Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.386.700.660 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 332 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 34 ir para página                         

  1 / 332 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1014638
Autor: Modena, Débora Aparecida Oliveira; Moreira, Marcos Mello; Paschoal, Ilma Aparecida; Pereira, Mônica Corso; Martins, Luiz Cláudio; Cazzo, Everton; Chaim, Elinton Adami.
Título: Respiratory evaluation through volumetric capnography among grade III obese and eutrophic individuals: a comparative study
Fonte: Säo Paulo med. j;137(2):177-183, Mar.-Apr. 2019. tab.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: ABSTRACT BACKGROUND: Excess trunk body fat in obese individuals influences respiratory physiological function. The aims of this study were to compare volumetric capnography findings (VCap) between severely obese patients and normal-weight subjects and to assess whether there is any association between neck circumference (NC), waist-hip ratio (WHR) and VCap among grade III obese individuals. DESIGN AND SETTING: Analytical observational case-matched cross-sectional study, University of Campinas. METHODS: This cross-sectional study compared VCap variables between 60 stage III obese patients and 60 normal-weight individuals. RESULTS: In comparison with the normal-weight group, obese patients presented higher alveolar minute volume (8.92 ± 4.94 versus 6.09 ± 2.2; P = < 0.0001), CO2 production (278 ± 91.0 versus 209 ± 60.23; P < 0.0001), expiratory tidal volume (807 ± 365 versus 624 ± 202; P = 0.005), CO2 production per breath (21.1 ± 9.7 versus 16.7 ± 6.16; P = 0.010) and peak expiratory flow (30.9 ± 11.9 versus 25.5 ± 9.13; P = 0.004). The end-expiratory CO2 (PetCO2) concentration (33.5 ± 4.88 versus 35.9 ± 3.79; P = 0.013) and the phase 3 slope were normalized according to expired tidal volume (0.02 ± 0.05 versus 0.03 ± 0.01; P = 0.049) were lower in the obese group. CONCLUSIONS: The greater the NC was, the larger were the alveolar minute volume, anatomical dead space, CO2 production per minute and per breath and expiratory volume; whereas the smaller were the phase 2 slope (P2Slp), phase 3 slope (P3Slp) and pressure drop in the mouth during inspiration.
Descritores: Obesidade Mórbida/fisiopatologia
Volume de Ventilação Pulmonar/fisiologia
Ventilação Pulmonar/fisiologia
-Espirometria
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Capnografia
Relação Cintura-Quadril
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 332 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Massad, Eduardo
Texto completo
Id: biblio-890687
Autor: Garcia, Mauricio Koprowski; Rizzo, Limanara; Yazbek-Júnior, Paulo; Yutiyama, Daniela; Silva, Fabiola Jomar da; Matheus, Denise; Mastrocolla, Luiz Eduardo; Massad, Eduardo.
Título: Cardiorespiratory performance of coronary artery disease patients on land versus underwater treadmill tests: a comparative study
Fonte: Clinics;72(11):667-674, Nov. 2017. tab, graf, ilus.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To compare responses to a cardiopulmonary exercise test on land versus on an underwater treadmill, to assess the cardiorespiratory performance of coronary artery disease patients while immersed in warm water and to compare with the performance of healthy individuals. METHODS: The sample population consisted of 40 subjects, which included 20 coronary artery disease patients aged 63.7±8.89 years old, functional class I and II, according to the New York Hearth Association, and 20 healthy subjects aged 64.7±7.09 years old. The statistical significances were calculated through an ANOVA test with a (1 - β) power of 0.861. ClinicalTrials.gov: NCT00989248 (22). RESULTS: Significant differences were uncovered in coronary artery disease group regarding the variables heart beats (HB), (p>0.01), oxygen consumption (VO2), (p>0.01) and carbon dioxide production (VCO2) (p<0.01). Also, for the same group, in relation to the environment, water versus on land for HB, VO2, VCO2 and oxygen for each heart beat (VO2/HB) all of than (p<0.01). The stages for data collected featured the subject's performance throughout the experiment, and within the given context, variables rating of perceived exertion (RPE), HB, VO2, VCO2 and VO2/HB (p<0.01) showed significant interactions between test stages and environment. Additionally, there was a significant interaction between the etiology and the test stages for the variables HB, VO2 and VCO2 (p<0.01). Electrocardiographic changes compatible with myocardial ischemia or arrhythmia were not observed. The subjects exhibited lower scores on Borg's perceived exertion scale in the water than at every one of the test stages on land (p<0.01). CONCLUSION: This study show that a cardiopulmonary exercise test can be safely conducted in subjects in immersion and that the procedures, resources and equipment used yielded replicable and reliable data. Significant differences observed in water versus on land allow us to conclude that coronary artery disease patients are able to do physical exercise in water and that the physiological effects of immersion do not present any risk for such patients, as exercise was well tolerated by all subjects.
Descritores: Consumo de Oxigênio/fisiologia
Doença da Artéria Coronariana/reabilitação
Ventilação Pulmonar/fisiologia
Teste de Esforço/métodos
Frequência Cardíaca/fisiologia
Imersão
-Fatores de Tempo
Doença da Artéria Coronariana/fisiopatologia
Estudos de Casos e Controles
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 332 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-538338
Autor: Tebexreni, Antonio Sergio; Alves, Alexandre Novakoski F; Fuchs, Ângela; Hossri, Carlos Alberto Cordeiro.
Título: Conceitos fisiológicos de importância para a compreensão das variáveis envolvidas no teste ergométrico e no teste ergométrico e no teste cardiopulmonar / Relevant physiological concepts for the undertanding of variables involved in exercise tests and cardiopulmonary exercise tests
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;19(3):378-396, jul.-set. 2009. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Há muitos anos a utilização de testes com exercício programado ganhou importância e destaque como método auxiliar diagnóstico e prognóstico. Considerando-se o grande desenvolvimento tecnológico das últimas décadas, a associação de novos métodos de investigação e provas de esforço definitivamente se configura como ferramenta de relevância no manejo clínico, permitindo a obtenção de informações inquestionáveis no seguimento de pacientes com doenças cardíovasculares. Adicionalmente presta-se à caracterização e avaliação evolutiva da aptidão física em indivíduos saudáveis e atletas que procuram se aprimorar por meio de programas específicos de treinamento. Nesse contexto, o teste cardiopulmonar ou ergoespirométrico destaca-se como método de importante valor agregado por permitir a análise de variáveis clínicas, eletrocardiográficas, hemodinâmicas e respiratórias, que refletem os ajustes cardiovasculares e respiratórios desencadeados pelo exercício...
Descritores: Débito Cardíaco/fisiologia
Exercício Físico/fisiologia
Ventilação Pulmonar/fisiologia
-Frequência Cardíaca
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  4 / 332 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-875296
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde.
Título: Implante de válvulas endobronquiais unidirecionais para o tratamento do enfisema pulmonar heterogêneo / Implantation of unidirectional endobronchial valves for the treatment of heterogeneous pulmonary emphysema.
Fonte: Brasília; CONITEC; 2014.
Idioma: pt.
Resumo: CONTEXTO: O enfisema, que se encaixa dentro do espectro de Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas (DPOC), é caracterizado pela destruição do tecido alveolar e pela fragilidade estrutural provocada por elastólise e obstrução de vias aéreas, por sua vez provocada por perda de sustentação ou por alterações inflamatórias nas paredes das vias aéreas. A limitação de fluxo aéreo é progressiva e está associada a uma resposta inflamatória anormal do pulmão a partículas ou gases nocivos, dentre os quais 75% são provenientes do tabagismo. A lesão nos tecidos pulmonares causa uma diminuição de elasticidade, hiperinsuflação progressiva e aprisionamento de ar, sendo essas as consequências mais devastadoras do enfisema. Em consequência disso, ocorre comprometimento da capacidade de exercício por conta do aumento do tamanho do pulmão, que atinge um volume que impede sua expansão e funcionamento adequados na caixa torácica, e perda de qualidade de vida. Do ponto de vista terapêutico, os medicamentos broncodilatadores apresentam resposta limitada nessa doença e, tendo em vista que o maior objetivo do tratamento do enfisema é reduzir o ar aprisionado, várias abordagens terapêuticas invasivas ganharam destaque na investigação científica. No âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), existem três formas de tratamento para pacientes com enfisema pulmonar: tratamento clínico, tratamento cirúrgico e o transplante pulmonar. A Cirurgia Redutora do Volume Pulmonar (CRVP) é o procedimento de escolha a ser comparado ao método proposto pelo demandante, ou seja, o implante broncoscópico de válvulas endobronquiais unidirecionais. TRATAMENTO RECOMENDADO: Os objetivos terapêuticos em pacientes com DPOC são direcionados a aliviar parte da obstrução das vias aéreas que é reversível; controlar a tosse e a produção de secreções; eliminar e evitar as infecções das vias aéreas; aumentar a tolerância ao exercício ao máximo permitido pelo nível individual de déficit fisiológico; controlar as complicações médicas, como hipoxemia arterial e problema cardiovasculares; evitar o fumo e outros irritantes das vias aéreas e aliviar a ansiedade e a depressão. As modalidades de tratamento para DPOC consistem em terapia com broncodilatadores, corticóides inalatórios, antibióticos, oxigenoterapia, ventilação mecânica e intervenção cirúrgica. A cessação do tabagismo é o mais simples e efetivo modo para redução do risco de DPOC e interrupção de sua progressão. Quando o tratamento medicamentoso máximo não é suficiente para compensar o quadro de doença brônquica a que costuma estar associado, a alternativa médica que resta é o treinamento físico para melhorar a eficiência dos músculos respiratórios e acessórios, reduzir o consumo de oxigênio e aumentar a tolerância à dispneia (conhecida como reabilitação respiratória). Enquanto os pacientes com predominância do componente de bronquite crônica são passíveis de um maior número de opções terapêuticas, aqueles com predomínio de enfisema têm, na reabilitação respiratória e nos cuidados nutricionais, os maiores recursos de manejo clínico. Há muito se busca alternativas para o tratamento de pacientes com enfisema, em função dessas limitações ao tratamento clínico. A TECNOLOGIA: A tecnologia aqui proposta para o tratamento do enfisema grave, forma heterogênea, possui registro n° 8015901001 na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desde 2008. Consiste no implante permanente, via broncoscópica, de válvulas unidirecionais. Essas válvulas são projetadas para controlar o fluxo de ar a fim de melhorar a função pulmonar em pacientes com enfisema heterogêneo e/ou reduzir escapes de ar. O uso das válvulas endobronquiais, usualmente, retira os pacientes com grave disfunção pulmonar do suporte respiratório (entubação endotraqueal/ assistência ventilatória), melhorando de forma muito significativa sua qualidade de vida. Esses são os doentes que não apresentam condições cirúrgicas para o transplante pulmonar. Por outro lado, permite condições de espera para aqueles doentes que aguardam o transplante pulmonar, obviamente, quando indicado. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A evidência atualmente disponível sobre eficácia, efetividade e segurança da válvula endobronquial para tratamento do enfisema pulmonar heterogêneo foi baseada em oito estudos observacionais (série de casos) e dois ensaios clínicos randomizados, com nível de evidência baixo ou muito baixo e grau de recomendação fraco em favor da tecnologia (GRADE). Nesse sentido, os resultados apresentados pelos estudos indicam que o implante de válvulas endobronquiais é seguro em curto prazo, apresenta melhora de discreta a moderada na função pulmonar e na qualidade de vida. No entanto, essas evidências incluem dados de pacientes que tiveram e daqueles que não tiveram avaliação de ventilação colateral, fato que especialistas aconselham como fundamental para a seleção do tratamento atualmente. As evidências de segurança em curto prazo são adequadas, mas evidências de segurança em longo prazo ainda são insuficientes. DELIBERAÇÃO FINAL: Os membros da CONITEC, presentes na 26ª reunião da CONITEC, realizada no dia 09/06/2014, deliberaram, por unanimidade, por não recomendar a incorporação da válvula endobronquial ZEPHYR unidirecional para o tratamento do enfisema pulmonar heterogêneo associado à ventilação colateral reduzida. DECISÃO: PORTARIA Nº 33, de 26 de setembro de 2014 - Torna pública a decisão de não incorporar o implante de válvulas endobronquiais unidirecionais para o tratamento do enfisema pulmonar heterogêneo no âmbito do Sistema Único de Saúde ­ SUS.
Descritores: Enfisema Pulmonar/reabilitação
Valva Pulmonar
Ventilação Pulmonar
Implantação de Prótese
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Análise Custo-Benefício
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 332 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-974906
Autor: Rehder-Santos, Patricia; Minatel, Vinicius; Ribeiro, Bruno Araújo; Ducatti, Richard; Moura-Tonello, Silvia Cristina Garcia de; Roscani, Meliza Goi; Reis, Michel da Silva; Silva, Ester; Catai, Aparecida Maria.
Título: Age is the main factor related to expiratory flow limitation during constant load exercise
Fonte: Clinics;73:e439, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq; . CNPq.
Resumo: OBJECTIVE: The objective of this study was to investigate the interaction among the determinants of expiratory flow limitation (EFL), peak oxygen uptake (VO2peak), dysanapsis ratio (DR) and age during cycling at different intensities in young and middle-aged men. METHODS: Twenty-two (11 young and 11 middle-aged) men were assessed. Pulmonary function tests (DR), cardiopulmonary exercise tests (VO2peak) and two constant load tests (CLTs) at 75% (moderate intensity) and 125% (high intensity) of the gas exchange threshold were performed to assess EFL. EFL was classified using the percentage of EFL determined from both CLTs (mild: 5%-30%, moderate: 30%-50%, severe: >50%). RESULTS: Only the middle-aged group displayed EFL at both exercise intensities (p<0.05). However, the number of participants with EFL and the percentage of EFL were only associated with age during high-intensity exercise. CONCLUSIONS: There was no interaction between the determinants. However, age was the only factor that was related to the presence of EFL during exercise in the age groups studied.
Descritores: Consumo de Oxigênio/fisiologia
Exercício Físico/fisiologia
Volume Expiratório Forçado/fisiologia
Fatores Etários
Ventilação Pulmonar/fisiologia
Teste de Esforço/métodos
-Testes de Função Respiratória
Estudos Transversais
Estudos Prospectivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 332 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
ARAUJO, SEBASTIAO
Texto completo
Id: biblio-843448
Autor: Macedo, Ana Carolina Longui; Martins, Luiz Claudio; Paschoal, Ilma Aparecida; Ovalle, Carlos Cesar Ivo Sant'Ana; Araújo, Sebastião; Moreira, Marcos Mello.
Título: PetCO2, VCO2 and CorPP values in the successful prediction of the return of spontaneous circulation: an experimental study on unassisted induced cardiopulmonary arrest
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc = Braz. j. cardiovasc. surg. (impr.);31(6):468-473, Nov.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . FAEPEX.
Descritores: Dióxido de Carbono/fisiologia
Volume de Ventilação Pulmonar/fisiologia
Ventilação Pulmonar/fisiologia
Circulação Coronária/fisiologia
Parada Cardíaca/fisiopatologia
-Prognóstico
Suínos
Modelos Animais de Doenças
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 332 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-958398
Autor: Reis, Hugo Valverde; Sperandio, Priscila Abreu; Correa, Clynton Lourenço; Guizilini, Solange; Neder, José Alberto; Borghi-Silva, Audrey; Reis, Michel Silva.
Título: Association of oscillatory ventilation during cardiopulmonary test to clinical and functional variables of chronic heart failure patients
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc = Braz. j. cardiovasc. surg. (impr.);33(2):176-182, Mar.-Apr. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: The aim of this study is to characterize the presence of exercise oscillatory ventilation (EOV) and to relate it with other cardiopulmonary exercise test (CET) responses and clinical variables. Methods: Forty-six male patients (age: 53.1±13.6 years old; left ventricular ejection fraction [LVEF]: 30±8%) with heart failure were recruited to perform a maximal CET and to correlate the CET responses with clinical variables. The EOV was obtained according to Leite et al. criteria and VE/VCO2 > 34 and peak VO2 < 14 ml/kg/min were used to assess patients' severity. Results: The EOV was observed in 16 of 24 patients who performed the CET, as well as VE/VCO2 > 34 and peak VO2 < 14 ml/kg/min in 14 and 10 patients, respectively. There was no difference in clinical and CET variables of the patients who presented EOV in CET when compared to non-EOV patients. Also, there was no difference in CET and clinical variables when comparing patients who presented EOV and had a VE/VCO2 slope > 34 to patients who just had one of these responses either. Conclusion: The present study showed that there was an incidence of patients with EOV and lower peak VO2 and higher VE/VCO2 slope values, but they showed no difference on other prognostic variables. As well, there was no influence of the presence of EOV on other parameters of CET in this population, suggesting that this variable may be an independent marker of worst prognosis in HF patients.
Descritores: Exercício Físico/fisiologia
Ventilação Pulmonar/fisiologia
Teste de Esforço/métodos
Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia
-Consumo de Oxigênio/fisiologia
Prognóstico
Valores de Referência
Volume Sistólico/fisiologia
Índice de Gravidade de Doença
Capacidade Vital/fisiologia
Antropometria
Volume Expiratório Forçado/fisiologia
Estudos Transversais
Estatísticas não Paramétricas
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 332 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-481042
Autor: Silva, Baldomero Antonio Kato; Duarte, Cinthia Centurião; Pereira, Daniel Martins; Carvalho, Paulo de Tarso Camillo de.
Título: Influência da manobra de aumento do fluxo expiratório no volume pulmonar de pacientes adultos ventilados mecanicamente / Influence of expiratory flow maneuver increase on pulmonary volume of sdults patients mechanically ventilated
Fonte: Rev. Ter. Man;6(23):54-58, jan.-fev. 2008. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi analisar a influência da mochila na controle postural em escolares de 11 a 13 anos por meio da análise de dados estabilométricos. Foram selecionados 42 escolares de ambos os sexos (15 do sexo feminino e 27 do sexo masculino), com idade média de 11,88636+0,492445 anos, os quais se enquadravam nos critérios de inclusão. A análise estabilométrica foi realizada em dois momentos: primeiro com a criança posicionada na plataforma de força sem mochila por um período de 30 segundos e a segunda foi realizada da mesma maneira, porém com uso da mochila escolar. para análise estatística foi utilizados os dados estabilométricos de deslocamento radial e da velocidade de deslocamento. Os resultados obtidos demonstraram que os escolares ao utilizar a mochila aumentaram a velocidade de deslocamento (p=0,000364). foi possível comprovar que a velocidade de deslocamento do pé esquerdo (PE) foi maior em relação ao direito (PD) sem mochila (p=0,000458) e com mochila (p=0,00639). O deslocamento radial (Rd) do corpo foi maior com mochila do que sem (p= 0,0502). Ao comparar pé direito com pé esquerdo sem mochila (p=0,71892) e com mochila (p=1) não se encontro dados estatisticamente significantes. Concluiu-se por meio deste estudo que os escolares ao utilizarem suas mochilas com materiais diáticos aumentam a velocidade de deslocamento para se manterem equilibrados, o que demonstra que a mochila escolar interfere no controle posturais desses alunos.
Descritores: Modalidades de Fisioterapia
Respiração Artificial
Ventilação Pulmonar
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  9 / 332 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1097118
Autor: Pedroso, Daniel Alexandre Dias; Pereira, Telmo; Conde, Jorge.
Título: Padrão ventilatório e capacidade muscular em idosos: projeto AGA@4life / Respiratory function and muscular capacity in old adults: the AGA@4life project
Fonte: Geriatr., Gerontol. Aging (Impr.);13(4):183-189, out-.dez.2019. tab, graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: As alterações musculares que acompanham o envelhecimento, traduzidas numa diminuição quer na massa quer na capacidade de trabalho da musculatura, condicionam diminuições na força e resistência ao esforço no idoso. OBJETIVO: Correlacionar a perda de capacidade de trabalho muscular com as possíveis alterações ventilatórias derivadas dessa perda em idosos. MÉTODOS: Estudo transversal com 18 adultos voluntários com idade superior a 65 anos (13 do sexo feminino e cinco do sexo masculino), incluídos no Projeto AGA@4life. Todos os participantes realizaram provas funcionais respiratórias com espirômetro Flowhandy ZAN 100, e foi-lhes avaliada a força de preensão com um dinamômetro apropriado. Avaliaram-se ainda a composição corporal por bioimpedância e o perfil nutricional. RESULTADOS: Observou-se associação significativa entre a percentagem de massa magra e diversos parâmetros espirométricos, nomeadamente o volume expiratório máximo no primeiro segundo (VEMS), a capacidade vital forçada (CVF), o débito expiratório máximo a 25% da CVF (DEM25), o débito expiratório máximo a 50% da CVF (DEM50), o débito expiratório máximo entre 25 e 75% da capacidade vital forçada (DEM25/75) e o débito expiratório máximo (PEF). Também, a autoeficácia no exercício se associou significativamente com VEMS, CVF, DEM25, DEM50, DEM75 e DEM25/75 e PEF. Constatou-se ainda correlação significativa e positiva da percentagem de massa magra com a força de preensão. CONCLUSÕES: Os resultados demonstram associação entre a função ventilatória e parâmetros funcionais e clínicos característicos da sarcopenia, sugerindo a partilha de mecanismos fisiopatológicos na limitação observada com o agravamento desses parâmetros.

INTRODUCTION: Age-related muscle changes, translated into a decrease both in muscle imass and functionality, are determinants of a decrease in strength and resistance to exercise in older adults. OBJECTIVE: To correlate the loss of muscle mass and functionality with the respiratory function in older adults. METHODS: Cross-sectional study including 18 volunteers with age above 65 years (13 women and 5 men) included in the AGA@4life Project. All participants performed functional respiratory tests with an Flowhandy ZAN 100 spirometer, and handgrip strength was assessed with an appropriate dynamometer. Nutritional profile was assessed and body composition was evaluated via bioimpedance. RESULTS: There was a significant association between the percentage of lean mass and several spirometric parameters, namely the FEV1, FVC, PEF25, PEF50, PEF25/75 and PEF. Significant associations were also found with the self-efficacy for exercise and the same respiratory parameters. A significant and positive correlation was observed between the percentage of lean mass and handgrip strength. CONCLUSIONS: The results show an association between respiratory function and functional and clinical parameters characteristic of sarcopenia, suggesting common pathophysiological mechanisms in the limitation observed with the worsening of these parameters.
Descritores: Composição Corporal/fisiologia
Pesos e Medidas Corporais
Ventilação Pulmonar/fisiologia
Sarcopenia
-Testes de Função Respiratória
Avaliação Geriátrica
Força da Mão/fisiologia
Força Muscular/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  10 / 332 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Araújo, Cláudio Gil Soares de
Texto completo
Id: biblio-827864
Autor: Herdy, Artur Haddad; Ritt, Luiz Eduardo Fonteles; Stein, Ricardo; Araújo, Claudio Gil Soares de; Milani, Mauricio; Meneghelo, Romeu Sérgio; Ferraz, Almir Sérgio; Hossri, Carlos; Almeida, Antonio Eduardo Monteiro de; Fernandes-Silva, Miguel Morita; Serra, Salvador Manoel.
Título: Cardiopulmonary Exercise Test: Background, Applicability and Interpretation / Teste Cardiopulmonar de Exercício: Fundamentos, Aplicabilidade e Interpretação
Fonte: Arq. bras. cardiol;107(5):467-481, Nov. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Cardiopulmonary exercise test (CPET) has been gaining importance as a method of functional assessment in Brazil and worldwide. In its most frequent applications, CPET consists in applying a gradually increasing intensity exercise until exhaustion or until the appearance of limiting symptoms and/or signs. The following parameters are measured: ventilation; oxygen consumption (VO2); carbon dioxide production (VCO2); and the other variables of conventional exercise testing. In addition, in specific situations, pulse oximetry and flow-volume loops during and after exertion are measured. The CPET provides joint data analysis that allows complete assessment of the cardiovascular, respiratory, muscular and metabolic systems during exertion, being considered gold standard for cardiorespiratory functional assessment.1-6 The CPET allows defining mechanisms related to low functional capacity that can cause symptoms, such as dyspnea, and correlate them with changes in the cardiovascular, pulmonary and skeletal muscle systems. Furthermore, it can be used to provide the prognostic assessment of patients with heart or lung diseases, and in the preoperative period, in addition to aiding in a more careful exercise prescription to healthy subjects, athletes and patients with heart or lung diseases. Similarly to CPET clinical use, its research also increases, with the publication of several scientific contributions from Brazilian researchers in high-impact journals. Therefore, this study aimed at providing a comprehensive review on the applicability of CPET to different clinical situations, in addition to serving as a practical guide for the interpretation of that test.

Resumo O teste cardiopulmonar de exercício (TCPE) vem ganhando importância crescente como método de avaliação funcional tanto no Brasil quanto no Mundo. Nas suas aplicações mais frequentes, o teste consiste em submeter o indivíduo a um exercício de intensidade gradativamente crescente até a exaustão ou o surgimento de sintomas e/ou sinais limitantes. Neste exame se mensura a ventilação (VE), o consumo de oxigênio (VO2), a produção de gás carbônico (VCO2) e as demais variáveis de um teste de exercício convencional. Adicionalmente, podem ser verificadas, em situações específicas, a oximetria de pulso e as alças fluxo-volume antes, durante e após o esforço. A análise integrada dos dados permite a completa avaliação dos sistemas cardiovascular, respiratório, muscular e metabólico no esforço, sendo considerado padrão-ouro na avaliação funcional cardiorrespiratória.1-6 O TCPE permite definir mecanismos relacionados à baixa capacidade funcional, os quais podem ser causadores de sintomas como a dispneia, correlacionando-os com alterações dos sistemas cardiovascular, pulmonar e musculoesquelético. Também pode ser de grande aplicabilidade na avaliação prognóstica em cardiopatas, pneumopatas e em pré-operatório, além de auxiliar na prescrição mais criteriosa do exercício em sujeitos normais, em atletas, em cardiopatas e em pneumopatas. Assim como ocorre com o uso clínico, a pesquisa nesse campo também cresce e várias contribuições científicas de pesquisadores nacionais são publicadas em periódicos de alto fator de impacto. Sendo assim, o objetivo deste documento é fornecer uma revisão ampla da aplicabilidade do TCPE nas diferentes situações clínicas, bem como servir como guia prático na interpretação desse teste propedêutico.
Descritores: Consumo de Oxigênio/fisiologia
Ventilação Pulmonar/fisiologia
Teste de Esforço/normas
Insuficiência Cardíaca/diagnóstico
Pneumopatias/diagnóstico
-Prognóstico
Espirometria
Circulação Pulmonar
Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/diagnóstico
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/fisiopatologia
Diagnóstico Diferencial
Dispneia/diagnóstico
Teste de Esforço/métodos
Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia
Hipertensão Pulmonar/diagnóstico
Pneumopatias/fisiopatologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 34 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde