Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.380.230 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1059185
Autor: Lederman, Vivian R. G; Goulart, Ana L; Negrão, Juliana G; da Cunha, Deyse H. F; dos Santos, Amélia M. N; Schwartzman, José S.
Título: Visual scanning preferences in low birth weight preterm infants / Preferências de rastreamento visual em prematuros nascidos com baixo peso
Fonte: Trends psychiatry psychother. (Impr.);41(4):334-339, Oct.-Dez. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Few studies have used eye tracking as a screening tool for autism spectrum disorder (ASD) in preterm infants. Objectives To evaluate fixation time on social and non-social figures and percentage of preterm babies who gazed at the images. Methods This was a cross-sectional study of 31 preterm infants born weighing ≤ 2,000 g in which eye gaze was evaluated at 6 months of corrected age. Six boards with social and non-social figures were projected on a computer screen, successively, evaluating time and percentage of preterm babies who gazed at each board. The Modified Checklist for Autism in Toddlers (M-CHAT) was answered at 18 months of corrected age. Results Preterm infants showed longer visual fixation time on social figures compared with non-social images, regardless of the position of the social figure on the board. Similar percentages of preterm infants gazed either at social or non-social figures, at social figures with a direct or an indirect look, and at the eyes or mouth of the social figures. No preterm infant screened positive on the M-CHAT. Conclusion At 6 months of corrected age, preterm infants show the ability to gaze in an eye-tracking test, with preference for social figures, suggesting that this tool could be useful as another screening instrument for ASD.

Resumo Introdução Poucos estudos utilizaram a varredura visual como ferramenta para rastreamento de transtorno do espectro do autismo (TEA) em bebês prematuros. Objetivos Avaliar bebês prematuros quanto ao o tempo de fixação de olhar em figuras sociais e não sociais e a porcentagem deles que olharam para as imagens. Métodos Este estudo transversal incluiu 31 bebês prematuros com ≤ 2.000 g ao nascer, cujo rastreamento visual foi avaliado aos 6 meses de idade corrigida. Seis pranchas com figuras sociais e não sociais foram projetadas em tela de computador, sucessivamente, avaliando-se o tempo e porcentagem de prematuros que olharam para cada prancha. O Modified Checklist for Autism in Toddlers (M-CHAT) foi respondido aos 18 meses de idade corrigida. Resultados Os bebês prematuros apresentaram maior tempo de fixação visual em figuras sociais do que não sociais, independentemente da posição da figura social na prancha. Porcentagens similares de prematuros olharam tanto para figuras sociais como para não sociais, para figuras sociais com olhar direto ou indireto, e para boca ou olhos das figuras sociais. Nenhum prematuro foi rastreado positivamente pelo M-CHAT. Conclusão Aos 6 meses de idade corrigida, prematuros apresentaram habilidade para varredura em teste de rastreamento visual, com preferência por figuras sociais, sugerindo que esta ferramenta pode ser útil como mais um instrumento para rastreamento de TEA.
Descritores: Transtornos da Visão/diagnóstico
Testes Visuais/métodos
Recém-Nascido de Baixo Peso
Recém-Nascido Prematuro
-Estudos Transversais
Medições dos Movimentos Oculares
Lista de Checagem
Transtorno do Espectro Autista/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1008961
Autor: Ku-Lozano, Jenny; Samudio, Margarita; Luján-Donayre, Vanessa; Quiroz-Cerna, Doris.
Título: Meningioma de nervio óptico y seno cavernoso: Reporte de caso / Optic nerve and cavernous sinus meningiomas: case report
Fonte: Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.);17(2):107-111, ago. 2019. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Los meningiomas de nervio óptico y de seno cavernoso son patologías poco frecuentes, y hasta el momento no ha habido ningún reporte de que se presenten ambos en un mismo paciente. Cabe resaltar que cuando llega un paciente a consulta diagnosticado con alguna patología, asumimos que este diagnóstico es adecuado y pertinente. Pero en nuestro caso, el paciente presentó signos y síntomas de etiología desconocida que hicieron que se re-evaluarán los diagnósticos oftalmológicos que traía la paciente, encontrando que había sido tratada por un diagnóstico que no le correspondía y a su vez este hallazgo nos ayudó a encontrar la verdadera causa(AU)

Optic nerve and cavernous sinus meningiomas are uncommon pathologies, and so far there have not been previously reported to occur in the same patient. It should be emphasized that when a patient arrives at a doctor's office diagnosed with pathology, we assume that this diagnosis is appropriate and pertinent. But in our case, the patient presented signs and symptoms of unknown etiology that led to a re-evaluation of the previous ophthalmological diagnoses that the patient brought, finding that she had been treated for a diagnosis that did not match with all her clinical sign and symptoms and this helped us to find the real cause(AU)
Descritores: Seio Cavernoso/patologia
Neoplasias do Nervo Óptico/diagnóstico
Meningioma/diagnóstico
-Nervo Óptico/diagnóstico por imagem
Seio Cavernoso/diagnóstico por imagem
Medições dos Movimentos Oculares
Fundo de Olho
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: PY3.1 - Biblioteca


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-507690
Autor: Fortunato-Tavares, Talita.
Título: Eye Tracking e Fonoaudiologia: teoria e práticas atuais
Fonte: Rev. Soc. Bras. Fonoaudiol;13(4):413-414, 2008.
Idioma: pt.
Descritores: Medições dos Movimentos Oculares/instrumentação
Fonoaudiologia
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Brunoni, Décio
Texto completo
Id: lil-505679
Autor: Orsati, Fernanda T; Schwartzman, José Salomão; Brunoni, Décio; Mecca, Tatiana P; Macedo, Elizeu Coutinho de.
Título: Novas possibilidades na avaliação neuropsicológica dos transtornos invasivos do desenvolvimento: análise dos movimentos oculares / New possibilities on neuropsychological assessment in pervasive developmental disorders: analyses of eye movements
Fonte: Aval. psicol;7(3):281-290, dic. 2008. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O presente trabalho teve por objetivo utilizar o rastreamento ocular como parte da avaliação neuropsicológica em crianças e jovens com TID. Foram avaliadas 10 crianças e jovens com diagnóstico clínico de TID, idade média 11,9 (DP=3,22). Todas as crianças foram pareadas por idade e sexo com um grupo controle. Avaliou-se a inteligência com o WISC III e o rastreamento ocular com Tarefa de Sacada Preditiva (SP) e Tarefa de Anti-Sacada (AS). Encontraram-se diferenças significativas para acertos, erros e latência para Tarefa SP; e erros seguidos de acerto para Tarefa AS. Resultados indicam falta de regulação da atenção voluntária, dificuldade em inibir um comportamento e direcioná-lo ao objetivo proposto na tarefa, alteração no planejamento de ação e dificuldade para iniciação de resposta no grupo TID. Todas as alterações encontradas corroboram dados da literatura. Conclui-se que a avaliação dos movimentos oculares contribui para a avaliação neuropsicológica, assim como para intervenções eficazes nos TID.

The objective of the present study is to use eye tracking in neuropsychological assessment of PDD children and adolescents. Ten clinically diagnosed PDD children and adolescents, mean age 11,9 (SD=3,22), were assessed. All children were pared by age and gender with a control group. The WISC III was used to assess intelligence and the eye movements parameters were assessed with Predictive Saccade Task (SP) and Anti-Saccade Task (AS). Significant differences between groups were found in the eye tracking tasks accuracy, errors and latency in the SP Task; and errors followed by correct responses in the AS Task. Results show lack on voluntary attention regulation, response inhibition, planning, and response initiation on the PDD group. All the differences corroborate previous literature. In conclusion, the assessment of eye movements in PDD children contributes to neuropsychological assessment, as well as to development of efficient interventions.
Descritores: Função Executiva
Medições dos Movimentos Oculares
Neuropsicologia
Síndrome de Asperger/psicologia
Transtorno Autístico/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde