Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.350.578.875 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 14 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 14 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Amaro Junior, Edson
Texto completo
Id: biblio-840293
Autor: Conforto, Adriana Bastos; Chaim, Khallil Taverna; Peres, Mario Fernando Prieto; Gonçalves, André Leite; Siqueira, Inara Laurindo; Barreiros, Maria Angela Maramaldo; Amaro Junior, Edson.
Título: Interictal abnormal fMRI activation of visual areas during a motor task cued by visual stimuli in migraine / Ativação interictal anormal de áreas visuais por ressonância magnética funcional durante uma tarefa visuo-motora em indivíduos com enxaqueca
Fonte: Einstein (Säo Paulo);15(1):17-23, Jan.-Mar. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To assess changes in blood-oxygen-level-dependent activity after light deprivation compared to regular light exposure in subjects with migraine in the interictal state and in controls. Methods Ten subjects with migraine and ten controls participated in two sessions of functional magnetic resonance imaging. In each session, they performed a finger-tapping task with the right hand, cued by visual stimuli. They were scanned before and after 30 minutes of light deprivation or light exposure. In subjects with migraine, functional magnetic resonance imaging was performed interictally. Analysis of variance was made with the factors time (before or after), session (light deprivation or exposure), and group (migraine or control). Results There were significant “group” effects in a cluster in the bilateral cuneus encompassing the superior border of the calcarine sulcus and extrastriate cortex. There were no significant effects of “time”, “session”, or interactions between these factors. Conclusion The main result of this study is consistent with aberrant interictal processing of visual information in migraine. Light deprivation did not modulate functional magnetic resonance imaging activity in subjects with or without migraine.

RESUMO Objetivo Avaliar mudanças na atividade cerebral por meio de ressonância magnética funcional após privação luminosa comparada à exposição à luz, em indivíduos com enxaqueca no estado interictal e em controles. Métodos Dez indivíduos com enxaqueca e dez controles participaram de duas sessões de ressonância magnética funcional. Em cada sessão, realizaram uma tarefa motora com a mão direita guiada por estímulos visuais. Foram colhidas imagens antes e após 30 minutos de privação luminosa ou exposição à luz. Em indivíduos com enxaqueca, a ressonância funcional foi realizada no período interictal. Foi feita a análise de variância com fatores tempo (antes ou depois), sessão (privação ou exposição à luz) e grupo (enxaqueca ou controle). Resultados Houve efeitos significativos de “grupo” em uma área no cúneo bilateral, incluindo a borda superior do sulco calcarino e o córtex extraestriado. Não houve efeitos significativos de “tempo”, “sessão” ou interações entre estes fatores. Conclusão O principal resultado deste estudo sugere um processamento interictal anormal das informações visuais em indivíduos com enxaqueca. A privação luminosa não modulou a atividade na ressonância magnética funcional em indivíduos com ou sem enxaqueca.
Descritores: Estimulação Luminosa
Córtex Visual/fisiopatologia
Imagem por Ressonância Magnética/métodos
Transtornos de Enxaqueca/fisiopatologia
Atividade Motora/fisiologia
-Valores de Referência
Privação Sensorial/fisiologia
Fatores de Tempo
Córtex Visual/diagnóstico por imagem
Estudos de Casos e Controles
Análise de Variância
Avaliação da Deficiência
Neuroimagem Funcional
Hemodinâmica
Luz
Transtornos de Enxaqueca/sangue
Transtornos de Enxaqueca/diagnóstico por imagem
Limites: Seres Humanos
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-778560
Autor: Rimkus, Carolina de Medeiros; Steenwijk, Martijn D; Barkhof, Frederik.
Título: Causes, effects and connectivity changes in MS-related cognitive decline / Causas, efeitos e alterações de conectividade no declínio relacionado à esclerose múltipla
Fonte: Dement. neuropsychol;10(1):2-11, Jan.-Mar. 2016. graf.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo Research Foundation.
Resumo: Cognitive decline is a frequent but undervalued aspect of multiple sclerosis (MS). Currently, it remains unclear what the strongest determinants of cognitive dysfunction are, with grey matter damage most directly related to cognitive impairment. Multi-parametric studies seem to indicate that individual factors of MS-pathology are highly interdependent causes of grey matter atrophy and permanent brain damage. They are associated with intermediate functional effects (e.g. in functional MRI) representing a balance between disconnection and (mal) adaptive connectivity changes. Therefore, a more comprehensive MRI approach is warranted, aiming to link structural changes with functional brain organization. To better understand the disconnection syndromes and cognitive decline in MS, this paper reviews the associations between MRI metrics and cognitive performance, by discussing the interactions between multiple facets of MS pathology as determinants of brain damage and how they affect network efficiency.

Declínio cognitivo é uma situação frequente mas ainda pouco compreendida na esclerose múltipla (EM). Atualmente, não são totalmente conhecidos os principais determinantes da disfunção cognitiva na doença, tendo sido apontadas fortes associações entre danos à substância cinzenta e declínio cognitivo. Estudos multiparamétricos mostram que os diferentes fatores patológicos da EM participam como causas interdependentes de atrofia da substância cinzenta e dano cerebral permanente. Eles são associados a efeitos funcionais intermediários (detectados por RM funcional) representando um equilíbrio entre desconexão cerebral e alterações (mal) adaptativas. Portanto, uma abordagem de imagem mais abrangente é necessária, com o objetivo de encontrar associações entre alterações estruturais e a organização funcional cerebral. Para melhor compreender o declínio cognitivo na EM, esse artigo propões uma revisão dos principais métodos de imagem por RM e suas correlações com função cognitiva, discutindo as múltiplas faces patológicas da EM e seu impacto na eficiência das redes neurais.
Descritores: Mapeamento Encefálico
Cognição
Imagem de Tensor de Difusão
Neuroimagem Funcional
Esclerose Múltipla
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  3 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1012137
Autor: Lima, Danielly Laís Pereira; Correia, Maria Lucia Galvão Carvalho Dias; Monteiro, Milena Guimarães; Ferraz, Karla Mônica; Wiesiolek, Carine Carolina.
Título: Análise do desempenho funcional de lactentes com síndrome congênita do zika: estudo longitudinal / Análisis del desempeño funcional de los lactantes con síndrome congénito del zika: estudio longitudinal / Analysis of the functional performance of infants with congenital zika syndrome: a longitudinal study
Fonte: Fisioter. Pesqui. (Online);26(2):145-150, abr.-jun. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO O objetivo do estudo foi avaliar longitudinalmente o desempenho funcional de lactentes acometidos pela síndrome congênita do zika (SCZ). Realizou-se um estudo com lactentes provenientes do Laboratório de Estudos em Pediatria da Universidade Federal de Pernambuco e da Aliança de Mães e Famílias Raras, com idade entre 6 e 24 meses, de ambos os sexos. O Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade (PEDI) foi aplicado para análise do desempenho funcional em duas avaliações, com no mínimo seis meses de intervalo. A análise dos dados foi realizada pelo teste de Wilcoxon. Na amostra de 16 lactentes, observou-se que entre as avaliações houve mudança na classificação de normal para atraso nos domínios de autocuidado e função social, com diminuição significativa dos escores normativos (p=0,001 e p<0,001, respectivamente); na mobilidade, os lactentes inicialmente classificados com atraso também apresentaram redução dos escores normativos (p=0,001), mantendo-se na classificação. Apesar do aumento significativo nos escores brutos do autocuidado (p=0,024) e mobilidade (p=0,001), os lactentes continuaram classificados em atraso. Na assistência do cuidador, 100% dos lactentes se encontraram em atraso nos três domínios do PEDI, recebendo assistência máxima ou total. As principais modificações ambientais encontradas foram as centradas na criança. Em suma, os lactentes com SCZ deste estudo apresentaram atrasos significativos no desempenho funcional, com uma evolução lenta no intervalo de tempo avaliado.

RESUMEN El objetivo del estudio fue evaluar longitudinalmente el desempeño funcional de lactantes con síndrome congénito del zika (SCZ). Se realizó un estudio con lactantes de entre 6 y 24 meses, de ambos los sexos, identificados por el Laboratorio de Estudios en Pediatría de la Universidad Federal de Pernambuco y por la Aliança de Mães e Famílias Raras (Alianza de Madres y Familias Raras). Se aplicó el Inventario de Evaluación Pediátrica de Discapacidad (PEDI) para análisis del desempeño funcional en dos evaluaciones, con al menos seis meses de intervalo. El análisis de los datos fue realizado por la prueba de Wilcoxon. En la muestra de 16 lactantes se observó cambio en los campos de autocuidado y función social, de "normal" para "retraso", con disminución significativa de los puntajes normativos (p=0,001 y p<0,001, respectivamente). En la movilidad, los lactantes inicialmente clasificados con retraso también presentaron reducción de los puntajes normativos (p=0,001), manteniéndose en la clasificación. A pesar del aumento significativo en los puntajes netos del autocuidado (p=0,024) y movilidad (p=0,001), los lactantes continuaron clasificados en retraso. En la asistencia del cuidador, un 100% de los lactantes se encontraban en retraso en los tres dominios del PEDI, recibiendo asistencia máxima o total. Las principales modificaciones ambientales encontradas fueron las centradas en el niño. En resumen, los lactantes con SCZ presentaron retrasos significativos en el desempeño funcional, con una evolución lenta en el intervalo de tiempo evaluado.

ABSTRACT This study aimed to longitudinally evaluate the functional performance of infants affected by Congenital Zika Syndrome (CZS). A study was carried out with infants from the Laboratório de Estudos em Pediatria of the Universidade Federal de Pernambuco and the Aliança de Mães e Famílias Raras, aged between 6 and 24 months, of both genders. The Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI) was applied to analyze functional performance in two evaluations, with a minimum of six months interval between them. Data analysis was performed using the Wilcoxon test. In the sample of 16 infants, we observed a change in the classification from normal to delay in the domains of self-care and social function, with a significant decrease in normative scores (p=0.001 and p<0.001, respectively); in the mobility, individuals initially classified with delay also presented reduction of normative scores (p=0.001), remaining in the same classification. Despite the significant increase in gross self-care scores (p=0.024) and mobility (p=0.001), infants remained classified as delayed. Caregiver care was analyzed in these evaluation, in which 100% of infants were delayed in all three domains of the PEDI, receiving maximum or full care. The main environmental modifications were those focused on the child. We concluded that infants with CZS presented significant delays in functional performance, with a slow evolution in the evaluated range.
Descritores: Desenvolvimento Infantil
Infecção pelo Zika virus/congênito
-Complicações Infecciosas na Gravidez
Deficiências do Desenvolvimento/etiologia
Estudos Longitudinais
Neuroimagem Funcional
Infecção pelo Zika virus/complicações
AMERICAN DENTAL ASSOCIATIONACCESSORY NERVE
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  4 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1021035
Autor: Ziff, Edward; Konkiewitz, Elisabete Castelon.
Título: The state of consciousness in patients in the vegetative and minimally conscious states / O estado de consciência em pacientes em estado vegetativo e em estado de consciência minima
Fonte: Ciênc. cogn;22(1):23-29, jun. 2017.
Idioma: en.
Resumo: Brain-injured patients may, with the assistance of life support, continue to perform basic bodily functions, but yet be deficient in wakefulness, awareness, decision making or other overt manifestations of consciousness. Here, we review two neurological states observed in brain injured patients with different degrees of brain impairment, the vegetative state (VS)and the minimally conscious state (MCS), and we discuss how these states are diagnosed through assessing patient behavioral responses during clinical examination. We consider howfunctional neuroimaging has revealed preserved cognitive capacities in patients that were supposed to be in the VS and has introduced a new diagnosis, cognitive motor dissociation.We review the GW Theory proposal that consciousness arises from functional connectivity (FC) of widely separated brain regions. We discuss how such high FC underlies the DefaultMode Network (DMN), a group of neural circuits that are active when an individual is not involved with external tasks and engages in introspective thinking. Finally, we discuss thefinding that the level of FC of the DMN is diminished in brain injured patients and the proposal that the level of residual DMN FC in brain injured patients is an index of their consciousness

Pacientes com lesão cerebral, quando assistidos, podem continuar a desempenhar funções fisiológicas básicas, mesmo estando com a vigília, a atenção, a capacidade de decisão e outras funções de consciência prejudicadas. Revisamos aqui dois níveis de distúrbio de consciência o estado vegetativo (VS) e o nível de consciência mínima (MCS), e discutimos como são diagnosticados através das respostas comportamentais durante o exame clínico. Abordamos como a neuroimagem funcional revelou capacidades cognitivas preservadas em pacientes supostamente em estado vegetativo, introduzindo um novo diagnóstico: a dissociação cognitivo-motora. Revisamos a proposta da Global Workspace (GW) teoria de que a consciência surge a partir de um alto grau de conectividade funcional (FC) entre áreas cerebrais distantes. Discutimos como esta alta conectividade é a base do Default Mode Network (DMN), uma rede neural ativada quando o indivíduo não está envolvido com tarefas externas e se volta para atividade mental introspectiva. Finalmente, discutimos os achados de redução do nível de FC no DMN em pacientes com lesão cerebral e a proposta de que o mesmo poderia ser um índice do nível de consciência nesses pacientes.
Descritores: Inconsciência
Lesões Encefálicas Traumáticas
-Neuroimagem Funcional
Exame Neurológico
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR2474.1 - Biblioteca


  5 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-434910
Autor: Branco, Daniel; Costa, Jaderson Costa da.
Título: Ressonância magnética funcional de memória: onde estamos e onde podemos chegar / Functional MRI of memory: where we are and where we can reach
Fonte: J. epilepsy clin. neurophysiol;12(1):25-30, Mar. 2006.
Idioma: en; pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: Ressonância functional (fMRI) é uma técnica capaz de substituir o teste de Wada como teste padrão de lateralização de memória. Atualmente, a fMRI já pode ser utilizada para estimar a lateralização de memória nos lobos temporais mediais, mas algumas variáveis devem ser tratadas de forma a garantir uma melhor qualidade dos resultados, como a intensidade do campo magnético e o paradigma utilizado.

Functional MRI (fMRI) is a promising technique for replacing the Wada test as the standard examination of memory lateralization. Currently fMRI can already be used to estimate lateralization of memory in the medial temporal lobes, but some variables should be treated to guarantee good-quality results, such as magnetic-field strength and design types.
Descritores: Imagem por Ressonância Magnética/tendências
Epilepsia/cirurgia
Neuroimagem Funcional/instrumentação
Memória
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-523217
Autor: Becker Junior, Valesio; Wichert-Ana, Lauro; Silva, Rhelen Piantino Leitão Ferreira da; Abud, Daniel Giansante; Escorsi-Rosset, Sara; Romcy-Pereira, Rodrigo; Leite, João Pereira.
Título: Neurovascular coupling and functional neuroimaging in epilepsy / Acoplamento neurovascular e neuroimagem funcional em epilepsia
Fonte: J. epilepsy clin. neurophysiol;15(1):30-36, mar. 2009. ilus.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCTION: The neural regulation of the microcirculation is done by the functional neurovascular unit that is composed of vascular, astroglial and neuronal cells. The neurovascular unit represents the interface between the Central Nervous System and the Vascular System. OBJECTIVE: This paper reviews the literature on functional neuroimaging with a particular focus on the mechanisms of the neurovascular coupling. CONCLUSIONS: Functional neuroimaging techniques as functional MRI, SPECT and PET distinguish metabolic and physiological processes underlying normal and abnormal events, based on neurovascular coupling. Although these techniques still have limitations in temporal and spatial resolution, they have considerably reduced the need for intracranial electrodes or invasive functional tests in the presurgical evaluation for intractable epilepsy. Recently, new techniques as optical approaches (measurement of intrinsic optical signals and near infrared spectroscopy) have increased both temporal and spatial resolutions. The use of such techniques in animal models has yielded experimental evidence for a neurovascular coupling in normal and epileptic conditions.

INTRODUÇÃO: A regulação da microcirculação cerebral é realizada pela unidade neurovascular, que é composta por vasos sangüíneos, células astrogliais e neuronais. A unidade neurovascular representa a interface funcional entre o Sistema Nervoso Central e o sistema vascular. OBJETIVO: Este trabalho revisa a literatura sobre técnicas de neuroimagem funcional com especial enfoque nos mecanismos do acoplamento neurovascular. CONCLUSÃO: Técnicas de neuroimagem como a Ressonância Magnética funcional, SPECT e PET baseiam-se no acoplamento neurovascular para explorarem os processos metabólicos e fisiológicos subjacentes a eventos cerebrais normais e anormais. Embora estas técnicas apresentem limitações de resolução temporal e espacial, sua aplicabilidade em epilepsia tem reduzido consideravelmente a necessidade de eletrodos intracranianos e de outros métodos funcionais invasivos na avaliação pré-cirúrgica de pacientes com epilepsia intratável. Recentemente, novos procedimentos ópticos (mensuração do sinal intrínseco óptico e espectroscopia por raio infravermelho) que possuem excelente resolução espacial e temporal têm fornecido evidências experimentais do acoplamento neurovascular no cérebro normal e epiléptico.
Descritores: Imagem por Ressonância Magnética
Tomografia Computadorizada de Emissão de Fóton Único
Epilepsia
Neuroimagem Funcional
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-871493
Autor: Lins, Eliane Maria Dias Von Sohsten.
Título: Ressonância funcional na tontura postural-perceptual persistente / Functional resonance in persistent postural-perceptual dizzness.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. [103] p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Objetivo: avaliar as diferenças estruturais e funcionais entre o cérebro de pacientes com tontura postural-perceptual persistente (TPPP) e controles. Método: o estudo foi aprovado pela comissão de ética local. As voluntárias deram consentimento formal. 16 mulheres com TPPP (44.7±8.3 anos) e 16 controles (46.5±8.5 anos) foram pareadas por sexo e idade. Imagens de ressonância magnética funcional (RMf) e estrutural foram adquiridas utilizando sistema 3.0 T durante a visibilização de figuras padronizadas do International Affective Pictures System (IAPS) com valência negativa, positiva e neutra. Realizou-se análise estrutural segmentar e volumétrica com o programa Freesurfer e funcional com o FSL (FMRIB Software Library) usando correção fatia-tempo e de movimento, suavização espacial (5mm FWHM), e normalização no espaço standard MNI (Montreal Neurological Institute). O modelo linear geral (GLM) incluiu regressores por grupo e condições. Adotou-se um limiar de Z = 3.09 (p < 0.001) para cada vóxel, e um nível de significância para correção de clusters de p < 0.05. O Z=2.3 foi utilizado na comparação entre grupos. Resultados: o grupo com TPPP apresentou ativação na região do córtex cingulado anterior na diferença entre contrastes positivos e negativos por queda de sinal na visibilização de estímulos negativos; enquanto o grupo controle teve efeito BOLD (Blood Oxygen Level Dependent) positivo na região amigdaliana bilateralmente na diferença entre contrastes negativos e positivos. Houve ativação em giro angular esquerdo na diferença entre contrastes negativos e positivos e entre grupos (pacientes > controles). Conclusão: ativação em região amigdaliana em resposta a estímulos negativos em relação aos positivos é frequentemente encontrada em pacientes com ansiedade e síndrome do estresse pós-traumático, mas não foi vista no nosso grupo com TPPP, só no controle. Por outro lado, o grupo com TPPP mostrou desativação da região do córtex cingulado anterior, um modelo...

Objectives: evaluate structural and functional differences in brain among patients with postural perceptual persistent dizziness (PPPD) and controls. Method: The study was approved by local IRB, and volunteers gave their informed consent. Sixteen women with PPPD (44.7 ± 8.3 years-old) were compared to 16 controls (46.5 ± 8.5 years-old) matched by age and gender. Structural and functional brain images were acquired in a 3.0T MRI system while subjects were presented with pictures from a standard reference (International Affective Pictures System - IAPS) with positive, neutral and negative emotional valence stimuli. Structural images were analysed in Freesurfer program and fMRI images in FSL (FMRIB Software Library) using slice-time and motion correction, spatial smoothing (5mm FWHM), and normalized images into MNI standard space. The GLM model included regressors for groups and conditions. A threshold Z-score = 3.09 (p < 0.001) was used for each voxel, and was adopted the correction by clusters at a p < 0.05 significance level. A Z-score = 2.3 was used for comparison between groups. Results: the PPPD group showed increased brain response at anterior cingulate cortex when comparing [positive > negative] stimuli as a result of deactivation during negative stimuli, whereas the control group had positive BOLD when comparing [negative > positive] stimuli at amigdala region in both sides. PPPD group had increased brain response when comparing [negative>positive] stimuli and [patients > controls] in the left angular gyrus. Conclusion: The amygdala region activation in control group in response to negative than positive stimuli is a pattern often found in patients with anxiety and traumatic stress but not was seen in our patient group. In contrast, they showed deactivation of the anterior cingulate cortex in response to negative stimuli, a pattern found in some, but not all anxiety disorders, and not identified in the control group. Otherwise, the...
Descritores: Ansiedade
Tontura
Neuroimagem Funcional
Imagem por Ressonância Magnética
Transtornos Somatoformes
Vertigem
Limites: Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1


  8 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-830482
Autor: González Gómez, Julio César; Hernández Echevarría, Odelaisys; Hernández Silva, Yaimara.
Título: Manifestaciones neuroftalmológicas en enfermedades neuroendocrinas / Neurophthalmological findings in neuroendocrine diseases
Fonte: Rev. cuba. oftalmol;29(3):474-481, jul.-set. 2016.
Idioma: es.
Resumo: La neuroftalmología es considerada una especialidad frontera por su vínculo con otras múltiples especialidades médicas, clínicas y quirúrgicas. Los tumores de hipófisis son de tal importancia desde el punto de vista neuroftalmológico que son tratados separadamente en casi todos los textos de la especialidad. El objetivo de la presente revisión es aproximarnos, sobre la base de los conocimientos actuales, a los hallazgos neuroftalmológicos de algunas enfermedades neuroendocrinas, haciendo hincapié en dos temas fundamentales: los adenomas hipofisarios y el síndrome de neoplasias endocrinas múltiples, y demostrar además el importante papel del neuroftalmólogo en estas dos entidades. Quedan aquí evidenciadas las variadas manifestaciones neuroftalmológicas de estas entidades neuroendocrinas, el importante cometido del oftalmólogo en el diagnóstico y el ulterior seguimiento de los pacientes con adenomas hipofisarios, así como lo decisiva que puede resultar su actuación en la identificación de los hallazgos asociados al síndrome de neoplasias endocrinas múltiples tipo 2 B(AU)

Neurophthalmology is considerate frontier speciality because of their relationships with many other medical and surgical specialities. Pituitary tumors are so important from neuro-ophthalmological point of view that they appear as special chapter in text books. Our objective in the present review is to refer the neurophthalmological finfings in two main entities: pituitary adenomas and multiple endocrine neoplasia syndromes and to establish the important role of neuro-ophthalmologist in those neuroendocrine conditions. It was proved the diversity of neurophthalmological findings in neuroendocrine entities, the important role of ophthalmologist in diagnosis and pursuance of patients with pituitary adenomas and its peremptory role in screening finding associated to 2 B type multiple endocrine neoplasia syndrome(AU)
Descritores: Bases de Dados Bibliográficas/estatística & dados numéricos
Neuroimagem Funcional/métodos
Neoplasia Endócrina Múltipla Tipo 2b/patologia
Oftalmoplegia/epidemiologia
Neoplasias Hipofisárias/patologia
Limites: Seres Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  9 / 14 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-827280
Autor: Damiani, Daniel; Gonçalves, Vanessa Pires; Kuhl, Letícia; Aloi, Poliana Helena; Nascimento, Anna Maria.
Título: Aspectos neurofuncionais do cerebelo: o fim de um dogma / Neurofunctional Aspects of Cerebellum: The End of a Dogma
Fonte: Arq. bras. neurocir;35(1):39-44, Mar. 2016. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Há séculos o cerebelo é considerado uma estrutura do sistema nervoso central responsável exclusivamente pela coordenação do movimento, fazendo diversas conexões com as áreas motoras e associativas do córtex cerebral. No entanto, nos últimos anos, avanços em neuroimagem funcional têm atribuído ao cerebelo funções cognitivo- afetivas, identificando-as anatômica e funcionalmente. Nesta revisão, os autores trazem as mais recentes informações sobre as funções cerebelares, considerando a síndrome cognitivo-afetiva correlacionada ao cerebelo e pondo fim a mais um dogma das neurociências.

For centuries the cerebellum is considered a structure of the central nervous system solely responsible for coordination of the movement, making several connections with themotor areas and associations areas of the cerebral cortex. However, in recent years, advances in functional neuroimaging has assigned the cerebellum cognitive-affective functions, identifying the anatomy and functionally pathways. In this review, the authors come with the latest information about the cerebellar functions, whereas the syndrome cerebellar cognitive-affective, it correlated, putting an end to more a dogma in neuroscience.
Descritores: Cerebelo/fisiologia
Cerebelo/fisiopatologia
Transtornos Cognitivos
Neuroimagem Funcional
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR840 - Sociedade Brasileira de Neurocirurgia


  10 / 14 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Marini, Roberto
Costallat, Lilian Tereza Lavras
APPENZELLER, SIMONE
Texto completo
Id: lil-748277
Autor: Peliçari, Karina de Oliveira; Postal, Mariana; Sinicato, Nailú Angelica; Peres, Fernando Augusto; Fernandes, Paula Teixeira; Marini, Roberto; Costallat, Lilian Tereza Lavras; Appenzeller, Simone.
Título: Serum interleukin-17 levels are associated with nephritis in childhood-onset systemic lupus erythematosus
Fonte: Clinics;70(5):313-317, 05/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . CNPq.
Resumo: OBJECTIVES: To determine the serum interleukin-17 (IL-17) levels in childhood-onset systemic lupus erythematosus patients and to evaluate the association between IL-17 and clinical manifestations, disease activity, laboratory findings and treatment. METHODS: We included 67 consecutive childhood-onset systemic lupus erythematosus patients [61 women; median age 18 years (range 11-31)], 55 first-degree relatives [50 women; median age 40 years (range 29-52)] and 47 age- and sex-matched healthy controls [42 women; median age 19 years (range 6-30)]. The childhood-onset systemic lupus erythematosus patients were assessed for clinical and laboratory systemic lupus erythematosus manifestations, disease activity [Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index (SLEDAI)], cumulative damage [Systemic Lupus International Collaborating Clinics/American College of Rheumatology (ACR) Damage Index] and current drug use. Serum IL-17 levels were measured by an enzyme-linked immunosorbent assay using commercial kits. RESULTS: The median serum IL-17 level was 36.3 (range 17.36-105.92) pg/mL in childhood-onset systemic lupus erythematosus patients and 29.47 (15.16-62.17) pg/mL in healthy controls (p=0.009). We observed an association between serum IL-17 levels and active nephritis (p=0.01) and migraines (p=0.03). Serum IL-17 levels were not associated with disease activity (p=0.32), cumulative damage (p=0.34), or medication use (p=0.63). CONCLUSION: IL-17 is increased in childhood-onset systemic lupus erythematosus and may play a role in the pathogenesis of neuropsychiatric and renal manifestations. Longitudinal studies are necessary to determine the role of IL-17 in childhood-onset systemic lupus erythematosus. .
Descritores: Afeto/fisiologia
Encéfalo/fisiologia
Estrogênios/fisiologia
Memória de Curto Prazo/fisiologia
Menopausa/fisiologia
Menopausa/psicologia
Serotonina/fisiologia
-Administração Cutânea
Administração Oral
Aminoácidos/administração & dosagem
Aminoácidos/farmacologia
Encéfalo/efeitos dos fármacos
Encéfalo/metabolismo
Estudos Cross-Over
Método Duplo-Cego
Estradiol/administração & dosagem
Estradiol/sangue
Estradiol/farmacologia
Neuroimagem Funcional/métodos
Neuroimagem Funcional/psicologia
Imagem por Ressonância Magnética/métodos
Imagem por Ressonância Magnética/psicologia
Desempenho Psicomotor/fisiologia
Serotonina/metabolismo
Triptofano/administração & dosagem
Triptofano/sangue
Triptofano/farmacologia
Limites: Feminino
Seres Humanos
Meia-Idade
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado
Research Support, N.I.H., Extramural
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde