Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.382.375 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 466 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 47 ir para página                         

  1 / 466 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1151901
Autor: Díaz, María Victoria; Salvador, Noemí; Fernández, Juan José; Carmona-López, María Inés.
Título: Hipoacusia neurosensorial adquirida asociada a alteraciones vestibulares y / o control postural / Neurosensorial acquired hypoacusia associated with vestibular alterations and / or postural control
Fonte: J. health med. sci. (Print);5(1):51-60, Ene-Mar. 2019. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La otitis media aguda es una infección del oído medio con alta prevalencia en población pediátrica, las complicaciones pueden generar desde hipoacusia neurosensorial de diverso grado hasta alteración vestibular y/o control postural, aunque de ello no existen mayores reportes ni investigaciones en Chile. Por lo anterior, el objetivo fue asociar la hipoacusia neurosensorial a alteraciones vestibulares y/o de control postural. Se evaluó a un sujeto de sexo femenino, 13 años de edad, quien presentó múltiples cuadros de Otitis Media Aguda y fue diagnosticada con hipoacusia neurosensorial bilateral grado moderado. Antes del estudio, reportó desequilibrio y aumento de riesgo de caída. Se aplicaron test auditivos (timpanometría y audiometría), vestibulares (evaluación del VIII par craneal) y de control postural (posturógrafo y tests "Time up and go", Romberg y Romberg en tándem). Se encontraron alteradas la prueba de integración sensorial, con predominancia del hemicuerpo derecho, igualmente predominancia a alteraciones auditivas en el oído derecho ante pruebas que valoraron oído medio. Se observó una relación directa entre las alteraciones posturales y de equilibrio con el tipo y grado de pérdida auditiva que presenta el sujeto de estudio.

The acute otitis media is a middle ear infection with high prevalence in pediatric population, the complications could generate from sensorineural hearing loss to vestibular alteration and/or postural control, although, there aren´t report or researches of it in Chile. Therefore, the objective was to associate sensorineural hearing loss with vestibular alterations and/or postural control. We evaluated a female subject presenting multiple events of acute otitis media and she was diagnosed with sensorineural hearing loss middle grade. Before this study, she reported imbalance and falling risk. Hearing (tympanometry and audiometry), vestibular (evaluation of the VIII cranial nerve) and postural control tests were applied (posturography and "Time up and go", Romberg and Romberg in tandem test). It was found altered the integration sensorial test, with predominance to half body right and predominance of hearing impairment in the right ear to the middle ear evaluated evidence. It was observed a direct relation between postural alterations and balance with the hearing loss type from the subject of study.
Descritores: Otite Média/complicações
Vestíbulo do Labirinto/anormalidades
Perda Auditiva Neurossensorial/diagnóstico
-Otite Média/epidemiologia
Nervo Vestibulococlear
Ficha Clínica
Chile
Consentimento dos Pais
Equilíbrio Postural
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 466 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-962173
Autor: Meira, Tatiane Costa; Santana, Vilma Sousa; Ferrite, Silvia.
Título: Gender and other factors associated with the use of hearing protection devices at work / Gênero e fatores associados ao uso de equipamento de proteção auditiva no trabalho
Fonte: Rev. saúde pública (Online);49:76, 2015. tab.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . CNPq; . FAPESB.
Resumo: OBJECTIVE To analyze whether sociodemographic, occupational, and health-related data are associated with the use of hearing protection devices at work, according to gender. METHODS A cross-sectional study was conducted in 2006, using a random sample of 2,429 workers, aged between 18 and 65 years old, from residential sub-areas in Salvador, BA, Northeastern Brazil. Questionnaires were used to obtain sociodemographic, occupational, and health-related data. Workers who reported that they worked in places where they needed to shout in order to be heard were considered to be exposed to noise. Exposed workers were asked whether they used hearing protection devices, and if so, how frequently. Analyses were conducted according to gender, with estimates made about prevalence of the use of hearing protection devices, prevalence ratios, and their respective 95% confidence intervals. RESULTS Twelve percent (12.3%) of study subjects reported that they were exposed to noise while working. Prevalence of the use of hearing protection devices was 59.3% for men and 21.4% for women. Men from higher socioeconomic levels (PR = 1.47; 95%CI 1.14;1.90) and who had previous audiometric tests (PR = 1.47; 95%CI 1.15;1.88) were more likely to use hearing protection devices. For women, greater perceived safety was associated with the use of protection devices (PR = 2.92; 95%CI 1.34;6.34). This perception was specifically related to the presence of supervisors committed to safety (PR = 2.09; 95%CI 1.04;4.21), the existence of clear rules to prevent workplace injuries (PR = 2.81; 95%CI 1.41;5.59), and whether they were informed about workplace safety (PR = 2.42; 95%CI 1.23;4.76). CONCLUSIONS There is a gender bias regarding the use of hearing protection devices that is less favorable to women. The use of such devices among women is positively influenced by their perception of a safe workplace, suggesting that gender should be considered as a factor in hearing conservation programs.

OBJETIVO Analisar se dados sociodemográficos, ocupacionais e de saúde estão associados ao uso de equipamento de proteção auditiva no trabalho, segundo gênero. MÉTODOS Estudo transversal com amostra aleatória de 2.429 trabalhadores de 18 a 65 anos de subáreas de base domiciliar em Salvador, BA, no ano de 2006. Foram aplicados questionários para obtenção de dados sociodemográficos, ocupacionais e de saúde. Foram considerados expostos ao ruído aqueles que relataram trabalhar em local onde era necessário gritar para ser ouvido. Os trabalhadores expostos foram questionados sobre uso e regularidade do uso de equipamento de proteção auditiva. A análise foi conduzida por gênero, estimando-se a prevalência do uso do equipamento de proteção auditiva, razões de prevalência e os respectivos intervalos de 95% de confiança. RESULTADOS Entre os participantes do estudo, 12,3% referiram trabalhar expostos ao ruído. A prevalência do uso do equipamento de proteção auditiva foi 59,3% e 21,4%, para homens e mulheres, respectivamente. Entre os homens, maior nível socioeconômico (RP = 1,47; IC95% 1,14;1,90) e ter realizado audiometria (RP = 1,47; IC95% 1,15;1,88) foram fatores associados ao uso do equipamento. Entre as mulheres, a percepção de maior segurança associou-se ao uso do equipamento (RP = 2,92; IC95% 1,34;6,34). Essa percepção deveu-se, especialmente, à presença de supervisores comprometidos com a segurança (RP = 2,09; IC95% 1,04;4,21), à existência de regras claras para evitar acidentes de trabalho (RP = 2,81; IC95% 1,41;5,59) e ao recebimento de informações sobre segurança no trabalho (RP = 2,42; IC95% 1,23;4,76). CONCLUSÕES Há um viés de gênero em relação ao uso do equipamento de proteção auditiva menos favorável às mulheres em comparação com os homens. O uso do equipamento entre mulheres é influenciado positivamente pela percepção de um ambiente de trabalho seguro, sugerindo que o gênero precisa ser considerado nos programas de conservação auditiva.
Descritores: Dispositivos de Proteção das Orelhas/estatística & dados numéricos
Perda Auditiva Provocada por Ruído/prevenção & controle
Ruído Ocupacional/prevenção & controle
Doenças Profissionais/prevenção & controle
-Percepção
Fatores Socioeconômicos
Brasil
Fatores Sexuais
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Local de Trabalho
Testes Auditivos
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Idoso
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 466 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1101855
Autor: Marinho, Ana Carolina Alves; Pereira, Edirlene Cordeiro de Souza; Torres, Kleyse Kerlyne Costa; Miranda, Andreza Monforte; Ledesma, Alleluia Lima Losno.
Título: Evaluation of newborn hearing screening program / Avaliação de um programa de triagem auditiva neonatal
Fonte: Rev. saúde pública (Online);54:44, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To evaluate Newborn Hearing Screening Program of Hospital Regional de Sobradinho, from January 2016 to December 2017, according to Multiprofessional Committee on Auditory Health parameters and Joint Committee on Infant Hearing (JCIH) recommendations, as well as to describe the prevalence of risk factors for hearing loss within the study population and their impact on the respective program. METHOD This is a quantitative, cross-sectional and retrospective study that carefully analyzed registration books of screened newborns. It was established the prevalence of "pass" and "fail" in test and retest, retest percentage of attendance and referral for audiological diagnosis. Risk factors for hearing loss were described, as well as their influence on "pass" and "fail" rates. Inferential statistical analysis was performed using chi-square test and Anderson-Darling test, with 5% reliability index. RESULTS A total of 3,981 newborns were screened; 2,963 (74.4%) presented no risk factors whereas 1,018 (25.6%) did, prematurity being the most frequent (51.6%). In the test, 166 (4.2%) failed and 118 (71.1%) attended the retest. The referral rate for diagnosis was 0.3%. CONCLUSION Regarding the percentage of referral for diagnosis, the program reached indexes recommended by the Joint Committee on Infant Hearing and Multiprofessional Committee on Auditory Health. The most prevalent risk factor within the population was prematurity.

RESUMO OBJETIVO Avaliar o Programa de Triagem Auditiva Neonatal do Hospital Regional de Sobradinho, no período de janeiro de 2016 a dezembro de 2017, segundo os parâmetros do Comitê Multiprofissional em Saúde Auditiva e as recomendações do Joint Committee on Infant Hearing (JCIH), bem como descrever a prevalência dos indicadores de risco para deficiência auditiva na população estudada e seu impacto no respectivo programa. MÉTODO Trata-se de um estudo quantitativo, transversal e retrospectivo no qual foram analisados criteriosamente livros de registros dos neonatos triados. Foi estabelecida a prevalência de "passa" e "falha" no teste e reteste, o percentual de comparecimento para reteste e de encaminhamento para diagnóstico audiológico. Foram descritos os indicadores de risco para deficiência auditiva, bem como sua influência nos índices de "passa" e "falha". Foi realizada análise estatística inferencial utilizando o teste do qui-quadrado e o teste de Anderson-Darling, com índice de confiabilidade de 5%. RESULTADOS Foram triados 3.981 neonatos, 2.963 (74,4%) dos quais sem indicadores de risco e 1.018 (25,6%) com, sendo a prematuridade o mais frequente (51,6%). No teste, 166 (4,2%) falharam e 118 (71,1%) compareceram para o reteste. O índice de encaminhamento para diagnóstico foi de 0,3%. CONCLUSÃO O programa atingiu os índices recomendados pelo Joint Committee on Infant Hearing e pelo Comitê Multiprofissional em Saúde Auditiva quanto à porcentagem de encaminhamento para diagnóstico. O indicador de risco mais prevalente na população foi a prematuridade.
Descritores: Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Triagem Neonatal
Testes Auditivos/métodos
-Brasil/epidemiologia
Registros Médicos
Prevalência
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Triagem Neonatal/normas
Perda Auditiva/diagnóstico
Perda Auditiva/epidemiologia
Testes Auditivos/normas
Testes Auditivos/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 466 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131797
Autor: Rabelo, Maysa Bastos; Lopes, Marcia da Silva; Corona, Ana Paula; Carvalho, Jozélio Freire de; Araújo, Roberto Paulo Correia de.
Título: Habilidades cognitivas e desempenho nos testes de ordenação temporal em idosos / Cognitive abilities and performance in the temporal ordering tests for elderly people
Fonte: Audiol., Commun. res;25:e2272, 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: CAPES.
Resumo: RESUMO Objetivo Investigar a influência dos domínios cognitivos no desempenho do teste padrão de frequência e teste padrão de duração em idosos. Métodos estudo seccional, desenvolvido em indivíduos com idade entre 60 e 79 anos. Realizou-se entrevista, avaliação cognitiva por meio do Montreal Cognitive Assessment, avaliação audiológica periférica (audiometria tonal e vocal) e central (teste padrão de frequência e teste padrão de duração). Resultados Participaram do estudo 58 mulheres com média de idade de 66 anos e 2 meses e 28 homens, com média de idade de 68 anos e 3 meses. Verificou-se que as habilidades visuoespacial, de atenção, concentração e memória de trabalho apresentaram correlação com os testes temporais no sexo feminino e que a habilidade de linguagem apresentou correlação com o teste padrão de frequência. Já entre os homens, houve tendência à significância quanto à capacidade visuoespacial. Ademais, as mulheres apresentaram melhor desempenho na habilidade de memória. Conclusão Os aspectos cognitivos podem influenciar nos testes de ordenação temporal em indivíduos idosos, sobretudo do sexo feminino.

ABSTRACT Purpose To investigate the influence of cognitive domains on the performance of the pitch pattern sequence and duration pattern sequence tests among elderly people. Methods Cross-study realized among individuals aged between 60 to 79 years. We performed an interview, cognitive evaluation through Montreal Cognitive Assessment, peripheral audiologic evaluation (tonal and vocal audiometry) and central (pitch pattern sequence and duration pattern sequence). Results The study involved 58 women with average age of 66.2, and 28 men at an age average of 68.3. On the one hand, we observed that the visual-spatial abilities, attention, concentration and working memory present correlation with temporal tests in females and that language ability correlates with the standard frequency test. Among men, there was a tendency to significance in terms of visual-spatial abilities. Furthermore, women had better performance in memory ability. Conclusion Cognitive aspects may influence the temporal ordering tests among elderly individuals, especially females.
Descritores: Transtornos da Percepção Auditiva/diagnóstico
Envelhecimento
Testes de Estado Mental e Demência
Testes Auditivos
-Audiometria da Fala
Percepção Auditiva
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  5 / 466 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131794
Autor: Silva, Juliene Botti; Scharlach, Renata Coelho.
Título: A influência das curvas timpanométricas nos resultados das emissões otoacústicas / The influence of tympanometric curves on the results of otoacoustic emissions
Fonte: Audiol., Commun. res;25:e2261, 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Analisar as emissões otoacústicas evocadas produto de distorção (EOAPD) de indivíduos adultos entre 18 e 50 anos, com audição normal, e associar os resultados com os achados à timpanometria. Métodos Foram selecionados 27 prontuários de adultos com audição dentro dos padrões de normalidade, sem queixa auditiva, com curva timpanométrica do tipo A, Ad ou Ar, presença de reflexos acústicos, sem queixa de zumbido e de exposição frequente a níveis de pressão sonora elevados, com repouso auditivo mínimo de 14 horas no momento do exame e que realizaram o exame de emissões otoacústicas evocadas produto de distorção. Os resultados do exame de emissões otoacústicas foram analisados considerando os resultados das curvas timpanométricas apresentadas por estes indivíduos. Para análise dos dados foram aplicados testes não paramétricos e o nível de significância foi de 5%. Resultados foram analisados os resultados das emissões otoacústicas de 54 orelhas. Observou-se maior ocorrência da curva do tipo A em indivíduos sem queixas auditivas. Independente do lado, a maioria das orelhas que apresentou resposta presente ao exame de EOAPD, apresentou, também, curva timpanométrica normal. Observou-se correlação positiva entre a amplitude das EOAPD e o volume da orelha média para as frequências de 6000 Hz e uma tendência à significância em 4000 Hz Conclusão Foi possível concluir que há maior ocorrência de emissões otoacústicas presentes em indivíduos com audição normal e curva timpanométrica do tipo A e que a amplitude das EOAPD em 6000 Hz mostra-se menor nos indivíduos com audição normal e curva timpanométrica do tipo Ar ou Ad.

ABSTRACT Purpose To analyze distortion product evoked otoacoustic emissions in normal-hearing adults aged between 18 and 50 years old, and to associate the results with the findings of tympanometry. Methods 27 medical records were selected of adults with the following conditions: normal hearing; without auditory complaint; with type A, Ad or Ar tympanometric curve; with presence of acoustic reflexes; with no complaint of tinnitus or frequent exposure to high sound pressure levels; with minimal auditory rest of 14 hours at the time of the test, and who had undergone distortion product evoked otoacoustic emission (DPOAE) testing. The results of otoacoustic emissions were analyzed considering the results of the tympanometric curves presented by these individuals. For the data analysis, non-parametric tests were applied, and the level of significance was 5%. Results The results of otoacoustic emissions of 54 ears were analyzed. There was a greater occurrence of the type A curve in individuals without auditory complaints. Regardless of side, most ears whose response was present in the DPOAE test also presented normal tympanometric curve. There was a positive correlation between DPOAE amplitude and middle ear volume for the 6000Hz frequencies (p = 0.048) and a tendency to significance at 4000Hz (p = 0.054). Conclusion There was a higher occurrence of otoacoustic emissions present in normal-hearing individuals and type A tympanometric curve, and the amplitude of DPOAE at 6000Hz was smaller in normal-hearing individuals and type Ar or Ad tympanometric curve.
Descritores: Reflexo Acústico/fisiologia
Testes de Impedância Acústica
Emissões Otoacústicas Espontâneas/fisiologia
Testes Auditivos
-Audiometria
Limiar Auditivo
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  6 / 466 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1153981
Autor: Brückmann, Mirtes; Pagliarin, Karina Carlesso; Garcia, Michele Vargas.
Título: Mismatch negativity in older adults and its relationship with the cognitive and behavioral aspects of central auditory processing
Fonte: Clinics;76:e1830, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVES: This study aimed to describe and compare the performance of older adults with normal hearing and hearing impairments in mismatch negativity (MMN), correlate MMN with cognitive tasks and central auditory processing (CAP), and identify normal values for MMN in older adults. METHODS: This study had 54 participants. The Montreal Cognitive Assessment (MoCA) was used to assess cognition and the random gap detection test (RGDT), dichotic digit test (DDT), and speech to noise (SN) test were used to evaluate CAP. MMN was elicited with the verbal stimulus /da/ (frequent) and /ta/ (rare), and the latency, amplitude, duration, and area were analyzed. RESULTS: When comparing the normal-hearing group to those with hearing loss, there was no significant difference in MMN. When correlating MMN with MoCA, RGDT, DDT, and the SN test, there was a weak correlation between the MMN amplitude and the RGDT and DDT. When comparing the MMN of participants with normal and altered cognitive aspects and those with normal and altered DDT, the MMN duration was found to be affected by the DDT. The mean latency value of the MMN in the normal-hearing group was 199.8 ms, the amplitude was -2.2 µV, area was 116.1 µV/ms, and duration was 81.2 ms. CONCLUSION: Mild hearing loss did not influence MMN. There was no correlation between MMN and cognitive aspects, and there were weak correlations with CAP. Alterations in CAP led to longer durations in MMN. Normal values for MMN in adults aged between 60 and 77 years were generated.
Descritores: Percepção Auditiva
Fala
-Estimulação Acústica
Cognição
Potenciais Evocados Auditivos
Testes Auditivos
Ruído
Limites: Humanos
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 466 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001339
Autor: Rezende, Bárbara Antunes; Lemos, Stela Maris Aguiar; Medeiros, Adriane Mesquita de.
Título: Quality of life of children with poor school performance: association with hearing abilities and behavioral issues / Qualidade de vida de crianças com mau desempenho escolar: associação com as habilidades auditivas e aspectos comportamentais
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;77(3):147-154, Mar. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT The aim of the present study was to investigate the quality of life of children with poor school performance and its association with behavioral aspects and hearing abilities. Methods: This cross-sectional observational study, developed in a town in the state of Minas Gerais, Brazil, investigated a random sample of public school children, aged 7-12 years old, who performed poorly in school and received specialized educational assistance. The study comprised two stages: 1) collection of data from parents on their children's health, educational, and socioeconomic profile, and from the Strengths and Difficulties Questionnaire; 2) administration of a quality of life evaluation scale to the schoolchildren. For the assessment of auditory function, transient otoacoustic emissions were used and auditory processing was tested. The following tests were used: verbal sequential memory, nonverbal sequential memory, sound localization, dichotic digits, duration pattern test (flute) and random gap detection. The collected data were analyzed using Excel and STATA 11.0 software. Quality of life was considered the response variable. The explanatory variables were grouped for univariate and multivariate logistic regression analysis with the level of significance set at 5%. Results: A statistically significant association was found between impaired quality of life, altered pro-social behavior, and the absence of parental complaints about the children's written language development. Conclusions: Quality of life is impaired in children with poor school performance. The lack of parental complaints about written language and changes in social behavior increased the likelihood of a child having a poor quality of life.

RESUMO Investigar a qualidade de vida de crianças de 7 a 12 anos de idade com mau desempenho escolar e a associação com as características comportamentais e habilidades auditivas. Métodos: Estudo observacional transversal realizado com crianças de 7 a 12 anos de idade, com mau desempenho escolar das escolas públicas municipais de uma cidade do interior de Minas Gerais, Brasil, participantes de atendimentos educacionais especializados. Etapas: 1) coleta de informações com os pais sobre a saúde, perfil escolar e socioeconômico e preenchimento do Strengths and Difficulties Questionnaire; 2) etapa com as crianças para aplicação da Escala de Avaliação da Qualidade de Vida. Para a avaliação da função auditiva foram utilizadas as Emissões Otoacústicas Transientes e a avaliação do processamento auditivo, sendo os testes aplicados: teste de memória de sons verbais em sequência, teste de memória de sons não verbais em sequência, localização sonora, teste dicótico de dígitos, teste de padrão de duração (flauta) e Random Gap Detection. Os dados coletados foram analisados por meio dos programas Excel e STATA 11.0. Foi considerada como variável resposta a qualidade de vida e as variáveis explicativas foram agrupadas para análise de regressão logística uni e multivariada, considerando o nível de significância de 5%. Resultados: Foi encontrada associação estatística entre qualidade de vida prejudicada, comportamento pró-social alterado e ausência de queixa parental de linguagem escrita. Conclusão: A qualidade de vida está comprometida nas crianças com mau desempenho escolar. A ausência de queixa sobre o desenvolvimento da linguagem escrita e comportamento pró-social alterado aumentaram a chance de a criança apresentar qualidade de vida prejudicada.
Descritores: Qualidade de Vida/psicologia
Baixo Rendimento Escolar
Comportamento Infantil/fisiologia
Desempenho Acadêmico/psicologia
Audição/fisiologia
-Comportamento Social
Fatores Socioeconômicos
Brasil
Modelos Logísticos
Comportamento Infantil/psicologia
Desenvolvimento Infantil/fisiologia
Estudos Transversais
Análise Multivariada
Inquéritos e Questionários
Perda Auditiva/fisiopatologia
Perda Auditiva/psicologia
Testes Auditivos
Desenvolvimento da Linguagem
Transtornos do Desenvolvimento da Linguagem/fisiopatologia
Transtornos do Desenvolvimento da Linguagem/psicologia
Deficiências da Aprendizagem/fisiopatologia
Deficiências da Aprendizagem/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 466 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890191
Autor: Wagner, Julianne; Bonamigo, Andrea Wander; Oliveira, Fabiana de; Machado, Márcia Salgado.
Título: Monitoramento da audição e da linguagem na atenção primária à saúde: projeto piloto / Monitoring of hearing and language in primary health care: project pilot
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3599-3606, Nov. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo analisa a viabilidade da implantação de um programa de monitoramento do desenvolvimento auditivo e de linguagem no primeiro ano de vida. Trata-se de um estudo longitudinal prospectivo, no qual quarenta e um agentes comunitários de saúde foram convidados a monitorar mensalmente, por meio de um questionário já validado, a audição e a linguagem de crianças nascidos nas suas microáreas de atuação. Trinta e nove agentes comunitários de saúde aceitaram participar, havendo apenas duas recusas. Cinco desistiram da participação. Vinte e seis (66,66%) não realizaram o monitoramento, sete (17,94%) monitoraram de forma inadequada e apenas seis (15,38%) monitoraram adequadamente. Apenas uma criança falhou no questionário, a qual foi reencaminhada ao hospital em que realizou a triagem auditiva para reteste. Acredita-se que a elevada demanda de atividades destes profissionais foi o principal motivo para as dificuldades observadas neste projeto. Além disso, destaca-se a dificuldade no contato com as equipes de Estratégia Saúde da Família, bem como a inviabilidade de discussões presenciais permanentes e a influência dos supervisores dos agentes comunitários de saúde.

Abstract This article analyzes the feasibility of implementing a program that monitors the hearing and language development in the first year of life. It is a prospective longitudinal study, in which 41 community health workers were invited to monitor, on a monthly basis, by means of a questionnaire validated earlier, the hearing and language of children born in their micro areas of expertise. Thirty-nine community health workers agreed to participate, with only two refusals. Five gave up participating. Twenty-six (66.66%) did not perform monitoring, seven (17.94%) monitored improperly and only six (15.38%) monitored properly. Just one child failed the quiz, who was forwarded to the hospital that conducted the auditory screening for retesting. These professionals' high activity demand was considered the main reason for the difficulties encountered in this project. In addition, there is the difficulty to have contact with the Family Health Strategy teams, as well as the impossibility of permanent face-to-face discussions and the influence of the community health agents' supervisors.
Descritores: Programas de Rastreamento/métodos
Testes Auditivos/métodos
Desenvolvimento da Linguagem
-Atenção Primária à Saúde/métodos
Projetos Piloto
Estudos Prospectivos
Inquéritos e Questionários
Estudos Longitudinais
Agentes Comunitários de Saúde/normas
Agentes Comunitários de Saúde/estatística & dados numéricos
Audição/fisiologia
Limites: Humanos
Lactente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 466 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890193
Autor: Paschoal, Monique Ramos; Cavalcanti, Hannalice Gottschalck; Ferreira, Maria Ângela Fernandes.
Título: Análise espacial e temporal da cobertura da triagem auditiva neonatal no Brasil (2008-2015) / Spatial and temporal analysis of the coverage for neonatal hearing screening in Brazil (2008-2015)
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3615-3624, Nov. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo deste artigo é conhecer a cobertura da triagem auditiva neonatal no Brasil de janeiro de 2008 a junho de 2015. Trata-se de um estudo ecológico que utiliza como base o território nacional, através das Regiões de Articulação Urbana. Para o cálculo da porcentagem da cobertura da triagem foram utilizados o Sistema de Informação de Nascidos Vivos, o Sistema de Informações Ambulatoriais e o Sistema de Informações de Beneficiários da Agência Nacional de Saúde Suplementar. Foi realizada a análise exploratória dos mapas e a análise espacial estatística por meio do programa TerraView 4.2.2. A cobertura da triagem auditiva neonatal apresentou uma evolução de 9,3 para 37,2 % no período estudado. Em 2008-2009 observa-se que a porcentagem da cobertura variou de 0,00 a 79,92% e a maioria das regiões obteve cobertura entre 0,0 e 20%, já em 2014-2015 a cobertura variou entre 0,0 a 171,77% e observou-se um visível aumento da porcentagem da cobertura no país, principalmente na Região do Sul. A cobertura da triagem tem crescido ao longo do tempo, mas ainda é baixa e apresenta uma distribuição desigual no território, o que pode ser explicado pelas leis e políticas locais e pela disposição das diferentes modalidades de serviço de saúde auditiva no país.

Abstract This article seeks to establish the coverage of neonatal hearing screening in Brazil between January 2008 and June 2015. It is an ecological study that uses the country, through the Urban Articulation Regions, as a base. To calculate the screening coverage percentage, the Live Births Information System, the Outpatient Information System and the Beneficiaries of the National Supplementary Health Agency Information System were used. An exploratory analysis of maps and spatial statistical analysis was conducted using TerraView 4.2.2 software. The coverage of neonatal hearing screening saw an increase of 9.3% to 37.2% during the study period. In 2008-2009 it was observed that the percentage of coverage ranged from 0% to 79.92%, but most areas received coverage from 0% to 20%, though in 2014-2015 coverage ranged from 0% to 171.77%, and there was a visible increase in the percentage of coverage in the country, mainly in the Southern Region. The screening coverage has increased over time, but is still low with an uneven distribution in the territory, which may be explained by local laws and policies and by the existence of different types of auditory health service in the country.
Descritores: Triagem Neonatal/métodos
Transtornos da Audição/diagnóstico
Testes Auditivos/métodos
-Brasil
Triagem Neonatal/tendências
Análise Espaço-Temporal
Testes Auditivos/tendências
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 466 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890210
Autor: Costa-Guarisco, Letícia Pimenta; Dalpubel, Daniela; Labanca, Ludimila; Chagas, Marcos Hortes Nisihara.
Título: Percepção da perda auditiva: utilização da escala subjetiva de faces para triagem auditiva em idosos / Perception of hearing loss: use of the subjective faces scale to screen hearing among the elderly
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3579-3588, Nov. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo A presbiacusia é uma alteração prevalente na população idosa, porém subdiagnosticada, desta forma, é importante aprimorar instrumentos de triagem simples. A escala subjetiva de faces foi proposta como forma de avaliar a autopercepção auditiva do idoso e sua correlação com exames audiológicos. Foram avaliados todos os pacientes encaminhados para o serviço de audiologia de um centro de referência de atenção à saúde do idoso no período de fevereiro a novembro de 2013. Os pacientes foram examinados por meatoscopia, audiometria tonal e vocal e responderam a escala subjetiva de faces e o teste do sussurro. Participaram 164 idosos com média de idade de 77 anos. Encontrou-se boa correlação entre a escala subjetiva de faces e o limiar audiométrico (r = 0,66). Houve correspondência entre as faces e o grau da perda auditiva, sendo a face 1 correspondente a audição normal, face 2 a perda auditiva leve e face 3 a perda auditiva moderada grau I. Ao avaliar as qualidades psicométricas da escala subjetiva de faces, verificou-se que as faces 2 e 3 apresentam bons índices de sensibilidade e especificidade, com área sob a curva ROC de 0,81. A escala subjetiva de faces parece ser um bom instrumento complementar de triagem auditiva em serviços gerontológicos, de fácil aplicação e baixo custo.

Abstract Presbycusis is a disorder present among the elderly. However, it is under-diagnosed, making it important to develop and enhance simple screening tools. Objective: The subjective faces scale has been proposed as a method to assess auditory self-perception among the elderly, and its correlation with audiological tests. Methods: We looked at elderly patients referred to the audiology service of a reference center for the care of the elderly in a public university hospital between February and November 2013. Patients were submitted to meatoscopy, tonal and vocal audiometry and the whisper test. They also answered the subjective faces scale. A total of 164 elderly individuals participated, and the average age was 77. Results: We found a good correlation between the subjective faces scale and audiometry thresholds (r = 0.66). Our results show that the faces and hearing loss correlate, with face 1 corresponding to normal hearing, face 2 to mild hearing loss, and face 3 to Grade I moderate hearing loss. When evaluating the psychometric qualities of the subjective faces scale, we found that faces 2 or 3 have good sensitivity and specificity, with the area under the ROC curve being 0.81. Conclusion: The subjective faces scale seems to be a good, low-cost and easy to use supplementary tool for auditory screening in geriatric services.
Descritores: Presbiacusia/diagnóstico
Audiometria/métodos
Programas de Rastreamento/mortalidade
Testes Auditivos/métodos
-Percepção
Psicometria
Encaminhamento e Consulta
Avaliação Geriátrica/métodos
Estudos Transversais
Sensibilidade e Especificidade
Serviços de Saúde para Idosos
Audição
Hospitais Universitários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 47 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde