Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.380.850.950.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 132 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 14 ir para página                         

  1 / 132 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: lil-769429
Autor: Díaz Núñez, Yenner Joaquín; Fernández Escalona, Frank; Díaz Núñez, Yanet Cristina.
Título: Cuantificación de la supresión basada en contraste: una técnica cromática para la presentación dicóptica / Quantifying suppression based on contrast: a chromatic technique for dichoptic presentation
Fonte: Rev. cuba. inform. méd;7(2), July.-Dec. 2015.
Idioma: es.
Resumo: Las pruebas clínicas para evaluar la supresión están diseñadas generalmente para comprobar solamente su presencia. En este trabajo se evalúa la fiabilidad de la cuantificación de la supresión basada en contraste. Se utilizó una tarea dicóptica de discriminación de movimiento global con kinematogramas de puntos aleatorios, una técnica de codificación cromática basada en la división del espectro visible, para la construcción de la presentación dicóptica, y la variante de cuantificación que comprende una etapa binocular y otra dicóptica. Para determinar el desempeño se utilizó el método de la escalera. A pesar de las limitaciones del experimento, los resultados apoyan la teoría sobre la relevancia del desequilibrio de contraste intraocular en el proceso de la supresión, corroboran la fiabilidad de la cuantificación de la supresión basada en contraste y validan la viabilidad de la técnica cromática dicóptica(AU)

Clinic trials to evaluate suppression are generally designed to check only their presence. In this work the reliability of quantifying suppression based on contrast is evaluated. Dichoptic task for discrimination of global motion was used with a random dot kinematograms. A chromatic technique based on division of visible spectra, was used for development of dichoptic presentation, and the quantification variant comprising binocular and dichoptic stages was selected. To determinate the performance the staircase method was used. Despite the limitations of experiment, the results support the theory on the relevance of intraocular contrast imbalance in the suppression process; they confirm the reliability of quantifying suppression based on contrast and validate the feasibility of dichoptic chromatic technique(AU)
Descritores: Sensibilidades de Contraste
Técnicas de Diagnóstico Oftalmológico
Visão de Cores
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  2 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1139089
Autor: Rodríguez Mercado, Alejandro; Villamar Martínez, Luis Armando; Corzo Buenrostro, Eduardo; Chávez Cerda, Sabino; Sánchez Sánchez, Anabel Socorro.
Título: Sensibilidad al contraste en un grupo de diabéticos mexicanos / Contrast sensitivity in a group of Mexican diabetics
Fonte: Rev. cuba. oftalmol;33(3):e734tab.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Objetivo: Comparar la sensibilidad al contraste evaluada en un grupo de mexicanos con diabetes mellitus contra uno sin diabetes como control. Métodos: Un total de 31 voluntarios, 14 participantes con DM con un tiempo de diagnóstico entre 2 y 20 años (sin retinopatía diabética), y 17 en el grupo control iniciaron el estudio; 4 diabéticos y 5 no diabéticos fueron excluidos por no cumplir con los criterios de inclusión. Por lo tanto, los datos analizados fueron de un grupo de 10 diabéticos (52 ± 10 años) y otro de 12 no diabéticos (52 ± 6 años). Se evaluó la sensibilidad al contraste con la cartilla Vector Vision CSV1000E a una distancia de 2,5 metros con una iluminación de 85 cd/m2. Resultados: Un mayor porcentaje de ojos diabéticos alcanzaron un mejor umbral de contraste en 3, 6 y 18 ciclos por grado en comparación con el grupo control. En 12 ciclos por grado solamente en los umbrales 1 y 5. Conclusiones: La sensibilidad al contraste de la población mexicana con diabetes mellitus presenta mejor percepción de contraste en las frecuencias evaluadas que el grupo control(AU)

ABSTRACT Objective: Compare contrast sensitivity as measured in a group of Mexican diabetes mellitus patients versus a control non-diabetic group. Methods: A group of 31 volunteers, 14 participants with DM with a diagnosis time between 2 and 20 years (without diabetic retinopathy), and 17 in the control group started the study; 4 diabetics and 5 non-diabetics were excluded because they did not meet the inclusion criteria. Therefore, the data analyzed were from a group of 10 diabetics (52 ± 10 years) and another of 12 non-diabetics (52 ± 6 years). Contrast sensitivity was evaluated with a Vector Vision CSV1000E chart at a distance of 2.5 meters and a luminance of 85 cd/m2. Results: A higher percentage of diabetic eyes reached a better contrast threshold at 3, 6 and 18 cycles per degree in comparison with the control group. At 12 cycles per degree only at thresholds 1 and 5. Conclusions: Contrast sensitivity in the Mexican population with diabetes mellitus displays better contrast perception at the frequencies evaluated than the control group(AU)
Descritores: Visão Ocular
Sensibilidades de Contraste
Diabetes Mellitus/epidemiologia
Retinopatia Diabética/etiologia
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  3 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Registro de Ensaios Clínicos
Id: lil-782797
Autor: Sha, Jennifer; Bakaraju, Ravi C; Tilia, Daniel; Chung, Jiyoon; Delaney, Shona; Munro, Anna; Ehrmann, Klaus; Thomas, Varghese; Holden, Brien A.
Título: Short-term visual performance of soft multifocal contact lenses for presbyopia / Desempenho visual de curto prazo de présbitas usando diferentes lentes de contato multifocais hidrofílicas
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(2):73-77, Mar.-Apr. 2016. tab.
Idioma: en.
Reg. de E.C: ANZCTR
Resumo: ABSTRACT Purpose: To compare visual acuity (VA), contrast sensitivity, stereopsis, and subjective visual performance of Acuvue® Oasys® for Presbyopia (AOP), Air Optix® Aqua Multifocal (AOMF), and Air Optix® Aqua Single Vision (AOSV) lenses in patients with presbyopia. Methods: A single-blinded crossover trial was conducted. Twenty patients with mild presbyopia (add ≤+1.25 D) and 22 with moderate/severe presbyopia (add ≥+1.50 D) who wore lenses bilaterally for 1 h, with a minimum overnight washout period between the use of each lens. Measurements included high- and low-contrast visual acuity (HCVA and LCVA, respectively) at a distance, contrast sensitivity (CS) at a distance, HCVA at intermediate (70 cm) and near (50 cm & 40 cm) distances, stereopsis, and subjective questionnaires regarding vision clarity, ghosting, overall vision satisfaction, and comfort. The test variables were compared among the lens types using repeated-measures ANOVA. Results: Distance variables (HCVA, LCVA, and CS) were significantly worse with multifocal lens than with AOSV lens (p≤0.008), except for AOMF lens in the mild presbyopia group in which no significant difference was observed (p>0.05). Multifocal lenses had significantly greater HCVA at 40 cm than AOSV lens (p≤0.026). AOMF lens had greater intermediate HCVA than AOP lens (p<0.03). AOP lens demonstrated greater improvements in stereopsis than AOMF and AOSV lens in the moderate/severe presbyopia group (p≤0.03). Few significant differences in subjective variables were observed, with no significant difference in the overall vision satisfaction observed between lens types (p>0.05). The proportions of patients willing to buy AOSV, AOMF, and AOP lenses were 20%, 40%, and 50%, respectively, in the mild presbyopia group and 14%, 32%, and 23%, respectively, in the moderate/severe presbyopia group; however, these differences were not statistically significant (p≥0.159). Conclusions: Further development of multifocal lenses is required before significant advantages of multifocal lenses over single vision lens are observed in patients with presbyopia.

RESUMO Objetivo: Comparar a acuidade visual, sensibilidade ao contraste, estereopsia e desempenho visual subjetivo de présbitas usando lentes de contato Acuvue Oasys para presbiopia (AOP), Air Optix Aqua Multifocal (AOMF) e Air Optix Aqua Single Vision (AOSV). Método: Foi realizado estudo mascarado simples, cruzado. Vinte pacientes com presbiopia baixa (adição ≤+1,25 D) e 22 com presbiopia média/alta (adição ≥+1,50 D) usaram cada lente bilateralmente durante 1 hora, com descanso mínimo de uma noite entre as diferentes lentes. As medições incluíram acuidade visual para distância em alto e baixo contraste (HCVA, LCVA), sensibilidade ao contraste para distância (CS), HCVA para distância intermediária (70 cm) e para perto (50 cm e 40 cm), estereopsia e questionários subjetivos sobre nitidez visual, fantasmas, satisfação visão geral e conforto. As variáveis foram comparadas entre os tipos de lentes, utilizando medidas repetidas ANOVA. Resultados: As variáveis para distância (HCVA, LCVA, CS) foram significativamente piores com as multifocais em relação a AOSV (p≤0,008), exceto para AOMF no grupo de baixa adição, que não foi significativamente diferente (p>0,05). As multifocais foram significativamente melhores do que a AOSV para HCVA em 40 cm (p≤0,026). AOMF superou AOP para HCVA intermediária (p<0,03). AOP superou AOMF e AOSV em relação à estereopsia no grupo de presbiopia médio/alto (p≤0,03). Houve poucas diferenças significativas nas variáveis subjetivas, mas a satisfação visual global não foi significativamente diferente entre as lentes (p>0,05). A disposição para comprar lentes AOSV, AOMF e AOP foi: 20%, 40%, 50%, respectivamente, no grupo de presbiopia baixa; 14%, 32%, 23% no grupo de presbiopia média/alto, mas essas diferenças não foram estatisticamente significativas (p≥0,159). Conclusões: Melhorias futuras parecem ser necessárias para produção de uma lente multifocal que forneça aos présbitas uma vantagem significativa sobre a lente de visão única.
Descritores: Presbiopia/reabilitação
Lentes de Contato Hidrofílicas
Desenho de Equipamento
-Presbiopia/classificação
Testes Visuais
Sensibilidades de Contraste/fisiologia
Acuidade Visual/fisiologia
Método Simples-Cego
Estudos Prospectivos
Inquéritos e Questionários
Satisfação do Paciente
Estudos Cross-Over
Percepção de Profundidade/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-521072
Autor: França, Valtenice de Cássia Rodrigues de Matos; Santos, Natanael Antonio dos; Lacerda, Aline Mendes.
Título: Mensuração da sensibilidade ao contraste em criançaspré-escolares com método psicofísico e estímulos radiais / Contrast sensitivity measuring in preschool children with psychophysical method and radial stimuli
Fonte: Psico (Porto Alegre);39(1):28-32, jan.-mar. 2008. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi utilizar o método psicofísico da escolha forçada para mensurar a função desensibilidade ao contraste para freqüências radiais (FSCr) na faixa de 0,25-2 cpg em crianças pré-escolares.Foram estimados limiares de contraste para 15 participantes (dez crianças e cinco adultos). Todos os participantesapresentavam acuidade visual normal e se encontravam livres de doenças oculares identificáveis. Osresultados mostraram diferenças significantes entre as curvas de FSCr de crianças de 4 anos, 5 anos e adultos.Os resultados mostram ainda que as curvas de FSCr de crianças de 4 e 5 anos apresentam perfis semelhantesa dos adultos. Estes resultados sugerem que o método psicofísico da escolha forçada pode ser utilizadopara mensurar a FSCr de crianças a partir dos 4 anos.

The aim of this work was to use the psychophysical forced-choice method to measure contrast sensitivityfunction for radial frequencies (rCSF) in the range between 0.25-2 cpd in preschool children. We measuredthe contrast thresholds of 15 participants (ten children and five young adults). All participants had normalvisual acuity and were free from identifiable ocular diseases. The results showed significant differencesamong the curves rCSF of 4 and 5 years old children and adults. The results showed yet that the curves rCSFof 4 and 5 years old children and adults were similar in general profiles. These results suggest that thepsychophysical forced-choice method can be used to measure the rCSF for children over 4 years old.
Descritores: Criança
Psicofísica
Sensibilidades de Contraste
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  5 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-827969
Autor: Kara, Selcuk; Gencer, Baran; Ersan, Ismail; Arikan, Sedat; Kocabiyik, Omer; Tufan, Hasan Ali; Comez, ArzuTaskiran.
Título: Repeatability of contrast sensitivity testing in patients with age-related macular degeneration, glaucoma, and cataract / Reprodutibilidade dos escores de sensibilidade ao contraste em pacientes com degeneração macular relacionadas à idade, glaucoma e catarata
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(5):323-327, Sept.-Oct. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To analyze the intrasession and intersession repeatability of contrast sensitivity (CS) measurements in patients with glaucoma, cataract, or age-related macular degeneration (AMD) and healthy controls. Methods: CS measurements were performed using the OPTEC-Functional Vision Analyzer (FVA), which uses a standardized and closed (view-in) system. Measurements for patients with glaucoma, cataract, or AMD and healthy controls were repeated within 30 minutes (intrasession) and during two sessions (intersession), separated by one week to one month. Test-retest reliability and correlation were measured using the intraclass correlation coefficient (ICC) and coefficient of repeatability (COR). Results: Ninety subjects (90 eyes) with visual acuity of 0.17 logMAR or higher in the cataract group or 0.00 logMAR in the other groups were included. During the first session, the ICC values were 0.87, 0.90, 0.76, and 0.69, and COR values were 0.24, 0.20, 0.38, and 0.25 for the control, glaucoma, cataract, and AMD groups, respectively. The reliability scores significantly improved during the second session, except in the glaucoma group. There was an acceptable floor effect and no ceiling effect at higher frequencies in the glaucoma and AMD groups. Conclusion: In subjects with good visual acuity, the FVA system is useful for evaluating CS and demonstrates good repeatability, as shown by ICC and COR. Because there is no ceiling effect, this system is beneficial for evaluation of early changes in CS, particularly in patients with glaucoma or AMD.

RESUMO Objetivo: Analisar a reprodutibilidade intrassessão e intersessão das medidas de sensibilidade ao contraste (CS) em pacientes com degeneração macular relacionada à idade (AMD), glaucoma e catarata. Método: As medidas de CS foram feitas pelo OPTEC-Funcional Visão Analyzer (FVA), que utiliza um sistema padronizado e fechado de avaliação da acuidade visual. Medidas em pacientes com AMD, glaucoma, catarata e nos controles saudáveis foram repetidas no prazo de 30 minutos (intrassessão) em duas visitas (intersessão), separadas por uma semana a um mês. A confiabilidade e correlação teste-reteste foram calculados por meio do coeficiente de correlação intraclasse (ICC) e coeficiente de reprodutibilidade (COR). Resultados: Noventa olhos de 90 indivíduos foram recrutados com acuidade visual de 0,17 logMAR ou melhor em catarata e 0,00 logMAR nos outros grupos. A confiabilidade da CS na primeira visita dos grupos normal, glaucoma, catarata e AMD foram, respectivamente, ICC 0,87; 0,90; 0,76; 0,69, e COR 0,24; 0,20; 0,38; 0,25. Os índices de confiabilidade foram significativamente melhorados nas segundas visitas, exceto no grupo glaucoma. Houve um efeito chão aceitável e nenhum efeito teto em frequências mais altas nos grupos glaucoma e AMD. Conclusões: Em indivíduos com boa acuidade visual, o sistema FVA de avaliação da CS é útil e apresenta boa confiabilidade, como mostrado pelas análises de ICC e COR. Por não apresentar efeito teto, este sistema parece ser benéfico para a avaliação das alterações precoces de CS, especialmente no glaucoma e AMD.
Descritores: Catarata/fisiopatologia
Sensibilidades de Contraste/fisiologia
Glaucoma/fisiopatologia
Degeneração Macular/fisiopatologia
-Valores de Referência
Fatores de Tempo
Testes Visuais/instrumentação
Testes Visuais/métodos
Catarata/diagnóstico
Estudos de Casos e Controles
Glaucoma/diagnóstico
Estudos Prospectivos
Reprodutibilidade dos Testes
Fatores Etários
Estatísticas não Paramétricas
Degeneração Macular/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Andrade, Denise de
Texto completo
Id: lil-472436
Autor: Utyama, Iwa Keiko Ainda; Andrade, Denise de; Watanabe, Evandro; Ito, Izabel Yoko.
Título: Atividade antimicrobiana in vitro do ácido acético e dos / Antimicrobial activity in vitro of acetic acid and white vinegar and red on bacteria's hospital
Fonte: Rev. Ciênc. Méd. Biol. (Impr.) = J. med. biol. sci;5(2):111-116, maio-ago. 2006. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O ácido acético e o vinagre têm longa história e aplicabilidade humana, incluindo o tratamento de feridas. Este estudo tem como objetivo avaliar in vitro a atividade antimicrobiana do ácido acético e de vinagres sobre cepas hospitalares. A atividade antimicrobiana foi avaliada por meio da Técnica de Difusão de Poço, sobre cepas de Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli. Assim, os vinagres branco e tinto foram diluídos a 30,0; 25,0 e 10,0 por cento e oácido acético a 1,0 e 0,7 por cento. Para análise estatística, foi usado o teste de variância ANOVA–ONEWAY, seguido do teste de comparações múltiplas, com nível de significância a = 5 por cento. No computo geral, o vinagre branco e tinto a 30,0 por cento e doácido acético a 1,0 e 0,7 por cento mostraram atividade antimicrobiana sobre Pseudomonas e Escherichia. Na concentração de25,0 e 10.0 por cento, houve crescimento tênue de algumas cepas e nenhuma ação sobre Staphylococcus aureus. Diante do exposto, é possível considerar que existe relação direta entre a concentração do agente químico e a atividade antimicrobiana.
Descritores: Escherichia coli
Técnicas In Vitro
Infecções Bacterianas
Pseudomonas aeruginosa
Sensibilidades de Contraste
Staphylococcus aureus
Ácido Acético
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR337.1 - Biblioteca


  7 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-252366
Autor: Santos, Elaine Ferreira dos.
Título: Avaliaçäo da acuidade visual e sensibilidade ao contraste em trabalhadores espostos a agrotóxicos organofosforados / Visual acuity avalluation and contrast sensitivity in workers exposed to pesticides organofosforados.
Fonte: Säo Paulo; s.n; 1995. 72 p. ilus, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Säo Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Doutor.
Descritores: Sensibilidades de Contraste
Acuidade Visual
Exposição Ocupacional/análise
-ACNE KELOIDACANTHOCYTES
Inseticidas Organoclorados/efeitos adversos
Exposição a Praguicidas
Saúde do Trabalhador
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; S237a


  8 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055350
Autor: Almeida, Natalia L; Fernandes, Thiago P; Lima, Eveline H; Sales, Hemerson F; Santos, Natanael A.
Título: Combined influence of illness duration and medication type on visual sensitivity in schizophrenia
Fonte: Braz. J. Psychiatry (São Paulo, 1999, Impr.);42(1):27-32, Jan.-Feb. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: Objective: Patients with schizophrenia have visual processing impairments. The main findings from the literature indicate that these deficits may be related to differences in paradigms, medications, and illness duration. This study is part of a large-scale study investigating visual sensitivity in schizophrenia. Here we aimed to investigate the combined effects of illness duration and antipsychotic use on contrast sensitivity function. Methods: Data were collected from 50 healthy controls and 50 outpatients with schizophrenia (classified according to illness duration and medication type) aged 20-45 years old. The contrast sensitivity function was measured for spatial frequencies ranging from 0.2 to 20 cycles per degree using linear sine-wave gratings. Results: Patients with an illness duration > 5 years had more pronounced deficits. Differences in the combined effects of illness duration and antipsychotic use were marked in patients on typical antipsychotics who had been ill > 10 years. No significant differences were found between typical and atypical antipsychotics in patients with an illness duration < 5 years. Conclusion: Visual impairment was related to both long illness duration and medication type. These results should be tested in further studies to investigate pharmacological mechanisms.
Descritores: Esquizofrenia/tratamento farmacológico
Antipsicóticos/efeitos adversos
Transtornos da Visão/induzido quimicamente
-Escalas de Graduação Psiquiátrica
Esquizofrenia/complicações
Fatores de Tempo
Visão Ocular/efeitos dos fármacos
Sensibilidades de Contraste/efeitos dos fármacos
Estudos de Casos e Controles
Clorpromazina/efeitos adversos
Resultado do Tratamento
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-540959
Autor: Santos, Natanael Antonio dos; França, Valtenice de Cássia Rodrigues de Matos; Alves, Príscilla Anny de Araújo.
Título: Diferenças na detecção de frequências espaciais e radiais em crianças / Differences in detection of spatial and radial frequencies in children
Fonte: Psicol. teor. pesqui;25(4):581-587, out.-dez. 2009. ilus.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental, XXI,
Projeto: CNPq.
Resumo: O objetivo deste estudo foi comparar curvas de sensibilidade ao contraste para estímulos radiais (FSCr) e grades senoidais (FSC) de 0,25, 0,5, 1 e 2 cpg em crianças de 6 a 13 anos. Foram mensurados limiares de contraste para 40 crianças, utilizando o método psicofísico da escolha forçada e níveis baixos de luminância. Todas estavam livres de doenças oculares e tinham acuidade visual normal. Os resultados mostraram que a sensibilidade das crianças foi maior para grades senoidais (FSC) do que para estímulos radiais (FSCr). Esses resultados sugerem que esses estímulos podem ser processados por áreas visuais distintas.

The aim of this work was to compare contrast sensitivity curves for radial (rCSF) and sine-wave gratings (CSF) stimuli of 0.25, 0.5, 1 and 2 cpd in 6 to 13 year-old-children. It was measured the contrast thresholds of 40 children using the psychophysical forced-choice method and low luminance levels. All children were free of identifiable ocular diseases and had normal acuity. The results showed that contrast sensitivity of the children was higher for spatial frequencies (CSF) than radial frequencies (rCSF). The results suggest that these stimuli can be processed by different visual cortical areas.
Descritores: Percepção Visual
Sensibilidades de Contraste
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR19.1 - Biblioteca Central da Universidade de Brasília


  10 / 132 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-752004
Autor: Andrade, Michael Jackson Oliveira de; Silva, Jandilson Avelino; Santos, Natanael Antônio dos.
Título: Influência do cronotipo e do horário da medida na sensibilidade ao contraste visual / Influence of chronotype and measure time on visual contrast sentitivity
Fonte: Psicol. reflex. crit;28(3):522-531, Jul-Sep/2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo teve como objetivo avaliar a curva de sensibilidade ao contraste para estímulos de grades senoidais verticais de frequências espaciais de 0,2; 0,6; 1; 3,1; 6,1; 8,8; 13,2 e 15,6 ciclos por grau de ângulo visual; em um ritmo de 24 horas de adultos saudáveis de diferentes cronotipos. Participaram desta pesquisa 18 voluntários do sexo masculino com idade de 19 a 31 anos (M=23,8; DP=3,29). Os participantes foram divididos em grupos de acordo com o cronotipo: Matutino (n=5), Intermediário (n=9) e Moderadamente vespertino (n=4). Utilizaram-se como instrumentos medidas neuropsicológicas e o software Metropsis para avaliar a Função de Sensibilidade ao Contraste (FSC). As medidas da FSC foram realizadas com o método psicofísico da escolha forçada entre duas alternativas espaciais. Os resultados apresentaram alterações nas dimensões relacionadas ao processamento cognitivo e na FSC de sujeitos Matutinos [F (14; 76303) = 38,92; p<0,05], Intermediários [F(14; 505) = 2,79; p<0,05] e Moderadamente vespertinos [F(14; 279) = 2,75; p<0,05] de acordo com os horários de medida. Concluiu-se que a sensibilidade ao contraste é um aspecto importante para o estudo da percepção visual circadiana, sugerindo que os mecanismos sensórios que processam o contraste visual estão diretamente relacionados à hora e o padrão do cronotipo. (AU)

This study aimed to evaluate the contrast sensitivity curve for the stimuli of vertical sinusoidal grids with spatial frequencies of .2; .6; 1; 3.1; 6.1; 8.8; 13.2 and 15.6 cycles per degree of visual angle, in a 24- hour rhythm of healthy adults of different chronotypes. This study had 18 participants aged 19 to 31 years (M=23.8; SD=3.29) divided into groups according to the chronotype: Morningness (n=5), Intermediate (n=9) and Moderate Eveningness (n=4). Neuropsychological measures and the Metropsis software were used to evaluate the Contrast Sensitivity Function (CSF). CSF measurements were performed by the psychophysical method of forced choice between two spatial alternatives. Results showed significant changes in the dimensions related to cognitive processing and CSF for morning subjects [F (14; 76303) = 38.92; p < .05], Intermediate subjects [F (14, 505) = 2.79; p< .05] and moderately evening subjects [F (14, 279) = 2.75; p< .05] in accordance with the measured time. The study concluded that contrast sensitivity is an important aspect to the study of circadian visual perception, suggesting that the sensorial mechanisms which process visual contrast are directly related to the time and pattern of people's chronotypes.(AU)
Descritores: Psicofísica
Sensibilidades de Contraste
Ritmo Circadiano
-Atenção
Sono
Fadiga
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 14 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde