Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.350.700.060 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1132 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 114 ir para página                         

  1 / 1132 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-340730
Autor: Meneghelo, Romeu Sergio; Santos, Raul D; Almeida, Breno Oliveira; Moron, Renato Alonso.
Título: Coronariotomografia ultra-rápida no diagnóstico subclínico da aterosclerose coronária / Electron-Beam computed tomography in the diagnosis of subclinical coronary atherosclerosis
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(1):47-62, jan.-fev. 2002. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Os avanços tecnológicos das últimas décadas permitiram incluir a tomografia computadorizadacomo exame emergente na avaliaçäo cardiológica. O padräo-ouro nesse campo é a tomografia poremissäo de elétrons, capaz de obter imagens na mais rápida velocidade atualmente possível, de 50 a100 milissegundos. Esse tempo é suficientemente curto para se obter imagens cardíacas de altaresoluçäo e com o mínimo de artefatos. É possível, por meio da tomografia por emissäo de elétrons,identificar cálcio coronário, presente na doença arterial coronária quando as lesões säo apenas inici-ais. Além de diagnosticar a doença subclínica, pode-se quantificá-la por meio de escore, que conside-ra a área calcificada e a densidade do cálcio ao raio X. Em nosso meio, esse estudo foi denominadocoronariotomografia ultra-rápida. A ausência de cálcio identifica pessoas com muito baixa probabilida-de de lesões obstrutivas e de ocorrência de eventos coronários. Escores elevados identificam indivídu-os com alto risco para eventos e/ou lesões obstrutivas. O método é vantajoso por avaliar o risco pelaanálise direta das artérias coronárias, permitindo a prescriçäo de profilaxia farmacológica baseada namelhor relaçäo custo-efetividade. A indicaçäo ideal é para indivíduos com risco intermediário, determi-nado pelos fatores de risco clássicos ou escores atualmente recomendados, como o de Framingham.A tomografia por emissäo de elétrons possibilita, ainda, com a injeçäo de contraste em veia periférica,realizar uma angiografia, sem a introduçäo de cateteres, para avaliar a patência de pontes de safena eenxertos dos pacientes revascularizados e os dois terços iniciais das principais artérias coronárias,em pacientes assintomáticos, com escores de cálcio situados em valores intermediários
Descritores: Doença das Coronárias
Tomografia Computadorizada de Emissão
-Fatores de Tempo
Angiografia
Fatores de Risco
Limites: Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  2 / 1132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-340733
Autor: Parga Filho, José Rodrigues; Cattani, Cesar Augusto Mastrofrancisco.
Título: Ressonância magnética na avaliaçäo das artérias coronárias, perspectivas e estado da arte: angiografia coronária e avaliaçäo da parede arterial por ressonância magnética / Magnetic resonance imaging in the evaluation of coronary arteries, state of the art and future role: coronary angiography and vesel wall evaluation by magnetic resonance imagin
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(1):87-95, jan.-fev. 2002. ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: A doença arterial coronária é a principal causa de morte nos países ocidentais. Apesar das conhe-cidas limitações e de novos conceitos funcionais, a cineangiocoronariografia contrastada é ainda ométodo padräo-ouro na avaliaçäo da árvore coronária. Estudos de angiografia coronária por resso-nância magnética tiveram e ainda têm de contornar problemas técnicos de aquisiçäo e pós-processa-mento das imagens para aumentar sua confiabilidade diagnóstica.As primeiras tentativas apresentaram resultados limitados; entretanto, a introduçäo de técnicascom seqüências rápidas em apnéia (primeira geraçäo), do "navegador" (segunda geraçäo) e de abor-dagens mais recentes (espiral, "dark blood" e antenas paralelas) contribuiu para ampliar a acuráciadiagnóstica. Finalmente, a utilizaçäo de agente paramagnético (gadolínio) como contraste permitiumelhorar a qualidade das imagens.Suas principais aplicações clínicas säo: avaliações de anomalias congênitas, enxertos, e detecçäode obstruções nos segmentos proximal e médio das coronárias.Estudos da literatura relataram variados graus de sensibilidade e especificidade na avaliaçäo dasartérias coronárias. O luminograma, principal forma de quantificaçäo da lesäo coronária na atualidade,pode näo ser fidedigno na avaliaçäo da gravidade da doença aterosclerótica. Recentemente, a análiseda parede arterial por ressonância magnética mostrou diferenças significativas entre artérias de indi-víduos normais e pacientes com aterosclerose coronária, ampliando o espectro de informações sobrea doença. Em conclusäo, a evoluçäo da ressonância magnética tem permitido, de forma näo-invasiva,resultados cada vez mais animadores na avaliaçäo da árvore e da parede coronária, com grandeimpacto na detecçäo precoce, evolutiva, bem como no acompanhamento terapêutico da doença arte-rial coronária
Descritores: Doença das Coronárias
-Angiografia
Limites: Humanos
Animais
Coelhos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  3 / 1132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Abizaid, Alexandre Antonio Cunha
Abizaid, Andrea Claudia Leao de Sousa
Texto completo
Id: lil-344684
Autor: Abizaid, Alexandre Antonio Cunha; Abizaid, Andrea Claudia Leão de Sousa; Pinto, Ibraim Masciarelli.
Título: Uso do ultra-som intracoronário como método de avaliação objetiva dos resultados das intervenções percutâneas / The role of intravascular ultrasound in the objective evaluation of the results of percutaneous catheter interventions
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(2):171-179, Mar-Abr. 2002. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O ultra-som intracoronário é uma técnica tomográfica invasiva, que permite o estudo "in vivo" da parede vascular normal, dos componentes da placa aterosclerótica e das características quantitativas e qualitativas que envolvem o ateroma. No campo da pesquisa, o ultra-som intracoronário trouxe contribuições incontestes para o melhor conhecimento da doença aterosclerótica e do fenômeno da reestenose. Esta revisão propõe-se a discutir as indicações do ultra-som intracoronário no diagnóstico e durante o tratamento percutâneo da doença coronária. No campo diagnóstico, o ultra-som tem se mostrado bastante útil na avaliação dos diferentes tipos morfológicos de placa aterosclerótica. Sua maior contribuição, no campo terapêutico, tem sido no auxílio ao implante dos stents coronários. A utilização do ultra-som nesse mister permite a perfeita aposição das hastes do stent contra a parede do vaso, assim como sua perfeita expansão, o que potencialmente pode promover a diminuição dos índices de trombose subaguda da endoprótese e de reestenose coronária...
Descritores: Arteriosclerose
Ultrassom
Angiografia
Ultrassonografia
Doença das Coronárias
-Braquiterapia
Stents
Aterectomia
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  4 / 1132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-485777
Autor: Feres, Fausto; Abizaid, Alexandre; Sousa, Amanda G. M. R; Sousa, J. Eduardo.
Título: Redução da proliferação neo-intimal após o implante de stents revestidos com rapamicina / Intimal hyperplasia inhibition after rapamycin eluting stent implatation
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;12(2):259-273, Mar-Abr. 2002. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A reestenose após o implante de stents decorre da hiperplasia neo-intimal. A presente investigação testa a hipótese da redução da hiperplasia intimal após o implante de stents revestidos com uma substância antiproliferativa.O fármaco utilizado para o revestimento do stent Bx Velocity foi a rapamicina, um antibiótico macrolídeo, com propriedades antiproliferativas, por impedir a progressão do ciclo celular. Para testar essa hipótese, comparou-se o volume tecidual crescido intra-stent entre três grupos de 15 pacientes tratados, respectivamente, com stent revestido com rapamicina com liberação rápida (primeiro grupo), stent revestido mas com liberação lenta (segundo grupo) e stent não revestidocom o fármaco (terceiro grupo). As análises do volume de hiperplasia intimal e da perda tardia da luz foram realizadas 12 meses após o procedimento, por meio do ultra-som intracoronário e da angiografia, respectivamente. Os procedimentos foram bem-sucedidos em todos os pacientes, e não ocorreram complicações em qualquer dos grupos. A perda tardia da luz arterial aos 12 meses foi significativamente maior (p menor 0,0001) no grupo dos stents não-revestidos, de 0,91 mm vs. 0,11 mm nos stents revestidos. A reestenose angiográfica foi de 21,4 por cento nos pacientes com stents não-revestidos e não ocorreu nos pacientes com stents revestidos. O volume de hiperplasia intimal foi de 3,2 mm3 nos stents com liberação rápida, de 2,5 mm3 nos stents com liberação lenta e de 42 mm3 nos stents não-revestidos (p menor 0,0001). Concluímos, portanto, que os stents revestidos com rapamicina reduzem substancialmente a proliferação neo-intimal e, conseqüentemente, a reestenose coronária...
Descritores: Stents
Sirolimo
Hiperplasia
Reestenose Coronária
-Trombose
Angiografia
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  5 / 1132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-909288
Autor: Wolosker, Nelson; Faustino, Carolina Brito.
Título: Abordagem do paciente com diabetes mellitus e doença ateromatosa em outros territórios: membros inferiores / Approach to the patient with diabetes mellitus and atheromatous disease in other territories: lower limbs
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;28(2):187-192, 2018.
Idioma: en; pt.
Resumo: O diabetes mellitus (DM) tem incidência de 2 a 5% nas populações ocidentais, além disso, 40 a 45% de todos os amputados são diabéticos. O DM consiste em fator de risco para aterosclerose e apresenta alta prevalência de doença arterial oclusiva. A macroangiopatia é acometida de forma mais difusa, mais grave e em idade mais precoce, conforme os mecanismos: alteração dos lipídeos e lipoproteínas, alteração da função plaquetária e alteração da função endotelial. O quadro clínico é variável e depende do nível de acometimento vascular e nervoso, podendo variar de claudicação intermitente à isquemia crítica (dor de repouso e lesão trófica). A anamnese e o exame físico são suficientes para determinarem a lesão arterial, o grau de neuropatia periférica e se há ou não infecção. Os exames complementares são importantes para o planejamento da conduta terapêutica: detector ultrassônico de fluxo para mensuração de índice pressórico tornozelo- braço (ITB), ecografia doppler, angiorressonância nuclear magnética, angiotomografia e arteriografia. O tratamento é baseado no quadro clínico e pode variar entre tratamento clínico, tratamento das feridas e tratamento cirúrgico para revascularização do membro

Diabetes mellitus (DM) has an incidence of 2 to 5% in Western populations, and 40 to 45% of all amputees are diabetic. DM is a risk factor for atherosclerosis and presents with a high prevalence of occlusive arterial disease. Macroangiopathy is more diffuse, more severe, and presents at an earlier age, depending on the mechanisms: changes in lipids and lipoproteins, changes in platelet function and changes in endothelial function. The clinical symptoms are variable and depend on the level of vascular and nerve involvement, and may range from intermittent claudication to critical ischemia (resting pain and trophic lesion). Anamnesis and physical examination are sufficient to determine the arterial lesion, the degree of peripheral neuropathy and whether or not there is infection. Complementary exams are important for planning the therapeutic management: ultrasound flow detector for measuring the ankle brachial index (ABI), Doppler ultrasound, magnetic resonance angiography, angiotomography and arteriography. Treatment is based on the clinical symptoms, and may range from clinical treatment, wound treatment, and surgical treatment to limb revascularization.
Descritores: Diabetes Mellitus/etiologia
Diabetes Mellitus/fisiopatologia
Diabetes Mellitus/prevenção & controle
Doença Arterial Periférica/patologia
-Angiografia
Ultrassonografia Doppler
Extremidade Inferior/patologia
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  6 / 1132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1289278
Autor: Liévano, Manuel J; Sánchez C, Jorge; Acosta S, Gabriel; Cifuentes T, Jennifer; Olaya R, Héctor; Ramírez A, Sara.
Título: Mixoma auricular izquierdo como causa de accidente cerebral isquémico transitorio e infarto agudo de miocardio con elevación del ST / Left atrial myxoma as a cause of a transient ischaemic stroke and acute myocardial infarction with ST elevation
Fonte: Rev. colomb. cardiol;27(6):602-606, nov.-dic. 2020. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Los mixomas son los tumores cardíacos primarios más comunes. La mayoría tiene curso benigno y pueden tratarse de hallazgos incidentales o ser casi asintomáticos. Los síntomas dependen de su ubicación, en cuyo caso la más frecuente es la aurícula izquierda, de ahí que el riesgo embólico sea elevado. El principal lugar de embolia es el sistema nervioso central; sin embargo, en ocasiones puede afectar los sistemas respiratorio, periférico o coronario(1). Se expone el caso de una paciente con mixoma auricular izquierdo, el cual se manifiesta con accidente cerebral isquémico transitorio, seguido de infarto agudo de miocardio con elevación del segmento ST en la pared ínfero-posterior.

Abstract The myxomas are the most common primary cardiac tumours. The majority of them are benign and can be an incidental finding or be almost asymptomatic. The symptoms depend on their location, with the most common being the left atrium, which carries an increased risk of clots. The main effects of the clots are on the central nervous system, but occasionally they can involve the respiratory, peripheral, or coronary system. The case is presented of a patient with left atrial myxoma, as well as a transient ischaemic stroke and acute myocardial infarction with ST elevation in the inferior-posterior wall.
Descritores: Mixoma
-Angiografia
Terapia Trombolítica
Infarto Cerebral
Angioplastia
Infarto do Miocárdio
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO369.9 - SCC - Sociedad Colombiana de Cardiologia y Cirugía Cardiovascular


  7 / 1132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1289281
Autor: CáceresMéndez, Edward Andrés; García-Peña, Ángel Alberto.
Título: Uso de modelos de predicción de eventos cardiovasculares para pronóstico de lesión vascular coronaria significativa / Use of cardiovascular events prediction models for the prognosis of a severe coronary artery lesion
Fonte: Rev. colomb. cardiol;27(6):616-620, nov.-dic. 2020. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Objetivos: Determinar el mejor punto de corte y el grado de conformidad de las escalas de riesgo, Framingham, PROCAM y Reynolds, para el diagnóstico de lesión vascular coronaria arterioesclerótica severa a través de la comparación de las áreas bajo la curva de acuerdo con las curvas operativas del receptor (COR). Métodos: Estudio de corte transversal en adultos que fueron sometidos a arteriografía coronaria. Se aplicaron las escalas Framingham, PROCAM y Reynolds, las dos primeras ajustadas según estudio de calibración colombiano. Luego se realizó la recolección de los datos de manera concurrente en instituciones de referencia en cardiología y hemodinámica en Bogotá. Resultados: De 200 pacientes estudiados, 66% eran mujeres, 37,5% mayores de 70 años, 53,2% con hipertensión, 52,7% en sobrepeso u obesidad, 61,5% presentaron valores altos de Proteína C Reactiva ultrasensible (PCRus) y 50% tenían al menos una lesión coronaria mayor de 70%. Se encontraron los mejores puntos de corte, de acuerdo con cada curva de características operativas del receptor (COR): Framingham ajustado 5,8% (sensibilidad 80%, especificidad 41%). PROCAM ajustado 1,7% (sensibilidad 78%, especificidad 45%) y Reynolds 3,8% (sensibilidad 68%, especificidad 45%). Adicionalmente, se encontró que las tres escalas presentaron áreas bajo la curva (ABC) de 0,59, 0,59 y 0,57, respectivamente.

Abstract Objectives: To determine the best cut-off point and the level of agreement of the Framingham, PROCAM, and Reynolds risk scales, for the diagnosis of a severe atherosclerotic coronary artery lesion by comparing the areas under the receiver operator characteristics (ROC) curves. Methods: A cross-sectional study was carried out on adults that were subjected to coronary angiography. The Framingham, PROCAM, and Reynolds were applied, with the first two adjusted to a Colombian calibration study. Data were collected concurrently in the institutions of reference in Cardiology and haemodynamics in Bogota. Results: Of the 200 patients study, 66% were female, and 37.5% greater than 70 years-old. Hypertension was recorded in 53.2%, and overweight and obesity in 52.7%. Elevated levels of high sensitivity C-Reactive Protein (hsCRP) were observed in 61.5% of cases and 50% had at least one major coronary lesion greater than 70%. The best cut-off points according to each of the ROC curves: Adjusted Framingham, 5.8% (sensitivity, 80%, specificity, 41%), Adjusted PROCAM, 1.7% (sensitivity, 78%, specificity, 45%) and Reynolds, 3.8% (sensitivity, 68%, specificity, 45%). Additionally, the three areas under the curve (AUC) were 0.59, 0.59, and 0.57, respectively.
Descritores: Estudos Longitudinais
-Pesos e Medidas
Angiografia
Doença das Coronárias
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Responsável: CO369.9 - SCC - Sociedad Colombiana de Cardiologia y Cirugía Cardiovascular


  8 / 1132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1023081
Autor: Singi, Marco Antônio Muniz; Costantini, Costantino Roberto Frack; Santos, Marcelo Freitas; Costantini, Costantino Ortiz; Zanutini, Daniel; Tarbine, Sergio; Macedo, Rafael Michel de; Denk, Marcos.
Título: Correlação entre as lesões coronarianas diagnosticadas pela angiotomografia e as diagnosticadas pelo método visual da cineangiocoronariografia / Correlation between coronary injuries diagnosed by multislice CT coronary angiography and diagnosed by visible coronary cineangiography method
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;29(3 Supl):291-296, jul.-set. 2019. tab, graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: Avaliar a eficácia diagnóstica da angiotomografia coronariana (AC) comparada com a cineangiocoronariografia (CAT). Material e Métodos: Foram avaliados retrospectivamente 146 pacientes submetidos a AC e CAT com angiografia coronariana quantitativa (ACQ), com intervalo médio de um mês entre os exames. O estudo foi realizado no Hospital Cardiológico Costantini. Foram avaliados os fatores de risco da amostra, a localização das lesões e o grau de severidade da obstrução coronariana nos grandes vasos (TCE, DA, CX e CD). Os resultados dos métodos diagnósticos foram comparados pelo coeficiente de correlação de Pearson. A partir dos achados positivos foi realizada a avaliação de correlação entre os métodos perante a severidade das lesões. Resultados: A amostra foi composta predominantemente por homens (73,97%), sendo a hipertensão arterial (HAS) (71,91%) o fator de risco mais frequente. A artéria mais acometida foi a DA. Quanto ao grau de severidade das lesões, os resultados foram os seguintes na comparação entre AC e CAT: lesões discretas com correlação r = 0,23; moderadas com r = 0,53 e severas com r = 0,70. Na comparação entre AC e ACQ: lesões discretas com correlação r = 0,45; moderadas com r = 0,70 e severas com r = 0,67. Conclusão: A AC apresentou moderada com ACQ e CAT em lesões moderadas e severas, e forte correlação na ausência de lesões quando comparada com ACQ

To evaluate the diagnostic efficacy of multislice CT coronary angiotomography compared with coronary cineangiography. Material and Methods: We retrospectively evaluated 146 patients submitted to MSCT and CA with quantitative coronary angiography (QCA), with a mean interval of one month between the exams. The study was carried out at the Costantini Cardiology Hospital. The risk factors for the sample, the location of the lesions and the degree of severity of the coronary obstruction in the large vessels (LCT, AD, CX and RC).The results of the diagnostic methods were compared using Pearson correlation coefficient. From the positive findings, a correlation evaluation was performed between the methods for the severity of the lesions. Results: The sample consisted predominantly of men (73.97%), and hypertension (SAH) (71.91%) was the most frequent risk factor. The most affected artery was AD. Regarding the degree of severity of the lesions, the results were as follows in the comparison between MSCT and CA: mild lesions with correlation r = 0.23, moderate with r = 0.53 and severe with r = 0.70. In the comparison between MSCT and QCA: mild lesions with correlation r = 0.45, moderate with r = 0.70 and severe with r = 0.67. Conclusion: MSCT showed moderate correlation with QCA and CA in moderate and severe lesions, and a strong correlation in the absence of lesions when compared with QCA
Descritores: Doença da Artéria Coronariana/diagnóstico por imagem
Angiografia/métodos
Angiografia Digital/métodos
Angiografia Coronária/métodos
-Diagnóstico por Imagem/métodos
Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Angiografia por Ressonância Magnética/métodos
Angiografia por Tomografia Computadorizada/métodos
Hipertensão
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  9 / 1132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-909690
Autor: Freitas, Rafaela Andrade Penalva; Tanajura, Luiz Fernando Leite; Coelho, Nancy Toledo; Centemero, Marinella Patrizia; Chaves, Aurea Jacob; Abizaid, Andrea Claudia Leão Sousa; Silva, Ana Cristina de Seixas; Costa Junior, José de Ribamar; Sousa, Amanda Guerra de Moraes Rego; Sousa, José Eduardo Moraes Rego.
Título: Perfil contemporâneo da intervenção coronária percutânea em octogenários / Contemporary profile of percutaneous coronary intervention in octogenarians
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;28(2 Supl):215-218, 2018.
Idioma: en; pt.
Resumo: Introdução: Com o aumento da longevidade observado nas últimas décadas, as intervenções coronárias percutâneas (ICP) em octogenários são cada vez mais indicadas. Objetivo: Traçar o perfil clínico-epidemiológico-angiográfico e os principais detalhes associados à ICP dos pacientes octogenários. Métodos: Cento e cinquenta pacientes octogenários foram submetidos à ICP entre janeiro de 2015 a dezembro de 2016, no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, correspondendo a 3,7% dos 3987 casos tratados e a 18% dos com idade >70 anos, e incluídos de forma sequencial e prospectiva. Não houve critérios de exclusão. Os resultados clínicos expostos foram restritos à fase hospitalar. Resultados: A maioria (63%) era do sexo masculino, com idade média de 86±3,9 anos (máximo de 102 anos). Do total de pacientes, 91,3% eram hipertensos, 37,4% diabéticos, a ICP prévia foi realizada em para 17,4%, enquanto 34,1% apresentaram infarto prévio. A cinecoronariografia identificou que 70,4% eram multiarteriais, dos quais 4% exibiam lesões não pro - tegidas do tronco da coronária esquerda. A maioria (55%) apresentava disfunção ventricular significativa. Stents farmacológicos (SF) foram utilizados em 97,2% dos casos. O sucesso angiográfico foi obtido em 97,5% e o sucesso clínico em 93,2%. A mortalidade e o infarto ocorreram abaixo de 4,3% dos casos. Conclusão: Nessa população, observaram-se que os pacientes octogenários constituíram a minoria dos idosos tratados; a doença multiarterial grave foi o achado predominante; os stents farmacológicos foram implantados quase em todos os casos e os sucessos angiográfico e clínico apresentaram-se elevado

With the increase in longevity observed in recent decades, percutaneous coronary interventions (PCI) in octogenarians are increasingly indicated. Objective: To outline the clinical, epidemiological and angiographic profile and main details associated with PCI in octogenarian patients. Methods: One hundred and fifty octogenarian patients underwent PCI between January 2015 and December 2016 at the Dante Pazzanese In - stitute of Cardiology, corresponding to 3.7% of the 3987 cases treated and 18% of those aged> 70 years, and included sequentially and prospectively. There were no exclusion criteria. The clinical results were restricted to the hospital phase. Results: The majority (63%) were males, with a mean age of 86±3.9 years (maximum 102 years). Of the total patients, 91.3% were hypertensive, 37.4% were diabetic, 17.4% had previously undergone PCI, while 34.1% had previous infarction. The coronary angiography indicated that 70.4% were multiarterial, of which 4% had unprotected lesions of the trunk of the left coronary artery. The majority (55%) had significant ventricular dysfunction. Pharmacological stents were used in 97.2% of the cases. Angiographic success was achieved in 97.5% and clinical success in 93.2%. Mortality and infarction occurred in less than 4.3% of the cases. Conclusion: In this population, it was observed that octogenarian patients constituted a minority of treated elderly; severe multivessel disease was the predominant finding; pharmacological stents were implanted in almost all cases, and angiographic and clin
Descritores: Doença da Artéria Coronariana/tratamento farmacológico
Doença da Artéria Coronariana/epidemiologia
Intervenção Coronária Percutânea/reabilitação
-Angiografia/métodos
Heparina/administração & dosagem
Comorbidade
Aspirina/administração & dosagem
Stents Farmacológicos
Limites: Humanos
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  10 / 1132 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-836994
Autor: Barbosa, Adriano Henrique Pereira; Souza, Marco Túlio de.
Título: Abordagem percutânea das doenças da artéria renal / Percutaneous approach to renal artery disease
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;27(1):63-66, jan.-mar. 2017. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A estenose da artéria renal (EAR) é uma importante causa de hipertensão arterial sistêmica (HAS) secundária e disfunção renal. O principal mecanismo é por doença aterosclerótica unilateral ou bilateral. O diagnóstico precoce é importante para se evitar falência renal terminal e graves complicações cardiovasculares. O início de HAS precoce ou tardia, sopros abdominais, déficit renal sem causa aparente e HAS resistente são achados clínicos para se suspeitar de EAR, sendo necessários exames complementares como o Doppler colorido, angiotomografia ou ressonância nuclear magnética das artérias renais. A arteriografia renal é o padrão ouro para confirmação diagnóstica. O tratamento medicamentoso está indicado para os pacientes assintomáticos ou que mantêm controle clínico satisfatórios. A intervenção percutânea da artéria renal com uso de stents tem sido motivo de controvérsia, ficando restrita aos pacientes com perda progressiva da função renal e estenose bilateral, hipertensão arterial resistente ao tratamento medicamentoso, edema agudo de pulmão hipertensivo de repetição e disfunção de enxerto renal no caso de pacientes submetidos ao transplante renal

Renal artery stenosis (RAS) is an important cause of secondary systemic hypertension and renal dysfunction. The main mechanism is unilateral or bilateral atherosclerotic disease. Early diagnosis is important to avoid terminal renal failure and severe cardiovascular complications. The onset of early or late secondary systemic hypertension, abdominal murmurs, renal failure without apparent cause, and resistant secondary systemic hypertension are clinical findings to suspect RAS, and complementary exams such as color Doppler, angiotomography or magnetic nuclear magnetic resonance imaging of the renal arteries are necessary. Renal arteriography is the gold standard for diagnostic confirmation. Drug treatment is indicated for patients who are asymptomatic or who maintain satisfactory clinical control. Percutaneous renal artery intervention with stents has been controversial, being restricted to patients with progressive renal function loss and bilateral stenosis, drug-resistant hypertension, acute repetitive hypertensive pulmonary edema and renal graft dysfunction in patients submitted to kidney transplant
Descritores: Obstrução da Artéria Renal/etiologia
Obstrução da Artéria Renal/mortalidade
Diagnóstico Clínico
Aterosclerose/etiologia
Hipertensão Renovascular/fisiopatologia
-Terapêutica/métodos
Angiografia/métodos
Cintilografia/métodos
Stents
Taxa de Sobrevida
Angioplastia/métodos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt



página 1 de 114 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde