Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.382.375 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 460 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 46 ir para página                         

  1 / 460 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890191
Autor: Wagner, Julianne; Bonamigo, Andrea Wander; Oliveira, Fabiana de; Machado, Márcia Salgado.
Título: Monitoramento da audição e da linguagem na atenção primária à saúde: projeto piloto / Monitoring of hearing and language in primary health care: project pilot
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3599-3606, Nov. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo analisa a viabilidade da implantação de um programa de monitoramento do desenvolvimento auditivo e de linguagem no primeiro ano de vida. Trata-se de um estudo longitudinal prospectivo, no qual quarenta e um agentes comunitários de saúde foram convidados a monitorar mensalmente, por meio de um questionário já validado, a audição e a linguagem de crianças nascidos nas suas microáreas de atuação. Trinta e nove agentes comunitários de saúde aceitaram participar, havendo apenas duas recusas. Cinco desistiram da participação. Vinte e seis (66,66%) não realizaram o monitoramento, sete (17,94%) monitoraram de forma inadequada e apenas seis (15,38%) monitoraram adequadamente. Apenas uma criança falhou no questionário, a qual foi reencaminhada ao hospital em que realizou a triagem auditiva para reteste. Acredita-se que a elevada demanda de atividades destes profissionais foi o principal motivo para as dificuldades observadas neste projeto. Além disso, destaca-se a dificuldade no contato com as equipes de Estratégia Saúde da Família, bem como a inviabilidade de discussões presenciais permanentes e a influência dos supervisores dos agentes comunitários de saúde.

Abstract This article analyzes the feasibility of implementing a program that monitors the hearing and language development in the first year of life. It is a prospective longitudinal study, in which 41 community health workers were invited to monitor, on a monthly basis, by means of a questionnaire validated earlier, the hearing and language of children born in their micro areas of expertise. Thirty-nine community health workers agreed to participate, with only two refusals. Five gave up participating. Twenty-six (66.66%) did not perform monitoring, seven (17.94%) monitored improperly and only six (15.38%) monitored properly. Just one child failed the quiz, who was forwarded to the hospital that conducted the auditory screening for retesting. These professionals' high activity demand was considered the main reason for the difficulties encountered in this project. In addition, there is the difficulty to have contact with the Family Health Strategy teams, as well as the impossibility of permanent face-to-face discussions and the influence of the community health agents' supervisors.
Descritores: Programas de Rastreamento/métodos
Testes Auditivos/métodos
Desenvolvimento da Linguagem
-Atenção Primária à Saúde/métodos
Projetos Piloto
Estudos Prospectivos
Inquéritos e Questionários
Estudos Longitudinais
Agentes Comunitários de Saúde/normas
Agentes Comunitários de Saúde/estatística & dados numéricos
Audição/fisiologia
Limites: Humanos
Lactente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 460 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890193
Autor: Paschoal, Monique Ramos; Cavalcanti, Hannalice Gottschalck; Ferreira, Maria Ângela Fernandes.
Título: Análise espacial e temporal da cobertura da triagem auditiva neonatal no Brasil (2008-2015) / Spatial and temporal analysis of the coverage for neonatal hearing screening in Brazil (2008-2015)
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3615-3624, Nov. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo deste artigo é conhecer a cobertura da triagem auditiva neonatal no Brasil de janeiro de 2008 a junho de 2015. Trata-se de um estudo ecológico que utiliza como base o território nacional, através das Regiões de Articulação Urbana. Para o cálculo da porcentagem da cobertura da triagem foram utilizados o Sistema de Informação de Nascidos Vivos, o Sistema de Informações Ambulatoriais e o Sistema de Informações de Beneficiários da Agência Nacional de Saúde Suplementar. Foi realizada a análise exploratória dos mapas e a análise espacial estatística por meio do programa TerraView 4.2.2. A cobertura da triagem auditiva neonatal apresentou uma evolução de 9,3 para 37,2 % no período estudado. Em 2008-2009 observa-se que a porcentagem da cobertura variou de 0,00 a 79,92% e a maioria das regiões obteve cobertura entre 0,0 e 20%, já em 2014-2015 a cobertura variou entre 0,0 a 171,77% e observou-se um visível aumento da porcentagem da cobertura no país, principalmente na Região do Sul. A cobertura da triagem tem crescido ao longo do tempo, mas ainda é baixa e apresenta uma distribuição desigual no território, o que pode ser explicado pelas leis e políticas locais e pela disposição das diferentes modalidades de serviço de saúde auditiva no país.

Abstract This article seeks to establish the coverage of neonatal hearing screening in Brazil between January 2008 and June 2015. It is an ecological study that uses the country, through the Urban Articulation Regions, as a base. To calculate the screening coverage percentage, the Live Births Information System, the Outpatient Information System and the Beneficiaries of the National Supplementary Health Agency Information System were used. An exploratory analysis of maps and spatial statistical analysis was conducted using TerraView 4.2.2 software. The coverage of neonatal hearing screening saw an increase of 9.3% to 37.2% during the study period. In 2008-2009 it was observed that the percentage of coverage ranged from 0% to 79.92%, but most areas received coverage from 0% to 20%, though in 2014-2015 coverage ranged from 0% to 171.77%, and there was a visible increase in the percentage of coverage in the country, mainly in the Southern Region. The screening coverage has increased over time, but is still low with an uneven distribution in the territory, which may be explained by local laws and policies and by the existence of different types of auditory health service in the country.
Descritores: Triagem Neonatal/métodos
Transtornos da Audição/diagnóstico
Testes Auditivos/métodos
-Brasil
Triagem Neonatal/tendências
Análise Espaço-Temporal
Testes Auditivos/tendências
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 460 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890210
Autor: Costa-Guarisco, Letícia Pimenta; Dalpubel, Daniela; Labanca, Ludimila; Chagas, Marcos Hortes Nisihara.
Título: Percepção da perda auditiva: utilização da escala subjetiva de faces para triagem auditiva em idosos / Perception of hearing loss: use of the subjective faces scale to screen hearing among the elderly
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3579-3588, Nov. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A presbiacusia é uma alteração prevalente na população idosa, porém subdiagnosticada, desta forma, é importante aprimorar instrumentos de triagem simples. A escala subjetiva de faces foi proposta como forma de avaliar a autopercepção auditiva do idoso e sua correlação com exames audiológicos. Foram avaliados todos os pacientes encaminhados para o serviço de audiologia de um centro de referência de atenção à saúde do idoso no período de fevereiro a novembro de 2013. Os pacientes foram examinados por meatoscopia, audiometria tonal e vocal e responderam a escala subjetiva de faces e o teste do sussurro. Participaram 164 idosos com média de idade de 77 anos. Encontrou-se boa correlação entre a escala subjetiva de faces e o limiar audiométrico (r = 0,66). Houve correspondência entre as faces e o grau da perda auditiva, sendo a face 1 correspondente a audição normal, face 2 a perda auditiva leve e face 3 a perda auditiva moderada grau I. Ao avaliar as qualidades psicométricas da escala subjetiva de faces, verificou-se que as faces 2 e 3 apresentam bons índices de sensibilidade e especificidade, com área sob a curva ROC de 0,81. A escala subjetiva de faces parece ser um bom instrumento complementar de triagem auditiva em serviços gerontológicos, de fácil aplicação e baixo custo.

Abstract Presbycusis is a disorder present among the elderly. However, it is under-diagnosed, making it important to develop and enhance simple screening tools. Objective: The subjective faces scale has been proposed as a method to assess auditory self-perception among the elderly, and its correlation with audiological tests. Methods: We looked at elderly patients referred to the audiology service of a reference center for the care of the elderly in a public university hospital between February and November 2013. Patients were submitted to meatoscopy, tonal and vocal audiometry and the whisper test. They also answered the subjective faces scale. A total of 164 elderly individuals participated, and the average age was 77. Results: We found a good correlation between the subjective faces scale and audiometry thresholds (r = 0.66). Our results show that the faces and hearing loss correlate, with face 1 corresponding to normal hearing, face 2 to mild hearing loss, and face 3 to Grade I moderate hearing loss. When evaluating the psychometric qualities of the subjective faces scale, we found that faces 2 or 3 have good sensitivity and specificity, with the area under the ROC curve being 0.81. Conclusion: The subjective faces scale seems to be a good, low-cost and easy to use supplementary tool for auditory screening in geriatric services.
Descritores: Presbiacusia/diagnóstico
Audiometria/métodos
Programas de Rastreamento/mortalidade
Testes Auditivos/métodos
-Percepção
Psicometria
Encaminhamento e Consulta
Avaliação Geriátrica/métodos
Estudos Transversais
Sensibilidade e Especificidade
Serviços de Saúde para Idosos
Audição
Hospitais Universitários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 460 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890203
Autor: Labanca, Ludimila; Guimarães, Fernando Sales; Costa-Guarisco, Letícia Pimenta; Couto, Erica de Araújo Brandão; Gonçalves, Denise Utsch.
Título: Triagem auditiva em idosos: avaliação da acurácia e reprodutibilidade do teste do sussurro / Screening of hearing in elderly people: assessment of accuracy and reproducibility of the whispered voice test
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3589-3598, Nov. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Devido à alta prevalência da presbiacusia e as suas consequências, métodos de triagem auditiva são necessários no âmbito da atenção primária. Diante disso, o objetivo do estudo foi verificar a reprodutibilidade e acurácia do teste do sussurro como metodologia de triagem auditiva em idosos. Trata-se de estudo transversal com medidas de acurácia que incluiu 210 idosos, entre 60 e 97 anos, submetidos ao teste do sussurro com dez expressões diferentes e ao exame de referência audiometria tonal limiar. Calculou-se a sensibilidade, a especificidade, o valor preditivo positivo, o valor preditivo negativo e a acurácia do teste, avaliada por meio da área sob a curva Receiver Operating Characteristic (ROC). O teste foi repetido em 20% das orelhas por um segundo examinador com a finalidade de avaliar a reprodutibilidade interexaminador (RIE). As expressões que apresentaram melhor área sob a curva ROC (AUC) e RIE foram: "sapato" (AUC = 0,918; RIE = 0,877), "janela" (AUC = 0,917; RIE = 0,869), "parece que vai chover" (AUC = 0,911; RIE = 0,810) e o "ônibus está atrasado" (AUC = 0,900; RIE = 0,810). Estas são, pois, as expressões propostas para fazerem parte do protocolo do teste do sussurro que mostrou-se como uma ferramenta útil para triagem auditiva em idosos.

Abstract Given the high prevalence of presbycusis and its detrimental effect on quality of life, screening tests can be useful tools for detecting hearing loss in primary care settings. This study therefore aimed to determine the accuracy and reproducibility of the whispered voice test as a screening method for detecting hearing impairment in older people. This cross-sectional study was carried out with 210 older adults aged between 60 and 97 years who underwent the whispered voice test employing ten different phrases and using audiometry as a reference test. Sensitivity, specificity and positive and negative predictive values were calculated and accuracy was measured by calculating the area under the ROC curve. The test was repeated on 20% of the ears by a second examiner to assess inter-examiner reproducibility (IER). The words and phrases that showed the highest area under the curve (AUC) and IER values were: "shoe" (AUC = 0.918; IER = 0.877), "window" (AUC = 0.917; IER = 0.869), "it looks like it's going to rain" (AUC = 0.911; IER = 0.810), and "the bus is late" (AUC = 0.900; IER = 0.810), demonstrating that the whispered voice test is a useful screening tool for detecting hearing loss among older people. It is proposed that these words and phrases should be incorporated into the whispered voice test protocol.
Descritores: Presbiacusia/diagnóstico
Qualidade de Vida
Programas de Rastreamento/métodos
Testes Auditivos/métodos
-Presbiacusia/epidemiologia
Prevalência
Estudos Transversais
Reprodutibilidade dos Testes
Sensibilidade e Especificidade
Audição
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 460 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1151901
Autor: Díaz, María Victoria; Salvador, Noemí; Fernández, Juan José; Carmona-López, María Inés.
Título: Hipoacusia neurosensorial adquirida asociada a alteraciones vestibulares y / o control postural / Neurosensorial acquired hypoacusia associated with vestibular alterations and / or postural control
Fonte: J. health med. sci. (Print);5(1):51-60, Ene-Mar. 2019. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La otitis media aguda es una infección del oído medio con alta prevalencia en población pediátrica, las complicaciones pueden generar desde hipoacusia neurosensorial de diverso grado hasta alteración vestibular y/o control postural, aunque de ello no existen mayores reportes ni investigaciones en Chile. Por lo anterior, el objetivo fue asociar la hipoacusia neurosensorial a alteraciones vestibulares y/o de control postural. Se evaluó a un sujeto de sexo femenino, 13 años de edad, quien presentó múltiples cuadros de Otitis Media Aguda y fue diagnosticada con hipoacusia neurosensorial bilateral grado moderado. Antes del estudio, reportó desequilibrio y aumento de riesgo de caída. Se aplicaron test auditivos (timpanometría y audiometría), vestibulares (evaluación del VIII par craneal) y de control postural (posturógrafo y tests "Time up and go", Romberg y Romberg en tándem). Se encontraron alteradas la prueba de integración sensorial, con predominancia del hemicuerpo derecho, igualmente predominancia a alteraciones auditivas en el oído derecho ante pruebas que valoraron oído medio. Se observó una relación directa entre las alteraciones posturales y de equilibrio con el tipo y grado de pérdida auditiva que presenta el sujeto de estudio.

The acute otitis media is a middle ear infection with high prevalence in pediatric population, the complications could generate from sensorineural hearing loss to vestibular alteration and/or postural control, although, there aren´t report or researches of it in Chile. Therefore, the objective was to associate sensorineural hearing loss with vestibular alterations and/or postural control. We evaluated a female subject presenting multiple events of acute otitis media and she was diagnosed with sensorineural hearing loss middle grade. Before this study, she reported imbalance and falling risk. Hearing (tympanometry and audiometry), vestibular (evaluation of the VIII cranial nerve) and postural control tests were applied (posturography and "Time up and go", Romberg and Romberg in tandem test). It was found altered the integration sensorial test, with predominance to half body right and predominance of hearing impairment in the right ear to the middle ear evaluated evidence. It was observed a direct relation between postural alterations and balance with the hearing loss type from the subject of study.
Descritores: Otite Média/complicações
Vestíbulo do Labirinto/anormalidades
Perda Auditiva Neurossensorial/diagnóstico
-Otite Média/epidemiologia
Nervo Vestibulococlear
Ficha Clínica
Chile
Consentimento dos Pais
Equilíbrio Postural
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 460 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039474
Autor: Sena, Tereza Raquel Ribeiro de; Dourado, Solano Sávio Figueiredo; Antoniolli, Ângelo Roberto.
Título: Audição em altas frequências em trabalhadores rurais expostos a agrotóxicos / High frequency hearing among rural workers exposed to pesticides
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(10):3923-3932, Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Os agrotóxicos podem causar inúmeros problemas de saúde e são considerados agentes otoagressores. O objetivo deste estudo foi analisar as características auditivas nas altas frequências em trabalhadores com e sem exposição aos agrotóxicos, que apresentaram resultados normais na audiometria convencional. Estudo transversal com 87 trabalhadores, de ambos os gêneros, entre 19 e 59 anos, com vínculo de trabalho formal, informal e/ou que atuavam na agricultura familiar e realizaram Audiometria de Altas Frequências. O uso de glifosato foi relatado por 73% dos trabalhadores e as misturas de agrotóxicos diversos ocorreram em 78% deles. Não foi identificado uso adequado dos equipamentos de proteção individual recomendados para a atividade agrícola. Os trabalhadores expostos a agrotóxicos apresentaram piores resultados na Audiometria de Altas Frequências quando comparados aos que não tiveram contato com agrotóxicos (p < 0,0001). A Audiometria de Altas Frequências pode ser considerada um instrumento sensível para detectar, precocemente, alterações auditivas em trabalhadores expostos a agrotóxicos, e, seu uso em serviços de saúde poderá contribuir para as ações de vigilância em saúde do trabalhador.

Abstract Pesticides may cause a number of health problems and are considered oto-agressive agents. The objective of this study was to investigate the high frequency hearing characteristics of workers both with and without exposure to pesticides, that presented normal conventional audiometry. It involved a cross-sectional study with 87 workers, of both genders, between 19 and 59 years, with formal or informal jobs and some of whom worked with family agriculture, either using pesticides or not, who had taken High-Frequency Audiometry tests. The use of glyphosate was reported by 73% of workers and several pesticide mixtures occurred in 78% of them. There were no cases of proper use of personal protective equipment recommended for the activity. The workers exposed to pesticides had worse results in High-Frequency Audiometry tests in comparison with those who had no contact with pesticides (p < 0.0001). High-Frequency Audiometry has proved to be a useful and effective tool in the early detection of hearing loss caused by pesticides.
Descritores: Praguicidas/toxicidade
Exposição Ocupacional/efeitos adversos
Perda Auditiva/epidemiologia
Doenças Profissionais/epidemiologia
-População Rural
Audiometria
Estudos Transversais
Equipamento de Proteção Individual
Perda Auditiva/diagnóstico
Testes Auditivos
Pessoa de Meia-Idade
Doenças Profissionais/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 460 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785813
Autor: Duarte, Maycon; Gresele, Amanda Dal Piva; Pinheiro, Maria Madalena Canina.
Título: Temporal processing in postlingual adult users of cochlear implant / Processamento temporal em adultos pós-linguais usuários de implante coclear
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(3):304-309tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Postlingual adults demonstrate impressive performance in speech recognition in silence after cochlear implant (CI) surgery. However, problems in central hearing abilities remain, which complicates understanding in certain situations, such as in competitive listening and in the perception of suprasegmental aspects of speech. OBJECTIVE: To assess the temporal processing abilities in postlingual adult users of CI. METHODS: Cross-sectional and descriptive study, with a non-probabilistic sample for convenience. The population was divided into two groups. The study group consisted of 12 postlingual adult users of cochlear implants and the control group consisted of 12 adults with normal hearing, matched for age and gender with the control group. The Frequency Pattern Test and the Gaps in Noise test were selected to assess temporal processing. Free-field testing was applied at 50 dB SL. RESULTS: Adult users of cochlear implant attained a mean temporal threshold of 16.33 ms and scored 47.7% in the pattern frequency test; the difference was statistically significant in comparison with the control group. CONCLUSION: It was verified that postlingual adult users of cochlear implants have significant alterations in temporal processing abilities in comparison to adults with normal hearing.

Resumo Introdução: Os adultos pós-linguais apresentam ótimo desempenho no reconhecimento de fala no silêncio após a cirurgia de implante coclear. No entanto, permanecem com alterações nas habilidades auditivas centrais, dificultando a compreensão em situações de escuta competitiva e na percepção dos aspectos supra-segmentais da fala. Objetivo: Avaliar as habilidades do processamento temporal em adultos pós-linguais usuários de implante coclear. Método: O estudo foi do tipo transversal, descritivo com amostra não-probabilística por conveniência. A população foi distribuída em dois grupos. O grupo estudo foi composto por 12 adultos pós-linguais usuários de IC e o grupo controle por 12 adultos com audição normal pareados conforme faixa etária e sexo do grupo estudo. Para avaliar o processamento temporal foi selecionado o Teste Padrão de Frequência e o teste Gaps in Noise. Os testes foram aplicados em campo livre e a 50 dB NS. Resultados: Os adultos pós-linguais usuários de IC obtiveram limiar de acuidade temporal médio de 16,33 ms e desempenho de 47,7% de acertos no teste padrão de frequência, sendo que a diferença foi estatisticamente significante em relação ao grupo controle. Conclusão: Foi constatado que os adultos pós-linguais usuários de IC apresentam alterações nas habilidades do processamento temporal em relação aos adultos sem alterações auditivas.
Descritores: Vias Auditivas/fisiologia
Implantes Cocleares
Perda Auditiva/reabilitação
-Percepção Auditiva
Limiar Auditivo
Percepção da Fala
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Perda Auditiva/fisiopatologia
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 460 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bento, Ricardo Ferreira
Texto completo
Id: biblio-839411
Autor: Greters, Mario Edvin; Bittar, Roseli Saraiva Moreira; Grasel, Signe Schuster; Oiticica, Jeanne; Bento, Ricardo Ferreira.
Título: Hearing performance as a predictor of postural recovery in cochlear implant users / Desempenho auditivo como preditor de recuperação postural em usuários de implante coclear
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(1):16-22, Jan.-Feb. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective This study aimed to evaluate if hearing performance is a predictor of postural control in cochlear implant (CI) users at least six months after surgery. Methods Cross-sectional study including (CI) recipients with post-lingual deafness and controls who were divided into the following groups: nine CI users with good hearing performance (G+), five CI users with poor hearing performance (G−), and seven controls (CG). For each patient, computerized dynamic posturography (CDP) tests, a sensory organization test (SOT), and an adaptation test (ADT) were applied as dual task performance, with first test (FT) and re-test (RT) on the same day, including a 40–60 min interval between them to evaluate the short-term learning ability on postural recovery strategies. The results of the groups were compared. Results Comparing the dual task performance on CDP and the weighted average between all test conditions, the G+ group showed better performance on RT in SOT4, SOT5, SOT6, and CS, which was not observed for G− and CG. The G− group had significantly lower levels of short-term learning ability than the other two groups in SOT5 (p = 0.021), SOT6 (p = 0.025), and CS (p = 0.031). Conclusion The CI users with good hearing performance had a higher index of postural recovery when compared to CI users with poor hearing performance.

Resumo Objetivo O presente estudo teve por objetivo avaliar se o desempenho auditivo é preditor de controle postural em usuários de IC pelo menos seis meses após a cirurgia. Método Estudo transversal que consistiu em recipientes de implante coclear (IC) com surdez pós-lingual e controles, que foram divididos nos seguintes grupos: nove usuários de IC com bom desempenho auditivo (G+), cinco usuários de usuários de IC com desempenho auditivo insatisfatório (G-) e sete controles (GC). Aplicamos os testes de posturografia dinâmica computadorizada (PDC), de organização sensitiva (TOS) e de adaptação (TAd) como desempenho de dupla tarefa, primeiro teste (PT) e reteste (RT) no mesmo dia, com intervalo de 40-60 minutos entre testes, com o objetivo de avaliar a capacidade de aprendizado em curto prazo nas estratégias de recuperação postural. Comparamos os resultados dos testes. Resultados Na comparação do desempenho de dupla tarefa no teste PDC e a média ponderal entre todas as condições de teste, o grupo G+ demonstrou melhor desempenho no RT nos TOS4, TOS5, TOS6 e EC, o que não foi observado para os grupos G- e GC. O grupo G- obteve níveis significantemente mais baixos de capacidade de aprendizado em curto prazo vs. outros dois grupos no TOS5 (p = 0,021), TOS6 (p = 0,025) e EC (p = 0,031). Conclusão Usuários de IC com bom desempenho auditivo tiveram índice melhor de recuperação postural, quando comparados com usuários de IC com desempenho auditivo insatisfatório.
Descritores: Postura/fisiologia
Implantes Cocleares
Surdez/reabilitação
Equilíbrio Postural/fisiologia
-Percepção da Fala/fisiologia
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Surdez/fisiopatologia
Tontura/fisiopatologia
Tontura/reabilitação
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 460 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-951828
Autor: Novelli, Carolina Lino; Carvalho, Nádia Giulian de; Colella-Santos, Maria Francisca.
Título: Hearing in Noise Test, HINT-Brazil, in normal-hearing children / Teste de Reconhecimento de Fala no Ruído, HINT-Brasil, em crianças normo-ouvintes
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);84(3):360-367, May-June 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The auditory processing is related to certain skills such as speech recognition in noise. The HINT-Brazil test allows the measurement of the Speech/Noise ratio however there are no studies in the national literature that establish parameters for the child population. Objective: To analyze the performance of normal-hearing subjects aged 8-10 years old in tasks for speech recognition in noise using HINT test. Methods: Sixty schoolchildren were evaluated. They were between 8 and 10 years of age, of both genders, and had no auditory and school complaints, with results ranking within normality for the Basic Audiological Assessment and the Dichotic Digits Test. HINT-Brazil test was applied with headphones, with the Speech/Noise ratio in conditions of frontal noise, noise to the right, and noise to the left being investigated. The software calculated the Composite Noise, which corresponds to the weighted mean of the tested conditions. Results: There was no statistically significant difference between the ears, nor between the genders. There was a statistically significant difference for age ranges of 8 and 10 years, in situations with noise, and for Composite Noise. The age group of 10 years showed better performance than the age group of 8; the age group of 9 years did not show statistically significant difference regarding the other age ranges. We suggest the values of mean and standard deviation of the Speech/Noise ratio, considering the age ranges of: 8 years - Frontal Noise: −2.09 (±1.09); Right Noise: −7.64 (±1.72); Left Noise: −7.53 (±2.80); Composite Noise: −4.86 (±1.31); 9 years - Frontal Noise: −2.82 (±0.74); Right Noise: −8.49 (±2.24); Left Noise: −8.41 (±1.75); Composite Noise: −5.63 (±1.02); 10 years - Frontal Noise: −3.01 (±0.95); Right Noise: −9.47 (±1.43); Left Noise: −9.16 (±1.65); Composite Noise: −6.16 (±0.91). Conclusion: HINT-Brazil test is a simple and fast test, and is not difficult to performed with normal-hearing children. The results confirm that it is an efficient test to be used with the age range evaluated.

Resumo Introdução: O processamento auditivo está relacionado a determinadas habilidades, como o reconhecimento de fala no ruído. O teste HINT-Brasil permite a mensuração da relação Fala/Ruído, porém, não há na literatura nacional estudos que estabeleçam parâmetros para a população infantil. Objetivo: Analisar o desempenho de normo-ouvintes, de 8 a 10 anos, nas tarefas de reconhecimento de fala no ruído, por meio do teste HINT. Método: Avaliados 60 escolares, entre 8 e 10 anos, de ambos os gêneros, sem queixas auditivas e escolares, e com resultados dentro da normalidade para a Avaliação Audiológica Básica e o Teste Dicótico de Dígitos. O teste HINT-Brasil foi aplicado com fones de ouvido, sendo pesquisada a relação Fala/Ruído nas condições Ruído Frontal, Ruído à Direita e Ruído à Esquerda. O software calculou o Ruído Composto, que corresponde à média ponderada das condições testadas. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significante entre as orelhas, nem entre os gêneros. Houve diferença estatisticamente significante para as faixas de 8 e 10 anos, nas situações com ruído e para o Ruído Composto. A faixa etária de 10 anos apresentou desempenho melhor do que a faixa etária de 8; a faixa etária de 9 anos não apresentou diferença estatisticamente significante com relação as outras faixas etárias. Sugerimos os valores de Média e Desvio Padrão da relação F/R, considerando as faixas: 8 anos - RF: -2,09 (± 1,09); RD: -7,64 (± 1,72); RE: -7,53 (± 2,80); RC: -4,86 (± 1,31); 9 anos - RF: -2,82 (± 0,74); RD: -8,49 (± 2,24); RE: -8,41 (± 1,75); RC: -5,63 (± 1,02); 10 anos - RF: -3,01 (± 0,95); RD: -9,47 (± 1,43); RE: -9,16 (± 1,65); RC: -6,16 (± 0,91). Conclusão: O teste HINT-Brasil é um teste simples e rápido e não oferece dificuldades em seu uso com crianças normo-ouvintes; os resultados mostram se tratar de um teste eficaz para ser utilizado com a faixa etária avaliada.
Descritores: Limiar Auditivo/fisiologia
Localização de Som/fisiologia
Percepção da Fala/fisiologia
Teste do Limiar de Recepção da Fala/métodos
Estimulação Acústica/métodos
Testes Auditivos/métodos
-Reprodutibilidade dos Testes
Ruído
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 460 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lotufo, Paulo Andrade
Texto completo
Id: biblio-974377
Autor: Rolim, Laurie Penha; Samelli, Alessandra Giannella; Moreira, Renata Rodrigues; Matas, Carla Gentile; Santos, Itamar de Souza; Bensenor, Isabela Martins; Lotufo, Paulo Andrade.
Título: Effects of diabetes mellitus and systemic arterial hypertension on elderly patients' hearing / Effects of diabetes mellitus and systemic arterial hypertension on elderly patients' hearing
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);84(6):754-763, Nov.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Abstract Introduction: Chronic diseases can act as an accelerating factor in the auditory system degeneration. Studies on the association between presbycusis and diabetes mellitus and systemic arterial hypertension have shown controversial conclusions. Objective: To compare the initial audiometry (A1) with a subsequent audiometry (A2) performed after a 3 to 4-year interval in a population of elderly patients with diabetes mellitus and/or systemic arterial hypertension, to verify whether hearing loss in these groups is more accelerated when compared to controls without these clinical conditions. Methods: 100 elderly individuals participated in this study. For the auditory threshold assessment, a previous complete audiological evaluation (A1) and a new audiological evaluation (A2) performed 3-4 years after the first one was utilized. The participants were divided into four groups: 20 individuals in the diabetes mellitus group, 20 individuals in the systemic arterial hypertension group, 20 individuals in the diabetes mellitus/systemic arterial hypertension group and 40 individuals in the control group, matching them with each study group, according to age and gender. ANOVA and Kruskal-Wallis statistical tests were used, with a significance level set at 0.05. Results: When comparing the mean annual increase in the auditory thresholds of the A1 with the A2 assessment, considering each study group and its respective control, it can be observed that there was no statistically significant difference for any of the frequencies for the diabetes mellitus group; for the systemic arterial hypertension group, significant differences were observed after 4 kHz. For the diabetes mellitus and systemic arterial hypertension group, significant differences were observed at the frequencies of 500, 2 kHz, 3 kHz and 8 kHz. Conclusion: It was observed that the systemic arterial hypertension group showed the greatest decrease in auditory thresholds in the studied segment when compared to the other groups, suggesting that among the three studied conditions, hypertension seems to have the greatest influence on hearing.

Resumo: Introdução: Doenças crônicas podem atuar como fator de aceleração na degeneração do sistema auditivo. Os estudos sobre a associação da presbiacusia com o diabetes mellitus e com a hipertensão arterial sistêmica mostraram conclusões controversas. Objetivo: Comparar a audiometria inicial (A1) com uma audiometria sequencial (A2) feita com um intervalo de três a quatro anos em uma população de idosos portadores de diabetes mellitus e/ou hipertensão arterial sistêmica, a fim de saber se a perda de acuidade auditiva nesses grupos é mais acelerada comparados com controles sem essas condições clínicas. Método: Participaram deste estudo 100 idosos. Para a análise dos limiares auditivos, foram usadas: uma avaliação audiológica completa feita anteriormente (A1) e uma nova avaliação audiológica (A2) feita após três a quatro anos da primeira. Os participantes foram distribuídos em quatro grupos: 20 indivíduos no grupo com diabetes mellitus, 20 no grupo hipertensão arterial sistêmica, 20 no grupo diabetes mellitus/hipertensão arterial sistêmica e 40 indivíduos no grupo controle, foram pareados com cada grupo de estudo, de acordo com as características referentes a idade e sexo. Foram usados os testes estatísticos Anova e Kruskal-Wallis, com nível de significância de 0,05. Resultados: Na comparação da média de aumento anual dos limiares auditivos da avaliação A1 com a avaliação A2, considerando cada grupo estudo e seu respectivo controle, pode-se observar que para o grupo diabetes mellitus não houve diferença estatisticamente significante para qualquer das frequências; para o grupo hipertensão arterial sistêmica foram observadas diferenças significantes a partir de 4 kHz. Já para o grupo diabetes mellitus/hipertensão arterial sistêmica foram observadas diferenças significantes nas frequências de 500, 2k, 3k e 8 kHz. Conclusão: Verificou-se que o grupo hipertensão arterial sistêmica foi o que apresentou maior queda dos limiares auditivos no segmento estudado, quando comparado com os outros grupos, sugeriu que entre as três condições estudadas a hipertensão parece ser a que teve maior influência sobre a audição.
Descritores: Limiar Auditivo
Complicações do Diabetes/complicações
Diabetes Mellitus
Perda Auditiva/etiologia
Hipertensão/complicações
-Seguimentos
Estudos Longitudinais
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 46 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde