Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.350.515.666.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 30 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 30 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-996612
Autor: Rodríguez Rocha, Diana Verónica; Bonilla, Pablo; Aillón, Elena; Tello, Gustavo.
Título: Efecto de barnices fluorados sobre el esmalte erosionado a través de microscopia de fuerza atómica: Estudio in vitro / Efeitos de vernizes fluoretados em esmalte erodido mediante microscopia de força atômica: Estudo in vitro / Effect of fluoride varnishes on eroded enamel by atomic force microscopy: In vitro study
Fonte: Odontología (Ecuad.);19(1):55-74, 2017.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Evaluar el efecto de diferentes barnices fluorados sobre el esmalte erosionado a través de Microscopia de Fuerza Atómica (MFA). Materiales y métodos: Se utilizaron 30 muestras de esmalte de incisivos bovinos sin lesiones de caries defectos estructurales o fracturas, fueron divididas en 3 grupos (N=10): G1 control negativo, G2 Duraphat (Colgate) y G3 Clinpro White Varnish (3M ESPE). El MFA equipado con una punta de no contacto, con parámetros de rugosidad media (Ra) y rugosidad media cuadrática (Rrms), con imágenes de un área de 50x50 micras a una resolución de 256x256 pixeles y 0,5 Hz. Se midió la rugosidad inicial, luego se realizó desafío erosivo con Sprite Zero y remineralización con saliva artificial, después de 4 ciclos de erosión y remineralización se midió la rugosidad del esmalte como protección mecánica y al 1, 2, 3 y 4 días como protección química. Los datos se analizaron estadísticamente con las pruebas de ANOVA, Tukey y T de Student con un nivel de significancia al 5%. Resultados: El test de ANOVA mostró una diferencia en los grupos de barnices de flúor en el 2º, 3º y 4º día en comparación con el grupo control (p <0,05). El test de Tukey mostró una diferencia entre Duraphat y Clinpro en valores de Ra (p = 0,03) y Rrms (p = 0,05) en el 4°día. La T de Student demostró que no hay diferencias para Clinpro en Ra (p = 0,14) y Rrms (p = 0,13) desde los valores iniciales hasta el 4º día. Conclusión: Clinpro White Varnish tiene una mejor acción para reducir la rugosidad superficial en la superficie del esmalte cuando se somete a desafíos ácidos.

Purpose: To evaluate the effect of different fluoride varnishes on eroded enamel through Atomic Force Microscopy (AFM). Materials and Methods: 30 samples of bovine incisor enamel without carious lesions, defective structure or fractures were divided into 3 groups (N = 10): G1: negative control, G2: Duraphat® (Colgate) and G3: Clinpro™ White Varnish (3M ESPE). The AFM was used, equipped with a non-contact tip with parameters such as average roughness (Ra) and the mean square roughness (Rrms) at an area for images of 50 x 50 microns with a resolution of 256 X 256 pixels and 0.5 Hz. First, the initial roughness was measured, then an erosive trail was carried out with Sprite Zero and remineralization with artifi-cial saliva. After 4 cycles of erosion and remineralization, the roughness of enamel as mechanic protection was measured and at 1, 2, 3 and 4 days as chemical protection. Data were analyzed statistically with ANOVA, Tukey and Student T with a significance level of 5%. Results: The ANOVA test showed a difference in the groups of fluoride varnishes on the 2nd, 3rdand 4th day in comparison with the control group (p <0.05). The Tukey test showed a difference between Duraphat® and Clinpro™ in the values of Ra (p = 0.03) and Rrms (p = 0.05) on the 4th day. The Student's T test showed no difference for Clinpro™ in Ra (p = 0.14) and Rrms (0.13) from the initial values until 4th day. Conclusion: Clinpro™ White Varnish shows better results to reduce surface roughness in the enamel when subjected to acidic trails.

Objetivo: Avaliar o efeito de diferentes vernizes fluoretados no esmalte erodido por meio de microscopia de força atômica (MFA). Materiais e Métodos: Foram selecionadas 30 amostras de esmalte de incisivos bovinos sem cárie, defeitos de estrutura ou fraturas, foram divididas em 3 grupos (n = 10): G1: controle negativo, G2: Duraphat (Colgate) e G3: Clinpro White Varnish (3M ESPE). Foi utilizado MFA, equipado com uma ponta de não contato. Determinaram-se parâmetros fotográficos como a rugosidade média (Ra) e rugosidade média quadrática (Rrms) da superfície, com imagens de uma área de 50 x 50 microns com uma resolução de 256 X 256 pixels e 0,5 Hz. Em primeiro lugar procedeu-se realizar a medição da rugosidade inicial, foi realizada o desafio erosivo com Sprite Zero e remineralização com saliva artificial, após 4 ciclos de erosão e remineralização foi medido a rugosidade do esmalte foi medida como proteção mecânica e ao 1, 2, 3 e 4 dias como proteção química. Os dados foram analisados estatisticamente com ANOVA, Tukey T de Student com um nível de significância de 5%. Resultados: O Teste de ANOVA mostrou uma diferença dos grupos de vernizes fluoretados no 2º, 3º e 4º dia em comparação com o grupo controle (p <0,05). O Teste de Tukey mostrou uma diferença entre Duraphat e Clinpro nos valores de Ra (p = 0,03) e Rrms ao 4° dia (p = 0,05). O teste T de Student não mostrou nenhuma diferença para Clinpro em Ra (p = 0,14) e Rrms (0,13) dos valores iniciais até ao dia 4. Conclusão: O Verniz Clinpro White Varnish tem melhor ação na redução da rugosidade da superfície do esmalte quando foi submetido à desafios ácidos.
Descritores: Erosão Dentária
Análise de Variância
Microscopia de Força Atômica
Esmalte Dentário
Flúor
Doenças da Boca
-Saliva
Técnicas In Vitro
Análise de Variância
Microabrasão do Esmalte
Desgaste dos Dentes
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: EC73.1 - Biblioteca


  2 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Turssi, Cecília Pedroso
Texto completo
Id: biblio-888656
Autor: Mantilla, Taís Fonseca; Turssi, Cecilia Pedroso; Ramos-Oliveira, Thayanne Monteiro; Silva, Camila Vieira da; Suzuki, Luis Cláudio; Freitas, Patricia Moreira de.
Título: The In Situ Effect of Titanium Tetrafluoride Gel on Erosion/Abrasion Progression in Human Dentin
Fonte: Braz. dent. j;28(3):337-345, May-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Erosion incidence is increasing and its control is still a challenge in clinical practice. This study evaluated 4% TiF4-gel effects on eroded human dentin subjected to in situ erosive/abrasive episodes. Seventy-two previously eroded dentin slabs (0.05 M citric acid, pH 2.3, 20 min) were allocated to 6 groups (n=12) according to the treatment to be performed during the in situ phase and number of erosive/abrasive cycles, as follows: 4% TiF4-gel applied once (TiF41), twice (TiF42) or three times (TiF43) followed by 1, 2 and 3 erosive/abrasive cycles, respectively. Gel was applied before the beginning of the next cycle. Control groups were subjected to 1 (C1), 2 (C2) and 3 (C3) erosive/abrasive cycles only. A seventh group (n=12) comprised in vitro uneroded samples (UN) subjected to 3 erosive/abrasive cycles. Each cycle corresponded to 2 days of erosive (citric acid 0.5%, pH 2.6, 6x/day) and abrasive (electric toothbrush, 10 s/sample, 1 x/day) challenges. Samples were evaluated under profilometry and environmental scanning electron microscopy (ESEM). Atomic force microscopy images (AFM) were also made (n=3). Repeated measures 2-way ANOVA and Tukey test (p<0.001) showed that TiF42, which did not differ from TiF41 and TiF43, revealed a significant reduction in surface loss compared to all control groups. TiF41 and TiF43 showed no significant difference from C1, but both groups demonstrated significantly smaller surface loss than C2 and C3. ESEM and AFM micrographs suggested alterations on treated surfaces compared to samples from control groups, showing reduced diameters of dentinal tubules lumens. Therefore, TiF4 was able to reduce the progression of erosive/abrasive lesions.

Resumo A incidência da erosão tem aumentado e o seu controle ainda é um desafio na prática clínica. Este estudo avaliou os efeitos do gel de TiF4 a 4% sobre a dentina humana erodida submetida a episódios erosivos/abrasivos in situ. Setenta e dois fragmentos de dentina previamente erodida (ácido cítrico 0,05 M, pH 2,3, 20 min) foram distribuídas em 6 grupos (n=12) de acordo com o tratamento a ser realizado durante a fase in situ e o número de ciclos erosivos/abrasivos, como descrito a seguir: gel de TiF4 a 4% aplicado uma (TiF41), duas (TiF42) ou três vezes (TiF43) seguido de 1, 2 e 3 ciclos erosivos/abrasivos, respectivamente. As aplicações dos géis foram realizadas antes do início do ciclo erosivo seguinte. Grupos controle foram submetidos a 1 (C1), 2 (C2) e 3 (C3) ciclos erosivos/abrasivos apenas. Um sétimo grupo (n=12) compreendia amostras sem erosão in vitro (UN) submetidas a 3 ciclos erosivos/abrasivos. Cada ciclo correspondia a 2 dias de desafios erosivos (ácido cítrico a 0,5%, pH 2,6, 6x/dia) e abrasivos (escova de dentes elétrica, 10 s/amostra, 1x/dia). As amostras foram avaliadas em perfilômetro e Microscopia Eletrônica de Varredura Ambiental (MEV). Imagens de microscopia de força atômica (AFM) também foram capturadas (n=3). ANOVA a 2-fatores para medidas repetidas e o teste de Tukey (p<0,001) demonstraram que TiF42, que não diferiu do TiF41 e TiF43, revelou redução significativa na perda de superfície quando comparado a todos os grupos controle. TiF41 e TiF43 não apresentaram diferença estatisticamente significativa em relação ao C1, mas ambos os grupos demonstraram perda de superfície significativamente menor que C2 e C3. Micrografias de MEV e AFM sugeriram alterações nas superfícies tratadas quando comparadas a amostras dos grupos controle, apresentando redução no diâmetro das luzes dos túbulos dentinários. Portanto, o TiF4 foi capaz de reduzir a progressão das lesões erosivas/abrasivas.
Descritores: Cariostáticos/farmacologia
Dentina/metabolismo
Fluoretos/farmacologia
Titânio/farmacologia
Erosão Dentária/prevenção & controle
Escovação Dentária
-Progressão da Doença
Géis
Microscopia de Força Atômica
Microscopia Eletrônica de Varredura
Limites: Seres Humanos
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-873778
Autor: Vasconcellos, Beatriz Tholt da; Macedo, Manoel Roberto de Paula; Oda, Margareth; Garone-Netto, Narciso.
Título: Avaliação da rugosidade superticial de um material cerâmico sob diferentes tratamentos / Study of surface roughness of a ceramic material under different finishing techniques
Fonte: J. Health Sci. Inst = Rev. Inst. Ciênc. Saúde;26(1):82-86, jan.-mar. 2008. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução - estudo anteriores demonstraram que superfícies cerâmicas podem ser polidas a um nível clinicamente aceitável posteriormente à cimentação. A presença ou não de água ou pastas diamantadas durante o ato de polimento são variáveis significantes na determinação do efeito dos instrumentos utilizados, por isso, este estudo avaliou a rugosidade superficial de um material cerâmico (vidro cerâmico de fluorapatita) quando polido com o sistema SHOFU com e sem refrigeração e com e sem pasta diamantada. Foi realizada uma análise quantitativa de rugosidade média (Ra) em rugosímetro e uma análise qualitativa através de imagens em Microscópio de Força Atômica (AFM) (Multi Mode Digital Instruments.) Material e Métodos - Quatro grupos experimentais foram determinados: G1 - glaze; G2 - glaze + acabamento com pontas diamantadas em ordem decrescente de abrasividade (PD) + polimento sem refrigeração; G3 - glaze + PD + polimento com refrigeração e G4 - glaze + PD + polimento com refrigeração e pasta. Resultados - Não foi observada diferença estatisticamente significante entre os grupos polidos com ou sem refrigeração ou pasta. Os resultados obtidos em rugosímetro foram confirmados através das imagens em AFM. Conclusões - Os Grupos G2, G3 e G4 não apresentaram lisura comparável àquela obtida com o glaze
Descritores: Cerâmica
Microscopia de Força Atômica
Propriedades de Superfície
-Polimento Dentário
Instrumentos Odontológicos
Análise Qualitativa
Análise Estatística
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  4 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867230
Autor: Andreiuolo, Rafael Ferrone.
Título: Resistência de união entre cimentos resinosos autoadesivos e cerâmicas de zircônia policristalina / Bond strengthof self-adhesive resin cements to polycrystalline zirconia ceramics.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2013. 75 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência de união a microtração de cimentos resinosos autoadesivos a cerâmicas de zircônia policristalina. Dezoito blocos cerâmicos de zircônia 3Y-TZP (9 LAVA™ e 9 LAVA™ Plus) foram jateados com partículas de 50 µm de Al2O3por 20 s com pressão de 28 psi a uma distância de 10 mm. Os blocos cerâmicos foram duplicados em resina composta (Point 4, Kerr) por moldagem com silicone. Os blocos de resina composta foram cimentados à superfície jateada da zircônia usando três diferentes cimentos resinosos autoadesivos: (1) RelyX Unicem 2 (3M ESPE); (2) SmartCem 2 (Dentsply); (3) Speedcem (Ivoclar Vivadent). Após 24 h imersos em água destilada a 37oC, os blocos cimentados foram cortados em palitos para testes de microtração,com área da interface adesiva de 1 mm2 ± 0,2 mm, e tensionados até a fratura. Os resultados foram analisados pelo teste de análise de variância de dois fatores e pelo teste de comparações múltiplas LSD (α=0.05). As amostras fraturadas foram analisadas com microscopia eletrônica de varredura (MEV) e o modo de falha foi registrado. A topografia das superfícies cerâmicas antes e após o jateamento foi comparada por microscopia de força atômica (AFM). A resistência de união do cimento Speedcem à zircônia foi estatisticamente superior àquela reportada pelos cimentos RelyX Unicem 2 e SmartCem 2, independentemente da cerâmica usada (p<0,05). O fator cerâmica não teve influência estatística na resistência de união. A interação entre os dois fatores se mostrou significativa (p<0,05). O modo de fratura associado ao SmartCem 2 foi quase exclusivamente adesiva, enquanto oRelyX Unicem 2e o Speedcem exibiram um maior percentual de falhas mistas. Não foram observadas falhas coesivas. O AFM não revelou diferença no padrão de topografia de superfície entre as duas cerâmicas antes ou após o jateamento. Concluiu-se que o cimento Speedcem foi superior na adesão a cerâmicas de zircônia policristalina.

The aim of this study was to evaluate the microtensile bond strength of self-adhesive resin cements to polycrystalline zirconia. Eighteen 3Y-TZP ceramic blocks (9 LAVA™ and 9 LAVA™ Plus) were sandblasted with 50 µm Al2O3 powder for 20 s with a pressure of 28 psi at a working distance of 10 mm. The ceramic blocks were duplicated in composite resin (Point 4, Kerr) using a silicon mold. Composite blocks were bonded to sandblasted zirconia using different self-adhesive resin cements: (1) RelyX Unicem 2 (3M ESPE); (2) SmartCem 2 (Dentsply); (3) Speedcem (Ivoclar Vivadent). After 24 h immersed in distilled water at 37oC the bonded specimens were cut into microtensile bond sticks of 1 mm2 ± 0,2 mminterface areaand loaded in tension until failure. Data were analyzed by two-way ANOVA and LSDtest for multiple comparisons (α=0.05). The fractured surfaces were observed using a scanning electron microscope (SEM) and the failure mode was recorded. Surface topography of the sandblasted and the as sintered zirconia materials were analyzed under an atomic force microscope (AFM).Bond strength of Speedcem cement to zirconia was significantly higher than that of RelyX Unicem 2 and SmartCem 2, irrespective of the ceramic used (p<0,05). Bond strength was not significantly influenced by the ceramic factor. Interactions were significant (p<0,05). The mode of failure of SmartCem 2 was almost exclusively adhesive, while RelyX Unicem 2 and Speedcem exhibited a good percentage of mixed fractures. No cohesive fractures were observed. AFM did not reveal differences in the topography pattern of the two ceramics before or after sandblasting. It was concluded that Speedcem presented superior adhesion to polycrystalline zirconia ceramics.
Descritores: Cerâmica
Dentística Operatória
Teste de Materiais
Cimentos de Resina
Zircônio
-Adesividade
Análise de Variância
Brasil
Cimentação
Colagem Dentária
Microscopia de Força Atômica
Microscopia Eletrônica de Varredura
Propriedades de Superfície
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)
BR1366.1; 616.314, A559, TO730


  5 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-866372
Autor: Daniel, Carolina Pratti.
Título: Avaliação dos efeitos causados por diferentes sistemas de clareamento dental sobre a estrutura superficial do esmalte e resina composta restauradora / Assessment of efects caused by different dental whitening systems on the structure of surface enamel and composite restorative.
Fonte: Araraquara; s.n; 2011. 93 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações de microdureza, rugosidade e morfologia superficial do esmalte e da resina composta após diferentes técnicas de clareamento dental. Para isto, incisivos bovinos foram selecionados, sendo confeccionadas cavidades padronizadas na face vestibular, as quais foram restauradas com resina composta. Os dentes foram distribuídos em grupos (n=6), de acordo com o tratamento proposto: G1- clareamento com gel de peróxido de carbamida (PC) 10%; G2 - clareamento com gel contendo 38% peróxido de hidrogênio (PH); G3- clareamento com gel contendo 38% de PH associado à irradiação com luz. Para G1, o agente clareador foi aplicado por 8 horas diárias durante 21 dias. Para G2 e G3, foram realizadas 3 sessões, compostas por 3 aplicações do gel clareador por 15 minutos, com intervalos de 7 dias entre as sessões, sendo que em G3 foi aplicada luz LED (470nm) por 6 minutos. Durante o intervalo das aplicações do gel clareador, todos os espécimes foram armazenados em saliva artificial. A microdureza Knoop do esmalte e da resina composta foi avaliada antes do procedimento clareador e nos períodos de 1, 7, 14 e 21 dias pós-clareamento. A rugosidade superficial foi analisada por meio de um rugosímetro e a morfologia superficial por um microscópio de força atômica. Os dados foram analisados pelos testes de Mann-Whitney e Wilcoxon. Observou-se diminuição significante na dureza do esmalte para G2 e G3 após a 2ª e 3ª sessões, respectivamente, em relação à dureza inicial (p<0,05). Para a resina composta, esta alteração foi observada em G1 apenas após 21 dias, e em G2 e G3 após a 3ª sessão (p<0,05). Alterações significantes na rugosidade e morfologia superficial foram observadas apenas para o esmalte do grupo G1 (p<0,05). Concluiu-se que o gel com 10% de PC...

The aim of this study was to evaluate changes in microhardness, roughness and surface morphology of enamel and composite resin after different techniques of tooth bleaching. Standardized cavities prepared on the buccal surface of bovine incisors were restored with composite resin. The teeth were divided into groups (n=6) according to the following treatments: G1 - bleaching with 10% carbamide peroxide (CP) gel; G2 - bleaching with 38% hydrogen peroxide (HP) gel; G3 - bleaching with 38% PH gel associated to light irradiation. In G1, the whitening agent was applied for 8 hours daily during 21 days. In G2 and G3, three sessions characterized by three applications of bleaching gel for 15 minutes, with intervals of 7 days between sessions were performed. In G3, the bleaching gel was irradiated with LED (470nm) for 6 minutes. During the intervals among applications of the bleaching gel on enamel, all specimens were stored in artificial saliva. The Knoop microhardness of enamel and composite resin was evaluated before the bleaching procedure and at 1, 7, 14 and 21 days after this treatment. The roughness and superficial morphology (atomic force microscope) were evaluated before and at 21 days after the bleaching procedure. Data were analyzed by Mann-Whitney and Wilcoxon statistical tests. It was observed a significant decrease in hardness of enamel to G2 and G3 after the 2nd and 3rd bleaching sessions, respectively, when compared to the initial enamel hardness (p <0.05). For composites, this change was only observed in G1 after 21-day treatment, and in G2 and G3 after the third bleaching session (p <0.05). Significant changes in roughness and surface morphology of enamel was observed only in G1 (p <0.05). According to the experimental conditions, it was possible to conclude that the bleaching gel with...
Descritores: Resinas Compostas
Esmalte Dentário
Microscopia de Força Atômica
Clareamento Dental
Limites: Animais
Responsável: BR39.2 - Biblioteca Professora Maria Dilma de Oliveira Gonçalves
BR39.2


  6 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-863441
Autor: Martuci, Ricardo Ruiz.
Título: Avaliação de cerâmicas odontológicas quanto à resistência de união com a dentina, por ensaio de tração, microdurezas Knoop e Vickers, rugosidade superficial e microscopia de força atômica / Evaluation of dental ceramics regarding tensile bond strength to dentin, Knoop and Vickers' microhardness, surface roughness and atomic force microscopy.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 147 p. (BR).
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a ", "_1": "Universidade de São Paulo", "_2": "Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Símbolo: BR.
Descritores: Materiais Dentários
Porcelana Dentária
Microscopia de Força Atômica
-Técnicas In Vitro
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica
BR97.1; T3.935


  7 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-846674
Autor: Dario, Michelli Ferrera.
Título: Desenvolvimento e avaliação de eficácia de nanoemulsão catiônica bioativa na proteção capilar aos danos foto-oxidativos / Development and evaluation of the effectiveness of bioactive cationic nanoemulsion in protecting hair photo-oxidative damage.
Fonte: São Paulo; s.n; 2017. 187 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A radiação solar, composta por radiação ultravioleta (UV), visível (Vis) e infravermelho, é responsável por acelerar os processos de alteração de cor e do conteúdo proteico da fibra capilar. Visando contornar este problema, este trabalho propõe a incorporação do flavonoide quercetina, de reconhecida atividade antioxidante, em uma nanoemulsão catiônica de aplicação capilar. Para tanto, foram desenvolvidas formulações contendo quercetina a 0,5% (p/p) pelo método de baixa energia sub-PIT. A formulação de menor índice de polidispersão (IPD) foi selecionada e submetida à Avaliação de Estabilidade Normal. Neste ensaio, a nanoemulsão foi armazenada em diferentes condições de temperatura por 90 dias, sendo analisados: características organolépticas, valor de pH, atividade antioxidante, conteúdo de quercetina, diâmetro médio de gotícula e potencial zeta. A fotoestabilidade da nanoemulsão envolveu a determinação do perfil de absorção e da sua atividade antioxidante após períodos de exposição à radiação UV/Vis. Posteriormente, a nanoemulsão foi caracterizada quanto aos seguintes parâmetros: eficiência de encapsulamento, perfil reológico, morfologia das gotículas por Microscopia Eletrônica de Transmissão Criogênica e Microscopia de Força Atômica (AFM). A possível interação entre a quercetina e os demais tensoativos presentes na nanoemulsão foi avaliada por Microscopia Confocal de Fluorescência e Análise térmica. A segurança da nanoemulsão foi determinada pelo método in vitro HET-CAM e por biocompatibilidade cutânea, em voluntários. A eficácia da nanoemulsão catiônica na fotoproteção das características da fibra capilar descolorida tratada com tintura cores loiro (12.0) ou ruivo (6.66) foi determinada avaliando-se os parâmetros cor, tração à ruptura, penteabilidade, fricção, perda proteica, morfologia das cutículas e nível de melanina radical por Espectroscopia de Ressonância Paramagnética Eletrônica (EPR), sendo calculado o Fator de Proteção Radicalar (FPR). As mechas de cabelo tingidas foram expostas à radiação UV/Vis artificial (500 W/m2) por até 180 h, sendo os parâmetros analisados antes e após o período de exposição. A nanoemulsão selecionada pelo reduzido IPD apresentava diâmetro médio de gotícula e potencial zeta iguais a 24,97±0,30 nm e 19,6±2,19 mV, respectivamente. Na Avaliação de Estabilidade Normal, a nanoemulsão armazenada a 45,0±2,0° C apresentou alterações significativas de todos os parâmetros avaliados, exceto potencial zeta, sendo que a elevação do diâmetro médio de gotícula acarretou em perda da transparência. A oxidação da quercetina e a instabilidade do tipo Ostwald ripening (ω3) foram as responsáveis pelas modificações observadas. No armazenamento a 5,0±2,0° C, a nanoemulsão manteve todos os parâmetros inalterados, mas a 25±2,0° C houve elevação discreta do diâmetro médio de gotícula, sem perda da funcionalidade. A nanoemulsão apresentou elevada fotoestabilidade, sem alteração da atividade antioxidante após exposição ao UV/Vis. A caracterização da nanoemulsão mostrou que a eficiência de encapsulamento foi de 99,8%, no mínimo, a formulação apresentou típico comportamento newtoniano e as gotículas apresentavam formato esférico. As imagens obtidas por Microscopia Confocal de Fluorescência e o ensaio de Análise térmica mostraram que a quercetina se encontra dentro das gotícula atuando, também, como co-tensoativo, por interagir com os tensoativos, além de exercer sua função antioxidante. A nanoemulsão foi classificada como levemente irritante (método HET-CAM), sendo esse baixo potencial de irritação corroborado pelo teste de biocompatibilidade cutânea. Na avaliação de eficácia, observou-se que a nanoemulsão protegeu a cor total (dE*) do cabelo tingido de loiro em 54%, e elevou a alteração da cor do cabelo tingido de ruivo em 47% (t = 180 h) em comparação à mecha controle. Além disso, a nanoemulsão melhorou a penteabilidade e reduziu os coeficientes de fricção. A radiação UV/Vis provocou elevada perda proteica e redução da espessura das cutículas em aproximadamente 50%. Concluiu-se, pelos resultados obtidos, que as moléculas que compoem a tintura capilar, principalmente os pigmentos mais escuros, atuaram como filtros solares, pois elas protegeram as estruturas proteicas da fibra. A nanoemulsão apresentou FPR igual a 3,31 e 4,14, para as mechas tingidas de loiro e ruivo, respectivamente. O FPR indica a capacidade de uma formulação em reduzir o nível de radicais livres formados por indução da radiação UV/Vis, um dos fatores que induzem alterações na fibra capilar tingida. Assim, considerando que a radiação UV/Vis atua tanto por mecanismos diretos quanto indiretos, e que alterações significativas de cor foram observadas mesmo quando o nível de radicais livres foi reduzido pela ação da quercetina, deve ser incorporada à formulação fotoprotetora capilar filtros solares associados a antioxidantes nanoestruturados. Tais filtros devem ficar aderidos à cutícula, de modo a protegê-la da degradação proteica e reduzir a entrada de radiação para o interior da fibra capilar, local onde os antioxidantes nanoestruturados devem atuar como uma segunda linha de defesa

The solar radiation, comprising ultraviolet (UV), visible (VIS) and infrared, is responsible for accelerating color and protein content changes in the hair fiber. In order to avoid this problem, this work proposes the incorporation of the flavonoid quercetin, a recognized antioxidant molecule, in a cationic nanoemulsion for hair application. For this, formulations containing quercetin 0.5% (w/w) were developed by the low-energy sub-PIT method. The formulation with a lower polydispersity index (PDI), which had HLB value (Hydrophilic-Lipophilic Balance) equal to 12.5 was selected and subjected to the Normal Stability Test. In this assay, the nanoemulsion was stored under different temperature conditions for 90 days, and the following parameters were analyzed: organoleptic properties, pH, antioxidant activity, quercetin content, average droplet diameter and zeta potential. The photostability of the nanoemulsion involved the determination of the absorption profile and its antioxidant activity after periods of exposure to UV/Vis radiation. Subsequently, the nanoemulsion was characterized according to the following parameters: encapsulation efficiency, rheological profile, morphology of the droplets by Cryogenic Transmission Electron Microscopy and Atomic Force Microscopy (AFM). The possible interaction between quercetin and other surfactants present in the nanoemulsion was evaluated by Confocal Fluorescence Microscopy and thermal analysis. The safety of the nanoemulsion was assessed by the in vitro HET-CAM method and by cutaneous biocompatibility in volunteers. The photoprotection effectiveness of the bioactive cationic nanoemulsion was evaluated in blond (color 12.0) and auburn (color 6.66) dyed hair fibers by assessing the parameters: color, tensile break, combing, friction, protein loss, morphology of cuticles and level of melanin radical by Electron Paramagnetic Resonance Spectroscopy (EPR). The Radical Hair Protection Factor (RHF) was calculated. Dyed hair tresses were exposed to UV/Vis artificial radiation (500 W/m2) for 180 h. The parameters were analyzed before and after the exposure period. The nanoemulsion selected due to its reduced PDI had an average droplet diameter and zeta potential equal to 24.97±0.30 nm and 19.6±2.19 mV, respectively. In the Normal Stability Test, the nanoemulsion stored at 45.0 ± 2.0º C showed significant changes in all parameters except zeta potential, and the increase in the average droplet diameter resulted in the loss of transparency. Oxidation of quercetin and Ostwald ripening instability (ω3) were responsible for the changes. At 5.0 ± 2.0º C, the nanoemulsion kept all parameters unchanged, but at 25.0±2.0º C there was a slight increase in the average droplet diameter without loss of functionality. The nanoemulsion showed high photostability since antioxidant activity was not altered after UV/Vis exposure. The characterization of the nanoemulsion showed that the encapsulation efficiency was 99.8% at least, the formulation showed typical Newtonian behavior and droplets were spherical. The images obtained by Confocal Fluorescence Microscopy and thermal analysis showed that quercetin was within the droplet acting, also, as a cosurfactant, due to the interaction with the surfactants. The nanoemulsion was classified as slightly irritating (HET-CAM method), and this low irritation potential was supported by the cutaneous biocompatibility assay. The photoprotective effectiveness evaluation showed that the nanoemulsion protected the total color (dE*) of blond dyed hair in 54%, but raised the color change of auburn dyed hair in 47% (t = 180 h). In addition, the nanoemulsion improved combability and reduced coefficients of friction. UV/Vis radiation caused high protein loss and reduced cuticle thickness by approximately 50%. It was concluded that the molecules that compose hair dye, especially the darker pigments, acted as sun filters because they protected the protein structures of the hair fiber. The nanoemulsion showed RHF equal to 3.31 and 4.14 for blond and auburn dyed hair, respectively. The RHF indicates the ability of a formulation to reduce the level of free radicals formed by UV/Vis induction, one of the factors that induce changes in the dyed hair fibers. Thus, considering that the UV/Vis radiation acts by direct and indirect mechanisms and that significant changes in color were observed even when the level of free radicals has been reduced by the quercetin, chemical filters should be incorporated into hair formulations associated with nanostructured antioxidants in order to fully protect hair fiber. Such filters must be attached to the cuticle, protecting it from protein degradation and reducing the radiation input into the hair fiber, where the nanostructured antioxidants must act as a second line of defense
Descritores: Cor de Cabelo
Cabelo/crescimento & desenvolvimento
Oxidação
Foto-Oxidação
Resultado do Tratamento
-Flavonoides
Microscopia de Força Atômica/estatística & dados numéricos
Microscopia Confocal/instrumentação
Quercetina/uso terapêutico
Raios Ultravioleta/efeitos adversos
Tipo de Publ: Técnicas In Vitro
Estudos de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T668.55, D218d. 30100022250-F


  8 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-835303
Autor: Midobuche Pozos, Elías Omar; Zermeño Loredo, María Teresa; Guizar Mendoza, Juan Manuel; Carrera, Sergio Calixto.
Título: Determinación de la calidad de pulido de resinas de nanorrelleno empleando un microscopio de fuerza atómica / Determining the polishing quality of nanofilled resins using an atomic force microscope
Fonte: Rev. ADM = ADM;73(5):255-262, sept.-oct. 2016. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: Los procedimientos de acabado y pulido de las restauraciones dentarias son fases determinantes en la práctica odontológica,ya que las superficies bien acabadas y pulidas aumentan la longevidadde la restauración, disminuyen la acumulación de placa y reducen las modificaciones del color marginal a la restauración y superficie. Objetivo: El propósito de este estudio fue evaluar tres diferentes sistemas de pulido: discos Sof-Lex, copas pulidoras Jiff y y sistema de un solopaso OptraPol, en función de la superficie obtenida en tres marcas deresinas estéticas nanohíbridas para zona anterior y posterior...

Introduction: The procedures for finishing and polishing dental restorations are crucial phases in dental practice, as well-fi nished andwell-polished surfaces increase the longevity of the restoration andreduce the buildup of plaque and marginal color changes in both therestoration and the surface. Objective: The purpose of this study wasto evaluate three diff erent polishing systems: Sof-Lex™, Jiff y® polishercups, and the OptraPol one-step system, based on the surface obtainedusing three brands of cosmetic nanohybrid resins in the anterior and posterior regions...
Descritores: Estética Dentária
Nanoestruturas
Polimento Dentário/métodos
Resinas Compostas/química
Propriedades de Superfície
-Análise de Variância
Teste de Materiais
Microscopia de Força Atômica/métodos
Análise Estatística
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudos de Avaliação
Responsável: AR29.1 - Biblioteca


  9 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-782817
Autor: Derceli, Juliana dos Reis; Faraoni, Juliana Jendiroba; Pereira-da-Silva, Marcelo Assumpção; Palma-Dibb, Regina Guenka.
Título: Analysis of the Early Stages and Evolution of Dental Enamel Erosion
Fonte: Braz. dent. j;27(3):313-317, May-June 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Abstract The aim of this study was to evaluate by atomic force microscopy (AFM) the early phases and evolution of dental enamel erosion caused by hydrochloric acid exposure, simulating gastroesophageal reflux episodes. Polished bovine enamel slabs (4x4x2 mm) were selected and exposed to 0.1 mL of 0.01 M hydrochloric acid (pH=2) at 37 ?#61472;?#61616;C using five different exposure intervals (n=1): no acid exposure (control), 10 s, 20 s, 30 s and 40 s. The exposed area was analyzed by AFM in 3 regions to measure the roughness, surface area and morphological surface. The data were analyzed qualitatively. Roughness started as low as that of the control sample, Rrms=3.5 nm, and gradually increased at a rate of 0.3 nm/s, until reaching Rrms=12.5 nm at 30 s. After 40 s, the roughness presented increment of 0.40 nm only. Surface area (SA) increased until 20 s, and for longer exposures, the surface area was constant (at 30 s, SA=4.40 μm2 and at 40 s, SA=4.43 μm2). As regards surface morphology, the control sample presented smaller hydroxyapatite crystals (22 nm) and after 40 s the crystal size was approximately 60 nm. Short periods of exposure were sufficient to produce enamel demineralization in different patterns and the morphological structure was less affected by exposure to hydrochloric acid over 30 s.

Resumo O objetivo deste estudo foi avaliar os estágios iniciais e a evolução da erosão do esmalte dental causado pela exposição ao ácido clorídrico, simulando assim episódios de refluxo gastroesofágico, usando um microscópio de força atômica (AFM). Fragmentos de esmalte bovino planificados e polidos (4x4x2 mm) foram selecionados e exposto a 0,1 mL de ácido clorídrico 0,01 M (pH = 2) a 37 ?#61616;C, utilizando cinco intervalos diferentes de exposição: sem exposição ao ácido (controle) e 10 s, 20 s, 30 s e 40 s. Então, a área exposta foi analisada com AFM em 3 regiões diferentes para mensurar a rugosidade, a área da superfície e a morfologia superficial. Os dados foram analisados qualitativamente. Inicialmente, a rugosidade apresentou valor baixo como a amostra controle, Rrms=3,5 nm, e aumentou gradualmente a uma taxa de 0,3 nm/s, até Rrms= 12,5 nm a 30 s. Após 40 s, a rugosidade apresentou um incremento de apenas 0,40 nm. Área de superfície (SA) aumentou até 20 s, e para exposições mais longas, a área de superfície manteve-se constante (30 s, o SA=4,40 μm2, e em 40 s, a SA=4,43 μm2). Em relação à morfologia superficial, a amostra controle apresentou cristais de hidroxiapatita menores (22 nm), e após 40s o tamanho do cristal era de aproximadamente 60 nm. Períodos curtos de exposição foram suficientes para produzir a desmineralização do esmalte em diferentes padrões e a estrutura morfológica foi menos afetada pela exposição ao ácido clorídrico acima de 30 s.
Descritores: Esmalte Dentário
Erosão Dentária/etnologia
-Técnicas In Vitro
Microscopia de Força Atômica
Limites: Seres Humanos
Animais
Bovinos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 30 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-755462
Autor: Andreiuolo, Rafael Ferrone.
Título: Resistência de união entre cimentos resinosos autoadesivos e cerâmicas de zircônia policristalina / Bond strengthof self-adhesive resin cements to polycrystalline zirconia ceramics.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2013. 75 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência de união a microtração de cimentos resinosos autoadesivos a cerâmicas de zircônia policristalina. Dezoito blocos cerâmicos de zircônia 3Y-TZP (9 LAVA™ e 9 LAVA™ Plus) foram jateados com partículas de 50 µm de Al2O3por 20 s com pressão de 28 psi a uma distância de 10 mm. Os blocos cerâmicos foram duplicados em resina composta (Point 4, Kerr) por moldagem com silicone. Os blocos de resina composta foram cimentados à superfície jateada da zircônia usando três diferentes cimentos resinosos autoadesivos: (1) RelyX Unicem 2 (3M ESPE); (2) SmartCem 2 (Dentsply); (3) Speedcem (Ivoclar Vivadent). Após 24 h imersos em água destilada a 37oC, os blocos cimentados foram cortados em palitos para testes de microtração,com área da interface adesiva de 1 mm2 ± 0,2 mm, e tensionados até a fratura. Os resultados foram analisados pelo teste de análise de variância de dois fatores e pelo teste de comparações múltiplas LSD (α=0.05). As amostras fraturadas foram analisadas com microscopia eletrônica de varredura (MEV) e o modo de falha foi registrado. A topografia das superfícies cerâmicas antes e após o jateamento foi comparada por microscopia de força atômica (AFM). A resistência de união do cimento Speedcem à zircônia foi estatisticamente superior àquela reportada pelos cimentos RelyX Unicem 2 e SmartCem 2, independentemente da cerâmica usada (p<0,05). O fator cerâmica não teve influência estatística na resistência de união. A interação entre os dois fatores se mostrou significativa (p<0,05). O modo de fratura associado ao SmartCem 2 foi quase exclusivamente adesiva, enquanto oRelyX Unicem 2e o Speedcem exibiram um maior percentual de falhas mistas. Não foram observadas falhas coesivas. O AFM não revelou diferença no padrão de topografia de superfície entre as duas cerâmicas antes ou após o jateamento. Concluiu-se que o cimento Speedcem foi superior na adesão a cerâmicas de zircônia policristalina...

The aim of this study was to evaluate the microtensile bond strength of self-adhesive resin cements to polycrystalline zirconia. Eighteen 3Y-TZP ceramic blocks (9 LAVA™ and 9 LAVA™ Plus) were sandblasted with 50 µm Al2O3 powder for 20 s with a pressure of 28 psi at a working distance of 10 mm. The ceramic blocks were duplicated in composite resin (Point 4, Kerr) using a silicon mold. Composite blocks were bonded to sandblasted zirconia using different self-adhesive resin cements: (1) RelyX Unicem 2 (3M ESPE); (2) SmartCem 2 (Dentsply); (3) Speedcem (Ivoclar Vivadent). After 24 h immersed in distilled water at 37oC the bonded specimens were cut into microtensile bond sticks of 1 mm2 ± 0,2 mminterface areaand loaded in tension until failure. Data were analyzed by two-way ANOVA and LSDtest for multiple comparisons (α=0.05). The fractured surfaces were observed using a scanning electron microscope (SEM) and the failure mode was recorded. Surface topography of the sandblasted and the as sintered zirconia materials were analyzed under an atomic force microscope (AFM).Bond strength of Speedcem cement to zirconia was significantly higher than that of RelyX Unicem 2 and SmartCem 2, irrespective of the ceramic used (p<0,05). Bond strength was not significantly influenced by the ceramic factor. Interactions were significant (p<0,05). The mode of failure of SmartCem 2 was almost exclusively adhesive, while RelyX Unicem 2 and Speedcem exhibited a good percentage of mixed fractures. No cohesive fractures were observed. AFM did not reveal differences in the topography pattern of the two ceramics before or after sandblasting. It was concluded that Speedcem presented superior adhesion to polycrystalline zirconia ceramics...
Descritores: Cerâmica
Dentística Operatória
Teste de Materiais
Cimentos de Resina
Zircônio
-Adesividade
Análise de Variância
Brasil
Cimentação
Colagem Dentária
Microscopia de Força Atômica
Microscopia Eletrônica de Varredura
Propriedades de Superfície
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde