consolidation process with pulse oximetry as a tool for their screening, and to call attention to the need to implement this in low income countries like Colombia. Methods: A search was made in the PubMed-MEDLINE and Google Scholar databases using the MeSH terms: "Congenital Abnormalities", "Heart Defects, Congenital'" "Oximetry" and "Neonatal Screening", crossing the term "Heart Defects, Congenital" with the rest, by means of the Boolean operator AND. Publications since 1992 were included and article were not excluded due to methodology or language. Results: Around one-quarter (25%) of live newborns with a congenital heart disease are critical, and pulse oximetry is an effective alternative for its early recognition. A review was carried out on the subject, mentioning studies with large sample sizes that have allowed the consolidation of pulse oximetry as screening tool for critical congenital heart diseases. The approach used in the USA in this respect is described, as well as calling attention to the need to implement this screening method in Colombia. Conclusions: There is evidence for the introduction of pulse oximetry as a screening test for critical congenital heart disease defects. No official initiatives have been presented in Colombia to generalise the practice.
Descritores: Anormalidades Congênitas
Cardiopatias Congênitas
-Recém-Nascido
Oximetria
Triagem Neonatal
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO369.9 - SCC - Sociedad Colombiana de Cardiologia y Cirugía Cardiovascular


  9 / 544 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1290676
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Intervenciones Estratégicas en Salud Pública. Dirección de Prevención y Control de Enfermedades No Transmisibles, Raras y Huérfanas. Estrategia Sanitaria Nacional de Salud Ocular y Prevención de la Ceguera.
Título: Guía técnica para la detección y corrección oportuna de problemas visuales en la niña y el niño menor de cinco años / Technical guide for the detection and timely correction of visual problems in the girl and the child under five years of age.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Intervenciones Estratégicas en Salud Pública. Dirección de Prevención y Control de Enfermedades No Transmisibles, Raras y Huérfanas. Estrategia Sanitaria Nacional de Salud Ocular y Prevención de la Ceguera; 2017. 48 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La presente publicación describe los procedimientos estandarizados y criterios técnicos de la evaluación ocular y el tamizaje visual oportunos en la niña y el niño menor de cinco años de edad, como parte de las intervenciones en el recién nacido y de las actividades de detección de problemas visuales incluidas en la atención de control de crecimiento y desarrollo en los establecimientos de salud
Descritores: Cegueira
Saúde da Criança
Saúde Ocular
Triagem Neonatal
Assistência Integral à Saúde
Pessoas com Deficiência Visual
Metodologias de Avaliação de Danos
Avaliação da Deficiência
Tipo de Publ: Guia
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  10 / 544 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-875369
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.
Título: Teste do coraçãozinho (oximetria de pulso) na triagem neonatal / Heart test (pulse oximetry) in neonatal screening.
Fonte: s.l; CONITEC; [2014]. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A DOENÇA: Revisão bibliográfica realizada pelo Departamento de Cardiologia e Neonatologia da Sociedade Brasileira de Pediatria aponta que: cerca de 1 a 2 de cada 1000 recém-nascidos vivos apresentam cardiopatia congênita crítica e que, 30% destes recém-nascidos recebem alta hospitalar sem o diagnóstico, podendo evoluir para choque, hipóxia ou óbito precoce, antes de receber tratamento adequado. São consideradas cardiopatias congênitas críticas aquelas onde a apresentação clínica decorre do fechamento ou restrição do canal arterial (cardiopatias canal-dependentes), tais como: -Cardiopatias com fluxo pulmonar dependente do canal arterial: Atresia pulmonar e similares; -Cardiopatias com fluxo sistêmico dependente do canal arterial: Síndrome de hipoplasia do coração esquerdo, coartação de aorta crítica e similares; -Cardiopatias com circulação em paralelo: transposição das grandes artérias. DIAGNÓSTICO DE CARDIOPATIA CONGÊNITA CRÍTICA: Na maioria das Unidades Neonatais, a alta hospitalar é realizada entre 36 e 48 horas de vida. Nesta fase, a manifestação clínica das cardiopatias críticas pode ainda não ter ocorrido principalmente nas cardiopatias com fluxo sistêmico dependente de canal arterial. Além disso, a ausculta cardíaca pode ser aparentemente normal nesta fase. O diagnóstico precoce é fundamental, pois pode evitar choque, acidose, parada cardíaca ou agravo neurológico antes do tratamento da cardiopatia. Melhorar o diagnóstico destas cardiopatias poderá reduzir a taxa de mortalidade neonatal em nosso meio. O método ideal para o diagnóstico de cardiopatia congênita é o ecocardiograma com mapeamento de fluxo em cores seja fetal ou pós-natal, porém a sua utilização como ferramenta de triagem é inviável. No grupo das cardiopatias congênitas críticas, ocorre um mistura de sangue entre as circulações sistêmica e pulmonar, o que acarreta uma redução da saturação periférica de O2. Neste sentindo, a aferição da oximetria de pulso de forma rotineira em recém-nascidos aparentemente saudáveis com idade gestacional > 34 semanas, tem mostrado uma elevada sensibilidade e especificidade para detecção precoce destas cardiopatias. TESTE DA OXIMETRIA: Realizar a aferição da oximetria de pulso, em todo recém-nascido aparentemente saudável com idade gestacional > 34 semanas, antes da alta da Unidade Neonatal. Local de aferição: membro superior direito e em um dos membros inferiores. Para a adequada aferição, é necessário que o recém-nascido esteja com as extremidades aquecidas e o monitor evidencie uma onda de traçado homogêneo. Momento da aferição: Entre 24 e 48 horas de vida, antes da alta hospitalar. Resultado normal: Saturação periférica maior ou igual a 95% em ambas as medidas (membro superior direito e membro inferior) e diferença menor que 3% entre as medidas do membro superior direito e membro inferior. Resultado anormal: Caso qualquer medida da SpO2 seja menor que 95% ou houver uma diferença igual ou maior que 3% entre as medidas do membro superior direito e membro inferior, uma nova aferição deverá ser realizada após 1 hora. Caso o resultado se confirme, um ecocardiograma deverá ser realizado dentro das 24 horas seguintes. Limitações: Este teste apresenta sensibilidade de 75% e especificidade de 99%. Sendo assim, algumas cardiopatias críticas podem não ser detectadas através dele, principalmente aquelas do tipo coartação de aorta. A realização deste teste não descarta a necessidade de realização de exame físico minucioso e detalhado em todo recém-nascido, antes da alta hospitalar. RECOMENDAÇÃO DA CONITEC: A aferição da oximetria de pulso de forma rotineira em recém-nascidos, entre 24 e 48 horas de vida, antes da alta hospitalar tem mostrado uma elevada sensibilidade e especificidade para detecção precoce de cardiopatias. Desta forma, o plenário da CONITEC, em sua 21ª reunião ordinária, no dia 5 de dezembro de 2013, recomendou a incorporação da Oximetria de Pulso ­ Teste do Coraçãozinho, a ser realizado de forma universal, fazendo parte da Triagem Neonatal. DECISÃO: PORTARIA Nº 20, de 10 de junho de 2014 - Torna pública a decisão de incorporar a oximetria de pulso - teste do coraçãozinho, a ser realizado de forma universal, fazendo parte da triagem Neonatal no Sistema Único de Saúde - SUS.
Descritores: Oximetria/métodos
Triagem Neonatal/métodos
Cardiopatias Congênitas/diagnóstico
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Análise Custo-Benefício
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 55 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde